Page 1

COOPERATIVISTA INFORMATIVO SESCOOP/PE - EDIÇÃO 21 - MAIO/2016

Prazo final de inscrições para o Dia C é prorrogado até o dia 17/06

ATO COOPERATIVO

Tese do STJ isenta pagamento de PIS e Cofins para cooperativas. Como proceder? Fecoop/NE integra novo conselho da CNCOOP - Pg03

Sescoop/PE realiza visitas de Monitoramento - Pg04


Editorial Palavra do Presidente

ÍNDICE

MONITORAR É PRECISO

O cooperativismo brasileiro ancora-se, hoje, em três grandes pilares: a OCB, que faz o registro e defende os interesses das cooperativas, além de ser a guardiã da doutrina cooperativista e seus princípios, na forma da legislação vigente; o Sescoop, entidade de apoio técnico-operacional, braço direito da OCB, que cuida da educação/formação/treinamento/

monitoramento/acompanhamento/controle; e promoção social, que faz a integração com a comunidade e dá visibilidade social; a CNCOOP, com suas federações e sindicatos, dá a conformidade na representação territorial e defesa da categoria econômica das cooperativas. É fato que o cooperativismo brasileiro está passando por um novo momento, na busca da profissionalização da governança e da gestão de suas empresas cooperativas. Eu sempre digo que não se faz cooperativa do jeito que se quer, mas do jeito que a Lei manda. Desde os tempos imemoriais, o cooperativismo preocupou-se em instituir formas de controle, sobretudo no seu processo de gestão. Com isso, buscou assegurar a cooperativa como mandatária, prestadora de serviços, gestora de negócios dos associados. Foi concebido o Conselho Fiscal, as diferentes formas de auditoria, enfim, se acercou de medidas acauteladoras. Neste momento, em todo o Brasil, em Pernambuco não poderia ser diferente, cumprindo um planejamento estratégico, as cooperativas então passando por um processo de monitoramento. É bom para elas, como empresas diferenciadas que são. É bom para os dirigentes, pois lhes dá ferramentas de governança e gestão. Mas, é bom, sobretudo, para os cooperados porque lhes outorga uma cooperativa confiável nos seus papéis de governança e gestão, em cumprimento à Medida Provisória 1.715 e suas edições.

Editorial e índice

02

Fecoop/NE integra conselho de CNCOOP

03

Sescoop/PE realiza visitas de Monitoramento

04

Sescoop/PE realiza curso com foco no E-Social

05

STJ decide a favor de não incidência de Pis e Cofins

06

Cooperativas se preparam para o Dia C 2016

08

Unicred Norte/Nordeste filia-se ao Sicredi

10

Notas

11

Cursos do Sescoop/PE

12

EXPEDIENTE Presidente do Sescoop/PE Malaquias Ancelmo de Oliveira Superintendente do Sescoop/PE Cleonice Pedrosa Informativo Ação Cooperativista Edição 21 - Maio/2016 Jornalista responsável: Vanessa Souza (DRT 4798) Fotos: Arquivos do Sescoop/PE e das cooperativas Reportagem: XP Comunicação e Vanessa Souza Diagramação: Sescoop/PE Impressão: Gráfica MXM O Ação Cooperativista é uma publicação do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Pernambuco (Sescoop/PE). Sescoop/PE - Rua Manoel Joaquim de Almeida, 165, Iputinga, Recife-PE. | Fone: +55.81.3032.8300 www.pecooperativo.coop.br Sugestões de pauta devem ser enviadas para: sescoop@sescooppe.coop.br

SELO FSC

02


Sistema

Fecoop/PE integra conselho da CNCOOP Para a presidência da CNCoop, Márcio Lopes de Freitas continua à frente do órgão. Ele, assim com todos os integrantes eleitos da nova diretoria, e também do Conselho Fiscal, tomarão posse do novo exercício no dia 1° de julho. Na reunião, diversos delegados representando os estados da federação estiveram presentes. O Nordeste foi a região com mais delegados na Assembleia.

CONSELHO DIRETOR 2016-2020 Márcio Lopes de Freitas PRESIDENTE

Malaquias Ancelmo de Oliveira, presidente da Fecoop/NE, foi eleito para a vice-presidência da entidade.

Ronaldo Ernesto Scucato VICE-PRESIDENTE

O

presidente da Fecoop/NE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, esteve em Brasília, no dia 10 de maio, para participar da Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Confederação Nacional das Cooperativas (CNCoop). No evento, houve a apreciação do balanço patrimonial, da prestação de contas da diretoria relacionadas à gestão do ano de 2015 e do plano de trabalho para o restante do exercício. Além disso, houve a eleição da nova diretoria e dos integrantes do Conselho Fiscal. Na eleição, Malaquias foi um dos aclamados como vice-presidente do órgão. O mandato tem duração de quatro anos.

Malaquias Ancelmo de Oliveira VICE-PRESIDENTE

Celso Ramos Regis VICE-PRESIDENTE

Nelson Costa VICE-PRESIDENTE

O Conselho Fiscal é composto por Dalva Aparecida Garcia, José Aparecido dos Santos e Esthério Sebastião Cosnago, seguido dos suplentes: Carlos Roberto Gonçalves, Vanderval José Ribeiro e Alexandre Gatti Lages.

Conselho Fiscal aprova contas da OCB/PE Os titulares do Conselho Fiscal da OCB/PE, Patrícia Miranda; Manoel Leôncio e Ed Cavalcanti Ramos, estiveram na sede da instituição, na tarde da quintafeira (19), para avaliar as contas do órgão nos meses de janeiro e fevereiro. Essa foi a terceira reunião do ano, sendo a primeira de julgamento das contas relacionada ao ano de 2016. Sem nenhuma ressalva, todo o apanhado de dados foi aprovado. O Conselho se reúne seis vezes ao ano.

Todo o apurado é divulgado em um balancete. “Apreciamos o balancete em ata, de número 46, e, sem problemas, aprovamos tudo que nos foi apresentado. Não vimos nenhum tipo de problema por parte da instituição, que, pela nossa análise, é bastante preocupada com a lisura e a boa gestão. O órgão está de parabéns”, afirmou Ed Cavaltanti, que é o atual presidente do Conselho Fiscal. A próxima reunião está prevista para acontecer em julho. 03


Monitoramento

Coenge recebe visita técnica de Monitoramento Lá, a equipe do Sistema OCB/PE foi recebida pelo presidente da cooperativa, José Paiva de Souza, que passou dados importantes sobre o crescimento da instituição.

Superintendente, Cleonice Pedrosa, em conversa com o presidente da Coenge.

A cooperativa está em atividade, desde o ano de 2014, no ramo de Educação, com foco no Ensino Fundamental. Atualmente, ela possui cerca de 230 alunos, com espaço para ampliar a operação. Analisando meios de proporcionar a manutenção da qualidade e o aperfeiçoamento da gestão da cooperativa, Cleonice abordou a importância de inserir a cooperativa em um dos programas de Monitoramento do Sescoop/PE. A principal meta na inserção da cooperativa no programa é proporcionar o desenvolvimento na gestão dos processos internos, ajudando na manutenção da credibilidade e transparência dos meios de governança da Cooenge. O presidente da cooperativa, após escutar os benefícios do programa, teve interesse no PAGC. A direção da Cooperativa foi reunida para estudar a possibilidade do levantamento documental necessário para adesão ao programa.

Cooperativas do Sertão aderem ao PAGC Na oportunidade, o presidente Nireu Alves Ferreira confirmou a adesão da cooperativa ao Programa Acompanhamento da Gestão Cooperativista (PAGC) e solicitou que o Sescoop\PE promova uma curso de treinamento sobre legislação cooperativista para os associados e colaboradores. Malaquias Ancelmo (à direita) em conversa com Nireu Alves.

04

A outra cooperativa que recebeu a visita da presidência foi a Cootransvale, que também aderiu ao monitoramento do Sescoop/PE. A partir de agora, assim como a Coopertransertão, a sociedade poderá receber acompanhamento para organização dos processos internos em conformidade com a legislação aplicada ao segmento.


Formação Profissional

Sescoop/PE realiza curso com foco no E-Social plataforma governamental para gerenciamento previdenciário e apuração de tributos do FGTS. Na oportunidade, o palestrante chamou a atenção para os objetivos do E-social, que, quando administrado da forma correta, pode reduzir a informalidade na relação do emprego, unificar a capacitação das informações definidas no conceito e-social e ainda racionalizar as obrigações com o estabelecimento de transmissão única para diferentes órgãos do governo.

Curso aconteceu no Recife.

O Sescoop/PE promoveu, nos dias 09 e 10 de maio, um curso de Capacitação Trabalhista e Previdenciária com foco no E-social, destinada a contadores e diversas cooperativas pernambucanas. A capacitação foi conduzida pelo contador tributarista e perito judicial, Evarley dos Santos. No primeiro dia de curso, o palestrante focou os conceitos básicos de assuntos tributaristas para igualar o conhecimento do público. No curso, ele formalizou o entendimento do E-social, que é uma

Curso Básico de Cooperativismo O Sescoop/PE promoveu, no dia 06 de maio, o Curso Básico de Cooperativismo, na sede da instituição. A formação foi oferecida para pessoas que já estão atuando no segmento cooperativista e desejavam entender um pouco mais sobre a organização das cooperativas e os princípios do cooperativismo.

Para o gerente financeiro do Sescoop Nacional, Carlos Baena, que veio ao Recife para acompanhar o curso, essa é uma grande oportunidade dos dirigentes de cooperativas pernambucanas olharem os processos internos e buscarem pela qualidade. “Sempre temos que primar pela qualificação, isso tem de ser algo primordial quando o assunto é fiscal. Nos próximos meses, as cooperativas serão mais cobradas por diversas exigências e quem não estiver com os processos em dia sofrerá penalidades do governo. Então, o Sescoop/PE acerta no oferecimento deste curso, é visível a preocupação dele com o bem-estar organizacional das cooperativas”, afirmou Carlos.

Cursos e Eventos de maio Confira outros cursos e eventos realizados no mês de maio, que , no total, atenderam mais de 300 participantes: Curso Qualificação de Taxistas Curso LC 130/09

Recife Recife

Liderança e Motivação

Palestra O Poder da Motivação

Recife

Para inspirar e desenvolver novos valores nas atividades internas dentro da Cooperativa de Crédito dos Ser vidores Públicos de Per nambuco (Pernambucred), o Sescoop/PE promoveu o curso de Liderança e Motivação, no dia 31 de maio. O evento foi ministrado pelo consultor Fernando Chalegre.

Palestra Maternidade X Carreira

Caruaru

Formação em Cooperativismo

Macaparana

Formação em Cooperativismo

Santa Cruz

Encontro de Professores

Pesqueira

05


Ato Cooperativo

STJ decide a favor de não incidência de PIS e COFINS Acórdão vale para ações judiciais e exige cautela das cooperativas o segmento, inclusive no dia do julgamento, como participante. O consultor jurídico do Sistema, em âmbito nacional, João Cateano Muzzi Filho, argumentou que o artigo 79 da lei nº 5.764/71 afasta por completo o conceito de faturamento apresentado pela Procuradoria. Isso porque, este não configura compra e venda de produtos e serviços e nem operação de mercado.

Sede do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília-DF.

O

mês de maio mobilizou o segmento cooperativista, em todo o País por causa do resultado do julgamento de dois Recursos Especiais no dia 27 de abril. A sessão versou sobre a incidência do PIS e Cofins sobre o ato cooperativo e a decisão favorável à não aplicabilidade representa um ganho positivo para o segmento nas ações em juízo ou que venham a ser apresentadas à Justiça. A decisão apresenta-se em conformidade com o artigo 927 do Novo Código Civil, que atribui aos julgadores do âmbito do Judiciário a obediência ao determinado no acórdão, já que se trata de uma tese referente à demanda repetitiva. Isso significa que os juízes não podem julgar os casos que se enquadrem na tese do STJ de forma diferente. Durante o julgamento, a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) apresentou posicionamento contrário à não incidência, defendendo que a questão não poderia ter aplicação genérica, tendo em vista a especificidade dos Ramos, que deveriam atender a leis e normas específicas. Segundo o órgão, ainda, as receitas das cooperativas se enquadrariam como faturamento. Acompanhando o andamento da questão desde o início, o Sistema OCB nacional disponibilizou sua assessoria jurídica para analisar o caso e para defender 06

Sobre o ato cooperativo, o assessor Jurídico da OCB/PE, Arinaldo Crispim, esclarece. “O ato cooperativo se manifesta quando o serviço é prestado pela cooperativa ao seu associado. Por exemplo: em uma cooperativa de trabalho em que há a celebração de um contrato com os tomadores de serviço que será prestado pelos associados, os valores pagos pelo contratante dos serviços à cooperativa configurarão o contexto do ato cooperativo típico, uma vez que esses valores serão repassados aos seus associados”, afirmou. Ainda sobre a questão, o assessor toma como exemplo um dos recursos julgados pelo STJ, interposto pela cooperativa Ecocitrus do Ramo Agropecuário. “Nesse caso, a produção de café dos associados da cooperativa entregue à sociedade, seu beneficiamento e venda no mercado manifesta o ato cooperativo. Caso a cooperativa adquira o produto de um produtor que não seja associado, então, sim, estaremos diante de um ato não cooperativo”, frisou. Ainda durante o julgamento, o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, relator dos recursos, apresentou suas considerações defendendo que mesmo a Constituição Federal falando em adequado tratamento tributário como um conceito indeterminado, os juízes não poderiam deixar de definir a aplicação a casos concretos. Ainda segundo ele, o artigo 79, da lei 5.764/71, trata o ato cooperativo típico como uma atividade fora do mercado e não sujeita às incidências características das empresas mercantis. Ao final do julgamento, foi definida a tese de que não incide contribuição do PIS e Cofins sobre os atos típicos praticados pela cooperativa.


Ato Cooperativo Entenda o caso ANTES DO JULGAMENTO Em 24/02/2010, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) elegeu dois recursos especiais, denominados recursos repetitivos, para definição de uma tese sobre o tema. Foram eles: Recurso Especial 1.164.716 e 1.141.667. O Sistema OCB acompanhou o desdobramento de todo o caso, inclusive fazendo uso da tribuna e par ticipando de audiências, sempre defendendo a não incidência. JULGAMENTO

Arinaldo Crispim, assessor jurídico da OCB/PE.

A tese representa uma grande conquista para o segmento cooperativista, mas as cooperativas, por enquanto, devem continuar pagando os referidos tributos. Arinaldo Crispim esclarece a questão. “Essa decisão do STJ, não significa que as cooperativas não devem pagar PIS e Cofins. Isso porque, a decisão refere-se apenas a dois casos julgados pelo STJ. A cooperativa que pretender se beneficiar da decisão judicial do tribunal superior poderá ingressar em juízo, com ação própria, tendo ampla possibilidade de êxito”, defende. O advogado ainda orienta que o PIS e o Cofins são pagos pela pessoa jurídica quando esta pratica o fato gerador. Como a cooperativa não o pratica, não se poderia falar em incidência tributária. Apesar da tese defender essa premissa, a Fazenda Nacional ainda pode apresentar recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF). Para que a questão da incidência de tributos sobre o ato cooperativo seja aplicada a todas as cooperativas, independentemente de ação judicial, é preciso que a questão seja tratada em lei. Acompanhe pelo site ocbnocongresso.brasilcooperativo.coop.br os trabalhos da assessoria jurídica da OCB nacional na defesa das cooperativas no Congresso.

Os ministros do STJ decidiram por unanimidade acompanhar o voto do Relator, Napoleão Nunes Maia Filho, e fixar a tese da não incidência da contribuição do PIS e COFINS sobre o ato cooperativo. O QUE ACONTECE AGORA? O benefício se aplica às cooperativas que já estejam com algum processo em andamento sobre a questão. A decisão também terá efeito direto sobre os processos suspensos. No STJ hoje, segundo dados do próprio tribunal, existem 222 processos suspensos. As cooperativas que quiserem de beneficiar do acórdão poderão ingressar com uma ação em juízo. Enquanto a decisão vale apenas para a esfera dos processos judiciais, existe um Projeto de Lei Complementar que propõe a não incidência de tributos em todos os casos que envolvam atos cooperativos. Trata-se do PLP 271/2005, que atualmente está sendo apreciado pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

07


Promoção Social

Dia C especial para as crianças Em visita ao Sescoop/PE, no dia 19 de maio, os representantes da cooperativa do Ramo Educação falaram sobre o planejamento do evento. Ao todo, devem ser beneficiadas de 150 a 200 crianças com a ação, que tem característica contínua, visto que deverá ser realizada a cada bimestre a partir do mês do julho. A programação focará recreações, mas outras atividades lúdicas ainda estão sendo definidas, a exemplo de apresentação musical e torneio por equipes de brincadeiras como bola de gude e pula-corda. Coopefen realizará ação do Dia C na cidade de Feira Nova.

N

o dia 03/07, a comunidade de Vila do Ouro, no município de Feira Nova, a 77 km do Recife, recebe a primeira ação da Cooperativa de Ensino Fundamental, Médio, Esporte e Arte de Feira Nova (Coopefen), marcando a estreia da cooperativa na campanha. Intitulada “Se essa rua fosse minha: brincar e ser feliz”, a iniciativa busca resgatar as brincadeiras infantis de rua, trabalhando, de forma lúdica, o espaço coletivo de convivência entre as crianças.

No momento, a Coopefen está fechando parcerias para realizar a ação, com instituições e órgãos como a Prefeitura de Feira Nova, para a ocupação de um espaço de apoio para a organização do evento, e a ONG Pró Ludus, O Caminho, que trabalha com brinquedoteca e reciclagem. Além disso, parcerias com uma loja de materiais escolares e um consultório odontológico, para aplicar de flúor nas crianças, também estão em andamento. A cooperativa conta com 117 alunos e atende a crianças do maternal ao 5º ano.

Coopemater prepara Dia C em abrigo de animais

D

irigentes e cooperados da Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários da Emater (Coopemater) já começaram a movimentação para festejar a passagem do Dia C. Neste ano, a ideia é fazer o bem a animais que foram abandonados e hoje estão sendo tratados em uma instituição, sem fins lucrativos, localizada no centro do Recife. O objetivo é que durante o mês de maio a cooperativa possa arrecadar materiais para doação e levar pessoas interessadas na adoção de cães e gatos. O dia de visitar a instituição ainda não foi escolhido, porém já se sabe que acontecerá no mês de junho. 08

Em 2015, a cooperativa comemorou o Dia C juntamente com a Uniodonto. Essa parceria proporcionou momentos de alegria para 30 crianças amparadas pela Associação de Apoio à Criança e Adolescente (AACA). A instituição fica na comunidade da Ilha de Santa Terezinha, no bairro de Santo Amaro, no Recife. Ao local foram doados cerca de 250 livros paradidáticos e kits de higiene pessoal. Já neste ano, a ideia é proporcionar o bem em outras escalas. “Como gostamos muito de animais, surgiu a oportunidade de irmos até um abrigo de cães e gatos e ajudar no que for possível”, afirmou a assistente administrativa, Eloisa Sales.


Promoção Social

Coopertranscabo comemora sucesso do Dia C de violência contra crianças e a mulher, embelezamento de cabelo e maquiagem, além de atividades culturais, como rodas de capoeira e teatro.

Cooperativa garantiu mais de 1000 atendimentos ao público.

A escola Modelo Nova Era, em Ponte dos Carvalhos, no município do Cabo de Santo Agostinho, nunca tinha recebido tantas pessoas em uma ação social, como a que aconteceu em comemoração ao Dia C, no dia 28 de maio. Graças aos trabalhos realizados pela Cooperativa de Transporte Complementar do Cabo (Coopertranscabo), até a finalização dos serviços prestados à população no dia, mais de 1000 pessoas foram atendidas. As salas foram divididas para oferecer diferentes serviços, como: corte de cabelo, exame para teste de sífilis e HIV, higienização bucal, aferimento de pressão, conscientização

A doméstica Erna Cristiano da Silva aprovou o evento. “Ano passado eu participei dessa ação, que é maravilhosa. É muito bom saber que a cooperativa pensa no bem-estar da mulher. Aqui, fiz uma escova para o cabelo e agora vou saber as melhores formas de me maquiar. Isso tudo para mim é algo raro. As pessoas envolvidas nesse projeto estão de parabéns”, concluiu. Como as ações do Dia C cresceram e conseguiram uma boa difusão dentro do município, a cooperativa deverá antecipar as reuniões de planejamento do Dia C de 2017. “Neste ano conseguimos grandes serviços em um pequeno espaço de tempo. Em menos de um mês, montamos tudo. Nossa meta é crescer bastante. Então, já reservei agenda com as pessoas para que o planejamento do próximo ano comece com seis meses de antecedência”,afirmou Arnaldo José de Souza, presidente da Coopertranscabo.

Coohabprovenpe repetirá ação exitosa de 2015 No ano de 2015, a Cooperativa Habitacional dos Empregados Propagandistas e Vendedores de Pr o d u t o s f a r m a c ê u t i c o s d e Pe r n a m b u c o (Cooabprovenpe), protagonizou uma das festas mais marcantes do Dia C. A instituição, juntamente com o apoio de voluntários, organizou uma grande celebração na Casa dos Humildes, abrigo beneficente para 30 idosas, localizado no bairro de Casa Forte, Zona Norte do Recife.

Desta vez, haverá um maior levantamento das necessidades junto à direção da entidade. A intenção é saber quais as principais necessidades da casa e ajudar no que for possível. “Não queremos levar para o abrigo o que não é necessário. Iremos falar com as pessoas que estão à frente do local e, com muita alegria, tentar suprir da melhor forma possível as indigências”, confirmou o presidente da cooperativa, João Rodrigues.

Com a boa repercussão da festividade, a ideia para comemorar a nova edição do Dia C é voltar até o local e fazer um bem ainda maior.

Até o momento, a direção da cooperativa não escolheu a data da comemoração. Mas a intenção é que a comemoração aconteça mês de junho. 09


Ramo Crédito

Unicred Norte/Nordeste filia-se ao Sicredi A decisão foi bastante debatida em assembleia, que foi presidida pelo diretor-presidente da instituição no Recife, Floriano Quintas, e pelo diretor-presidente da Unicred Central Norte/Nordeste, Wilson Moraes. Todas as dúvidas foram escutadas e respondidas pelos próprios dirigentes. Ao final do debate, a escolha pela adesão ao sistema foi colocada em votação, sendo aprovada por ampla maioria de votos.

A filiação foi aprovada em Assembleia Geral Extraordinária

E

m Assembleia Geral Extraordinária, a cooperativa de Crédito Unicred decidiu pela incorporação ao Sistema Sicredi, instituição com mais de 3,1 milhões de associados no Brasil e R$8,2 bilhões em patrimônio líquido. Com a escolha, a Unicred incrementa as operações realizadas no Norte e Nordeste e passa a operar, agora, em todo território nacional.

Na opinião da gerente de Controladoria e conselheira fiscal do Sescoop/PE, Silvana Delange, foi uma grande conquista, pois a escolha só fortifica as operações da Unicred e leva o nome da instituição a várias localidades. “Os associados irão ganhar muito com essa opção. Ela representa um maior número de serviços e uma abrangência nacional das nossas atividades”, comentou Silvana. Ela ainda completou que o aumento também significa um aporte maior no âmbito monetário. A Unicred sai dos R$4 bilhões de ativos e pula para R$56,5 bi.

Sescoop/PE realiza palestra para mulheres na Pernambucred

Participantes durante a palestra em homenagem ao Dia das Mães

10

Com o intuito de festejar o Dia das Mães e valorizar o papel da mulher nas jornadas como mãe e trabalhadora, o Sescoop/PE ofereceu uma palestra sobre Maternidade X Carreira, que foi destinada a mulheres do setor administrativo da Cooperativa de Crédito dos Servidores Públicos de Pernambuco (Pernambucred). A palestrante do evento foi a couch e professora universitária de gestão de pessoas, Elda Madruga. Ela levou o público a refletir sobre o que é prioridade na vida e como ser feliz somente com o necessário para viver. Outro ponto sugerido por Elda às mulheres foi a preocupação com os legado que elas deixarão para as pessoas próximas. As cooperativas Unimed Recife e Unimed Caruaru também receberam palestra da couch nos dias 04 e 06 de maio respectivamente.


Destaques

Pesqueira recebe Encontro de Professores

O evento reuniu docentes que atuam com o Programa Cooperjovem

A cidade de Pesqueira, localizada a 220 quilômetros da capital pernambucana, recebeu, nos dias 27 e 28 de maio, o Encontro Estadual do Cooperjovem, programa que tem o objetivo de inserir estudantes dos ensinos fundamental e médio nas práticas e valores do cooperativismo.

Notas COOPERATIVA DO ANO - As cooperativas que se destacam no desempenho das atividades realizadas pelos dirigentes e cooperados podem concorrer a 10ª edição do Prêmio Cooperativa do Ano. A premiação tem o foco principal na valorização das pessoas e nas instituições com o pensamento no cooperativismo como provedor de benefícios. A iniciativa é do Sistema OCB e as inscrições iniciam dia 04 de julho e seguem até 04 de setembro. DIA DAS MÃES - Para celebrar o Dia das Mães, no domingo (08), a Cooperativa de Trabalho em Ciências Agrárias e Meio Ambiente (Cootec), com sede no município de Jatobá, preparou uma celebração especial, envolvendo mães de alunos beneficiados com o Cooperjovem, programa com o objetivo de inserir estudantes dos ensinos fundamental e médio nas práticas e valores do cooperativismo. Elas foram convidadas a participarem de uma oficina de arte, onde criaram algumas peças, que foram expostas para outras mães, no domingo, dia da celebração. 11


Destaques CURSOS GRATUITOS PARA COOPERATIVAS O Sescoop/PE divulga os próximos cursos que serão realizados no Recife, de junho a agosto de 2016. As formações são abertas para cooperados e funcionários de cooperativas pernambucanas. Inscrições pelo site: www.pecooperativo.coop.br

GESTÃO DE PESSOAS

17 DE JUNHO

Carga horária: 08 horas Local: auditório do Sescoop/PE Rua Manoel Joaquim de Almeida, 165, Iputinga, Recife/PE.

ADMINISTRAÇÃO EFICAZ DO TEMPO

08 DE JULHO

Carga horária: 08 horas Local: auditório do Sescoop/PE Rua Manoel Joaquim de Almeida, 165, Iputinga, Recife/PE.

RELAÇÕES INTERPESSOAIS

22 DE JULHO

Carga horária: 08 horas Local: auditório do Sescoop/PE Rua Manoel Joaquim de Almeida, 165, Iputinga, Recife/PE.

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

05 e 06

Carga horária: 12 horas

Dia 05 de agosto: das 18h às 22 horas DE AGOSTO Dia 06 de agosto: das 08h às 17 horas Local: Hotel em Recife (a definir)

ORATÓRIA E TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO

19 e 20 DE AGOSTO

12

Carga horária: 12 horas Dia 19 de agosto: das 18h às 22 horas Dia 20 de agosto: das 08h às 17 horas Local: Hotel em Recife (a definir)

Boletim Maio - Edição 21/2016  

O informativo traz como matéria de capa a decisão do STJ sobre o Ato Cooperativo, detalhando como as cooperativas devem proceder a partir de...

Advertisement