Page 1

ano 5 | nĂşmero 74

Sesc Palladium

Sesc Palladium

Agosto-2017


Teatro

2

Dança

8

Cinema

13

Música

53

Artes Visuais

64

Literatura

71

Programa Educativo

84


Agosto no Sesc Palladium A dança é um dos grandes destaques da programação do Sesc Palladium em agosto. A Cia. Sesc de Dança estreia seu novo espetáculo, Outro em Si. A coreógrafa Deborah Colker também traz novidade para o Grande Teatro, com a montagem Cão sem Plumas. O movimento da Tropicália é foco em diversas atrações no centro cultural. A exposição Mais do Que Araras, a Mostra CineTropicália e o Domingos Clássicos, com a Orquestra Ouro Preto, vão explorar a temática durante todo o mês. Tem estreia também no teatro: Os Indicados, com direção de Vinícius Souza. O público infantojuvenil não fica de fora: que tal juntar a família e assistir ao espetáculo A Festa do Pijama? Já vai preparando o traje de dormir para esse dia, porque novidades vêm por aí.

Sesc Palladium

E tem muito mais atrações esperando por você! Fique ligado nas nossas redes sociais e acompanhe a programação.


2 Musical Cartola – O Mundo É um Moinho | Foto: Vânia Toledo

Teatro


Aline Aquino

Musical Cartola: O Mundo É um Moinho

11e12

Fato Produções São Paulo

NÃO SERÁ PERMITIDA A ENTRADA APÓS O INÍCIO DO ESPETÁCULO.

Sexta, às 21h | sábado, às 19h Classificação: 12 anos Duração: 165 minutos Direção: Roberto Lage

Ingressos: Plateia I: R$ 70 (inteira), R$ 35 (meia) e R$ 28 (comerciário) | Plateia II: R$ 60 (inteira), R$ 30 (meia) e R$ 24 (comerciário) | Plateia III: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia) e R$ 20 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto, limitado a 200 lugares.

O Musical Cartola: O Mundo É um Moinho narra a vida e a obra do maior poeta do samba, Angenor de Oliveira, Cartola, um dos fundadores das principais escolas de samba, como a Estação Primeira de Mangueira. Na dramaturgia de Artur Xexéo, o musical traz os conflitos e as emoções dos integrantes de uma escola ao desenvolver o enredo em homenagem ao sambista. São 18 atores cantores e oito músicos, que contam a história e a vasta obra de Cartola, com direção de Roberto Lage e direção musical de Rildo Hora.

3


Filipe Silva

Os Indicados Minas Gerais

De 18 a 20/08 | dias 25 e 27/08 Sexta e sábado, às 20h | domingo, às 19h Classificação: 12 anos Duração: 60 minutos Direção: Vinícius Souza

NÃO SERÁ PERMITIDA A ENTRADA APÓS O INÍCIO DO ESPETÁCULO.

Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 4 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

Uma hora é o tempo que dois personagens têm para preparar um discurso que será proferido numa importante cerimônia caso eles recebam o prêmio ao qual foram indicados. Seria o tempo suficiente, não fossem estranhos imprevistos. Esse ensaio para um discurso é pano de fundo para uma reflexão sobre os últimos tempos vividos no Brasil, em que a convivência entre diferentes tem sido um desafio.

4


Anna Campos

A Festa do Pijama

D O M

Grupo Oriundo de Teatro Minas Gerais

NÃO SERÁ PERMITIDA A ENTRADA APÓS O INÍCIO DO ESPETÁCULO.

Classificação: livre Duração: 50 minutos Direção: Antonio Hildebrando e Anna Campos

20

16h

Espetáculo com intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ingressos: R$ 5 (inteira), R$ 2,50 (meia) e R$ 2 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

Espetáculo infantojuvenil que agrada também ao público adulto, A Festa do Pijama é uma grande celebração ao mundo da criança. A apresentação é povoada por brincadeiras, disputas, histórias e estados emocionais próprios do universo infantil, tais como a pirraça e o medo de assombração. Tudo revelado e vivenciado por atores em cena, com trilha sonora executada ao vivo.

5


Centro de Criação para Atores e Diretores (Cecad) Minas Gerais

Teatro de Bolso e Espaço Multiúso

De 24/08 a 19/12/2017 Terças, quartas e quintas-feiras, das 9h às 12h Classificação: 18 anos Duração: 150 horas Direção: Grupo Oriundo de Teatro Inscrição para DIRETORES: bit.ly/selecaopalladium até dia 27/07 | divulgação dos selecionados 1ª etapa: dia 02/08 | realização 2ª etapa (entrevista presencial): de 8 a 10/08 | divulgação dos selecionados 2ª etapa (final): 14/08 | vagas: 3 | inscrições prévias | seleção por análise de currículo e carta de intenção | início do curso: 24/08 Inscrição para ATORES: bit.ly/selecaopalladium até dia 07/08 | divulgação dos selecionados 1ª etapa: dia 11/08 | realização 2ª etapa (entrevista presencial): de 15 a 17/08 | divulgação dos selecionados 2ª etapa (final): 21/08 | vagas: 15 | inscrições prévias | seleção por análise de currículo e carta de intenção | início do curso: 24/08 50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários. 6


MIguel Souza

Teatro de Bolso e Espaço Multiúso

O Centro de Criação para Atores e Diretores (Cecad) é um núcleo de formação com atividades fundamentadas na criação, composição e apresentação de cenas teatrais. Em 2017, será voltado para o teatro infantil. A proposta este ano visa contribuir para o desenvolvimento técnico e artístico das funções de ator e diretor, com atividades que permeiem as duas funções, a fim de valorizar produções teatrais para a infância. A coordenação desta edição será do Grupo Oriundo de Teatro. Ao final do curso, serão apresentados trabalhos artísticos resultantes do processo no Teatro de Bolso do Sesc Palladium.

7


8

Danรงa

Cรฃo sem Plumas | Foto: CAFI


CAFI

Cão sem Plumas

5e6

Cia. Deborah Colker Rio de Janeiro

Sábado, às 21h | domingo, às 19h NÃO SERÁ PERMITIDA A ENTRADA APÓS O INÍCIO DO ESPETÁCULO.

Classificação: livre Duração: 67 minutos Direção: Deborah Colker

Ingressos: Plateias I e II: R$ 110 (inteira), R$ 55 (meia) e R$ 44 (comerciário) | Plateia III: 50 (inteira), R$ 25 (meia) e R$ 20 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto, limitado a 200 lugares.

Cão sem Plumas é o novo espetáculo da Companhia de Dança Deborah Colker. Baseada no poema homônimo de João Cabral de Melo Neto, a obra de dança contemporânea, concebida por Deborah Colker e pelo cineasta Cláudio Assis, traz para a cena, com 15 bailarinos, o potente relato poético do escritor pernambucano sobre o rio Capibaribe, da sua nascente ao encontro com o mar. “‘Cão sem Plumas’ é um poema geográfico, cheio de imagens. Nosso espetáculo é um encontro da dança com o cinema”, diz Deborah. A última apresentação da companhia em Belo Horizonte aconteceu em 2015.

9


Carolina Sudati

[sucesso] estudo para o fracasso (residência artística)

15a20

Carolina Sudati _ Translúcida /Bruta São Paulo

19h

Classificação: livre Duração: 180 minutos/dia

Espaço Multiúso e Foyer Augusto de Lima

Entrada gratuita. Lista de presença na recepção da av. Augusto de Lima. Espaço sujeito a lotação

Performance-instalação de Carolina Sudati desenvolvida em processo de residência artística integrado ao processo formativo Laboratório de Criação Figurino/Disparador. Durante o período de residência, tanto a proponente como os participantes do processo formativo estarão conectados com a investigação do corpo em relação à manipulação do vestuário. Os materiais escolhidos para o desenvolvimento dessas peças, dessas roupas-objetos, terão a função de transformar o corpo devido ao peso na sua manipulação. O processo de trabalho é aberto a interessados que quiserem observar e dialogar. 10


Carolina Sudati

[sucesso] estudo para o fracasso (laboratório de criação figurino/disparador)

22a26

Carolina Sudati _ Translúcida /Bruta

São Paulo

18h

Classificação: 16 anos Duração: 240 minutos/dia | vagas: 30 Inscrição: bit.ly/selecaopalladium até dia 10/08 | divulgação dos selecionados: dia 14/08 Seleção por análise de currículo. 50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários.

[sucesso] estudo para o fracasso (laboratório de criação figurino/ disparador) contará com 20 participantes que irão manufaturar e operar suas roupas-objetos. Nesse laboratório de 20 horas, os materiais brutos determinarão a invenção dos corpos e suas criações de mobilidade. A relação entre sucesso e fracasso é experimentada através da exploração e superação dos limites, em um convite para corpos com diferentes trajetórias e experiências. No último dia de laboratório haverá uma mostra de processo. Mais informações: www.translucidabruta.com.

11


Alessandra Duarte

Outro em Si

26e27

Cia. Sesc de Dança Minas Gerais

Sábado, às 20h30 | domingo, às 19h

NÃO SERÁ PERMITIDA A ENTRADA APÓS O INÍCIO DO ESPETÁCULO.

Classificação: livre Duração: 60 minutos Direção: Fernanda Lippi e André Semenza Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 4 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

O espetáculo Outro em Si explora a resistência e a impregnação do que é estrangeiro para nós mesmos e as possibilidades de outrar-se, simbolicamente tornar-se outro. Na construção de nós mesmos vamos incorporando de forma marcante figuras que ajudaram a construir o nosso caráter. Sempre existe o “estrangeiro nos acompanhando”. Ele habita em nós, é a face oculta da nossa identidade.

12


13 Mostra CineTropicália - Os Doces Bárbaros | Foto: Divulgação

Cinema


Divulgação

1º RE

Lançamento do DVD Coletânea MUMIA de Animações Mineiras #1

19h

Curadoria: Sávio Leite Classificação: 14 anos Duração: 90 minutos

T

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

A Mostra Udigrudi Mundial de Animação (Mumia) comemora seus 15 anos de existência em 2017. Para celebrar esse momento foram selecionadas 10 animações produzidas em Minas, realizadas entre 1998 e 2015, que ajudam a contar um pouco da história da Mostra e da animação mineira. Este DVD se soma aos outros lançamentos da Mumia – os livros Subversivos: o Desenvolvimento do Cinema de Animação em Minas Gerais (2013) e Maldita Animação Brasileira (2015), que lançamos para incentivar a animação brasileira a conquistar novos ares e ampliar seu público. 14


Divulgação

4a17

Cine Sesc Palladium

Mostra Faces do Subúrbio: Cinema e Periferia Periferia, favela, subúrbio, arrabalde, quebrada, maloca, lonjura: os nomes são vários, o significado é só um: lugar onde pobre mora. Face mais evidente da desigualdade social fundadora da sociedade brasileira, os espaços periféricos sempre foram recorrentes no nosso cinema. Das favelas cariocas nos anos 50 aos subúrbios atuais de Contagem e Ceilândia, a evolução das quebradas brasileiras está gravada em imagens e sons. A Mostra Faces do Subúrbio: Cinema e Periferia apresenta diversas representações da periferia no cinema brasileiro, passando pelas mais diferentes épocas e por diferentes gêneros cinematográficos.

15


Divulgação

Os Inquilinos

4e12

Dia 4, às 17h30 | dia 12, às 17h30 Direção: Sergio Bianchi Classificação: 14 anos Duração: 103 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Durante os dias de atentado do PCC em São Paulo, a realidade de uma família de periferia é alterada com a chegada de três jovens barulhentos que alugam a casa vizinha. Valter, Iara e seus dois filhos pequenos passam a dormir mal. Valter, empregado em uma banca de frutas, atormenta-se com as mudanças no cotidiano de sua rua, que conhece apenas pela narrativa de Iara, que, desde a chegada dos novos inquilinos, parece-lhe cada dia mais bonita. Logo, eles percebem que os três rapazes fazem parte do crime organizado. O uso da violência parece ser inevitável, e eles começam a se sentir acuados. 16


Divulgação

Cinco Vezes Favela

S E X

Direção: Cacá Diegues, Joaquim Pedro, Leon Hirszman, Marcos Farias e Miguel Borges Classificação: 12 anos Duração: 92 minutos

4

19h30

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

A vida na favela de uma cidade grande em cinco episódios independentes. Um desempregado arquiteta um plano para mudar de vida. Um latifundiário quer de volta suas terras, onde está instalada uma favela. Um presidente de um grêmio recreativo divide-se entre lutar pela sua categoria ou aceitar as imposições comerciais do Carnaval. Moradores caçam gatos para usar seu couro para fabricar tamborins. Sobre uma pedreira há uma favela. Ao perceber o risco de desabamento dos barracos, em consequência das explosões de dinamite, os operários incitam os moradores a um movimento de resistência para impedir um acidente fatal. Sessão comentada por Roberta Veiga. 17


Divulgação

A Margem

5e11

Dia 5, às 15h30 | dia 11, às 19h30 Direção: Ozualdo Candeias Classificação: 16 anos Duração: 96 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Inspirado em acontecimentos reais publicados em jornais popularescos, o filme aborda o dia a dia da população pobre que vive às margens do rio Tietê: prostitutas, cafetões, deficientes mentais, aleijados, tipos desesperados que aguardam a barca do inferno.

18


Divulgação

Sessão Curtas Aloysio Raulino

5e17

Dia 5, às 17h30 | dia 17, às 19h30

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

O Tigre e a Gazela

Direção: Aloysio Raulino Classificação: livre Duração: 14 minutos

As fisionomias, os gestos e as falas de mendigos, pedintes, loucos e foliões que passam pelas ruas de São Paulo. Os sons e imagens são ilustrados com extratos de Frantz Fanon. Sessão comentada por Daniel Ribão: dia 17, às 19h30.

19


Divulgação

5e17 Lacrimosa

Cine Sesc Palladium

Direção: Aloysio Raulino Classificação: livre Duração: 13 minutos

Um mergulho em São Paulo a partir da inauguração de uma nova avenida na cidade – a Marginal Tietê – filmado num único plano, que percorre toda a via. Um mosaico das contradições básicas da cidade e uma introdução à problemática de uma megalópole do Terceiro Mundo, onde a opulência de uns contrasta com a pobreza absoluta de outros.

Jardim Nova Bahia

Direção: Aloysio Raulino Classificação: livre Duração: 15 minutos

Depoimento prestado por Deutrudes Carlos da Rocha, baiano de 24 anos, lavador de automóveis, que vive em São Paulo. Em sua primeira parte, o 20


Divulgação

5e17 depoimento de Deutrudes é alternado com aspectos de outros baianos que estão na mesma condição dele. Na segunda parte, ele próprio empunha a câmara, exprimindo-se livremente, sem qualquer interferência do realizador.

Cine Sesc Palladium

Teremos Infância

Direção: Aloysio Raulino Classificação: livre Duração: 12 minutos

Arnulfo Silva, ex-menor abandonado de São Paulo, relata sua experiência pessoal, marcada por mazelas da infância, período em que foi vítima de todo tipo de sofrimento e humilhação. Uma figura excepcional, dotada de grande inteligência e capacidade de expressão, em seu depoimento ele chama a atenção da sociedade e reivindica um melhor tratamento para o menor abandonado, a fim de que este não se transforme no bandido de amanhã. 21


Divulgação

A Batalha do Passinho

5e13

Dia 5, às 19h30 | dia 13, às 15h30 Direção: Emílio Domingos Classificação: 10 anos Duração: 80 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Surgido nas favelas cariocas, o passinho explodiu em 2008 e desde então vem mudando a cara da periferia do Rio de Janeiro. Uma nova forma de dançar o funk, o passinho é a manifestação cultural carioca mais importante dos últimos 10 anos. O documentário A Batalha do Passinho acompanha de perto esse fenômeno e mostra de dentro do movimento a evolução dessa cultura. Sessão comentada por Emílio Domingos: dia 5, às 19h30, seguida de “disputa” no Foyer Augusto de Lima, com os passistas do Lá da Favelinha. 22


Divulgação

Batalha do Passinho com Passistas Dancy

S Á B

Direção: Affonso Uchoa Classificação: 10 anos Duração: 60 minutos

5

21h

Entrada gratuita.

Entrada pela av. Augusto de Lima

O passinho, oriundo das comunidades do Rio de Janeiro, chegou a BH pelo YouTube e mobilizou milhares de jovens das comunidades populares. Os jovens se encontram para disputar quem dança mais. O encontro promove a circulação e ocupação nos espaços públicos da cidade e a visibilidade dos dançarinos da favela. Nesse contexto, nasce também o Passista Dancy, grupo de dança formado na comunidade do Aglomerado da Serra por estudantes e admiradores da cultura do funk.

Foyer

Após a exibição de A Batalha do Passinho, o diretor Emílio Domingos comentará o filme e os dançarinos do Passista Dancy realizarão uma batalha de passinho. 23


Divulgação

A Vizinhança do Tigre

6e15

Dia 6, às 15h30 | dia 15, às 19h30 Direção: Affonso Uchoa Classificação: 16 anos Duração: 94 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Juninho, Menor, Neguinho, Adilson e Eldo são jovens moradores do bairro Nacional, periferia de Contagem. Divididos entre o trabalho e a diversão, o crime e a esperança, cada um deles terá de encontrar modos de superar as dificuldades e domar o tigre que carregam dentro das veias. Sessão comentada por Affonso Uchoa: dia 15.

24


Divulgação

Sessão Curtas Moradia

6e12

Dia 6, às 17h30 | dia 12, às 15h30

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Santa Marta – Duas Semanas no Morro Direção: Eduardo Coutinho Classificação: 14 anos Duração: 54 minutos

Vivendo por duas semana no morro Santa Marta, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro, Eduardo Coutinho acompanha a rotina dos moradores, seus hábitos, o complicado relacionamento com a polícia, suas demandas, sonhos e reclamações.

25


Divulgação

6e12 Fim de Semana

Cine Sesc Palladium

Direção: Renato Tapajós Classificação: 14 anos Duração: 30 minutos

A urbanização e a autoconstrução na Grande São Paulo: as situações socioeconômicas que as geram e a paisagem resultante do conjunto. Depoimentos de moradores dos bairros periféricos de Jardim Castilho, Jardim Macedônia, Jardim d’Avila e Taboão de São Bernardo.

26


Divulgação

Branco Sai, Preto Fica

6e11

Dia 6, às 19h30 | dia 11, às 17h30 Direção: Adirley Queirós Classificação: 12 anos Duração: 93 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Tiros em um baile de black music em Brasília ferem dois homens, que ficam marcados para sempre. Um terceiro vem do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva.

27


Divulgação

Sessão Curtas BH

8e12

Dia 8, às 17h30 | dia 12, às 19h30 Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Ostentação

Cine Sesc Palladium

Direção: Fernando Rossi e Marcelo Lin Classificação: livre Duração: 25 minutos

Ostentação: ato ou efeito de exibir, com pompa e vaidade, bens, direitos e propriedades, fazendo referência à necessidade de se mostrar luxo ou riqueza. Em meio à realidade brasileira de contrastes sociais extremos, o documentário lança um olhar sobre a cidade de Belo Horizonte a partir dessa palavra-chave e encontra a Cidade Administrativa de Minas Gerais e seu entorno.

28


Divulgação

8e12 Cidade Fantasma: Vila Itaú Documentário

Cine Sesc Palladium

Direção: Jennifer Candeias Classificação: livre Duração: 23 minutos

Por trás de um olhar particular, o filme mostra a realidade de um pedacinho esquecido da terra que, aos poucos, está desaparecendo.

Preterir

Direção: Marcos Donizetti Classificação: livre Duração: 30 minutos

O documentário Preterir se propõe a trazer reflexões sobre o tema A Solidão da Mulher Negra, a partir de histórias e vivências de mulheres de diferentes idades, moradoras da cidade de Belo Horizonte e Região Metropolitana. 29


Divulgação

8e12 PPL

Cine Sesc Palladium

Direção: Carolina Canguçu Classificação: livre Duração: 16 minutos

A Pedreira Prado Lopes representada por alguns de seus jovens moradores.

Tocou na Ferida – Mc Dodô

Direção: Pedro Henrique Monteiro Moreira Classificação: livre Duração: 5 minutos

Videoclipe da música Tocou na Ferida, de Mc Dodô. Sessão comentada pelos realizadores dos curtas no dia 12: Carolina Canguçu, Marcelo Lin, Marcao Pesada, Jennifer Candeias e Pdrão Vídeo Clipes. 30


Divulgação

Aqui Favela, o Rap Representa

8e15

Dia 8, às 19h30 | dia 15, às 17h30

Cine Sesc Palladium

Direção: Júnia Torres e Rodrigo Siqueira Classificação: 12 anos Duração: 80 minutos Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Uma viagem pelos caminhos por onde se constrói o movimento hip-hop em São Paulo e Belo Horizonte. O filme apresenta jovens desconhecidos que integram o movimento e algumas de suas principais expressões, como Thaíde e Mano Brown, além de Afrika Bambaataa, Nelson Triunfo, Lady Rap, Shyrlane e outros. Eles têm em comum o esforço para fortalecer sua identidade, a revalorização de aspectos culturais africanos, a recuperação da autoestima e a compreensão da complexidade social através das manifestações culturais criadas nas favelas e periferias. Sessão comentada por Júnia Torres: dia 8. 31


Divulgação

Sessão Curtas – Cultura Periférica

9e13

Dia 9, às 17h30 | dia 13, às 19h30 Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Cine Sesc Palladium

Lá do Leste

Direção: Rose Satiko e Carolina Caffé Classificação: 10 anos Duração: 28 minutos

32

Lá do Leste, do lugar onde a cidade termina (ou começa), chegam rimas, gestos e cores que marcam o espaço. A experiência periférica urbana é a base e o motivo da produção dos artistas de Cidade Tiradentes, que cresceram junto com o distrito paulista e em suas obras dialogam com seus desafios e sonhos. O filme segue a vida e as transformações do street dance, do grafite e do rap neste lugar, que é considerado o maior complexo de conjuntos habitacionais populares da América Latina, espaço marcado pela exclusão, no qual a população orquestra suas dificuldades com dinâmicas próprias de sociabilidade, moradia e apropriação do território.


Divulgação

9e13 Rap, o Canto da Ceilândia

Cine Sesc Palladium

Direção: Adirley Queirós Classificação: 10 anos Duração: 15 minutos

Diálogo com quatro consagrados artistas do rap nacional (X, Jamaika, Marquim e Japão), todos moradores da Ceilândia, cidade-satélite de Brasília. O filme mostra a trajetória desses integrantes no universo da música e faz um paralelo com a construção da cidade onde moram. São artistas que veem no rap a única forma de revelar seus sentimentos e de se autoafirmar como moradores da periferia.

Nelson Cavaquinho Direção: Leon Hirszman Classificação: livre Duração: 15 minutos

O cotidiano do sambista Nelson Cavaquinho. Sua casa, sua família e sua música melancólica no bairro da Lapa, Rio de Janeiro.

33


Divulgação

Chuvas de Verão

9e17

Dia 9, às 19h30 | dia 17, às 17h30 Direção: Cacá Diegues Classificação: 16 anos Duração: 96 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Afonso se aposenta e decide levar uma vida tranquila. A nova rotina lhe reserva o início de um inesperado amor por Isaura, sua vizinha de tantos anos, com quem começa uma relação de amizade, amor e respeito.

34


Divulgação

Crueldade Mortal

10e16

Dia 10, às 17h30 | dia 16, às 19h30 Direção: Luiz Paulino dos Santos Classificação: 16 anos Duração: 92 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Antônio é um nordestino que vive na periferia carioca e tem problemas com os vizinhos devido aos seus comportamentos estranhos e incômodos. Um dia, ele é flagrado espiando uma vizinha e acaba sendo ainda mais repudiado pelos moradores da comunidade.

35


Divulgação

Nenê Bandalho

10e16

Dia 10, às 19h30 | dia 16, às 17h30 Direção: Emílio Fontana Classificação: 18 anos Duração: 82 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Perseguido pela polícia, bandido relembra sua existência e o que desencadeou os fatos que o levaram a ser conhecido como um assassino de mulheres. Sessão comentada por Emílio Fontana: dia 10.

36


Divulgação

18a31

Cine Sesc Palladium

Mostra CineTropicália Ao final dos anos 60, artistas brasileiros gestaram um movimento cultural profundamente inovador: a Tropicália. Ainda hoje, poucos ouvintes conhecem outras manifestações artísticas que daí surgem, para além da música, como no cinema, no teatro, nas artes plásticas, ou mesmo as circunstâncias da emergência tropicalista. A Mostra CineTropicália vai exibir filmes, de épocas variadas, que ilustram algumas das faces desse projeto estético, com suas implicações para o surgimento da contracultura no Brasil e para um novo modo de enxergar as representações de nossa nacionalidade, ao mesmo tempo inventivo e galhofeiro.

37


Divulgação

Nosferatu no Brasil

18e25

Dia 18, às 19h | dia 25, às 18h Direção: Ivan Cardoso Classificação: 16 anos Duração: 30 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Budapeste, século XIX: Nosferatu (Torquato Neto) é morto por um príncipe. De férias no Brasil, agora em cores, vampiriza várias nativas. Da série Quotidianas Kodak.

38


Divulgação

O Demiurgo

18e25

Dia 18, às 19h | dia 25, às 18h Direção: Jorge Mautner Classificação: 14 anos Duração: 70 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Uma fábula-musical-chanchada-filosófica que retrata muita coisa, em primeiro lugar a saudade do Brasil. Sessão comentada: dia 18.

39


Divulgação

O Rei da Vela

19e24

Dia 19, às 17h | dia 24, às 19h Direção: José Celso Martinez Corrêa e Noilton Nunes Classificação: 16 anos Duração: 160 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

A peça e a revolucionária encenação do Teatro Oficina relatam: o rei Abelardo I agoniza; seu secretário, Abelardo II, quer subir ao poder; o povo enjaulado delira. O filme acrescenta: os rituais de passagem de Oficina a Uzyna; a preparação do projeto Fronteiras e os filmes amadores dos pais dos realizadores. Mesa de Debate: Cinema e Tropicália, com Celso Favaretto e Ewerton Belico: dia 19, às 20h.

40


Divulgação

O Homem do Pau-Brasil

20e29

Dia 20, às 17h | dia 29, às 19h Direção: Joaquim Pedro de Andrade Classificação: 16 anos Duração: 112 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Representado simultaneamente por um ator e uma atriz, Oswald de Andrade lança-se ao percurso de mulheres e ideias, que o assaltam sempre juntas. Amarras rompidas, nosso herói (macho e fêmea) junto com guerrilheiros armados e nus sequestram o iate do gângster Capone e desembarcam numa praia para a instauração da revolução Caraíba: institui-se na prática a teoria – Oswald-macho é devorado pelo Oswaldfêmea e instala-se o regime político antropofágico. Sessão comentada por Pedro Veras: dia 29.

41


Divulgação

Sessão de Curtas

20e30

Dia 20, às 19h | dia 30, às 20h Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Trio Elétrico

Cine Sesc Palladium

Direção: Miguel Rio Branco Classificação: 10 anos Duração: 13 minutos

A criação do trio elétrico em depoimento de Osmar, um dos inventores desse tipo de carro de som juntamente com Dodô. Imagens do trio elétrico da dupla, o Novos Baianos, e de vários outros trios elétricos cercados por foliões nas ruas de Salvador/Bahia, durante o Carnaval.

Bethânia Bem de Perto

Direção: Eduardo Escorel e Julio Bressane Classificação: livre Duração: 11 minutos

42

A intimidade de Maria Bethânia, sua voz, seus gestos, a discussão de um contrato, seus amigos e suas músicas.


Divulgação

20e30 Gal

Direção: Antônio Carlos da Fontoura Classificação: 10 anos Duração: 12 minutos

Cine Sesc Palladium

O filme conta com a performance de Gal Costa em três canções que marcaram os momentos iniciais de sua carreira.

Infinita Tropicália

Direção: Adilson Ruiz Classificação: 12 anos Duração: 35 minutos

Infinita Tropicália é um filme teórico-musical. Teórico porque situa o chamado Movimento Tropicalista na vertente oswaldiana do Modernismo brasileiro, revelando sua assimilação e a reprodução dos conceitos da Antropofagia Cultural. Musical porque reapresenta de forma surpreendente todas aquelas músicas geradas pelo efêmero movimento. 43


Divulgação

Bahia, por Exemplo

22e25

Dia 22, às 17h l Dia 25, às 20h Direção: Rex Schindler Classificação: 10 anos Duração: 86 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

O filme aborda os encantos da Bahia por meio dos depoimentos de diversos artistas baianos, como Dorival Caymmi, Jorge Amado, Caribé, Gal Costa, Glauber Rocha, Mário Cravo, Caetano Veloso, entre outros.

44


Divulgação

Os Doces Bárbaros

22e31

Dia 22, às 19h | dia 31, às 18h Direção: Jom Tob Azulay Classificação: 14 anos Duração: 100 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Show Doces Bárbaros realizado em 1976. O filme contém trechos das apresentações dos quatro baianos que se reuniram especialmente para esse show, viajando por várias capitais do país. O circuito é interrompido quando Gilberto Gil e alguns músicos são presos por porte de maconha. As tomadas de cena são de audiência, hotéis, camarins e palco. As músicas foram compostas para o show, que virou disco duplo lançado pela Phonogram. Sessão comentada pelo diretor Jom Tob Azulay: dia 22, às 19h.

45


Divulgação

T E R

Debate Mostra CineTropicália

20h

Classificação: livre Duração: 120 minutos

Celso Favaretto e Ewerton Belico

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Cine Sesc Palladium

22

Mesa de debate sobre Cinema e Tropicália, parte integrante da Mostra CineTropicália. Com a participação de Celso Favaretto, professor de filosofia da USP e autor do livro Tropicália: Alegoria, Alegria, e Ewerton Belico, curador da Mostra.

46


Divulgação

Sessão Hélio Oiticica – CineTropicália

23e26

Dia 23, às 17h | dia 26, às 19h

Agrippina É Roma-Manhattan

Cine Sesc Palladium

Direção: Hélio Oiticica Classificação: 10 anos Duração: 23 minutos

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Na imponente arquitetura de Manhattan e Wall Street, como numa Roma neoclássica, mulher de vermelho e personagens airosos tentam a sorte, postados ambiguamente entre o mais mundano afã e alguma transcendência mítica. Sessão comentada: dia 26.

47


Divulgação

23e26 Hélio Oiticica

Direção: César Oiticica Filho Classificação: 16 anos Duração: 94 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Dirigido por César Oiticica Filho, sobrinho de Hélio, o filme lança mão de grande material de arquivo do artista e retrata a evolução de sua carreira e a efervescência cultural dos anos 60. Sessão comentada por Manuel Carvalho e Miguel Duarte: dia 26, às 19h.

48


Divulgação

Bahia de Todos os Sambas

23e27

Dia 23, às 19h | dia 27, às 17h Direção: Leon Hirszman e Paulo Cesar Saraceni Classificação: livre Duração: 102 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

A Bahia, sede espiritual da nação cultural brasileira, baixou em Roma. Dorival Caymmi, João Gilberto, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Nana Caymmi, Moraes Moreira, Naná Vasconcelos, Tom Zé, o trio elétrico de Armandinho, Dodô e Osmar e Batatinha. Bastidores, ensaios, depoimentos como o de Dorival Caymmi passeando de carruagem e dissertando sobre as afinidades entre as mitologias romana e baiana, documentação do show do grupo Viva Bahia em Piazza Navona. Nessa mesma praça, deu-se a conclusão do evento, com o Trio Elétrico arrastando atrás de si 100 mil foliões romanos. Sessão comentada por Rafa Mendonça: dia 23.

49


Divulgação

Pan-Cinema Permanente

24e29

Dia 24, às 17h30 | dia 29, às 17h30 Direção: Carlos Nader Classificação: 10 anos Duração: 70 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Baiano de Jequié, filho de um sírio muçulmano e uma sertaneja baiana, Waly Salomão (1943-2003) era um artista que se manifestava em múltiplas direções. Formado em Direito, tornou-se poeta rabiscando os versos de seu primeiro livro numa cela do Carandiru. Amigo de Hélio Oiticica, aproximou-se dos tropicalistas, tornando-se um dos compositores preferidos de Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia, para quem compôs sucessos como Mel e Talismã. Reunindo extenso material inédito filmado com Salomão, que procurava romper a fronteira entre a realidade e a ficção, o filme revela algumas das facetas desse incansável caleidoscópio. 50


Divulgação

Viagem ao Fim do Mundo

26e31

Dia 26, às 17h | dia 31, às 20h Direção: Fernando Coni Campos Classificação: 14 anos Duração: 100 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Viagem de avião: aguardando o embarque, as personagens são apresentadas: uma moça, modelo; jogadores de futebol e dirigentes de um time; um homem de meia-idade, nervoso com os riscos da viagem; duas freiras; um rapaz que, na banca de jornais, procura o que ler durante o voo. Este rapaz encontra as Memórias Póstumas, de Machado de Assis. Uma vez em voo, enquanto os outros passageiros leem jornais e revistas, o rapaz lê Memórias, até o capítulo “O Delírio”, que passa a ser visualizado quando Pandora grita: “Olha o que tem sido a vida no planeta onde habitas”. Ao longo da viagem, surgem várias meditações individuais dos passageiros. 51


Divulgação

O Mandarim

27e30

Dia 27, às 19h | dia 30, às 18h Direção: Julio Bressane Classificação: 16 anos Duração: 100 minutos

Cine Sesc Palladium

Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Biografia experimental sobre o cantor Mário Reis em que cantores de diversas gerações da Música Popular Brasileira interpretam clássicos do passado em um passeio pela vida do “Bacharel do Samba”. Sessão comentada por Mariana Souto e Carla Italiano: dia 27, às 19h.

52


53 Eu Vou pro Samba: João Bosco e Hamilton de Holanda | Foto: André Mota

Música


André Mota

Eu Vou pro Samba: João Bosco e Hamilton de Holanda

T

1º RE

Projeto Mesa Brasil Musical

21h

Classificação: livre Duração: 80 minutos

Dois dos maiores nomes da música contemporânea, João Bosco e Hamilton de Holanda se encontram para reverenciar o mais brasileiro dos ritmos, o samba. O show Eu Vou pro Samba reúne o cantor e compositor mineiro João Bosco e o instrumentista e compositor carioca Hamilton de Holanda desfilando alguns de seus temas preferidos, em novos e personalizados arranjos que integram a voz e o violão de João com o bandolim de Hamilton. Nação, Coisa Feita, entre outros sambas de João Bosco, ganham fôlego renovado ao lado de Ary Barroso (Isso Aqui o Que É), Dorival Caymmi (Milagre e Vatapá) e tantos nomes que criaram esse gênero tão brasileiro. 54


Divulgação

Márcio Lugó

S Á B

Lançamento do Disco Pêndulo Classificação: livre Duração: 75 minutos

5

20h

Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia) e R$ 8 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

Márcio Lugó, cantor e compositor paulistano, apresenta o seu terceiro disco autoral, Pêndulo, com letras e percepções que, com inteligência e destreza, reforçam a arte como reflexo da sociedade. Misturando sutileza e força em uma estética sonora moderna e original, o cantautor se debruça sobre o equilíbrio difícil entre dois pontos, dois lados, dois tempos, sempre ecoando o movimento entre o início e o fim. Ao vivo, acompanhado por Carol Olivieri (voz, percussão e efeitos), além de apresentar na íntegra o repertório de seu novo álbum, Lugó interpreta também algumas das canções de seus dois discos anteriores, Liberdade Aparente e Desacelera.

55


Wesley Santos

9

Lançamento do CD Manual Prático das Relações Afetivas

Q U A

Hugo Guedes e Projeto Samba de Tronco

20h

Classificação: livre Duração: 80 minutos Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia) e R$ 8 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

Neste novo trabalho, Manual Prático das Relações Afetivas, o artista mineiro Hugo Guedes desenvolve de forma arrojada um casamento entre a modernidade e a tradição da canção popular, misturando samplers e batidas eletrônicas com a organicidade de uma banda acústica. Pode-se ouvir na mesma canção a influência rítmica e melódica de Luiz Gonzaga, Cartola e Caymmi amalgamada às guitarras distorcidas e aos sintetizadores. O tema recorrente do CD, como o título sugere, são as relações afetivas, os encontros e desencontros amorosos, a descoberta e o desgaste do amor. 56


Camila Buzelin

Francesco Napoli

Q U I

Projeto Salve o Compositor! Mostra da Canção Popular Mineira

10

20h

Classificação: livre Duração: 60 minutos Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 4 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

Francesco Napoli atua na cena artística de Belo Horizonte há quase duas décadas. Guitarrista de bandas como Falcatrua e Carmen Fem, Napoli também atua como poeta com performances pelo Brasil, pela América latina e pela Europa. Lançou seu primeiro disco solo em 2011, intitulado Pausa Para, e agora lança o segundo disco de sua carreira solo, intitulado Cavalo e Catarse, no qual traduz os versos de Djami Sezostre em fragmentos de canção, de modo a filtrar por meio de guitarras elétricas a verve bucólica desses versos. 57


Naty Torres

13

Orquestra Ouro Preto: Música Brasileira de Concerto

D O M

Projeto Domingos Clássicos

11h

Classificação: livre Duração: 75 minutos Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 4 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

Regida pelo Maestro Rodrigo Toffolo, a Orquestra Ouro Preto foi criada em maio de 2000. Tem como proposta o desenvolvimento de repertório diversificado em gênero e épocas e a oferta de uma programação permanente. Dando continuidade à série, neste concerto a Orquestra renderá homenagens a um importante movimento musical nacional – o Tropicalismo. Haverá também a estreia mundial da obra Fantasia sobre um Tema de Juarez Moreira para flauta e orquestra.

58


Carol Scalioni

TremBemDitos convida Fernando Mascarenhas

D O M

Classificação: livre Duração: 60 minutos

13

20h

Ingressos: R$ 15 (inteira), R$ 7,50 (meia) e R$ 6 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

A Banda TremBemDitos, formada por Othon Saboia (vocal, teclado e guitarra), Ricardo Augusto (vocal e baixo), Thiago Alves (bateria) e Vinícius Brandão (guitarra), convida ao palco do Sesc Palladium o músico Fernando Mascarenhas para uma noite de homenagem ao rock mineiro. Os músicos prepararam um show especial dividido em três momentos. Dois para a apresentação de cada um dos artistas de forma separada e outro em que Fernando se junta ao quarteto para executar versões mescladas das suas músicas autorais e de outras composições da banda. A noite será regada por canções que carregam o espírito do rock independente produzido no Brasil. 59


Divulgação

18

Maria Gadú e Orquestra Opus

S E X

Classificação: livre Duração: 80 minutos

20h30

Ingressos: Plateia I: R$ 100 (inteira), R$ 50 (meia) e R$ 40 (comerciário) | Plateia II: R$ 80 (inteira), R$ 40 (meia) e R$ 32 (comerciário) | Plateia III: 60 (inteira), R$ 30 (meia) e R$ 24 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto, limitado a 200 lugares.

A Orquestra Opus se apresenta ao lado de Maria Gadú tocando os maiores sucessos da cantora. Ela volta a BH acompanhada da Orquestra com uma sonoridade diferente para suas canções mais consagradas, como Shimbalaiê, Bela Flor, Quase sem Querer (Legião Urbana), entre tantas outras. O espetáculo contará ainda com a participação especial do saxofonista Derico Sciotti, do Programa do Jô.

60


Mirna Módolo

Savassi Festival 2017

S Á B

Rosa Passos canta Tom Jobim Classificação: livre Duração: 80 minutos

19

21h

Ingressos: Plateias I e II: R$ 60 (inteira), R$ 30 (meia) e R$ 24 (comerciário) | Plateia III: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia) e R$ 12 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto, limitado a 200 lugares.

O Savassi Festival 2017 apresenta este imperdível espetáculo em que a renomada intérprete Rosa Passos reúne sua métrica jazzística e sua voz aveludada para homenagear o grande mestre Tom Jobim, que completaria 90 anos em 2017. Um show feito para emocionar a todos os amantes de obras clássicas e fundadoras da bossa nova. No repertório, a cantora faz um passeio pelos sucessos do maestro cantando Samba de Uma Nota Só, Garota de Ipanema, Insensatez e Este Seu Olhar, entre outros.

61


Júlia Lanari

22

Viva Chico Mário!

T E R

Lançamento do Instituto Chico Mário Classificação: livre Duração: 60 minutos

20h

Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 4 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

Francisco Mário (irmão do cartunista Henfil e do sociólogo Betinho) foi músico, compositor e poeta. Realizou oito discos independentes em seus 39 anos de vida. Hemofílico, lutou para combater a doença e a Aids contraída por transfusão de sangue. Pretende-se com este Instituto resgatar e propagar sua obra por meio de uma exposição permanente, atividades artísticas e a elaboração de projetos voltados para cultura e cidadania. Este show será o marco inicial para o Festival Chico Mário de Violão, que será realizado anualmente. Serão convidados violonistas para tocar uma música de Chico Mário e outra de sua autoria. 62


Divulgação

Savassi Festival 2017

Q U I

Túlio Araújo convida Guy Mintus (Israel) e Felipe Vilas Boas Classificação: livre Duração: 90 minutos

24

20h

Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 4 (comerciário) *Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto.

O pianista israelense Guy Mintus é o convidado especial do percussionista mineiro Túlio Araújo, juntamente com o guitarrista paulista Felipe Vilas Boas. Após se conhecerem e tocarem juntos em Nova Iorque em 2014, quando Túlio e Felipe foram convidados para lançar o internacionalmente aclamado álbum East, perceberam que a interação e a química entre os três não deveriam ficar somente na informalidade. Guy acaba de lançar seu primeiro trabalho solo, o elogiado álbum A Home in Between, e está vindo ao Brasil pela primeira vez para presentear os belo-horizontinos com uma verdadeira fusão moderna entre piano, pandeiro e guitarra. 63


64 Exposição Mais do Que Araras | Foto: Divulgação

Artes Visuais


Flávio Lamenha e Galeria Superfície

Me Molde

Martinho Patrício

De 8 de agosto a 17 de setembro De terça a domingo, das 9h às 21h Abertura com ativação da obra pelo artista: dia 08/08, às 19h (junto com a abertura da exposição Mais do Que Araras – pág. 67)

Entrada pela av. Augusto de Lima e pela rua Rio de Janeiro

Classificação: livre Entrada gratuita.

Foyers

Me Molde é uma obra em que o público pode participar ativamente, criando por meio de recortes coloridos de tecido os seus próprios “desenhos” e utilizando o corpo como suporte. A instalação vai ao encontro da pesquisa de Martinho Patrício sobre as relações entre cor, tecido e o corpo participativo dos visitantes. Leia sobre o workshop (pág. 66).

65


Divulgação

9

Workshop de Experimentação de Processos Artísticos

Q U A

Martinho Patrício

15h

Classificação: livre Duração: 180 minutos | vagas: 20

Entrada pela av. Augusto de Lima e pela rua Rio de Janeiro

Inscrição: bit.ly/inscricaopalladium até dia 06/08 | divulgação dos selecionados: dia 07/08 Seleção por ordem de inscrição. 50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários.

Foyers

O artista Martinho Patrício realizará um encontro, com crianças e adultos, para experimentação de processos artísticos de composição baseados no projeto Me Molde. Serão criados elementos para a construção de estruturas tridimensionais. Leia sobre a exposição (pág. 65). 66


Divulgação

Exposição Mais do Que Araras

Curadoria: Raphael Fonseca

De 9 de agosto a 1º de outubro De terça a domingo, das 9h às 21h Abertura da exposição: dia 08/08, às 19h Classificação: livre Entrada gratuita.

A exposição parte do aniversário de 50 anos da instalação Tropicália, do artista Hélio Oiticica, e reúne obras produzidas dos anos 60 ao começo dos anos 80 (ditadura militar) por artistas que pesquisavam questões já presentes na Tropicália ou Tropicalismo. Três tópicos são norteadores: a crítica em torno do estereótipo da tropicalidade; a atenção dada ao corpo ativo para além da noção de espectador; o interesse em obras que se encontram no limite entre a poesia e as artes visuais. Os 15 artistas reunidos trazem a experimentação como algo fulcral em suas poéticas. Leia sobre o bate-papo (pág. 68) e o laboratório (pág. 70). 67


Divulgação

11

Conversa com Artistas e Curador

S E X

Anna Bella Geiger, José Ronaldo Lima e Raphael Fonseca Rio de Janeiro

Sexta, das 19h30 às 21h30

Teatro de Bolso

Classificação: livre Duração: 120 minutos Concepção: Raphael Fonseca Entrada gratuita, com retirada de ingresso 30 minutos antes do evento. Espaço sujeito a lotação.

Como parte da programação paralela da exposição Mais do Que Araras, o curador Raphael Fonseca apresentará o seu processo de pesquisa e composição do projeto curatorial, juntamente com os artistas convidados Anna Bella Geiger e José Ronaldo Lima, que falarão sobre suas pesquisas artísticas e o diálogo com outros agentes das artes visuais durante o período central da exposição, as décadas de 60 e 70. O encontro será conduzido como um bate-papo informal entre os convidados e o público. Leia sobre a exposição (pág. 67) e o laboratório (pág. 70). 68


Divulgação

Leitura de Portfólios

S Á B

Anna Bella Geiger Rio de Janeiro

12

Sábado, das 9h30 às 17h30 Classificação: 16 anos Duração: 480 minutos | vagas: 10 Curadoria: Raphael Fonseca

Espaço Multiúso

Inscrições prévias | divulgação dos selecionados: dia 04/08 Seleção por análise de currículo e de portfólio. 50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários.

Durante um dia, a artista Anna Bella Geiger e o curador Raphael Fonseca vão dialogar com os artistas selecionados a respeito de seus trabalhos. As conversas se darão entre todo o grupo, numa espécie de roda de reflexões sobre artes visuais, especialmente através da ótica e da experiência da artista. Anna Bella Geiger é uma das artistas brasileiras de grande destaque de sua geração. Atualmente, é professora na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro. 69


Divulgação

19

Laboratório de Mediação em Arte Contemporânea: Encontro com Professores e Educadores

S Á B

Rio de Janeiro

Sábado, das 14h às 18h Classificação: 18 anos Duração: 240 minutos | vagas: 20 Concepção: Alison Rosa Loureiro e Fabíola Rodrigues Inscrição: bit.ly/inscricaopalladium até dia 15/08 | divulgação dos selecionados: dia 16/08 Seleção por ordem de inscrição.

Mezanino

50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários.

70

Parte integrante da exposição Mais do Que Araras, o encontro acolherá profissionais e agentes atuantes em espaços de educação que estejam interessados em um dia de imersão. Por meio de um processo reflexivo que permita traçar estratégias de mediação para diversos públicos, o encontro também propõe instaurar um ambiente de escuta, toque e olhar para o lugar da criação na prática educativa. Leia sobre a exposição (pág. 67) e o bate-papo (pág. 68).


71 Hans Ulrich Gumbrecht | Foto: Reto Klar

Literatura


Divulgação

3

D.A.T.E

Q U I

Anderson Dinho França (mediação: Mariana Castro) Classificação: livre Duração: 120 minutos

19h

Entrada gratuita, mediante distribuição de ingressos pela plataforma Eventbrite: www.eventbrite.com.br/.

O mundo mudou. Ferramentas tecnológicas e a geração digital estão construindo uma nova mentalidade empreendedora. O D.A.T.E é uma iniciativa que vai colocar em pauta as mudanças provenientes desse novo cenário. Cada edição terá um convidado que está na vanguarda da construção do mercado de inovações disruptivas no país. O encontro é mediado por Mariana Castro, autora do livro Empreendedorismo Criativo. O convidado desta edição é Anderson Dinho França, autor, empreendedor e criador da Universidade da Correria, que oferece cursos práticos para quem quer empreender na periferia. Dinho é também diretor da Dharma Comunicação. 72


Divulgação

#leiamulheresBH

Q U A

Presos Que Menstruam, de Nana Queiroz

9

Minas Gerais

19h

Classificação: livre Duração: 120 minutos Inscrições gratuitas: https://goo.gl/STjVNY, de 2 a 9/08.

Para 2014 a escritora Joanna Walsh propôs o projeto #readwomen2014 (#leiamulheres2014), que consistia basicamente em ler mais escritoras. No Brasil, a proposta ganhou corpo e foi desenvolvida em formato de clube de leitura em livrarias e espaços culturais em várias cidades do país. O Leia Mulheres BH é um convite à leitura e a um posterior bate-papo sobre obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas. Nesta edição será discutido o livro Presos Que Menstruam, de Nana Queiroz.

73


Alle Manzano

Vermelho de Dar Dó e Outros Contos

16e17

Cristiano Gouveia São Paulo

9h30

Classificação: livre Duração: 45 minutos

Entrada pela av. Augusto de Lima

Entrada gratuita. Espaço sujeito a lotação

Foyer

Cristiano Gouveia apresenta seu primeiro livro/CD Vermelho de Dar Dó. O autor conta e canta, do seu jeito, a célebre história da pequena Chapeuzinho Vermelho acompanhado da violoncelista Erica Navarro. Numa mistura entre música e narrativa, o cantador de histórias se diverte com o público, inventando novas possibilidades para as peripécias da pequena menina, num jogo divertido com os contos tradicionais. Leia sobre a oficina (pág. 75).

74


Alle Manzano

Oficina Música e Narrativa

16a18

Cristiano Gouveia

São Paulo

De quarta a sexta, das 14h às 17h Duração: 180 minutos/dia (total: 540 minutos) | vagas: 30 Classificação: livre Inscrição: bit.ly/selecaopalladium até dia 03/08 | divulgação dos selecionados: dia 10/08 Seleção por análise de currículo. 50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários.

Este curso visa desenvolver ferramentas que criem alternativas para o narrador em sua atuação. Divide-se em três focos: 1) Criar referências: ouvir músicas, histórias, peças radiofônicas, para discutir escolhas das diversas autorias e entender caminhos possíveis; 2) Experimentos técnicos: exercícios de voz, canto, pulso, andamento, percussão corporal e percussão com objetos diversos, seja instrumentos musicais (pandeiro, chocalho, etc.), seja outros objetos (panela, talher, balde) ou trilha gravada; 3) O jogo entre música e narrativa: como levar esse trabalho musical à narrativa. Leia sobre a performance (pág. 74).

75


Divulgação

18

Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis, com Jarid Arraes

S E X

Mediação: Olívia Gutierrez

19h30

Classificação: livre Duração: 120 minutos de debate + 90 minutos de autógrafos

Entrada pela av. Augusto de Lima

Observação: o livro será vendido por R$ 35.

Foyer

Entrada gratuita. Espaço sujeito a lotação.

76

Desde 2012, Jarid Arraes tem se dedicado a desvendar a história das mulheres negras que fizeram a História do Brasil. E não bastava conhecer essas histórias, era preciso torná-las acessíveis e fazer com que suas vozes fossem ouvidas. Para isso, Jarid usou a linguagem poética tipicamente brasileira da literatura de cordel. E vendeu milhares de seus cordéis pelo Brasil, alertando para a importância da multiplicidade de vozes e oferecendo exemplos de diversidade para as mulheres atuais. Neste livro, reunimos 15 dessas histórias, que ganharam uma nova versão da autora e a beleza das ilustrações de Gabriela Pires. Leia sobre a oficina (pág.77).


Acervo pessoal

Oficina de Escrita: Contando Histórias de Heroínas Negras

S Á B

Ministrante: Jarid Arraes Das 14h30 às 17h Classificação: 14 anos Duração: 150 minutos

Inscrição: bit.ly/selecaopalladium até dia 10/08 Divulgação dos selecionados: dia 16/08 I vagas: 35 Critério de seleção: análise de currículo e carta de intenção. 50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários.

Na oficina de escrita facilitada pela escritora Jarid Arraes serão ensinadas técnicas de literatura de cordel para que cada participante conte a história de uma mulher negra que marcou sua história pessoal ou do país. A atividade é inspirada no livro Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis, escrito por Jarid Arraes e ilustrado por Gabriela Pires, e traz um espaço para que os leitores contem histórias de mulheres negras em cordel. Leia sobre o lançamento do livro (pág. 76).

77

19


Renato Cordeiro

19

Lançamento do Livro Ele e o Lobo

S Á B

Ivan Dutra

Minas Gerais

18h

Classificação: livre Duração: 180 minutos

Entrada pela av. Augusto de Lima

Entrada gratuita.

Foyer

“Surpreender-se. A cada dia surpreender-se!” Um inesperado acontecimento transforma para sempre a vida de Luciano Torres, e ele tem de lidar com sentimentos jamais experimentados. Em apuros, ele é induzido a uma aventura ao encontro do inusitado: o autoconhecimento. Na incerteza do amanhã, seu único aliado é um vento abrupto que ressurge a cada iminência de uma mudança radical em sua vida. Certezas? A cada dia surpreender-se. E o que é sagrado nunca termina.

78


Reto Klar

Debate Intensidade e Presença: Modos de Experiência Estética Hoje

Q U I

Hans Ulrich Gumbrecht, Mariana Lage e João Cezar de Castro Rocha

20h

Classificação: livre Duração: 130 minutos Entrada gratuita. Espaço sujeito a lotação.

Serenidade, experiência estética, intensidade e presença são termos usados por Gumbrecht para referir-se a uma relação corpórea, espacial e sensível que podemos estabelecer com as coisas que nos rodeiam. Trata-se de pensar a cultura (a arte e a literatura) a partir de um estado de abertura e disponibilidade, diferente das atitudes de interpretação, acúmulo de informação e do imperativo do desempenho. Serenidade seria a disposição para a vivência estética e o pensar criativo e meditativo que nos conduzem a uma renovada relação com o tempo e criam espaços alargados de experiência, tanto em relação à arte quanto em relação ao cotidiano. Leia sobre o minicurso (pág. 80).

31

79


Daniel Sturm

Minicurso Arte e Experiência Estética na Contemporaneidade Hans Ulrich Gumbrecht

Dias 31/08 e 01/09, das 14h às 18h Duração: 240 minutos/dia (total: 480 minutos) | vagas: 80 Classificação: livre Inscrição: bit.ly/selecaopalladium até dia 17/08 | divulgação dos selecionados: dia 25/08 Seleção mediante carta de intenção (até 300 palavras). 50% das vagas são voltadas aos comerciários e seus dependentes que atenderem aos critérios de seleção. Caso as vagas não sejam preenchidas pelos comerciários, a seleção será aberta para os não comerciários.

80

Gumbrecht abordará o tema da experiência estética e de como somos afetados sensível e imaginativamente por obras de arte e circunstâncias cotidianas. Nossa experiência é muito diferente das experiências de outras épocas? Onde está essa diferença? A partir dessas perguntas, serão abordadas as características do nosso momento contemporâneo, por ele designado como “presente amplo de simultaneidades”. As perguntas norteadoras da oficina se darão, portanto, em torno da possível onipresença e do subsequente colapso da experiência estética na vida cotidiana do século XXI. Leia sobre o debate (pág. 79).


O Sesc Palladium reserva um espaço especial para a leitura. O Acervo Artístico e Literário é um ambiente tranquilo e democrático destinado à pesquisa, com livros e jornais de grande circulação regional e nacional. Nele, você encontrará obras voltadas às artes e à cultura, produzidas pelos principais autores nacionais e estrangeiros. O Acervo realiza também atividades culturais e educativas, promovendo o diálogo entre as produções artísticas realizadas pelo Sesc Palladium e o leitor. O objetivo é incentivar a leitura, difundir o conhecimento e estimular a reflexão por meio da cultura. Venha conhecer o Acervo Artístico e Literário!

horário de funcionamento >

De terça a sábado e feriados, das 9h às 21h.


Indicações do mês Tema: Teatro Contemporâneo Feminino © Editora Cobogó

Marcha para Zenturo Grace Passô Editora Cobogó

Por Elise

Grace Passô Editora Cobogó Por Elise é a primeira criação do grupo Espanca! (MG), que desde a sua fundação, em 2004, busca na arte do teatro uma reavaliação sobre a ética. A peça, agora no formato de livro, é dirigida por Grace Passô, que também é atriz do espetáculo. Por Elise trata das constantes revelações das relações humanas e as contradições dos sentimentos. A peça aborda o nosso envolvimento com as coisas e o quanto nos protegemos delas. E, nessa busca, o amor espanca os homens docemente. No encontro dos mais diversos personagens – uma Dona de Casa que narra a história de seus vizinhos; um Cão que late palavras; um Lixeiro em busca de seu pai; uma Mulher perdida e um Funcionário que trabalha como recolhedor de cães doentes – revela-se o universo humano de cada um.

© Editora Cobogó

Marcha para Zenturo é uma uma cocriação do Grupo XIX de Teatro (SP) e do grupo Espanca! (MG), que desde a sua fundação, em 2004, busca no teatro uma reavaliação sobre a ética. A obra apresenta o reencontro de uma turma de amigos numa festa de Ano Novo. Esta reunião desperta lembranças e reflexões sobre como o tempo transcorreu em suas vidas: como eram, o que desejaram ser, o que se tornaram e o que ainda se tornarão.


© Editora Cobogó

Amores Surdos Grace Passô Editora Cobogó

Congresso Internacional do Medo Grace Passô Editora Cobogó

Congresso Internacional do Medo é uma criação do grupo Espanca! (MG), que desde a sua fundação, em 2004, busca no teatro uma reavaliação sobre a ética. A obra é uma reunião de indivíduos vindos de lugares – e culturas – distantes do mundo para integrar este encontro na tentativa de conceituar algumas questões que dizem respeito à humanidade. É a partir dessas distâncias que o texto propõe o encontro das similaridades através das diferenças e busca encontrar o grande tesouro do conhecimento humano, na ciência ou na simples contemplação da natureza. Entre as conclusões, está a amedrontadora constatação de que somos efêmeros e provisórios e que o medo é a véspera da coragem.

© Editora Cobogó

Amores Surdos é uma criação do grupo Espanca! (MG), que desde a sua fundação, em 2004, busca no teatro uma reavaliação sobre a ética. A peça, agora no formato de livro, foi escrita por Grace Passô, que também é atriz do espetáculo. O livro narra o cotidiano de uma família aparentemente comum. No entanto, suas relações, por mais amorosas e afetivas que sejam, traduzem uma distância insuperável na falta de comunicação que impede uma compreensão mútua entre os personagens. Cria-se um abismo no seio familiar que só diante de uma ameaça maior – simbolizada na morte ou no Grande Bicho – poderá ser rompido.


A Festa do Pijama - Projeto Yupi! Vamos ao Teatro | foto: JoĂŁo Silver

Programa Educativo

84


Divulgação

Programa Educativo

O Programa Educativo do Sesc Palladium atua de forma transversal e contínua, dialogando de maneira concisa com todas as linguagens artísticas. Traz em suas ações o encontro da arte com a educação, buscando uma apropriação efetiva do público visitante, a partir da experiência estética. Trata-se de um espaço de compartilhamento com professores, arte-educadores e interessados em geral no universo da arte e em seus desdobramentos na educação. Informações e agendamento: educativopalladium@sescmg.com.br | (31) 3214-5376

85


Divulgação

1, 2, 3 e Já! Ler e Brincar Dias 5 e 12 (sábados), das 10h às 16h Entrada gratuita. Espaço sujeito à lotação máxima de 24 pessoas. As crianças devem estar acompanhadas pelos responsáveis. Não é permitido consumo de alimentos.

Foyer

Entrada pela av. Augusto de Lima

O 1, 2, 3 e Já! é um espaço dedicado ao brincar no qual as crianças têm sua imaginação estimulada. Brinquedos, objetos de largo alcance, como tecidos, caixas e livros, compõem um ambiente convidativo e divertido. Indicado para crianças de até 6 anos de idade acompanhadas de seus responsáveis.

86


João Silver

A Festa do Pijama

22e23

Projeto Yupi! Vamos ao Teatro Grupo Oriundo de Teatro Minas Gerais

Terça, às 9h30 e às 14h30 | quarta, às 9h30 Classificação: livre Duração: 50 minutos Direção: Antonio Hildebrando e Anna Campos

Espetáculo infantojuvenil que agrada também ao público adulto, A Festa do Pijama é uma grande celebração ao mundo da criança. A apresentação é povoada por brincadeiras, disputas, histórias e estados emocionais próprios do universo infantil, tais como a pirraça e o medo de assombração. Tudo revelado e vivenciado por atores em cena, com trilha sonora executada ao vivo.

87


Henrique Chendes

Zoom! Da Escola pro Cinema De terça a sexta, com sessões às 9h30 e 14h30 Mediante agendamento.

Cine Sesc Palladium

O Programa Educativo oferece agendamento de sessões de cinema para as escolas nos períodos da manhã, da tarde e da noite. Busca atender todos os públicos escolares, desde Umeis, com filmes que tratam de temáticas voltadas ao público infantil, até a EJA, com temas que abordam questões sociais, políticas e culturais. O projeto privilegia filmes que estão fora do circuito comercial, que estimulam um reflexão atual em torno da linguagem cinematográfica.

88


Márcio Otávio

Visitas Mediadas à Galeria de Arte GTO

Programa Educativo

A Galeria de Arte GTO do Sesc Palladium recebe exposições temporárias de diversos artistas. O Programa Educativo oferece ao público espontâneo e agendado visitas mediadas que contextualizam as obras expostas, buscando criar espaços de diálogos efetivos das pessoas com a arte. Durante as visitas, o público é convidado a participar de atividades lúdicas e investigativas que visam sensibilizá-lo no exercício do olhar.

Visitas mediadas para grupos e instituições: mediante agendamento. Público espontâneo: para visitas mediadas e outras informações, solicite na recepção a presença do educador.

89


Bilheteria

De terça-feira a domingo, das 9h às 21h, nos seguintes endereços: rua Rio de Janeiro, 1.046 e avenida Augusto de Lima, 420, no Centro de Belo Horizonte, na internet pelo endereço www.ingresso.com. Formas de pagamento – dinheiro e cartões Visa e Mastercard (crédito e débito).

Acessibilidade

O Sesc Palladium apostou na comodidade e acessibilidade. Nos teatros e cinema, há cadeiras especiais para obesos e espaços reservados para cadeirantes, gestantes, lactantes, mães com crianças de colo, idosos e pessoas com mobilidade reduzida, bem como plataformas de acesso aos locais onde há escadas e elevadores. Os banheiros também são adaptados.

Meia-entrada

De acordo com a Lei Federal n° 12.933/2013 e o Decreto nº 8.537/2015: - estudantes, com a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) válida e expedida pelas entidades previstas em lei. - jovens de baixa renda entre 15 e 29 anos, com a apresentação da Identidade Jovem, documento emitido pela Secretaria Nacional da Juventude. - pessoas com deficiência, com a apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social ou documento emitido pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). - idosos a partir de 60 anos, com apresentação de documento de identidade. - menores de 21 anos em acordo com a Lei Municipal n° 9.070/2005, com apresentação de documento de identidade. - A concessão do direito ao benefício da meia-entrada é assegurada em 40% (quarenta por cento) do total dos ingressos disponíveis para cada evento. - A meia-entrada não é cumulativa com outros descontos. - É condição obrigatória a apresentação do documento de comprovação do benefício no ato da compra e na entrada do evento. No caso de não apresentação de documento que comprove a condição, será solicitado o pagamento do valor de complemento do ingresso referente ao valor de inteira.

Trabalhadores

do comércio de bens, serviços e turismo

Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo terão 60% de desconto sobre o valor da inteira para os eventos realizados no Sesc Palladium. Os eventos em parceria entre o Sesc Palladium e produtores, agentes ou instituições externas, realizados no Grande Teatro, terão desconto de 60%, limitado a 200 lugares. Programação sujeita a alterações.

Informações


Alvará de Funcionamento e Localização do Sesc Palladium - 2016028126, válido até 20/06/2021. Órgão expedidor: PBH. ART Obra e Serviço do Sesc Palladium - 14201300000015052285, válido até 28/11/2018. Órgão expedidor: CREA-MG.


www.sescmg.com.br

Rua Rio de Janeiro, 1.046 • Centro Belo Horizonte MG 31 3270.8100

Guia Palladium Agosto/17  

Confira tudo que vai rolar em agosto aqui no Sesc Palladium!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you