Page 1

Elevados à “glória dos altares” no úl mo dia 27 de abril, João Paulo II e João XXIII são os novos santos da Igreja Católica. Roguemos pedindo a intercessão dos pon fices!

São José do Rio Preto | Maio/2014 | Nº 72 | Ano 7

SETOR 7

ADORAÇÃO

SETOR 3

Em 19 pontos do território paroquial, Comunidade do Santuário São Judas reza diante do Senhor.

SETOR 5

João Paulo II Foi eleito papa em 16 de Outubro de 1978

João XXIII Foi eleito papa em 28 de outubro de 1958

*18 de maio de 1920 (Polônia) + 2 de abril de 2005

*25 de novembro de 1881 (Itália) + 3 de junho de 1963

Beatificado em 1 de maio de 2011

Beatificado em 3 de setembro de 2000

Foto Panorâmica | Território Paroquial


EDITORIAL

NA REDE SANTUÁRIO

"Quem diz a verdade proclama a justiça." Provérbios 12,17

Essa edição da Revista Voz no Caminho, além da menção acima, destaca duas mensagens recebidas pelo padre Luiz Caputo: a primeira foi enviada pelo cardeal Orani João Tempesta. A outra é a resposta da Secretaria de Estado do Vaticano à carta enviada pelo pároco do Santuário ao papa Francisco. Vale a pena conferir! ESPECIAL A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, realizará em Aparecida, de 30 de abril a 9 de maio, a sua 52º Assembleia Geral. O encontro terá como tema “Comunidade de Comunidades: uma nova Paróquia”. As discussões, iniciadas em 2013, voltam a ser o eixo central da reunião. Nesse contexto, a Revista Voz no Caminho apresenta uma das atividades realizadas no Santuário São Judas Tadeu: a Adoração ao Santíssimo nos Setores da Rede de Comunidades. Em 19 pontos do território paroquial, famílias – acompanhadas por Ministros da Eucaristia – se encontram para rezar diante do Santíssimo. Acompanhe a dinâmica nas páginas 6 e 7. Com esperança, e rogando a intercessão de São João XXIII e são João Paulo II; papas elevados à “dignidade dos altares” no último dia 27 de abril (veja destaque na contracapa dessa edição) é que somos chamados a seguir o itinerário do mês de maio. Que em meio aos compromissos e afazeres não nos esqueçamos: “O Cristo, que leva aos céus, caminha à frente dos seus! Ressuscitou, de verdade: ó Cristo, Rei, piedade!”

“O Serviço Social São Judas Tadeu, em 2014, passou a atender crianças a partir dos 6 anos. Você acredita que o trabalho iniciado nessa idade pode render frutos mais duradouros?”

“Sem dúvida; produz frutos para sempre”. Manoel Antunes “Tenho plena certeza, pois os galhos de uma árvore podem ser direcionados e moldados no início de seu crescimento!!!” Carlos Alberto de Oliveira “Sem sombras de dúvidas é a idade certa para que eles guardam sempre os bons exemplos. Renderá frutos para sempre”. Maria de Lurdes Abreu Molina “Começar mais cedo aumenta a chance de desenvolvimento deles”. Fatima Barrinhas

ENQUETE A Campanha da Fraternidade, com o tema “Fraternidade e Tráfico Humano”, chegou ao fim. Na sua opinião, a discussão renderá frutos capazes de evitar que crimes ligados ao tráfico de pessoas aconteçam? #COMENTE ACESSE E OPINE

facebook.com/redesantuariosaojudas

EM DESTAQUE

Boa leitura! Feliz vivência do Tempo Pascal! Diretor Geral Pe. Luiz Caputo Jornalista Responsável André Botelho - MTB 43.468 / SP Impressão e Diagramação Gráfica São Judas | 17. 3215.9200

Fundador Pe. Bonomi Lodovico

02 Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto)

(via Secretaria de Estado do Vaticano)

“Tendo bons exemplos, e quem as conduza nos caminhos de retidão, com certeza teremos adultos melhores”. Ademilde Silva

Foto | Bruno Santos

Ainda experimentando o “frescor” da Ressurreição de Jesus, seguimos rumo ao mês de Maio. Nele encontraremos o colo e o carinho das Mães; que serão homenageadas no segundo domingo. Reconhecer o valor daquelas que nos carregaram no ventre vai além do presente comprado, da caixa embrulhada festivamente ou do cartão escrito com belas palavras. Talvez tudo isso, em sintonia com o comércio, expresse o “sentido material” da data; ainda que saibamos que a referência deva ser outra: o sentimento!

CORRESPONDÊNCIAS Pe. Luiz Caputo recebe saudações pascais do Cardeal Tempesta e carta do Papa Francisco

Colaboradores Dom Tomé Ferreira da Silva Pe. Luiz Caputo Serginho Valle Heloisa Helena M. Faria Cidinha Bueno Renaldo Augusto Vieira Bruno Henrique Santos Julio Mitio Ito Jr.

A foto que ilustra essa página foi tirada no dia 17 de abril. Naquela oportunidade, às vésperas da Páscoa, as crianças atendidas pelo Serviço Social comemoravam a entrega de chocolates. A distribuição foi possível graças à solidariedade da Escola CataVento, na pessoa de Adriana Vetorasso; a quem dirigimos os agradecimentos em nome do São Judas.

Oh noite ditosa, em que o céu se une à terra, em que o homem se encontra com Deus! (Proclamação da Páscoa) Reverendo Padre, Neste momento da história, que nos propõe tantos desafios e interpelações, a Igreja se coloca em perspectiva de conversão pessoal e comunitária. Das raízes mais profundas de nossa comunhão com Deus, vivenciada através dos exercícios quaresmais, deve brotar o ímpeto renovador que impregne nossa vida e oriente para a missão. Ao mesmo tempo em que reflete sobre si mesma, a Igreja vibra de alegria no anúncio do Evangelho. Não pode deixar de exultar no Espírito Santo, juntamente com seu Senhor, por ver e ouvir as maravilhas pelas quais esperaram os profetas e que foram a nós concedidas (cf. Lc 10,21-24). E agora esta alegria se expande no louvor ao Ressuscitado. Partilhando as alegrias da P á s c o a d e N o s s o S e n h o r, concedo-lhes minha bênção.

Paróquia Santuário São Judas Tadeu Rua José Bonifácio, 1598 Jardim Roseiral - CEP 15070-400 Fone (17) 3215-9201 | 3012-0091 São José do Rio Preto - SP Tiragem: 2.000 exemplares

N. 20.700 Vaticano, 28 de fevereiro de 2014

Orani João Cardeal Tempesta, O. Cist. Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro

O Santo Padre recebeu, com apreço e gratidão, a mensagem natalícia que lhe dirigiu, em nome pessoal e do Serviço Social São Judas Tadeu, vendo nos sentimentos e votos formulados a disponibilidade para acolherem o Filho de Deus, eterno e poderoso, feito Menino e sempre pronto a recomeçar da criança limitada e frágil que vive no coração de cada um. Em retribuição da amabilidade, o Bispo de Roma recordou junto do Presépio a Vossa Reverência e todas as pessoas que estão sob seus cuidados pastorais, nomeadamente quantos vivem atribulados ou desanimados, suplicando aquela serenidade e confiança que brotam da certeza de termos, no Céu, um Pai paciente que nos ama a ponto de nos dar Jesus, <<a Luz verdadeira que ilumina todo o homem – Luz vera, quae illuminat omnem hominem>> (Jo 1, 9)>>. Na verdade, <<não é a mesma coisa ter conhecido Jesus ou não O Conhecer, não é a mesma coisa caminhar com Ele ou caminhar tateando, não é a mesma coisa poder escutá-Lo ou ignorar a sua Palavra, não é a mesma coisa poder contempláLo, adorá-Lo, descanar n'Ele ou não o poder fazer. Sabemos bem que a vida com Jesus se torna muito mais plena e, com Ele, é mais fácil encontrar o sentido para cada coisa>> (Exort. apost. A Alegria do Evangelho, 226). Garantindo, por experiência própria, que Cristo é a resposta do Céu a todas as nossas súplicas, o Papa Francisco deseja-lhes um ano 2014 vivido na amizade d'Ele, com uma propiciadora Bênção Apostólica. Valho-me do ensejo para lhe testemunhar a minha fraterna estima em Cristo Senhor. Mons. Peter B. Wells Assessor Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto) 03


PALAVRA DO BISPO Santa Páscoa! "Alegrai-vos!" (Jo 28,9) Dom Tomé Ferreira da Silva www.bispado.org.br "Alegrai-vos", é a saudação de Nosso Senhor Jesus Cristo Ressuscitado a Maria Madalena e a outra Maria, que voltavam do sepulcro, no primeiro dia da semana, após receberem a palavra do Anjo, que tinha a "aparência como um relâmpago e as vestes brancas como a neve", de que deveriam dizer aos discípulos que o Ressuscitado se encontraria com eles na Galileia. A alegria espiritualizada de forma cristã é parte constitutiva da nossa vida de fé que se fundamenta no Mistério de Nosso Senhor Jesus Cristo glorificado pela Cruz e Ressurreição. N'Ele nos

alegramos e nos tornamos transmissores da alegria da salvação, do perdão dos pecados, da vida eterna feliz como nosso futuro próximo e da ressurreição final como destino definitivo. A celebração da Páscoa, nos próximos cinquenta dias, reavive em nós a fé, o desejo e o empenho moral para "possuir" as realidades celestes. Experimentando já o que nos aguarda, sejamos pessoas restauradas, participantes alegres da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo e construtores de uma sociedade que cultiva a cultura da justiça, da paz e da solidariedade fraterna, realidades que só frutificam se fundadas na verdade e na caridade. Feliz e Santa Páscoa! Deus nos abençoe! Dom Tomé Ferreira da Silva é o Bispo Diocesano de São José do Rio Preto/SP

Semana Santa 2014

13.04 | Domingo de Ramos

14.04 | Jantar com moradores de rua

15.04 | Celebração Penitencial

16.04 | Missa da Unidade

17.04 | Lava Pés

17.04 | Caminhada Eng. Schmitt

18.04 | Adoração da Cruz

18.04 | Procissão do Senhor Morto

19.04 | Vigília Pascal

19.04 | Vigília Pascal

20.04 | Procissão do Ressuscitado

PALAVRA DO PÁROCO Páscoa, libertação para uma verdadeira celebração Pe. Luiz Caputo caputo@saojudasrp.org.br Durante as cinco semanas da Quaresma tivemos oportunidade de ouvir a Palavra de Deus, onde na Graça crescemos na vivência comprometida por esta Palavra. O Reino de Deus torna-se real nos acontecimentos, por isso celebramos. Cada celebração Eucarística é uma verdadeira Páscoa, onde recordamos esses acontecimentos, assim como o povo de Israel recordava a Libertação do Egito e comemorava com a Páscoa Judaica, conforme o livro do Êxodo. Cada Páscoa ou cada domingo devemos viver uma verdadeira Celebração, para nos libertar das amarras e nos levar pela força da palavra a um compromisso novo. Muitas vezes, não compreendemos o que realmente é a Páscoa para nós. Chegamos a achar que é apenas confessar e comungar. Temos que sair do Egito dos nossos pecados e alcançar uma verdadeira libertação, pois isso nos leva a um comprometimento de saída e de chegada. Saída de uma realidade de pecado e chegada a uma nova realidade, de total libertação pela Graça. 04 Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto)

Olhando a Palavra de Deus, em especial o livro do Êxodo (Cap. 12), percebemos o povo Hebreu que celebra um rito, mas com uma novidade de descoberta de um Deus que passa e vem salvar. Essa Salvação é levar as pessoas a um comprometimento, é passar o Mar vermelho, segundo o Deuteronômio. Jesus celebrou também um rito, como bom Judeu que era. A grande novidade foi o seu desejo de Celebrar a Páscoa (Lc 22,15). “Ele é o Cordeiro oferecido; é o Corpo dado em comida e o sangue dado em bebida. Acontece a Maravilha Eucarística, o êxodo de toda humanidade da escravidão, dos pecados e da vaidade para o verdadeiro Perdão e Aliança. Ele faz a verdadeira Passagem, morte para a vida.” Volto a dizer, a Quaresma, com suas semanas foi um rito preparatório. A Semana Santa são dias de ritos que nos levam a compreender e viver o sentido mais profundo de uma verdadeira Celebração. Em cada Celebração Eucarística temos a possibilidade de escancarar nosso coração para que o Cristo imolado e ressuscitado esteja conosco. É assim que podemos afirmar: “É a Páscoa do Senhor”! É a nossa libertação para uma Celebração de vida e não apenas ritos. O Cristo Ressuscita em cada um de nós. AMÉM! Pe. Luiz Caputo é pároco reitor do Santuário São Judas Tadeu, em São José do Rio Preto / SP

“O Cristo, que leva aos céus, caminha à frente dos seus! Ressuscitou, de verdade: ó Cristo, Rei, piedade!” Sequência Pascal

Veja mais fotos em:

/redesantuariosaojudas

20.04 | Procissão do Ressuscitado Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto) 05


Adoração no Santuário Partilha da Palavra Incensação do Santíssimo

19:40 19:45

Exposição do Santíssimo

19:30

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO na Rede de Comunidades

21:00

Bênção

Primeiro trimestre de 2013. Naquela oportunidade o pároco reitor do Santuário São Judas Tadeu, padre Luiz Caputo, apresentou a Adoração ao Santíssimo nos Setores da Rede de Comunidades como uma das principais iniciativas pastorais para o período. Após sensibilização dos líderes de grupos existentes no território da Paróquia, o religioso se reuniu com os Ministros Extraordinários da Eucaristia. Esses foram preparados para dirigir os encontros. Subsídio para orientação foi criado. Dois a dois, os voluntários foram divididos e enviados para os oito Setores da Rede. Começava, ali, uma verdadeira transformação na forma de interagir com os paroquianos distantes da Matriz. 19:35

atuação dos Ministros da Eucaristia garantem que a comunhão chegue aos doentes e idosos. Missas nas residências também são celebradas; Envio seguindo o planejamento apresentado pelos coordenadores de cada área. “A descentralização da Paróquia é importante. Encontramos muitas oportunidades de evangelização quando nos relacionamos com os paroquianos em suas casas”, disse o padre Luiz Caputo. Comunidades em foco O episcopado do Brasil se reunirá, de 30 de abril a 9 de maio, em Aparecida. A Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em sua 52º edição, aprofundará as discussões iniciadas em 2013. “Comunidade de Comunidades: uma nova paróquia” será o tema do encontro. “Durante o evento, os bispos irão refletir sobre temas importantes como a renovação paroquial. Depois nós vamos também iniciar uma reflexão sobre os cristãos leigos na Igreja e na sociedade. Teremos um tema a ser aprovado sobre a questão agrária, assim como um documento sobre a realidade nacional, referente à situação atual, num momento que estamos nos aproximando das eleições”, explicou o arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, cardeal Raymundo Damasceno Assis*.

"Comunidade de Comunidades: uma nova Paróquia"

Dinâmica Reunidos no Santuário, Ministros e paroquianos participam juntos, às 19h30, da primeira etapa da Adoração. O encontro, após partilha da Palavra, segue com o envio dos voluntários que, em residências previamente definidas, dirigem as orações diante do Santíssimo. Perto das nove da noite, já de volta à igreja, a assembleia se encontra para a bênção (as fotos dessa página ilustram o “passo a passo” da iniciativa). Revitalização A Adoração nos Setores (1ª quinta-feira do mês) e a Celebração da Palavra (3ª quinta-feira) foram pensadas como métodos para a “revitalização” da Rede de Comunidades. Além dessas iniciativas, visitas dos padres Luiz Caputo e Marcos Chiquetto aos enfermos e a

19:50

dos Ministros (1)

19:50

Envio dos Ministros (2)

20:00

Adoração no Setor 3

*Citação de matéria publicada em www.cnbb.org.br

20:00

Adoração no Setor 7 20:50

Oração diante do Santíssimo

20:00 20:45

Adoração no Setor 5

Texto / Fotos André Botelho andre@saojudasrp.org.br

Retorno ao Santuário 06 Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto)

Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto) 07


MAIO 2014

08 Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto)

17 SÁB 18 DOM 19 SEG 20 TER 21 QUA 22 QUI 23 SEX 24 SÁB

At 16,1-10 Sl 99(100),2.3.5 Jo 15,18-21

25 DOM

6º DOMINGO PÁSCOA At 8,5-8.14-17 Sl 65(66),1-3a.4-7a.16.20 1Pd 3,15-18 Jo 14,15-21

26 SEG

S. Filipe Néri At 16,11-15 Sl 149,1-6a.9b Jo 15,26-16,4a

27 TER

S. Agostinho de Cantuária At 16,22-34 Sl 137(138),1-3.7c-8 Jo 16,5-11

28 QUA

At 17,15.22-18,1 Sl 148,1-2.11-14 Jo 16,12-15

N. Senhora de Fátima At 11,19-26 Sl 86(87),1-7 Jo 10,22-30

29 QUI

01 QUI 02 SEX

At 15,22-31 Sl 56(57),8-12 Jo 15,12-17

At 18,1-8 Sl 97(98),1-4 Jo 16,20-23a

S. Matias, Apóstolo At 1,15-17.20-26 Sl 112(113),1-8 Jo 15,9-17

At 18,9-18 Sl 46(47),2-7 Jo 16,20-23a

At 13,13-25 Sl 88(89),2-3.21-22.25.27 Jo 13,16-20

Visitação de N. Senhora Sf 3,14-18 ou Rm 12,9-16b (Sl) Is 12,2-3.4bcd-6 Lc 1,39-56

At 13,26-33 Sl 2,6-11 Jo 14,1-6

BRANCO Cor litúrgica do Tempo Pascal

05 SEG 06 TER

At 7,51-8,1a Sl 30(31),3cd-4. 6ab.7b.8a.17.21ab Jo 6,30-35

07 QUA

At 8,1b-8 Sl 65(66),1-3a.4-7a Jo 6,35-40

08 QUI

At 8,26-40 Sl 65(66),8-9.16-17.20 Jo 6,44-51

At 9,1-20 Sl 116(117),1.2 Jo 6,52-59 At 9,31-42 Sl 115(116),12-17 Jo 6,60-69

11 DOM

At 6,8-15 Sl 118(119), 23-24.26-27.29-30 Jo 6,22-29

09 SEX

S. Filipe e S. Tiago, Apóstolos 1Cor 15,1-8 Sl 18A(19A),2-5 Jo 14,6-14 3º DOMINGO PÁSCOA At 2,14.22-33 Sl 15(16),1-2a.5.7-11 1Pd 1,17-21 Lc 24,13-35

10 SÁB

04 DOM

03 SÁB

S. Rita de Cássia At 15,7-21 Sl 95(96),1-3.10 Jo 15,9-11

30 SEX

Domingo, 11 de maio Missas | 7, 9 e 19h30

S. Cristóforo Magalhães e Comps. At 15,1-6 Sl 121(122),1-5 Jo 15,1-8

31 SÁB

Feliz Dia das Mães

S. Bernardino de Sena At 14,19-28 Sl 144(145),10-13ab.21 Jo 14,27-31a

12 SEG

Ser Mãe é assumir de Deus o dom da criação, da doação e do amor incondicional. Ser mãe é encarnar a divindade na Terra.

At 14,5-18 Sl 113B(115),1-4.15-16 Jo 14,21-26

13 TER

receber. Normalmente, eles compravam na Exposição, que era o nome da loja então, peças em gesso como vasos, santos, espelhos de parede, banquinhos, mesas, cadeiras de alpendre, fruteiras, etc. para pagar, eram descontadas, pequenas quantias ou parcelas da gratificação em 'pontos', dos menos ou quarto anos das oficinas. O discurso do prefeito, as poesias, as apresentações musicais, eram todas supervisionadas a pedido dos próprios meninos, pelos mestres, pelo Jurandyr, pelas professoras, porque, preocupados, eles não queriam que houvesse nenhum contratempo. Pe. Angelo é quem iniciava a cerimônia e a gente percebia a felicidade dele, ao ver quase todas as famílias ali presentes. Ir. Henrique não gostava muito de falar e era quem dirigia toda parte musical. As mães ficavam emocionadas, e quando terminava o encontro e os meninos iam procura-las para entregar o presentinho, as lágrimas desciam-lhes pelo rosto. É bem provável que não fosse tanto pelo mimo, mas sim por ver a felicidade do filho, representada naquele abraço e naquele beijo, tão puros e sinceros. A banda ecoava o Parabéns a Você e o salão já começava a esvaziar. Agora era preparar a festa junina, no mês seguinte.

5º DOMINGO PÁSCOA At 6,1-7 Sl 32(33),1-2.4-5.18-19 1Pd 2,4-9 Jo 14,1-10

14 QUA

Um dos momentos mais bonitos na Obra Social, era a festa em homenagem às mães, no mês de maio. Já em abril, começavam os preparativos: a banda ensaiava com afinco, duas vezes ao dia, o prefeito da Cidade Mirim começava a preparar o discurso, os meninos pensavam no presente que iriam oferecer às mães. A festa, preparada com muito carinho, envolvia todos da Obra: funcionários, mestres, professoras e, é claro, os diretores. Era realizada sempre no sábado, às quinze horas, no Salão Pe. Ângelo e depois, no atual refeitório da Obra. Todas as mães recebiam o convite, levado bem antes pelos filhos. Elas vinham de longe, a maioria da Vila Toninho, Jardim Vitória Régia, Jardim Urano, Parque Estoril, etc. E com elas vinham também as avós, os irmãos menores e às vezes, até alguma vizinhas. O salão, devidamente arrumado, cheio de cadeiras enfileiradas, cadeiras essas que eram alugadas para festas, pra aumentar a receita do Serviço Social, mas que nesse dia ficavam na Obra, para que todas as mães sentassem confortavelmente. Nenhuma mãe ficava sem presente, isto porque, orientados pelos mestres, os meninos bem antes, já preparavam o que elas iriam

Santo Atanásio At 5,34-42 Sl 26(27),1.4.13-14 Jo 6,1-15

At 13,44-52 Sl 97(98),1-4 Jo 14,7-14

15 QUI

Cidinha Bueno comunicacao@saojudasrp.org.br

São José Operário Gn 1,26-2,3 ou Cl 3,14-15.17.23-24 Sl 89(90),2-4.12-14.16 Mt 13,54-58

16 SEX

Foto | Arquivo

A Homenagem às Mães, em maio

LITURGIA

Liturgia

NOSSA HISTÓRIA

4º DOMINGO PÁSCOA At 2,14a.36-41 Sl 22(33),1-6 1Pd 2,20b-25 Jo 10,1-10 Ss. Nereu e Aquiles / S. Pancrário At 11,1-18 Sl 41(42),2-3; Sl 42(43)3.4 Jo 10,11-18

Graça e a Paz Serginho Valle www.liturgia.pro.br A celebração da Eucaristia tem um modo próprio de saudar as pessoas. Em vez de dizer bom dia, boa tarde, boa noite, usa saudações bíblicas. Se um dia você tiver oportunidade de ter em mãos um Missal, observe que todas as saudações do início da Missa são feitas com palavras da Sagrada Escritura. Hoje, com o aprofundamento da teologia litúrgica, a saudação inicial inspira-se na Liturgia da Palavra, especialmente nas leituras do Novo Testamento. A maior parte das saudações vem das cartas de São Paulo, com a mesmas palavras que ele usava para saudar seus destinatários. As saudações expressam paz, amor, graça, bondade. Desde o início da Missa, portanto, a Igreja faz votos que a presença dos dons divinos se façam presentes na assembléia e no coração de cada celebrante. Por isso, as saudações como bom dia, boa tarde, sejam bemvindos... são formas educadas de saudação social, mas não litúrgicas, que saúdam os celebrantes com votos vindos da Palavra de Deus. Realizar a saudação com votos formulados pela Palavra de Deus é muito mais que desejar um bom dia ou uma boa tarde ou uma boa noite. Basta estar um pouco atento às palavras da saudação inicial para compreender que estamos desejando paz, graça, presença de Deus na

assembléia celebrante e na vida de quem está participando da celebração Eucarística. E tem uma coisa a mais, que precisa ser considerada. A saudação inicial expressa também a saudação de toda a Igreja. É a Igreja, Povo de Deus e Corpo de Cristo, que acolhe e deseja a todos os presentes na assembléia litúrgica a graça, a paz e a presença de Deus em suas vidas. Tem ainda aspecto que é interessante considerar, para concluirmos. A saudação inicial tem a finalidade de acolher todos os celebrantes. Duas coisas podem ser ressaltadas desse aspecto. Primeiro que a acolhida não é feita somente em base a uma saudação formal, que usamos no nosso dia-dia. A acolhida é feita com a própria Palavra de Deus, como procuramos expressar acima. O outro aspecto é que a saudação inicial da Missa deve ser de fato uma saudação que o padre realiza à assembléia. Em termos litúrgicos, trata-se de um rito de acolhimento. O padre que preside Quem se faz presente na celebração Eucarística deve sentir-se acolhido, e de fato saudado, do contrário, o rito de acolhida. Isso significa que a saudação inicial precisa ser feita de modo espontâneo e não com uma frase lida no Missal ou, pior ainda, no folheto litúrgico. Serginho Valle é coordenador do Serviço de Animação Litúrgica (SAL).

Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto) 09


NUTRIÇÃO

Dizimistas Aniversariantes de Maio

MAIO 2014

11 Everaldo Ramos de Oliveira Lucimara Patrícia Coelho de Lima 12 Samuel Aparecido Biot Maria Regina Fagliari Mussi Dermeval Pupo Flausino 13 Maria de Fátima Jesus Barrinhas 14 Elizabete Bongiovanni Ferreira Renato Antonio Lemos Monica Rosselli Buolei 15 José Reinaldo Brito Ana Lucia S. Carvalhaes Juliana de Campos Alcantara 16 Maria Eliza Sônego Romano Genilde Vetoreti da Mota Thiago Mello Tozzo Miguel Hatty Gabrielli Quartieri Augusto 17 Ana Maria Riber Gonçalves Karina G. Correia de Almeida Juscelino Alves 18 José Franco Maria Petinelli Teresinha Frausino do Prado 19 Narciso Caobianco Antonio Cantarin 20 Claudio Dorneles

21

22 23 24

25 26 27

28 30

Maria Helena S. Almeida Maria Alice de Souza Luiz Arroio Isaira E. G. Maniezo Sueli Marques Maria Aparecida de Oliveira Rafael Imbá Aparecida Maria de Souza Palatin Eliana Berceli dos Reis Maria Lúcia Figueiredo Beatriz Longo Madi Vera Lucia Lopes Arduini Ana Lopes Meirivaldo Bento Dias José Roberto Gonçalves Maria Comar da Silva Manoel Agostinho Neto Laurinda Doranque Maria José I. Segantini Aparecida Luiza Perini Renaldo Augusto Vieira Alzira Jakunski Clovis Gonçalves de Araujo Dulceymar S. Cervo Alves José Marcelo Seixas

REUNIÕES | ENCONTROS

Missa do Trabalhador Dia 01.05 (Qui) 19h30 | Santuário São Judas

Terço dos Homens Dia 8 (Qui) 19h30 | Santuário São Judas

Encontro Famílias Mãe Peregrina Dia 24 (Sáb) 16h30 | Serviço Social

Missa Sagrado Coração de Jesus Dia 02.05 (Sex) 7h | Santuário São Judas

Terço das Mulheres Dia 8 (Qui) 19h30 | Capela Obra Social

Reunião / Apostolado da Oração Dia 25 (Dom) 16h | Santuário São Judas

Missa de Cura e Libertação Dia 13.05 (Ter) 20h | Santuário São Judas

Reunião do CPP Dia 9 (Sex) 19h | Serviço Social

Missa com 1ª Comunhão Dia 18.05 (Dom) 9h | Santuário São Judas

Celebração da Palavra / Rede (Ministros) Dia 15 (Qui) 20h | Rede de Comunidade

Momento Santas Relíquias / Bênção dos Enfermos Dia 27 (Ter) 19h | Santuário São Judas

Missa com Dom Orani Dia 21.05 (Qua) 19h30 | Catedral

Confissões/Catequizandos 1ª Eucaristia Dia 17 (Sáb) 9h | Santuário São Judas

Missas São Judas Tadeu Dia 28.05 (Qua) 7, 9, 11h30, 15*, 18 e 19h30 Santuário São Judas * transmissão Interativa FM 104,03

Confraternização / Rede de Comunidades Dia 17 (Sáb) 15h | Serviço Social

Reunião / Formação (Minist. de Música) Dia 29 (Qui) 20h | Serviço Social Encontro Geral (catequese) Coroação de Nossa Senhora Dia 31 (Sáb) 9 às 10h30 | Santuário São Judas Preparação / Batismo Dia 31 (Sáb) 14h | Serviço Social

Terço Maria Passa na Frente | Grupo de Oração São Judas | Dias 6, 20 e 27 de maio | 20h 10 Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto)

Heloisa Helena Marconi de Faria heloisa-marconi@ig.com.br Nutricionista especialista em Nutrição Clínica e Administração em Serviços de Nutrição

Os alimentos funcionais contribuem para a manutenção da saúde, trazendo benefícios a ela, à capacidade física e mental do corpo, retardando, assim, o envelhecimento. FONTE | anvisa.gov.br/

CONHECIDOS POR SUAS PROPRIEDADES OS ALIMENTOS FUNCIONAIS SÃO CLASSIFICADOS COMO: • Beta-d-glucana: redução de colesterol, glicemia e metástases. Fontes: Aveia, cogumelos, farelos de aveia.

Agenda

MISSAS

Alimentos Funcionais Internet

01 Ana Aparecida Paro Calsavara Francisco H. Honda 02 Paulo Henrique Arduini Fernando Cesar de Oliveira 03 Luiz Cicote Diego Akimura 04 Eduardo Cavalari Liporaci Dionéia Batista Oliveira Carvalho Ramiro José Sales 05 Wanderlei Berti Lilian Aidar Melo Gomes Maria Aparecida Bueno dos Santos Valter Scarano Dilson Marques da Encarnação Mariliza Ribeiro Hatty 06 Osvaldo Roberto Adame 07 Edina Maria Silveira Pereira Limero Maria D. Lurdes dos Santos 08 Neusa Maria Arruda Floriano 09 Sandra Roseli Pereira Sinézia Pereira Catanosse Octavio L. Paglione 10 Antonia Mialichi Silvestri Maria Aparecida Correa Ruggiano Marilena Danelutti Pinheiro Francisco Zacarias Maciel Arlindo da Silva

• Curcumina: protege contra os carcinógenos do tabaco. Fontes: Açafrão e cominho. • Licopeno: Antioxidante e protege contra o câncer de próstata. Fontes: tomate, goiaba, melancia. • Luteína e zeaxantina: relacionado a saúde dos olhos e diminuição do risco de degeneração macular relacionado à idade. Agem como antioxidantes filtrando a luz solar que causam danos a retina. Fontes: milho e espinafre.

• Ácido Fenólico: aumenta a atividade enzimática e a absorção de nutrientes. Inibe a formação de nitrosaminas que é a união de nitritos e aminas livres apresentando potente ação cancerígena. Fontes: Berinjela, brócolos, repolho, cenoura, uva e morango. • Bactérias Probióticas: diminuição do nível de colesterol sérico, aumento da absorção de cálcio, síntese de vitaminas, metabolismo da lactose, pré digestão de proteínas, interações com o sistema imune, alívio da constipação intestinal, redução do tempo de trânsito no intestino, aumento da frequência de evacuação e redução da incidência de tumores intestinais. Fontes: iogurtes e leites fermentados. • Oligossacarídeos: aumentam o bolo fecal, reduzem o trânsito gastrintestinal, aumentam o volume de lúmen intestinal, reduz a absorção de colesterol e não provoca cárie. Fontes: Mel, Banana, alho, cebola, cana de açúcar. Conhecendo-se as propriedades e as fontes alimentares, podemos concluir que a prevenção de doenças crônicas não transmissíveis está ao alcance de todos, pois os alimentos são os mais antigos remédios utilizados no universo.

EXEMPLO DE CARDÁPIO COM ALIMENTOS FUNCIONAIS (Para a fase adulta) Café da Manhã Taça de quinua com iogurte (anti-oxidante) Fonte: Programa Hoje em Dia 2 unidades pequenas de iogurte natural desnatado, 2 colheres de sopa de quinua em

grãos, 1 unidade de banana, 1 unidade de maçã vermelha, 1 colher de sopa rasa de uva passa, 4 unidades de amêndoas torradas sem sal, 1 colher de sopa de suco de limão. ½ pão integral com geléia de goiaba (fonte de fibras, antioxidante e aumenta resistência imunológica), Voz no Caminho | Santuário São Judas (S. J. Rio Preto) 11


VOZ NO CAMINHO | MAIO 2014  

São José do Rio Preto | Maio 2014 | Nº 72 | Ano 7

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you