__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Vol. 01 | Nยบ 01 | out. 2017

ISSN 2594-5513


Uma forma rápida, despretensiosa e conveniente de armazenar alguns pensamentos e realizações do Laboratório de Tipografia do Ceará, LTC. Essa é a revista Lingote. A vontade de se registrar editorialmente algo, mesmo que de forma simples, sinaliza o impulso de experimentar que move alunos e professores ligados aos diversos cursos que compõem esta iniciativa acadêmica interinstitucional. Universidade Federal do Ceará, Universidade Federal de Pernambuco, Estácio e Opa! Escola de Design contribuem para a publicação de conteúdos que tratam de desenho, pintura, escrita, diagramação, impressão e outros tantos temas de interesse do universo tipográfico. Mas o que esperar de algo tão breve feito por tantas pessoas? Mais do mesmo sobre uma área do design já bem difundida no Brasil? Não! Afinal quem conta um conto aumenta

um ponto, ou pelo menos o transmite à sua maneira. Isto, por si só, já bastaria a este modesto periódico. Todavia, a Lingote também deseja apresentar pouco a pouco alguns personagens que inspiram o LTC e tomam parte, de alguma forma, em sua trajetória. Assim, o primeiro número celebra o espírito cooperativo agregando trabalhos de vários colaboradores para falar de Ramon, um grafiteiro cearense que tem pintado tags provocantes e originais pelas ruas de Fortaleza; do quanto o arranjo visual pode intervir no significado de palavras; das formas de algumas ferramentas caligráficas e de pangramas. Ele lança ainda seu olhar sobre pensamentos e imagens que combinam com as ideias e provocam a prática da tipografia. SEJA BEM vindo a nossa nova provocação. []

Buggy {<<<} é mestre em Design, fundador & coordenador do LTC, vice-presidente do Conselho Editorial da Serifa Fina e professor do Curso de Design da UFC.

E D I T O R I A L


Editores: Alberto Gadanha, Bianca Benedicto, Chico Neto, Eduardo Novais, Lia Alcântara Rodrigues e Paulo Alcobia. Projeto Gráfico: Buggy e Rayna Pires. Colaboradores desta edição: Alberto Gadanha, Bianca Benedicto, Chico Neto, Eduardo Novais, Lia Alcântara

Av. da Universidade, 2890

Rodrigues e Paulo Alcobia [texto]; Buggy, Gabriel Pacífico e

CEP 60020-181

Ramon Sales [Fotos]; Ramon Sales [Foto da capa]; Buggy e

Fortaleza-CE, Brasil

Rayna Pires [Capa]; Gabriel Pacífico, Mariana Araujo e Rayna

Tel.: (85) 98872-5236

Pires [Diagramação]; Buggy e Lia Alcântara Rodrigues [Revisão].

E-mail: ltc@dau.ufc.br

Lingote é uma publicação da Serifa Fina. ©2012 ©2017 SERIFA FINA. Todos os direitos desta edição reservados à Serifa Fina. Rua Vitoriano Palhares, 194/304, CEP 50710-190, Recife-PE www.serifafina.com.br

COMISSÃO EDITORIAL Serifa Fina: Lia Alcântara Rodrigues [Presidente], Leonardo Araújo da Costa Buggy [Vice-presidente], Bruno Porto, Cláudio Rocha, Delano Rodrigues, Elias Bitencourt, Fabiana Moraes, Fernanda Martins, José Carlos da Costa, José Marconi Bezerra, Lia Mônica Rossi, Luís Carlos Pinto, Mário de Faria Carvalho, Mauro Pinheiro, Patrícia Amorim, Patrícia Araújo, Rafael Dietzsch, Rafael Neder, Rosângela Vieira e Solange Coutinho.

Editor-chefe: Buggy.

Edição diagramada com fontes da família Petala Pro. www.typefolio.com

Vol. 01 | Nº 01 | out. 2017 | trimestral | ISSN 2594-5513


Ajuste Fino

Ramon Sales.

Entre Palavras Ferramentas Caligráficas.

Entre Linhas

O samba da raposa marrom do latim antigo.

8ito 12ze 14torze

Sumário

Tipografia Dinâmica.

7ete

Nº 01 | out. 2017

Entre Letras


Caracteres Especiais / 5inco

ALBERTO {<} GADANHA é pós-graduado em Design Gráfico, professor fundador da Opa! Escola de Design e diretor de criação da Vela Narrativas Visuais.


Caixa Alta / 6eis

MALCOLM GLADWELl

"A prática não é aquilo que uma pessoa faz quando se torna boa em algo, mas aquilo que ela faz para se tornar boa em algo." AUTOR DOS BEST-Sellers

Blink,

THE TIPping Point

& OUtliers.

ChicO {<<} Neto é pós-graduado em Design, coordenador de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC e professor do Curso de Publicidade e Propaganda da UFC.


Entre Letras / 7ete

Paulo {=} Alcobia é doutor em Design, produtor gráfico e professor do Curso de Design da UFC.

LEwis MUmford EM "O MIto da MÁquina" descreve a megamáquina como uma convergência interpretativa da realidade, composta pelos poderes científico, técnico e político. Mumford considera que esta forma explicativa é facilitadora dos valores de vida fúteis e excêntricos. Porém, também nos dá a solução, a revolta contra a opressão da megamáquina começa com uma área humana da percepção do mundo. A revolta contra a megamáquina são os sentimentos sobre si próprio.

À medida que avançamos rumo ao futuro, ficamos com a sensação que as soluções se complexificam, são mais exigentes. Se por um lado a tecnologia nos ajuda a resolver um problema específico que pode ser a morosidade de execução para obter um determinado resultado, verificamos que no momento seguinte, aquilo que ficou resolvido vai incrementar o grau de exigência e logo a demora. A tipografia não fica imune a esta inflação. A tipografia possui as suas sintaxes, como se fosse uma nova linguagem, com uma gramática de regras explícitas. Porém, ao contrário das linguagens que possuem regras fixas, a tipografia tem uma gramática de regras contextuais e implícitas. Guillaume Apollinaire nos "Calligrammes", os poemas editados logo após a sua morte prematura, vítima de gripe pneumónica em 1916, fez-nos notar o quanto as faces tipográficas e a

disposição ou arranjo visual das palavras modifica, não só o desempenho que cada uma tem no poema, como altera também o próprio significado individual delas. Presentemente as faces tipográficas e as palavras são expostas também numa outra dimensão, a animatográfica, a tipografia dinâmica. As letras, as palavras e as frases são apresentadas como personagens, são mais um elemento de análise a acrescentar ao valor da tipografia, para além das que foram referidas por Apollinaire. Aquilo que justifica a tipografia dinâmica é a intensidade do destaque, são os sentimentos de quem propõe a mensagem, impostos a quem recebe a mensagem. Altera-se a complexidade do processo de composição tipográfica, aumenta-se o tempo de planeamento e produção das mensagens, mas modificará também o espaço que se dá ao leitor para os sentimentos sobre si próprio? []

Tipografia Dinâmica.


Ajuste Fino / 8ito

Lia ♥ Alcântara é mestre em Design, fundadora do LTC, presidente do Conselho Editorial da Serifa Fina e professora do Curso de Design da UFC.

Ramon e suas letras nos fazem um convite a novas reflexões sobre o que as palavras podem significar.

Fotos: Ramon Sales.

A Primeira vez que encontrei Ramon Sales ele rabiscava a parede entre um assunto e outro. Fascinado pelas letras, começou a pintar nas ruas em 2013. Pesquisou sobre graffiti para o trabalho de conclusão de curso em Comunicação Social, que acabou se transformando em um filme sobre a pixação em Fortaleza. Sempre atraído pelas palavras e suas inúmeras possibilidades de interpretação, começou a fazer experiências estéticas com as letras, intrigado por como elas interagiam para formar as palavras. Por vezes ele espreme uma palavra entre duas pixações ou estende as letras do chão ao topo do muro, sempre fazendo uma conexão com o que >>

Ramon Sales.


UFC - Reitoria Av. 13 de maio - Fortaleza/CE

Comunidade Nossa Senhora das Graรงas Bairro de Fรกtima - Fortaleza/CE


Ajuste Fino / 10z

aquela construção representa, ou o contexto social em que está inserida. “Caos”, “tempo” e “suor” estão constantemente nas paredes dos lugares por onde passou, estabelecendo conversas com os muros e com as cidades. Ramon diz que “as letras nascem no momento da pintura, transformando o processo numa performance que busca soluções estéticas para a maneira como as letras podem preencher e se encaixar nas superfícies”. >>

Vila Militar Praia de Iracema - Fortaleza/CE


Rua Costa Barros esquina com Ildefonso Albano - Fortaleza/CE

ramonsales

Muito crítico sobre a cidade e as pessoas, Ramon e suas letras nos fazem um convite a novas reflexões sobre o que as palavras podem significar. Da última vez que nos encontramos, ele olhou com pena a tinta fresca na Academia Cearense de Letras. Disse que o prédio estava lindo antes, “as letras do povo cobrindo a casa dos eruditos”. Mudou meu olhar, trouxe poesia para onde eu só via pixo. []


Entre palavras / 12ze

Bianca {*} Benedicto é designer se destacando nas áreas de Tipografia, Caligrafia e Lettering.

As ferramentas caligráficas se dividem, basicamente, em dois grandes grupos: penas de ponta quadrada e penas de bico. A partir dessa divisão, as ferramentas foram evoluindo e se tornando cada vez mais práticas, exigência do ritmo acelerado em que vivemos. As penas de ponta quadrada são aquelas cujo manejo é de translação, ou seja, seu contraste é produzido a partir da angulação da pena. Ao ser colocada no ângulo, já que cada estilo de escrita (itálica, gótica, fundamental, etc.) exige uma angulação diferente para que seja realizada com perfeição, >>

Ferramentas Caligráficas.


a pena desliza para a construção da letra. Essa construção segue uma sequência de movimentos que é chamada de ductus. Esses são exemplos de ferramentas do primeiro grupo. Do pincel, usado em uma das escritas mais impressionantes, as capitulares ou maiúsculas romanas até a caneta automática Parallel Pen, da Pilot. O outro grupo é caracterizado pela expansão da pena, que produz traços finos ao subir e traços grossos ao descer, devido à pressão colocada na ferramenta. Já na pena quadrada é aplicada uma pressão constante. Essa definição de ferramentas está descrita no livro "O Traço: Teoria da Escrita", de Gerrit Noordzij, professor de caligrafia e tipografia na Real Academia de Arte, KAAB, na Holanda. []

...as ferramentas foram evoluindo e se tornando cada vez mais práticas, exigência do ritmo acelerado em que vivemos.


Entre linhas / 14torze

EDUARDO ♦ NOVAIS é professor no curso de Sistemas e Mídias Digitais da Universidade Federal do Ceará.

www.otipodafonte.com.br

O samba da raposa marrom do latim antigo.

É quase certeza que você já deve ter se deparado com a frase “The quick brown fox jumped over the lazy dog”, ou já tentou ler um texto estranho que começava mais ou menos assim: “Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit…”. Se sim, e se achou tudo isso muito estranho, saiba que essas formas de preenchimento de texto podem ser bastante úteis para a vida de um designer e que existe sentido em tudo isso. A frase “The Quick brown fox...” é o que chamamos de pangrama, ou seja uma sentença que possui todas as letras do alfabeto. Assim, o designer pode conferir como se comportam os caracteres de uma fonte utilizando uma única frase. A primeira vez que a frase foi utilizada foi em 1885, no jornal universitário The Michigan School Moderator. Outro fator que fez com que a frase ganhasse destaque foi a utilização, a partir de 1950, pela The Western Union Company como mensagem de teste de seus telégrafos. Diferente da Raposa Marrom, o Lorem Ipsum não é um pangrama e, sim, um texto em latim arcaico que também é utilizando para testes sobre o preenchimento de texto. Na verdade, O Lorem Ipsum não é um texto qualquer em latim, mas um trecho modificado de “Os Extremos do Bem e do Mal” escrito por Cícero, em 45 A.C.. Traduzindo para o português: Não há ninguém que ame a dor por si só, que a busque e queira tê-la, simplesmente por ser dor… []


m pangrama

?

ponta

prática

r

D/nâm/CA

reflexões

i pogr a _

conexão

ferramentas caligráficas

S _

T

p

9

fia.

latim


Profile for Serifa Fina

Lingote 01  

Esta é a primeira edição da Lingote, Revista do Laboratório de Tipografia do Ceará (LTC). https://www.serifafina.com.br

Lingote 01  

Esta é a primeira edição da Lingote, Revista do Laboratório de Tipografia do Ceará (LTC). https://www.serifafina.com.br

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded