Page 1

Localização e Geografia de Miami Miami é uma cidade do Estado americano da Florida. É a sede de condado de Miami-Dade. Tem 382 894 habitantes, embora a sua zona metropolitana - a maior do Estado - possua 2,1 milhões de habitantes, chegando a cinco milhões, quando contando-se os condados vizinhos de Broward e Palm Beach. A actual cidade tem origem numa povoação criada no fim do século XIX, que prosperou com o caminho-de-ferro e o porto. Miami é também conhecida por ter uma grande comunidade de exilados cubanos, principalmente concentrados na Little Havana. Miami é um centro turístico, sendo uma das cidades mais visitadas por turistas nos Estados Unidos, por causa do seu clima quente o ano inteiro, e pelas suas praias. A cidade é uma das mais frequentadas pelos snow birds (termo usado para descrever os habitantes da região norte dos Estados Unidos da América, que passam o inverno nos Estados do Sul, em especial, a Florida, para fugirem da neve e ao frio). O turismo tornou-se uma importante fonte de renda de Miami a partir da década de 1920, e é actualmente a principal fonte de renda da cidade. A língua frequente da cidade, além do inglês é o espanhol, devido à quantidade de hispano-americanos (de origem cubana, porto-riquenha, mexicana e de outros países da América Central) moradores de Miami. A região também conta com uma colónia judaica numerosa. Muitos imigrantes ficam em Miami, ou pelo menos desembarcam de suas viagens imigrantes por Miami, por causa de sua proximidade com a América Central, e também pela cidade situar-se no litoral, facilitando assim o acesso aos Estados Unidos da América através do litoral.


História de Miami A área de Miami foi o primeiro espaço habitado por mais de mil anos pelo Tequestas, mas foi mais tarde reivindicado pela Espanha em 1566 por Pedro Menéndez de Avilés. Uma missão espanhola foi construída um ano mais tarde, em 1567. Em 1836, a Fort Dallas foi construída e a área de Miami tornou-se posteriormente um sítio de combate durante a Segunda Guerra Seminole. Miami detém a distinção de ser a única grande cidade dos Estados Unidos fundada por uma mulher, Júlia Tuttle, que era uma rica produtora de citrinos, nativa de Cleveland. A área de Miami era conhecida como a "Biscayne Bay Country", nos primeiros anos do seu crescimento. Alguns relatos descrevem a zona como um promissor deserto. A área também foi caracterizada como "uma das melhores obras na Florida." Na Grande Parada de 1894-1895 Miami acelerou o crescimento, onde as culturas da área Miami foram as únicas que sobreviveram na Florida. Júlia Tuttle posteriormente convenceu Henry Flagler, um magnata ferro-rodoviário, a fim de expandir sua Florida East Coast Railroad para a região. Miami foi oficialmente declarada como uma cidade em 28 de Julho de 1896 com uma população de pouco mais de 300 habitantes. Miami prosperou na década de 1920 com um aumento na população e infraestruturas, mas enfraqueceu após o colapso da Florida em 1920, o Furacão em Miami em 1926 e da Grande Depressão na década de 1930. Quando a II Guerra Mundial começou, Miami, bem localizada, devido à sua localização na costa sul da Florida, desempenhou um papel importante na batalha contra os submarinos alemães. A guerra contribuiu para expandir a população de Miami, por volta de 1940.172 pessoas viviam na cidade. Depois que Fidel Castro subiu ao poder em 1959, muitos cubanos refugiaram-se em Miami, aumentando ainda mais a população. Na década de 1980 e 1990, diversas crises assolaram o Sul da Florida, entre elas o espancamento de Arthur McDuffie e o subsequente motim, guerra das drogas, o furacão Andrew e o alvoroço de Elián González. No entanto, na segunda metade do século 20, Miami tornou-se um dos principais centros internacional financeiro e cultural. Miami e a sua área metropolitana cresceram de pouco mais de mil habitantes para quase cinco milhões e meio de habitantes, em apenas 110 anos (1896-2006). O apelido da cidade, A Cidade Mágica, surge a partir deste rápido crescimento. Os visitantes de inverno observaram que a cidade cresceu muito a partir de um ano para o outro que era como magia.


Clima de Miami Miami tem um verdadeiro clima tropical, especificamente monções e ventos sazonais. Os invernos são secos, já os verões são quentes. A partir do final de Outubro a Março, inúmeras frentes frias passam na cidade. No entanto, a temperatura média anual para qualquer mês nunca foi maior de 18ºC (sendo as maiores as de Janeiro: médias de 20ºC). A maior parte do ano é quente e húmido, e os verões são quase idênticos aos verões do Caribe. Além disso, a cidade recebe a maior parte das suas chuvas no verão (estação chuvosa) e é na maior parte do inverno que o tempo é seco e ameno (estação seca). A sua elevação aproxima-se do nível do mar, possui localização costeira e posição um pouco acima do Trópico de Câncer, a área deve o seu calor e humidade à corrente do Golfo. Um típico dia de verão não tem temperaturas abaixo dos 24C°. Chuvas de verão aliviam a tarde, a maioria das vezes com trovoadas ou simplesmente uma brisa do mar que se desenvolve no Oceano Atlântico, que então permite a chegada de temperaturas mais baixas. A cidade já teve como temperatura máxima 37C°. A temperatura mais fria já registada na cidade de Miami foi de -1C° em várias ocasiões.

Aeroporto de Miami O Aeroporto Internacional de Miami, localizado em uma área não incorporada no concelho, serve como o principal aeroporto internacional da região de Miami. Um dos principais aeroportos internacionais do mundo, é o segundo aeroporto mais movimentado do Estado, atrás apenas do Orlando. O Aeroporto Internacional de Miami atende a mais de 35 milhões de passageiros por ano.


Identificável localmente, bem como diversas autoridades mundiais, como MIA ou KMIA, o aeroporto é um centro importante e único maior do gateway internacional da American Airlines, o maior do mundo em número de passageiros. Miami tem um dos maiores portos dos Estados Unidos: o Porto de Miami (conhecido oficialmente como o Dante B. Fascell Port of Miami). É também um dos portos de cruzeiros do mundo. Porque ele é conhecido como o "Cruise Capital do Mundo", com três milhões de passageiros anualmente. Em 2007, 3.787.410 passageiros passaram pelas suas instalações. Por seu turno, o porto é um dos principais em transporte de carga. O porto possui uma área de 2 km quadrados e tem sete terminais de passageiros. Os principais produtos exportados no porto vão para a China. Os produtos importados, na sua maioria, vem das Honduras e do Brasil. Ela também tem vários locais de linhas de cruzeiro que estão entre a Carnival Cruise Lines, Celebrity Cruises, Costa Cruises, Crystal Cruises, Norwegian Cruise Line Oceania Cruises, Royal Caribbean International e Windjammer Barefoot Cruises.

Transportes Públicos de Miami Metrorail (Metro): Funciona 24 horas todos os dias da semana. Chegam cada seis minutos durante a semana, (a cada 10 minutos ao meio-dia), e cada 15-30 minutos após as 18h. A partir da meianoite são de hora em hora. O serviço de fim-de-semana funciona a cada 15 minutos até aproximadamente as 20h e a cada 30 minutos até à meia-noite.

Metrobus (Autocarro): O serviço que começou a operar em 1997 é alternativa avançada para traficar diariamente no trânsito de Miami e a maneira mais rápida para chegar ao Metro.


Metromover (Comboio de superfície): O Metromover é um sistema automatizado que serve Miami da baixa de Omni a Brickell e o conecta com o Metrorail, (Metro) em estações do centro e do Brickell do governo. Ao todo o comboio de superfície conta 21 estações. Bicicletas: Andar de bicicleta é um passatempo muito popular no sul da Florida. Para facilitar a locomoção dos ciclistas dentro da cidade o governo criou um programa experimental que permite aos ciclistas de se deslocarem com suas bicicletas dentro das carruagens dos comboios de superfície, Metro, e até mesmo dentro dos autocarros.

Pontos Turísticos em Miami O turismo é também uma importante indústria em Miami. As praias, convenções, festas e eventos chamam mais de 12 milhões de visitantes anualmente de todo o país e de todo o mundo. O bairro histórico Art Deco em South Beach, é amplamente considerado como um dos mais glamorosos do mundo com as suas discotecas mundialmente famosas, praias, edifícios históricos e centros de compras. No entanto, é importante notar que Miami Beach é uma cidade separada da cidade de Miami. Riviera Americana (Miami Beach): Até o início do século não passava de um banco de areia, após a construção da ponte que a ligou ao continente, em 1913, a Riviera Americana atraiu a atenção de milionários dos Estados Unidos, até se transformar em um dos balneários mais procurados do país. Art Deco: O bairro Art Deco, situado em sua porção sul (South Beach), possui mais de 800 edifícios construídos no estilo arquitectónico Art Deco, originário de Paris que conquistou o mundo nas décadas de 20 e 30. Os edifícios mais famosos estão situados na Ocean Drive, na Collins Avenue e na Washington Avenue.


Downtown: Ao Norte de Miami River, é o centro financeiro e comercial de Miami, com seus arranha-céus e lojas sofisticadas. Bayside Marketplace um dos locais mais procurados pelos turistas por ser um grande centro de lazer e compras, com óptimas opções de lojas, bares e restaurantes, entre eles o famoso Hard Rock Café. Miamarina: situada ao lado do Bayside Marketplace, o local oferece passeios de barco com cerca de uma hora e meia de duração - inclusive alguns nocturnos - em que o turista pode conhecer as diversas ilhas da região e as mansões nelas construídas.

Venetian Pool: Considerada a mais linda piscina de todo o mundo, a

"Piscina

Veneziana" é aberta ao público. Alimentada por fontes naturais, suas águas são cristalinas e ótimas para o banho.

Miami Metrozoo: Um dos maiores e mais bem

cuidados zoológicos dos Estados Unidos, abrigando animais raros como gorilas africanos, ursos da Malásia e tigres-de-bengala brancos. Diversão garantida para as crianças.


Ocean Drive: Uma das avenidas mais famosas de Miami, internacionalmente conhecida pela beleza das suas praias e pelas diversas opções de bares e cafés à beira-mar.

Key Biscayne: Esta ilha de 5 km de extensão possui algumas das mais lindas praias da Florida, com muitas opções de passeio e piquenique. Uma delas é a Crandon Park, no norte da ilha. Ao sul, localiza-se a Bill Baggs Cape Florida State Recreation Area.

Little Havana: Os cubanos vivem por toda a grande Miami, mas é em Little Havana, uma autêntica cidade de 9km2 situada na Baixa, que mais se sente a cultura cubana. Os ritmos da salsa invadem as ruas onde, aqui e ali, as "bodegas" servem especialidades da gastronomia cubana. A Calle Ocho é a principal rua comercial e na esquina que esta rua faz com a 11th Avenue, encontramos El Crédito Cigor Factory, uma fábrica de charutos cubanos pequena mas autêntica. A sul da Calle Ocho, situa-se o Cuban Museum of the Americas, que encerra uma colecção permanente de obras de artistas cubanos.

Gastronomia: A gastronomia de Miami não possui uma identidade própria, é mais uma mistura de sabores, onde o exotismo e a criatividade marcam o compasso. Na verdade, esta cidade é especialista em criar novos estilos de Cozinha.


A combinação de influências culturais criou inovações de dar água na boca, como crepes de lagosta, churrasco de costeletas ao molho de goiaba, ceviche de mariscos e cheesecake de manga. Muitos cafés da cidade oferecem jantar ao ar livre com cardápios de culinária internacional, caribenha e estilo Novo Mundo.

Compras: As lojas de Miami variam entre o chique e o descontraído. Há para todos os gostos e para todas as bolsas. Para os aficionados dos centros comerciais há muito por onde escolher. Os mais famosos ficam na parte Norte da cidade: o Bal Harbour Shops concentra inúmeras lojas de reputadas marcas de roupa e joalharia e o Aventura Mall alberga 200 lojas e quatro armazéns. Para compras mais originais, South Beach é o lugar ideal. E em Coconut Grove, mil e uma lojas e dois centros comerciais garantem boas e diversificadas compras. As melhores lembranças de viagem encontram-se no Bayside Marketplace, em Biscayne Boulevard. Em Miami também se podem comprar genuínos puros charutos cubanos, e o melhor sítio é a El Crédito Cigar Factory, em Little Havana.

Bal South Beach

Bayside Marketplace

Harbour

Shops

MIAMI  

ESTADOS UNIDOS DA AMERICA - MIAMI