Issuu on Google+

Controle de trânsito em evento da ANTP As soluções ITS (Intelligent Transport Systems) aplicadas pelo Centro de Controle Operacional de Guarulhos (CCO), na Grande São Paulo, foram ­destaque durante a 81ª reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transportes Urbanos e Trânsito, realizada pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) no início deste mês (agosto). O projeto foi citado como um dos mais bem-sucedidos do País ao promover um novo conceito de gestão compartilhada, integrando as operações de diferentes órgãos, como Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), guarda municipal, defesa civil, desenvolvimento urbano e trânsito e transportes. Em menos de um ano o modelo adotado pela cidade permitiu a redução no número de acidentes no trânsito, além da melhoria do fluxo de tráfego. Paralelamente ao encontro ocorreu a exposição de produtos e serviços. A Serget, que forneceu as soluções ITS para o município, foi uma das empresas que mostrou possibilidades para segurança viária, equipamentos para monitoramento e fiscalização eletrônica e sistemas inteligentes para a gestão do trânsito urbano e rodoviário. O estande contou com uma estrutura otimizada de CCO que reproduziu na prática as funcionalidades do sistema.

Erratas

Ranking da Engenharia Brasileira • A empresa Temon Técnica de Montagens e Construções Ltda., 15ª colocada no segmento de “Construção Mecânica & Elétrica”, retificou as informações prestadas anteriormente no questionário online que origina o ranking, e informou que possui uma receita complementar referente ao seu faturamento direto como fornecedor e consórcio de R$ 170.865.964,00, que, somada à receita operacional bruta de R$ 228.040.950,00 publicada no ranking, soma o valor total de ­R$ 398.906.914,00. • A Hochtief do Brasil, 25ª colocada do segmento de “Construtoras”, informou que além dos segmentos de atuação publicados na edição – hotéis, shopping centers e edificações para fábricas -, atua também em obras de usinas hidrelétricas, barragens, telecomunicações, edifícios residenciais, edifícios comerciais e condomínios horizontais. • A Enger, 36ª colocada no segmento de “Projetos & Consultoria”, informou que, diferentemente do que foi divulgado na edição com relação à distribuição da receita operacional, 100% dos projetos da empresa são de gerenciamento. • A Chemtech, 8ª colocada do segmento de “Projetos & Consultoria”, retificou a informação fornecida à revista O Empreiteiro e esclareceu que 71% da receita é proveniente de projetos de engenharia e 29% de gerenciamento de projetos. • A Thá Engenharia, além da receita operacional bruta publicada de R$ 146.048.000,00, possui receita equivalente auditada que registrou o valor de R$ 501.566.000,00, a qual posiciona a empresa como a 33ª colocada no segmento de “Construção”.

www.revistaoempreiteiro.com.br | 13

forum da engenharia.indd 13

06/09/2013 13:21:07


Revista O Empreiteiro publica nota sobre tecnologia implantada pela SERGET