Issuu on Google+

Associação Xama


Associação Xama Jürgen Kobel - Rodovia dos Mineirios, 2420 – Taboão - CEP: 82130-570 Curitiba - Brasil Tel.: 3255-2445 (recados) Skype: jurgen.kobel1 - e-mail: xamaearthcharter@gmail.com website: wix.com/juergenkobel/xamaearthcharter

Rede da Carta da Terra Objetivo: Criar uma rede de movimentos sociais, ONG´s e empresas que querem uma transformação profunda da nossa sociedade através uma visão ampla e holística, com ações coordenadas e inovadoras, através da educação não-formal baseado na Carta da Terra. Se inicia uma “Grande Caminhada”.

A Necessidade: Sociedade de risco “Sociedade de risco” significa que vivemos em um mundo fora de controle. Não há nada certo além da incerteza. Esta palavra também é comumente usada para referir-se a incertezas não quantificáveis, a “riscos que não podem ser mensurados”. Quando falo de “sociedade de risco”, é nesse último sentido de incertezas fabricadas. Essas “verdadeiras” incertezas, reforçadas por rápidas inovações tecnológicas e respostas sociais aceleradas, estão criando uma nova paisagem de risco global [...]. Não sabemos se vivemos em um mundo algo mais arriscado que aquele das gerações passadas. Não é a quantidade de risco, mas a qualidade do controle ou – para ser mais preciso – a sabida impossibilidade de controle das conseqüências das decisões civilizacionais que faz a diferença histórica. (BECK, 2006, p. 5, 7).

Rio+20 Duas décadas se passaram, desde a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento, mais conhecida por Cúpula da Terra e ECO ou Rio 92 considerada a mais importante conferência ambiental mundial até hoje. Mesmo depois de tanto tempo, o que se constata é que há muito a fazer na agenda socioambiental mundial, proposta durante o encontro. Com o objetivo inicial de se fazer um balanço de realizações e desafios, neste período, o Brasil sediará novamente o encontro organizado pela ONU - Organização das Nações Unidas, marcado para 4 a 6 de junho de 2012 (a edição de 92 teve 15 dias). Será a Rio+20 - Conferência das Nações Unidas em Desenvolvimento Sustentável. Os assuntos debatidos são a economia verde e cidades sustentáveis.

Carta da Terra A Carta da Terra é uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção, no século 21, de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. Busca inspirar todos os povos a um novo sentido de interdependência global e responsabilidade compartilhada voltado para o bem-estar de toda a família humana, da grande comunidade da vida e das futuras gerações. É uma visão de esperança e um chamado à ação.


O Lema da Rede da Carta da Terra

“Com cada Coração que nós curamos, curamos um pedacinho da nossa Terra” Xama


“A falta de amor é a maior de todas as pobrezas.” Madre Teresa de Calcutá

O Conselho Espiritual

Nenhum discurso pode ser mais forte do que a prática da qual ele emerge. Esta prática pode ser pessoal ou de grupo, social ou individual, objetiva ou subjetiva; ou ocorrer em todas estas dimensões, ao mesmo tempo. A base do discurso, no entanto, é a vivência. A força dos profetas - ecológicos ou não - só pode vir da vida concreta que eles levam adiante. As palavras são extremamente úteis quando emergem de uma vivência real. Mas só servem para desorientar ainda mais quando estão divorciadas dos fatos. Assim, também, a consciência ecológica do cidadão brasileiro será tão forte e clara quanto seus gestos cotidianos. Consciência ambiental não se reflete em saber intelectualmente que o automóvel não deve ser exagerado como opção de transporte, mas em usá-lo menos, de fato, incluindo a bicicleta, o ônibus e a caminhada em nossas opções práticas e cotidianas. O amigo da natureza não é apenas aquele que tem um discurso de defesa do ambiente


natural. É, mais ainda, aquele que reexamina a cada dia sua vida pessoal e a adapta, tanto quanto possível - com equilíbrio –, ao ideal de vida que ele mesmo vai constantemente esculpindo à medida que aprende a viver. No século 21, é preciso ir além do discurso crítico. E uma nova prática já emerge da vida de cada um. Novos hábitos alimentares, uma nova vigilância ecológica de cada consumidor, toda uma postura diante da vida surge movida por uma multidão de pequenos gestos cotidianos. Esta transformação, simultaneamente individual e coletiva, não parece gigantesca, mas não tem os pés de barro. Acontece quase imperceptivelmente, mas pode ser irreversível. Não é resultado da propaganda, mas do despertar de uma consciência que não pode mais ser retirada do cidadão. O cidadão ecologicamente correto sabe que seu exemplo diz mais do que suas palavras, e suas palavras têm muito mais peso e significado quando refletem uma prática cotidiana. Há centenas e centenas de recomendações ecológicas a serem possivelmente observadas em diferentes aspectos da vida moderna, submersa na alta tecnologia.

"Deus nos concede, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta." Chico Xavier


O Centro Pai Maneco Estou alistando como possibilidades: Temos que levar nesta “Caminhada”, a bandeira da Umbanda . Este belo trabalho está sofrendo preconceitos demais e muitos Umbandistas trabalham meio escondido. Quem trabalha para a luz não precisa esconder-se. Mas estes preconceitos tende ajudar neste momento para que separaremos o joio, do trigo das diversas doutrinas espirituais/religiosas. Todas falam de amor incondicional, chegou a hora de provar. O que podemos fazer? Incluir as diretrizes da Carta da Terra dentro da sua doutrina espiritual. Divulga-lá através de um link dentro do seu site, se houver. Endossar o seu movimento no site oficial da Carta da Terra Brasil. - Afiliar-se a Rede da Carta da Terra da Associação Xama para ganhar mais força na transformação da sociedadel; -Participação de debates ou entrevistas nas mídias. Uma vez por mês participar de um encontro da Rede na “Earthcharter Harmony Camp” (uma chacará na Represa do Capivari) onde haverá um brainstorming (aqui se coloca a situação atual, problemas encontradas e estabelecer metas) no sábado a partir de 14:00 hs de todos os envolvidos. Mas o principal objetivo destes encontros são encontros familiares, fogueiras, cantos, uma boa comida e solidariedade entre os intergrantes da Aliança.

-Participar da criação de um Forum da Carta da Terra em Curitiba. Elaborar uma Carta da Terra para Curitiba. -Participação da criação de um Conselho Espiritual da Carta da Terra em Curitiba. -Precisamos voluntáriados de educação informal para escolas, Associações de Moradores e Comunidades em geral através de valores humanos.


-Planejados são duas vezes por ano feiras da Rede da Carta da Terra em Curitiba, onde todos involvidos tem um stand e apresentam o seus serviços e mostram o seus trabalhos na área socioambiental. -Implantação de ações socioambientais no entorno do seu centro religioso. Mais para frente vai ter à disposição um Web-Rádio e uma Web-TV.

“Há situações em que silenciar significa refletir, refletindo chegaremos ao ponto de equilíbrio.” Ticiana J. Ferreto Todos integrantes trabalham para as questões da água. “Água é Vida” significa a proteção de fontes e rios. O objetivo, que todos os bairros optêm um fonte com água potável. Muito mais possibilidades vão se abrir durante esta “Grande Caminhada”.


Associação Xama Estatuto (trechos) Capitulo I - Da Entidade Art.1° - A Associação Xama, fundada em 07 de junho de 1995, é pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, constituída por tempo indeterminado, com sede e foro na Cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná - Brasil, regendo-se pela legislação vigente e pelas normas deste estatuto. Parágrafo 1° - A Associação Xama poderá estabelecer sedes em outras comarcas brasileiras, desenvolvendo suas atividades no Estado do Paraná, território nacional e internacional, quando necessário, visto e concebido a partir de uma perspectiva planetária.

Parágrafo 2° - A Associação Xama estabelecerá relações, acordos, convênios e cooperação com organismos e instituições públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, para a realização de seus objetivos. Parágrafo 3° - A Associação Xama desenvolverá suas atividades sem vinculação político-partidária. Dos Objetivos Art.2° A Associação Xama tem por objetivo a proteção da natureza através da recuperação do ser humano, a partir de visão holística, em que homem e natureza são insuperáveis, utilizando ações integradas e intersetoriais, visando: a) a recuperação, proteção e conservação do patrimônio ambiental, defendendo os ecossistemas essenciais para a vida, combatendo a degradação das florestas, montanhas, cânions, campos, vales, fundo de vales, cavernas, lagos, manguezais, rios e suas nascentes, água subterrâneas, oceanos, etc., bem como toda sua biodiversidade. b) a promoção de programa e projetos de educação ambiental, visando informar, orientar e criar uma nova consciência conservacionista, a fim de estabelecer novas formas de conduta para a recuperação, proteção e conservação da natureza e utilização racional dos recursos naturais. c) planejar, organizar e programar campanhas, congressos, convenções, seminários, cursos, palestras, desenvolvendo por todos os meios ao seu alcance, a conscientização para a proteção da natureza. d) combater a poluição do ar, das águas, do solo e poluição sonora, desenvolvendo atividades de monitoramento.


e) defender a flora, a fauna e seus hábitat naturais bem como animais domésticos. f) combater a contaminação de produtos para consumo humano e animal por aditivos químicos, metais pesados, pesticidas e demais produtos lesivos à saúde. g) propor formação e criação de parques e novas Unidades de Conservação, alternativas de manejo, bem como solicitar o tombamento de patrimônios de significativa importância para as comunidades. h) desenvolver e divulgar estudos e pesquisas sobre meio ambiente e temas afins, bem como o gerenciamento socioambiental, aplicados aos diversos empreendimentos humanos, buscando novas técnicas adequadas á utilização dos recursos naturais para o desenvolvimento sustentável. i) a defesa do Contribuinte, do Consumidor, dos Direitos Humanos, do Estatuto da Criança e do Adolescente, das populações indígenas e sociedades tribais, dos negros, das mulheres, dos deficientes, da democratização dos meios de comunicação. j) defender a participação dos cidadãos nas decisões políticas e administrativas de forma direita, participando de conselhos, câmaras, comissões, plebiscitos e afins. k) defender critérios éticos, com participação social e publicidade, para as pesquisas científicas que influenciam sobre o destino da humanidade e o equilíbrio do planeta Terra, especialmente aquelas de engenharia genética, ufologia, epidemiológicas, químicas e atômicas. l) defender critérios éticos de igualdade e justiça nos procedimentos de globalização da Economia e Livre Comércio, implementação do desenvolvimento sustentável, levando em consideração a proteção dos recursos naturais e a qualidade de vida das comunidades. m) defender o espaço e a vida interplanetária. n) defender a preservação do patrimônio paisagístico, histórico, arqueológico, paleontológico e biológico. o) captar recursos nacionais e estrangeiros para auxiliar na realização de seus objetivos. p) A Associação Xama utilizará, sempre que necessários mecanismos administrativos e judiciais em defesa do patrimônio ambiental, biodiversidade e qualidade de vida dos cidadãos e comunidades, de acordo com o disposto na Constituição Federal, Estadual e Leis Orgânicas Municipais.


Jürgen Kobel (CV) Nasci no ano de 1958 na cidade de Friedrichshafen/Alemanha, viajei muito tempo durante como mochileiro, visitando a maioria dos países Europeus, America do Norte e Ásia. Hoje vivo perto de um pequeno vilarejo chamado Terra Boa, uns 60 km de Curitiba. Naturalista, ativista nas áreas sociais e ambientais, autodidata e fotografo freelancer . Minha instrução escolar é de técnico industrial enfatizando a produção. Tenho experiências com monitoramento de aves migratórias em Alemanha, colaborei no manejo de parques nacionais na Alemanha e estudei o manejo de parques nacionais nos Estados Unidos onde elaborei uma documentação fotográfica para propostas educacionais para o Serviço Estadual de Parques. Criei a "ecoimagem" com a proposta de elaborar fotos da área social e ambiental para a educação. Colaborei com muitas organizações sociais e ambientais tais como: Fundação Ecotrópica (Mato Grosso), Associação de Recuperação e Conservação do Meio Ambiente (ARCA/Mato Grosso), World Wide Fund Inglaterra (WWF-UK), World Wide Fund for Nature EUA (WWF-EUA), World Wide Fund International, Oro Verde (Alemanha),The National Foundation for Indians(FUNAI-MT), Association Halitinâ (Association of the Parecis Indians/Mato Grosso), Association Kurâ-Bakairi (Association of the Bakairi indians/Mato Grosso), Universidades de Mato Grosso/Brazil, Tübingen/Germany, Arizonas and Florida/EUA, Indian Museum in Mato Grosso-State/Brazil Em 1995 fundei em Curitiba minha própria ONG - a Associação Xama. Em 2000 fundei também em Curitiba a Sociedade Latino-americana de Fotografia (SLAF). Realizei diversas exposições fotográficas individuais e coletivas no nível nacional e internacional e inúmeras publicações em revistas e livros no Brasil e Alemanha. Estive um bom tempo ausente das atividades. Voltei ativo em abril de 2011 e coordeno a Rede da Carta da Terra da Associação Xama.


Carta da Terra - Conselho Espiritual I