Page 1


3

narracao de historias ,

˜

´

O projeto de Narração de Histórias do Teatro de Senhoritas, que acontece desde 2006, conta atualmente com cinco repertórios diferentes, sendo quatro voltados principalmente para o público infantil e um para o público adulto. As apresentações podem ser feitas em diversos ambientes: escolas, eventos, áreas de convivência, salas de leitura, brinquedotecas, teatros, entre outros. Cada repertório é composto por cerca de três ou quatro histórias, sempre acompanhadas de trilha sonora ao vivo, canções e brincadeiras. REPERTÓRIO PARA TODAS AS IDADES Mil e Uma Histórias Mil e Uma Noites Histórias à sombra das árvores Parece uma coisa, mas é outra REPERTÓRIO ADULTO Contos à la Carte INTERVENÇÃO POÉTICA Do barro de Manoel


mil e uma historias

´

A atriz Isis Madi, acompanhada pelo músico multi instrumentista Renato Garcia, conta histórias populares do Brasil e do Mundo, com auxílio de tecidos, objetos e músicas. A apresentação, composta por quatro histórias, encanta crianças e adultos, que se divertirão com A história da Orgulina, A ratoeira, O Negrinho do Pastoreio e O dia em que empurraram o céu para cima. Com Isis Madi e Renato Garcia

4


mil e uma noites Este repertório traz contos do tradicional livro árabe Mil e Uma Noites. Sherazade, a grande narradora de todos os tempos, contou histórias por Mil e Uma Noites para salvar o Rei Shariar da fúria contra as mulheres. Através do fio da sua narrativa, Sherazade salva a todas as mulheres do reino e a si mesma da morte, recuperando o amor e a confiança de seu marido e rei. As histórias não acabam, se ligam umas nas outras, resgatando um universo fantástico e a vontade permanente de ler, ouvir e contar. Nessa apresentação, os ouvintes conhecerão como Sherazade virou a maior narradora de todos os tempos, o divertido conto do Corcunda do Rei da China e a mágica história O Pescador e o Gênio. Com Isis Madi e Renato Garcia

7


historia a sombra das arvores

´ ´ ´

Esta narração relembra o velho prazer de ouvir e contar histórias embaixo das árvores através de contos tradicionais de diversos países, como o africano O Homem mais azarado do mundo, o norueguês Torneio de Comilança e o mais recente, mas muito conhecido, O pote vazio. Acompanhadas por música ao vivo, as atrizes narram e encenam em baixo de um pé de histórias, que tem como frutos diversos objetos que se transformam nas personagens do espetáculo. As canções desse trabalho são originais e relembram nomes e causos de diversas árvores brasileiras. Com Isis Madi, Sandra Pestana e Renato Garcia Cenografia Helô Cardoso

8


parece uma coisa mas e outra

´

Neste novo repertório, as atrizes do Teatro de Senhoritas encontram no lixo contos populares de transformação e superação, são eles: Capa de Junco, Fátima Fiandeira, Uma fábula sobre a fábula. O lixo encontrado no chão se transforma nas personagens dessas histórias que se colam no corpo das atrizes, virando seus figurinos. A música, como sempre, ao vivo, ajuda a compor e entremear as histórias e brincadeiras. Com Sandra Pestana, Isis Madi, Renato Garcia Direção de Isis Madi.

10


contos a la carte

´

Voltadas para o público adulto, as histórias desse repertório partem de contos breves do escritor uruguaio Eduardo Galeano. Os contos, que falam de amor, política, futebol, são interpretados de forma leve e poética pelas atrizes do Teatro de Senhoritas, que utilizam também canções populares e originais, realizadas ao vivo pelo músico Renato Garcia, e contam com a participação do público. O espetáculo pode acontecer de forma itinerante ou em espaço determinado, em diferentes formatos conforme as necessidades. Com Isis Madi, Sandra Pestana e Renato Garcia.

11


do barro de manoel Personagens baseadas na obra do grande poeta Manoel de Barros desfilam a poesia do pantanal. Acompanhados de música ao vivo, O homem que engoliu o futuro, O homem das coisas desimportantes, O homem grávido de poesia, O homem pássaro e o homem árvore caminham e entregam para o público poemas em forma de canção, cena, palavras escritas, gravadas ou em vídeo. Criada para o projeto Quem tem Manoel na Cabeça?, realizado no SESC Pompéia em julho de 2012, a intervenção pode acontecer em áreas de convivência cobertas ou ao ar livre. Com: Sandra Pestana, Isis Madi, Melissa Maranhão, Luanna Jimenes e os músicos Breno Freire e Renato Garcia.

13


PUBLICO ALVO Crianças e adultos interessados na arte de ouvir histórias.

DURAÇÃO REPERTÓRIOS PARA TODAS AS IDADES Cada repertório tem de 3 a 4 histórias de aproximadamente 10 minutos cada e algumas canções intercaladas. REPERTÓRIO ADULTO O repertório contém 5 histórias intermeadas por canções e causos. INTERVENÇÃO POÉTICA – do barro de Manuel Em uma entrada de 60 minutos ou em duas de 30 minutos as personagens caminham entre o público, entremeando leituras de poesias com cantos, vídeos e áudios.

15


ficha tecnica

´

DIREÇÃO Isis

Madi CRIAÇÃO Teatro de Senhoritas VISUALIDADE CÊNICA Sandra Pestana DIREÇÃO DE PRODUÇÃO Pedro de Freitas ASSISTÊNCIA DE PRODUÇÃO Virgínia Borges MÚSICA AO VIVO Renato Garcia CENÁRIO E FIGURINOS Sandra Pestana ARTE GRÁFICA Comunica.Ações | Kleber Góes ILUSTRAÇÃO CAPA Criss de Paulo PRODUÇÃO

Aplicação de LOGOTIPO PERIPLO PRODUÇÕES uma cor

natural

negativa com cor

17 negativa


MIL E UMA HISTÓRIAS Contos de diversos Países SESC Santo Amaro • São Paulo, agosto/2012 SESC Thermas • Presidente Prudente, março/2012 CEU Paz • agosto/2011 Associação Crescer Sempre • São Paulo abril / outubro 2011 Livraria NOVESSETE • junho/2011 SESC Pinheiros • São Paulo, setembro/2010 19° Julho Cultural Espaço Circênico • Jaú, julho/2010 Lançamento do Programa de Educação Integral “Tempo de Escola” – convênio da Secretaria de Educação de São Bernardo do Campo e CENPEC • Cenforpe – São Bernardo do Camp, junho/2010 SESC São Carlos • maio/2010 SESC Itaquera • São Paulo, março/2010 Ponto de Leitura Jardim Lapenna • Fundação Tide Setubal São Miguel Paulista, outubro/2009 Galpão de Cultura e Cidadania da Fundação Tide Setubal • São Miguel Paulista, março/2009 Teatro de Tábuas • Campinas, setembro/2007 SESC Sorocaba • julho e agosto/2006

MIL E UMA NOITES SESC Santo Amaro • São Paulo, agosto/2012 SESC Bauru • novembro/2011 E.E Homero dos Santos Forte • Associação

Crescer Sempre - São Paulo, abril e outubro/2011 E E Gov Miguel Arraes • Associação Crescer Sempre – São Paulo, abril e outubro/2011 SESC Pinheiros • São Paulo, setembro/2010 Espaço Cultural CPFL • Campinas, maio/ 2006

HISTÓRIAS À SOMBRA DAS ÁRVORES SESC Santo Amaro • São Paulo, agosto/2012 E.E Homero dos Santos Forte • Associação Crescer Sempre - São Paulo, abril e outubro/2011 E E Gov Miguel Arraes • Associação Crescer Sempre – São Paulo, abril e outubro/2011

PARECE UMA COISA, MAS É OUTRA E.E Homero dos Santos Forte | Associação Crescer Sempre • São Paulo, outubro/2012; E E Gov Miguel Arraes | Associação Crescer Sempre • São Paulo, outubro/2012; SESC Santo Amaro • São Paulo, agosto/2012 SESC São José dos Campos • Dezembro de 2012 SESC Interlagos • Fevereiro de 2013 SESC Santos • Fevereiro de 2013

MANOEL DE BARROS SESC Pompéia • São Paulo, julho/2012 SESC Bauru • Bauru/SP, setembro/2012

19


O Teatro de Senhoritas é composto por Débora Zamarioli, Isis Madi e Sandra Pestana, atrizes, pesquisadoras e produtoras, que desde 2000 desenvolvem coletivamente trabalhos e pesquisas em diversas linguagens. Em 2007, as atrizes fundam a companhia com intuito de criar uma metodologia de trabalho própria, baseada em estudos sobre técnicas narrativas, educação do movimento, visualidade cênica e fusão de linguagens. Em cada um dos espetáculos existe uma organização diferente, desde a criação à produção. Assim, o Teatro de Senhoritas se recria em cada processo criativo, produzindo textos, encenações e práticas próprias. Entretanto, os espetáculos se unem pelo humor, delicadeza e feminilidade inerentes às senhoritas. O grupo se dedica à circulação de seu repertório, que possui trabalhos voltados para o público adulto e infantil, e também intervenções e narrações de história.

20

Buscando alcançar o público que não frequenta as salas teatrais, além de crianças e adultos de diferentes experiências, a companhia criou o projeto narração de histórias Mil e Uma Histórias, encabeçado por Isis Madi desde 2006. O projeto conta com diversos repertórios que já foram apresentados em escolas, quadras poliesportivas, salas de leitura e áreas de convivência de diversos SESCs dentro e fora da cidade de São Paulo, Escolas Públicas, do centro e periferia das cidades, associações culturais, livrarias, feiras e eventos. Continuando nessa busca de sair dos espaços convencionais, Sandra Pestana cria a intervenção Parangolé-Graffiti, em 2010. O projeto - que propõe uma conversa entre a arte de rua, Graffiti, e a obra de Hélio Oiticica, Parangolé - acontece com a participação do público, em ambientes abertos, áreas de convivência e na rua, chamando


21

a atenção de jovens, crianças e adultos. A performance, que já foi realizada fora do país - na Scenofest da Quadrienal de Cenografia e Figurinos de Praga, República Tcheca, em 2011- pôde ser vista nas ruas de São Paulo, em temporada no SESC Pinheiros, e nas cidades de Campinas, São Carlos, e também no Festival Mineiro Encanta Vale. Entre Divas e Senhoritas, criado em 2007, é o primeiro trabalho em repertório. Baseado em biografias e entrevista de atrizes brasileiras que participaram do movimento teatral dos anos 50 e 60 como Cacilda Becker, Etty Fraser e Nydia Licia; o espetáculo realizou três temporadas em São Paulo - entre elas no Centro Cultural São Paulo, em 2009 - e foi apresentado em diversos espaços culturais e CEUs da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo. Além de ser vencedor de edital municipal da cidade de Campinas- FICC, o que permitiu a circulação pela região metropolitana da cidade.

Ana-me, criado em 2009, é livremente inspirado no conto Amor de Clarice Lispector. O trabalho participou de diversos festivais ao redor do país passando pelos estados do Acre, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Ceará e São Paulo, dentre os quais se destacam: Mostra SESC CARIRI 2010 e o FESTE – Pindamonhangaba no qual recebeu o prêmio de Melhor Pesquisa, e as indicações de Melhor Atriz e Melhor Cenografia. Em 2011 realizou temporada em São Paulo, no teatro Cacilda Becker, e circulou por cidades do interior paulista através do VIAGEM TEATRAL SESI. Além de produzir seus próprios trabalhos, o Teatro de Senhoritas realiza parcerias com a Périplo Produções e o grupo The Pambazos Bros, através da Senhoritas Produção Cultural Ltda, resultando em diversos projetos com artistas nacionais e internacionais, entre eles: o bailarino Tadashi Endo (Alemanha/Japão) e a palhaça suíça Gardi Huter. Essa parceria trouxe também alguns prêmios em editais públicos e privados como FUNARTE Klauss Vianna, Interações Estéticas e Carequinha de Estímulo ao Circo, ProAC e Caixa Cultural.


OFICINAS NA ÁREA SONORAS LEITURAS Oficina lúdica de incentivo à leitura, os participantes ouvem histórias de livros e gravam suas próprias leituras. SESC Santo Amaro | São Paulo/SP • Agosto/2012 HISTÓRIAS E SONS Oficina de sonorização de histórias a partir da construção de instrumentos musicais com materiais recicláveis. Público Alvo: interessados de todas as idades SESC Thermas | Presidente Prudente/SP • Março/2012 SESC Bauru | Bauru/SP • Novembro/2011 SESC São José dos Campos • Dezembro de 2012 MIL E UMA HISTÓRIAS Oficina sobre a arte de contar Histórias Público alvo: professores, educadores, atores, recreadores, profissionais da sala de leitura e demais interessados. Associação Crescer Sempre | São Paulo Agosto/2010 e Julho/2011 Feia - Festival do Instituto de Artes da Unicamp • Departamento de Artes Cências/Unicamp | Campinas Setembro/2009 VI e VII Congresso de Arte e Educação – Educação com criatividade • Teatro de Tábuas | Paraibuna Junho/ 2008 Mairiporã Junho/2009 Oficinas Culturais do Estado • Hilda Hilst Assaoc • Campinas | Maio a julho/2008 Módulo de literatura Participante do projeto “Leitura de Mundo • Letramento e alfabetização”. Oficinas para Professores do Ensino Infantil da rede pública de São Paulo. Parceria da Faculdade de Educação da Usp e da Prefeitura Municipal de São Paulo • Maio a setembro/ 2004/

CONTADORES DE HISTÓRIA Oficina de Contação de Histórias para alunos da Unicamp. Feia | Festival do Instituto de Artes da Unicamp Departamento de Artes Cências | Unicamp/Campinas • Setembro/2009 MIL E UMA HISTÓRIAS Oficina sobre a arte de contar Histórias Oficina para educadores no VII Congresso de Arte e Educação | Educação com criatividade – Teatro de Tábuas | Mairiporã • Junho/ 2009 MIL E UMA HISTÓRIAS Oficina sobre a arte de contar Histórias Oficina para educadores no VI Congresso de Arte e Educação | Educação com criatividade | Teatro de Tábuas | Paraíbuna •Junho/ 2008 MIL E UMA HISTÓRIAS Oficina sobre a arte de contar Histórias Oficina livre para atores, não atores, educadores, educandos e interessados em geral. Oficinas Culturais do Estado – Hilda Hilst Assaoc | Campinas • Maio a julho/2008 Oficina de Contação de histórias – Módulo de literatura Participante do projeto Leitura de Mundo - Letramento e alfabetização. Oficinas para Professores do Ensino Infantil da rede pública de São Paulo. Parceria da Faculdade de Educação da Usp e da Prefeitura Municipal de São Paulo • Maio a setembro/ 2004


Pedro Freitas pedro@periplo.com.br T: (11) 2503 0179 | 6345 2222 contato@teatrodesenhoritas.com.br T: (11) 98143 9913 | 98524 7212

Histórias e Intervenções Literárias  

Intervenção Literária: Do Barro de Manoel Repertórios de histórias: Mil e Uma Histórias Mil e Uma Noites Histórias à Sombra das Árvores Pa...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you