Issuu on Google+

Informativo do Sindicato dos Engenheiros no estado de Goiás | Outubro 2013 Visite nosso site acessando: www.senge-go.org.br

Senge participa do 27º Congresso de Engenharia Sanitária e Ambiental e da X Feira Internacional de Tecnologias de Saneamento Ambiental O objetivo foi contribuir com a discussão sobre a universalização da água mostrando sua história de quase 37 anos como entidade forte e combativa na luta pela engenharia goiana. PÁG. 03

ART

Senge avança em decisão de SMP em favor da categoria profissional

Ênio Padilha ministra curso no Senge sobre desafios na gestão empresarial

Acordo feito entre o sindicato e a CELG D ressalta o desempenho da entidade pela luta referente ao salário mínimo profissional e encarreiramento dos engenheiros. Pág. 04

Intitulado como “Turista Acidental”, o engenheiro, palestrante e escritor, Ênio Padilha ensinou como enfrentar o trabalho no mundo executivo, abordando sobre Administração, Estratégia e Marketing. Pág. 05

Não deixe de anotar o nome do SENGE-GO na Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), no campo “Entidade de Classe”. É uma contribuição indispensável para o combate do exercício ilegal da profissão e uma importante receita para a nossa entidade manter todos os serviços prestados aos associados. Portanto não esqueça de preenchê-la, lembrando que os profissionais não sindicalizados também devem fazer a anotação.


Senge em Notícias editorial

Grande vitória da Geologia

A

o u tu br o 2013

|

ww w.se n ge - go . o rg .br

Gerson Tertuliano Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho e Presidente do Senge-GO

02

Expediente Presidente Gerson Tertuliano Eng. Eletricista primeiro vice-presidente João Batista Tibiriçá Eng. Civil segundo vice-presidente Antônio Augusto Soares Frasca Geólogo primeiro secretário Cláudio Henrique B. Azevedo Eng. Eletricista segundo secretário Edson Melo Filizzola Eng. Civil primeiro tesoureiro

homologação pela Comissão Eleitoral Federal (CEF) do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) da chapa Unidos Venceremos, composta pelo titular Geólogo Wanderlino Teixeira, e sua suplente a Engenheira de Alimentos, Luciana Filemon, refazendo decisão anterior, não somente estabeleceu a justiça do processo eleitoral para escolha do Conselheiro Federalnas próximas eleições do dia 12 de novembro de 2013, mas sobretudo reconheceu os Engenheiros Geólogos ou Geólogos como legítima profissão dentro do sistema Confea-Crea. A CEF através da sua deliberação nº 028/2013-CEF, em reunião realizada no dia 17 de setembro tendo por base o art. 111, e outros no regulamento eleitoral para eleição de Conselheiro Federal e de seu suplente, cassou de ofício a candidatura do geólogo Wanderlino Teixeira de Carvalho, candidato a Conselheiro Federal Titular, alegando que os profissionais geólogos ou engenheiros geólogos não poderiam participar do pleito eleitoral em referência, uma vez que ele, embora faça parte da Modalidade Industrial, não é diplomado em Engenharia ou Agronomia conforme dispõe o art. 29 da lei nº 5194/66. Felizmente, esta mesma CEF atendendo defesaverbal do geólogo Wanderlino Teixeira, no Colendo Plenário do Confea refez a decisão e homologou a candidatura da chapa Unidos Venceremos. Consideramos esta decisão não uma vitória dos candidatos, mas uma vitória dos geólogos como um todo, que estavam sendo preteridos do sistema Confea. No Brasil, a profissão de Geólogo ou Engenheiro Geólogo é relativamente recente na medida que os primeiros cursos de Geologia passaram a existir a partir da metade da década de 1950. A primeira regulamentação desta profissão foi feita pelo Conselho Federal de Engenharia e Arquitetura através de sua Resolução nº 120, de 05 de janeiro de 1959, que “regula o exercício da profissão de Engenheiro Geólogo, ou Geólogo, e fixa suas atribuições”, publicada no “Diário Oficial” de 29 de janeiro do mesmo ano.

Para a edição dessa resolução, o Confea seguiu rigorosamente a legislação profissional da Engenharia e da Arquitetura vigorante até 1966 (quando houve a edição da Lei nº 5.194/66). Assim, a profissão de geólogo ou engenheiro geólogo, no Brasil, constituiu uma iniciativa e uma criação do Confea. Em face da história dos geólogos ou engenheiros geólogos brasileiros no Sistema Confea/Crea bem como de sua relevante contribuição à economia nacional, com a descoberta e avaliação de importantes depósitos minerais (a província mineral de Carajás é um exemplo dentre outras), bem como de petróleo e gás (o Pré-sal é um exemplo, dentre outros depósitos), de classe internacional, que tem permitido ao país a geração de divisas fortes, e o atendimento ao mercado interno, sem desmerecer as outras especialidades da engenharia e da agronomia, também de enorme significado econômico e social. Não seria justo e não seria correto que, os geólogos ou engenheiros geólogos praticamente fossem expulsos do Sistema Confea/Crea porque, se eles não podiam na interpretação inicial da CEF ser os Conselheiros Federais do Confea, também, não poderão ser Conselheiros Regionais, uma vez que esta participação também é regulada pela Lei nº 5.194/66. Caso a deliberação nº 028/2013 da CEF fosse adotada pelo Confea, poderia acarretar sérias consequências para todos os geólogos ou engenheiros geólogos, e ao aprovar a chapa Unidos Venceremos este Colendo Plenário mantendo a candidatura dos candidatos geólogo Wanderlino Teixeira de Carvalho, a Conselheiro Federal Titular, e da Engenheira de Alimentos, Luciana Mendonça Gomes Filemon Pinto, Conselheira Federal Suplente, no âmbito do presente processo eleitoral da Jurisdição do CREA-Go deu uma importante contribuição ao sistema como um todo reconhecendo como é de direito a categoria dos Engenheiros Geólogos e dos Geólogos. Parabéns para o Geólogo Wanderlino, a CEF, ao Confea e todos os Geólogos.

Órgão de divulgação do Sindicato dos Engenheiros de Goiás José Augusto Lopes dos Santos Eng. Eletricista segundo tesoureiro Caio Antônio de Gusmão Eng. Civil SUPLENTE DIRETORIA Wanderlino T. de Carvalho Geólogo João Dib Filho Eng. Eletricista Ana Maria de Deus Eng. Eletricista Carla Silva Sena Eng. Eletricista Catão Maranhão Filho Eng. Civil

José Luiz Barbosa Araújo Eng. Agrônomo Luiz Carlos Carneiro de Oliveira Eng. Eletricista Conselho Fiscal Eduardo James de Moraes/ Efetivo - Eng. Civil Alexandre Vieira Moura/Efetivo Eng. Civil Eduardo Joaquim de Sousa/ Efetivo - Eng. Civil Marcelo Emilio Monteiro/ Suplente - Eng. Agrônomo Harlan Brockes Tayer/Suplente Eng. Químico Marcos Rogério Nunes/

Suplente - Eng. Agrônomo Representantes junto à FNE Annibal Lacerda Margon/ Efetivo - Eng. Agrônomo João Soares Safatle/Efetivo Eng. Agrônomo Marcelo Pontes Pereira/ Suplente - Eng. Civil Antônio Henrique Capuzzo Martins/Suplente - Eng. Civil produção Caroline Santana Jornalista responsável Vinícius Alves Projeto Gráfico e Diagramação Stylo Gráfica Impressão

Triênio 2013/2016 Circulação gratuita entre os associados Endereço: Av. Portugal nº 482 Setor Oeste, Goiânia-GO Telefones: 3251-8181 / 3251-8967 Email: senge-go@uol.com.br Site: www.senge-go.org.br Todos os artigos e citações aqui divulgadas são de responsabilidade da Diretoria. As matérias assinadas são de responsabilidades dos autores e não correspondem necessariamente à opinião do Jornal.


Senge em Notícias evento

Wanderlino Teixeira, Luiz Carneiro, Carlos Bastos Abraham da Federação Nacional de Engenheiros (FNE), Lívia Maria Dias (ABES-Goiás), Edson Melo Filizzola, Mário Guerino, Dante Ragazzi Pauli (Presidente da ABES Nacional), Antonio Florentino de Souza Filho (FNE) e Gerson Tertuliano (Presidente do Senge-Go)

Cláudio Henrique Bezerra Azevedo, Annibal Lacerda Margon, Carlos Bastos Abraham (FNE), Antonio Florentino de Souza Filho (FNE), Gerson Tertuliano, João Dib Filho e Wanderlino Teixeira.

Senge e FNE

O Senge divulgou suas atividades em defesa da engenharia goiana em parceria com a

Federação Nacional dos Engenheiros (FNE). O estande da entidade demonstrou a missão de valorização do profissional, busca de melhorias, atividades relacionadas à categoria com a bagagem envolvida em experiência, credibilidade e história. Completando 37 anos no mês de dezembro, o Senge consagra-se como participante decisivo na prestação de serviços que alinha a defesa de interesses de todos os associados e sociedade. No segundo dia da Fitabes aconteceu mais uma etapa do Campeonato de Operadores, às 12h30, com empresas de saneamento realizando provas de leitura e entrega de fatura, montagem de padrão e ramal de ligação de água, instalação de kits de segurança em cilindros de cloro de 50 kg e eletromecânica. A platéia prestigiou com ansiosa expectativa saudando o campeonato ao som da canção do filme “Missão Impossível”. A competição aconteceu em arena montada exclusivamente para a execução das provas permitindo o desenvolvimento e desempenho das equipes que disputaram as sequências das tarefas.

Serviços oferecidos pelo Senge Atendimento Odontológico na sede do Sindicato • Assistência Jurídica Trabalhista e Previdenciária na sede do Sindicato • Adultos Marcar horário antecipadamente pelo telefone: (62) 3251-8181 Atendimento às quintas-feiras, mediante agendamento • Convênios com desconto prévio com Idália pelo telefone: (62) 3251-8181 Especialidades Odontológicas, Médicos, Clínicas e Laboratórios • Crianças e adolescentes de 0 a 17 (Prevenção odontológica) • Plano de Saúde Unimed Atendimento todos os dias, mediante agendamento Oferecemos plano de saúde da Unimed com condições exclusivas para prévio com Idália pelo telefone: (62) 3251-8181 os sindicalizados e seus dependentes. Informe-se: (62) 3251-8181 Os atendimentos serão realizados com tabela própria

|

apresentado como documento pela ABES ao Governo Federal com todo o ciclo de debates que reuniu entidades e especialistas de todo o Brasil, ressaltando sempre a importância da universalização do serviço de saneamento com água tratada, coleta, tratamento de esgoto e de resíduos sólidos. Seguiram-se após as atividades de cerimônia de abertura, as apresentações culturais da cantora Thaís Guerino e o violeiro Marcos Biancardini tocando músicas do México, Japão, Itália e alguns estados brasileiros. A Fitabes é uma das mais expressivas feiras de tecnologia de toda a América Latina e a cada edição procura consolidar importantes fatores de discussão para a sociedade e como encontro desenvolveu propostas de saneamento em Goiás, refletindo sobre investimento em pessoal, saúde pública, água como tema do século XXI, sustentabilidade dialogando com a manutenção de um meio ambiente de qualidade.

o u tu br o 2013

O

Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-Go) participou de 15 a 18 de setembro da X Feira Internacional de Tecnologias de Saneamento (Fitabes) no Centro de Convenções de Goiânia. O evento reuniu mais de 200 marcas expositoras que inovaram em tecnologia, produtos, serviços demonstrando toda a experiência voltada para o tema principal que era a água. Na abertura do evento estiveram presentes autoridades como o secretário estadual de Controladoria Geral de Goiás, José Carlos Siqueira representando o Governador de Goiás, Marconi Perillo, o presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), Pedro Wilson Guimarães, representando o Prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, o presidente do 27º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, Mário Guerino, a presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental de Goiás (ABES-GO), Lívia Maria Dias, e o presidente da ABES Nacional, Dante Ragazzi Pauli. Os discursos foram voltados para a melhoria da política e desenvolvimento do país com a elaboração da “Carta de Goiânia”, que será

ww w.se n ge - go . o rg .br

Senge participa do 27º Congresso de Engenharia Sanitária e Ambiental e da X Feira Internacional de Tecnologias de Saneamento Ambiental

03


Senge em Notícias Engenheiro Agrônomo

Solenidade destacou atividades de profissionais e instituições que têm preocupação ecológica e responsabilidade social

AEAGO comemora Dia do Engenheiro Agrônomo com homenagens

A

profissão que tem 80 anos de tradição é a do engenheiro agrônomo, aquele que estuda a relação entre as plantas, terra, clima, agricultura, pecuária aplicando conhecimentos tecnológicos e contribuindo assim para a qualidade de vida do homem. Foi assim que a Associação dos Engenheiros Agrônomos de Goiás (AEAGO) comemorou o dia do profissional em solenidade no Auditório do Conselho Regional de

Engenharia e Agronomia (CREA-Go). Celebra-se o dia do engenheiro agrônomo no dia 12 de outubro, mas o evento aconteceu no dia 10 (quinta-feira) entregando menção honrosa aos profissionais e instituições como a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Goiás (FETAEG) e Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) que se

destacaram nas modalidades ação ambiental, agronomia na mídia, atividade classista, atividade empresarial, consultoria, ensino, extensão, rural, homenagem institucional, pesquisa, setor público e engenheiro agrônomo do ano. Este é o reconhecimento daqueles que promovem o desenvolvimento e valorização da engenharia no estado de Goiás, atuando de forma crítica, sustentável e criativa.

o u tu br o 2013

|

ww w.se n ge - go . o rg .br

acordo celg

04

Senge firma acordo trabalhista com a Celg

N

o dia 04 de setembro (quarta-feira), o Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-Go) reuniu-se com o Diretor Administrativo da CELG D, Rodrigo Madeira Henrique de Araújo para firmar acordo entre as duas partes sobre as tratativas referentes ao salário mínimo profissional e encarreiramento dos engenheiros da CELG D. Como pontos das tratativas ficaram definidos que a partir do dia 01 de setembro, a CELG D fará o reenquadramento dos analistas técnicos na função de engenheiro

considerando as faixas de classificação da tabela salarial para cargos de nível superior previsto em lei. Outras definições são do reconhecimento da CELG D pela dívida do período estabelecido entre a data da implantação da complementação regressiva de março deste ano até o mês de readequação, por meio de reenquadramento, informando assim ao Senge o pagamento das diferenças salariais em parcela única na folha de pagamentos de janeiro de 2014. Outras medidas são de garantir negociações salariais nas

Sindicato conquista importante decisão referente ao salário mínimo profissional datas-base da categoria dos urbanitários, e a participação da entidade como legítimo representante dos engenheiros. “Tomamos um importante passo para a solução de uma questão que vem de encontro às expectativas da categoria e apresentamos assim os nossos votos de estima e consideração,” ressalta o Presidente do Senge, Gerson Tertuliano. Com isso, o acordo visa beneficiar a todos em prol da valorização da engenharia, e o Senge luta sempre por estes profissionais definida como entidade séria e combativa.


Senge em Notícias Aperfeiçoamento Profissional

Curso sobre Administração de Escritórios de Engenharia e Arquitetura com Ênio Padilha

empreendedorismo, divisão de tarefas e o que mais me chamou a atenção, foi sobre o serviço operacional. Faria o curso novamente se tivesse em Goiânia,” observa. Já o Engenheiro Civil, Áttila Jardim definiu o curso como perspectiva futura já que está para se aposentar. “Outros profissionais me indicaram para fazê-lo. Foi focado para escritório de engenharia que é onde pretendo atuar quando me aposentar. Além de recomendá-lo para outras pessoas digo que ele é aplicado, e não somente teórico,” ressalta o engenheiro. Com direito a apostilas, material complementar durante o curso e posteriormente, Ênio Padilha elogiou a público como excelente e o trabalho bem feito de promoção do Senge. “Já estive em Goiânia algumas vezes, muitos me conhecem. Após o curso recebemos um retorno das pessoas falando sobre o material de qualidade que recebem. O Senge conseguiu promover o curso e sei que os participantes irão se beneficiar com o material que oferecemos; um deles é o modelo de contrato social, algo rico e útil para quem quer empreender,” aponta ele.

|

todos os estados do Brasil ressaltando a importância de conhecer a profissão de engenharia antes mesmo do candidato entrar na faculdade. Depois de escolher o curso, estar preparado para o mercado de trabalho, o profissional tem a opção de abrir um escritório em qualquer época da carreira. Foi o que o palestrante mostrou aos participantes, elaborando um material com todo o conhecimento técnico e planejamento. E para que este escritório funcione com qualidade e produtividade, os interessados conheceram algumas tarefas sendo elas técnicas, tecnológicas, operacionais e administrativas. O estudante de Engenharia Civil da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Ayrton Fontenelle Côrrea participou do curso elogiando como muito bom, e por ter um escritório, pretende aplicar o que lhe chamou mais atenção: o sistema funcional. Outra participante foi a Arquiteta Munick Arlitel Silva que recomenda o curso para outros que queiram aprender sobre como gerir um escritório. “Realmente, achei o curso muito produtivo. Aprendi sobre

o u tu br o 2013

N

os dias 8 e 9 de outubro, o Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-Go) realizou no seu auditório, das 14h às 22h, o curso denominado “Administração de Escritórios de Engenharia e Arquitetura” com o Engenheiro e Mestre em Administração, Ênio Padilha de Balneário Camboriú (SC). Com carga de 16 horas, os participantes puderam encontrar um programa que definia sobre empreendedorismo, administração, administração da produção, de pessoas, financeira e de mercado. O curso é um trabalho voltado para pequenas empresas mostrando soluções baratas e o ponto de vista da gestão interagindo com a realidade do negócio. “Meu curso é bastante prático, apesar da carga teórica. E senti a necessidade de criá-lo para lidar com escritórios pequenos, com até dez empregados porque eles são abandonados pela literatura. Todo ele serve para aplicação da teoria e prática com a realidade gerando benefícios e soluções para os interessados,” explica Ênio Padilha. Padilha também disse sobre os lugares que visitou se orgulhando de conhecer

ww w.se n ge - go . o rg .br

Evento apresentou conhecimento técnico e planejamento por um dos mais conceituados engenheiros do ramo

05


Senge em Notícias artigo

Devemos TODOS, defender a Engenharia Brasileira

C

idalino serra hortêncio engenheiro civil/ conselheiro do Crea-go

rescendo a passos largos, a economia brasileira sofre com a falta de planejamento dos governantes, e do resultado desta negligência surgem os problemas estruturais do país. A necessidade de investimentos em estradas, portos, aeroportos e o crescente mercado da construção civil e do pré-sal, esbarram na tão falada, falta de mão de obra especializada para atender toda essa demanda, ou será esta afirmação outra incoerência? O mercado de trabalho brasileiro está rapidamente se transformando. Informações afirmam que no ano de 2010, mais de 50 mil estrangeiros vieram trabalhar no Brasil. Não executivos, e sim, engenheiros e técnicos. Eles estão espalhados por quase todos os setores. O número de pedidos vem crescendo a cada ano, e o visto é concedido pelo Ministério do Trabalho para exercer diversas funções no Brasil em caráter permanente ou temporário. Argentina, Chile e Colômbia sempre estiveram de olho no mercado nacional, agora além da Europa

e Estados Unidos, países varridos pela crise econômica mundial de 2009, surge esta demanda de Portugal, que em época recente considerava nossos profissionais como “pessoas não gratas”, que lembram do caso dos odontólogos brasileiros que foram proibidos de exercerem suas atividades pelas terras d’além mar. Engenheiros de todo o mundo estão se oferecendo para cruzar o Atlântico e, até por salários mais baixos e ter emprego nas terras tupiniquins. E como ficam nossos profissionais que lutam pelo crescimento desta nação? Assim só podemos demonstrar nossa enorme insatisfação com nossos líderes, que utilizam de falácias, para abrir nosso mercado a profissionais estrangeiros satisfazendo assim o desejo das grandes nações, em detrimento dos interesses nacionais, visto que, não existe falta de profissionais no mercado. O que realmente ocorre é uma total falta de planejamento dos governantes para reintroduzir o grande número de profissionais que atuam em áreas diversas e fortificar a busca do conhecimento nas novas gerações.

chapa

O trabalho pelo coletivo nas eleições do Confea Chapa “Unidos Venceremos” alia compromisso, experiência e juventude

o u tu br o 2013

|

ww w.se n ge - go . o rg .br

F

06

ormada por dois profissionais gabaritados e que trabalham pelo coletivo, a chapa “Unidos Venceremos” representada pelo Diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-Go), Wanderlino Teixeira de Carvalho e a Presidente da Associação Goiana dos Engenheiros de Alimentos (AGEA), Luciana Mendonça Gomes Filemon Pinto, se prepara para disputar o processo eleitoral 2013 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Wanderlino e Luciana concorrem aos cargos de titular e suplente, respectivamente e são os únicos a apresentarem um Programa Mínimo para a eleição que abordam doze (12) pontos fundamentais como valorização da engenharia, contra a ameça do salário e exercício da profissão por estrangeiros, graduação, mercado de trabalho, programa de educação continuada, pleitos, prestação de contas, representação de um conselheiro, defesa dos interesses, profissionais e CAU/BR. A eleição

tem o objetivo de preencher quatro (4) vagas de Conselheiros Federais representantes dos grupos profissionais nas seguintes modalidades: Goiás (Modalidade Industrial), Pernambuco (Modalidade Civil), Rio Grande do Norte (Grupo Agronomia) e São Paulo (Modalidade Elétrica) e acontece no dia 12 de novembro, das 09h às 19h, nas respectivas sedes dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia (Creas). É o empreendedorismo e ação unindo forças para representar a coletividade.

unimed

Transformando brincadeira em saúde

N

em só de diversão é feito o Dia das Crianças. Voltado para elas, a Unimed preparou atividades que abordam um cuidado com a saúde facilitando a vida dos pais para organizarem dias agradáveis, produtivos e saudáveis.

Uma das ações é a Oficina Culinária de Sanduíches que está com inscrições abertas e será realizada no dia 28 de outubro, tendo como objetivo incentivar a preparação de receitas saborosas, saudáveis e de baixo teor calórico.

Para participar de toda a programação do mês, a Unimed sugere atividades de promoção da saúde e os beneficiados que quiserem participar, podem ligar para (62)3520-8035 ou 3216-8226. Participe dedicando um tempo de atividade produtiva para a família inteira!


Senge em Notícias Seção Goiás

ABES toma posse para o

biênio 2013-2015

Sendo pioneira e atuante na área de saneamento, a Associação busca se destacar visando sempre o desenvolvimento da engenharia sanitária e ambiental aliando a isso a qualidade de vida da sociedade Conheça a nova diretoria

jovens talentos

Primeira experiência profissional é um incentivo para jovens talentos e empreendedores

O

Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-Go) procura jovens talentos para conhecerem a atuação do sindicato, a cultura de sua organização e como forma de aproximação, incentiva jovens universitários ou recém-

-formados para contribuírem com o desenvolvimento e valorização da engenharia. Outra forma que o sindicato oferece é a filiação do jovem profissional com seis meses de isenção da contribuição social. Para mais informações: (62) 3251-8181.

C

ongressos, desafios e semanas acadêmicas contribuem com o graduando e futuro engenheiro como atividades que complementam a formação. Para isso, o Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-Go) apóia qualquer participação que vise ao conhecimento, aprendizagem e reforço aliando desenvolvimento e habilidades. E nos meses de outubro e novembro, os desafios reúnem instituições como Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Universidade Federal de Goiás (UFG) e o Instituto Unificado de Ensino Superior Objetivo (IUESO) para o avanço do processo de aprendizado e conhecimento. Confira a programação

05 e 06 de outubro III Desafio Mecatrônico do Estado de Goiás da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) 16 a 19 de outubro Congresso de Engenharia e Tecnologia da Universidade Federal de Goiás (CET-UFG) 06 a 09 de novembro IV Semana Acadêmica de Engenharias do Instituto Unificado de Ensino Superior Objetivo (IUESO).

ww w.se n ge - go . o rg .br

Senge procura

Sindicato apóia estudantes universitários em seus desafios de aprendizagem

|

Presidente: Lívia Maria Dias Vice-Presidente: Wanderlei Elias Perez 1º Secretário: Rafaela Wolf de Pina 2º Secretário: Aparecida Maria D. Cunha 1º Tesoureiro: Myriam Vieira de C. Marins 2º Tesoureiro: Luiz Carlos C. de Oliveira Diretores: Dailson Ferreira Rodrigues, Mario Cezar Guerino, Francisco Humberto Rodrigues da Cunha, Eraldo Henriques de Carvalho Conselho Consultivo: Godard Tedesco Vieira, Antônio Pasqualetto, Paulo Sérgio Sccalize, Juliana Matos de Sousa, Claudionor Francisco Guimarães Filho, Rosana Gonçalves Barros Conselho Fiscal: Mercia Luccas Rezende, Lúcia Helena Santos Pinheiro, Divino Lázaro de Souza Aguiar, Osmar Mendes Ferreira, Regina Celia Alves Silva Von Glehn, Rubenilza Rodrigues de Souza Representantes Junto ao Conselho Diretor Nacional: Leda Lucia Teixeira Portela, Roberta Vieira Nunes

o u tu br o 2013

N

o último dia 5 de setembro, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) Seção Goiás tomou posse renovando sua diretoria e conselhos que foram eleitos com a missão de exercer com excelência suas atividades técnicas, científicas, político-institucionais e gerenciais como define seu próprio estatuto. A solenidade de posse aconteceu no Clube de Engenharia de Goiás e marca o desafio de agregar academia e associação com a presença de dois professores da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) empossados. São eles, o coordenador do Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial, Antônio Pasqualetto e o coordenador do curso de Engenharia Ambiental, Osmar Mendes Ferreira que irão alinhar pesquisas no setor, intercâmbio de informações, discussão de temas ambientais mostrando novos desafios para o saneamento que se tornou motor para a realidade observando todo o espaço de abastecimento de água e tratamento.

Participe você também destes desafios! 07


Senge em Notícias FNE

Boas novas: crescem as matrículas em engenharia Murilo Celso de Campos Pinheiro

D

ados do censo do ensino superior referentes a 2012, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no dia 17 de setembro, trazem uma boa notícia. As matrículas em engenharia foram as que mais cresceram, registrando aumento de 16,6% em relação a 2011. Com isso, o total de ingressantes na área denominada “engenharia, produção e construção” somou 885.912, contra os 759.873 do ano anterior. Os concluintes desse grupo (que inclui engenheiros, mas também arquitetos e tecnólogos, entre outras categorias) chegaram a 74.539. Ainda registrando uma enorme diferença entre os que entram nesses cursos e os que se graduam efetivamente, também houve aí uma melhora significativa. O resultado alvissareiro foi destacado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante. “O segmento que mais cresce em número de matrículas são os cursos tecnológicos. Isso tem muito a ver com o atual momento do Brasil, com o mercado de trabalho aquecido”, afirmou, durante a apresentação do censo, em Brasília. E também não escapou à presidente Dilma Rousseff, que ressaltou em palestra a investidores no dia 25 de setembro, em Nova York: “É importante que os senhores percebam o grande desafio que é um país que formava mais advogados do que engenheiros e que hoje pela primeira vez está formando mais engenheiros do que advogados.” De fato, a novidade aponta o salutar

interesse pelas profissões ligadas eminentemente ao desenvolvimento e representa uma conquista estratégica para o País. Conforme vimos alertando desde 2006, no âmbito no projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” (www. crescebrasil.com.br), é vital à nação dispor de mão de obra qualificada e apta a enfrentar as tarefas ligadas aos avanços necessários na infraestrutura e indústria nacionais. Portanto, é um desafio a ser vencido ampliar esse contingente e garantir-lhe formação de qualidade. Ciente disso, a FNE e seus sindicatos filiados passaram a defender a bandeira por mais e melhores profissionais. Um esforço singelo, porém focado, foi a produção de um vídeo voltado aos alunos do ensino médio que visava apresentar a profissão e estimular a opção por ela. Intitulado “Mais engenheiros para construir o Brasil” (http://migre.me/gdcar), o trabalho traz informações sobre as cinco

grandes áreas – civil, elétrica, mecânica, química e agronomia. Em cerca de 20 minutos, apresenta entrevistas com graduandos, profissionais bem colocados no mercado e professores experientes falando sobre as atribuições em cada modalidade, o ensino e perspectivas futuras. De mais fôlego e na mesma sintonia está a criação pelo Seesp, com apoio da FNE, do Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec), hoje em fase final de credenciamento junto ao Ministério da Educação. A escola oferecerá em breve o primeiro curso de Engenharia de Inovação do Brasil, visando a excelência no ensino. A ideia é propiciar aos estudantes uma educação de altíssima qualidade que os prepare para os desafios do mundo real e os torne aptos a buscar as soluções que o País precisa. Murilo Celso de Campos Pinheiro Presidente da FNE

VISITE O SITE DA FEDERAÇÃO

fne.org.br

www.


Senge 34º edição outubro 2013 site