Page 1

+Região Santiago prepara grande Feira Medieval

19

Sábado | 10.Set.2011

Notícias AFS O arranque da nova época

Anti-stress Rita Guerra ao piano no Montijo

Centrais

9 Director: Raul Tavares

semanário - edição n.º 680 • 5.ª série - 0,50 € • região de setúbal

www.semmaisjornal.com

Distribuído com o

VENDA INTERDITA

Pub municipal no Avante gera polémica

É um novo tipo de crime nos campos agrícolas, onde também se verifica o roubo de milhares de quilos de uva

Política A inclusão de publicidade paga de duas empresas municipais de Almada no Guia da Festa do Avante foi colocada em causa pelo PSD almadense. Os responsáveis dos SMAS e da ECALMA dizem ter sido uma relação comercial e transparente. PÁG. 8

Ministra Cristas promete ajuda aos vitivinícultores mas não se compromete

Polícia investiga roubo de oliveiras e videiras já plantadas

actual Não deixa de ser supreendente. As autoridades policias estão no encalce de grupos que se dedicam ao roubo de pés de oliveira e videira acabados de plantar. Presumivelmente

a ideia dos meliantes é proceder à replantação muito longe do local do crime. Só numa única noite é possível retirar um hectar destes espécimes. Também o roubo de uvas nas vinhas da re-

gião tem vindo a aumentar de forma drástica. Há notícias de roubos numa única noite atingindo dois mil quilos de fruta. E produtores a recorrer a vigilantes privados. PÁG. 5

PÁG. 5

Festas da Moita honram Senhora da Boa Viagem +região É uma das festas com maiores tradições no distrito e decorrem de 9 a 18 de Setembro. As largadas de toiros constituem uma das actividades mais chamativas. Mas há muito mais para ver e experimentar. PÁGS. 14 a 16 Pub.

Actual O parque arqueológico surge na sequência de importantes achados da Idade do Bronze naquela zona. Para além dos estudos, as duas câ-

maras pretendem valorizar o turismo na região. A Casa de Calhariz e a Faculdade de Belas Artes também participam no protocolo. PÁG. 6

2011 está a ser o ano negro de insolvências no distrito

DR

Pedro Lemos Vieira

Sesimbra e Setúbal acertam criação de Parque da Pré-História na Serra do Risco

PÁG. 10

Descobrimos quatro novas libelinhas na região

abertura As novas espécies foram encontradas nas imediações dos principais cursos de água do distrito. Conseguem voar à velocidade de 30 quilómetros por hora e são muito importantes para o equilíbrio

da nossa biodiversidade, já que se tornam vorazes para moscas, mosquitos, abelhas e besouros. Mas também correm perigo de extinção, sobretudo devido à poluição das águas, da agricultura e do pastoreio. PÁG. 2


2

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

Abertura Novas espécies encontradas nas imediações dos principais cursos de água do distrito

Há quatro novas libelinhas da região

H

á quatro novas espécies de libelinhas que foram encontradas nas imediações dos principais cursos de água da região, mas a poluição e a destruição da vegetação localizada junto às margens representam uma ameaça para estas populações, segundo o alerta dos biólogos que estudaram estas espécies. São exemplares que chegam a voar à velocidade de 30 quilómetros por hora. Inofensivas para o homem,

Características As vigorosas asas permitem às libelinhas e libélulas um voo extremamente rápido (superior a 30 km/hora) e em todas as direcções. Os olhos, compostos por milhares de lentes microscópicas, permitem-lhes ter um campo de visão de quase 360º. Características que facilitam a captação de presas, masque, ainda assim, não as livram de predadores como as andorinhas, os abelharucos, as garças e os guarda-rios.

mas revelam-se altamente vorazes para moscas, mosquitos, borboletas, abelhas e besouros, o que atesta a sua importância ao nível do equilíbrio da biodiversidade no distrito de Setúbal, consumindo vários insectos, alguns dos quais altamente prejudiciais ao homem. Trata-se de seres de variadas cores e formatos, sendo conhecidos a nível mundial cerca de seis mil espécies da ordem Odonata, que se dividem em duas subordens: Zigoptera (libelinha) e Anisoptera (libélula). Em Portugal está confirmada a presença de 65, sendo que há

cerca de dois anos foram recolhidas e identificadas 12 espécies no âmbito de um estágio, sendo que quatro delas são

A maior ameaça para estas espécies surge na fase larvar, onde a poluição das águas compremete a sobrevivência, agravada com a actividade agrícola novas na região: Sympecmafusca, Coenagrion caerulescens, Gomphus graslinii e Libellula quadrimaculata.

Aliás, a Gomphus graslinii tem o estatuto de espécie «em perigo» no Livro Vermelho dos Invertebrados de Espanha e Coenagrion caerulescens está classificada de «vulnerável», tendo os investigadores apurado que as libelinhas e libélulas ocupam ambientes diferentes nas duas fases de vida. As ninfas, por exemplo, habitam rios, ribeiros e lagoas, enquanto os adultos são facilmente observados a sobrevoar os cursos de água e nas suas margens. De resto, a maior ameaça para estas espécies surge, precisamente na fase larvar, onde a poluição da água compromete a sobrevivência destes exemplares, agravada com o fenómeno da agricultura e do pastoreio, responsáveis pelo desaparecimento de uma parte importante da vegetação, essencial para as ninfas se desenvolverem. Já o pastoreio leva à destruição da flora devido ao facto dos animais pisarem as margens das ribeiras, onde depositam ainda os excrementos carregados de nitratos.

Perigo aperta nos meses quentes de Verão Sobretudo nos meses quentes de Verão, em que a água escasseia nos cursos de água, o risco agravase para as libelinhas, tornando-se as populações mais frágeis, sendo que a extracção de inertes, a captação de água dos pegos, a construção de açudes e as alterações climáticas são também ameaças a este grupo de insectos. No que diz respeito às medidas de conservação propostas para as libelinhas, sublinha-se, sobretudo, a necessidade de manutenção da qualidade das linhas de água, com especial atenção para a preservação da vegetação ribeirinha existente. DR

Pub.

Espécies em perigo e muito vulneráveis

::::::::::::: Roberto Dores ::::::::::::

DR

As novas espécies agora descobertas chegam a voar a 30 quilómetros por hora e são vorazes para muitos outros insectos, o que prova a sua importância no equilíbrio da biodiversidade na região.


Sábado | 10.Set.2011

Espaço Público

www.semmaisjornal.com

Porque semear é preciso… Editorial

Notas Físcais

Maria Susana Mexia *

// Raul Tavares

O equilíbrio entre indignação e revolta Perante a situação que o país e os portugueses estão a viver, não sou dos que aconselhe greves, tumultos e grandes manifestações, embora as compreenda. A agitação social hoje em dia não colhe grandes vantagens. Olho para a vida recente dos gregos e para os episódios de revolta social em Londres, Paris e Roma, e não deixo de confirmar que, perante a actual situação da Europa, nem mesmo estas labaredas sociais amenizam a austeridade que galopa sem freio no espaço europeu. E esta realidade é igualmente preocupante, porque os governos ‘aflitos’ parecem mesmo dispostos a fazer orelhas moucas ao ruído social, num efeito contágio almofadado pela crise financeira. Realmente não parece haver vida para além do deficit. Mas também no podemos aceitar os avisos, mais ou menos em jeito de ameaça, por parte dos governantes. Afinal, os menos culpados pela crise que inunda Portugal e os parceiros europeus são os portugueses que trabalham. E a classe média que paga impostos. O direito à indignação e a liberdade de manifestar essa indignação é um dos pilares sagrados da democracia. Não se pretende e não é aconselhável grandes revoltas, mas um país resignado também não avança.

ficha técnica Director: Raul Tavares; Editor-Chefe: Joaquim Guerra; Redacção: Anabela Ventura, Cristina Martins, Marta David, Rita Perdigão, Roberto Dores, Fotografia: Joaquim Torres; Dep. Comercial: Cristina Almeida (coordenação), Lídia Faísca. Cartoonista: Ricardo Campos e José Sarmento. Projecto Gráfico: Edgar Melitão/”The Kitchen Media” – Nova Zelândia. Departamento Gráfico: Marisa Batista e Rita Martins. Serviços Administrativos e Financeiros: Mila Oliveira. Distribuição: José Ricardo e Carlos Lóio. Propriedade e Editor: Mediasado, Lda; NIPC 506806537 Concessão Produto: Mediasado, Lda NIPC 506806537. Redacção: Largo José Joaquim Cabecinha nº8, (traseiras da Av. Bento Jesus Caraça) 2910-564 Setúbal. Tel.: 265 538 819 (geral); Fax.: 265 538 819. Email: redaccao.semmais@mediasado.pt; publicidade.semmais@mediasado. pt. Administração e Comercial: Tel.: 265 538 810; Fax.: 265 538 813. Impressão: Empresa Gráfica Funchalense, SA – Rua Capela Nossa Senhora Conceição, 50 – Moralena 2715-029 – Pêro Pinheiro. Tiragem: 45.000 (média semanal). Distribuição: VASP e Mediasado, Lda. Reg. ICS: 123090. Depósito Legal; 123227/98

Era uma vez uma professora que tinha, desde criança, o bichinho da solidariedade e o gosto da ajuda aos outros. Um dia, ao ler um Jornal, teve conhecimento do notável trabalho que, em terras de Moçambique, as Irmãs de S. João Baptista e Maria Rainha, ali levavam a cabo, há já alguns anos, com muito esforço, empenho e dedicação. Foi então que lhe ocorreu iniciar uma colaboração de ajuda entre a Escola onde leccionava e a “Missão em Moçambique”- apadrinhando crianças. Foram muitos, algumas dezenas, que logo no inicio se conseguiram, todos lindos, todos necessitados todos dependentes das Irmãs que, incansavelmente, não podiam fazerlhes mais, por falta de recursos. Turmas inteiras apadrinharam crianças e nos placards das suas salas de aula, orgulhosamente, colocavam a foto do seu afilhado. Professores, familiares, encarregados de educação e funcionários aderiram à iniciativa com muito alegria e entusiasmo. O tempo passa e nós passamos pelo tempo, a professora partiu, outras paisagens, outras aragens esperavam por ela, mas o bem deixa sempre raízes de mais bem, as sementes lançadas na terra dão fruto a seu tempo, nomeadamente, quando a terra é fértil e boa… Neste ano lectivo, graças ao trabalho voluntário de outros professores e alunos, mais algumas crianças foram apadrinhadas e mais uma vez foi realizado um peditório que reverte para ofertas de presentes no Dia da Criança, a oferecer pelas Irmãs na Missão. Com a noção de missão cumprida estarão os responsáveis por esta actividade que não abdicaram da vertente da Solidariedade, como forma de Cidadania activa e participada. De parabéns está quem cumpriu o seu dever de informar formando, dando a conhecer de forma positiva, mostrando os bons exemplos

dos que partiram para fazer o bem em terras mais precisadas e desta forma estimulam e impelem à solidariedade, à inter-ajuda e à partilha. Fomentar esta sensibilidade é sempre uma mais-valia na formação da juventude e é também um reforço na malha social que hoje, como em todos os tempos, acusa sérias e graves fragilidades. Madre Teresa de Calcutá dizia que, na hora da morte só levamos o que demos. Esta frase dá que pensar, sobretudo na era do consumo, na crise que o mundo atravessa. S. Agostinho não se cansava de recordar que todos devemos fazer o bem que pudermos e pedir ajuda aos outros quando não pudermos fazê-lo sozinhos. A Solidariedade é um cordão que se entrelaça, se cruza na vida das pessoas e as descruza da efémera passagem terrena. Que os muitos e bons exemplos proliferem, que as boas vontades desabrochem e ajudem a minorar os desníveis sociais e se passe a apostar num mundo melhor, mais fraterno e humano, a única via ainda possível e por explorar. E hoje a professora, no longe presente do seu existir, recorda aquela frase marcante ouvida há muitos anos, no esplendor da sua serena e alegre juventude: “ Tenho a partida marcada; o dia certo não sei, de bagagem nada levo; a não ser tudo o que dei”. Porque dar, fomentar e impelir ao bem, são sementes que a seu tempo irão dar muito fruto, mas é preciso preparar a terra, regá-la e, pacientemente, esperar com amor e tranquilidade. Educar é isto também, na certeza de que em cada jovem há um coração de ouro que espera o momento do seu plantio, para desabrochar no amor ao outro e aos outros. * Professora

Regresso às Aulas Diogo Miguel Machado * Preparo agora o regresso às aulas, para mais um ano na Universidade. Não que isso me dê um prazer especial, sobre o qual mereçam ser escritas algumas linhas, mas da mesma maneira que Bento XVI se dirigiu a professores e alunos, durante as Jornadas em Madrid, dirijo-me também eu, esperando que haja professores e alunos entre vós, leitores. O sistema universitário tal como o conhecemos foi fundado, oficialmente, em 1150, com a criação da Universidade de Bolonha. O objec-

3

tivo era simples: ensinar, não como nos dias de hoje, mas formando os alunos, não apenas a nível técnico mas também moral e espiritual. Por este motivo, não me dá especial prazer voltar para mais um ano. Não sei se por necessidade ou outra força qualquer, as Universidades gozam hoje da propriedade do “mais um”, em que cada aluno é isso mesmo, mais um, de entre os cem que, em média, compõem cada turma e, para que não seja mais um discurso unilateral, ser

Mais-Valias Vs Actos de Comércio Paulo Janela* pjjanela@gmail.com

A tributação de mais-valias assenta no conceito de rendimento acréscimo patrimonial, segundo o qual, os aumentos de poder aquisitivo constituem uma componente do rendimento, devendo ser englobados, em sede de IRS, a outros que eventualmente o sujeito passivo tenha auferido, enquadrando-se na categoria G. No entanto, existem situações em que tais incrementos patrimoniais, não são enquadráveis no conceito de mais-valias. Muitas das vezes, e desde a aquisição do bem, existe todo um processo desencadeado que configura puros actos de gestão com vista ao aumento patrimonial do mesmo, com o exclusivo propósito de assim, obter vantagens patrimoniais. A título de exemplo, a aquisição de prédios urbanos com o exclusivo propósito de revenda, loteamento de terrenos e actividades urbanísticas, configuram a prática de actos de natureza comercial. Sendo certo que, tais actos colocam em causa o princípio básico do conceito de “mais-valias”; - a sua ocasionalidade. Toda esta factualidade, deixa cair por terra o carácter fortuito dos rendimentos de mais-valias, já que o objectivo é a valorização do bem com vista à sua alienação. Nestes casos, tais rendimentos não têm enquadramento na Categoria G, mas sim na categoria B. É que nos rendimentos da categoria G (mais-valias), para efeitos de tributação em IRS, apenas cabem os ganhos inesperados ou fortuitos, ou seja, os resultantes das valorizações produzidas nos bens, independentemente de qualquer esforço ou vontade do respectivo titular,

mais um, não é bom para ninguém. Não se formam mais engenheiros ou advogados. Nem se formam melhores pessoas, não é possível para um docente conhecer todos os seus discentes e formá-los. Pode apenas ensiná-los. Nem é possível que todos estes percebam que “chinelo e calção” não é roupa adequada à sala de aula. Também não interessa muito que sejam pessoas bem formadas. Interessa sim, que sejam bons técnicos, que possam ser reconhecidos como alunos desta ou daquela instituição e que esta possa lucrar com isso. Se para isso, o trabalho tiver de ser feito em fins-de-semana e feriados… “é o que vão encontrar nas empresas”. Interessa muito pouco ou mesmo nada o dia de descanso de cada um. As Universidades, apesar de

«Muitas das vezes, e desde a aquisição de bens, existe todo um processo desencadeado que configura puros actos de gestão com vista ao aumento patrimonial do mesmo, com o exclusivo propósito de assim obter vantagens patrimoniais. A título de exemplo, a aquisição de prédios urbanos com o exclusivo propósito de revenda, loteamento de terrenos e actividades urbanísticas, configuram a prática de actos de natureza comercial. Sendo certo que, tais actos colocam em causa o princípio básico do conceito de “mais-valia” - a sua ocasionalidade...»

“os ganhos trazidos pelo vento” (windfalls), na expressão consagrada na doutrina. Dito de outro modo, o exercício, mesmo que ocasional, de uma actividade objectivamente comercial ou industrial, com o fito de obter lucros, enquadra-se no conceito de rendimento comercial. *Inspector Tributário

no início terem sido promovidas pela Igreja Católica, não têm agora sequer uma capela e, quando a têm, esta serve para tudo menos para o culto. A Universidade tornouse laica, de religiões e de valores, cheia de um racionalismo vazio. Por isso, para a entrada no novo ano lectivo, deixo esta mensagem: aos professores, que sejam bons mestres e não apenas pessoas que já decoraram o livro e o sabem debitar; aos alunos, que sejam humildes e percebam que a razão está na Fé e nos outros, não apenas nos manuais; e que todos juntos lutem para devolver ao sistema universitário a essência cristã dos valores do Bem e da Verdade, que estiveram subjacentes à sua fundação. *Estudante Universitário


4

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

Actual

Adega de Palmela vence concurso do melhor tinto DOC nas Vindimas

de caça, pratos de bacalhau e queijo de Azeitão», argumenta José Carlos Caleiro. Em 2.º e 3.ºs lugares classificaram-se os vinhos Vinhas da Marateca DOC Palmela 2007, de Marcolino Freitas e Filho, e o DOC Palmela Reserva 2008, produzido pela adega Venâncio da Costa Lima. Segundo fonte da Associação de Vitivinicultores do Concelho de Palmela (AVIPE), o concurso tem tido, ano após ano, «bastante adesão» por parte do público, que tem participado com «muito entusiasmo». Neste concurso, é o próprio publico que faz de júri, ou seja, quem prova os vinhos e elege os seus preferidos. A AVIPE e a

O Adega de Palmela Tinto 2009 é um néctar muito jovem, agradável e destina-se a um público específico. Não passa por estágio em barricas de madeira ”

comissão das Festas das Vindimas pretendem com este concurso, dar «a conhecer quais as preferências do consumidor», assim como,

Mudança na designação Embora o concurso este ano tenha surgido com a designação DOC Palmela, actualmente, essa denominação foi substituída por DO, mudança essa que já é visível

nos rótulos das garrafas. A denominação de origem Palmela engloba os vinhos que na sua constituição têm pelo menos 67 por cento da casta Castelão.

mostrar «a excelência dos vinhos com a Denominação de Origem Palmela. No global, o concurso contou com a envolvência de vinhos de catorze produtores. Todos os vinhos foram provados em ‘provacega’. Os vinhos a concurso, além dos três premiados foram os seguintes: Sociedade Agrícola Ti Bento – Vô Bento Reserva 2008; Casa Agrícola Assis Lobo – Lobo Mau 2009; Fernando Santana Pereira Unipessoal – Quinta do Monte Alegre Colheita Seleccionada 2009; Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões – Fontanário de Pegões 2008; Casa Ermelinda Freitas – Dona Ermelinda Reserva 2009; Filipe Jorge Palhoça – Quinta da Invejosa 2007; Casa Agrícola Ruano Pinto – Carp 2008; Sociedade Agrícola Herdade de Espirra – Herdade de Espirra 2007; Casa agrícola Horácio Simões – Val d’Alhos 2008; Sociedade Agrícola Rio Frio – Rio Frio 2004; e Sivipa – Serra Mãe Reserva 2005.

DR

A

Adega Cooperativa de Palmela venceu o 3.º Concurso de Vinhos “Vindimas DOC Palmela – Melhor Tinto – Escolha do Consumidor, integrado na 49.ª edição da Festa das Vindimas, com o Adega de Palmela Tinto 2009. José Carlos Caleiro, presidente da direcção da referida adega, afirma que se trata de um vinho de «grande qualidade» e de uma marca que está a merecer «forte aposta» da empresa. Por outro lado, o dirigente associativo diz que o facto de o júri ter sido o consumidor, prova que o produto é de «extrema qualidade» e demonstra que a adega está a produzir «excelentes vinhos com uma nova imagem» que agradam ao público em geral. O Adega de Palmela Tinto 2009 é um néctar «muito jovem, agradável e destina-se a um público específico. Não passa por estágio em barricas de madeira, tem cerca de 13,5 graus de teor alcoólico e é ideal para acompanhar com carnes Pub.

Instituto da segurança social, I.P. conselho Directivo

Instituto da segurança social, I.P. centro distrital de setúbal

Instituto da segurança social, I.P. conselho Directivo

LICENÇA DE FUNCIONAMENTO N.º 15/2011 EM SUBSTITUIÇÃO DO ALVARÁ Nº 1/2002, DE 31 DE JANEIRO REGIME DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL 1. Identificação do estabelecimento Denominação do estabelecimento “A Casinha Mágica” Localização do estabelecimento: Rua Almada Negreiros, lote 548 C. Postal: 2865-409 Seixal Localidade: Fernão Ferro Distrito: Setúbal Concelho: Seixal Freguesia: Fernão Ferro Telefone: 212121519 Fax: 212121519 e-mail:externatoacasinhamagica@hotmail.com 2. Identificação da entidade gestora Nome completo: Bronze e Rodrigues, Lda Morada: Rua Almada Negreiros, lote 548 C. Postal: 2865-409 Seixal Localidade: Fernão Ferro 3. Actividade exercida no estabelecimento Creche 4. Lotação máxima O estabelecimento pode abranger o número máximo de 48 (quarenta e oito) crianças, distribuídas da seguinte forma: 1 Berçario: 8 crianças com idades compreendidas entre os 4 meses e a aquisição da marcha; 1 Sala de actividades: 10 crianças com idades compreendidas entre a aquisição da marcha e os 24 meses; 2 Salas de actividades: cada uma com 15 crianças com idades compreendidas entre os 24 e os 36 meses. 5. Emissão Data 2011/08/09 Assinatura e selo branco

LICENÇA DE FUNCIONAMENTO N.º 16/2011 EM SUBSTITUIÇÃO DO ALVARÁ Nº 1/2002, DE 31 DE JANEIRO REGIME DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL 1. Identificação do estabelecimento Denominação do estabelecimento “A Casinha Mágica” Localização do estabelecimento: Rua Almada Negreiros, lote 548 C. Postal: 2865-409 Seixal Localidade: Fernão Ferro Distrito: Setúbal Concelho: Seixal Freguesia: Fernão Ferro Telefone: 212121519 Fax: 212121519 e-mail:externatoacasinhamagica@hotmail.com 2. Identificação da entidade gestora Nome completo: Bronze e Rodrigues, Lda Morada: Rua Almada Negreiros, lote 548 C. Postal: 2865-409 Seixal Localidade: Fernão Ferro 3. Actividade exercida no estabelecimento CATL 4. Lotação máxima O estabelecimento pode abranger o número máximo de 20 (Vinte) crianças, distribuídas da seguinte forma: 1 Sala de actividades: 20 crianças, em idade escolar, em simultâneo. 5. Emissão Data 2011/08/09

Instituto da segurança social, I.P.

Instituto da segurança social, I.P. conselho Directivo

Instituto da segurança social, I.P. centro distrital de setúbal

LICENÇA DE FUNCIONAMENTO N.º 13/2011 EM SUBSTITUIÇÃO DO ALVARÁ Nº12/2077, DE 5 DE SETEMBRO REGIME DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL 1. Identificação do estabelecimento Denominação do estabelecimento “Casa de Repouso Lardedeus” Localização do estabelecimento: Rua Margarida Caineta, nº 1 C. Postal: 2925-784 Azeitão Localidade: Brejos de Azeitão Concelho: Setúbal Freguesia: São Lourenço Distrito: Setúbal Telefone: 212190104 Fax: 212190104 e-mail:crlardedeus@gmail.com 2. Identificação da entidade gestora Nome completo: Casa de Repouso Lardedeus, Sociedade Unipessoal, Lda Morada: Rua Margarida Caineta, nº 1 C. Postal: 2925-784 Azeitão Localidade: Brejos de Azeitão 3. Actividade exercida no estabelecimento Lar de Idosos 4. Lotação máxima O estabelecimento pode abranger o número máximo de 20 (vinte) utentes, distribuídos por 9 quartos da seguinte forma: R/C: 3 duplos e 2 triplos; Cave: 1 individual, 2 duplos e 1 triplo 5. Emissão Data 2011/08/08 Assinatura e selo branco

Instituto da segurança social, I.P. centro distrital de setúbal

conselho Directivo

Assinatura e selo branco

Instituto da segurança social, I.P. centro distrital de setúbal

LICENÇA DE FUNCIONAMENTO N.º 19/2011 REGIME DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL 1. Identificação do estabelecimento Denominação do estabelecimento “Casa de Repouso A Casinha do Idoso” Localização do estabelecimento: Rua Brito Camacho, Lt. 1583 C. Postal: 2975-320 Localidade: Quinta do Conde Distrito: Setúbal Concelho: Sesimbra Freguesia: Quinta do Conde Telefone: 212104196 Fax 211817975 e-mail:cracasinhadoidoso@gmail.com 2. Identificação da entidade gestora Nome completo: Casa de Repouso A casinha do Idoso, Lda Morada: Rua Brito Camacho, Lt. 1583 C. Postal: 2975-320 Localidade: Quinta do Conde 3. Actividade exercida no estabelecimento Lar de Idosos – 14 utentes distribuídos por 8 quartos da seguinte forma: Piso 0 – 1 quarto triplo; Piso 1 – 3 quartos individuais; 1 quarto duplo e 1 quarto triplo; Piso 2 – 1 quarto individual e 1 quarto duplo. 4. Lotação máxima O estabelecimento pode abranger o número máximo de 14 (Catorze) utentes. 5. Emissão Data 2011/08/18

Assinatura e selo branco


Sábado | 10.Set.2011

5

www.semmaisjornal.com

Autoridades policiais estão no terreno e iniciaram investigação

Já se roubam jovens oliveiras e videiras acabadas de plantar

Pedro Lemos Vieira

:::::::::::: Roberto Dores ::::::::::::

As autoridades policiais já estão no terreno e admite-se que a ideia é replantar os pés de oliveira e videiras longe do local do crime. Os agricultores afirmam que quem se dedica a estes roubos conhece bem a actividade.

Há um novo tipo de roubo nos campos agrícolas da região. Alguns grupos começaram a dedicar-se ao furto de pés de oliveira e videiras, acabados de plantar e arrancados da terra nessa mesma noite. «Só pode ser com o propósito de as replantarem bem longe do local onde cometeram o crime», diz o produtor Álvaro Costa, justificando que «numa região onde todos os agricultores se conhecem seria fácil identificar quem tem oliveiras e videiras novas e onde as foi comprar.» A pista é deixada às autoridades que já iniciaram a investigação. Mesmo sem números oficiais ou estimativas sobre este novo fenómeno, a GNR está no terreno, mas até à data nem as forças de segurança, nem os representantes do sectores olivícola e vitivinícola conhecem o destino das plantas que foram arrancadas da terra no mesmo dia em que ali foram lançadas para germinar. Pode roubar-se um hectar numa noite «A única certeza que temos é que o trabalho está a ser feito por quem conhece

A ministra da Agricultura, Assunção Cristas, que esteve recentemente de visita à Festa das Vindimas, em Palmela, garantiu aos vitivinicultores afectados nas suas colheitas, por causa das condições climatéricas adversas e dos fungos, que vão ter ajudas do Governo. Os homens das terras queixam-se de altas quebras de produtividade e falam em milhares de euros de prejuízos. Alguns admitem mesmo deixar de produzir. A governante ‘laranja’, depois de ouvir as queixas e pedidos de ajuda, sublinhou que vai continuar atenta ao problema. Todavia, diz que só depois da Vindima é que se poderão apurar verdadeiramente todos os prejuízos. E tranquilizou os

Pedro Lemos Vieira

Ministra da Agricultura promete ajudar produtores do distrito

Assunção Cristas garante que os agricultores vão ter ajuda

agricultores, dizendo que várias equipas da DirecçãoGeral de Agricultura de Lisboa e Vale do Tejo já estiveram no terreno a inteirarse da situação. Segundo Assunção Cristas, vai ser difícil dar uma resposta

para os casos das colheitas que foram atingidas pelo míldio, revelando, por outro lado, que o Governo disponibiliza uma linha de crédito, no valor de 50 milhões de euros, para acudir e apoiar os vitivinicultores prejudicados.

este ramo de actividade e sabe que cada pé, com cerca de meio metro, custa dois euros», diz Álvaro Costa, depois deste caso ter sido denunciado pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), encontrandose entre a «onda de roubos nos campos agrícolas» que os homens da terra tencionam apresentar ao ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, a quem vão «pedir mais patrulhamento nos campos»,

segundo o secretário-geral da CAP, Luís Mira. Para já, o ministro prefere esperar pela reunião e só depois se irá pronunciar sobre o roubo de gado, de sistemas de rega, de postos de transformação, de vinhas e de olivais acabados de plantar, sendo que este último foi o mais surpreendeu as autoridades, que admitem residir aqui um novo tipo de crime do qual nunca se tinha ouvido falar.

«Isto será sempre uma coisa esporádica», disse fonte da GNR, sabendo-se que a maioria dos pés de oliveira são provenientes de Espanha, onde existem bastantes estufas, ao contrário de Portugal. Segundo Álvaro Costa, «três ou quatro pessoas precisam apenas de uma noite e de uma carrinha de caixa aberta para roubarem um hectare de plantas de oliveira.» Como não estão enraizadas saem facilmente.

Roubo de uvas dispara em força Há ainda quem se tenha dedicado nos últimos dias ao roubo de uvas nas vinhas da região de Setúbal, chegando a levar aos mil e dois mil quilos durante uma só noite, o que obrigou a que alguns produtores tivessem começado a recorrer a vigilantes para guardarem as vinhas. Entre as «novi-

dades» nos roubos rurais, que as autoridades atribuem aos efeitos da crise, está ainda o desaparecimento de colmeias com as abelhas no seu interior, na serra da Arrábida, o que só pode ser feito por quem domina a apicultura. Em contra-ciclo, o roubo de pinhas diminuiu drastica-

mente, depois de anos a fio de prejuízos na zona de Alcácer do Sal. Houve quem chegasse a contratar vigilantes armados para os pinhais, mas este ano nem foi preciso. O recurso a vedações mais sofisticados e o maior patrulhamento da GNR, segundo o próprio sector, dissuadiu os ladrões. Pub.


6

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

Ricardo Soares / Arquiologia da Arrábida

Setúbal e Sesimbra firmam protocolo com Casa de Calhariz

Parque da Pré-História vai nascer na Serra do Risco

As câmaras de Setúbal e Sesimbra, em colaboração com a faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e a Casa de Calhariz, assinam na próxima segunda-feira um protocolo de cooperação para a criação do futuro Parque de Pré-História na Serra do Risco. O parque arqueológico surge

na sequência das descobertas feitas durante o período em que foram executadas as cartas arqueológicas de Setúbal e Sesimbra, altura em que se descobriram importantes vestígios da idade do Bronze. O protocolo pretende promover a recolha de informação científica através da realização de sondagens arqueológicas de diagnós-

tico na Lapa da Nazaré, Povoado da Idade do Bronze, Povoado Neolítico Final – Calcolítico dos Prados, Povoado Neolítico antigo da Roça do Casal do Meio e na Lapa da Cova, os principais sítios identificados na área da Serra do Risco. Para além das questões de estudo, o protocolo tem ainda como objectivo a sensibilização

da população para este tipo de matérias, promovendo a realização passeios culturais, uma exposição sobre o monumento da Roça do Casal do Meio, um ciclo de palestras, acções de educação patrimonial, em articulação com as escolas dos concelhos de Sesimbra e Setúbal, e produção de materiais de divulgação.

As duas autarquias pretendem, no futuro, criar um parque arqueológico promovendo os dois concelhos como destinos turísticos e culturais assentes nos achados de considerável valor histórico e integrando na oferta turística já existente um novo segmento de mercado que ganha cada vez mais adeptos.

Publireportagem

“Retiro do Gama” marca a diferença na gastronomia Mousse de moscatel roxo com segredo especial

Semmais

O bom e fresco peixe para assar no carvão é a especialidade rainha do restaurante “Retiro do Gama”, localizado na artéria principal de Cabanas, na freguesia de Quinta do Anjo, mas no menu também consta o Ensopado de Enguias, as Enguias fritas, as Eirozes grelhadas e as Cataplanas de Cherne, Tamboril, Espadarte e Atum. Nas carnes, o destaque vai para as Mirandesas, Charolesa e as Espetadas de Novilho, e nos doces imperam os conventuais. Carlos Gama, 54 anos, o gerente do restaurante, começa por afirmar que na sua casa primam pratos de «qualidade e diferentes», sempre confeccionados e acompanhados dos excelentes vinhos e produtos da região. «Temos de preservar tudo aquilo que é nosso e, acima de tudo, tratar o cliente com carinho», realçando, em termos de pratos gastronómicos, o «melhor do Mundo» Ensopado de Enguias, e a «divinal» açorda de marisco. Após as férias, Carlos Gama tenciona trabalhar com pratos à base de caril e nas famosas caldeiradas. O Coelho, o Polvo, as Ameijôas e o Cabrito à Gama também são confeccionados no “Retiro do Gama”. O empresário, à frente do “Retiro do Gama” há sete anos, conta que ao longo dos tempos foi adaptando à sua maneira aquilo que era «um cafézinho, com um

Com simpatia, carinho e qualidade, o “Retiro do Gama” é o local ideal para saborear vários petiscos regionais

pequeno restaurante». «Sinto-me, hoje, muito bem e a fazer aquilo que gosto. Não estamos a servir comida a ninguém mas sim a receber amigos na nossa casa e a proporcionar-lhes pratos de qualidade confeccionados com produtos da região, como o pão, o vinho e o queijo», vinca. Carlos Gama reconhece que o seu espaço, de há dois a esta parte, deu um «salto enorme» em termos de clientela, que aprecia um «outro

serviço, com mais qualidade», sublinhando que o “Retiro do Gama” é um restaurante «90 por cento de peixe» mas onde também existe a designada «comida de tachinho». De 4 a 14 deste mês, a equipa do “Retiro do Gama” encontra-se a gozar as suas merecidas férias. Depois de treze anos de relacionamento, do qual nasceu uma menina que já tem 12 anos, Carlos Gama decidiu dar o nó, no passado dia 4, com Fátima Gonçalves, de 37 anos. A Boda teve

lugar numa quinta na aldeia de Irmãos, e a Lua-de-Mel está a ser gozada em Punta Cana. De salientar que Carlos Gama é irmão do estilista azeitonense Nuno Gama, que costuma «visitar e recomendar os serviços do mano a colegas e amigos». O “Retiro do Gama” está aberto de terça a domingo, para almoços e jantares. Possui duas salas e esplanada, com música ambiente, dá emprego a 8 pessoas e tem capacidade para 200 lugares.

Para marcar a diferença, o “Retiro do Gama” criou uma mousse de moscatel com noz, feita à base de moscatel roxo, o que lhe dá um aroma «delicioso e muito original». Como forma de protecção, Fátima Gonçalves, esposa de Carlos Gama, que já trabalhou num refeitório de uma empresa de Setúbal, está a pensar registar a patente deste doce. «Todos os clientes que já provaram disseram-se que gostaram muito. Não leva muito moscatel nem açúcar. Está tudo no ponto», vinca, relembrando que existem mais de 15 variedades de sobremesas na casa, como o queijinho de amêndoa, o bolo moscatel, o pudim de amêndoa, a sericaia, o pão de rala, e o bolo e a tarte de requeijão, não esquecendo a «verdadeira e original» torta de Azeitão. «A mãe de Carlos Gama, que detinha os segredos de vários doces, passounos essas receitas para as mãos o que faz com a nossa casa produza e comercialize a original e verdadeira torta de Azeitão», vinca.


Sábado | 10.Set.2011

7

www.semmaisjornal.com

Política

O

s deputados do PSD do distrito consideram que as recentes afirmações dos eleitos do PS e do PCP, de que o Governo não quer explicar as decisões tomadas no âmbito da suspensão da Sociedade Arco Ribeirinho Sul, são «pura propaganda política e deturpam a realidade». Fonte do PSD distrital garante que a ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas, vai ser ouvida «muito em breve» na respectiva Comissão, num ponto próprio, numa reunião já agendada anteriormente e que até foi antecipada, como «é do conhecimento do PS e PCP». A mesma fonte refere que o Governo continua a apostar no corte da «despesa supérflua» do Estado, porque com a actual crise que o país atravessa seria «totalmente incompreensível que continuasse a existir uma estrutura sorvedora de dinheiros públicos, que

até à data já gastou mais de um milhão de euros, sem qualquer resultado, quando há outras estruturas com competências idênticas e que podem fazer o mesmo trabalho, sem duplicação custos». Em relação à concessão Baixo Tejo e às acusações de que o Governo se recusa a explicar as suas decisões, a história repete-se com os mesmos argumentos de PS e PCP. «Mais uma vez, fica demonstrada a ânsia destes dois partidos da oposição em quererem criar factos políticos artificiais», refere a mesma fonte, que acrescenta que «As explicações dos membros do Governo sobre esta matéria serão dadas oportunamente, em reunião das respectivas Comissões, quando estiverem disponíveis os estudos e relatórios que permitam uma posição final relativamente às infra-estruturas viárias e respectivas parcerias público-privadas». Os deputados do PSD,

DR

‘Laranjas’ acusam PS e PCP de propaganda e de deturpar a realidade

O grupo de deputados do PSD atento às investidas da oposição na região

eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal, reafirmam a sua determinação na defesa dos

interesses das populações do distrito, não esquecendo o estado lastimável em que

‘Rentrée’ na Caparica O PSD do distrito vai realizar a sua “rentrée” política, este sábado, dia 10, na já habitual festa na Costa da Caparica. Pelo quarto ano consecutivo, os militantes e os simpatizantes socialdemocratas vão juntar-se para assinalar a entrada do partido do Governo no novo ano político. «Vai ser a

primeira vez que a festa da Costa se realiza com o PSD no Governo, sendo este um momento de convívio entre todos os sociais-democratas da região e respectivas famílias», sublinha Pedro do Ó Ramos. O início está marcado para as 18 horas, na Praça Nossa Senhora dos Navegantes.

«o PS deixou as contas públicas e os condicionamentos existentes no acordo com a troika assinado por José Sócrates, o que obriga o actual Governo a encontrar novas soluções». Deputados analisam problemas sociais Entretanto, os deputados social-democratas do distrito de Setúbal vão visitar a Associação “Caminho do Bem Fazer”, localizada no Montijo, no próximo dia 12, segunda-

feira, a partir das 11 horas, para conhecerem a realidade desta instituição. A deslocação a esta instituição de solidariedade social, dedicada à infância e à terceira idade, está inserida numa iniciativa nacional levada a cabo por todos os deputados do PSD nos respectivos círculos eleitorais, no âmbito da realização das Jornadas Parlamentares do partido, que decorrem segunda e terça-feira no Fundão, em Castelo Branco, onde será debatido o “Programa de Emergência Social”. Segundo Pedro do Ó Ramos, líder da distrital ‘laranja’, a referida instituição montijense tem desenvolvido um trabalho «notável» no apoio social a crianças e idosos. «Vamos falar um pouco com a direcção porque em tempo de crise estas instituições desempenham um papel muito importante na sociedade, substituindo-se muitas vezes ao papel do Estado», frisa.

O Grupo Parlamentar do PS, entregou, na passada quinta-feira, na Assembleia da República, um Projecto de Resolução que recomenda ao Governo a avaliação da execução do Plano de Ordenamento do Parque Natural da Arrábida (POPNA) até final do presente ano, para a sua eventual alteração ou revisão aconteça já em 2012. Eurídice Pereira, deputada socialista eleita pelo círculo eleitoral de Setúbal, realça que essa avaliação deve ser «abrangente» e incidir sobre «as vertentes

terrestre e marinha» do POPNA, e que o processo verifique «os meios e os recursos necessários» para que a revisão deste instrumento de gestão territorial seja realidade. A ex-governadora de Setúbal considera que chegou o «momento de fazer a avaliação do primeiro Plano de Ordenamento do PNA, que foi lançado pelo Governo socialista em 2005», argumentando que «é preciso avaliar se o que foi executado veio ou não a justificarse». No caso da parte marinha, Eurí-

D.R.

Socialistas aconselham o Governo a reavaliar o Plano da Arrábida

A deputada ‘rosa’ Euridice Pereira

Pub.

Instituto da segurança social, I.P. conselho Directivo

Instituto da segurança social, I.P. centro distrital de setúbal

AUTORIZAÇÃO PROVISÓRIA DE FUNCIONAMENTO N.º 2/2011 REGIME DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL 1. Identificação do estabelecimento Denominação do estabelecimento “Instantes Mágicos” Localização do estabelecimento: Rua Comendador Lino da Silva, nº 86 C. Postal: 2910-582 Setúbal Localidade: Setúbal Distrito: Setúbal Concelho: Setúbal Freguesia: São Sebastião Telefone: 265702400 e-mail:crecheinstantesmagicos@live.com.pt 2. Identificação da entidade gestora Nome completo: Instantes Mágicos, Lda Morada: Rua Comendador Lino da Silva, nº 86 C. Postal: 2910-582 Setúbal Localidade: Setúbal 3. Actividade exercida no estabelecimento Creche 4. Lotação máxima O estabelecimento pode abranger o número máximo de 26 (vinte e seis) crianças, distribuídas da seguinte forma: Berçario – 6 crianças com idades compreendidas entre os 4 meses e a aquisição da marcha; 1 Sala de Actividades – 9 crianças com idades compreendidas entre a aquisição da marcha e os 24 meses; 1 Sala de Actividades – 11 crianças com idades compreendidas entre os 24 meses e os 36 meses. 5. Condições a satisfazer 1 – Na copa de empratamento deverá ser colocado um lava-mãos de pedal para utilização do pessoal; 2 – Nas instalações sanitárias de apoio às actividades, localizadas no piso 1, deverá ser colocada uma divisória na ante-câmara; 3 – No espaço edificado, em anexo, deverá ser criado e equipado o gabinete destinado ao pessoal e apresentado o respectivo projecto. 6. Emissão e prazo de validade Documento válido de 2011/07/28 a 2011/10/28 (vinte e oito de Julho de dois mil e onze a vinte e oito de Outubro de dois mil e onze) Data 2011/07/28 Assinatura e selo branco

dice Pereira fala apenas numa «avaliação intercalar», uma vez que o Plano só produziu efeitos no Parque Marinho Luíz Saldanha há pouco mais de dois anos. E conclui que só o PS elaborou uma «profunda» compilação para saber «se há ou não a necessidade de fazer essa alteração à revisão». O Grupo Parlamentar socialista diz que é fundamental promover a conservação dos recursos naturais da região, através do desenvolvimento de acções para salvaguarda da flora, da flora

e dos aspectos geológicos e paisagísticos. Destaca também a promoção da gestão e valorização dos recursos naturais, bem como a salvaguarda do património arqueológico, arquitectónico, histórico ou tradicional da região, não esquecendo a ordenação e disciplina das actividades urbanísticas, industriais, recreativas e turísticas. Além disso, conclui, é também preciso ter em conta a promoção do desenvolvimento sustentável da região e o bemestar das populações.


8

Sábado | 10.Set.2011

No comício de encerramento da Festa do Avante, no Seixal, o secretário-geral do PCP Jerónimo de Sousa voltou a ‘disparar’ contra PS e PSD e afirmou-se indisponível para aprovar o Orçamento de Estado (OE) para 2011. Na Quinta da Atalaia, líder comunista deixou claro a intenção do PCP de votar contra o OE para 2011, no pressuposto de que este documento prosseguirá as orientações definidas no Programa de Estabilidade e Crescimento. «Não aceitamos comprometer a instabilidade social em nome da estabilidade governativa», disse o líder comunista. O secretário-geral do PCP acusou o primeiro-ministro de traçar para o país uma «estratégia suicida de renúncia a uma política de crescimento, desenvolvimento e emprego», para regressar «a todo o vapor à ditadura do défice». Em matéria fiscal o comunista propõe a «revogação da taxação adicional do IRS» e a criação de um «novo imposto sobre as transacções em bolsa e transferências financeiras para os paraísos fiscais», bem como retoma a proposta de Pub.

DR

PCP na ‘Festa do Avante’ avisa que não aprova Orçamento de Estado para 2011

Jerónimo de Sousa na Festa do Avante para relançar ataque ao Governo

a aplicação da taxa de IRC de 25 por cento a todos os grupos económicos com lucros superiores a 50

milhões de euros e o «fim das isenções fiscais para as empresas financeiras no Offshore da Madeira».

Propõe ainda fazer aumentar o salário mínimo nacional de «600 euros até 2013», e o congelamento dos preços da electricidade e dos combustíveis. Na área da Justiça, Jerónimo de Sousa defendeu a «autonomia do Ministério Público e a independência dos tribunais». Jerónimo de Sousa voltou a criticar PS e PSD, acusando-os de simularem divergências. «Temos assistido a uma espécie de ‘jogos florais de Verão’ entre PS e PSD. Encenaram uma crise política, para melhor camuflar as suas conivências. Se com o PS nada mudou com o PSD e CDS nada mudará», disse.

PSD Almada queixa-se de publicidade municipal no Guia do Visitante Nuno Matias, presidente do PSD de Almada, ao ter conhecimento de que no Guia do Visitante da Festa do Avante constou publicidade dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento da Câmara de Almada e da empresa de estacionamento municipal ECALMA, considera que tal se trata de «uma afronta ao princípio de gestão imparcial e criteriosa dos dinheiros públicos». O político quer saber que tipo de apoio foi concedido por parte destas entidades municipais, quem decidiu e com que legitimidade e

que custos tiveram para o município. Além do mais, questiona: «Como é possível associar campanhas e a imagem do município a uma iniciativa partidária?». Em declarações à Lusa, os conselhos de administração dos SMAS e da ECALMA afirmaram que a relação entre as entidades e a Festa«é estritamente comercial e transparente, como em qualquer outra situação», esclarecendo que «a organização tem um preço de tabela para a publicidade, e esse foi o valor pago».

www.semmaisjornal.com

Bloquista debateram violência no namoro Integrado no ciclo de cinema ao ar livre “Tipo… Cenas!”, o Bloco de Esquerda promoveu quinta-feira, a 2.ª edição deste evento, no Pinhal Novo, que teve como lema “A violência no namoro”, um «fenómeno emergente que os jovens do distrito de pretendem colocar» na agenda política, segundo fonte do BE Setúbal. Para Ana Sartóris, do secretariado da distrital do BE, o Governo, no seu programa, dedicou à violência doméstica «umas linhas genéricas, um breve parágrafo onde nem a especificidade da violência contra as mulheres no seio da família ou da violência no namoro merece qualquer enfoque». Nesse sentido, o Bloco de Esquerda recusa o «silêncio e o esquecimento a que querem dotar as vítimas deste crime e lança para o debate público o fenómeno da violência conjugal nos casais jovens».


Sábado | 10.Set.2011

9

www.semmaisjornal.com

Anti-stress

Melodias da Eurovisão ‘aterram’ no auditório sadino José Afonso

Oferta Semmais

Convites para “Chefes Intragáveis” “Chefes Intragáveis”, de Seth Gordon, conta a história de Nick, Kurt e Dale, três amigos que, frustrados com os seus trabalhos, chegam à conclusão que a única solução para acabar com a monótona rotina é matar os respectivos chefes. Elaboram então um plano confuso, e aparentemente infalível, para livrarem-se deles permanentemente, mas até mesmo o melhor dos planos depende da inteligência de quem o executa para ser infalível. Charlie Day, Colin Farell, Jamie Foxx, Jason Bateman e Jennifer Aniston estão nos principais papéis desta

A cantora luso-francesa vai ser homenageada no palco do Auditório José Afonso

Convites FIESA

com a presença de «mais de uma dezena» de artistas. A mesma fonte adianta que a grande novidade deste ano, em comparação com os anos anteriores, sem prejudicar a qualidade do espectáculo, prendese com a «envolvência de um maior número de países participantes, nomeadamente França, Grécia, Espanha, Finlândia, Malta, Croácia, Israel, Polónia, Portugal e Montenegro. No global, Guilherme Santos perspectiva casa cheia, calculando que

“Animalândia” é o tema do Festival Internacional de Escultura em Areia (FIESA) deste ano, que decorre em Pêra, no Algarve, até 15 de Outubro. O evento é con­­­­­­siderado o ma­­­ior fes­­ ­­ti­­­val de es­­cultura em areia do mundo, pelo tamanho das suas esculturas e pela

cerca de 3 mil pessoas deverão assistir ao concerto, ao ar livre, numa das praças mais emblemáticas de Setúbal. Além dos artistas, o Eurovision Live Concert conta com a participação especial do bailarino egípcio Emad Selim e do DJ alemão Ohrmeister. Carla Salgueiro e Pedro Penin são os apresentadores de serviço. Se ainda não adquiriu o seu ingresso, por 5 euros, ainda vai a tempo de o fazer no próprio dia da festa, nas bilheteiras montadas no recinto.

+ Cartaz...

Rita Guerra ao piano

Integrado nas comemorações do Dia da Freguesia de Montijo, não perca o espectáculo de Rita Guerra ao piano, logo a seguir à entrega de prémios de Mérito Barca Aldegalega. Cinema-Teatro Joaquim d´Almeida, Montijo | 21h

Qui

Sáb

Dom

10

divertida comédia, com a duração de 109 minutos, que pode ser vista às 13h05, 15h35, 18h30, 21h00 e 0 horas, apenas aos sábados, nos cinemas Zon Lusomundo do Freeport de Alcochete. Habilite-se aos convites para os dias 17 e 18 ligando para o número de telemóvel que se encontra no rodapé desta página.

DR

T

rinta e dois mil euros é o montante que vai ser gasto na organização da 3.ª edição do Eurovision Live Concert que tem lugar este sábado, a partir das 21 horas, no Auditório José Afonso, em Setúbal, naquela que é considerada a maior festa portuguesa dedicada ao Festival da Eurovisão, e já uma das mais conceituadas a nível europeu. A grande atracção é a cantora lusofrancesa Marie Myriam que venceu o Festival Eurovisão da Canção em 1977 com o tema “L´Oiseau e L´Enfant”, mas também vão passar pelo palco do auditório sadino Chiara, que representou Malta em 1998, 2005 e 2009; Chen Ahroni, de Israel; Jari Sillanpaa, da Finlândia; Igor Cukrov, da Croácia; Jenny Silver, da Suécia; Marcin Mrozinski, da Polónia; Andrea Demirovic, de Montenegro; e Lucía Perez, a representante espanhola na edição deste ano do Festival da Eurovisão, além dos portugueses Rui Andrade e Filipa Ruas. Segundo Guilherme Santos, da OGAE Portugal, o município sadino foi quem concedeu o maior apoio ao evento, sublinhando que «grande parte» das verbas foi conseguida através de apoios e parcerias. Apesar do orçamento ser idêntico ao do ano passado, a organização garante que o concerto deste ano será o «melhor», adiantando que estão reservadas algumas surpresas para o dia do evento que vai contar

Danças Ocultas Chama-se “Alento” o novo álbum dos Danças Ocultas. O sopro atribuído às composições através do recurso à concertina confere a este trabalho uma profunda originalidade. Casino de Tróia | 22h30

11

Relações doentias Com Eva Pereira e J. da Cruz, “Porque Vale a Pena Viver”, de Harold Pinter, entre outros, conta as relações doentias entre mulheres, homens e crianças indefesas, de violência, sadismo e guerra psicológica. Espaço das Aguncheiras, Azóia, Sesimbra | 16h30

Sáb

15

área por elas ocupada. Em 2010 a mostra foi vista por cerca de 150 mil pessoas. Cerca de 50 escultores, de diversas nacionalidades, estiveram envolvidos na preparação das esculturas, onde os animais são representados de uma forma humorística.

Convites “A Flor do Cacto” Um famoso dentista leva uma vida dupla, em Lisboa, com uma jovem tatuadora, convencendo a miúda que é um homem casado e pai de filhos. Tudo se complica quando esta pretende conhecer a verdadeira mulher do seu futuro marido. A enfermeira que há anos trabalha no consultório do dentista e alimenta por ele uma paixão secreta, vê-se forçada a passar pela mulher legítima do homem

solteiro que sempre amou. No ambiente hilariante de uma clínica dentária, a comédia atinge situações de grande comicidade com diálogos sofisticados e inteligentes mas numa peça de teatro transversal. Tratase de um espectáculo bem representado e elegante, com as interpretações de Rita Ribeiro, Carlos Quintas, Victor Espadinha, Nuno Guerreiro, Hugo Rendas e Helena Rocha.

10

A princesa beijoqueira A peça “O Príncipe Sapo”, do TAS, com Isabel Ganilho, Maria Simões, Miguel Assis e Susana Brito conta a história de uma princesa obrigada a beijar um sapo, para cumprir a promessa que lhe havia feito, se este recuperasse a sua bola caída no lago. Auditório Charlot, Setúbal | 11h

Seg

12

Melodias do Tony O popular cantor não vai desiludir os milhares de fãs que irão assistir a mais um concerto apinhado de gente que vibra e emociona-se com as cantigas românticas de Tony. Festas em Honra de N.ª Sra. da Boa Viagem, Moita | 22h

Álbuns de Ouro A editora Espacial acaba de lançar no mercado o duplo álbum intitulado “Disco de Ouro 11/12”. É precisamente este registo discográfico que temos para oferecer esta semana aos nossos leitores que ligarem para o número de

telemóvel que se encontra em rodapé nesta página. Santamaria, José Malhoa, Chave D´Ouro, Ágata, Leandro, Jorge Ferreira, Emanuel, Toy e Quim Barreiros são alguns dos artistas que estão incluídos nesta colectânea de êxitos.

Para se habilitar a todos os con­­­vites basta ligar 918 047 918.


10

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

+ Negócios Já desapareceram mais 14 empresas comparativamente com período homólogo de 2010

Todos os meses fecham na região de Setúbal uma média de onze empresas. Números dramáticos que fazem deste ano o mais negro na última década. ::::::::::: Roberto Dores :::::::::::

O

s tribunais do distrito de Setúbal já declararam insolventes 136 empresas desde o início do ano até 31 de Agosto, o que traduz um aumento de mais 14 insolvências na região face ao ano passado. Os números são dramáticos e indicam que todos os meses há uma média de 11 firmas que batem com a porta, confirmando 2011 como o ano mais negro da década para o sector empresarial da região.

Se já as 122 empresas que em 2010 tinham pedido a insolvência traduziam um aumento superior aos dez por cento comparativamente com 2009 e cerca de 50 por cento face ao mesmo período de 2008 – segundo dados do Instituto Informador Comercial (ICC) – 2011 veio agravar uma crise que parece não dar tréguas. O ICC alerta que o «agravamento das dificuldades das empresas em situação difícil tem-se traduzido na formação de verdadeiros ciclos viciosos», caracterizados pelo «atraso nos pagamentos a fornecedores, redução do fundo de maneio, incumprimento de obrigações e pressão crescente dos credores com execução de garantias reais.» Uma fatal conjugação. Comércio é dos sectores mais penalizados O comércio voltou a ser o sector mais penalizado pela crise, o que é atribuído

DR

O ano mais negro de insolvências no distrito

Desde o início do ano de 2011 já encerraram 136 empresas na região de Setúbal

ao momento de enorme retracção que está a afectar o consumo das famílias,

mas o cenário real deve ser ainda mais grave, segundo o presidente da Confede-

ração do Comércio de Portugal, João Vieira, para quem os dados do Insti-

Construção civil receia agravamentos A construção civil deverá ultrapassar o sector comercial em número de insolvências ainda no decorrer deste ano. Uma amostra feita já em Setembro a nível nacional indica que a construção aparece como o sector mais problemático com quase 40% da quota de insolvências, seguindo-se o do comércio com quase 30%. De acordo com dados divulgados pela Companhia de Seguro de Créditos.

Porém, estes números negativos não surpreendem o sector. «Todos os meses o sector da construção é aquele que regista maior taxa de insolvências», garante ao Semmais Ricardo Gomes, presidente da Associação de Empresas de Construção, Obras Públicas e Serviços (AECOPS), considerando «imoral que as empresas tenham que apresentar insolvência, porque em muitos casos o maior devedor é o Estado».

tuto Nacional de Estatística mostram que o fecho de empresas «é bem mais significativo». Admite ainda o mesmo dirigente que no caso concreto da região poderá mesmo chegar ao dobro do que é revelado agora pelos números oficiais. «As nossas estatísticas são muito más e muito distorcidas», diz, admitindo que encerrou uma empresa em 2005 e só este ano conseguiu, finalmente, dá-la por legalmente encerrada, bastando que exista uma multa de IRC para pagar, por exemplo, para que a situação se arraste vários anos. A boa notícia aponta para a abertura de algumas empresas todos os meses, que, de alguma forma, vêm minimizar o impacto do elevado número de insolvência. A construção, engenharia civil e promoção imobiliária são outros sectores em profunda crise.

Pub.

DR

Pinhal Novo recebe agência dos consultores ‘Decisões e Soluções’

Bruno Jorge e Marlene Canastra, directores da agência Decisões do Pinhal Novo

A Decisões e Soluções, empresa de consultadoria financeira especialista no aconselhamento personalizado em operações de crédito bancário e seguros, inaugurou ontem, dia 9, uma agência em Pinhal Novo, reforçando a sua presença no distrito de Setúbal. Segundo Paulo Abrantes, director geral da Decisões e Soluções, esta inauguração está integrada «na nossa estratégia de expansão». Com a abertura de novas agências, «pretendemos reforçar

a nossa presença no país e aproximar-nos ainda mais dos nossos clientes e da população em geral». Para Marlene Canastra e Bruno Jorge, directores da agência de Pinhal Novo, sendo a agência Decisões e Soluções de Pinhal Novo a única empresa de Consultoria Financeira e Mediação de Seguros no concelho de Palmela, a equipa tem como missão prestar «um serviço de excelência à população na altura decisiva de contratar um financiamento

ou seguro, garantindo que cada cliente tenha as melhores condições de mercado e fique satisfeito com o nosso trabalho de aconselhamento personalizado, sempre numa óptica de poupança». Constituída em Outubro de 2003, a Decisões e Soluções conta actualmente com cerca de 120 agências e mais de 1000 profissionais que prestam aconselhamento financeiro, a particulares e empresas, em operações de crédito bancário e seguros.


N

tícias AFS

Pub.

noticiasafs@gmail.com

Mensal > setembro 2011 Edição n.º 18 € 0.50

Director> Sousa Marques

>> págS. 2 e 3

Conheça os calendários dos jogos dos campeoantos de futebol sénior da I e II divisões distritais.

Equipa sadina participa no Campeonato da II Divisão Distrital

>> pág. 3

Estrelas do Faralhão entram no mapa do futebol sénior com vontade de brilhar mais alto

Plantel regressa 15 anos depois à competição distrital

Pub.

>> pág. 2

Antigo dirigente da AFS, o advogado Orlando Barrocas vai assumir o novo cargo de Delegado associativo na AG da Federação. >> pág. 2

Traquinas e petizes abrem encontros em Outubro Depois de na última época os encontros de traquinas e petizes terem registado forte adesão, a iniciciativa volta a ser organizada no seio da AFS. Estão previstos 18 eventos, a começar já em Outubro.

>> pág. 2

DR

São dezasseis as equipas que esta temporada vão medir forças pela conquista da Taça AFS. A primeira fase da competição, que reúne 10 emblemas da I Distrital, começa no próximo dia 25.

Orlando Barrocas eleito delegado para a FPF Noticias AFS

Taça AFS avança com 16 pela discussão do titulo

Pedro Lemos Vieira

Reanimar o clube e cativar novos associados é grande ambição

Noticias AFS

Este jornal faz parte integrante do Semmais e não pode ser vendido separadamente

Campo de futebol e instalações merceram ampla renovação


bancada vip

[2] Notícias AFS > Setembro 2011

Sousa Marques Presidente da Direcç ão da A.F. Setúbal

Nova ép oca de desaf ios Aproxima-se o início das competições distritais. Efectuadas as inscrições nas provas distritais e realizados alguns sorteios, estão criadas as condições para o arranque da competição. As dificuldades conjunturais são conhecidas, o que vem tornar o dia-a-dia dos nossos clubes cada vez mais difícil. Não obstante este facto, é de realçar o esforço que todos estão a efectuar no sentido de manter a sua actividade, ainda que em algumas, mas poucas, categorias o número de clubes tenha diminuído. Exemplo maior é o campeonato distrital de Seniores da 2ª Divisão, que ainda na última época parecia dar mostras de crescimento. De referir ainda o facto de a Taça AFS, que na época transacta tinha regressado ao calendário competitivo, se manter na presente época, com ligeiras adaptações de calendário, ainda como prova facultativa. Com o início de uma nova época abre-se também um novo ciclo na organização do futebol a nível nacional. Após o difícil processo de adaptação dos estatutos da FPF, e marcadas que estão as eleições para o final do ano, estão a ser criadas as estruturas de base para o funcionamento futuro da FPF. Estão a ser eleitos os delegados à futura Assembleia Geral da FPF, em representação dos diferentes intervenientes, e também a Associação elegeu o seu delegado, para além da sua representação por inerência. Vamos ver se a implementação deste novo modelo de governação, imposto por uma Lei de Bases e por um Regime Jurídico que considero inadequados, funciona a contento do futebol. Uma palavra final para falar da Selecção Nacional, apenas para referir que independentemente dos bons resultados desportivos que a Selecção A está a obter, e pela recente conquista do título de vice-campeão mundial de Sub 20, alguns comportamentos menos próprios vêm manchar esse desempenho, e o que é necessário neste momento é maior contenção verbal, porque o mal já está feito. Saudações Desportivas e Fair Play Ficha técnica Director: Sousa Marques. Departamento Gráfico: Marisa Batista e Rita Martins (MediaSado). Propriedade e editor: Corrente Media, Lda. R. Almoinha, n.º 46 – R/C Dt.º 2970-037 Sesimbra. Impressão: Empresa Gráfica Funchalense, SA Registo na ERC n.º 125899 Periodicidade: Mensal.

«A minha missão será defender os nossos clubes»

O

rlando Barrocas, advogado, 50 anos de idade, foi eleito esta sexta-feira (dia 9), Delegado Efectivo da Associação de Futebol de Setúbal como representante dos clubes e sociedades anónimas desportivas participantes em competições nacionais de natureza não profissional na Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol. Na mesma eleição, à qual concorreu uma lista sufragada para o quadriénio 2011/2015, foi igualmente eleito Paulo Fernando dos Santos na qualidade de Delegado Suplente. Ao Notícias AFS, Orlando Barrocas começou por mostrar-se honrado com a eleição de uma lista que foi subscrita por 10 clubes filiados na AFS com participação em provas nacionais não profissionais. «Aceitei honradamente o convite que me foi proposto aquando da candidatura. Agora, perante a confiança que os clubes depositaram, será um desafio para assumir com responsabilidade acrescida, mas confio na concretização dos objectivos a que este cargo vai obrigar».

Expectativas e vontades Antigo jogador de futebol, dirigente da AFS (Vogal da Direcção) e do Vitória de Setúbal, o Delegado da Associação de Futebol de Setúbal,

cargo que surge no âmbito da adequação do novo Regime Jurídico das Federações Desportivas por parte da FPF, confessa-se preparado para assumir as funções e, acima de tudo, fazer vincar a voz dos clubes no seio da Federação. «Tenho sensibilidade para o mundo do futebol e formação jurídica, dois factores, cada vez mais relevantes quando há que discutir as matérias deste universo cada vez mais destacado no panorama do desporto-rei em que o papel dos clubes e as suas pretensões parecem estar, de certa forma, esquecidos», assume. Será com estes argumentos que Orlando Barrocas se prepara para marcar pontos em nome do futebol da AFS no seio do edifício maior do futebol luso. Todavia, há que saber com linhas se pode coser para que a voz dos nossos filiados sejam ouvidas. «Tenho muitas expectativas quanto à funcionalidade prática desta função. Mas, há que conhecer as ferramentas que estarão à disposição dos delegados associativos. Uma coisa é certa: acima de tudo a minha missão será a defender ao máximo os interesses dos clubes da AFS», garante.

Realçar papel associativo A eficácia do cargo ainda está por descobrir, e isso provoca «uma certa ansiedade» mas Orlando Barrocas

Mais de 500 equipas inscritas na AFS A Associação de Futebol de Setúbal já registou a inscrição de 530 equipas, nos vários escalões etários, com vista à participação nas provas distritais e nacionais de futebol e futsal na presente época. A continuada aposta dos clubes nos patamares de formação, no âmbito das provas organizadas pela AFS, é um dos dados mais relevantes na quantidade de equipas filiadas para a época 2011/12, o que representa a garantia de evolução competitiva dos 105 clubes que nesta temporada desenvolvem as suas actividade com estreita ligação à associação distrital. No universo das 22 provas regio-

nais que a AFS tem calendarizadas para a presente temporada, destaque para a representação dos emblemas filiados em 13 competições nacionais. No que respeita ao mapa distrital, o concelho do Seixal, com 15 clubes, é o mais representado no panorama competitivo, logo seguido por Almada (14) e Setúbal (13). Entre os 13 municípios que compõem o distrito de Setúbal, Moita conta com 12 emblemas associados à AFS, a que se seguem Sesimbra (9), Palmela (6), Barreiro (7), Montijo(7), Alcochete(6), Santiago do Cacém (5), Sines (4), Grândola (3) e Alcácer do Sal (2).

Arquivo

Editorial

Orlando Barrocas assume nos próximos quatro anos o cargo de Delegado da AFS na FPF

deseja ter «uma margem natural de intervenção para falar em nome dos clubes». «O futebol da AFS precisa de ser olhado de forma diferente e estarei totalmente disponível para dar o meu contributo no sentido de engrandecer o papel associativo no seio da FPF. As quezílias recentes sentidas no seio da federação nada têm a ver com o interesse dos clubes e há que repor a verdadeira essência do futebol», aponta. A vontade de fazer é arma do Delegado da AFS que está preparado para enfrentar obstáculos. «O meu contributo será sempre de encontrar as soluções adequadas para seguirmos o caminho da defesa dos nossos clubes. Acredito que os delegados das demais associações farão o mesmo,

porque essa união de vontades é que nos levará aos nossos objectivos. A próxima Assembleia Geral da FPF já deverá reservar assento para o Delegado da AFS. Até lá, Orlando Barrocas deseja arrepiar caminho e começar a perceber a margem de intervenção e até que ponto as propostas possam ser aplicadas de forma efectiva em nome dos clubes. «Apresentaremos propostas, agora há que serem devidamente escutadas, analisadas e realizadas», afirma. «Esperarmos que este cargo possa permitir dar um contributo para as soluções, definir prioridades e para que seja possível construir um caminho mais consentâneo com as necessidades dos clubes que representamos», rematou.

Encontros de Traquinas e Petizes arrancam no mês de Outubro Considerada a grande manifestação da promoção do futebol de base, a AFS volta esta época a promover os Encontros de Traquinas e Petizes, com a primeira ronda de eventos marcada para o mês de Outubro. Para a nova época, a associação, que tem prevista a realização de 18 acções, já conta com a inscrição de 22 clubes (22 equipas) para o escalão de Traquinas e 19 (19

equipas) para os Petizes. De acordo com o dirigente da AFS, Armando Paixão, «o primeiro encontro, em Traquinas, desta época está previsto para o dia 16 de Outubro, sendo o dia 30 a data prevista para o arranque dos Petizes». Recorde-se que na última temporada, estas iniciativas organizadas pela AFS contaram com um total de 910 crianças inscritas.

Dezasseis equipas partem à conquista da Taça maior da Associação A edição 2011/12 da Taça AFS, em futebol sénior, arranca já para o próximo dia 25. Na segunda edição, após interregno desta prestigiada competição, concorrem 10 equipas da

I Divisão e 6 da II dispostas a vencer o troféu festeja pelo Vasco da Gama na pretérita época. O calendário competitivo abre com a fase de grupos - quatro séries de 4 equipas -, que

apresentamos abaixo. Os primeiros classificados de cada grupo seguem para a 2.ª fase, a realizar nos dias 1 de Dezembro (quartos-de-final) e 12 de Feve-

reiro de 2012 (meias-finais). Por essa altura, serão conhecidos os finalistas da Taça AFS, que irão discutir o troféu no dia 25 de Abril, aquando da realização da final da prova.

Série A

Série B

Série c

Série D

15h00 1ª Jornada 25/09/2011 GD Alfarim x Amora FC J.D. Melidense x GD Charneca Caparica 15h00 2 ª Jornada 2/10/2011 Amora FC x J.D. Melidense GD Charneca Caparica x GD Alfarim 15h00 3ª jornada 9/10/2011 GD Charneca Caparica x Amora FC J.D. Melidense x GD Alfarim

15h00 1ª Jornada 25/09/2011 AD Quinta Conde x Almada AC 1.º Maio FC Sarilhense x GDR “Portugal” 15h00 2 ª Jornada 2/10/2011 Almada AC x 1.º Maio FC Sarilhense GDR “Portugal” x AD Quinta Conde 15h00 3ª jornada 9/10/2011 GDR “Portugal” x Almada AC 1.º Maio FC Sarilhense x AD Quinta Conde

15h00 1ª Jornada 25/09/2011 UF C. Indústria x CR “O Grandolense” Paio Pires FC x AC Arrentela 15h00 2 ª Jornada 2/10/2011 CR “O Grandolense” x Paio Pires FC AC Arrentela x UF C. Indústria 15h00 3ª jornada 9/10/2011 AC Arrentela x CR “O Grandolense” Paio Pires FC x UF C. Indústria

15h00 1ª Jornada 25/09/2011 FC Barreirense x Vasco da Gama AC ACRD Est. Stº André x CD Cova Piedade 15h00 2 ª Jornada 2/10/2011 Vasco da Gama AC x ACRD Est. Stº André CD Cova Piedade x FC Barreirense 15h00 3ª jornada 9/10/2011 CD Cova Piedade x Vasco da Gama AC ACRD Est. Stº André x FC Barreirense


futebol II divisão

Notícias AFS > Setembro 2011 1ª Jornada (16/10/2011) 10ª Jornada (08/01/2012) EST. FARALHÃO U. SANTIAGO JUV. MELIDENSE LAGAMEÇAS A. QUINTA CONDE

Estrelas sadinas dão mais brilho ao campeonato sénior

x MONTE CAPARICA x ARRENTELA x CH.ARNECA CAPARICA x ALMADA x EST. ST.º ANDRÉ

2ª Jornada (23/10/2011) 11ª Jornada (15/01/2012) MONTE CAPARICA EST. STº ANDRÉ ARRENTELA CHARNECA CAPARICA ALMADA

A

x x x x x

U. SANTIAGO EST. FARALHÃO JUV. MELIDENSE LAGAMEÇAS A. QUINTA CONDE

3ª Jornada (30/10/2011) 12ª Jornada (22/01/2012) JUV. MELIDENSE U. SANTIAGO LAGAMEÇAS A. QUINTA CONDE EST. ST.º ANDRÉ

x x x x x

MONTE CAPARICA EST. FARALHÃO ARRENTELA CHARNECA CAPARICA ALMADA

4ª Jornada (06/11/2011) 13ª Jornada (29/01/2012) MONTE CAPARICA EST. FARALHÃO U. SANTIAGO ARRENTELA CHARNECA CAPARICA

Fotos: Noticias AFS

equipa do Estrelas do Faralhão Futebol Clube é a grande novidade no campeonato de futebol sénior da II Divisão. Campeões distritais do escalão secundário em 1985/86, o emblema sadino reentra, 15 épocas depois, nas provas oficiais da Associação de Futebol de Setúbal com a ambição de reanimar a prática desportiva, reaproximar a população local ao clube e, com isso, aumentar o reduzido número de associados. Fundado em 1967, o Estrelas do Faralhão é presidido desde há cinco anos por Carlos Cordeiro, dirigente que se mostrou agradado com a iniciativa do sócio Ildefonso Custódio em reunir as condições e apoios suficientes para garantir a inscrição da equipa sénior no campeonato. «Foi uma iniciativa louvável e que muito honra o clube. Apesar das muitas dificuldades com que ele e os demais colaboradores se confrontaram, conseguiu realizar um objectivo que se deve enaltecer». O dirigente não hesita em considerar que este reabrir de portas será igualmente positivo para a freguesia. «Creio que com a participação da nossa equipa no campeonato da AFS, o clube e a localidade saem a ganhar na projecção. Lançada a presença competitiva da equipa, o emblema sadino quer que o trabalho dispensado para essa concretização seja o alicerce para atrair, novamente, a população e os adeptos à vida activa do Estrelas. «Contamos com cerca de 30 sócios que regularizam a quotização, o que é manifestamente pouco. Confiamos que com o ressurgimento dos seniores as pessoas voltem a marcar presença e a acreditar no desenvolvimento desportivo do clube. O que contribuirá para aumentar o número de associados», deseja o presidente do Estrelas, colectividade que além do futebol dinamiza o Tai-Chi e a ginástica, BTT e futsal feminino. Recuperar os escalões de formação é outra vontade de Carlos Cordeiro.

[3]

x x x x x

LAGAMEÇAS JUV. MELIDENSE EST. ST.º ANDRÉ A. QUINTA CONDE ALMADA

5ª Jornada (13/11/2011) 14º Jornada (05/02/2012) A. QUINTA CONDE LAGAMEÇAS JUV. MELIDENSE ALMADA EST. ST.º ANDRÉ

Na freguesia do Faralhão a iniciativa do emblema local deixa antever grande animação domingueira no campo de futebol

Junta de Freguesia enaltece regresso

Em ano de arraque, Ildefonso Custódio deseja ver a equipa realizar uma prova tranquila Plantel prepara-se para vencer Ildefonso Custódio lançou mãos à obra e está cada vez mais perto a estreia oficial da equipa, que sob o comando técnico de Armando Oliveira, competirá na II Distrital, numa prova com dez concorrentes (ver calendário ao lado). O antigo treinador do Alcacerense, que mais recentemente liderou os juniores dos Amarelos, contará com 26 jogadores, todos residentes no concelho de Setúbal, com ambição para discutir os triunfos em todos os jogos.

«Será um ano de arranque e, por isso, a realização de uma prova tranquila será o desafio primeiro, mas a garantia de tudo fazer para honrar o nome do emblema é o que norteará o conjunto sadino», confessou Custódio, responsável pelo departamento do futebol. A preparação da equipa na pré-época tem corrido com grande entusiasmo. Depois da selecção do plantel, os jogadores do Estrelas já anseiam pelo dia da renovada estreia para mostrar qualidade e fazer brilhar mais alto o emblema do clube.

No seio da Junta de Freguesia do Sado, residem cerca de 6000 mil pessoas. O presidente da autarquia, Manuel Véstias dos Santos, mostra-se satisfeito com o reabrir de portas do futebol sénior no clube local, facto que considera motivador para ajudar ao desenvolvimento da freguesia. «É um orgulho para nossa freguesia voltar a ter futebol sénior. O clube tem vindo a trabalhar no sentido de promover esta realidade e há que saudar a sua concretização», começou por destacar o edil sadino. Com o futebol o dinamismo do comércio local poderá abrir renovados sorrisos, ao mesmo tempo que os jovens ganham incentivos à prática desportiva. «Acredito que abrir-se-ão novas oportunidades para reanimar o nosso comércio e envolver a população». «Acima de tudo, a freguesia sairá a ganhar», enaltece o presidente da junta. Quanto ao futuro da equipa de futebol, Manuel dos Santos deseja «os maiores êxitos» em nome de um clube que continua a ser uma referência.

x x x x x

MONTE CAPARICA EST. FARALHÃO U. SANTIAGO ARRENTELA CHARNECA CAPARICA

6ª Jornada (20/11/2011) 15ª Jornada (19/02/2012) MONTE CAPARICA EST. FARALHÃO U. SANTIAGO JUV. MELIDENSE ARRENTELA

x x x x x

ALMADA A. QUINTA CONDE LAGAMEÇAS EST. ST.º ANDRÉ CHARNECA CAPARICA

7ª Jornada (27/11/2011) 16ª Jornada (26/02/2012) CHARNECA CAPARICA ALMADA A. QUINTA CONDE LAGAMEÇAS EST. ST.º ANDRÉ

x x x x x

MONTE CAPARICA EST. FARALHÃO U. SANTIAGO JUV. MELIDENSE ARRENTELA

8ª Jornada (04/12/2011) 17ª Jornada (04/03/2012) MONTE CAPARICA EST. FARALHÃO U. SANTIAGO JUV. MELIDENSE LAGAMEÇAS

x x x x x

ARRENTELA CHARNECA CAPARICA ALMADA A. QUINTA CONDE EST. ST.º ANDRÉ

9ª Jornada (11/12/2011) 18ª Jornada (11/03/2012) EST. ST.º ANDRÉ ARRENTELA CHARNECA CAPARICA ALMADA A. QUINTA CONDE

x x x x x

MONTE CAPARICA EST. FARALHÃO U. SANTIAGO JUV. MELIDENSE LAGAMEÇAS

Título promete discussão acesa no futebol da primeira divisão Os dados estão lançados. O campeonato maior do futebol sénior distrital começa já no dia 16, com as equipas preparadas para discutir nas 30 jornadas da competição a única

vaga de acesso nacional. Depois do Olímpico do Montijo ter festejado o título na última temporada, a pergunta que, no limite, terá resposta no dia 3 de Junho de 2012 é: quem será o

novo campeão distrital? À partida para a época 2011/2012, a novidade no seio dos concorrentes é a equipa do Luso FC. O emblema barreirense, que havia

registado o 3.º lugar da classificação final do Campeonato da II Divisão Distrital, surge no lote dos primodivisionários na sequência da desistência confirmada pelo CF Trafaria.

Situação que abriu portas, de acordo com os regulamentos da Associação a endereçar o convite à equipa que se havia classificado na posição imediatamente a seguir às duas

1º Jornada (16/10/2011) 16º Jornada (18/02/2012)

4º Jornada (06/11/2011) 19º Jornada (11/03/2012)

7º Jornada (27/11/2011) 22º Jornada (01/04/2012)

10º Jornada (18/12/2011) 25º Jornada (29/04/2012)

13º Jornada (22/01/2012) 28º Jornada (20/05/2012)

PALMELENSE BARREIRENSE COVA DA PIEDADE AMORA ALCACERENSE VASCO GAMA 1.MAIO SARILHENSE ZAMBUJALENSE

x M. ROSARENSE x C. INDÚSTRIA x GRANDOLENSE x PAIO PIRES x BEIRA MAR ALMADA x LUSO x ALFARIM x G.D. “PORTUGAL”

2º Jornada (23/10/2011) 17º Jornada (26/02/2012) M. ROSARENSE C. INDÚSTRIA GRANDOLENSE PAIO PIRES FUT. C. BEIRA MAR ALMADA FUTEBOL CLUBE ALFARIM G.D.. “PORTUGAL”

x ZAMBUJALENSE x PALMELENSE x BARREIRENSE x COVA DA PIEDADE x AMORA x ALCACERENSE x VASCO GAMA x 1.MAIO SARILHENSE

3º Jornada (30/10/2011) 18º Jornada (04/03/2012) M. ROSARENSE PALMELENSE BARREIRENSE CD COVA PIEDADE AMORA ALCACERENSE VASCO GAMA ZAMBUJALENSE

x C. INDÚSTRIA x GRANDOLENSE x PAIO PIRES x BEIRA MAR ALMADA x LUSO x ALFARIM x G.D.“PORTUGAL” x 1.MAIO SARILHENSE

C. INDÙSTRIA GRANDOLENSE PAIO PIRES BEIRA MAR ALMADA LUSO ALFARIM G.D. “PORTUGAL” 1.MAIO SARILHENSE

x x x x x x x x

ZAMBUJALENSE M. ROSARENSE PALMELENSE BARREIRENSE COVA DA PIEDADE AMORA ALCACERENSE VASCO GAMA

5º Jornada (13/11/2011) 20º Jornada (18/03/2012) C. INDÚSTRIA M. ROSARENSE PALMELENSE BARREIRENSE COVA DA PIEDADE AMORA ALCACERENSE ZAMBUJALENSE

x GRANDOLENSE x PAIO PIRES x BEIRA MAR ALMADA x LUSO x ALFARIM x G.D. “PORTUGAL” x 1.MAIO SARILHENSE x VASCO GAMA

6º Jornada (20/11/2011) 21º Jornada (25/03/2012) GRANDOLENSE” PAIO PIRES BEIRA MAR ALMADA LUSO ALFARIM G.D.“PORTUGAL” 1.MAIO SARILHENSE VASCO GAMA

x ZAMBUJALENSE x C. INDÚSTRIA x M. ROSARENSE x PALMELENSE x BARREIRENSE x COVA DA PIEDADE x AMORA x ALCACERENSE

GRANDOLENSE C. INDÚSTRIA M. ROSARENSE PALMELENSE BARREIRENSE COVA DA PIEDADE AMORA ZAMBUJALENSE

x PAIO PIRES x BEIRA MAR ALMADA x LUSO x ALFARIM x G.D.“PORTUGAL” x 1.MAIO SARILHENSE x VASCO GAMA x ALCACERENSE

8º Jornada (04/12/2011) 23º Jornada (15/04/2012) PAIO PIRES BEIRA MAR ALMADA LUSO ALFARIM G.D.“PORTUGAL” 1.MAIO SARILHENSE VASCO GAMA ALCACERENSE

x ZAMBUJALENSE x GRANDOLENSE x C. INDÚSTRIA x M. ROSARENSE x PALMELENSE x BARREIRENSE x COVA DA PIEDADE x AMORA

9º Jornada (11/12/2011) 24º Jornada (22/04/2012) PAIO PIRES GRANDOLENSE C. INDÚSTRIA M. ROSARENSE PALMELENSE BARREIRENSE COVA DA PIEDADE ZAMBUJALENSE

x BEIRA MAR ALMADA x LUSO x ALFARIM x G.D.“PORTUGAL” x 1.MAIO SARILHENSE x VASCO GAMA x ALCACERENSE x AMORA

BEIRA MAR ALMADA LUSO ALFARIM G.D. “PORTUGAL” 1.MAIO SARILHENSE VASCO GAMA ALCACERENSE AMORA

x ZAMBUJALENSE x PAIO PIRES x GRANDOLENSE x C. INDÚSTRIA x M. ROSARENSE x PALMELENSE x BARREIRENSE x COVA DA PIEDADE

11º Jornada (08/01/2012) 26º Jornada (06/05/2012) BEIRA MAR ALMADA PAIO PIRES GRANDOLENSE C. INDÚSTRIA M. ROSARENSE PALMELENSE BARREIRENSE ZAMBUJALENSE

x LUSO x ALFARIM x G.D.“PORTUGAL” x 1.MAIO SARILHENSE x VASCO GAMA x ALCACERENSE x AMORA x COVA DA PIEDADE

12º Jornada (15/01/2012) 27º Jornada (13/05/2012) LUSO ALFARIM G.D.“PORTUGAL” 1.MAIO SARILHENSE VASCO GAMA ALCACERENSE AMORA COVA DA PIEDADE

x ZAMBUJALENSE x BEIRA MAR ALMADA x PAIO PIRES x GRANDOLENSE x C. INDÚSTRIA x M. ROSARENSE x PALMELENSE x BARREIRENSE

LUSO BEIRA MAR ALMADA PAIO PIRES GRANDOLENSE C. INDÚSTRIA M: ROSARENSE PALMELENSE ZAMBUJALENSE

x ALFARIM x G.D.“PORTUGAL” x 1.MAIO SARILHENSE x VASCO GAMA x ALCACERENSE x AMORA x COVA DA PIEDADE x BARREIRENSE

14º Jornada (29/01/2012) 29º Jornada (27/05/2012) ZAMBUJALENSE x ALFARIM G.D. “PORTUGAL” x LUSO 1.MAIO SARILHENSE x BEIRA MAR ALMADA VASCO GAMA x PAIO PIRES ALCACERENSE x GRANDOLENSE AMORA x C. INDÚSTRIA COVA DA PIEDADE x M. ROSARENSE BARREIRENSE x PALMELENSE

15º Jornada (05/02/2012) 30º Jornada (03/06/2012) ALFARIM LUSO BEIRA MAR ALMADA PAIO PIRES GRANDOLENSE C. INDÚSTRIA M. ROSARENSE PALMELENSE

x G.D. “PORTUGAL” x 1.MAIO SARILHENSE x VASCO GAMA x ALCACERENSE x AMORA x COVA DA PIEDADE x BARREIRENSE x ZAMBUJALENSE

vagas promocionais. Desta forma, e cinco anos depois de ter apresentado a equipa na I distrital pela última vez, o Luso regressa ao patamar superior com renovadas ambições competitivas. «Não podíamos rejeitar esta oportunidade. Apesar das muitas limitações, a nossa ambição tem passado por regressar à I divisão», comentou o presidente da direcção do Luso, Leopoldino Machado. Refira-se que a equipa do Luso vai utilizar o novo campo do FC Barreirense, na Verderena, para aí realizar os jogos na condição de visitado. Igualmente, entre os concorrentes na I divisão estão as equipas do Paio Pires FC e AC Alcacerense, campeão e segundo classificado, respectivamente, do campeonato da II divisão na preteria temporada. Dois emblemas com tradição no futebol regional e que deixam antever complicações redobradas para os demais oponentes.


NotĂ­cias AFS > Setembro 2011 Pub.


Sábado | 10.Set.2011

11

www.semmaisjornal.com

+ Desporto

Grândola serve de palco à Taça de Portugal de Petanca

S

DR

ão mais de meio milhar os praticante de petanca que este domingo, em Grândola, disputam a Taça de Portugal desta modalidade. Em representação de cerca de uma centena de clubes sedeados em vários pontos do país, a competição vai decorrer no Parque de Feiras e Exposições da Vila Morena, localidade que acolhe pela terceira o evento e que tem tradição na prática deste desporto popular. A jornada competitiva começa às 8h00, com jogos reservados às classes Triplete masculino e Doublete feminino. A Taça de Portugal de Petanca é organizada pela Federação Nacional de Petanca com a colaboração da Associação de Reencontro dos Emigrantes, e apoio da Câmara Municipal de Grândola.

Desporto oriundo de França a petanca ganhou raízes em Portugal

O que é a petanca? A petanca é um jogo de origem francesa, criado no

princípio do século XX. O seu nome deriva da expressão “pieds tanqués”, que significa pés juntos. Jogada em todo o Sul da

Europa, a petanca foi trazida para Portugal na década de 80 pelos emigrantes, e é no Algarve, onde a prática é comum e bastante conhecida, que tem maior aceitação. Mais do que apenas um jogo, é já considerada um desporto, e existem federações nacionais que regulamentam a sua prática. O jogo é dinamizado em equipas de número variável de jogadores – triplas (3x3, com 2 bolas cada um) e duplas (2x2, com 3 bolas cada um) – ou individualmente (1x1, com 3 bolas cada um). O jogo consiste no lançamento de uma série de bolas metálicas, com o objectivo de ficar o mais próximo possível de uma pequena bola de madeira (cochonette), lançada previamente por um jogador.

Futebol do distrito joga na prova rainha

Atletismo na Moita para mais de 600

A região tem cinco representante na II eliminatória da Taça de Portugal, que se joga este domingo, às 16 horas. Os pinhalnovenses (II divisão), isentos na 1ª ronda, jogam na Madeira, frente ao Pontassolense (III). Igual-

Este sábado, a partir das 17h00, corre-se a edição 2011 dos 8 Quilómetros Ribeirinhos da Moita. O evento, promovido pela autarquia local no âmbito do AtletisMoita -Torneio das Colectividades do Município

mente a actuar fora de portas, o Alcochetense, enfrenta o Penalva do Castelo (III C), em Viseu. Ao invés, o Sesimbra recebe o Gondomar (II), o Fabril o Fafe (II), e os Pescadores o Ribeira Brava (II).

da Moita em Atletismo – deverá contar com cerca de seis centenas de participantes de ambos os sexos desde o escalão de benjamins a veteranos. A corrida tem a partida e chegada junto à Câmara Municipal.

A constante mensagem dos ‘clips’ David Sequerra Grandes ou pequenos, metálicos ou de plástico multicolor, às vezes triangulares constituem uma verdadeira instituição dos tempos modernos – os ‘clips’. Polvilham secretárias, enchem bolsos ou portamoedas, solucionam casos de botões caídos, reúnem papelada diversa, ordenadamente, podem ser recurso de palitar dentes ou servir de mini-ferramentas de ocasião. Os nossos amigos ‘clips’ que, para mim, integram uma constante mensagem ligada a Setúbal. Eu explico. Foi há muitos, muitos anos, no final do Verão de 1965. Atravessando uma fase brilhante do seu vasto historial, o Vitória de Setúbal foi jogar à Noruega, para a então denominda Taça UEFA. O jogo realizou-se na pequena e tão pitoresca cidade de Fredrikstadt, bem ao Sul, paredes meias com a Suécia, na zona turística dos fiordes. Foi fácil para os intentos do Vitória e bastante agradável para a escassa dúzia de acompanhantes da comitiva vitoriana, jornalistas inclusive, como era o meu caso. Na manhã do jogo, cumprindo uma espécie de praxe nestas andanças, os dirigentes do clube local organizaram uma visita à pequena cidade acessível a quem estivesse disponível das exigências competitivas daquela tarde.

E lá fomos nós, percorrendo a pé o centro de Fredrikstadt, com muito pouco que ver – diga-se em abono da verdade. Eis então quando, numa repousante praceta, fomos solicitados a parar e a ouvir a explicação da artística estátua de circunspecto sujeito de seu nome Johan Vaaler. Quem era? Nem mais nem menos que o cidadão nascido naquela cidade que em 1899, num rasgo de imaginação, inventara o ‘clips’. Recordo que a maioria do grupo não resistiu ao impulso de um recatado sorriso, pondo em dúvida a razão de ser daquela estátua. Todavia, o cicerone de serviço, compenetrado e sisudo, fez questão de acentuar que até ao final do suculento século XIX ninguém tinha tido tal ideia, de imensa adopção mundial. Um cidadão importante de Fredrikstadt! Pelo exposto, perceberse-á como me recordo do Vitória de Setúbal sempre que utilizo um ‘clips’. A “culpa” é de Johan Vaaler, cidadão norueguês exemplarmente imaginativo que me foi dado a conhecer naquela visita guiada de há quase 46 anos. Uma lembrança pitoresca e agradável, directamente relacionada com as proezas europeias do Vitória de Setúbal.

Diversos

Emprego

Classificados

2vezes

Contacte Telf:265 538 810

Diversos

texto do anúncio

Imobiliário

GRÁTIS

Urgênci

5 euros 6 euros 7 euros 8 euros 9 euros

nome morada telefone cÓdigo postal quantia (euro) CHEQUE N.º VALE POSTAL N.º n.º contribuinte Indique a secção onde pretende ver publicado o seu anúncio IMOBILIÁRIO

EMPREGO

AUTO

DIVERSOS

COMO ANUNCIAR: Escrever o anúncio em maiúsculas no cupão quadriculado. Cada letra deve ocupar um só quadrado. Deixar um espaço livre entre cada palavra.O cupão quadriculado deverá ser recortado e enviado em carta, ou entregue pessoalmente, com os respectivos valores, iniciando-se a publicação imediatamente a seguir à sua recepção.

aSetúbal – Vendo T2 totalmente remodelado, como novo. Na Pr. Olga Morais Sarmento. Trata o Próprio Tlm 910489230 aCede-se café Próximo Loja cidadão em Setúbal. Tel. 265522964 aAlugo apartamento c/s mobília Centro Montijo Renda combinar Tlm.962776069

aRestaurante O Central De Rui Pinto Rua Padre José Estevens, nº1 Pinhal Novo aRestaurante Chinês Lianhua Rua Almirante dos Reis, nº66 Montijo aChurrasqueira Pronto a Comer Rua Ferreira de Castro, nº180 Pinhal Novo

aProcuro casa mobilada Zona Montijo renda 200€ 1 ass. Tlm: 962207144

aDocumentação Auto tratamos tudo c/IMTT C.C. Parques, Lj. 6 – Montijo. Tlm.918305662

aAlugo quarto a pessoa só Com ou sem cozinha Tlm. 916160630

aLoja Chinesa roupas e diversos Rua Joaquim Almeida, Nº8 Montijo Próx.PSP aPast. Café Restaurante cede cotas. Cotovia Sesimbra. Trabalha bem 916084678

aPrecisa-se manicure que saiba fazer unhas de gel. No Montijo 964719694


12

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

+ Região [ almada ]

[ seixal ]

Almada inicia o ano lectivo 2011/2012 com a inauguração, esta semana, de quatro novos jardins-deinfância, com capacidade para 320 crianças, em quatro escolas do Ensino Básico do concelho. 1,6 milhões de euros é o montante dispendido pelo município para a criação destes espaços educativos. As treze novas salas de aula do ensino pré-escolar da rede pública dão resposta às necessidades de mais de três centenas de famílias. Localizados nas freguesias de Cacilhas, Feijó e Laranjeiro, estes novos equipamentos possuem, além das salas de actividades, salas polivalentes, salas de educadores e de arrumos.

À excepção do Jardimde-Infância (JI) da Escola Básica Cataventos da Paz, em Cacilhas, que possui quatro salas, cada um dos restantes conta com três salas. Segundo fonte da autarquia, a intenção é que, no presente ano lectivo, em Almada se atinja os 82 por cento de cobertura da rede pública e solidária ao nível da oferta do pré-escolar, contra os 50 por cento verificados, por exemplo, no ano lectivo de 2007/2008. As inaugurações dos quatro novos jardins-deinfância inserem-se no programa da Recepção à Comunidade Educativa que decorre por todo o concelho até Dezembro.

As obras de construção do museu da música filarmónica de Almada arrancaram terça-feira, dia 6. A intervenção implica algumas alterações no acesso ao centro histórico de Almada. Este projecto museológico vai ocupar a antiga casa do maestro Leonel Duarte Ferreira, localizada na Rua Capitão Leitão, principal eixo viário do coração almadense. Esta figura é considerada o expoente máximo da vida musical almadense da primeira metade do século XX. O imóvel foi adquirido pelo município, com o objectivo de preservar a tradição das bandas filarmónicas, «muito presente» no concelho, realça fonte autárquica. Os trabalhos de construção deste museu implicam no

DR

Obras do novo Museu da música filarmónica já arrancaram

Local do futuro museu

encerramento de um troço da Rua da Judiaria a todo o tráfego rodoviário e pedonal, excepto aos moradores do prédio contíguo à obra, que podem aceder por via pedonal às suas habitações. O acesso rodoviário à zona norte de Almada velha é assegurado pela Rua Augusto Maria da Silveira, junto ao Largo José Alaíz, sendo que o trânsito na Rua Capitão Leitão mantém-se sem alterações.

Partilhar a dor e vencer o vício são os objectivos do grupo

toda a população, decorre um encontro em que se prestam informações rela-

tivas à associação, o seu método de recuperação e informação sobre as

reuniões que realizam semanalmente no concelho. No Seixal, a associação realiza três reuniões semanais, no Centro de Assistência Paroquial de Amora, à quarta-feira, pelas 20h30, à sexta-feira, pelas 21h00 e domingo às 19h30. A iniciativa é organizada pelos Narcóticos Anónimos da Área Sul e conta com o apoio da Câmara do Seixal. Recorde-se que o programa de recuperação dos NA assenta no Programa dos Doze Passos – Modelo Minnesota, que contempla a realização de reuniões de auto ajuda, que permitem a tomada de consciência do problema, a busca de ajuda e a reabilitação.

Novo lar de idosos e cresce abrem hoje portas A partir de hoje, o concelho conta com mais um equipamento social para idosos e mais pequenos. Trata-se do Lar de Idosos e Creche do Seixal, cuja abertura oficial ocorre esta

manhã, numa cerimónia com direito a fanfarra, bandas de música e porto de honra. A partir das três da tarde, o Lar e Creche do Seixal estará aberto para receber os sócios, amigos e população,

que desejarem conhecer as novas instalações. O empreendimento social, que começou a ser projectado há 17 anos atrás, tem cerca de 3.800 m2 e irá apoiar 52 clientes

em Lar de idosos, 33 crianças em creche, 40 clientes em Centro de Dia e 80 clientes em SAD, permitindo o alargamento de serviços à população mais carenciada.

[ sesimbra ]

Finisterra quer levar belezas de Sesimbra à rota do cinema internacional

Banco voluntário avança este ano

O Arrábida Film Art & Tourism Festival, ontem apresentado oficialmente, quer pôr Sesimbra na rota da sétima arte e sensibilizar o público para a urgência da preservação da Arrábida e do Cabo Espichel. Diz o fotógrafo Carlos Sargedas, co-organizador da iniciativa, que a organização do festival «surgiu na sequência das comemorações dos 600 anos do Cabo Espichel, no ano passado, e vai ao encontro do nosso interesse em afirmar as potencialidades desta região em termos turísticos, apostando na defesa do património, na valorização da cultura e na preservação do espaço». Até dia 11, a primeira edição da Mostra de filmes turísticos de Sesimbra, vai dar a conhecer filmes turísticos de todo o mundo. Um “ensaio” para a primeira edição do Finisterra, Festival

No ano em que se assinala o Ano Europeu do Voluntariado, a Câ­­­­­­­­­­­­­mara Municipal de Sesimbra decidiu implementar o Banco Local de Voluntariado. Segundo a autarquia de Augusto Pólvora, a ideia é criar um espaço que pretende ser «um espaço de encontro entre as entidades do concelho que promovem actividades abertas ao voluntariado e aqueles que dedicam parte do seu tempo a ajudar os outros sem pedir nada em troca»

Sétima arte promete catapultar Sesimbra para o mundo

de Filmes Turísticos de Sesimbra, em 2012. O Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra, é o palco para esta primeira mostra, que levará à vila turística e piscatória filmes premiados no Art & Tur, em Barcelos, e no festival austríaco CIFFT, também de

filmes turísticos. Além de várias dezenas de filmes, sobre destinos turísticos portugueses e de outros países, a Mostra inclui várias exposições e uma conferência sobre O cinema no Cabo Espichel e o Turismo, no domingo, 11 de Setembro, às 16h30.

Semmais

Quatro novos jardins-de-infância

DR

A rede escolar em Almada ficou mais rica com novos espaços

A primeira convenção de Narcóticos Anónimos (NA) da Área Sul está prevista para este fim-de-semana, na Sociedade Filarmónica União Arrentelense. Os NA são uma associação sem fins lucrativos, designada por irmandade de homens e mulheres, que têm em comum a dependência de drogas. Com esta iniciativa, o grupo pretende «promover o encontro entre os seus associados, a partilha de experiências, fortalecer laços e a celebração da abstinência». Paralelamente, e destinado a técnicos que desenvolvem actividade profissional na área da saúde e na área social, bem como para

Joaquim Torres

DR

Narcóticos Anónimos em convenção

Pólvora promove entreajuda


Sábado | 10.Set.2011

13

www.semmaisjornal.com

[ MOITA ]

O primeiro piso do Edifício Muni­ cipal do Vale da Amoreira está, desde, segunda-feira, na posse do CRIVA – Centro de Centro de Reformados e Idosos do Vale da Amoreira, para a realização de actividades de tempos livres. A entrega das chaves foi feita pelo

presidente da autarquia, na sequência de um protocolo firmado com a asso­ ciação de reformados e idosos, no sentido de oferecer aos mais velhos as condições necessárias à realização de actividades que visem o combate à solidão e a entreajuda.

O novo espaço cedido pela autar­ quia ao CRIVA, em contrato de como­ dato, foi recentemente objecto de obras de adaptação, levadas a cabo pelo muni­ cípio, para assegurar as condições necessárias ao funcionamento do Centro de Actividades e Tempos Livres.

Câmara requalifica espaços municipais Praceta dos Lírios, na Praceta dos Goivos e na zona da Rua Adriano Correia de Oliveira, na freguesia de Vale da Amoreira. Segundo adianta a autarquia, o objectivo desta intervenção é «melhorar o ambiente

urbano», através da criação de estaciona­ mento na Rua Adriano Correia de Oliveira, bem como da renovação do mobiliário urbano e iluminação pública e da requalificação da circu­ lação pedonal e das áreas verdes.

Tendo em conta que se trata de obras em espaços utilizados pelos munícipes, a autarquia de João Lobo apela «à melhor compreensão» dos moradores, «no sentido de não estacio­ narem nas zonas onde decorrem os trabalhos».

Semmais

No âmbito da Par­­ ceria para a Regeneração Urbana de Bairros Crí­­ ticos “Vale Construir o Futuro”, ar­­­rancam este mês as obras de requa­ lificação e reordena­ mento de espaços públicos. As obras incidem na

A Associação de Imigrantes Guineenses e Amigos a Sul do Tejo recebeu, quarta-feira, uma visita de trabalho da secre­ tária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igual­ dade, Teresa Morais. Este encontro visa o desenvolvimento de uma parceria para o combate às formas de violência de género na freguesia do Vale da Amoreira e concelho da Moita. O encontro, que decorreu da agenda da Associação de

Imigrantes Guineenses e Amigos a Sul do Tejo, na área dos Direitos Humanos e Igualdade de Género, a orga­ nização recebeu ontem, dia 6 de Setembro, teve, também, por objectivo, dar a conhecer as instalações da AIGAST e o trabalho que a associação tem vindo a desenvolver, no concelho, bem como deli­ near algumas propostas de trabalho futuro entre a Secretaria de Estado e a Associação de Imigrantes Guineenses e Amigos a Sul do Tejo.

Espectáculo quer estimular criatividade dos bebés Túu Túu! É o nome do espectáculo de manipu­ lação de objectos e música que integra o Projecto Municipal “De Pequenino…”, marcado para o dia 10, das três às quatro e meia da tarde, no Moinho de Maré, em Alhos Vedros. Um pano que dança, música que voa no campo, borboletas e um flautista num dia de Primavera, tudo sons do quotidiano que despertam os sentidos aos mais pequenos. O objectivo da iniciativa é aliar manipulação de objectos e música, no sentido de ampliar a criatividade e

DR

DR

Reformados do Vale da Amoreira ganham novo espaço

Associação luta contra violência de género

despertar as capacidades auditivas e visuais. A proposta é lançada pelo grupo Agora Teatro, desti­ nada a bebés e crianças até aos 36 meses.

O ponto de situação relativamente à Operação de Valorização da Zona Ribeirinha – Da Caldeira da Moita à Praia do Rosário será feito publicamente na próxima quarta-feira pela autarquia. Este programa, cujos trabalhos deverão estar terminados até ao final do ano, surgiu no âmbito de uma candidatura do muni­ cípio da Moita ao Programa Operacional de

Joaquim Torres

Projecto de Valorização Ribeirinha vai a balanço esta quarta-feira

Dar uma nova cara à marginal e requalificar toda a beira-Tejo foi o grande objectivo das obras feitas pela autarquia

Lisboa/Quadro de Refe­ rência Estratégica

Nacional, com despesas repartidas pela autarquia,

pelo FEDER e pelos dife­ rentes parceiros públicos

e privados envolvidos. A recuperação do varino

municipal “O Boa Viagem”, a demolição parcial do dique, a dragagem da Caldeira, a construção do açude galgável, a construção da via pedonal e ciclável que liga a Moita ao Rosário, a instalação do cais flutuante no Gaio, a preser­ vação das marinhas “A Pequena” e a “Freira” são algumas das intervenções integradas nesta Operação de Valorização da Zona Ribei­ rinha – Da Caldeira da Moita à Praia do Rosário.


14

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

Especial Moita

Festas com tradição de 9 a 18 de Setembro

Setembro é sempre sinónimo de festa rija no concelho da Moita. A Festa em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem é um grande motivo de orgulho para as gentes da Moita que engalanam a sua casa, a sua rua, dando outro colorido e vivacidade à sua terra para receber com um sorriso e de braços abertos os seus amigos e acolher os milhares de visitantes que ocorrem à festa do município. Com um programa diversificado, em que destacamos a Procissão, o Cais Vivo, a Tarde do Fogareiro e a Tauromaquia, com a realização das entradas e largadas de toiros, bem como da maior e mais importante feira taurina do país, a Festa da Moita representa ainda um importante impulso para a dinamização do comércio local. Sugerimos que se deixem levar pelo espírito afável deste povo, numa festa que é feita de encontros e reencontros, e que aproveitem para retemperar energias nos 10 dias em que decorrem as festas. Esperamos por todos!

O Presidente da Câmara João Manuel de Jesus Lobo

Foi em ambiente de festa, com muita música e até uma brincadeira taurina que a Câmara Municipal da Moita e a Comissão Coordenadora das Festas do Município da Moita apresentaram publicamente, no dia 27 de Agosto, o programa das Festas em Honra de Nossa Sr.ª da Boa Viagem, na Moita, que irão decorrer entre 9 e 18 de Setembro. Com grande projecção regional e nacional, as Festas em Honra de Nossa Sr.ª da Boa Viagem mantêm, uma vez mais, as tradições das gentes da Moita, apostando nas suas principais vertentes: tauromaquia, religião e rio. Do programa, destacamos, na vertente da tauromaquia popular, as largadas de toiros, na Avenida Dr. Teófilo Braga, antecedidas das entradas a pé, nos dias 9 e 16, a partir da 1:00h, e de 13 a 18, às 10:00h. De segunda a sexta-feira, a Praça de Toiros Daniel do Nascimento vai ser palco para grandiosas corridas de touros, marcadas para as 22:00h, com excepção da Corrida do Dia do Município, no feriado municipal, terça-feira, dia 13, que tem início previsto para as 18:00h. Ainda na vertente popular, o destaque vai também para a Tarde do Fogareiro, na sexta-feira, dia 16, a partir das 13:00h. Considerado por muitos o momento alto das Festas da Moita, a Tarde do Fogareiro junta milhares de pessoas na Avenida Dr. Teófilo Braga, em torno dos “comes e bebes” e de muita animação pela tarde fora que, este ano, vai ser enriquecida

Fotos: DR

Sejam bem-vindos às Festas da Moita

A Feira comercial e industrial é uma das mais importantes vertentes das festas tradicionais moitenses

O prestígio e a fama da festa rija prometem galvanizar milhares de visitantes.

pelo Grupo de Bombos de Stº Estevão, pelos “Amigos da Borga”, de Regadas – Fafe, pela Charanga Musical Huga Huga do Rosário e pela Charanga do Cavalinho. A tradicional Regata de Barcos Típicos do Tejo em Honra de Nossa Sr.ª da Boa Viagem e a Noite do

Fragateiro estão marcadas para o dia 10, às 14:00h e às 00:30h, respectivamente. Ainda das actividades ligadas ao rio, realçamos o Concurso de Barcos Melhor Engalanados, no dia 11, às 12:00h, no Cais da Moita, e a Tarde do Rio – IX Cais Vivo, com desfile de embarcações típicas do Tejo e convite à população e visitantes para passeios de barco, no dia 14, a partir das 16:00h, no Cais da Moita. A vertente religiosa tem o seu apogeu, no primeiro domingo da festa, dia 11 de Setembro, com a solene Procissão em Honra de Nossa Sr.ª da Boa Viagem que irá sair da igreja pelas 17:00h, percorrendo as principais ruas da vila da

Moita, acompanhada pela Charanga a Cavalo da Guarda Nacional Republicana, pela Fanfarra dos Bombeiros Voluntários da Moita, Banda da Sociedade Filarmónica “Fim de Século” de Barrancos, pela Banda Musical da Azaruja e pela Banda Musical do Rosário. Tony Carreira, Quim Barreiros, Expensive Soul, Noidz e Carminho são alguns dos protagonistas musicais que irão passar pelo palco principal, na Marginal. Muitas outras iniciativas completam os 10 dias das Festas da Moita. O programa completo pode ser consultado no sítio de Internet da Câmara Municipal da Moita, em www.cm-moita.pt.


Sábado | 10.Set.2011

15

www.semmaisjornal.com

Publireportagem

Liberty Seguros investe no distrito de Setúbal Prestígio, fiabilidade e segurança são algumas das palavras-chave do trabalho que a Liberty Seguros tem vindo a desenvolver na região. Numa altura em que a empresa aposta numa expansão pelo distrito, Carlos Pacheco, gerente do Espaço Liberty Seguros Almada, garante mais inovação em prol do conforto dos clientes.

SMJ - Que produtos oferece e que estratégia adoptou face ao mercado? CP - A nossa atenção está focada essencialmente nos particulares e PME, sendo de realçar os excelentes produtos que temos neste tipo de negócios nomeadamente Multi-riscos Lar, Comércio e indústria e produtos inovadores em Acidentes Pessoais, sendo particularmente competitivos em Acidentes de Tra-

Fotos: DR

Semmais - A actividade da Liberty Seguros abrange todo o distrito de Setúbal? Carlos Pacheco - A Liberty tem um espaço próprio, em Almada, que abrange toda a zona da península de Setúbal e que compreende os concelhos de Almada, Seixal, Barreiro, Moita, Montijo, Alcochete, Palmela, Setúbal e Sesimbra. Tem um total de seis colaboradores, que prestam assistência aos nossos parceiros de negócio acompanhando-os na divulgação, desenvolvimento e resolução de problemas.

inova na Moita

A unidade modelar em Alhos Vedros apresenta um conjunto de serviços completos e inovadores

balho para o mercado alvo a que nos direccionamos. SMJ – A Liberty aposta numa política da marca para fidelização dos clientes? CP - No ramo Automóvel seleccionamos os riscos cuidadosamente e fazemos uma gestão adequada permitindo-nos um crescimento com rentabilidade. Procuramos sempre resolver os problemas e ir de encontro às pretensões dos nossos clientes e agentes dentro dos parâmetros que regem a nossa política de subscrição e os nossos valores sem esquecer uma parte importantíssima de qualquer negócio que é a sua rentabilidade. A fidelização dos nossos clientes é uma preocupação constante que nos acompanha permanentemente num mercado nem sempre correcto e onde a falta de ética é por vezes utilizada não dando a melhor imagem duma actividade que

José Medina (Dekra), Carlos Pacheco (Espaço Liberty Seguros Almada), José António de Sousa (CEO Liberty Seguros), Luís Cardoso (Dir. Sinistros e Serviços ao Cliente da Liberty Seguros), Domingos Vieira (DCN Automóveis), Cláudia Vieira (DCN Automóveis), Nádia Vieira (DCN Automóveis)

se quer transparente. Os nossos parceiros de negócio têm um papel fundamental na relação, divulgação e aconselhamento dos seus/nossos clientes propondo-lhes os produtos adequados ao seu perfil e exigência, de

forma a que tenham todos os seguros centralizados na Liberty. O nosso canal de distribuição são os nossos agentes sendo os clientes particulares o nosso mercado a atingir no ramo não vida e vida risco.

O Centro Liberty Auto Drive In abriu portas no concelho da Moita, no dia 27 de Julho. Tratase do décimo espaço CLA implementado pela Liberty Seguros, que está instalado na Rua Sebastião Alves Dias, em Alhos Vedros. O Centro Liberty Auto da Liberty Seguros é um espaço de prestação de serviços destinado a dar apoio aos clientes da seguradora envolvidos em acidentes de viação. De acordo com a administração da empresa, trata-se de um conceito inovador desenvolvido pela Liberty, que permite aos clientes efectuar a participação de um sinistro e, de imediato, realizar a peritagem sem necessidade de marcação prévia. Se a peritagem for a título definitivo, o cliente tem a possibilidade de deixar logo o seu veículo a reparar e sair do CLA Drive-in com um veículo de substituição pelo período da reparação. Este CLA Drive-in resulta de uma parceria com a DCN Automóveis, Lda, liderada por Domingos Vieira, entidade com quem a seguradora tem vindo a trabalhar ao longo dos últimos anos. O CLA Drive e é responsável pela realização de serviços como a recepção e tratamento da participação, realização da peritagem, reparação do veículo e cedência do veículo de substituição. De acordo com a Liberty, o serviço é efectuado de forma remota pelos serviços da seguradora e permite reduzir os processos burocráticos, acelerando a resolução do sinistro. «Em pouco mais de trinta minutos, o sinistro automóvel é processado e, se a peritagem for a título definitivo, o cliente poderá contar com a cedência de um veículo de substituição pelo período de reparação, independentemente do tipo de cobertura».

Clientes da margem sul ganham serviços de qualidade Luís Cardoso, director de Sinistros e Serviços ao Cliente considera que a abertura das instalações na DCN, em Alhos Vedros, representa passo importante no serviço aos Clientes da Margem Sul. «Ainda não tínhamos aberto nenhum Centro Liberty Auto DriveIn para servir estes Clientes. Procurámos uma localização adequada para servir um leque alargado de Clientes e com fáceis acessos». A escolha da DCN para avançar com este serviço inovador é expli-

cada por Luís Cardoso com o «resultado de uma colaboração feita de respeito profissional e confiança neste parceiro. Os Clientes da margem Sul conhecem e confiam na DCN», sustenta o responsável, para quem a Liberty Seguros «procura sempre parceiros de absoluta confiança para este tipo de parcerias, uma vez que pretendemos uma relação sólida e estável com os nossos parceiros oficinais». O director de Sinistros e Serviço

ao Cliente destaca, ainda, a Dekra, «nossa parceira na rede de Centros Liberty Auto, que assegura a peritagem oficinal dos danos». Quanto às instalações em Alhos Vedros, o responsável classificaas como «excelentes» do ponto de vista do serviço ao Cliente. «Além da oficina possuir os meios técnicos necessários (e pode ser visitada pelo Cliente), o Centro possui um espaço próprio para os Clientes Liberty, que aí irão encontrar um atendimento cuidadoso na parti-

cipação dos seus sinistros e na realização das estimativas de danos». Por outro lado, enfatiza a comodidade de poder tratar do veículo de substituição directamente na oficina, pois trata-se de «mais uma forma de ajudar o Cliente a ultrapassar todos os inconvenientes do acidente». O Centro funciona também para terceiros, «lesados por Clientes nossos», esclarece este responsável. «Quando falamos de Cliente, fazemo-lo num sentido amplo, pois

na nossa filosofia de serviço, os chamados “terceiros” também Clientes do nosso serviço», conclui. A abertura do CLA Drive-In de Alhos Vedros é a 10ª de um plano de apoio aos Clientes e Agentes nos pontos em que existe maior sinistralidade, pelo que, adianta, «vamos continuar com o plano de aberturas para este ano, chegaremos às 15 unidades no final do ano e, com mais uma ou outra que possamos vir a abrir, estarão cobertas as áreas de maior concentração de sinistros».


16

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

Programa das Festas em Honra de N.ª Sr.ª da Boa Viagem 9 de Setembro 21:00h - Recepção às Entidades Oficiais nos Paços do Concelho 21:30h - Abertura Oficial das Festas com salva de 21 morteiros e volta à Vila pela Fanfarra dos Bombeiros Voluntários da Moita, na Praça da República. 21:30h - Abertura da Fexpo-Moita 2011; 22:30h - Cortejo Nocturno “Moita Sempre Afoita” - 3 Carros Alegóricos Iluminados; 01:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 01:15h - 1ª Largada de Toiros na Av. Dr. Teófilo Braga.

10 de Setembro 08:00h - Alvorada com morteiros; 09:00h- Volta à Vila pelo Grupo de Bombos de Santa Maria de Jazente; 09:15h - IX Passeio a Cavalo ‐ Concentração junto à Praça de Toiros; 14:00h - Barcos Típicos do Tejo em Honra de N.ª Sr.ª da Boa Viagem; 18:00h - Atletismo ‐ 8 Km Ribeirinhos 2011, Torneio Atletismoita. Partida na Praça da República, 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Abertura do Arraial com Salva de Morteiros; 21:00h - Santa Missa em Honra de N.ª Sr.ª da Boa Viagem na Igreja Paroquial; 21:30h - Desfile dos Grupos Folclóricos participantes no Festival de Folclore. Início no Largo Conde Ferreira 22:00h - Festival de Folclore das Festas em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem com o Rancho Folclórico Corações Unidos da Baixa da Serra - Baixa da Banheira; Folclórico das lavradeiras de Parada de Gatim - Vila Verde; Rancho Folclórico de Avis; Rancho Folclórico de Vale Choupinho, Santa Catarina, Caldas da Rainha 22:30h - Baile com o Conjunto Alpha Band, no Largo Conde Ferreira; 23:00h - Danças de Salão pela Companhia de Dança “DanceIn/ Capricho Moitense no Palco da Praça da República. 24:00h - Animação de Rua pelos Bombos de Santa Maria de Jazente; 00:30h Noite do fragateiro no Largo do Cais - Fado Vadio com um conjunto de guitarristas para uma noite longa de Fados.

11 de Setembro 08:00h - Alvorada com salva de morteiros; 09:00h - Volta à Vila pelo Grupo de

Bombos de Santa Maria de Jazente ‐ Amarante ; 09:15h - XXVII Passeio de Cicloturismo ‐ Concentração na Praça da República; 11:00h - Missa Solene na Igreja Paroquial; 12:00h - Concurso de Barcos Melhor Engalanados no Cais da Moita 15:00h - Volta à Vila pelo Grupo de Bombos de Santa Maria de Jazente; 17:00h - Solene Procissão em Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem com a bênção dos barcos no cais onde se largarão milhares de foguetes em honra da padroeira, acompanhada pela Charanga da Guarda Nacional Republicana a Cavalo; Fanfarra dos Bombeiros Voluntários da Moita; Banda Sociedade Filarmónica “Fim de Século” de Barrancos; Banda Filarmónica do Grupo União e Recreio Azarujense; Banda Musical do Rosário 21:00h - Abertura do arraial com salva de morteiros 22:30h - Concerto pela Banda Musical do Rosário, no Palco da Praça da República.

12 de Setembro 08:00h - Alvorada com salva de morteiros; 10:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 10:15h - 2ª Largada de Toiros na Av. Dr. Teófilo Braga; 15:00h - “Terra Encantada” Tarde das Crianças. Com insufláveis, animação de rua e mais surpresas. Na Praça da República; 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Abertura do Arraial com Salva de Morteiros; 21:00h - Santa Missa na Igreja Paroquial; 22:00h - Corrida de Toiros na Praça Daniel do Nascimento; 22:00h – Noite Sevilhana com “Soledad” no palco da Praça da República; 22:30h - Baile com o conjunto musical "Alpha Band", no Largo Conde Ferreira; 23:00h - Concerto com Tony Carreira, no Palco da Marginal.

13 de Setembro 08:00h - Alvorada com salva de morteiros; 10:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 10:15h - 3ª Largada de Toiros na Av. Dr. Teófilo Braga; 11:00h – Atribuição da Medalha de

Honra do Município e Méritos Municipais no Salão Nobre da Câmara; 18:00h - Corrida de Toiros na Praça Daniel do Nascimento; 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Abertura do Arraial com Salva de Morteiros; 21:00h - Santa Missa na Igreja Paroquial; 22:30h – Noite Desportiva pelo Ginásio Geração Fitness, no palco da Praça da República; 22:30h - Baile com o "Trio Maravilha", no Largo Conde Ferreira. 23:00h - “A Dança e o Fado” – Alma Latina, no Palco da Marginal

14 de Setembro 08:00h - Alvorada com salva de morteiros; 10:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 10:15h - 4ª Largada de Toiros na Av. Dr. Teófilo Braga; 16:00h - Tarde do Rio com a realização do IX Cais Vivo. Desfile de embarcações típicas do Tejo com convite à população para passeios de barco no Cais da Moita.; 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Abertura do Arraial com Salva de Morteiros; 21:00h - Santa Missa na Igreja Paroquial; 22:00h - Corrida de Toiros na Praça Daniel do Nascimento; 22:00h - Noite das Tradições Caramelas, no palco da Praça da República; 22:30h - Baile com o conjunto musical "Trio Maravilha", no Largo Conde Ferreira; 23:00h –Espectáculo com Quim-

Durante a Festa visite também…. “Trastos” , aguarelas de Jorge Alexandre, na Galeria de Exposições do Posto de Turismo Municipal. XVIII FECI - Feira Comercial e Industrial, no Pavilhão Municipal de Exposições Dias úteis e feriado das 20:00h às 24:00h; Sábado das 17:00h à 01:00h; 1º Domingo das 15:00h às 24:00h; 2º Domingo das 15:00h às 23:00h Exposição de Fotografia “Canoas do Tejo” Mostra de Esmi Baúto, patente no Centro Náutico Moitense.

Barreiros no Palco da Marginal.

15 de Setembro 08:00h - Alvorada com salva de morteiros; 10:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 10:15h - 5ª Largada de Toiros Av. Dr. Teófilo Braga; 17:00h - Ginástica e Movimento; 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Abertura do Arraial com Salva de Morteiros; 21:00h - Santa Missa na Igreja Paroquial; 22:00h - Corrida de Toiros na Praça Daniel do Nascimento; 22:00h - Espectáculo musical com o Objectivo, no palco da Praça da República; 22:30h - Baile com o conjunto musical "Trio Maravilha", no Largo Conde Ferreira; 23:00h - Concerto musical com “Expensive Soul & Jaguar Band” no Palco da Marginal.

16 de Setembro 8:00h - Alvorada com salva de morteiros; 10:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 10:15h - 6ª Largada de Toiros Av. Dr. Teófilo de Braga; 13:00h - Início da Fabulosa Tarde do Fogareiro com animação de rua a cargo do Grupo de Bombos de St. Estêvão. “Amigos da Borga” de Fafe; Charanga Musical Huga-Huga, do Rosário; Charanga Cavalinho; 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Abertura do Arraial com Salva de Morteiros; 21:00h - Santa Missa na Igreja Paroquial; 22:00h - Corrida de Toiros na Praça de Toiros Daniel do Nascimento; 22:00h – Espectáculo Musical com “Pão com Manteiga”, no Palco da Praça da República; 22:30h - Baile com o conjunto musical "Alpha Band", no Largo Conde Ferreira; 23:00h - Noite da Juventude com os “Noidz” no Palco da Marginal; 01:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 01:15h - 7ª Largada de Toiros Av. Dr. Teófilo Braga. O início da entrada e largada de toiros poderá sofrer atraso devido à realização de uma corrida de toiros na praça Daniel do Nascimento.

17 de Setembro 08:00h - Alvorada com morteiros; 09:00h - Volta à Vila pelo Grupo de Bombos de St. Estêvão. “Amigos da

Borga” de Regadas; 10:00h - Início do 6º Raid Fotográfico da Moita. Mais informações e regulamentos no Posto Turismo Municipal; 14:30h - IX Torneio de Xadrez das Festas da Moita, na Biblioteca Bento de Jesus Caraça; 15:00h - Início do I Moita Beats! DJ’S Zé Alex, DJ Fiery + MC Vânia Dominguez, Damnbrotherz e Percurssão; 16:00h - Volta à Vila Grupo de Bombos de St. Estêvão. “Amigos da Borga” de Regadas; 17:00h - Entrada de Toiros; 17:15h - 8ª Largada de Toiros na Avenida Dr. Teófilo Braga; 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Arraial com Salva de Morteiros; 21:00h - Missa na Igreja Paroquial; 21:30h - Volta à Vila pelos Bombos de Santa Maria de Jazente ‐ Amarante; 22:00h - Entrega de prémios dos concursos para a Melhor Montra; Melhor Varanda; Melhor Burladero; Mesa mais animada/organizada da Tarde do Fogareiro; Melhor T’Shirt; Actividades Náuticas: Regata de barcos típicos do Tejo e Barcos melhor engalanados; 22:15h - Concerto Musical com a Orquestra Ligeira da Sociedade de Instrução Musical da Quinta do Anjo. No Palco da Praça de República; 22:30h - Baile com o conjunto musical "Alpha Band", no Largo Conde Ferreira; 23:00h - I Moita Beat’s com DJ’S “Flip da Riviera” e “MassiveDrum”. No Palco da Marginal.

18 de Setembro 08:00h - Alvorada com salva de morteiros; 09:00h - Volta à Vila pelo Grupo de Bombos de St. Estêvão. “Amigos da Borga” de Regadas; 10:00h - Entrada de Toiros a pé, a partir do Largo Conde Ferreira; 10:15h - 9ª Largada de Toiros Av. Dr. Teófilo Braga; 10:30h - Santa Missa na Igreja Paroquial; 17:30h - Cortejo Etnográfico “Moita em Festa”; 20:30h - Rosário na Igreja Paroquial; 21:00h - Abertura do Arraial com Salva de Morteiros; 22:00h - Espectáculo de Encerramento com "Carminho" no Palco da Marginal; 24:00h - Encerramento das Festas 2011 com espectacular sessão de fogode-artifício na Caldeira junto ao Cais da Moita.

Município moitense distingue personalidades e instituições Um dos pontos mais altos da Festa ocorre no dia 13 de Setembro, Dia do Município, com a autarquia a condecorar personalidades e entidades que ao longo do ano mais se tenham

destacado na promoção do concelho. A cerimónia começa às onze da manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, sendo já certa a lista dos homenageados.

De acordo com o executivo, serão galardoadas com a Medalha de Honra do Município a Academia Musical e Recreativa 8 de Janeiro, de Alhos Vedros, e a CERCIMB – Cooperativa

de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas da Moita e Barreiro. Já Francisco Manuel Oliveira Landum, artista banheirense mais conhecido por Ricardo Landum, vai

ser distinguido com a Medalha de Mérito Cultural e Artístico. A Medalha de Mérito Económico e Social vai ser entregue à COMIMBA/Riberalves.


Sábado | 10.Set.2011

17

www.semmaisjornal.com

[ barreiro ]

[ montijo ]

A protecção do ambiente é um dos valores premiados pela UE

direitos humanos, entre outras, todos saem beneficiados e a coesão social é significativamente fortalecida, sendo, neste contexto que se insere a promoção do

Projecto VAMOS. No decorrer da última reunião pública da Câmara, o vereador responsável pela área do Ambiente, adiantou, também, que está em fase

final a elaboração do programa da Conferência sobre a «Área protegida Local» da Mata da Machada e Sapal de Coina, cuja realização está agendada para o próximo mês de Outubro. Nesta reunião, o autarca, também se congratulou pelou facto da Autoridade Florestal Nacional, ter procedido a acções de limpeza na Mata da Machada. Por outro lado, sublinhou o facto de cerca de uma centena jovens, entre os 6 e 12 anos, terem participado nos campos de férias, contribuindo para o sucesso da iniciativa.

Trabalhadores da Câmara em gestão participada As Opções Participadas com os Trabalhadores da Câmara do Barreiro estão de volta. Assim, e durante o mês de Setembro, será realizado

um conjunto de sessões organizadas por serviços, de forma a abranger todos os funcionários, incluindo os Transportes Colectivos do Barreiro,

desta estrutura orgânica municipal. A autarquia pretende que as Opções Participadas sejam «um espaço de debate e de

reflexão, onde os funcionários coloquem questões e dêem opiniões, de forma organizada mas informal, sem ordem prévia de trabalhos».

[ alcochete ]

Joaquim Torres

IMI fixado nos 0,7 por cento

O Imposto Municipal sobre Imóveis para 2012 foi fixado, por maioria, na taxa em 0,7 por cento para os imóveis incidentes nos prédios urbanos, e em 0,4 por cento para os prédios urbanos. O edil alcochetano, Luís Miguel Franco, considera que

a proposta vai ao encontro dos valores já estipulados em anos anteriores, «não podendo a autarquia apresentar valores mais baixos devido à difícil conjuntura que se vive no país, e que afecta as autarquias locais». Por outro lado, lamenta que o paradigma de lei de finan-

ciamento local «assente sobre o sector imobiliário», o que torna as câmaras dependentes das receitas resultantes deste sector. «Quando afirmei que o IMI é o imposto que se mantém mais estável, não posso deixar de dizer que, comparativamente com Julho de 2010, a Câmara

executou menos de 220 mil euros sensivelmente, portanto, mesmo sendo a fonte de receita mais fiável neste momento, vai também demonstrando oscilação no sentido da redução e, como tal, e com responsabilidade, não poderíamos deixar de apresentar uma proposta que não passasse, infelizmente, pela manutenção destes valores de Imposto Municipal sobre Imóveis», explicou Luís Miguel Franco. O lançamento de uma derrama de 1,5 por cento para 2012 foi também aprovado por maioria. O autarca explicou que este imposto municipal é «aplicável ao lucro tributável das empresas», não sobre o volume de negócios global mas sobre o lucro tributável das empresas.

Cobertura total no ensino para apoiar famílias O executivo municipal já deu luz verde ao regulamento relativo à Componente de Apoio à Família, no âmbito do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Na sequência do alargamento da oferta do Serviço de

Complemento de Horário da CAF – Componente de Apoio à Família ao 1.º Ciclo do Ensino Básico, o executivo identificou a necessidade de regular a utilização deste serviço, através de um regulamento aplicável a todos os pais e encarregados

de educação de crianças que frequentam o serviço de complemento de horário dos estabelecimentos do 1.º ciclo do Ensino Básico Público. Para o Vereador da Educação este é um motivo de «grande satisfação» para

a Câmara, na medida que ao «assegurar este serviço em todas as escolas do concelho, a autarquia garante iguais condições a todos os pais do município no acesso e a este serviço» em função dos rendimentos.

DR

O projecto municipal VAMOS - Voluntariado Ambiental Municipal do Barreiro - vai ser integrado na Bolsa de Voluntariado a nível nacional. A novidade foi avançada pelo vereador do Ambiente, Nuno Banza, na última reunião do executivo camarário. que a Recorde-se Comissão Europeia anunciou o ano 2011 como o Ano Europeu do Voluntariado, pelo que as definições podem ser várias. No entanto, sabe-se que quando as pessoas se envolvem em actividades de entreajuda, na protecção do ambiente, em campanhas de

DR

Projecto ‘Vamos’ vai ser integrado na Bolsa Nacional de Voluntariado

Crise intensifica troca de livros escolares A partir deste mês, a Biblioteca Pública Municipal Manuel Giraldes da Silva arranca com o programa Dar de Volta - Montijo. Segundo explica o executivo de Maria Amélia Antunes, o projecto consiste na recolha de livros e manuais escolares, já utilizados, que serão entregues gratuitamente a quem deles necessitar. A ideia é promover a leitura, o conhecimento e trazer utentes à Biblioteca Municipal e aos pólos de leitura pública. Dar de Volta - Montijo tem, também, por base questões de

ordem ambiental, uma vez que os livros que não forem redistribuídos, ou que não estiverem nas devidas condições, serão recolhidos para reciclagem. A partir de 15 de Setembro, quem quiser doar livros deverá proceder à entrega no balcão de Atendimento da Biblioteca Municipal ou em qualquer um dos pólos localizados nas freguesias do concelho do Montijo - Montijo/Esteval, Afonsoeiro, Alto Estanqueiro, Atalaia, Pegões e Canha. Os livros e os manuais serão distribuídos a qualquer pessoa, independentemente da condição ou estrato social.

Revista cultural procura novos talentos Vai para as bancas a 29 de Outubro a revista Novos Talentos, uma publicação cultural que pretende divulgar «novos autores e novos criadores» em língua portuguesa, de acordo com o seu director, José Pinto Coelho. Sedeada no Montijo, a revista Novos Talentos pretende «colmatar uma lacuna grave existente na gama de ofertas das edições culturais, que é a divulgação dos novos autores e novos criadores», tanto junto dos

agentes culturais como do público em geral. A revista é mensal e colocará as suas páginas «ao dispor de todos aqueles que desejem publicar os seus trabalhos», podendo assim «dar a conhecer as suas potencialidades, capacidades e contributo para a evolução da arte e da cultura portuguesa ou de língua oficial portuguesa». Trata-se de «uma tribuna aberta a todos os novos autores de língua portuguesa», diz o director.

Inscrições abertas para ‘levar’ jovens à Turquia Estão já abertas inscrições para dois projectos internacionais na Turquia, dando assim continuidade às acções de mobilidade europeia desenvolvidas pelo Gabinete da Juventude da Câmara, no âmbito do programa Juventude em Ação da União Europeia, O primeiro, intitulado “Move – Motivational Volun-

teer Empowerment”, realizase de 3 a 9 de Outubro, em Istambul e tem como principal objeticvo a promoção do Ano Europeu do Voluntariado. “MOVE” pretende encorajar os jovens a participar em projectos de voluntariado e ajudá-los a entender os benefícios da cidadania activa no seu desenvolvimento pessoal.


18

Sábado | 10.Set.2011

www.semmaisjornal.com

[ setúbal ]

Os coveiros dos cemitérios de Setúbal agendaram uma greve para o próximo dia 22 contra aquilo que classificam de alegadas irregularidades nos horários de trabalho. O município garante que se trata de um protesto contra a redução do trabalho extraordinário. Segundo José Lança, da direcção do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local, o protesto dos coveiros teve início na sequência de uma reorganização dos horários de trabalho, o que permite à autarquia «ter os cemitérios abertos com menos trabalhadores». A mesma fonte adianta que os coveiros querem voltar aos antigos horários de trabalho, ou seja, das 9 às 12h30 e das 14 às 17h30, com folgas aos sábados e aos domingos. Manuel Pisco, vereador com o pelouro dos cemitérios, esclarece que o protesto resulta de uma redução do trabalho extraordinário que se traduziu numa quebra de rendimentos. «Reconheço que pessoas têm todo o direito de ganharem mais, mas nós temos a obrigação de gerir de acordo com o legalmente previsto».

Nuno Costa rende Almeida em S. Sebastião Nuno Costa é o novo presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião que vai substituir Carlos Almeida, que após nove anos e meio de mandato. Carlos Almeida, que estava a cumprir o último mandato nesta autarquia, já está a exercer, desde o início do presente mês, as funções de assessor do Grupo de deputados do PCP na Assembleia da República. Carlos Almeida, em conferência de imprensa, explicou que estava a cumprir o seu derradeiro mandato como presidente da Junta de S. Sebastião, e, por isso, teve de procurar «a subsistência do meu agregado familiar e o regresso à minha actividade profissional». E garante que a decisão foi tomada em «consonância com o respectivo partido»,

DR

Coveiros sadinos entram em greve

Autarca com intensa vida académica O novo presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião tem 34 anos e nasceu em Lisboa. Desempenha as funções de professor de Físico Química na Escola Secundária de Bocage. É militante do PCP desde 1993, membro da Assembleia de Freguesia de S. Sebastião desde Junho de 2003 e do executivo da Junta de S. Sebastião desde Fevereiro de 2007. Já foi presidente das Associações de Estudantes da Universidade de Évora e da Escola D. João II, e presidiu o conselho fiscal da Associação de Estudantes da Escola Secundária D. Manuel Martins, entre outros cargos.

porque em 2013 já não poderia encabeçar a lista à Junta de Freguesia de S. Sebastião. O autarca realça que está a trabalhar num vasto conjunto de matérias que um assessor jurídico pode prestar ao seu grupo parlamentar. E diz ter sido «uma honra» ter estado à frente da Freguesia. Nuno Costa, autarca na freguesia desde 2001, integra o actual e o anterior executivo da freguesia de S. Sebastião, é ex-dirigente associativo académico, professor e responsável na referida Junta pelo apoio aos transportes aos seniores, estudantes e associações. Nuno Costa diz que aceita o novo desafio com «muito gosto», reconhecendo que «ainda há muito por fazer» em S. Sebastião, sobretudo na área da «coesão do tecido social».

Avenida do Alentejo ganha novo acesso pedonal A recente criação de um novo acesso pedonal na Avenida do Alentejo, em Monte Belo, obra concretizada pelo município, vem melhorar as condições de circulação e segu-

rança para transeuntes naquela via da cidade. As obras, um investimento na ordem dos 16 mil euros, incluíram a criação de um passeio, a elevação

de lancis e a definição de caldeiras para a arborização existente. A obra, realizada por administração directa, ou seja, com recurso a meios técnicos e humanos da própria autar-

quia, incidiu num troço com cerca de 170 metros que se encontrava em terra batida há largos anos e que dificultava a circulação de peões naquela zona. da freguesia de S. Sebastião.

[ palmela ]

Os Bombeiros Voluntários de Pinhal Novo marcaram para o dia 14 uma assembleia geral extraordinária para eleger a nova direcção, depois da demissão, já este ano, da equipa de Helena Rodrigues por divergências com o Comando. Duas listas apresentam-se a votos, uma liderada por José Calado e a outra pelo advogado Madeira Amorim. Enquanto José Calado concorre para que haja estabilidade na associação e um aumento do número de sócios, Madeira Amorim defende a abertura da instituição à sociedade civil e a ligação entre os bombeiros e os seus corpos sociais.

Agricultores exigem medidas urgentes ao Governo Cerca de três dezenas de agricultores participam quinta-feira numa marcha lenta entre Poceirão e Palmela, para exigir ao Governo medidas de emergência que permitam minimizar os prejuízos resultantes de uma quebra de produção de vinho estimada em 80 por cento. «Esta marcha de protesto visa sensibilizar a Câmara e o Governo para nos ajudar a fazer face aos prejuízos resultantes da quebra de produção, que, em alguns casos, pode pôr em causa a continuidade das explorações agrícolas», realça Joaquim Caçoete, presidente da Associação de Agricultores do Distrito de Setúbal. Joaquim Caçoete afirmou que

DR

Bombeiros pinhalnovenses elegem corpos sociais

A manifestação dos vitivinicultores culminou na vila de Palmela

o Governo já disse aos agricultores que existe uma linha de crédito disponível, com 50 milhões de euros, mas defendeu a necessidade de outro tipo de apoios financeiros a fundo perdido ou a longo prazo.

José Silva, produtor de vinho, conta que grande parte da produção deste ano está comprometida devido às condições climatéricas adversas e ao míldio, doença provocada por um fungo.

Fins-de-semana gastronómicos à mesa de 19 restaurantes Prosseguem os Fins-deSemana Gastronómicos da Fruta de Palmela, um evento promovido pela autarquia local, em parceria com a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal/ Costa Azul e dezanove restaurantes do

concelho. Este sábado e domingo, as uvas, as ameixas, os figos, as peras, os marmelos, as laranjas e a inconfundível Maçã Riscadinha de Palmela está em destaque e dá cor e sabor a receitas tradicionais e pratos inovadores, propostos pelos

estabelecimentos do concelho que aderiram à iniciativa. Esta forma diferente de dar a conhecer os produtos locais de qualidade e de promover a restauração é parte integrante do programa “Palmela – Experiên-

cias com Sabor”, que prevê a realização, até ao final do ano, de oito Fins-de-Semana Gastronómicos temáticos, cujo calendário coincide com alguns dos principais eventos culturais e turísticos do concelho.

Município atento ao trabalho da Fundação COI no Poceirão O município acaba de aprovar a celebração de um contrato de comodato com a Fundação COI, do Pinhal Novo, no sentido de ambas as instituições convergirem, como entidades parceiras, quer no programa Rendimento Social de Inserção (RSI), como na Rede Social de Palmela, na qualificação do trabalho social que se desenvolve no concelho, neste caso na freguesia de Poceirão. Fonte do município realça que esta parceria visa «a que o trabalho social se realize em espaço físico adequado às necessidades específicas, e por forma a garantir o respeito pela dignidade humana, sobretudo com aqueles que se encontram numa situação de maior fragilidade social e económica». O município destaca o importante trabalho de proximidade com as famílias beneficiárias da medida de protecção social (RSI), que a Fundação COI desenvolve na freguesia do Poceirão.


Sábado | 10.Set.2011

19

www.semmaisjornal.com

[ litoral ]

Alvalade Medieval espera mais de 14 mil visitantes Uma autêntica aula de história ao vivo e o único acontecimento do género no Alentejano litoral, a Feira Medieval de Alvalade está marcada para os dias 16,17, 18 e 20 deste mês. O certame, que todos os anos leva milhares de turistas à vila de Alvalade, no concelho de Santiago do Cacém, já vai na 9ª edição e espera, este ano, ultrapassar os 14 mil visitantes com uma vila engalanada e os alvaladenses vestidos ao preceito da Idade Média. Oficialmente apresentada esta semana, pela autarquia, a feira deste ano, que decorre no centro histórico, tem por mote as comemorações dos 501 anos do foral Manuelino. Ao longo de quatro dias, a vida quotidiana do homem da Idade Média é recriada com todo o rigor, através de um programa que compreende a realização de

um cortejo histórico onde estarão representadas todas as classes sociais da época, e uma Feira Medieval animada com trovadores, justas medievais, teatro, mostra e

Mais uma vez, a qualidade das performances e a fidelidade aos hábitos da Idade Média cativam os visitantes exibição de armas, danças medievais, venda de produtos e ainda restaurantes com ementa medieval. Durante a apresentação da Feira Medieval, o presidente da Junta de Freguesia, uma das entidades

que integram a comissão organizadora do certame, reforçou a importância que a feira tem no concelho. «Existem no país muitas feiras medievais, mas esta é única devido à envolvência da população que anualmente espera pelo evento e pelo trabalho de voluntariado que presta e acima de tudo pelo gosto e dedicação que presta à feira», argumenta Rui Madeira. O sucesso do interesse e o acréscimo de visitantes «é fruto do envolvimento de toda a vila de Alvalade» e também dos alvaladenses não residentes, afirma Lénea Machado, da Comissão Organizadora, ao adiantar que um dos atractivos é «todos os anos termos coisas diferentes» no certame. Mas uma coisa a organização faz questão de manter inalterada: o preço de cada entrada é de 3 euros, o mesmo do ano passado.

Dois forais de 500 anos buição do foral Manuelino a Alvalade. Este ano, o presidente da Câmara junta-lhe, já no dia 24, a apresentação oficial do livro “Comemorativo 500 anos do Foral Manuelino de Santiago do Cacém” da autoria da professora Maria Ascensão Beja Reis.

O núcleo sede do Museu de Sines e a Casa de Vasco da Gama, instalados nos edifícios interiores do Castelo, foram acabados de restaurar. Inaugurados no dia 24 de Novembro de 2008, desde 25 de Fevereiro de 2010 conta, no résdo-chão do Paço dos Governadores Militares, com a exposição "O Seio de Tétis: Colecções de Arqueologia do Museu de Sines", e desde o início deste ano o 1.º andar do edifício recebe a exposição "Com Conta Peso e Medida". Através de um conjunto de instalações multimédia, a Casa de Vasco da Gama, na Torre de Menagem, mostra aos visitantes a biografia do navegador, os espaços onde habitou no Castelo e o contributo da viagem pioneira do Gama para a nossa visão do mundo. Além do Paço dos Governadores Militares e da Torre de

DR

900 mil renovam museu de Sines

Terra de Vasco da Gama é detentora de um valioso espólio arqueológico

Menagem, todos os outros edifícios do Castelo passam a funcionar como apoios do museu, como destaque para o serviço educativo e a cafetaria. O funcionamento dos novos equipamentos apresenta novidades a nível de conservação e segurança dos objectos, comunicação, recursos humanos e acessibilidade.

A recuperação dos edifícios interiores do Castelo envolveu um investimento de 900 mil euros, co-financiado por fundos comunitários do FEDER, através do Plano Operacional da Cultura, e contou com a colaboração científica do Igespar - Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico.

DR

O Alvalade Medieval arrancou em 2000, quando a Câmara e a Junta recuperaram e colocaram o pelourinho. Pouco depois, entidades como a Casa do Povo de Alvalade e a Associação Cultural juntaram-se para começar a comemorar a atri-

Feira do Monte preserva histórias de Santiago A centenária Feira do Monte, organizada pela autarquia, reforçou, este ano, a aposta nas tradições do concelho e no artesanato foram uma aposta ganha. Durante três dias, no primeiro fim-de-semana deste mês, entre tasquinhas, restaurantes e stands marcaram presença 15 instituições do concelho, e onde não faltou a Tasca do Fado, onde se recriou o ambiente das antigas Feiras do Monte. A exposição “Manuel da Fonseca – 100 anos” foi outro dos destaques da feira que contou com a presença de 67 expositores de artesanato e de produtos regionais. A Feira do Monte remonta ao séc. XVI, altura em que decorria em torno da antiga igreja de Nossa Senhora do Monte, no dia das festividades em honra da padroeira. Para além da tradicional

animação ao ar livre, a feira recuperou este ano o seu cariz original, apostando fortemente na promoção do artesanato da região. Uma aposta ganha, de acordo com o vereador do Turismo, Álvaro Beijinha. «Os artesãos contam nesta feira com uma oportunidade de excelência para mostrar os seus trabalhos. Trata-se da grande montra dos produtos regionais do concelho», reforçou. Este ano a feira contou igualmente com dois palcos, o Palco Tradição e o Palco Juventude e no final foi distinguido o Stand do Lagar do Azeite da Abela e a peça distinguida foi trazida pela Loja Sadilar. José Rosado, vereador responsável pela feira faz igualmente um balanço muito positivo do certame que apostou na «prata da casa» e nas tradições do concelho.

Alcácer do Sal recupera tradição dos taleigos em concurso concorrido O terceiro Concurso de Taleigos, promovido pela autarquia alcacerense, espera ano entre 80 a 100 participantes que concorrerão com os seus sacos bordados. O objectivo da iniciativa é recuperar um a tradição antiga e hoje em risco de cair em desuso.

Os originais sacos para guardar o pão serão depois premiados e vendidos, revertendo os fundos para a AURPICAS-Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Concelho de Alcácer do Sal, entidade organizadora do certame.

O concurso é aberto a todas as pessoas residentes no Concelho de Alcácer do Sal, não havendo número limite de trabalhos por participante. Os trabalhos devem ser entregues até ao dia 26 de Setembro. São atribuídas medalhas a

todos os que contribuíram com os seus lavores, sendo os prémios de 1º, 2º e 3º lugares oferecidos pelo município e do 4º ao 10º pela Junta de Freguesia de Santiago. A exposição e venda dos trabalhos vai ser efectuada na Feira Nova

de Outubro, no stand da AURPICAS. Taleigos, assim chamados no Alentejo, são sacos de pano para guardar o pão, que podem ser bordados, ser embelezados rendas, bordados, fitas, laços e tudo o mais onde a imaginação e a arte das concorrentes as possa levar.


Sรกbado | 10.Set.2011 Pub.

www.semmaisjornal.com

Semmais jornal 10 setembro 2011  

Semmais jornal 10 setembro 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you