Page 1

Sábado | 6.Julho.2013

Distribuído com o

VENDA INTERDITA

Cultura Músicas do Mundo arrancam em Sines

8

Cultura 30 anos de Herman José no Luísa Todi

Actual Nosso Tejo já tem golfinhos e ostras

8

4

Estado gastou desde Janeiro 166 milhões com beneficiários da região ABERTURA Desde Janeiro até Maio deste ano, a Segurança Social gastou cerca de 166 milhões de euros com os beneficiários inscritos no distrito de Setúbal. Trata-se de um valor inferior

em três milhões ao período homólogo do ano passado, espelhando, segundo a directora do Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social, Ana Clara Birrento, uma melhoria e «um sinal de mudança

positiva». Há agora, no total, 54 096 desempregados, menos 1 734 do que em Abril e menos 2 650 do que em Março, altura em que foi batido o recorde de inscritos. PÁG. 2

Opinião Luíz Sá Pessoa O chefe da representação da CE em Portugal saúda a chegada da Croácia.

Álvaro Teixeira Lamenta o argumentário, a torto e a direito, da ‘revolução dos cravos’.

Valdemar Santos Ideias soltas sobre a militância e a as convicções comunistas.

David Sequerra Diz que os futebolistas africanos estão na moda, mas nem todos valem.

Número de insolvências bate recorde na região

Pedro Paredes diz que já sabia que ia ser «descartado»

Clube da Arrábida vai recorrer pela captura de cães vadios

NEGÓCIOS Desde Janeiro já faliram judicialmente 259 empresas no distrito, mais 88 do que em igual período do ano passado. É um recorde amargo, que mostra bem a violência da crise. O comércio e o imobiliário seguem na linha da frente .

POLÍTICA O presidente da Câmara de Alcácer confirma que dificilmente será recandidato nas próximas eleições. As dificuldades das candidaturas independentes e a falta de apoios são as razões. E diz que foram os «jogos de poder» que o «descartaram».

ACTUAL O Clube da Arrábida deverá recorrer judicialmente para garantir a captura de cães vadios na serra, que continuam a ser uma ameaça para residentes e turistas. A associação está preocupada com o eventual desleixo da câmara sadina. PÁG. 5

PÁG. 9 Pub.

www.semmaisjornal.com

PÁG. 6

O presidente do Vitória de Setúbal vai esta terçafeira pôr termo aos protocolos celebrados há doze anos entre o clube, o município e a Pluripar, para a construção do novo estádio no Vale da Rosa. DESPORTO PÁG. 7

Dia 20 a Região somos nós!

Fotos: DR

anos

semanário - edição n.º 770 • 6.ª série - 0,50 € • região de setúbal

Pub.

XV

A REGIÃO SOMOS NÓS!

Director: Raul Tavares


ABERTURA

Centros de Emprego registaram 54 096 desempregados inscritos em Maio, menos 1 734 que Abril

Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com 2

DR

Beneficiários da região receberam 166 milhões nos primeiros meses de 2013 A directora do Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal, Ana Clara Birrento, diz que apesar de tudo verifica-se uma melhoria no número de beneficiários

Valor é inferior em 3 milhões de euros face ao mesmo período de 2012. Directora do Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal enfatiza sinais de mudança positiva que começam a aparecer e espera que estes não sejam meramente sazonais. Bruno Cardoso

O

Estado pagou nos primeiros cinco meses do ano aproximadamente 166 milhões de euros em prestações sociais aos beneficiários do distrito. Os números são inferiores em 3 milhões de euros aos valores registados em igual período do ano passado, uma tendência descendente que acompanha a do resto do país e que, segundo Ana Clara Birrento, direc-

tora do Centro Distrital de Seguse em Maio uma diminuição de 2 Números «mais positivos», rança Social de Setúbal, é bem 300 beneficiários face ao mês anteem linha com os do país representativa de alguns «sinais rior. de mudança positiva que se espera Entre Abril e Maio, foi no Seixal, «Os números começam a dar não serem meramente sazonais». em Almada e Setúbal, por esta sinais de mudança positiva, sobreConforme os dados disponiordem, que se veritudo a nível dos desempregados bilizados pelo Instituto do Emprego ficaram as maiores inscritos e a nível e Formação Profissional, o número reduções de benedo subsídio de de beneficiários do Rendimento ficiários de desemprego Social de Inserção (RSI) é inferior subsídio de desemtambém», reforça em cerca de 5 mil relativamente a prego, tendo os primeiros dois Maio de 2012, resultado da apliAna Clara Birrento. Número de concelhos regiscação do Decreto-Lei n.º 133 de 27 A directora do desempregados em Maio de 2013 tado inclusive as de Junho de 2012, que alterou as Centro Distrital de maiores diminuicondições de acesso e de manuSegurança Social ções do número de desempretenção desta prestação. Há agora de Setúbal explica ainda que esta gados inscritos nos respectivos 21 683 beneficiários de RSI na situação não tem que ver com os beneficiários que esgotaram os região. Em Maio passado existiam centros de emprego. Comparatitambém 54 096 desempregados vamente ao período de Janeiro e seus direitos à prestação, dado que inscritos nos nossos centros de Maio de 2012, entraram no mesmo o número de beneficiários do emprego, menos 1 734 do que em período deste ano 8 782 processos subsídio de desemprego diminuiu Abril de 2013 e de subsídio de em conjunto com a diminuição do desemprego, menos 2 650 do que número de inscritos nos Centros de Emprego. em Março, mês, até menos 1 397 do que ao momento, que em 2012. Os conceTal como salienta ao Semmais, detém o recorde lhos com maior a redução da atribuição dos subsídos inscritos nos número de desemdios de desemprego e dos subsícentros de dios sociais de desemprego está pregados coloBeneficiários de RSI emprego. Em em linha com a tendência verificados no mercado em Maio de 2013 relação ao número de trabalho foram cada no resto do país, à semelhança de beneficiários das Grândola, Alcácer da redução de beneficiários do RSI. três principais prestações no do Sal e Almada, também por esta Na contramão destes números há âmbito do desemprego registouordem. a registar o aumento de 0,3 por

54 096

21 683

Cultura enquanto promotora de cidadania activa e de identidade territorial As declarações de Ana Clara Birrento foram dadas à margem do “Encontro InterPlataformas da Península de Setúbal e do Litoral Alentejano”, ocasião em que a cultura foi uma vez mais entendida como um pilar fundamental da construção da cidadania e da coesão social. Paralelamente, o trabalho em rede foi encarado como prioritário, enquanto as políticas públicas como suporte para potenciar a valorização desses mesmos territórios e da cidadania.

cento do número de beneficiários do Complemento Solidário para Idosos.

ficha técnica Director: Raul Tavares; Editor-Chefe: Bruno Cardoso; Redacção: Anabela Ventura, António Luís , Cristina Martins, Marta David, Rita Perdigão, Roberto Dores; Dep. Comercial: Cristina Almeida (coordenação). Projecto Gráfico: Edgar Melitão/”The Kitchen Media” – Nova Zelândia. Departamento Gráfico: Dinis Carrilho. Serviços Administrativos e Financeiros: Mila Oliveira. Distribuição: José Ricardo e Carlos Lóio. Propriedade e Editor: Mediasado, Lda; NIPC 506806537 Concessão Produto: Mediasado, Lda NIPC 506806537. Redacção: Largo José Joaquim Cabecinha nº8-D, (traseiras da Av. Bento Jesus Caraça) 2910-564 Setúbal. Tel.: 935 388 102 (geral); Email: redaccao.semmais@mediasado.pt; publicidade.semmais@mediasado.pt. Impressão: Empresa Gráfica Funchalense, SA – Rua Capela Nossa Senhora Conceição, 50 – Moralena 2715-029 – Pêro Pinheiro. Tiragem: 45.000 (média semanal). Distribuição: VASP e Mediasado, Lda. Reg. ICS: 123090. Depósito Legal; 123227/98


3

Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com Espaço Público

Editorial // Raul Tavares

Filmes e carnavais… Sinceramente, no acompanhamento desta borrada política que envolveu a (des) coligação governamental, disse a meia dúzia de amigos exactamente o que veio a acontecer. Assim fosse com os jogos de sorte. Passos Coelho, mesmo a vegetar, não teria tido a humildade de seguir o arremessar da toalha ao chão que teve o seu ‘guru’ Gaspar. E pela primeira vez, numa dor de meter dó, carpiu as mágoas, não pelo país que está a definhar sob o seu comando de garoto, nem pelos portugueses que estão a afundar numa comiseração total. Mas sim, porque todos os seus ‘bibelots’ estão a zarpar. A posição de Portas também era expectável. A cena teatral, para ganhar terreno e tempo até às próximas eleições e, logo a seguir, o grande final em nome do seu espelho de estadista, já deformado e sem manobra de reparo. Demite-se e só depois negoceia. E Cavaco, na sombra da sua sombra, a assumir o papel do zombie maior, colocando o clímax deste filme de terror menor, na laia do pior de sempre. Regressa Santana, andas por aí... mas estás perdoado. O pior é que, nesta ‘mise-en-scéne’ de trazer por casa, o país foi mais uma vez comido pelos glutões dos mercados e perdeu, em três dias, um terço dos euros que este governo de brincadeira e a sua tríade de primeira linha internacional pretendem sonegar aos coitados dos portugueses da antiga classe média. Se tudo isto não fosse sério, daria para rir às gargalhadas. E, se fosse uma ‘primavera’ qualquer de uma outra nação qualquer, as praças encher-se-iam até ao fim. O ténue fio que ainda agarra o poder teria caído nas ruas. Mas o carnaval vem longe e, bem o sabemos, nem é para todos!

Bem vinda Croácia!

A

Croácia é, desde o dia 1 de Julho, o novo Estado membro da União Europeia que conta agora com 28 países. Para trás fica um longo processo iniciado em 2005 e que se prolongaria durante seis anos. Tratou-se de um processo de adesão muito rigoroso que permitiu à UE ter a garantia de que o novo Estado membro estaria preparado. E para isso foi dada uma especial atenção à legislação adotada e à sua execução e aos valores fundamentais da UE, como os direitos fundamentais e o Estado de Direito. Após a independência do país, que ocorreu há cerca de 20 anos, a Croácia levou a cabo um conjunto de profundas reformas politicas, económicas e sociais que lhe permitiu passar de um regime autoritário e não democrático para uma democracia plena. A Croácia mudou e muito nas últimas décadas. Hoje é uma nação democrática onde se respeita a liberdade, os direitos fundamentais e a lei. Este é portanto um momento para celebrar. Numa altura em que a Europa está a lidar com uma grave crise económica e financeira, o alargamento da UE a novos Estados membros não pode ser visto como uma causa dos problemas, mas sim como parte da solução. Que vantagens poderá trazer a entrada da Croácia? Desde logo, o reforço da estabilidade numa região volátil às portas da UE. Depois, a possibilidade de novas oportunidades para as empresas e os consumidores de ambas as partes. O mercado interno com os seus atuais 500 milhões de consumidores vai ser assim alargado, abrindo o comércio, os inves-

Convite à Festa!

U

ma jovem enfermeira a trabalhar em Portimão acaba de aceitar ser candidata da CDU às autarquias locais num concelho da Península de Setúbal, donde é natural. Estimulei-lhe a curiosidade por uma edição da “Agenda da Mulher”, da responsabilidade da Organização das Mulheres Comunistas, lançada há alguns anos. A ela própria a alimentar enquanto não receber por correio azul o que se segue, com o Semmais uma vez mais a não se importar de me acompanhar na propaganda (parte final, as EP´s estão à venda). A pequena brochura (mas grossa de um dedo) começava por afirmar que “os direitos das mulheres já conquistados não são irreversí-

Valdemar Sanos Mililtante do PCP

veis e podem ser destruídos”, e saltitando de página para página, abundava em reproduções de desenhos, gravuras ou pinturas, desde Maria Keil a Álvaro Cunhal, de Susana Matos ao postal do 8 de Março de um qualquer ano da CGTP, de uma capa da Revista Mulheres a Portocarrero (1978), de Cipriano Dourado à Revista Farmácia Saúde (Maio 2002). Quanto aos textos, profícuos mas muito compreensívelmente sucintos, falava, entre outros, da Distinção de Honra do MDM

Luiz Sá Pessoa Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

Em meias palavras, verdades inteiras, valores e contravalores

Álvaro Teixeira Padre

timentos e os fluxos financeiros, e dando assim oportunidades às empresas na UE e nos países em vias de adesão. Os números falam por si. O comércio entre os antigos e os novos Estados-Membros quase triplicou nos 10 anos que antecederam os alargamentos de 2004 e 2007. O comércio entre os próprios novos membros aumentou cinco vezes. Com a entrada da Croácia, o Mediterrâneo - que acolhe cerca de 30% do comércio marítimo mundial - vai ver as suas mais-valias incrementadas. A costa mediterrânica conta com mais de 150 milhões de habitantes. Todos os anos os respetivos portos acolhem um milhão de turistas em cruzeiros. A adesão da Croácia só vai potenciar estes números. Depois da Eslovénia, a Croácia é o segundo país da antiga Jugoslávia a entrar na UE. O país está assim pronto para assumir o seu lugar entre os 27 Estados membros e contribuir para a criação de uma Europa coesa e mais forte. A entrada da Croácia é o fim de um longo processo, mas também o primeiro capítulo de uma nova história de sucesso que nos obriga a trabalhar diariamente para desenvolver as nossas economias, fortalecer as nossas democracias e construir um futuro melhor para todos. Os desafios futuros são enormes. Mas a Croácia, fazendo parte da UE, não está sozinha. Bem-vinda!

ma faca é útil na cozinha e perniciosa nas mãos dum salteador; útil nas mãos da cozinheira e perigosa nas mãos da criança. Paradoxalmente, acontece algo de análogo com a política e a democracia. Esta última é maravilhosa para qualquer país, mas exige políticos ( nos partidos, na governação, nos sindicatos, etc. ) à altura das exigências que ela impõe. Não basta ter órgãos “representativos” do povo, mas sim políticos que, nos locais e nos âmbitos de decisão, sejam, de facto, a voz do povo, nomeadamente na defesa dos valores, pessoais e sociais, e na luta titânica contra os contravalores que desvirtuam a dignidade e os direitos das pessoas e da sociedade, em geral. Vem isto a propósito da leitura que, à distância e informado pela Comunicação Social, faço da democracia portuguesa de hoje. Há muita gente que, por tudo e por nada, argumenta com a Revolução dos Cravos, Só falta saber exactamente o que está por trás de tomadas de posição política que, em actores antagónicos, invocam o mesmo fundamente na defesa das suas causas e atitudes. E o tal “povo” que os políticos de todos os quadrantes dizem “representar” cada vez

lamenta mais a sua situação de manipulação e de direitos prostergados. É verdade que, na situação presente, na sua vertente macroeconómica e nas consequência desta, sobretudo na economia familiar, há causas que ultrapassam os nossos poucos metros quadrados “à beira mar plantados”. Em muitas das actuações e afirmações de muitos actores políticos, de todas as cores e feitios, não parece haver compreensão e defesa da “democracia”, mas sim o desvirtuamento fácil da mesma e a sua troca pela pior “demagogia”. O nosso povo merece mais atenção e compreensão. Foi ele que escreveu as páginas da nossa história. Quando se tecem encómios exaltados sobre figuras que marcaram os vários tempos da história nacional, normalmente esquecemo-nos de que quem, com o seu suor e o seu sangue, deu corpo e alma aos acontecimentos que glorificaram tantas figuras marcantes dos diversos séculos, foi o povo humilde e simples. Isso aconteceu nas caravelas e nos campos de batalha, nos palácios reais e nas lavras rurais. E foi o nosso povo que gerou os políticos de todas as épocas, incluindo os que hoje estão ao leme dos acontecimentos.

entregue a Cesina Bermudes (está no 18 de Abril, situada em 1992); na morte de Lizete Moreira, aos 36 anos, mãe de três filhos menores, vítima de aborto clandestino no Bairro do Aldoar (Porto), a 14 de Março de 1997; da Tése final defendida por Álvaro Cunhal enquanto cumpria pena de prisão a 4 de Julho de 1944 (“O aborto, causas e soluções”); do Congresso Internacional Feminista, em Roma, “Contra a ignorância, contra o falso pudor”, exigindo que “a questão sexual faça parte dos programas de pedagogia das Escolas Normais” (11 de Abril de 1923). Acusava Bush do “corte do financiamento de 34 milhões de dólares ao Fundo das Nações Unidas da Apoio à População, dificultando a ajuda aos países em desenvolvimento nos cuidados maternoinfantis, controle de nascimento e prevenção da SIDA” (31 de Julho de 2002). Relatava muitas iniciativas do

PCP (por exemplo, a Conferência Nacional do PCP “A Emancipação da Mulher no Portugal de Abril”, a 15 de Novembro de 1986, no Pavilhão dos Desportos), retomava intervenções de Carlos Carvalhas e tinha, óbviamente, muitos poemas. A 25 de Outubro (era uma segunda-feira, em 2004, ano da brochura), como que em manuscrito, aparecia delineado o conjunto de letras “m.pb”, complementado pela anotação “Aniversário do m.PB”. Não havia mistério, porque na economia que regia a distribuição do texto da Agenda, o mês de Outubro era assim “prefaciado”: “1954: No Hospital São José foi presa a enfermeira Hortência Silva, natural de Portimão... A 3 de Fevereiro de 1955 foi julgada e absolvida, depois de ter passado algum tempo isolada e de janela entaipada. Tinha cerca de 20 anos. Contra ela fora instituído o processo 14811/54 por ter assinado um documento protestando contra

a proibição do casamento das enfermeiras. Foi agravada a acusação por, entre outros “crimes”, ter escrito na sua agenda pessoal, no dia 25 de Outubro: “Aniversário do m.PB”, que significava Aniversário do meu Primeiro Beijo, mas que a PIDE interpretou - por ser a data da Revolução de Lenine, no calendário russo como Aniversário do meu Partido Bolchevique”. Foi assinalado numa Festa do Avante! um jovem que munido de spray transformou precisamente um ponto de exclamação do Avante!, escrito num grande painel, num “b” bem nutrido, de modo que o orgão central do PCP transformou-se em: Avanteb. À namorada gritou (em final de Festa): “toma lá um beijo”, sem saber que se Freud pôde ler e escrever estranhíssimamente sobre Marx (nas “Novas Conferências sobre a Psicanálise”), Marx não podia ler Freud. Pode foi dar força - e que força! - à Festa!

U


Branco Veritas ganha Prémio de Melhor Compra

ACTUAL Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com 4

A SIVIPA, de Palmela, acaba de ser distinguida com o Prémio de Melhor Compra com o vinho branco, colheita de 2012, Veritas. O galardão foi atribuído pela revista vinhos, a mais importante revista nacional de vinhos, que atribuiu

ao referido vinho uma classificação de 14.5, com a seguinte nota: “É um vinho com alguma geleia e compota de fruto bem maduro, num tom aromático, morno e meloso. Leve vegetal verde a dar frescura na boca, está redondo, tem corpo,

fruto e final suave”. Segundo o enólogo Filipe Cardoso, trata-se de uma «importante» distinção, pois comprova que «os nossos vinhos têm uma excelente relação qualidade/preço, factor determinante para os

consumidores adquirirem este magnifico vinho em altura de crise que actualmente atravessamos», sublinha. O preço de venda no mercado ronda os 2,49 euros.

Praia fluvial e golfinhos atestam limpeza do ‘nosso’ melhor Tejo

P

rimeiro foram os frequentes avistamentos de golfinhos. Mais recentemente a classificação da primeira praia (Ponta dos Corvos) com o estatuto de balnear. Bastaria conjugar estes dois exemplos para se perceber que o Estuário do Tejo se vai libertando da poluição que o afectou ao longo de décadas, como reconhece Carla Graça, dirigente da Quercus. Mas há outros testemunhos de que as águas estão bem mais limpas. «Este resultado traduz a eficácia do investimento na

criação de infra-estruturas para tratamento de esgotos urbanos nas duas margens do Tejo», diz a dirigente do núcleo de Setúbal, embora a extinção das indústrias pesadas também ajudem a explicar o fenómeno. Os cerca de 20 golfinhos roazes corvineiros que têm procurado o Estuário do Tejo para se alimentarem, são uma das maiores provas do reforço da qualidade da água no

rio, admitindo Carla Graça que esta frequência de cetáceos junto às margens de concelhos como Almada e Seixal surge depois de terem sido desviados os esgotos das frentes ribeirinhas. Reaparecimento de bancos ostreícolas Outra das novidades no estu-

DR

Roberto Dores

ário é o reaparecimento de ostras, depois da sua extinção na década de 60. Trata-se, para já, de uma pequena população, que não tem aproveitamento comercial, «mas o seu regresso resulta do facto de a água ter ganho maior qualidade», garante a mesma dirigente. Mas já em Junho foi dado mais um passo relevante. O facto da praia fluvial da Ponta dos Corvos (Seixal) ter alcançado o estatuto de «balnear», atribuído, justamente, com base na qualidade da água, poderá significar que, em breve, o Tejo venha a ter mais praias classi-

ficadas. A dirigente tem conhecimento de que, sobretudo, algumas autarquias da região têm vindo a investir na qualificação de zonas de praia, com equipamentos e limpeza de areias. «Se a qualidade da água continuar a melhorar, isso vai acontecer», reitera, destacando que ser essa a tendência potenciada, sobretudo, pela desactivação da indústria pesada. «Para o mal e para o bem, ficámos sem Siderurgia, a Quimiparque e Lisnave. Provocaram uma poluição química com grande impacte na qualidade da água», sublinha.

Terras Sem Sombra com prémios O PRÉMIO Internacional do Festival Terras Sem Sombra distinguiu este ano o cantor lírico italiano Enzo Dara (Promoção da Música), a Associação dos Arqueólogos Portugueses (Salvaguarda do Património Cultural) e o investigador angolano Pedro Vaz Pinto (Conservação da Natureza). A entrega dos prémios decorre este sábado, pelas 18 horas, na Casa da Cultura da Comporta.

Pub.

125º ANIVERSÁRIO Por ocasião do 125º Aniversário da Associação de Socorros Mútuos Setubalense, vem a Direcção homenagear publicamente os amigos que agora completam 50 anos de sócios nesta Instituição. Sócio nº Sócio nº Ferreira Sócio nº Sócio nº Sócia nº

275 – Sotera Freire dos Reis 276 - Joaquim Marceliano Frias Monteiro 291 – Octaviano da S. Amado 292 – Alfredo B. Sorribas 293 – Carlos Joaquim dos S. Neto

Participa-se que no próximo dia 15 de Julho se realizará, pelas 18.00h no Salão Nobre da Câmara Municipal de Setúbal, uma sessão comemorativa, onde serão atribuídos diplomas e emblemas aos sócios cinquentenários. A todos, pela dedicação e espírito mutualista, o nosso BEM HAJA! O Presidente da Direcção Fernando Paulino


5

Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com

MANUEL Faria, 58 anos. Há muito que desconfiava que a mulher o enganava. Naquele domingo perdeu a cabeça. Agarrou na caçadeira e disparou sobre Maria Lucília. Mas não se ficou por aí. Convencido de que teriam sido duas amigas da mulher as responsáveis pelo afastamento do casal, levou a ira ainda mais longe. Minutos depois alvejou Cidália Ascenço e só não fez o mesmo a uma terceira mulher, porque a GNR chegou a tempo. Manuel matou-se nessa noite. O crime que dia 23 de Junho chocou a população da pacata localidade da Palhota (Palmela) foi o primeiro de dois episódios altamente violentos no distrito no espaço de apenas uma semana. Oito dias volvidos, Ricardo Carvalho viria a matar os pais, antes de se

atirar para a linha do comboio, junto à estação de Panalva, próximo da Autoeuropa. Foi, de resto, depois de um maquinista da CP avistar do corpo decapitado deste homem de 34 anos, que a GNR e os bombeiros do Montijo fizeram a descoberta macabra. Começaram para arrombar a porta da casa dos pais do indivíduo, na rua Miguel Bombarda, deparando-se com móveis partidos, quadros arrancados das paredes, roupa espalhada pelo chão e muito sangue. Sobretudo, debaixo dos

corpos de Marcelino e Lourdes Carvalho. O casal tinha sido assassinado à facada e martelada pelo próprio filho.

Um cenário de terror encontrado segunda-feira pelas autoridades na pequena casa de três assoalhadas. O objectivo era apenas o de informar o casal sobre a morte do filho Ricardo, na segunda vez que a GNR tinha batido à porta da família, depois dos vizinhos terem estranhado que não tivessem recolhido o pão, mantendo as janelas abertas. Quem conhecia Marcelino e Lourdes, de 63 e 60 anos, respetivamente garante que há muitos anos que Ricardo se dava mal com os pais, a quem exigia muito dinheiro «para os seus vícios» e que já havia dado mostras de ser violento com agressões à mãe. A página do Facebook de Ricardo denuncia a preferência por filmes de terror e apocalípticos e pelos géneros musicais black e doom metal, além de livros sobre profecias.

UMA operação policial desenvolvida entre Setúbal, Barreiro e Almada permitiu capturar sete suspeitos acusados de pertencerem a uma rede que se dedicava à prática de burlas e roubos em todo o País. Cinco dos arguidos viram a juíza de instrução criminal aplicarlhes a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva. Os outros dois saíram em liberdade com a obrigação de fazer apresentações diárias nas autoridades policiais e proibição de contactos com as vítimas. Os arguidos, com idades entre os 26 e 50 anos, estão indiciados por mais de 40 crimes, entre associação criminosa, branqueamento de capitais, burla qualificada, roubo agravado e detenção de arma proibida. Falsos inspectores das finanças e seg. social

A detenção dos sete homens decorreu nas zonas de residência dos suspeitos, sendo que os detidos formavam um grupo organizado que se vem dedicando, há largo tempo, à prática de burlas e roubos em todo o país e «visava pessoas idosas e indefesas», segundo avançou a PJ, revelando ainda as autoridades que os indivíduos se apresentavam como inspetores das Finanças ou funcionários da Segurança Social e diziam ter a missão de trocar notas que iriam sair de circulação. Durante a operação, que contou com a colaboração de investigadores da Unidade Nacional Contra Terrorismo e da PJ de Setúbal, foram apreendidos cerca de 7,5 quilos de ouro, 13 viaturas, grande parte delas de grande cilindrada, e seis armas de fogo. Roberto Dores

DR

Duas tragédias numa semana PJ caça rede que resultam em seis mortos burlava idosos Praia do Ouro

Praias de Sesimbra com muita animação DEPOIS de ter animado as manhãs do Parque da Vila, na Quinta do Conde, os Sábados em Movimento prometem agitar a Praia do Ouro, em Sesimbra. Criar hábitos de vida saudáveis e estimular o gosto pela atividade física, através da promoção e divulgação das modalidades desenvolvidas por entidades do concelho, são os objetivos do Programa de Atividades ao Ar Livre – Sábados em Movimento, promovido pela Câmara Municipal, com o apoio dos ginásios - Sport City, Gym Muscle, FunFit, Flecte, Desportivo Fitness Feminino e AAD Fascínio. Pub.

Clube pondera recorrer pela captura de cães na Arrábida Associação teme despreocupação

DR

A ASSOCIAÇÃO Clube da Arrábida está a ponderar recorrer da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Almada que se declarou incompetente para obrigar a Câmara Municipal de Setúbal e a Direcção-Geral de Veterinária (DGV) a capturar mais de uma centena de cães vadios na serra da Arrábida. Em declarações ao Semmais, o presidente da associação, Pedro Vieira, explica que os advogados da associação estão neste momento a tentar perceber para onde têm de interpor o recurso, embora gabe desde já o facto de o TAF Almada «ter dado como provada toda a acusação que constava na acção popular», interposta em 2011. Pedro Vieira diz que o tribunal deu como provado que o número de ataques destes cães vadios, sobretudo na encosta de Azeitão e Setúbal, tem aumentado de forma considerável, especialmente no Inverno, aumentando o medo entre as populações locais, que temem pela sua segurança. O tribunal deu ainda como provado que estes ataques estão a por em causa

Cães vadios são ameaça

a defesa do ambiente, dado que os cães têm comido muitas lebres, fonte de alimento de outras espécies protegidas. «Isto é uma grande vitória», reafirma. Ainda que tenham sido provados estes factos, o tribunal considera que deve ser a autarquia e a DGV a decidirem o que fazer nestas circunstâncias, agindo de acordo «com princípios da conveniência e oportunidade». Alegadamente, as duas entidades estão a estudar soluções para actuar em conjunto com a Protecção Civil, a GNR e o Parque Natural da Arrábida. A Câmara de Setúbal capturou inclusive 38 cães em 2011, usando caixas de captura, laços e redes.

Pedro Vieira considera, contudo, que a autarquia deverá agora aliviar a pressão interna para captura dos canídeos, dado que o tribunal ilibou a edilidade no caso. E diz ter a certeza de que a câmara continuará a empurrar o problema com a barriga por «estarmos em pleno ano eleitoral, um período em que qualquer decisão no sentido de capturar ou abater cães vadios poderá gerar dissabores futuramente». De acordo com a estimativa do presidente do Clube da Arrábida, existe mais de uma centena de cães vadios na serra da Arrábida, no Portinho da Arrábida, no Creiro e nas já mencionadas encostas de Azeitão e Setúbal. Com a pressão exercida pelos humanos aquando dos momentos de captura, os animais têm-se embrenhado mais na vegetação da serra, dificultando todo o processo. Bruno Cardoso


Fortunato em Sesimbra pelo BE

POLÍTICA

FOI apresentado, no passado domingo, no auditório Conde de Ferreira, em Sesimbra, a candidatura bloquista às eleições autárquicas naquele concelho. Adelino Fortunato, professor universitário, é o

Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com 6

Mercês com fé nas urgências

cabeça de lista para a Câmara e José Guerra é o primeiro candidato para a Assembleia Municipal. Os candidatos apostam nos apoios à situação de emergência social vivida pelas famílias.

A CANDIDATA do PSD ao município do Montijo, Mercês Borges, recebeu a garantia de que o serviço de urgência do hospital é para continuar e melhorar. Em visita àquele hospital Mercês foi informada

pelo presidente do CA de que as valências serão mantidas, podendo também vir a receber uma unidade de saúde familiar, que permitirá diminuir o número de utentes que não têm médico de família.

Paredes sem ressentimentos acredita que os alcacerenses o queriam para novo mandato

«É difícil ser candidato independente e sabia que ia ser descartado por jogos de poder» daturas independentes é desnecessariamente burocrático e implica uma logística tão complexa que os potenciais interessados facilmente se desmotivam». Numa expressão, reafirma o autarca, «Esta situação favorece os partidos políticos e dificulta o surgimento de soluções que lhes façam uma saudável concorrência». «Não fiz mal a ninguém e ninguém me fez mal» Rejeitando «manobras de bastidores e jogos de poder», Paredes afirma ter percebido muito bem o porquê da retirada de apoio do PS à

sua reeleição. «Mais tarde ou mais cedo aqueles que não têm profissão definida e se servem dos partidos para sobreviver haveriam de me descartar», afirma ao Semmais. E nega ter algum tipo de ressentimento, porque, sugere, «Não fiz mal a ninguém e ninguém me fez mal». Sobre a percepção que tem de como os alcacerenses analisam a sua gestão, Pedro Paredes acredita que «a maioria valoriza o meu trabalho e gostaria que fizesse mais um mandato». E, em caso de não avançar, recusa a eleger um candidato para apoiar, porque, «o povo é quem mais ordena e cabe aos eleitores decidir quem me vai suceder».

DR

O

presidente da Câmara de Alcácer, Pedro Paredes, confirmou ao Semmais estar a ter dificuldades em avançar com a sua recandidatura por «falta de apoios», nomeadamente dos que, como frisou, sempre «estiveram» com ele. Mas reafirma que a decisão não está ainda tomada. Paredes observa como uma das razões para este eventual desfecho, o facto de «aqueles que criticam severamente a falta de ética de grande partes dos dirigentes partidários e dos políticos profissionais, raramente estão dispostos a envolver-se, a sério, na criação de soluções alternativas». Por outro lado, diz Pedro Paredes, «o enquadramento legal das candi-

Pedro Paredes não deverá ir a votos nas próximas autárquicas

O PS de Palmela pretende retomar as negociações para a separação das juntas de freguesia do Poceirão e da Marateca assim que António José Seguro, assumir o poder e tomar em mãos toda a legislação relativa a este dossiê polémico. A garantia foi deixada por Madalena Alves Pereira, líder da distrital do PS, durante o esclarecimento que as estruturas locais do partido decidiram prestar antes da apresentação, a contragosto, do candidato à união de ambas as freguesias. A escolha deverá recair uma vez mais sobre a actual presidente da Junta de Freguesia da Marateca, Fernanda Esfola, que sempre se mostrou desagradada «com este casamento, imposto por uma lei que não interessa, nem respeita ninguém». Apesar de a apresentação oficial do candidato só estar agendada para a semana, o PS garantiu que, caso seja poder em Palmela nos próximo mandato, não pretende fechar nenhuma delegação das actuais juntas, nem deixar cair uma das duas sedes actuais, independentemente de onde ficar a sede da futura nova mega freguesia. «Pretendemos reforçar as transferências para todas as juntas de freguesia e assumimos o compromisso de dar um trata-

JOÃO Ribeiro, candidato do PS à liderança da Câmara Municipal de Setúbal nas próximas autárquicas, prometeu desenvolver políticas, caso seja eleito presidente, que estimulem e promovam a criação de emprego, uma ambição que norteará assim as propostas que serão apresentadas futuramente pela edilidade ao Quadro Estratégico Comum 2014 – 2020. Durante a apresentação pública da sua candidatura, o socialista acrescentou que Setúbal «é uma cidade que pode e deve dar mais ao país, tendo em conta as suas potencialidades infinitas», prometendo assim gerar mais consensos em nome dessa afirmação da cidade, «há muito necessária». O candidato considera que só o PS se constitui neste momento como uma verdadeira alternativa à liderança da CDU na autarquia, tendo em conta todo a existência de um projecto «gerador de confiança, que afirma a cidade e que não esquece a sua identidade, bem como as suas gentes». «Sendo Setúbal um município que connosco será das suas gentes, é natural que haja uma maior descentralização de competências para as juntas de freguesia no futuro, orçamentos

mento igual a ambos os territórios nos orçamentos e nos planos de actividades», acrescenta Natividade Coelho, candidata socialista à liderança do município. Já o presidente da concelhia ‘rosa’, Raúl Cristóvão, prefere recordar que o partido sempre esteve na frente da batalha para garantir a continuidade das duas freguesias, tendo para o efeito aprovado moções em todos os órgãos autárquicos locais, apoiado o movimento que se constituiu para travar o processo, reunido com todos os grupos parlamentares e marcado presença, mais do que uma vez, no hemiciclo quando todas estas questões foram discutidas. «Vamos ficar com uma área de quase 300 quilómetros, com todas as dificuldades já existentes a serem agravadas», lamenta, por seu lado, Fernanda Esfola.

DR

João Ribeiro coloca emprego no topo das prioridades de Setúbal

DR

PS promete fazer renascer união da Marateca e Poceirã quando for poder

participativos, referendos todos os anos, uma diminuição progressiva do IMI e do IRS, entre outros», sublinha João Ribeiro. O socialista pretende ainda ver criado um Conselho Municipal de Juventude, uma moeda social que estimule o comércio e a economia locais, um corredor de agricultura biológica e uma «verdadeira» náutica de recreio no concelho. «É imprescindível desenvolver uma aquacultura biológica, impor prazos de validade às pedreiras na Arrábida, fazer ver à administração portuária os nossos interesses e ter voz forte para melhorar em parceria com a tutela a situação financeira da Câmara Municipal de Setúbal», sublinhou.

Paulo Edson no Seixal sem PSD cúpulas ao lado PAULO Edson Cunha apresentou a candidatura à Câmara do Seixal num jantar onde marcaram presença alguns notáveis do PSD, como Carmona Rodrigues, Virgínia Estroninho ou António D’Orey Capucho, mas onde faltaram os representantes da comissão política nacional e também da distrital. O actual vereador não deixou passar em claro essas ausências, e num discurso com muitos recados para o interior do partido, fez questão de lamentar «a ausência da direcção nacional do PSD que nem se dignou responder ao convite, nem prestou apoio logístico à iniciativa». Tendo assumido a função de vereador com o pelouro da protecção civil nos últimos quatro anos, o candidato do PSD entende que é hoje «mais conhecedor da realidade do concelho e do funcionamento de uma câmara municipal», assim como elege os seus habituais “Café com…” como uma das iniciativas de que mais se orgulha e através da qual foi possível o contacto com o eleitorado. «Senti que as pessoas passaram a recorrer a mim. Pedemme que os defenda. Nunca nego ajuda a um munícipe. Para isso fui eleito. Para isso serei eleito» foi a promessa deixada pelo candidato que aponta a abstenção como o maior adversário na corrida.

Textos de Bruno Cardoso Marta David


Mexa-se em Palmela

DESPORTO

DURANTE os meses de Verão, o município de Palmela e os parceiros do programa “Mexa-se em Palmela” propõem um conjunto de actividades físicas para que se sinta bem e em forma. De partici-

Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com 7

pação gratuita e destinado aos vários públicos, o programa para Julho e Agosto aposta nas actividades ao ar livre, que dão a conhecer o património natural do concelho e, em particular, a Arrábida.

Oliveira vai anular acordos com Câmara e Pluripar

CARTÓRIO NOTARIAL DE SETÚBAL DO NOTÁRIO LICENCIADO JOÃO FARINHA ALVES Certifico narrativamente que, por escritura de dois de Julho do ano dois mil e treze, lavrada de folhas cento e quarenta e seis e seguintes, do livro de notas para escrituras diversas número cento e setenta e um-A, deste Cartório, JOÃO MANUEL DINIS DIAS, segundo declarou, natural da freguesia de Pinhal Novo, do concelho de Palmela, divorciado, residente habitualmente na Asseiceira, CCI mil cento e dois, Poceirão, Palmela, contribuinte fiscal número 125727321, justifica ser dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrém, de veículo automóvel da marca Wolkswagen, modelo Jetta, com a matrícula VHquarenta-zero cinco. Que o indicado veículo foi por ele adquirido em catorze de Abril de mil novecentos e noventa e quatro, então já divorciado, à sociedade comercial por quotas “SIBALCAR – COMÉRCIO DE AUTOMÓVEIS, LDA”, com sede em Sines. ESTÁ CONFORME. Cartório Notarial de Setúbal, do Notário Lic. João Farinha Alves, aos dois de Julho do ano de dois mil e treze. O Notário, (Lic. João Farinha Alves)

DR

O

Pub.

A CÂMARA do Barreiro assinou, recentemente, um contrato de comodato com a Gasoline - Associação Cultural e Desportiva, para a criação da Escola de Surf, no Moinho Poente de Albur-

O presidente do Vitória, Fernando Oliveira, diz tratar-se de «passo importante»

queremos, de uma vez por todas, resolver a situação, porque os direitos de superfície do clube estão orçados em 64 milhões de euros», frisa. Fernando Oliveira diz que avança para a nova época, com o mesmo orçamento da época anterior - cerca de 1 milhão de euros com a intenção de garantir a manutenção «o mais rapidamente possível». «As expectativas são encorajadoras. A nossa equipa está recheada de juventude. Há uma mescla muito grande, com jogadores vindos da nossa equipa de juniores e de jogadores com experiência. Esperamos fazer uma boa época, uma época tranquila e garantir o quanto antes a manutenção», afirmou Fernando Oliveira. O V. Setúbal deu o tiro de partida para a nova temporada, na passada quinta-feira, com a realização dos testes médicos. No estádio do Bonfim já marcaram presença os reforços Hassan, Pedro Tiba, Min-Woo, Pedro Coronas, Tiago Terroso, Lázaro, Dani Soares e Bruno Sabino. Ney Santos,

Demissão por motivos de saúde Sobre a demissão do vicepresidente e ex-líder da SAD, Vitor Hugo Valente, o presidente esclarece que este renunciou ao cargo devido a problemas de saúde e não por causa de divergências na estratégia. «Esta renúncia apanhou-nos de surpresa. Mas pode voltar ao clube como assessor assim ultrapassados os problemas de saúde.

Pawel Kieszek não marcaram presença, tal como Kiko, ao serviço dos Sub-20, e Ricardo Horta, nos Sub-19. O V. Setúbal recebe o FC Porto, a 18 de Agosto, na 1.ª Jornada da Liga 2013/14 e fecha o campeonato, também no Bonfim, a 11 de Maio de 2014, com o Olhanense.

rica para instalação de uma Escola de Surf e desenvolvimento de actividades de sensibilização ambiental, que incluem a limpeza da praia fluvial, na qual está localizado o referido moinho.

Africanos estão na moda…

F

António Luís

presidente do V. Setúbal, Fernando Oliveira, revelou ao Semmais Jornal que na próxima terça-feira poderá ser dado um passo «muito importante» para o futuro do clube. Os sadinos vão reunirse com a presidente do município e com os responsáveis da Pluripar, com quem foram celebrados, há doze anos atrás, protocolos para a construção do novo estádio no Vale da Rosa. «A SAD do V. Setúbal precisa de autonomia para gerir o património do clube. Queremos que estes protocolos sejam anulados para podermos falar, de uma forma diferente, com os futuros investidores do clube para que possa avançar com a construção do centro comercial e de um novo estádio no mesmo local onde o clube joga», conta o líder vitoriano que se mostrou «bastante satisfeito» por, finalmente, ver uma «luz ao fundo do túnel», num processo que estava a causar alguma frustração e desgaste à direcção verde e branca. «Agora,

Escola de surf abre no Barreiro

alamos de futebol nos nossos dias, lembrando que também há períodos de moda nos meandros do “association”. É bem o caso dos cidadãos africanos, de origem e/ou nacionalidade, a marcarem presenças de vulto, em Portugal e não só. Por cá, o portista Mangala, o “leão” Bruma e o promissor “keeper” benfiquista Bruno Varela são os casos de maior sonância. O defesa do F.C.Porto, naturalizado francês, cumpriu uma época de pleno destaque e aos 21 anos de idade ei-lo como firme titular da selecção gaulesa, às ordens de “Mister” Deschamps. De Bruma muito se tem faladoe até demais… O “matulão” Bruno Varela (18 anos- 1.86m) mostrou valia internacional nos Sub-19 e Sub-20, em cenários de certa retumbância. E vem a propósito referir que nos “Esperanças” que competiram no “Mundial” da Turquia, desde 21 de Junho, havia nada menos do que 8 jovens africanos, 40% do efectivo seleccionado: Bruno Varela, Edgar Ié, Agostinho Cá, João Mário, Tomás Dabo, Aladje, Ivan Cavaleiro e Bruma, um total altamente significativo. No Vitória de Setúbal, em fase de reconstrução, podem citar-se as presenças do reforço angolano Lunguinha e do ainda mal definido Suswam, de prolongada fase de adaptação ao Bonfim. No passado, de elogiável rutilância, que não se pode esquecer, os nomes dos irmãos Conceição e José Maria e do inefável Jacinto João (todos eles angolanos) como os dos goleadores Yekini e Meyong

David Sequerra Colaborador

Nas equipas jovens dos sadinos, verdade se diga, a colheita de jovens africanos não tem sido muito famosa tiveram épocas de muita qualidade suscitando saudades actuais. Nas equipas jovens dos sadinos, de quando em vez, surgem africanos a fazer pela vida, ávidos de aproveitamento e promoção. Mas nos últimos tempos, verdade se diga, a “colheita” não tem sido famosa… À escala internacional, ao mais alto nível, há também um bom número de africanos em plano de evidência. Por exemplo: Essien, no Real Madrid, Abidal e Song, no Barcelona, Sahko e Matuidi, no Paris Saint Germain, Balotelli, em Milão/Itália e bastante gente na Grã-Bretanha tais como Yakobu, Lukaku, Sturridge, Sagna e o português Nani. E com vista a 2013/14 tudo leva a crer que a moda dos futebolistas africanos vai continuar em plano de realce. O nosso Eusébio, feliz percussor de uma tal “febre”, já lá vão 50 anos, deve sentir-se feliz. E já que escolhemos África como tema fulcral desta crónica, terminamo-la com o lamento do afastamento de angola, Moçambique e, por certo, Cabo Verde do apuramento para o “Mundial” brasileiro, em 2014.

Êxito do desporto do Barreiro saudado na Assembleia Municipal

…Os que sabem “nadar”!

A ASSEMBLEIA Municipal do Barreiro aprovou, em reunião ordinária, uma deliberação de saudação ao desporto do concelho por todos quantos contribuíram para os excelentes resultados na época 2012/13. “O desporto do concelho foi desde sempre um referência nacional (…)”, refere o texto, fazendo alusão ao futebol de 11, futsal, atletismo, basquetebol, entre outras modalidades, “que tantas

DIZ o velho rifão popular que todos quantos sabem nadar, em sentido figurado, são “filhos de peixe”. No futebol competitivo tal asserção repete-se, frequentemente, com sucessivos exemplos concretos a que a Imprensa da especialidade devota uma registada atenção. Vem isto à baila, por assim dizer, a propósito da recente inclusão do jovem Gonçalo Paciência (18 anos) na Selecção de “Esperanças”, a competir no “coração” da agitadíssima Turquia.

alegrias dão à nossa cidade”. “As modalidades viradas para o alto rendimento, a formação mas também o desporto para todos ou o lazer, têm espaço na nossa cidade”. Os resultados devem-se “ao dinamismo dos dirigentes, atletas, funcionários e associados das colectividades, bem como aqueles que acreditam e apoiam de forma desinteressada”, salienta o documento, apesar, refere, da diminuição dos apoios.

Avançado-centro, estilista e goleador, Gonçalo segue as pisadas de seu pai, Domingos que tanto brilhou no F.C. Porto e é hoje um técnico de créditos firmados. Têm figuras e estilos muito semelhantes e o júnior promete, categoricamente, uma excelente carreira. É o que lhe desejamos, desde já, agradecendo-lhe o mote para esta croniqueta de “toque” familiar. David Sequerra


Ganhe convites para a “Grande Revista à Portuguesa”, de La Feria

8

DR

Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com

Reis, direcção musical de Mário Rui, coreografia de Marco Mercier e direcção vocal de Tiago Isidro, o espectáculo reúne um elenco de primeiras figuras muito queridas do público. Marina Mota, a rainha da revista à portuguesa, regressa ao teatro em números que ficarão históricos pela sua graça e talento ao lado de João Baião que mostra a sua versatilidade numa exibição das suas multifacetadas qualidades de actor, cantor e bailarino.

Câmara e parceiros investem 850 mil euros

Músicas do Mundo celebram 15 anos com tributo ao povo do Mali

Sábado

O Festival Músicas do Mundo, o maior evento de “world music” realizado em Portugal, celebra os 15 anos com homenagem ao Mali. O programa inclui 43 de nomes marcantes e estreantes

Outro regresso ao teatro é o de Maria Vieira, após uma ausência no Brasil de três anos e que reaparece no auge do seu talento de cómica. Vanessa, a grande revelação do último Rock in Rio e a vencedora de “A Tua Cara Não Me É Estranha” interpreta os momentos mais emocionantes da revista. Para ganhar convites basta ligar 918 047 918 ou enviar email para: passatempos.semmais@ mediasado.pt

6

6

Pub.

DR

O

Femi Kuti vai encerrar o festival no Castelo de Sines, com fogo de artifício

a organização, “o festival de Verão diferente, que ajudou a tornar populares músicas antes consideradas de nichos, o festival da qualidade e diversidade”. O FMM oferece iniciativas paralelas, como exposições de fotografia, o Escola das Artes em Festa, Ateliês para Crianças, espectáculos de teatro, Contos de Tantos Mundos, Feira do Livro e do Disco, Encontros com Escritores, a homenagem a Amilcar Cabral, a plataforma Escola Terra Nova, cinema e animação com DJ Sets. Este ano, foram convidados alguns dos músicos/amigos que mais marcaram o percurso do FMM, mas

também novos artistas. Considerado um dos melhores festivais internacionais de world music, o FMM apresenta este ano 43 concertos, sendo de destacar Hermeto Pascoal, Femi Kuti, Rokia Traoré, Amadou &Miriam, Rachid Taha e Trilok Gurtu. O FMM é organizado pelo município e é cofinanciado pela Rede Urbana Mobilidade Inovação e Memória/Rede de Cidades do Litoral Alentejano, no âmbito do programa operacional Inalentejo do QREN 2007-2013, com fundos FEDER/UE e o apoio da Galp Energia - Refinaria de Sines e da Costa Alentejana - ERT Alentejo Litoral.

30 anos de Hermanias Herman José recorda 30 anos de carreira no “One (Her)Man Show”, onde apresenta uma mistura de stand up comedy com várias interpretações musicais que marcaram a história da comédia em Portugal. São revividas personagens que ficaram imortalizadas através das suas criações e interpretações. Forum Luísa Todi, Setúbal | 21h30.

Ritmos africanos Os Irmãos Verdades apresentam o CD “Afrodisíaco”. São consideradas uma das mais criativas e galardoadas bandas dos PALOP, tendo já alcançado vários discos de Ouro e Platina em Portugal, Moçambique, Angola e Cabo Verde.

António Luís Festival das Músicas do Mundo, que decorre de 18 a 27, em Sines, pretende comemorar 15 anos de festival de música com espírito de aventura, com uma homenagem ao Mali, o grande país musical de África, flagelado pela guerra e conflitos religiosos nos tempos recentes. A organização espera ultrapassar os 80 mil espectadores de 2012, tendo reduzido o preço do ingresso diário do Castelo para os 10 euros. O passe custa 50 euros. Os concertos do Castelo, à tarde, são grátis, bem como os 8 realizados no exterior. A edição de 2013 aposta no maior programa de concertos da sua história, com 43 espectáculos repartidos pelos palcos do Castelo, Avenida Vasco da Gama e Centro de Artes. Está mesmo a chegar, segundo

Cartaz...

Casino de Tróia | 22h30. Musical de Moliére Os Seconda Pratica apresentam o espectáculo musical “O Sonho de Moliére”, baseado em textos de Molière. Juntam em palco músicos de diversas nacionalidades. O elenco inclui o actor Raúl Atalaia, do Teatro O Bando, e Olga Roriz coreografa “A Sagração da Primavera”. Vale de Barris, Palmela | 22 horas.

Sábado

“Grande Revista à Portuguesa”, de Filipe La Feria, estreou, na passada quinta-feira, com lotação esgotada, no Politeama, em Lisboa. No ano do centenário do Teatro Politeama, vinte anos depois de “Passa por mim no Rossio”, La Féria volta ao espectáculo de revista, numa homenagem ao teatro nacional mais popular. Com texto, musica, encenação e cenografia de Filipe La Féria, figurinos de José Costa

Sábado

CULTURA

6

Movimento estuda regresso de “O Setubalense” às bancas UM GRUPO de cidadãos está interessado em trazer, de novo, o jornal “O Setubalense” para as bancas, depois do seu encerramento no dia 10 de Maio, devido à «falta de gestão profissional e de apoio institucional», de acordo com o ex-chefe de redacção Florindo Cardoso. Para o jornalista, é «muito importante» a sociedade «movimentar-se» para defender o recomeço de “O Setubalense”, porque é um título que faz parte da «vivência e tradição» da sociedade sadina. «Tenho esperança que isso se consiga. Não para já, mas daqui a algum tempo». A novidade foi anunciada, no dia 29, no Club Setubalense, durante o lançamento do livro “Os Últimos dias do Jornal O Setubalense”, da autoria do jornalista Florindo Cardoso. O presidente da Cáritas, Eugénio Fonseca, e Helena Matos, da Liga dos Amigos do Forum, evocou um

grupo de 10 pessoas representativas de vários sectores, que já esteve reunido e que pretende chamar a sociedade e o tecido empresarial para tentar reactivar o título. «É tudo uma hipótese. Não há nada de concreto. Tem a ver com euros e com o tecido empresarial», explicou o líder da Cáritas. Florindo Cardoso relembra que o livro conta a sua história de 14 anos ao serviço daquele jornal, com especial enfoque nos «últimos dias de agonia que fizeram sofrer os últimos dez trabalhadores antes de suspender a sua actividade». Eugénio Fonseca apelou à união entre as empresas de Comunicação Social, para que não haja encerramentos de outros títulos, e sublinhou que a suspensão de “O Setubalense” contribui para «a perda de uma oportunidade de desenvolvimento da nossa região». A seu ver, a imprensa regional «valoriza o que existe de bom numa sociedade muito individualista».


APSS devolve Sado à população

NEGÓCIOS Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com 9

A APSS abriu à população a passagem junto ao rio Sado, entre o Jardim Luís da Fonseca e a Doca de Recreio das Fontainhas, através do terrapleno do antigo Cais 3. No local foram retiradas as vedações que deli-

mitavam, colocados pilaretes limitadores e pintada sinalização horizontal reguladora do trânsito automóvel, bem como, instalado ao longo do cais um varandim galvanizado de protecção com 1,10 de altura.

259 insolvências desde Janeiro arrasam economia da região Mais um recorde amargo foi batido na região. Entre entre Janeiro e Maio deste ano faliram mais 88 empresas do que as registadas no período homólogo do ano passado. Roberto Dores

F

oi batido um novo e amargo recorde de insolvências entre as empresas do distrito. Segundo dados agora revelados Pub.

pelo Observatório Rácio - estatística sobre o mundo empresarial - 259 firmas faliram na região, entre 1 de Janeiro e 31 de Maio, superando os valores registados no período homólogo de 2012, quando os tribunais tinham declarado insolventes 171 empresas, menos 88 do que em 2013. Fevereiro apresentou-se como o mês em que mais firmas bateram com a porta (60), seguindo-se Maio (58) e Janeiro e Abril (50). Março registou 41 insolvências. Os números demonstram como a crise está a acelerar ao longo dos últimos anos. Por exemplo, face a Maio de 2011 registamse mais 123 falências e mais 137 do que em 2010, segundo dados

revelados na altura pelo Centro de Estudo do Instituto Informador Comercial. Comércio e imobiliário na linha escura Ainda segundo o Observatório Rácio, o comércio sofreu um duro golpe na região, com o fecho de 50 estabelecimentos, enquanto o ramo imobiliário assistiu à insolvência de 31 empresas. As actividades especializadas em construção perderam 12 firmas. O agravamento das dificuldades das empresas tem encontrado tradução na formação de verdadeiros «ciclos viciosos», caracterizados pelo «atraso nos paga-

mentos a fornecedores, redução do fundo de maneio, incumprimento de obrigações e pressão crescente dos credores com execução de garantias reais.» Uma fatal conjugação para as empresas do distrito Recorde-se, como o Semmais já avançou, que no último ano o desemprego disparou para números cruéis no distrito de Setúbal, passando dos 35217 desocupados para 50036. Valores actualizados em Maio. Ou seja, há mais 14819 pessoas sem trabalho, o que significa que a cada dia que passa 40 residentes na região perdem o emprego, segundo os dados oficiais do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Portos de Sines e Miami ‘irmãos’ OS PORTOS de Sines e de Miami tornaram-se ‘irmãos ‘através da celebração de um acordo celebrado a 1 de Julho. O acordo resultou de contactos e trabalhos anteriores, sob o patrocínio da AICEP e da

embaixada dos Estados Unidos, tendo sido preparados os termos necessários com vista ao fomento e partilha de informações e experiências e realização de acções comerciais entre as duas entidades.

Região tenta combater crise na rua Os dados que ilustram a crise têm levado, sucessivamente, os sadinos à rua para protestarem contra as medidas de austeridade, como é o exemplo de José Silvestre, de 38 anos, operário do ramo automóvel, que considera «inconcebível» ter começado a trabalhar mais sete dias, acabando por levar menos dinheiro para casa. «Perdi os três dias de férias a que tinha direito, porque nunca faltava e passei a pagar mais impostos», resumiu, garantindo que o seu orçamento familiar está hoje mais reduzido. «Nunca pensei em empobrecer estando a trabalhar, mas é isso que está acontecer comigo»,

disse, enquanto também a classe docente se tem feito ouvir. Apesar da recente acalmia, Alexandre Silva foi um dos professores que protestou não só contra a mobilidade e o aumento das 40 horas, «que são questões gravíssimas», sublinhou, mas também quis levantar a voz para tentar combater o que considera ser a «descredibilização do sistema educativo». E deixou uma pergunta à navegação: «Que motivação tem um professor deslocado para preparar seja o que for, longe da família e com enormes encargos? Chegámos a um ponto de que não há memória no ensino.»


LOCAL Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com 10

1º Festival de Verão de Palmela ATÉ este domingo, o Parque Venâncio Ribeiro da Costa, junto ao Castelo de Palmela, continua a ser palco do 1.º Festival de Verão. Com muita música, desporto, homenagens às personalidades

desportivas do concelho que mais se têm destacado e a participação activa do movimento associativo local, este festival marca o início da estação estival com muita animação e convívio.

Folclore em Praias do Sado O 37.º FESTIVAL Internacional de Folclore, organizado pelo Rancho Folclórico das Praias do Sado, com apoio da Câmara de Setúbal, realiza-se este sábado, às 21h30, no auditório José

Afonso, em Setúbal, com a participação de sete grupos, de Portugal, Espanha e França. Antes das actuações os participantes são recebidos pela autarquia, no salão nobre do município.

DR

Moita cede palacete

Da nova vinha que já está plantada na quinta do Centro Jovem Tabor irá ser produzido vinho de qualidade graças ao apoio da Casa Ermelinda Freitas

Parceria com ‘Casa Ermelinda Freitas está a dar frutos

Centro Tabor ‘rural’ lança vinha solidária

O

Paulo Lourenço confessa que foi fácil chegar a acordo com a Casa Ermelinda Freitas para a implementação do “Vinha Solidária”. «Notámos que houve uma forte motivação e empenho desta empresa em desenvolver projectos de responsabilidade social na região onde está inserida, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das populações mais desfavorecidas», explica Paulo Lourenço, que faz votos para que a vinha da instituição dê «boa uva, a qual será adquirida pela Casa Ermelinda Freitas, para a produção de vinho». Já no ano passado, os utentes do CJT produziram 200 potes de

compota de doce de laranja. O produto, feito à base das laranjas da quinta, destinou-se ao consumo interno e para oferecer a várias entidades que têm apoiado a instituição ao longo dos seus 25 anos de existência. O próximo projecto a avançar no terreno é o “Semear Mais Solidariedade”, destinado a criar 37 hortas solidárias e, também, uma exploração pecuária para fins domésticos, com produção «não intensiva», que conta com apoio da Fundação EDP. Concorreram 1 211 instituições, a nível nacional, e o CJT foi um dos 51 projectos contemplados.

Centro Jovem Tabor, em Setúbal, deverá inaugurar em Julho, nos seus terrenos, a sua “Vinha Solidária”, com as dimensões de um hectare. O projecto nasceu de uma parceria com a Casa Ermelinda Freitas, empresa de Fernando Pó, com vista a boas práticas de responsabilidade social e ética corporativa, e está orçado em mais de 24 mil euros. A plantação dos 4 mil pés da casta moscatel já está concluída no terreno da quinta da instituição. Paulo Lourenço, director daquela instituição privada de solidariedade social, revelou que se trata de um projecto que fazia falta na instituição que acolhe 24 jovens,

dos 12 aos 18 anos, com diversos problemas sociais e familiares. «Este projecto social, que vai ocupar os seus jovens e funcionários, inserese no Plano de Desenvolvimento Estratégico da nossa instituição, o qual se destina a melhorar e valorizar o nosso património rural. Destina-se, também, ao desenvolvimento de actividades de suporte à formação profissional dos jovens, na área da Viticultura e à melhoria da sustentabilidade económica e ambiental», sublinha Paulo Lourenço.

Palmela discute plano de energias

Cantora Áurea vai ser condecorada por Santiago

Sesimbra incentiva criação musical

O PLANO de Acção para a Energia Sustentável de Palmela vai estar em foco na sessão, dirigida às empresas, agendada para o dia 10, às 14 horas, no auditório da biblioteca local. Este plano, cuja versão preliminar está a ser debatida com os agentes económicos e sociais e com a sociedade civil, contempla medidas dirigidas à autarquia, às empresas e à população, assumindo-se como um instrumento fundamental para assegurar o cumprimento, a nível local, do compromisso de reduzir as emissões de CO2, através da utilização racional de energia e do aproveitamento de fontes de energia renováveis.

O MUNICÍPIO vai atribuir as medalhas de Honra e Mérito Municipal à cantora Áurea e à modelo e apresentadora Vanessa Oliveira, no âmbito do Dia do Município. A cerimónia vai ter lugar no parque verde da Quinta do Chafariz, em Santiago do Cacém, no próximo dia 24, às 21h30. Num total de 37 condecorações, três são de Honra e 34 são de Mérito Municipal, atribuídas a personalidades e entidades que se notabilizaram em diversas áreas. Entre os agraciados estão os nomes de Áurea, natural de Alvalade, uma das figuras de proa da música ligeira nacional, cujos trabalhos já conquistaram discos de ouro e de

O ANFITEATRO da Boa Água, na Quinta do Conde, é palco, este sábado, às 22 horas, do 4.º Festival de Música Moderna de Sesimbra. The Pilgrims, Vicious Theories, Clube de Música da Escola 2,3/S Michel Giacometti e os rappers Set e Criatura são os grupos que vão actuar este ano, com entrada livre. Divulgar e apoiar os mais recentes valores musicais do concelho e incentivar a criação de novos projectos são os objectivos do evento. Além desta exibição, as bandas vão ainda subir ao palco do teatro João Mota, nos dias 8 e 15 de Agosto.

DR

Melhoria da qualidade de vida dos mais desfavorecidos

Áurea , é já uma estrela nacional

dupla platina, além de várias distinções nacionais e internacionais; e Vanessa Oliveira, modelo/apresentadora que viveu em Santo André e que é hoje um dos rostos de maior sucesso na televisão.

A REUNIÃO pública descentralizada do município, realizada no dia 26, na sede da Banda do Rosário, aprovou a cedência, em direito de superfície, do palacete da Quinta da Fonte da Prata à Fundação Santa Rafaela Maria. O palacete possui uma área de 10 136,70 metros quadrados e um valor patrimonial total estimado em cerca de 215 500 euros. Este imóvel será utilizado para o desenvolvimento das actividades da comunidade de irmãs daquela Fundação, em prol da população em geral e da comunidade da urbanização da Quinta da Fonte da Prata em particular. De referir que, actualmente, as áreas de intervenção da referida Fundação junto da comunidade são o Centro de Educação Não Formal e Formação Profissional e o Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes, desenvolvendo ainda outras actividades de apoio às famílias e à sua integração na vida activa e combate ao desemprego.

Barreiro assegura transportes para praias da região OS TRANSPORTES Colectivos do Barreiro estão de regresso com as viagens para as praias, até 1 de Setembro, de terça-feira a domingo. Às terças e sextas-feiras, os transportes deslocam-se à Fonte da Telha; às quintas, a Sesimbra; às quartas-feiras e sábados, à Figueirinha, em Setúbal. Um adulto paga 4,30 euros e as crianças 2,60. Partem às 9 horas, nos dias úteis, e 8 horas, aos sábados. O regresso, dias úteis/sábados, é às 18 horas. A 7, 14, 21 e 28 deste mês, sempre ao domingo, os TCB vão, respectivamente, à Comporta, às piscinas de Venda Novas, Carvalhal e à praia Fluvial/Barragem do MaranhãoAvis. Partem às 7 horas e regressam às 18 horas. Os passageiros pagam 7,50 euros. A partida para as piscinas é às 7h30 e o regresso às 18 horas. Os bilhetes estão disponíveis em todos os postos de venda de títulos dos TCB.


11

Sábado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com

O espírito jovem e a criatividade artística está patente no trabalho de meses

Oito marchas de Almada mostram-se talento aos júris AS OITO marchas de Almada exibem-se este sábado ao júri, com as suas coreografias e surpresas, pelas 22 horas, no pavilhão do Feijó. A marcha da Associação Rumo ao Futuro, extra- concurso, com o tema “Almada é um Jardim”, abre o desfile, seguindo-se as actuações das marchas da Kapa Rica (“Um outro dia de Liberdade”), Figueirinhas (“Figueirinhas nestes amores ribeirinhos”), Centro Comunitário PIA II (“Regresso das Hortas à Caparica”), Beira-Mar de Almada (“Cacilhas no dia da Independência”),

Pragal (“Isto é Pragal, isto é História”), Costa da Caparica (“O Fado foi alémfronteiras”), Monte de Caparica (“Almada – Escola de vida”) e Al-Madan (“Coração azul e ouro”). O júri, que vai atribuir o 1.º, 2.º e 3.ºs lugares, e os Prémios Avenida, Arcos, Coreografia, Trajes, Música e Letra, é constituído por Fernando Filipe (Câmara de Almada), Aurora Bargado (artista plástica), Andreia Pacheco, (coreógrafa), Sónia Benite (figurinista), Sieg Fried Sugg (músico) e Samuel (letrista). O bilhete custa 4 euros.

Encontro de corais encanta na cidade de Sines O CORAL Atlântico realiza dois eventos este sábado, no Centro de Artes de Sines. Às 16 horas, tem lugar o encontro de coros juvenis, com o Coral Atlântico Juvenil e um coro convidado, sendo que às 21h30, realizase o encontro de coros adultos, com o Coral Atlântico, Coral

Ideias do Levante (Lagoa) e Coral Notas Livres (Vendas Novas). O Coral Atlântico foi criado em 2005, por iniciativa da direcção dos Serviços Sociais das Autarquias de Sines. É constituído por trabalhadores e familiares de trabalhadores autárquicos e membros da comunidade.

Setúbal debate associativismo DR

NAVEGAR a bordo de um galeão do sal, descobrir salinas e campos de arroz, participar em passeios temáticos, realizar passeios pedestres, experimentar desportos náuticos e observar aves são algumas das propostas do programa “Alcácer dos 5 Sentidos”, para o segundo semestre do ano. A primeira actividade é já este sábado, com uma viagem de canoa entre a Comporta e a praia de Murta. O ponto de partida é no cais da Comporta, para uma aventura de canoa no Estuário do Sado, onde se desfruta de uma paisagem única e há a possibilidade dos golfinhos fazerem uma visita. A viagem termina na “praia” de Murta, local que muitos pescadores utilizam como porto de abrigo. A acompanhar o programa está a mostra gastronómica “Sabores de Alcácer”, que inclui pratos temáticos que remetem para a época do ano. São 17 os restaurantes aderentes, que em Alcácer, na Carrasqueira e na Comporta mostram a sua grande riqueza gastronómica.

INICIATIVAS

Festas apreciadas pelo povo

Seixal acolhe festas de Arrentela DE 10 a 14 deste mês, na antiga Companhia de Lanifícios, decorrem as Festas Populares de Arrentela. Os grupos corais e folclóricos e os concertos de Fernando Correia Marques (dia 10, Mónica Sintra (dia 14) e Secret Lie (dia 13) são alguns dos destaques das festividades. Além da animação musical, bailes e provas desportivas, as festas de Arrentela apresentam a ExpoFesta, uma exposição de actividades económicas, associações e instituições, aberta todos os dias, das 20 às 24 horas. As festas abrem no dia 10, pelas 21 horas, com o desfile dos Tocá Rufar.

Grândola antecipa entrega de cheques a estudantes carenciados O MUNICÍPIO antecipou para Junho a entrega dos cheques da Acção Social, que habitualmente ocorre em Setembro, a 141 famílias do concelho, a que corresponde 24 por cento da população escolar do 1.º ciclo do ensino básico. Das famílias apoiadas, 60 por cento recebe escalão A e 40 por cento escalão B. Esta antecipação da entrega dos cheques, que se destinam à aquisição dos livros e material escolar para o ano lectivo 2013/14, visa proporcionar às famílias mais tempo para a aquisição dos materiais, e simultaneamente, permitir ao comércio

local, parceiro do município na comercialização dos livros e materiais escolares às famílias carenciadas, uma gestão atempada com vista à aquisição e disponibilização do material escolar requerido. Estes auxílios económicos enquadram-se nas medidas de acção social do município na área da educação, e destinam-se a apoiar alunos inseridos em agregados familiares economicamente desfavorecidas, que por esse motivo, têm um apoio social para a comparticipação dos encargos directos com a escolaridade obrigatória.

Montijo promove férias de Verão para os mais jovens

INEM atribui ambulância de socorro a bombeiros de Alcochete

ATÉ 31 de Agosto está a decorrer o “Férias Activas 2013”, dirigido às crianças e jovens entre os 6 e os 18 anos. Esta iniciativa é uma parceria entre o município e o movimento associativo do concelho que pretende contribuir para a melhoria da qualidade de vida e de formação pessoal, desportiva, educativa e social dos mais jovens. A ocupação saudável dos tempos livres dos jovens desta faixa etária assume «um papel determinante na sua formação e desen-

OS BOMBEIROS Voluntários de Alcochete acabam de receber uma ambulância de socorro do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). Trata-se de um veículo que era uma exigência antiga dos bombeiros e do município, por forma a socorrer situações de emergência médica préhospitalar. A ambulância, que está equipada com desfibrilhador automático externo, um importante recurso para a assistência às paragens

volvimento», refere o município. Os jovens podem inscrever-se na oferta desportiva, cultural e educativa de diversas entidades, através das quais, podem, ainda, participar no conjunto de actividades proporcionadas pela Câmara, tais como, visitas guiadas ao Moinho de Maré do Cais, Museu Municipal Casa Mora, Moinho de Vento do Esteval, Museu Agrícola, ao Mercado Municipal, percursos pelas freguesias do concelho, entre outras.

cardio-respiratórias, vai funcionar nas instalações dos bombeiros. As ambulâncias de socorro do INEM visam estabilizar os doentes que necessitem de assistência durante o transporte para uma Unidade de Saúde. O INEM paga, ainda, um determinado quantitativo por cada serviço prestado pelas corporações de bombeiros que têm aí localizada uma viatura cedida pelo Instituto. Além disso, atribui subsídio trimestral para comparticipar as despesas da corporação.

O MOVIMENTO associativo debate este sábado, no auditório Charlot, em Setúbal, aspectos relacionados com o futuro da sua actividade. “Associativismo: Que necessidades? Que respostas?” é o tema deste 8.º Encontro de Dirigentes Associativos de Setúbal, com início às 9h30.

Barreiro lança livro O LIVRO “Barreiro, uma reserva com gente e natureza” vai ser lançado no dia 8, às 19 horas, na Cooperativa Popular Barreirense. A obra, da autoria de Paulo Caetano e Joaquim Pedro Ferreira, pretende dar visibilidade à Reserva Natural Local do Sapal do Rio Coina e Mata Nacional da Machada e à componente humana que a preenche.

Propostas para os mais novos DURANTE o Verão, o município almadense propõe um conjunto de actividades para crianças e jovens. Oficinas criativas e horas do conto são algumas das propostas que decorrem na Casa da Cerca, no Museu Naval e nas bibliotecas municipais de Almada e de Maria Lamas, na Caparica.

Exposição de desenhos NA BIBLIOTECA de Pinhal Novo está patente uma mostra de desenhos de Carolina Ventura. A artista, que frequenta o 12.º ano, começou a dedicar-se à experimentação artística desde muito cedo, mas foi no 8.º ano, em Educação Visual e Tecnológica, que descobriu a paixão pela arte.

DR

DR

Álcacer dos 5 sentidos está de regresso

Carolina Ventura expõe


Sรกbado // 6 . Jul . 2013 // www.semmaisjornal.com Pub.

Semmais 6 julho  

Edição 6 de Julho

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you