Page 1

SUPLEMENTO ESPECIAL

JORNAL DA UFV Viçosa (MG), 15 de julho de 2009 | Publicação da Divisão de Jornalismo da Coordenadoria de Comunicação Social | semanadofazendeiro.blogspot.com

Leilão de Equinos agitou a SemFaz Thiago Araújo

Luiz Ataíde da cidade de Passatempo-MG e sua mais nova aquisição, o cavalo Apache

O Leilão de Equinos que aconteceu na noite de ontem no setor de Equideocultura foi um sucesso, prova disso é sua arrecadação que ultrapassou a barreira dos 20 mil reais.

O evento que já é tradicional na Semana do Fazendeiro teve sua primeira realização ocorrida há mais de 20 anos. Segundo um dos organiza-

dores, Giovanni Ribeiro de Carvalho, a escolha dos animais que vão a leilão sempre foi feita de forma balanceada, tendo tanto cavalos mais novos como os da raça bretã, quanto animais mais idosos como um muar vendido ontem por dez vezes seu preço inicial. “Ventania” foi levado por 1.000 reais. As cerca de 400 pessoas que compareceram no setor puderam acompanhar disputas acirradas pelos animais leiloados, como foi a venda da égua prenha Vistosa que saiu por 1.850 reais. Os grandes compradores da noite foram a dupla Luiz Ataíde e Claret Rodrigues da cidade de Passatempo (MG)

que arremataram nada menos que seis dos dezessete animais que estavam no leilão. Segundo Ataíde (na foto com o cavalo Apache) essa foi a primeira vez que ele esteve na SemFaz e que no ano que vem ele deve voltar para mais aquisições. Os três animais mais caros da noite foram (na ordem) os cavalos Apache (2.600 reais) e Vigilante (2.550 reais) e a égua Gralha (2.150 reais) que juntos renderam 30% do valor total arrecadado. A tabela de vendas e a cobertura completa do leilão de equinos você confere em nosso blog: semanadofazendeiro.blogspot.com.

Diversidade artesanal na Semana do Fazendeiro Semana do Fazendeiro é também sinônimo de cultura, prova disso é o artesanato exposto na feira que acontece no espaço Multiuso da UFV. Colchas, brincos, caixas de madeira, bordados e varidos artigos para decoração de vários locais do país estão sendo comercialização em estandes montados no local. Contudo, não só apenas o tradicional artesanato faz sucesso com público, um exemplo é o feito com garfos. “Os garfos tornam-se carros, dragões, aranhas e outros objetos apenas com a força das mãos e alicates para amassar”, destaca o artesão Samuel Santos, de Visconde de Rio Branco- MG, que participa pela segunda vez da feira.

As bonecas enfeitadas também chamam a atenção, principalmente das meninas. Coloridas e bem iluminadas, as bonecas são produzidas e comercializadas em Belo Horizonte pela artesã Dermaly Salgado. No estande artesanal de Maria das Graças dos Anjos, além dos artigos decorativos produzidos pela associação de artesãos de Ponte Nova e micro-região (Asapom) também estão expostas as iguarias da culinária da Associação dos produtores da agroindústria do Vale do Piranga (APROVAPI). Marinha Costa veio de mais longe, de Almenara no Vale do Jequitinhonha, para

participar pela primeira vez e trouxe sua produção de colchas ilustradas, caixas de madeira, bolsas, entre outros.

Toda esta diversidade de produtos estará no espaço Multiuso até sábado,18, após o término das atividades da Semana do Fazendeiro. Lara Carlette

Caixas de madeira, bonecas, quadros, panos de prato compõem a variedade da feira


Apresentações de Teatro na Semana Na noite de ontem aconteceu no espaço Multiuso a apresentação da peça de teatro “Visita de P.H. Rolfs e Arthur Bernades”. A proposta do diretor Fabrício Henrique era trazer uma arte diferente no espaço cultural mostrado nas Semanas do Fazendeiro, dessa forma os atores convidados incenaram a peça no meio do público, após o show de música dos Tambores do Buieié. A temática rural expós de forma divertida um diálogo, nos dias de hoje, entre as duas personalidades mais importantes de Viçosa: professores Arthur Bernardes e P.H. Rolfs.

Hoje, 15, ao meio dia acontecerá enfrente ao Restaurante Universitário a apresentação da peça “Curta as Curtas”, espétaculo de cenas curtas com temas variados montado pelos alunos do Projeto Teatro Solidário, da Escola Estadual Effie Rolfs. Na sexta-feira, 17, Fabrício também estará oferecendo a oficina “Teatro Terapia”. É a primeira vez que esta oficina será ministra na Semana do Fazendeiro e ela tem como objetivo levar o conhecimento dessa arte em uma grande brincadeira. As inscrições podem ser feitas no Centro de Vivência.

Lara Carlette

Atores que encenaram o espetáculo no espaço Multiuso na noite de ontem

“ Neste momento de tantas comemo r a ç õ e s , o espetáculo r esgatou a histór ia da uni v er s i dade, misturou os tempos e os personagen s . F o i , s e m dúvida, m uito diver tido. Ador e i .”

Agenda Cultural Quarta-feira, 15

Dança - Multiuso

13h Grupo de Dança da Terceira Idade 14h30min Dança Coral com a prof. Teinha 15h30min Grupo Cantoria Irmandade Banto da Associação Quilombola Herdeiros do Banzo

Filme

16h - Cine Carcará O Bicho vai pegar II

Teatro

12h - enfrente ao RU Curta as Curtas

Shows - Multiuso

12h30min Palco aberto para apresentações de talentos dentre os participantes da Semana e outros grupos 16h30min Amigos da Viola 19h30min Pena Branca

SUPLEMENTO ESPECIAL PUBLICAÇÂO DA UNIVESIDADE FEDERAL DE VIÇOSA REITOR Luiz Cláudio Costa VICE-REITORA Nilda de Fátima Ferreira Soares

F ilip e d e Pa u la S a n t os, estudante

Carreta da Cemig no trajeto do conhecimento A carreta intinerante da Cemig é uma das novidades desta Semana do Fazendeiro. O objetivo é mostrar um pouco das formas de geração, transmissão e distribuição de energia, além de dar dicas de segurança e de utilização da mesma para os participantes da semana. Nela estão montados 3 TVs de 42 polegadas e 3 estações de multimídia para transmitir vídeos didáticos e técnicos que orientam o consumidor. Esta carreta faz parte do projeto “Energia para a Vida” do programa que leva informações aos cidadãos. Ela existe à 19 anos e pecorre todo o estado de Minas Gerais participando de eventos, feiras e praças. A carreta está localizada em frente do Centro de Vivências e fica aberta das 13 às 22 horas. PRÓ-REITOR DE EXTENSÃO E CULTURA

Gumercindo Souza Lima

CHEFE DA DIVISÃO DE EXTENSÃO Marisa Barletto CHEFE DA DIVISÃO DE EVENTOS Regina Célia Pereira da Silva DIVISÃO DE ASSUNTOS CULTURAIS Alba Pedreira Vieira

Maristela Leão

Carreta da Cemig estacionado enfrente o Centro de Vivência

O que é a Troca de Saberes? Buscando uma forma diferenciada de compartilhar conhecimentos, a Semana do Fazendeiro realizará durante toda esta quarta-feira a Troca de Saberes . O evento será realizado em tendas montadas em frente a Praça de Vivências (Itaú) com as temáticas “Terra e Água”, “Plantas e Bichos” e “Mundo

do Trabalho” e será coordenado por professores e técnicos. Na ocasião, os participantes poderão fazer relatos de suas experiências e informações, além de discutir tradições e descobertas, motivo pelo qual o dia será integralmente reservado a “Troca de Saberes”, não sendo realizados os minicursos.

SECRETÁRIA PERMANENTE DA SEMANA DO FAZENDEIRO Vera Daian COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Kátia Fraga CHEFE DA DIVISÃO DE JORNALISMO E JORNALISTA RESPONSÁVEL José Paulo Martins (MG 02333JP)

REDAÇÃO José Paulo Martins Lara Carlette Maristela Leão Thiago Araújo

REPRESENTANTE DA CCS NA COMISSÃO DE DIVULGAÇÃO

Edilson Camilo Mendes

IMPRESSÃO Divisão de Gráfica Universitária

www.semanadofazendeiro.ufv.br semanadofazendeiro.blogspot.com twitter.com/semfaz

Jornal da UFV/Semana do Fazendeiro  

Suplemento diário da Semana do Fazendeiro