Issuu on Google+

FEV| 2010

Ano 6 Edição N.º 43 Quadro de Campo Grande/MS Entidade de Carater Social e Filantrópico SELETA SOCIEDADE CARITATIVA E HUMANITÁRIA • FUNDADO EM 25 DE JULHO DE 1926

WWW.SELETAMS.COM.BR

Secretaria intensifica ações contra à dengue A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) disponibilizou uma equipe de combate à dengue formada por mais de 400 agentes de saúde pública e 1.200 agentes comunitários. Todos os bairros da Capital estão sendo visitados, sendo que os locais com maior

número de notificações e focos do aedes aegypti receberam prioridade nas ações de prevenção e controle do mosquito. No mês de janeiro desse ano foram notificados 6.357 casos de dengue em Campo Grande, desse total o número de casos confirmados foi 131. Página 3

Campo Grande ganha Centro de Belas Artes O prefeito Nelson Trad Filho acompanhado do governador André Puccinelli assinou no dia 11 último, a ordem de serviço para construção do Centro Municipal de Belas Artes (1ª etapa). A Prefeitura obteve recursos junto ao Ministério do Turismo

e dará uma contrapartida – no total de R$ 6,5 milhões. Esta é uma obra complementar do Programa de Desenvolvimento Integrado do Município de Campo Grande, mas não conta com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Página 3

Lula ressalta potencial de Mato Grosso do Sul O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou a unidade industrial da Fibria e da International Paper (IP), destinadas a fabricação de celulose e papel, em Três Lagoas pela primeira vez no dia 19 último. Ao lado do governador André Puccinelli, o

presidente relembrou o início do projeto - consolidado há um ano, no governo de André, com o começo das operações - e destacou o grande potencial dessa região do Estado e ainda previu o crescimento e a transformação de Três Lagoas em uma metrópole. Página 4

Centenas de jovens participam do processo seletivo da Seleta No domingo, dia 7 de fevereiro, centenas de jovens compareceram na Escola Estadual 26 de Agosto para participarem do processo seletivo do curso de Auxiliar Administrativo e de Escritório da S::S::C::H::. Os candidatos concorreram a 240 vagas disponibilizadas pela Seleta. De acordo com o setor pedagógico da Entidade, dos 420 inscritos, 60 candidatos faltaram às provas. Página 7

Programa Menor Aprendiz oferece 56 vagas para MS Os Correios disponibilizaram 56 vagas para Mato Grosso do Sul, destinadas ao processo seletivo nacional do Programa Jovem Aprendiz. Serão oferecidas 39 vagas para Campo Grande, 11 para Dourados e seis para Três Lagoas. As inscrições vão até o dia 26 de fevereiro. O jovem será contratado por um período

de dois anos, com jornada de quatro horas diárias (20 horas semanais). Desse total, oito horas serão destinadas à formação técnico-profissional em Auxiliar Administrativo. Nas 12 horas semanais restantes, o aprendiz se dedicará às atividades de iniciação profissional que serão desenvolvidas nas unidades administrativas dos Correios. Página 5

Programas Sociais atendem mais de 76 mil famílias O alcance direto dos programas sociais a 76 mil famílias foi apresentado pelo governador André Puccinelli aos deputados estaduais, durante a abertura da Sessão Legislativa. Na área de assistência social e, especialmente, na inclusão social, o Governo do Estado procurou reduzir as desi-

gualdades e aumentou a população beneficiada. O número de atendidos pelo Programa Vale Renda chegou a 60 mil. Um total de 15 mil famílias indígenas foram contempladas com cestas básicas de alimentação, e mais de 1.000 universitários com os Programas Vale Universidade e Vale Universidade Indígena. Página 5

Entidades arrecadam donativos para o Haiti Entre os dias 21 de janeiro e 12 de fevereiro, diversas entidades realizaram a campanha “MS SOS Haiti – Afro Ação” para ajudar a população haitiana vítima do terremoto que destruiu quase toda a infra-estrutura daquele país. A iniciativa arrecadou cerca de 2.000 kg de donativos entre roupas, calçados, produtos de higiene e limpeza, roupas de cama e alimentos não-perecíveis (específicos para catástrofes) como: leite em pó, achocolatado, farinhas, arroz, açúcar, e bolachas. Página 3


2

JORNAL SELETA - FEVEREIRO DE 2010 CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL

Editorial

Momento Literário

O Poder da União

Por: Salvador Ferreira dos Santos ::

Gabriel Moreira dos Santos Presidente da S::S::C::H::

Terminadas as férias, o carnaval é hora de colocar os projetos em ação. Estamos nos preparando para receber os 240 adolescentes que integram a primeira turma de 2010 do curso de Auxiliar Administrativo e de Escritório. Toda equipe pedagógica da Seleta já está preparada para recebê-los no próximo dia 08, quando iniciam as aulas. Quero já desejar a todos boas vindas e que aproveitam ao máximo essa oportunidade. O curso vai preparálos para o mercado de trabalho, mas depende de vocês conquistarem uma vaga. Agradecemos também aos pais, que confiaram seus filhos a nós e temos a certeza que sairão daqui capacitados e prontos para uma vaga de emprego. Ainda em relação aos nossos adolescentes, quero mais uma vez pedir que você seja nosso parceiro. Firme convênio com a Seleta e contrate um dos nossos adolescentes. Além de praticar a solidariedade, você também estará ajudando uma família. Pense nisso. Também quero destacar as nossas ações sociais, entre elas a arrecadação de donativos para o povo do Haiti. Peço a colaboração de todos para que juntos possamos ajudar esse povo tão sofrido. As doações podem ser entregues na própria Seleta. Temos muito trabalho durante todo ano. E queremos contar com vocês para colocarmos em pratica. Com os seletianos, as seletianas que realizam um grande trabalho frente ao Departamento Feminino, com os funcionários e principalmente com os nossos parceiros. Juntos podemos fazer muito mais. Contamos com todos!

EXPEDIENTE

- Qual a importância de uma gota d’água? Pouca com certeza. - Então porque a chuva molha tanto? - Porque é capaz de paralisar inclusive, o trânsito de uma cidade? É porque todas as gotas d’água descem pequeninas, fininhas, mas descem juntas. Se uma gota descesse sozinha, isolada das outras, ninguém importaria. Mas as gotinhas descem de mãos dadas. Todas na mesma hora, e conseguem formar rios, transbordalos e causar grandes enchentes. Dez gotinhas não fazem nada, mas bilhões, trilhões de gotinhas fazem uma tempestade. Descendo juntas, combinadas, companheiras, amigas, impõem respeito, chegam a causar medo. Vejam como as coisas pequenas

podem transformar o mundo. E se todos nós agíssemos como gotinhas d’água! Se vivêssemos unidos, combinando e agindo em equipe, como fazem as gotinhas! Certamente mudaríamos o mundo. Somos pequenos individualmente, mas unidos tornamos fortes, poderosos! Sozinhos, pouco fazemos. Nada ou pouca coisa podemos mudar. Somos como uma gota d’água que pouco efeito causa. Passamos desapercebidos. Se todos os seres humanos de bons costumes, que buscam a verdade, se unissem, falassem, anunciassem a verdade e praticassem o amor, a cidade, o mundo seria sacudido de norte a sul. Seria como um grande trovão, todos ouviriam. Afinal, o que é a chuva? É a união

de pequeninas gotas d’água, mas que descem juntas, pertinho uma das outras. Descem na mesma hora e alagam a terra, molham os pastos, a lavoura, enchem os açudes, atingem as raízes das arvores, penetram nas grandes montanhas. Porque não nos unimos como a chuva? Veja o que faz a união. Aprendamos com o exemplo dos bilhões de gotinhas, que unidas, descem e agem ao mesmo tempo sobre a Terra. Porque ficamos isolados? Unidos combatemos a vaidade, a inveja, o orgulho, o radicalismo, a prepotência e a arrogância. Cultive a humildade, a caridade, a tolerância, a união e alcançaremos a Paz. Nossa força está no poder da União!

Profissão

PRODUÇÃO EDITORIAL A produção de um livro envolve desde um projeto gráfico bem planejado até a escolha do papel certo. Os detalhes todos passam pelo crivo do profissional de editoração. Ele precisa entender não só de texto, mas também de imagem. E as opções de atuação não se limitam aos livros: vão de revistas e sites a audiolivros, livro-clipe, CDRoms, documentários e animações em 3D. O conhecimento e as ferramentas para trabalhar na área são ensinados no curso de editoração ou produção editorial. De um calhamaço de textos a um projeto gráfico planejado, o livro percorre um longo caminho até chegar às prateleiras. O trabalho do editor ou produtor editorial inclui revisão de texto, composição e paginação do livro e confecção da capa, entre outras atividades. A produção de livros responde por grande parte da área. No entanto, o mercado abre espaço para novas tec-

Jornal Seleta é uma publicação mensal da Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária Presidente: Gabriel Moreira dos Santos 1º Vice Presidente: Amilton Nantes Coelho 1º Secretário: Milton Rosa Sandim 1º Tesoureiro: Alfredo José de Arruda

nologias, que permitem uma grande diversificação do trabalho do produtor editorial. O gosto por texto e o domínio da escrita não bastam. É preciso também ter conhecimento de imagem e programação visual. O profissional pode atuar em gráficas, editoras, agências multimídia, escritórios de comuni-

Gerente Adm.: Gilbraz Marques Jornalistas: Mirella Bernard/DRT 121 MS Nádia Bronze/DRT 141 MS Comercial: Francisco Perobelli Diagramação: Alex Freitas Res. Gráfico: Alexandre Belchior

cação e bureau gráfico. A profissão não é regulamentada, portanto não há piso salarial para a categoria. O profissional em início de carreira costuma ganhar entre R$1.500,00 e R$2.500,00, dependendo da área de atuação. Com informações do G1

Tiragem: 5.000 exemplares Impressão: Gráfica Qualidade Rua Pedro Celestino, 3283 Bairro São Francisco CEP: 79002-320 • Fone: 67 3356-4620


3

JORNAL SELETA - FEVEREIRO DE 2010 CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL

Escola Profissionalizante está com matrículas abertas

A Escola Profissionalizante 26 de Agosto, mantida pela Seleta está com inscrições abertas para os cursos de Depilação, Manicura e Pintura em Tela. Os cursos são abertos para a comunidade em geral e tem como principal objetivo formar profissionais para o mercado de trabalho. A escola possui ainda cursos de Cabeleireiro, Corte e Costura, Pintura em Tecido. Conforme a responsável pela escola, Ilda Garcia a concorrên-

cia por um emprego aumenta a procura. “Temos hoje em nossos cursos pessoas que buscam qualificação para disputar uma vaga no mercado de trabalho e não são apenas da Capital, temos pessoas do interior do Estado que nos procuram em busca dessa oportunidade”. Informações pode ser obtidas pelo telefone 3356-4620 ou na sede da Entidade, rua Pedro Celestino, nº 3283, bairro São Francisco.

Capital terá Centro Municipal de Belas Artes

A prefeitura de Campo Grande já decidiu o destino da obra inacabada a rodoviária localizada no bairro Cabreúva. O prefeito Nelson Trad Filho acompanhado do governador André Puccinelli assinou no dia 11 último, a ordem de serviço para construção do Centro Municipal de Belas Artes (1ª etapa), transformando o local em abrigo para diversas manifestações artísticas culturais. Como lembrou Nelsinho, primeiramente, a Prefeitura organizou situações junto ao Ministério Público, com a apresentação de uma pesquisa indicando o melhor local para a instalação da rodoviária. Em seguida, foi assinado um TAC e deu-se início à busca por recursos federais. Com emenda dos deputados federais Dagoberto Nogueira e Nelson Trad, o projeto começou a sair do papel. “Agora, vamos providenciar uma análise do Crea, pois o concreto existente apresenta problemas de deterioração, mas o dinheiro já existe e está garantido para o novo Centro”, disse o prefeito. Prefeitura da Capital obteve recursos junto ao Ministério do Turismo e dará uma contrapartida – no total de R$ 6,5 milhões Esta é uma obra complementar do Programa de Desenvolvimento Integrado do Município de Campo Grande, mas não conta com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Nesta primeira etapa, com aproximada-

mente 4.000 m² de área construída, estarão abrigadas as oficinas de artes plásticas e artesanato, salas de dança, literatura, sala de projeção e cinematografia. Também serão construídos banheiros (masculino/feminino com vestiários) e saguão. O Centro Municipal de Belas Artes, quando concluído, terá uma área construída de cerca de 14 mil m², onde as diversas manifestações artísticas e culturais terão espaço adequado para o desenvolvimento de seus trabalhos e suas apresentações públicas. Funcionarão no local o Centro de Música Municipal Ernani Alves Corrêa, que agrupa a Escola de Música, a Banda Municipal, a Orquestra Sinfônica Municipal e o Coro Municipal; a Companhia Municipal de Dança; as Oficinas de Artes Plásticas e Artesanato; a Pinacoteca Municipal e a Escola Municipal de Teatro. O prédio terá uma administração central, restaurante, um teatro com 435 lugares, um auditório com 137 lugares e um alojamento para 100 pessoas. Será mais um local aonde as pessoas vão se encontrar e conviver com a cultura e as artes. Dos R$ 6,5 milhões, 90% são do Ministério do Turismo (cerca de R$ 5,850 milhões) e, como aporte local, 10% de recursos próprios da Prefeitura de Campo Grande, aproximadamente R$ 650 mil.

Entidades de MS arrecadam donativos para Haiti

Mobilização e solidariedade. Entre os dias 21 de janeiro e 12 de fevereiro, diversas entidades realizaram a campanha “MS SOS Haiti – Afro Ação” para ajudar a população haitiana vítima do terremoto que destruiu quase toda a infra-estrutura daquele país. A Seleta, como entidade parceira da ação, foi um dos postos de coleta e cedeu espaço físico para que o material arrecadado fosse armazenado e passasse pela triagem feita pelos organizadores. A iniciativa coletou cerca de 2.000 kg de donativos entre roupas, calçados, produtos de higiene e limpeza, roupas

de cama e alimentos não-perecíveis (específicos para catástrofes) como: leite em pó, achocolatado, farinhas, arroz, açúcar, e bolachas. A ação emergencial foi criada a partir do Coletivo de Mulheres Negras de Mato Grosso de Sul (CMNEGRAS-MS) Raimunda Luzia de Brito; Fórum Nacional de Mulheres Negras (FNMN-MS/GO); Instituto Casa da Cultura Afro Brasileira; Instituto de Ação Social de Desenvolvimento Educacional e Cultural - O Giro 380; e da Coordenadoria de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial (CPPIR-MS). A diretora presidente do Co-

letivo de Mulheres Negras de MS, Ana José Alves Lopes, aponta que a motivação para promover essa ação “foi de estarmos vendo toda essa situação de emergência, de catástrofe. Estamos recebendo e acompanhando essas informações. Foi o que nos comoveu para que tomássemos a iniciativa”. Ela diz que a arrecadação obtida superou as expectativas. “A população campo-grandense foi bastante solidária a causa. Muitos ligavam para que buscássemos donativos em residências, mas não tínhamos como fazer. Muitas entidades também colaboraram. Posso dizer que esse trabalho foi uma aula

de cidadania”, acrescenta. Segundo uma das organizadoras, Cleidevana Chagas, do Instituto Giro, os campo-grandenses se mostraram solidários desde o início da campanha no posto de arrecadação que foi colocado na Praça Ary Coelho e em tantas outras instituições parceiras. “O mundo inteiro está se mobilizando, nós também vamos fazer a nossa parte”, reforça. Ao passar por uma triagem, os donativos serão enviados para a Defesa Civil, que encaminhará a arrecadação ao Haiti. Foram parceiros da ação: Seleta; Ótica Itamaraty; Moto Club Cem Compromisso; Instituto O GIRO 380; CEDINE/MS e CEDH/MS; Fórum Permanente de Entidades do Movimento Negro/ MS; Associação dos Descendentes de Tia Eva; Banca da Lúcia; Associação Comunidade Negra São João Batista; INCRA; e Zen Bilhar.

Sesau convoca população para ajudar no combate à dengue Um novo vilão aparece nos trabalhos de prevenção e combate à dengue realizados pelas equipes do Centro Municipal de Controle de Zoonoses (CCZ). Os agentes de saúde pública têm encontrado dificuldade em vistoriar os recipientes elevados das casas, que são as caixas d’água e as calhas. Considerados meios propícios para a proliferação do aedes aegypti, as calhas podem entupir e acumular água, enquanto as caixas d’água, mesmo tampadas, permitem a entrada e a saída do mosquito pelo cano da caixa - chamado de “ladrão”-, que deve ser coberto por uma tela para impedir a passagem do aedes sem obstruir a passagem de água. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) disponibilizou uma equipe de combate à dengue formada por mais de 400 agentes de saúde pública e 1.200 agentes comunitários. Todos os bairros da

Capital estão sendo visitados, sendo que os locais com maior número de notificações e focos do aedes aegypti receberam prioridade nas ações de prevenção e controle do mosquito. “Nas regiões com um elevado índice de infestação pelo mosquito estamos fazendo, além dos mutirões de limpeza e de educação e saúde, borrifação com UBV pesada (fumacê), e a borrifação com bomba costal motorizada”, informa o assessor técnico do CCZ, Mauro Lúcio Rosário Mauro. No mês de janeiro desse ano foram notificados 6.357 casos de dengue em Campo Grande, desse total o número de casos confirmados foi 131. Em janeiro de 2009 as notificações não passaram de 149, enquanto os casos confirmados foram 16. No mês de janeiro de 2007, quando ocorreu a epidemia da doença na cidade, as notificações

chegaram a 12.192 casos, enquanto o número confirmado de pessoas que contraíram a dengue foi 8.852 casos. Em 2010 os bairros que apresentaram até agora maior número de notificações e focos do aedes aegypti são Coophavila II, Tarumã e Aerorancho. “Precisamos avaliar

como vai transcorrer o mês de fevereiro (notificações e infestação do mosquito) para fazermos um comparativo mais completo dos anos anteriores e verificarmos a evolução da dengue no município”, analisou o assessor técnico do CCZ. (Com Assessoria)

Projeto de lei visa medidas contra “Bullying” nas escolas O presidente do Legislativo Municipal, vereador Paulo Siufi e a vice-presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Casa de Leis, parlamentar profª Rose protocolaram o projeto de lei que dispõe sobre a inclusão de medidas de conscientização, prevenção e combate ao “Bullying” escolar, no projeto pedagógico elaborado pelas unidades municipais de ensino. De acordo com a proposta, as escolas municipais deverão incluir em seu projeto pedagógico medidas de conscientização, prevenção e combate ao “Bullying” escolar, além disso haverá também, conforme o referido projeto a capacitação de docentes e equipes pedagógicas para a implementação das ações de discussão, prevenção,

orientação e solução do problema, orientação às vítimas de Bullying, visando à recuperação de sua autoestima para que não sofram prejuízos em seu desenvolvimento escolar; orientação aos agressores, por meio de pesquisa dos fatores desencadeadores de seu comportamento, sobre as conseqüências de seus atos, objetivando torná-los aptos ao convívio em uma sociedade pautada pelo respeito, igualdade, liberdade, justiça e solidariedade. Entende-se por “Bullying” a prática de atos violência física ou psicológica, de modo intencional e repetitivo, exercida por indivíduo ou grupos de indivíduos, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidar, agredir, causar dor, angústia ou humilhação à vítima.

“Nossas crianças ou a maioria delas está em contato com atos violentos em todas as esferas de seu relacionamento. Comportamentos de intimidação, gozação, perseguição são comuns em seu dia-a-dia.Obviamente, nem todos estes acontecimentos podem ser caracterizados como “Bullying”. Alguns episódios esporádicos e brincadeiras próprias de cada faixa etária, mesmo com comportamentos inadequados não trazem conseqüências para a autoestima das crianças e fazem parte de seu desenvolvimento e de sua socialização”, explicou Siufi. Segundo a vereadora profª Rose, a vítima de Bullying é aquela que é freqüentemente ameaçada, intimidada, isolada, ofendida, discriminada, agredida. Recebe apeli-

dos e provocações. Tem seus objetos pessoais furtados ou quebrados. Normalmente mostra-se arredio, demonstra medo ou receio de ir para a escola e não procura ajuda por sentir-se indefesa, podendo ter baixo rendimento escolar, ficar deprimido, ansioso, ter dificuldades de sono e pesadelos”, informou Rose. Em tempo - Pesquisas realizadas pela UNESCO com jovens de diversas cidades do Brasil ( Brasília, Fortaleza, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo) permitiram verificar que pelo menos 60% dos jovens na faixa de 14 a 19 anos de idade foram vítimas de algum tipo de violência nas unidades escolares, nos últimos anos. (Com Assessoria)


4

JORNAL SELETA - FEVEREIRO DE 2010 CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL

Presidente destaca potencial de MS para receber indústrias “Mato Grosso do Sul conseguiu construir uma fábrica moderna, competitiva, que não deve nada a nenhuma do mundo, nem na área tecnológica, nem na mão-de-obra” A magnitude do empreendimento conjunto da Fibria e International Paper (IP) para fabricação de celulose e papel em Três Lagoas impressionou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que visitou a unidade industrial pela primeira vez no dia 19 último, ao lado do governador André Puccinelli. Relembrando o início do projeto - consolidado há um ano, no governo de André, com o começo das operações - o presidente destacou o grande potencial dessa região do Estado e previu o crescimento, a transformação de Três Lagoas em uma metrópole. “Mato Grosso do Sul conseguiu construir uma fábrica moderna, competitiva, que não deve nada a nenhuma do mundo, nem na área tecnológica, nem na mão-de-obra”, disse o presidente da República. André Puccinelli ressaltou que é sempre grande a satisfação em ver concluídos projetos empresariais, de qualquer porte, “e ainda mais

um dessa magnitude”. O governador aproveitou para reiterar a Lula as condições do Estado em abrigar uma indústria de fertilizantes a ser construída pela Petrobras. Dirigentes da Fibria e IP, representantes do Conselho de Administração da Votorantim – que integra a Fibria -, e a prefeita Simone Tebet fizeram a visitação ao lado de Lula e André, acompanhados de outras autoridades. Ao enumerar o impacto que o empreendimento trouxe para Três Lagoas e para Mato Grosso do Sul, a prefeita Simone Tebet destacou que as duas fábricas são as maiores do Estado; usam 90% de mão-de-obra local; e elevaram o valor da média salarial para cerca de R$ 2.500,00. “É um orgulho dizer que hoje somos gigantes, e estamos preparados para outros investimentos dessa envergadura”, afirmou Simone, otimista com o início das operações da siderúrgica do Grupo Grende-

ne, a implantação da segunda etapa da Fibria e a possível instalação de uma fábrica de fertilizantes. Incentivo Iniciado alguns anos antes, o projeto do complexo industrial de mais de R$ 3 bilhões em investi-

mentos se consolidou nos últimos três anos, até iniciar as operações em março de 2009. Entusiasta da diversificação da matriz econômica do Estado e da aposta no setor florestal, o governador André Puccinelli foi um dos principais apoia-

dores das indústrias. Durante o evento ao lado de Lula, André destacou o valor de todos os que contribuíram para o projeto, desde os primeiros plantios de eucaliptos pela empresa Champion, passando por governos, lideranças políticas do Legislativo e prefeitos. “Um estadista pauta sua história através do reconhecimento de todos os pioneiros, cada um atuando a seu tempo”, lembrou. Para consolidar o projeto, André promoveu em seu governo aumento de incentivos fiscais averbados anteriormente. Puccinelli destacou esse apoio como parte da política de crescimento industrial que garantiu resultados como o aumento dos empreendimentos sucroenergéticos

de dez para 21, e a articulação com as prefeituras para diversificar e levar equilíbrio de desenvolvimento às regiões. Mais investimentos O governador aproveitou a presença do presidente Lula para reforçar a vantagem competitiva de Mato Grosso do Sul na corrida para sediar uma fábrica de fertilizantes da Petrobras. Lula garantiu que a escolha será feita por critérios técnicos, e, com base no gigante negócio da Fibria/International Paper, citou qualidades que observou na cidade sul-mato-grossense. “Vemos uma fábrica criada no interior, à beira desse magnífico rio Paraná, que mostra seu potencial de formação profissional. Logo estará virando uma metrópole”. Para Lula, o complexo de papel e celulose “é hoje um cartão-postal para que outros venham”. (Com Assessoria)

Usuários aprovam nova Prefeitura entrega quatro rodoviária de Campo Grande Ceinfs e uma creche em 2010

Uma nova rotina se instalou no primeiro dia de operação do Terminal Rodoviário Senador Antonio Mendes Canale. Para centenas de passageiros que circulavam pelo local, a primeira passagem pelo novo portal de chegada à Campo Grande se misturava em surpresa e satisfação. Longe do clima pesado de outros tempos, a carioca Ana Contente de Souza corria para embarcar em uma viagem até Belém (PA), quando atestou: “A gente sempre dizia que o Mato Grosso do Sul merecia uma rodoviária melhor e agora finalmente”. Ela relata ainda que já esteve outras vezes em Campo Grande, onde vem visitar uma neta, e sempre fazia e escutava reclamações sobre o antigo terminal. Os pontos de discórdia eram sempre parecidos: um prédio velho, mal cuidado, sem estrutura para receber ou acolher quem espera para seguir viagem. Diferente do antigo terminal rodoviário o atual Senador Antonio Mendes Canale foi pensada para oferecer conforto ao passageiro - tanto quem deixa Campo Grande, quanto quem chega à Capital. Cadeiras, lanchonetes, cafés, banheiros limpos e higienizados, guarda-volumes e, principalmente, segurança. Para a gaúcha de Santa Bárbara do Sul (RS), Sheila Flores, que aguardava a irmã buscá-la acomodada em uma das dezenas de cadeiras espalhadas pelo saguão do terminal, a nova rodoviária é “toda vida melhor que a outra”. Na Capital para o período de férias, ela conta que foi avisada ainda no ônibus, pelo motorista, que desembarcariam em um novo local. O acesso ao novo terminal também foi alvo de elogios pelos primeiros passageiros

ou visitantes. A estudante Juliana Porto Gonçalves procurava passagens para Corumbá, onde passará uns dias a trabalho. Foi até a rodoviária de ônibus e disse que apesar da nova localização ser deslocada do Centro, a proximidade com os terminais Morenão e Guaicurus faz com que todas as linhas que atendem a região tenham uma boa circulação. “Não levei muito tempo pra chegar aqui porque são ônibus que passam com freqüência boa e pára bem em frente, o que é um alívio”.

“A gente sempre dizia que o Mato Grosso do Sul merecia uma rodoviária melhor e agora finalmente”

A estudante relata ainda que quis conhecer o terminal antes de viajar. “Vim hoje mais pra matar a curiosidade mesmo”, diz, e constata: “Um lugar como esse deixa a ideia de que a cidade é moderna. Ele é limpo, transparente, todo mundo se enxerga. Às vezes, sair de viagem pode ser ainda mais cansativo se você não tem como esperar em segurança”, afirma. Também estudante, Nayara Veiga Fernandes se assustou um pouco ao desembarcar em “uma

nova Campo Grande”. Moradora de Ribas do Rio Pardo, ela vinha de Camapuã quando soube da mudança. “Acabei de descer do ônibus e aqui me parece tudo muito melhor”, diz, fazendo alusão à iluminação natural projetada por todo a área de embarque e desembarque. “Precisava mudar, a outra estava muito velha e desgastada. Aqui parece um pouco longe, mas é melhor assim”, afirma. Para o aposentado Francisco Alves, que seguia para o Rio de Janeiro, o importante agora é cobrar a conservação do terminal. “Tinha que mudar mesmo e está ótimo, vamos ver se agora fica assim”. A produtora rural Marilze de Freitas, que procurava passagens para Terenos, afirmava, ainda, que um lugar limpo, bem-conservado, sinalizado e com segurança estimula o senso de civilidade das pessoas. “Acho que ninguém mais cuidava da outra porque não parecia mais fazer sentido. Aqui, não, Tem segurança pra todo lado e é tudo muito limpo, quem faz coisa errada logo é visto”, afirma. Dados - O Terminal Rodoviário Senador Antonio Mendes Canale foi ativado na madrugada do dia 1° de fevereiro e inicia um novo momento para o turismo em Campo Grande. O terreno tem 99 mil metros quadrados, dos quais 6.475,96 metros quadrados são de área construída. A estrutura possui 25 plataformas de embarque e desembarque, 38 guichês para venda de passagens, 12 salas comerciais, espaço para oito caixas eletrônicos, posto policial e estrutura administrativa. O investimento foi de R$13 milhões.

Desde 2005, 4.576 novas vagas foram criadas na educação infantil em Campo Grande. O número de Ceinf ’s foi ampliado de 56 para 93, incluindo as 26 creches que o Governo passou para a administração da Prefeitura. Atualmente, a educação infantil atende 18.497 crianças. A Prefeitura de Campo Grande entregará neste ano mais quatro Centro de Educação Infantil (Ceinfs), ampliando a capacidade de atendimento do sistema para mais 480 crianças na faixa etária de quatro meses a cinco anos. Os bairros onde os Ceinfs estão sendo construídos são o Jardim Presidente, Jardim da Hortências, Dalva de Oliveira II, Vila Cox/Santa Luzia e um anexo de educação infantil

no bairro das Moreninhas. Cada unidade terá capacidade para atender cerca de 120 alunos no período integral, com investimento total superior a R$ 4,3 milhões. “Nos Ceinfs, cuidamos e educamos as nossas crianças, ensinando-lhes lições que fazem toda a diferença na vida. Aqui, elas aprendem, recebem boa alimentação, uniforme completo e todo o carinho para crescerem de forma saudável e feliz”, disse o prefeito Nelsinho Trad. A construção destas novas unidades está inserida no Programa Proinfância. O programa exige uma contrapartida da Prefeitura de Campo Grande, que disponibiliza os terrenos para a edificação dos prédios, sendo que cada Ceinf conta com área construída de 1.118,46

metros quadrados. O MEC, por sua vez, entra com a construção e a aquisição dos equipamentos e mobiliários para os estabelecimentos de ensino infantil. Trabalho social - O prefeito destaca que o trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) na educação infantil é muito importante, e os Ceinfs são exemplos desta ação. “O Ceinf cumpre um papel social importante na vida da população. Além de cuidar e educar as crianças. Permite que elas saiam com embasamento para ingressar nas escolas.”. A rotina das crianças que são abrigadas nos Ceinf ’s começa às 7 horas da manhã. Logo que chegam eles tomam o café da manhã, depois participam de atividades pedagógicas. Às 10h da manhã tomam banho, e às 10h30 é servido o almoço. Após o almoço, as funcionárias dos Ceinf ’s fazem a higiene bucal das crianças e às colocam para dormir. Às 14h, a criançada acorda e participa de recreação com brinquedos pedagógicos. Às 16h30 é servido o jantar e às 17h é hora de voltar para casa. Todo inicio de ano letivo Nelson Trad Filho entrega o kit uniforme contendo duas camisetas, uma mochila, uma bermuda e um par de tênis.

Feira Central recebe obras de reforma e ampliação

Considerado um dos pontos turísticos de Campo Grande, a Feira Central irá receber cobertura metálica e novas ampliações. A assinatura de ordem de serviço aconteceu no dia 10 e teve a presença do governador André Puccinelli e do prefeito Nelsinho

Trad, além do deputado federal Vander Loubet. A obra terá um orçamento de R$ 2,4 milhões. No projeto de ampliação, será construída guarita, muro do estacionamento, depósito de resíduos (para coleta seletiva), revisão da rede elétrica, hidráulica e substituição

dos pisos das lojas. Sobre a nova cobertura, serão instalados brises, que vão impedir a incidência do sol e o aquecimento dos boxes. Ainda sobre a cobertura, haverá troca da estrutura da ala esquerda, implantação de venezianas metálicas, a ampliação da cobertura metálica e construção de cobertura tensionada. “Em 2004, quando viemos para este espaço, eu costumo dizer que nos vestimos para receber as pessoas. Agora, com esse complemento da estrutura, estamos nos perfumando”, destacou Alvira Appel Soares de Melo, presidente da Associação da Feira Central. Atualmente, a Feira Central conta com 350 barracas que empregam cerca de 2 mil pessoas, sendo 1,2 mil diretos e 800 indiretos.


5

JORNAL SELETA - FEVEREIRO DE 2010 CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL

Vale Universidade recebeu 2,5 mil inscritos em uma semana Em uma semana de inscrições abertas, o Programa Vale Universidade recebeu a adesão de mais de 2,5 mil acadêmicos de 67 municípios do Estado. O programa da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) contribui para que estudantes possam ter acesso ao ensino superior, recebendo um beneficio social que cobre 70% do valor das mensalidades das universidades particulares. Acadêmicos de instituições públicas também podem se inscrever. As inscrições vão até o dia 25 no site www. setas.ms.gov.br. É importante que o candidato ao Vale Universidade leia com atenção a lei; o decreto e a resolução que também estão disponíveis no site da Setas. Os textos esclarecem ao estudante dados importantes sobre o processo seletivo e apresenta os documentos necessários para a entrevista de seleção preliminar. Caso o candidato seja um pré-selecionado

e não estiver com a documentação exigida para o dia da entrevista, ele ficará automaticamente inapto para o processo seletivo. Entre os documentos exigidos para a entrevista, dois deles são emitidos já no ato da inscrição: a declaração de veracidade dos dados apresentados e o extrato que comprova a adesão do estudante. Neste comprovante consta o nome do candidato, data e hora da préinscrição e o número gerado para o

acadêmico. Podem participar do Vale Universidade acadêmicos de instituições públicas ou particulares conveniadas à Setas. O beneficio social é voltado para estudantes com uma renda familiar de até R$ 1,8 mil ou renda individual de no máximo R$ 750,00. Os estudantes participam de atividades extra-curriculares em órgãos da administração pública estadual, municipal, federal e ONGs.

Programas sociais beneficiam mais de 76 mil famílias

O alcance direto dos programas sociais a 76 mil famílias foi apresentado pelo governador André Puccinelli aos deputados estaduais, durante a abertura da Sessão Legislativa, no último dia 02. Na área de assistência social e, especialmente, na inclusão social, o Governo do Estado procurou reduzir as desigualdades e aumentou a população beneficiada. O número de atendidos pelo Programa Vale Renda chegou a 60 mil, montante maior que a meta inicial de 50 mil. Um total de 15 mil famílias indígenas foram contempladas com cestas básicas de alimentação, e mais de 1.000 universitários com os Programas Vale Universidade e Vale Universidade Indígena. O atendimento prestado nos últimos três anos, representa uma elevação em relação aos benefícios concedidos anteriormente. No relatório apresentado à Assembleia Legislativa, o governador citou que os registros de 2006, encontrados sobre o programa de inclusão social na época, mostram que o Estado beneficiou 47.677 famílias com os programas de transferência de renda e atendeu 10.869 famílias indígenas com cestas básicas de alimentos, perfazendo um total de 58.546 famílias. Na atual gestão, com os programas Vale Renda, Vale Universi-

dade e Vale Universidade Indígena transformados em Lei, no final de 2009, as famílias e jovens mais vulnerabilizados tiveram a garantia de continuidade dos benefícios, além do reajuste anual e uma 13ª parcela do Vale Renda. Para dar maior dignidade ao atendimento às famílias, estão sendo construídas sedes do Programa Vale Renda em todos os municípios. Para garantir o co-financiamento da Política de Assistência Social, em parceria com os municípios, o Governo determinou o aumento de 100% no valor destinado aos Fundos Municipais de Assistência Social, saindo de um patamar de R$ 5.556.000,00 para R$ 11.612.000,00. Essa medida garantiu serviços dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) em 100% dos municípios; serviços em Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), além de Projetos de Inclusão Produtiva. Assim, indiretamente, o Estado atende, mensalmente, quase 50 mil famílias, 22,7 mil a mais que a quantidade assistida até quatro anos atrás. Em parceria com os deputados estaduais, o governo também conseguiu fortalecer as ações da Assistência Social, Saúde e Educação, garantindo destinação de recursos do Orçamento, através de emendas

parlamentares. Todos os municípios foram atendidos, nas três áreas, com investimento total de R$ 16,8 milhões. Trabalho Na área da Política do Trabalho, Emprego e Renda, o Governo continuou a reestruturação e modernização do Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda, para atender melhor os empresários e trabalhadores, com a proposta de implantação de 33 Centros Integrados de Atendimento ao Trabalhador (Ciats). Também foram investidos recursos importantes na qualificação profissional destinada aos trabalhadores, para garantir o acesso da população ao crescente mercado de trabalho formal de Mato Grosso do Sul. Esse mercado fechou em 2009 com o resultado positivo do saldo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados de 12.900 postos de trabalho, o segundo melhor desempenho da década. Em 2009, foram qualificados 13.180 pessoas, por intermédio dos Programas ProJovem Trabalhador, ProJovem Urbano, Planteq/MS, Construindo Liberdade e de pessoas que compõem a rede de atendimento às Políticas do Trabalho e da Assistência Social, com recursos próprios e do Governo Federal.

Correios abrem vagas para contratar jovens aprendizes Os Correios disponibilizaram 56 vagas para Mato Grosso do Sul, destinadas ao processo seletivo nacional do Programa Jovem Aprendiz. Serão oferecidas 39 vagas para Campo Grande, 11 para Dourados e seis para Três Lagoas. As inscrições vão até o dia 26 de fevereiro. O jovem será contratado por um período de dois anos, com jornada de quatro horas diárias (20 horas semanais). Desse total, oito horas serão destinadas à formação técnicoprofissional em Auxiliar Administrativo. Nas 12 horas semanais restantes, o aprendiz se dedicará às atividades de iniciação profissional que serão desenvolvidas nas unidades administrativas dos Correios. O aprendiz terá direito a um salário mínimo, valetransporte, vale-alimentação ou refeição e atendimento médico e odontológico em ambulatórios internos da empresa.

Para se candidatar, é preciso ter idade entre 14 e 21 anos completos, ter concluído ou estar cursando o Ensino Fundamental e pagar uma taxa de R$ 10,00. Não há limite máximo de idade para os portadores de deficiência que queiram participar do processo seletivo, sendo que para eles estão destinadas 5% das vagas oferecidas.

Serviço: Os interessados poderão se inscrever no site dos Correios: www.correios.com.br/institucional/concursos/correios ou nas seguintes agências: Campo Grande - Central (Av. Calógeras, 2309, Centro); Dourados - (João Cândido Câmara, 629, Centro); e Três Lagoas - (Av. Olinto Mancini, 1074, Centro)

Prefeito autoriza construção de casas para dizimar favela

Acompanhado do governador André Pucicnelli, o prefeito Nelsinho Trad assinou a ordem de serviço para a construção de 363 unidades habitacionais, sendo 231 por meio do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) na ordem de R$ 4,5 milhões do Governo Federal e mais 132 por meio do Programa de Subsídio Habitacional (PSH) com contrapartida do Governo Estadual. O evento realizado no dia 09 deste mês, no bairro Dom Antônio Barbosa, próximo ao antigo lixão visa colocar em prática o projeto que dizima a última favela e torna a Capital a primeira cidade brasileira sem famílias que residem em situações insalubres. O prefeito ainda assinou o início do Plano de Recuperação de áreas degradadas (plantio de eucalipto) na ordem de R$

489.917,20 e autorizou o início da obra da Usina de Triagem de Lixo com recursos do BNDES na ordem de R$ 5 milhões, que inclui uma Central de Tratamento de Resíduos Hospitalares. Segundo Nelsinho, a solução foi encontrada em discussão com o Ministério Público e resolve um problema ambiental que envolve toda a cidade. “É nosso compromisso investir na qualidade de vida atendendo os catadores com moradia digna e oferecendo condições apropriadas para que possam continuar com o trabalho”, disse o prefeito. Durante a solenidade, o governador anunciou a construção de mais 54 casas somando às 78 já divulgadas anteriormente. “É fruto de uma parceria bem feita em troca exijo o compromisso de colocarem todas as crianças na escola”, pediu André Puccinelli. Paulo Matos, diretor-presi-

dente da Agência Municipal de Habitação (Emha), informou que as casas fazem parte do reassentamento urbano de 187 famílias do Dom Antônio Barbosa e o restante dos bairros Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora das Graças. Presente a solenidade, a primeira-dama e secretária Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania, Antonieta Trad falou que as casas estruturam a região juntamente com os equipamentos sociais já existentes, como escola, Unidade Básica de Saúde, Centro de Educação Infantil (Ceinf). As casas são frutos da emenda do senador Delcídio do Amaral representado pelo deputado estadual Teruel. O senador ainda enviou uma carta ao prefeito cumprimentando-o pela iniciativa empenhada junto à Presidência da República. (Com Assessoria)

Unidos da Vila Carvalho é a campeã de 2010 Com o tema “África de Todos os Deus, Todas as Raças”, a Unidos da Vila Carvalho foi a grande campeã do carnaval 2010 na Capital. A escola que também ganhou no ano passado investiu cerca de R$ 70 mil e desfilou com 600 integrantes, o maior número de componentes entres as 11 agremiações. A Igrejinha levou o segundo lugar e a Unidos do Cruzeiro ficou em terceiro lugar. A premiação das campeãs aconteceu no dia 19, na Concha

Acústica Família Espíndola, na Praça do Rádio Clube. A animação da festa foi das baterias convidadas da escola de Samba Vila Carvalho e da Unidos do Cruzeiro. O troféu de terceiro colocado foi para a escola Unidos do Cruzeiro que atingiu 290 pontos. A Igrejinha recebe o troféu de vice campeã e a quantia de R$ 3.050, após ter atingido 292 pontos. A grande

campeã do carnaval 2010 recebe a quantia de R$ 3.700 por ter obtido 297 pontos.


6

JORNAL SELETA - FEVEREIRO DE 2010 CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL

Lista de aprovados na prova seletiva da Seleta OBS.: Os Alunos que estão escritos com a cor vermelha deverão trocar de turno na escola do matutino para o vespertino ou noturno. Qualquer duvida entrar em contato com Setor Pedagógico da Seleta. Tel.: 3356 4620 Ramal 208.

ADRIANA FREIRE CARDOSO

ELAINE DO NASCIMENTO SANDIM

KAIQUE BUCHARA GONÇALVES

NELIENDY GRÍCOLO BARBOSA

ADRIELLE KARINE CARDOSO CLEMENTE

EMANUELE MOREL DE PAULA

KAIQUE MARTINS DE MORAES

NICOLAS MATOS RIOS

ADRILENY BOGADO CONSTANTINO

ERIKA DODÉ TAVEIRA

KAMILA CARVALHO SANTANA

ODAIR FERNANDES FELICIANO JUNIOR

ALBERT JONHSON MARTINS DO PRADO

ERIKA TRINDADE PEREIRA

KAMILA PEREIRA BORGES

PALOMA HARUMI WATANABE

ALEX SOARES DE OLIVEIRA

ESTER MELLO CABRAL

KAMILA VAREIRO GARCIA

PAULO HENRIQUE DA SILVA

ALEXANDRE HENRIQUE DOS SANTOS ROMERO

EVELYN KELLI BENITES CENTURIÃO

KAREN CRISTINE CARDOSO SOARES

PAULO HENRIQUE SILVA MACIEL

ALICE NOGUEIRA MACIEL

EZEQUIEL DA SILVA SANT’ANA

KARINE GARCIA ÁVALOS

PAULO HENRIQUE SOARES DE SOUZA

ALINE CARVALHO FERNANDES

FELIPE AUGUSTO CARDOSO

KARLA REGINA LOPES MOREIRA

PAULO MATHEUS DE SOUZA NENVA

ALINNE DOS SANTOS DE SOUZA

FERNANDA LETÍCIA TLAS RAMÃO

KAROLINA OLIVEIRA DE PAULA CORREA

PEDRO AUGUSTO DE REZENDE DUARTE

AMANDA CAROLINE ADRIANO SILVA

FERNANDA SILVA DE CAMARGO PEREIRA

KAROLYNA TEODORICO RAMÃO DE SOUZA

PETHERSON CARVALHO FLORENCIANO

AMANDA DA COSTA SEVERO

FERNANDO SOARES DE OLIVEIRA

KAROLYNE VALERIO CACERES

PRISCILA RAMOS DE LIMA

AMANDA DA SILVA BEZERRA

FHARIS ABDEL AZIZ DE SOUZA

KAYQUE YURAN SOARES XAVIER

RAFAEL CACERES LOPES

AMANDA DE BARROS FIGUEIREDO

FILIPE ABRÃO DA SILVA

KELLY CRISTINA CARDOSO DE AMORIM

RAFAEL PEREIRA DOS SANTOS

AMANDA LIMA ESTIGARRIBIA

FRANCIELE CRISTINA RODRIGUES DOS SANTOS

KEVYN DE OLIVEIRA ROCHA

RAFAEL PRADO GARCIA

AMANDA MARCELA LOPES DOS SANTOS PEREIRA

FRANK SEGÓVIA CABRAL

LAICE ALVES DA SILVA

RAFAEL THEODORO SERRA

AMANDA MARQUES BEZERRA

GABRIEL SOARES DA SILVA

LAIZE GABRIELLE DA CONCEIÇÃO

RAPHAEL DOS SANTOS AGUIRRE

AMANDA PEREIRA PINHEIRO

GABRIEL VALLE RODRIGUES

LÁRISON LEONARDO ALVES DA SILVA

RAYANE DE OLIVEIRA LIMA

AMANDA RODRIGUES DE LIMA

GABRIELA BARBOSA DAS VIRGENS

LARISSA DOS SANTOS MIGUEL

REBECA ALVES DOS SANTOS

AMAURY SOUZA SILVA

GABRIELA LIMA DE MACEDO

LARISSA JAINE ELIDIO DOS SANTOS

RENATA ALICE PAULO GOMES

ANA KAROLINA BARBOZA AGUIRRE

GABRIELLA ELESBÃO BARBOSA DE FREITAS

LAURA CORDEIRO SPONTONI

RENATA KEYZI PEREIRA

ANA PAULA DA SILVA DO AMARAL

GEORGE KAIQUE BORGES VILELA

LENITA FERREIRA BORGES

RIANNE LALESCA DA COSTA ALMEIDA

ANDRESSA PORCIUNCULA DA SILVA

GEYZIBEL DA SILVA SANTANA

LEONARDO BRAZ DE MACEDO

RICARDO HENRIQUE DE CARVALHO DANTAS

ANELISE COELHO DE CARVALHO

GIOVANNA DE SOUZA RIBEIRO

LETICIA BATISTA BORGES

ROBERTA SERAFIM DE SOUZA

ANGELO MARANI

GISLAINE ROLQUIS NANTES

LIA DÁLLET MARQUES SUDORICO

SAMARA EDVIRGES DE SOUZA BRITO

ANNA KAROLINE DIAS ROCHA

GLEYCIANE PRUDENTE SILVA

LOISA DO NASCIMENTO LOPEZ

SAMARA FERNANDO DE QUEIROZ

ARIANE GAIDARGI DA SILVA

GUILHERME SANTOS FARIAS

LOUIZE OLIVEIRA DA SILVA

SAMUEL DA SILVA OLIVEIRA DA CRUZ

ARISLEY MELO PEREIRA RODRIGUES

GUILHERME TORRES CARVALHO

LUANA GABRIELLA MEDINA BRAGA

SAMUEL SOARES VERA

ARNALDO JOÃO DA SILVA NETO

GUSTAVO ZANETTE DE PAULO

LUANA J. TORRES CARVALHO

SHEILLA MARIA RODRIGUES DO NASCIMENTO

ARTHUR MARIO GARCIA DA SILVA

HILLARY AMORIM DE OLIVEIRA

LUCAS BATISTA DE BARROS

STEPHANIE DE SOUZA PAIXÃO

ARYELLE BRITO MONTEIRO

INGRID MACIEL GONÇALVES

LUCAS FERREIRA DA SILVA

SULYANNE MIZUHIRA RODRIGUES

BEATRIZ BAPTISTA DE MOURA

ISABELA MATIAS BITTENCOURT

LUCAS GUIMARÃES SANDIM AFONSO

TALITA DOS SANTOS MARTINS

BEATRIZ ROSA FERREIRA

JAMYLLE DE PAULA ARANDA

LUCAS HENRIQUE GARCIA VIEIRA

THAINÁ FERNANDES DE ALMEIDA

BIANCA DE ARAÚJO RIVAROLA

JANELICE DIAS

LUCAS HENRIQUE TRINDADE VALEZI

THAÍS CRISTINA DA SILVA SANTOS

BRENNER VICTOR DA SILVA PAVÃO

JAQUELINE SILVA SANTANA

LUCAS MARQUES DE OLIVEIRA

THAÍS DE TOLEDO CARVALHO BARBOSA

BRUNA CORREA DE REZENDE

JAYNE NANTES DE BARROS

LUCAS MENESES GOMES

THAIS TEIXEIRA VARGAS

BRUNA CRISTINA DE SOUZA

JEAN GARCIA OVANDO

LUCAS PENTEADO REZENDE FERREIRA SILVA

THALISSON HENRIQUE DA SILVA SOARES

BRUNA DA SILVA ANDRADE

JEFFERSON ALVES DA SILVA

LUCAS PEREIRA VALIENTE

THALITA COSTA FERREIRA

BRUNA DOS SANTOS BRANDÃO

JESSICA DE SOUZA

LUCAS RIBEIRO DE ARRUDA

THALLITHA LEAL VILALBA DE SOUZA

BRUNA SOUZA RIOS

JÉSSICA FERREIRA CESCON

LUIS GUILHERME DE SOUZA RODRIGUES

THAYNARA LIMA SILVA

BRUNO RAFAEL SILVESTRE PERALTA

JÉSSICA TOMICHA JUSTINO

LURDES LETICIA JESUS GOMES

THAYNARA RODRIGUES DA SILVA

CAIQUE GIMENES DA COSTA

JÉSSICA VAREIRO PONTES

MAIKIEL DA SILVA

THIAGO DE OLIVEIRA NOGUEIRA

CAMILA DA SILVA DE OLIVEIRA

JHEANY MENDONÇA CAETANO

MARCELA DOS SANTOS CABOCLO

THIAGO FERNANDES VIDA

CAMILA FERREIRA DO PRADO

JHENIFFY ROMERO DE OLIVEIRA

MARCUS GHARAM MONTENEGRO ALVES

THIAGO RIBEIRO REY MOLINA

CARLA DAIANA DA SILVA SANTOS

JHESSICA CAMARGO OLIVEIRA

MARHONEY WILLYAN BASSANI CARDOSO

THIAGO SOARES DOS SANTOS

CARLIANI PORTELA DO CARMO

JIANCARLO ROCHA DIAS

MARIA AUGUSTA DE CARVALHO GOMES

THIELI CARDOSO BUYTENDORP

CARLOS AUGUSTO CENTURIÃO LOPES

JOÃO DE OLIVEIRA LIMA JUNIOR

MARIA CAROLINA CANAVARROS DOS SANTOS

TIAGO BUSTAMANTE ASSIS DOS SANTOS

CARLOS EMMANOEL ALVES DE SOUZA

JOÃO HENRIQUE DE ANDRADE PEREIRA

MARIA CLARA LOPES ROMERO FERREIRA

VALGNEI INACIO DE OLIVEIRA

CAROLINA BULHOES MACEDO BRASIL

JOÃO PAULO GARRIGÓ DE ARRUDA

MATHEUS CICERO DA SILVA RIBEIRO

VANESSA DIAS MASCENA

CESAR AUGUSTO DA SILVA BRITES

JOÃO PEDRO MARILA NEVES

MATHEUS DA SILVA ORTIZ

VANESSA MORAES NOVELINE

CINTHIA REZENDE RODRIGUES

JOHN LENNON DE ANDRADE PEREIRA

MATHEUS DANTAS DA CRUZ

VICTOR HUGO LUCENA AVALOS

CRISLAYNE DRIELLE PEREIRA F. LOPES

JOHN WILKER DE ALMEIDA LESMO

MATHEUS GONÇALVES VIEIRA

VINI WILLYAN DOS SANTOS DE ARRUDA

DANIEL DE BARROS DA SILVA

JOILSON CAMPOS VERA JUNIOR

MAURO DOS SANTOS DE ARRUDA

VITOR HUGO OLIVEIRA BRANDÃO

DANIELA DA COSTA ANUNCIAÇÃO

JONATHAN MACHADO LAPAS

MAYARA ALFREDO DE JESUS

WEDER MENDES DE FARIAS

DANIELA DE OLIVEIRA

JOSÉ GUILHERME SOARES JUNIOR

MIRELLA CHAVES NEVES

WELLEN ARAÚJO DA SILVA

DANIELE NASCIMENTO DA SILVA

JOSÉ LENO VANZ NETO

MIRIÃ PEREIRA DE ARAÚJO

WESLLEY HENRIQUE CARDOZO DINIZ

DANILA BENITEZ DE CARVALHO

JOSÉ LUIZ SIMPLÍCIO DA SILVA

MÔNICA APARECIDA MACHADO DE SOUZA

WEVERTON COELHO RIBEIRO

DANILO HENRIQUE VICENTE FERREIRA

JOYCE ANA ROMANO DOMINGOS

NAIARA CASANOVA HURTADO

WILKER GOMES DOS SANTOS

DIANA ALEXINA DA CRUZ

JULIANA MARIA GUIDIO

NATHALIA TEIXEIRA DA SILVA

WILSON CORREIA LIRA JUNIOR

DIOGO FELIPE DE ALMEIDA SOUZA

JULIANA SILVA DE FIGUEIREDO

NATIELLE ALVES JAIME DE OLIVEIRA

YOHANNA MADALENA VIANA COSTA

DOUGLAS GELFERNAND DENIS OLIVEIRA

KAICK LEITE ALVARES

NAYARA ROSA DOS SANTOS

YULI CAROLINE RODRIGUES DE OLIVEIRA

Pudim de Biscoito Recheado Ingredientes: 2 1/2 xícaras (chá) de leite 200g de biscoito recheado sabor chocolate 1 lata ou 1 caixinha de leite condensado 4 ovos 1 caixinha de creme de leite Mococa Manteiga e açúcar para untar Cobertura 200g de chocolate meio amargo 1 caixinha de creme de leite

Modo de Preparo Massa: Bata no liquidificador o leite com 150g de biscoito. Acrescente o leite condensado, os ovos e o creme de leite. Coloque em uma forma para pudim untada com manteiga e açúcar e leve para assar em banho-maria a 180ºC. Espere esfriar e coloque na geladeira por 1 hora. Cobertura: Em uma panela derreta em banhomaria o chocolate com o creme de leite e reserve. Desinforme o pudim, aplique a cobertura em toda a superfície e decore com o biscoito restante.

Aniversáriantes do Mês Seletianos 01/02 Waldemar Zanata 02/02 Ademar Trindade Araújo 03/02 Marcos Antônio Furtado Azambuja 05/02 José Serejo Filho 14/02 Heraldo Mendes 16/02 Eduardo Aramis da Costa Heretier

16/02 Nildo de Carvalho Filho 19/02 José Valério de Souza Lima 21/02 Adão Gonçalves Lemes 23/02 Idelfonso Batista de Araújo 26/02 Edmar Camargo Bento 27/02 Rodrigo Oliveira Pereira

Funcionários 06/02 Alessander Martins 06/02 Lilia Gonçalves 07/02 Marcos Antonio da Silva 08/02 Cleuza Rosa de Jesus 08/02 Renata Aires 11/02 Dirce de O. Moreira 11/02 Fernanda F. de Souza 16/02 Vilson de Freitas 24/02 Alexandra Pereira 24/02 Fernanda Karoline 24/02 Marcia Cristina Rodrigues 24/02 Valéria Valli


JORNAL SELETA - FEVEREIRO DE 2010 CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL

Centenas de jovens participam do processo seletivo da S::S::C::H:: No último domingo, dia 7 de fevereiro, centenas de jovens compareceram na Escola Estadual 26 de Agosto para participarem do processo seletivo do curso de Auxiliar Administrativo e de Escritório da SSCH. Os candidatos concorreram a 240 vagas disponibilizadas pela Seleta. De acordo com o setor pedagógico da Entidade, dos 420 inscritos, 60 candidatos faltaram às provas. Segundo a coordenadora Valeria Seffrin, dois incidentes com adolescentes foram registrados durante as provas, mas nada que interferisse no andamento do processo seletivo. O teste começou a partir das 8h e incluiu questões de conhecimentos regionais, língua portuguesa, matemática e redação. Vinte e oito fun-

cionários participaram da realização das provas e receberam café da manhã e almoço oferecido pela Diretoria da Seleta. Aprovados - A organização alerta para que os adolescentes fiquem atentos e confiram o gabarito e da relação dos aprovados está disponível no site da SSCH. No Dia 4 de março (quinta-feira), às 08h30min, no Salão Social da Entidade será realizada a reunião com os aprovados, que devem comparecer acompanhados dos pais ou responsáveis. É importante destacar que, os aprovados que não comparecerem serão, automaticamente, desligados do curso. Informações pelo telefone: 3356-4620 ou no site: www.seletams. com.br.

7


8

JORNAL SELETA - FEVEREIRO DE 2010 CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL

www.movifitness.com.br

sua melhor companhia de viagem...

(067)

Rua Albert Sabin, 675 Taveir贸polis Campo Grande MS


Jornal 43