Page 1

Entrevista senador ÁLVARO DIAS “Sempre apoiarei meu irmão, mesmo que os limites impostos por partidos nos separem nos palanques.”

JORNAL

Pág. 8 e 9

SEHA

68 ANOS

Curitiba, agosto de 2017 | Edição 51

Hoteleiros, empresários, autoridades e políticos prestigiam João Jacob Mehl Da esquerda para a direita, o presidente da Paraná Turismo, Jacó Gimmenes; o coordenador de Turismo do Sebrae-PR, Aldo Carvalho; o empresário Joel Malucelli; o presidente do SEHA, Jacob Mehl; o diretor-superintendente do Sebrae-PR, Vitor Roberto Tioqueta e o presidente da Fecomércio-PR, Darci Piana. Pág. 06 HISTÓRIA

40 anos de sucesso do Buffet Ilha do Mehl Pág. 04

JÁ SAIU!

ABRASEL-PR

Convenção Coletiva do Trabalho Pág. 10

Posse e lançamento ‘Segredos dos Chefs’ Pág. 15


2

Curitiba, agosto de 2017

EDITORIAL Sempre em defesa dos empresários Caros Associados; Depois de muita negociação, fechamos o acordo com relação à Convenção Coletiva de Trabalho. Um pouco difícil aceitar esta divisão que o Ministério do Trabalho fez, nos retirando o segmento de alimentação e bebidas em Curitiba. Agora, num hotel teremos condições financeiras e sociais diferentes entre os funcionários do hotel e do restaurante. Conseguimos fixar nosso piso salarial em R$ 1.200,00, com 5% de correção para os demais salários. De outro lado, o Sindiabrabar concedeu 5%, todavia piso de R$ 1.220,00 e anuênio de 1,5%. Estas diferenças que parecem pequenas agora, serão significativas no futuro. Nossa diretoria, “com todo o respeito que merecem nossos colaboradores”, procurou defender os nossos combalidos empresários, visto que o momento de crise pelo qual estamos passando não nos permitia fazer novas concessões. Ainda assim concedemos 2,09% de ganho real no piso da categoria e 1,01% nos demais salários. Estou orgulhoso da entrevista de nosso jornalista Pier com o Senador Álvaro Dias. Acredito ser ele a derradeira esperança de dias melhores para o nosso país. Boa leitura João Jacob Mehl

PROJETO

Curitiba pode virar Capital da Cerveja Artesanal Outra proposta na CMC cria o Procerva, ambas seguem para sanção do prefeito

A

Câmara Municipal aprovou em segundo turno, dia 22, dois projetos de lei que pretendem fomentar a cultura cervejeira na cidade – um de iniciativa da bancada do PDT, formada pelos vereadores Goura, Marcos Vieira, Tito Zeglin, Toninho da Farmácia e Zezinho Sabará, e o outro de Bruno Pessuti

Jornalista Responsável: Pierpaolo Nota Edição: Eliseu Tisato

Rua Júlia da Costa, 64 - São Francisco - Curitiba - Paraná Fone: (41) 3323 8900 www.seha.com.br

GESTÃO 2014-2017 João Jacob Mehl Presidente Lincoln T. Isahias Tarquínio Vice-Presidente  Andersen Prado Vice-Presidente para assuntos de Alimentos e Bebidas/Buffet Zelir Tadeu Massuchin Vice-Presidente para assuntos de Hotelaria e Hospedagem Marilisa Bigarella Vice-Presidente para assuntos de Motéis  Gustavo T Andrade Vice-Presid. para assuntos de Entretenimento e Lazer  Orlando Kubo Diretor Secretário Geral  Julio César Hezel Diretor Financeiro Adelardo Telles Neto Diretor para assuntos de Pizzarias e Deliveries 

Aguilar Borsato Silva Diretor Carlos Roberto Madalosso Diretor para Ass. de Turismo Ernesto Villela Neto Diretor para assuntos Governamentais  Henrique Lenz Cesar Filho Diretor para assuntos Grandes Eventos  Jacques Raul Rigler Diretor para assuntos Tributários e Fast Food  João Ernesto Strapasson Diretor Marco Antônio Fatuch Diretor Delegado  Paulo Sérgio Gralak Diretor de Patrimônio Conselho Fiscal:  Jonel Chede Filho, Alceu A Vezozzo Filho e Luiz Fernando P de Aguiar Conselho Fiscal Suplente:  Jayme Canet Neto e Joel Malucelli

para a sanção do prefeito. Segundo a proposição da bancada do PDT, as comemorações para reconhecer Curitiba como Capital da Cerveja Artesanal ocorreriam na última semana do mês de agosto. No projeto de Pessuti, é apontado apenas o mês de agosto para a realização do Procerva.

Parabéns aos associados que comemoraram seu aniversário durante o mês de agosto

EXPEDIENTE

Colaboração: Fernanda Brun

(PSD). A primeira proposta, para declarar Curitiba a Capital da Cerveja Artesanal, teve 22 votos favoráveis e a abstenção de Dr. Wolmir Aguiar (PSC). A segunda, para incluir no calendário oficial de eventos o Festival Paranaense de Cervejas Artesanais (Procerva), foi acatada com unanimidade, com 27 “sim”. Ambas seguem

03.08 04.08 04.08 05.08 05.08 07.08 09.08 10.08 11.08 13.08 14.08 15.08 16.08 18.08 19.08 20.08 22.08 22.08 23.08 28.08 30.08

Alexandre de Assis Anselmo, do Trevi Hotel Claudia Apetz, da Lanchonete e Bar Graxaim José Maçaneiro, do Rick Motel Aline Lorenzetti, do Hotel Gracco Leandro Nunes, do Restaurante Castelo Sant Angelo Paulo Zanim, da Pastelaria Dom Bolinha Joel Malucelli, do Hotel Villareal Giocondo Artigas Neto, da Shed e Santa Marta Bar Fernanda Amatuzzi Samways, do San Rafael Palace Hotel Wilce Tahrun, do Restaurante Cantinho do Eisbein Giovani Nesi, do The Fish N Chips Bar Suzana Slaviero, do Hotel Slaviero Braz Ludinalva de Oliveira, do Hotel Centro Europeu Paulo Gralak, Hotel Residencial Op Art Carlos Eduardo da Silva Maia, do Restaurante do Dado Isabel Tardivo Stange, do China In Box Ahú Alexane dos Santos, do Hotel Blumenau Ademir Lopes, do Hotel Slaviero Braz Leopoldo Guerios, da Dominos Gustavo Ferroni Ferreira, do Santa Marta Bar Zeli Procópio, do Hotel Parati e Estrela do Sul


Curitiba, agosto de 2017

3

BUSINESS

Curitiba é a 3ª mais procurada por estrangeiros a negócios Argentina e Estados Unidos são os principais países emissores de turistas para a cidade

C

uritiba foi o terceiro destino mais procurado por estrangeiros que vieram a negócios ou para participar de eventos em 2016. A capital do Paraná ficou atrás somente de São Paulo e Rio de Janeiro. Segundo pesquisa do Ministério do Turismo, o turismo de negócios foi a motivação de 32,5% dos visitantes internacionais de Curitiba em 2016; mais que o dobro buscaram a cidade tendo como interesse principal as atividades de lazer (15%). Argentina (12,2%), Estados Unidos (11,6%), Paraguai (10,9%) e Alemanha (7,2%) foram os principais países emissores. Curitiba está também entre as 10 cidades brasileiras que mais

realizaram eventos internacionais, de acordo com a Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA, na sigla em inglês). “A disponibilidade de centros de eventos e convenções de vários portes e a grande oferta de hospedagem são indicativos desse posicionamento privilegiado da capital paranaense no ranking do turismo internacional no País”, comenta a diretora substituta da Diretoria de Estudos Econômicos e Pesquisas do MTur, Gilce Battistuz. O calendário de eventos da prefeitura, por exemplo, prevê a realização de 14 eventos no período de agosto a dezembro deste ano, seis deles internacionais.

Calendário prevê a realização de 14 eventos no período de agosto a dezembro, seis deles internacionais


4

Curitiba, agosto de 2017

ANIVERSÁRIO

Ilha do Mehl comemora 4 décadas bem vividas Buffet é um dos mais tradicionais do país e já promoveu 10 mil eventos Luciano Dumas

E

O empresário João Jacob Mehl comemorando com sua equipe. Da esquerda para à direita, Haroldo Garcia Junior, a chef Cristiane Prestes de Souza, Elizabeth Collere Chandoha e a filha Luiza Helena Mehl realizados em parceria com a Maison Julyo Borck, do renomado estilista Julyo Cesar Borck.

Um dos pontos altos do encontro, que emocionou e divertiu os presentes, foi o diferente dis-

curso que Jacob Mehl fez, optando por contar algumas das boas histórias desses 40 anos bem vi-

Luciano Dumas

m alto estilo, como faz há quatro décadas, o empresário João Jacob Mehl recebeu no dia 26 imprensa e profissionais da área de eventos para brindar os 40 anos do Buffet Ilha do Mehl. O prestigiado evento aconteceu na noite de sábado e gentilmente homenageou quatro damas da comunicação paranaense: Rosy de Sá Cardoso, Elsa Lemanski, Solange Massa, Karla Petrelli e Miriam Malucelli. A jornalista especializada em turismo, Rosy de Sá Cardoso, emocionou-se ao escutar de João Jacob Mehl que é “madrinha do buffet e sempre ajudou no seu desenvolvimento”. Na mesma hora emendou, “sou mesmo testemunha dos 40 anos, vim na festa da cumieira”, arrancando sorrindo de todos. Outras duas presenças marcantes foram do consultor de comportamento Fábio Arruda, autor de cinco livros sobre etiqueta e comportamento, e da designer de arranjos Katia Jannini, que vieram de São Paulo especialmente para a ocasião. O brinde e as homenagens foram

O casal do primeiro casamento no buffet estava presente e comemorou junto 40 anos de casados. Karin Hauer Silveira e o marido Fidêncio posaram para foto com a mãe dela e João Jacob Mehl

vidos. Contou sobre as badaladas festas promovidas pelo ditador paraguaio Alfredo Stroessner, sobre o famoso casamento que o buffet fez no Clube Sírio Libanês em São Paulo, o atendimento especial dado em festa ao já idoso naquela época presidente da empresa Eliane Cerâmicas e até da vez que recebeu um telefonema de um convidado informando, na intenção de ajudar, que o noivo não pagaria a festa de casamento que encomendou, entre outras boas histórias. Finalizou suas palavras agradecendo todos que passaram pela casa nesses 40 anos e citou o slogan do buffet como lema: “Realizamos sonhos organizando festas”. E para quem não pode estar no momento do brinde, as comemorações dos 40 anos do Buffet Ilha do Mehl também incluíram a realização de um evento aberto ao público, o “Casamento com Estilo 2”, que aconteceu no sábado e no domingo das 14h às 22h. O evento contou com participação das 40 principais marcas de produtos e serviços para festas de Curitiba.


Curitiba, agosto de 2017

5

DE OLHO NO FUTURO

Palestra apresenta tendências do turismo e da hotelaria Entre outros assuntos, foi abordado a importância dos hoteis estarem conectados, os millenials e a plataforma Airbnb

Carolina Sass de Haro é fundadora e sócia-diretora da Mapie, consultoria especializada em empresas de hospitalidade, turismo e serviços

A

conteceu dia 16 de agosto no auditório do SEHA a palestra “O Futuro do Turismo e da Hotelaria”. Mais de 30 empresários e funcionários do setor compareceram para ouvir Carolina Sass de Haro, fundadora e sócia-diretora da Mapie, consultoria especializada em empresas de hospitalidade, turismo e serviços. Carolina abriu o evento com um pouco do histórico da inclusão do digital no universo do turismo e seu desenvolvimento até os dias de hoje. A palestrante citou grandes

referências de serviços on-line relacionados às compras de turismo e mostrou dados que indicam que, em 2020, 48% das vendas de produtos do setor no Brasil serão digitais. A palestrante falou ainda sobre a importância das empresas estarem conectadas e oferecerem serviços que facilitem a hospedagem, como atendimento por mensagem e check-in on-line. Ela reforçou que grande parte do sucesso do Booking.com, por exemplo, se dá pela facilidade de compra – e instigou os presentes a olharem para seus sites e

serviços de reserva. Uma das partes mais in teressantes foi quando a palestrante citou a influência dos millenials no mercado (nascidos entre 1982 e 2004). Após um breve panorama de algumas das principais características da geração, como coletividade, economia compartilhada e uma visão mais livre do mundo, ela afirmou que este público busca mais do que a hotelaria tradicional, eles procuram experiências, características locais e serviços autênticos. De acordo com uma pesquisa realizada com o

público de viagem, 100% dos millenials afirmam que internet gratuita não pode faltar em um hotel. Além disso, eles citam como diferenciais que buscam: silêncio, um bom número de tomadas nos quartos, opções de alimentação saudável e sustentabilidade. Carolina falou ainda de plataformas como o Airbnb e afirmou que a maioria das pessoas que usa este tipo de hospedagem busca diferenciais como eletrodomésticos, o custo benefício e a comodidade de ambientes com “cara de casa”. A palestrante concluiu co-

mentando sobre a importância de estarmos em desenvolvimento, de oferecermos serviços e formas de atendimento que condizem com a realidade e com a necessidade da conectividade. Ela finalizou a palestra com uma frase de efeito de Steve Jobs: “Os pontos se conectam no futuro.” Com isso, incentivou a plateia a manter-se atualizada, a olhar o que está acontecendo no mundo e no mercado, a prestar atenção nos movimentos para conseguir se posicionar no futuro. Sua recomendação final foi: “Seja curioso”.


6

Curitiba, agosto de 2017

POR DENTRO DA LEI

Trade turístico prestigia João Jacob Mehl Hoteleiros, autoridades e políticos almoçam no SEHA e acompanham trabalho do Sindicato

L

ogo após a palestra que apresentou o futuro da hotelaria, um time de peso, reunindo autoridades, políticos e empresários, almoçou no salão de festas do SEHA. O encontro, como não poderia deixar de ser, teve como tema um pouco mais de turismo. Entre os presentes que prestigiaram o presidente João Jacob Mehl, o presidente da Fecomércio-PR, Darci Piana; o presidente da Paraná Turismo, Jacó Gimmenes; o

diretor-superintendente do Sebrae-PR, Vitor Roberto Tioqueta; o empresário Joel Malucelli; o presidente da ABIH-PR, Orlando Kubo; o coordenador de Turismo do Sebrae-PR, Aldo Carvalho; os vereadores Sabino Picolo, Felipe Braga Côrtes, Professor Euler e Tito Zeglin, os hoteleiros Jayme Canet Neto, Jonel Chede Filho, Henrique Lenz Cesar Filho, Lincoln Tarquínio, Aguilar Silva, entre outros. Confira algumas imagens do encontro.

O presidente do SEHA e os quatro vereadores presentes

Aldo Carvalho, João Jacob Mehl e Vitor Roberto Tioqueta

André, Aguilar Silva e André Fatuch Neto

Orlando Kubo e Jacó Gimmenes

Jayme Canet Neto e Vadis Silva

Os amigos Darci Piana e Jacob Mehl

O empresário Joel Malucelli foi o último a falar


Curitiba, agosto de 2017

7

POR DENTRO DA LEI

FBHA reúne assessores jurídicos para discutir RT Encontro no Rio de Janeiro juntou profissionais dos sindicatos filiados à federação no país

Reunião foi realizada em parceria com a Comissão de Turismo da OABRJ

A

Reforma Trabalhista mobilizou a atenção das assessorias jurídicas dos sindicatos filiados à Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, durante encontro realizado dia 22, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, no Rio de Janeiro. A reunião foi realizada em parceria com a Comissão de Turismo da OAB-RJ. Durante todo o dia, a assessora jurídica da FBHA, Lirian Cavalhero detalhou aos presentes as mudanças nas relações trabalhistas ocorridas a partir da lei sancionada

pelo presidente Michel Temer em julho. Segundo ela, as mudanças advindas da Reforma Trabalhista entram em vigência em novembro e os sindicatos precisarão passar por grandes reformas internas, com o fim da contribuição sindical compulsória. “As empresas precisarão treinar seus departamentos de Recursos Humanos e jurídicos, pois com a Reforma haverá profundas mudanças nas relações de trabalho, podendo ser implementadas diversas formas de trabalho dentro da mesma empresa como trabalho intermi-

Associe-se ao SEHA e conte com assessoria jurídica gratuita Conte também com acompanhamento em ações trabalhistas

tente, teletrabalho, jornada por tempo parcial, terceirização irrestrita, dentre outras”, alertou Lirian. O também assessor jurídico da FBHA, Ricardo Rielo, lembrou que a última alteração com tamanho impacto na legislação trabalhista data de 1943, ainda no governo Vargas. “A lei que institui a Reforma Trabalhista muda o eixo de discussão das relações do trabalho porque privilegia o negociado em temas sensíveis às empresas em detrimento da lei formal, editada pelo Estado”, afirma.


8

Curitiba, agosto de 2017

ENTREVISTA SENADOR ÁLVARO DIAS

Pelo fim do balcão de negócios na política Para o presidenciável, “Não foram os brasileiros que fracassaram. Quem fracassou foi o governo” Por Pierpaolo Nota

O Joel Malucelli é um grande empresário cujo sucesso é fruto de talento, esforço, comprometimento e ética. Tê-lo no comando do Podemos no Paraná é a certeza de que estamos no caminho certo, o caminho da mudança.”

O

entrevistado do mês dispensa apresentações. Admirado por empresários em todo Brasil e respeitado pelos políticos, tem presença intensa na mídia, sempre atrelada ao seu posicionamento firme. Representa na história recente do País talvez a única oposição inteligente atuante. Para melhorar, é paranaense e pré-candidato à Presidência da República. Bem-vindo ao Jornal do SEHA senador Álvaro Dias. O senhor é pré-candidato declarado à Presidência da República, o novo partido “Podemos” foi criado para viabilizar sua candidatura? Álvaro Dias - Recebi o lançamento da minha pré-candidatura pelo Podemos como uma convocação, e sinto-me honrado com isso. O partido fez o lançamento do projeto partidário e, ao mesmo tempo, anunciou o seu propósito de oferecer uma alternativa ao país, colocando o meu nome. Estou me preparando para isso. É uma questão de responsabilidade oferecer opções. Fazer a nossa mensagem ser ouvida é o grande desafio. O Podemos foi criado para ser um partido-movimento, para ouvir e reproduzir os anseios dos brasileiros. O que o “Podemos” tem de diferente dos partidos tradicionais? Álvaro Dias - O Podemos é totalmente independente das atuais ideologias partidárias, sem vínculo com direita ou esquerda. O Podemos é um partido transparente e que terá uma interação permanente, por meio da democracia direta, com a população sendo ouvida constantemente sobre os mais variados temas. O que se tenta é criar uma alternativa em defesa de causas, que use especialmente os avanços das mídias eletrônicas para se comunicar permanentemente com os cidadãos. Políticos passam por um filtro para se filiar ao “Podemos” ou a entrada é livre para quem desejar? Álvaro Dias - A meu ver, os atuais partidos políticos estão envolvidos em denúncias e serão rejeitados nas próximas eleições. Acredito que a próxima eleição presidencial será definitiva para comprovar os resultados da Operação Lava Jato. E os brasileiros estarão de olho

nos candidatos que, comprovadamente, não tiveram relação com os grandes escândalos de corrupção denunciados nos últimos anos. O Podemos já expulsou e pode expulsar outros políticos que se envolveram em irregularidades. Esse é o nosso filtro. É cogitado o nome do ex-jogador e senador Romário para ser seu vice na chapa à presidência da república. A informação confere? Álvaro Dias - Romário é um político experiente e respeitado, mas nunca conversamos sobre essa possibilidade. Estamos no início de uma jornada para consolidar a pré-candidatura. O nome do vice não será discutido agora. É sugestão sua que a reforma política diminua a quantidade de senadores de 81 para 54 e de deputados, de 513 para 404. Acredita na viabilidade da proposta? Como o Congresso Nacional tem avaliado sua sugestão? Álvaro Dias - Venho defendendo a redução do número de parlamentares desde 1999, mas as minhas propostas esbarram no corporativismo. É difícil convencer os pares da necessidade de cortar na própria carne. Meus projetos que reduzem o número de senadores, deputados federais, estaduais e vereadores, além de cortar as despesas do Legislativo, dariam mais legitimidade e representatividade aos políticos. Essa redução não compromete a democracia. Nós não estamos propondo a extinção dos instrumentos democráticos a serviço da coletividade. Estamos, ao contrário, pretendendo valorizá-los. Campanha política deve ou não ser financiada pelos cofres públicos? Álvaro Dias - Se a proposta de reforma política for aprovada pela Câmara, votarei contra o fundo público de campanha no Senado. Acredito que a campanha eleitoral de 2018 tem que ser muito mais do que franciscana. Cada candidato só deveria gastar o que arrecadar de doações espontâneas e pessoais, sem fundos públicos nem dinheiro de empresários. Por que é tão difícil conseguir quebrar os sigilos do BNDES, que teve votação de urgência adiada pelo Senado? Álvaro Dias - Desde 2005, por meio de pronunciamentos, denúncias e várias ações na Justiça e no TCU, venho tentan-

do quebrar a caixa-preta do BNDES. É impressionante e inaceitável não termos o direito de saber em que condições recursos públicos estão sendo repassados, a taxas privilegiadas, para governos amigos, cobertos pelo manto do sigilo. O Brasil já emprestou cerca de US$ 7 bilhões, a juros subsidiados, para investimentos em países como Cuba, Equador, Angola, Bolívia, Peru e Paraguai - valor que poderia ser investido em melhorias na infraestrutura do próprio país. Isso é apropriação indébita do dinheiro do povo. O BNDES deveria prezar pela transparência absoluta, publicidade dos atos. São recursos públicos O senhor vai apoiar seu irmão Osmar Dias na disputa ao governo do Paraná? Álvaro Dias - Sempre apoiarei meu irmão, mesmo que os limites impostos por partidos nos separem nos palanques. O que a Operação Lava Jato representa para o Brasil? Álvaro Dias -A Lava Jato mudou o cenário da política brasileira. Vivemos as consequências da operação que retirou do tapete toda a sujeira acumulada nos últimos anos. Isso está exigindo nova postura, novo comportamento, mudança da cultura política. O fato de grandes autoridades, incluindo o presidente e ex-presidentes da República, estarem sendo denunciadas mostra uma mudança de rumo na justiça brasileira. Os procuradores da República, delegados da Polícia Federal e membros da Justiça Federal como o Juiz Sérgio Moro estão, com sua atuação, reabilitando as esperanças do povo brasileiro no futuro deste País. Por isso, merecem aplausos e também a valorização por parte da sociedade brasileira. Precisamos defender e valorizar a Operação Lava Jato, para que os investigadores possam prosseguir superando todos os obstáculos interpostos à frente de quem quer promover a limpeza, que é uma exigência da população brasileira.   Qual a solução para tirar o Brasil do péssimo momento econômico vivenciado por todos os brasileiros? Álvaro Dias - Depois de anos de assalto ao País, a recuperação econômica do Brasil deve ser lenta, porque o rombo foi grande, mas temos que apostar em uma solução. Por enquanto, medidas paliativas estão sendo adotadas pelo governo, mas


Curitiba, agosto de 2017

só um novo presidente legitimado pelo voto pode dar um novo rumo ao País. Não foram os brasileiros que fracassaram. Quem fracassou foi o governo. A violência cresce no Brasil a números assustadores. Na sua opinião, fora a polícia civil, militar e federal, as Forças Armadas também deveriam trabalhar na rua para defender os cidadãos? Álvaro Dias - O Brasil vê a violência crescer de forma assustadora nas cidades, vê as fronteiras abertas para entrada de drogas, armas e contrabando, vê a força-tarefa da Lava Jato com menos recursos para o combate à corrupção, e agora vê também as Forças Armadas sem dinheiro sequer para manter as tropas. Isso é muito triste e deixa a população, cada vez mais, sem esperança. Creio que as Forças Armadas já têm o seu papel definido pela Constituição, e sempre vão merecer o respeito e a confiança da população. O empresário Joel Malucelli, um dos poucos empreiteiros brasileiros que não está enrolado com questões de corrupção, é seu suplente e recentemente assumiu à presidência do “Podemos” no Paraná. O senhor acredita que ele possa

vir a ser um bom candidato ao governo do Paraná? Álvaro Dias - O Joel Malucelli é um grande empresário cujo sucesso é fruto de talento, esforço, comprometimento e ética. Tê-lo no comando do Podemos no Paraná é a certeza de que estamos no caminho certo, o caminho da mudança. Acredito que, qualquer que seja o caminho político escolhido por ele, será bem-sucedido. O Brasil deve seguir presidencialista ou deve rumar para o parlamentarismo? Qual regime permitiria definir um bom rumo ao país de forma mais rápida e eficiente? Álvaro Dias - Sou, em tese, a favor do parlamentarismo, mas não nesse momento em que os partidos estão enfraquecidos, denunciados na Lava Jato e têm sido usados como siglas para registro de candidaturas. O parlamentarismo exige partidos fortes e organizados. Não acredito que funcionaria com o Congresso atual. O que defendo, há muito tempo, é o fim do balcão de negócios na política. Acredito que essa seja a raiz de todos os males. Se deixarmos de rimar governabilidade com promiscuidade, conseguiremos um bom rumo para o País.

O Podemos é totalmente independente das atuais ideologias partidárias, sem vínculo com direita ou esquerda.”

9

O Brasil já emprestou cerca de US$ 7 bilhões, a juros subsidiados, para investimentos em países como Cuba, Equador, Angola, Bolívia, Peru e Paraguai - valor que poderia ser investido em melhorias na infraestrutura do próprio país. Isso é apropriação indébita do dinheiro do povo.”


10

Curitiba, agosto de 2017

QUESTÃO DE DIREITO

Reforma Trabalhista é alvo de ação no STF Veja no texto abaixo o que pode mudar depois de decisão em Brasília

A

reforma trabalhista, aprovada em julho, é alvo de questionamento no Supremo Tribunal Federal (STF). O autor da ação direta de inconstitucionalidade é o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele protocolou uma ação na sexta-feira, dia 25, e questiona três dos mais de cem pontos alterados da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Os artigos questionados pelo PGR são os 790-B, 791-A e 844, que normatizam pontos do processo trabalhista. Janot pede a suspensão imediata desses trechos, via decisão liminar. Essa é a primeira ação proposta contra a reforma trabalhista a chegar no STF. A nova lei está no período de vacância: ela só entra em vigor a partir de novembro. Nesse período, podem ser feitas alterações no texto. O governo havia se comprometido com os senadores a alterar ao menos seis pontos via medida provisória - inclusive o trecho que acaba com o imposto sindical e o que muda o afastamento por insalubridade de grávidas e lactantes. Até agora não houve qualquer movimentação no sentido de alterar o que foi sancionado. O artigo 790-B determina que o pagamento de honorários periciais ficará a cargo de quem perder a ação, mesmo que seja alguém que usufrua da justiça gratuita. Outro ponto questionado por Janot é o artigo 791-A, que determina o pagamento de honorários de sucumbência entre 5% e 15% o valor da ação para o advogado da parte vencedora. Já o artigo 844 versa sobre a eventual necessidade de suspender e remarcar uma audiência. Nesse caso, fica determinado que em caso de ausência do reclamante, ele será condenado ao pagamento das custas, mesmo que seja beneficiário da justiça gratuita. O pagamento é condição para proposição de novas ações e só seria relevado no caso de a falta ser legalmente justificável.

O argumento de Janot é que esses novos dispositivos da lei são inconstitucionais porque impõem restrições à garantia de gratuidade judiciária. “Com propósito desregulamentador e declarado objetivo de reduzir o número de demandas perante a Justiça do Trabalho, a legislação avançou sobre garantias processuais e viola direito

fundamental dos trabalhadores pobres à gratuidade judiciária, como pressuposto de acesso à jurisdição trabalhista”, escreveu o procurador-geral da República. Um dos objetivos declarados da reforma trabalhista era o de diminuir o número de ações na Justiça do Trabalho. Por isso, foram propostos alguns pontos

para tentar desestimular a abertura de novas processos. Além da cobrança de honorários de sucumbência e mais obstáculos para o acesso à justiça gratuita, a nova lei prevê multa para litigância de má-fé e reduz a cobrança de taxa recursal para pequenas empresas e empregadores domésticos.

Saiu a Convenção Coletiva do Trabalho Confira na íntegra no site e tire dúvidas pelo telefone Já é possível conferir a CCT 2017/2018 no site do Sindicato, www.seha.com.br A Convenção Coletiva de Trabalho é válida para empresas de Hospedagem de Curitiba e Região Metropolitana e para empresas de Alimentação da RMC. Entre os temas das cláusulas estão importantes informações aos empresários, como piso salarial, descontos autorizados, horas extras, assistência médica, vale transporte, entre outros. Qualquer dúvida, a equipe SEHA está pronta para atender pelo número 41 3323-8900.


Curitiba, agosto de 2017

11

Associe-se ao SEHA. Uma entidade que defende os interesses dos setores de hospedagem e alimentação

convênios Com empresas TRANSRESÍDUOS

MEDICINA DO TRABALHO

Desconto especial para associados SEHA na coleta de resíduos e também na elaboração de plano gerenciamento de residuos e solidos. www.transresiduos.com.br

Policlínica San Tiago - 41 3022-2727 Medicina Ocupacional e Engenharia de Segurança - PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) - PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PPP (Perfi l Profissiográfi co Profi ssional) Exames Admissionais, Periódicos,Demissionais - Planos com valores especiais para associados SEHA-Ctba.

SEGURO DE RISCOS DE RESPONSABILIDADE

“Para bares, hoteis, restaurantes, pousadas, boates, padarias e afins. Programa completo de proteção que abrange a grande maioria dos riscos que os estabelecimentos estão expostos. Escritório de Advocacia Amazonas de Almeida Pimenta & Bueno

Especialista na restituição de valores de recolhimentos de INSS Mais informações no 41 3323 8900

CONSULTORIA ESPECIALIZADA Jr. Consultoria - UFPR - Desconto de 10% nos projetos de consultoria aos associados SEHACtba. A empresa é formada e gerida por alunos dos cursos de administração, ciências econômicas, ciências contábeis e gestão da informação. Sem fins econômicos, seu principal objeti vo é formar profissionais de valor e contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade, através da realização de consultorias que focam em micro e pequenas empresas. Mais informações pelo 41 3360-4473

Com faculdades SPEI 10% de desconto em Cursos de Pós-Graduação – direcionado aos funcionários de empresas associadas e filiadas. Informações: www.spei.br Fone 41 3364-4579 OPET 10% de desconto em todos os Cursos, e PósGraduação - direcionado aos funcionários de empresas associadas e filiadas. Informações: www.opet.com.br cezarroberto@opet.com.br Fone 41 3021-4848 FACINTER 10% de desconto em Cursos na área de Turismo direcionado aos funcionários de empresas associadas e filiadas. Informações: www.facinter.com.br Fone 41 2102-3300 UNICENP 10% de desconto em Cursos de Pós-Graduação na área de Turismo - direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas.

Consulte nosso banco de empregos

www.SEHA.com.br Somos alinhados com a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação. Acompanhamento em ações trabalhistas. Promovemos efetivas ações junto aos órgãos públicos e privados em defesa de interesses do setor. Cursos gratuitos de aperfeiçoamento em diversas áreas do trade.

Assessoria jurídica gratuita.

Convênios com plano de saúde, faculdades e outros serviços que contemplam expressivos descontos em seus serviços. Mais de 940 mil estabelecimentos dos segmentos hotelaria e gastronomia no Brasil são representados pela FBHA e seus sindicatos regionais. Oferecemos serviços e produtos indispensáveis às empresas.

Junte-se a nós! Informe-se na secretaria pelo fone 41 3323-8900


12

Curitiba, agosto de 2017

www.seha.com.br Notícias

Convênios

Fique informado, entre em nosso site para ter acesso as informações do nosso setor.

Precisa de convênio médico, odontológico, medicina ocupacional, entre outros? Se houver algum convênio que queira nos sugerir, fique a vontade!

Precisa de funcionários? Publique as suas vagas gratuitamente em nosso site, e se tivermos em nosso banco de dados candidatos que preencham os seus requisitos, os currículos serão encaminhados para sua empresa.

Assessoria Jurídica

Tem dúvidas? Precisa de informação? Sugestões? Entre no nosso canal Fale Conosco, e mande para nós o que precisa.

Está com alguma notificação trabalhista? Ou dúvidas na área trabalhista, comercial, tributária e/ou civil? Possuímos duas assessorias contratadas especialmente para auxiliar nas suas questões. Se houver uma reclamação trabalhista, terá o acompanhamento gratuito de nossos advogados para a sua defesa. E suas dúvidas jurídicas poderão ser também esclarecidas gratuitamente.

Qualifique sua equipe

Questões Administrativas

O associado tem direito a duas vagas gratuitas por curso na grade disponibilizada em nosso site, e a sua inscrição é feita no próprio site.

Questões como o ECAD, Vigilância Sanitária, Fiscalização Ambiental, NFCe, consulta a Legislação em Vigor fica fácil quando se tem aonde recorrer e tirar informações. Pertencemos ao Conselho Municipal de Urbanismo, caso tenha alguma questão a ser resolvida sobre urbanismo, traga a sua questão para nós.

Contato permanente!

O espaço é seu! Está vendendo algum mobilizado de sua empresa de hospedagem ou alimentação? Anuncie sua venda, mandando as características, preço e fotos do objeto a ser vendido e será publicado em nosso Banco de Negócios, além de enviarmos através de nosso mailing. Basta acessar www.seha.com.br

Informações Legais Tenha acesso às Convenções Coletivas firmadas, sempre que seja necessário.

Basta ligar para: 41 3323-8900


Curitiba, agosto de 2017

13

CONVERSA COM ANTONIO FILIPE BERGMANN BARCELLOS

Ampliação do terminal de passageiros aumentou área em 144% Bate-papo exclusivo para o Jornal do SEHA com Antonio Filipe Bergmann Barcellos, superintendente do Aeroporto Internacional de Curitiba Qual o prazo final para conclusão das obras no aeroporto Afonso Pena? Bergmann - As principais obras de ampliação da infraestrutura do aeroporto que estavam planejadas já foram concluídas. O que melhora na estrutura do aeroporto? Bergmann -A ampliação do terminal de passageiros aumentou a área em 144%, passando dos antigos 45,9mil m² para os atuais 112,1mil m². Com isso, a capacidade aumentou para 14,8 milhões de passageiros por ano, praticamente o dobro do movimento anual atual. Esse incremento de área trouxe também grandes melhorias como o sistema de climatização com aquecimento a gás, a circulação vertical com mais escadas rolantes (aumentou de 7 para 13) e elevadores (passaram de três para 20), a acessibilidade com mais pontes de embarque (de 8 para 14), mais balcões de check in (aumento de 30 para 64) e mais esteiras de bagagens, além de novos sistemas eletrônicos. Na área do meio ambiente, tivemos o aproveitamento de luz natural com a instalação de grandes claraboias no saguão de embarque e o aproveitamento de água com a implantação do sistema de reuso. A área comercial também triplicou de tamanho, conferindo ao Afonso Pena um maior conforto, agilidade, rapidez e disponibilidade de produtos e serviços aos usuários do aeroporto. Além do terminal de passageiros, tivemos ainda a ampliação do pátio de aeronaves em mais de 30mil m2, passando das antigas 16 para as atuais 26 posições de aeronaves. Quando será concluso o estacionamento e quantas vagas vão estar disponíveis? Bergmann -A conclusão está prevista para setembro, quando deverão estar disponíveis cerca de 4000 vagas. Existe algum plano ou projeto em andamento para construção

da terceira pista? Bergmann -No momento não existe plano ou projeto em andamento para a construção da terceira pista, uma vez que a pista de pouso atual ainda conta com capacidade para atender o movimento de aeronaves atual. Outros aeroportos brasileiros estão sendo privatizados. O Afonso Pena também será? Bergmann -O programa de concessões de aeroportos é de responsabilidade do Governo Federal/Ministério dos Transportes. Temos estatísticas do PIT – Ponto de Informações Turísticas sobre de onde esses turistas vem e qual o seu perfil? Bergmann -O PIT é de responsabilidade da Secretaria de Turismo de São José dos Pinhais e Curitiba e faz controle somente da nacionalidade dos clientes e o

tipo de informação que solicitam. O Afonso Pena foi o melhor aeroporto avaliado entre as unidades da Infraero. A o que se deve isso? Bergmann -Em nosso entendimento, a avaliação positiva do aeroporto é fruto da dedicação, competência e profissionalismo de todos os integrantes da comunidade aeroportuária, que inclui a Infraero, órgãos públicos, empresas aéreas, empresas de apoio e concessionários comerciais, entre outros, na busca constante pela satisfação de nossos usuários. Como está funcionando as novas regras de despacho de bagagens? Bergmann -O despacho de bagagem é uma relação entre passageiro e companhia aérea. Sob o ponto de vista da operação do aeroporto, não houve impac-

tos significativos no processo de despacho de bagagens. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) está investigando se houve cartel nas licitações para a instalação de cafeteria no Afonso Pena. O que o senhor tem a dizer sobre isso? Bergmann -Após detectar irregularidades em sete licitações de cafeterias nos aeroportos de Congonhas, Curitiba, Recife, Florianópolis, Maceió e Campo Grande, em julho de 2015, a empresa notificou o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para providências. O devido processo realizado pela estatal confirmou as irregularidades e a Infraero aplicou multa de R$ 3,16 milhões às empresas. Além disso, o processo foi encaminhado ao Ministério Público Federal, conforme prevê a Lei 12.846/13 e o Decreto 8.420/15.

Além do terminal de passageiros, tivemos ainda a ampliação do pátio de aeronaves em mais de 30 mil m2, passando das antigas 16 para as atuais 26 posições de aeronaves”.


14

Curitiba, agosto de 2017

CURSOS OFERECIDOS PELO SEHA Certificação com aproveitamento de 75%, material e apostila Associado SEHA tem direito a 2(duas) vagas gratuitas por curso Camareira

Churrasco

Governança

Comida de Boteco

Recepção em Meios de Hospedagem

Saladas

Qualidade no Atendimento para Recepcionista

Caldos & Sopas

Segurança e Higiene

Fondue

Formação de Preços e Gestão Alimentar

Sanduíches & Molhos

Inglês Aplicado a Serviços de Atendimento Gestão Financeira em Meios de Hospedagem Gestão Financeira em Alimentos e Bebidas Garçom - Iniciante Relações Interpessoais Administração de Conflitos

Risotos Finger Food Finalização de Pratos Panificação Padaria de Natal Bolos & Tortas

Excelência no Atendimento Encantando o Cliente e Superando Expectativas de Vendas

Biscoitos & Bolachas

Qualidade no Atendimento

Faça & Venda

Como Montar e Administrar Bares e Restaurantes

Ceia de Natal

Planejamento de Cardápios

Harmonização de Vinhos

Técnicas de Congelamento

Harmonização de Cervejas

Reaproveitamento de Alimentos

Treinamento para Cipa

Faça sua pré-inscrição através www.seha.com.br Mais informações 41 3323 8900


Curitiba, agosto de 2017

15

Antonio More

Novos membros dos conselhos Fiscal e de Administração para o triênio 2017/2020

REPRESENTAÇÃO

Com posse e lançamento do livro ‘Segredos dos Chefs’ Abrasel-PR apresenta novos membros dos Conselhos e 12ª edição da publicação

C

om a presença de imprensa especializada, empresários e autoridades do setor, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Paraná lançou no dia nove a 12ª edição do livro ‘Segredos dos Chefs’, publicação que reúne 17 receitas de restaurantes curitibanos que participaram do Festival Brasil Sabor 2017. Junto ao evento a associação também realizou a cerimônia de posse dos novos membros dos conselhos Fiscal e de Administração para o triênio 2017/2020. Proprietária do Buffet Nova Curitiba, Jilcy Mara Joly Rink entrou para sua segunda gestão como presidente da Abrasel no Paraná. “É sempre uma responsabilidade muito grande dar continuidade a um trabalho com o peso que é a Abrasel, mas acredito que com o apoio do excelente conselho que foi formado, vamos vencer todos os desafios”, afirmou Jilcy. NOVO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO: Luis Fernando Menuci (Happy Burger) Ernesto Vilela Neto (Scavollo) Giovanni Eduardo Antônio

Muffone (Cantina Baviera) Carlos Roberto Madalosso Filho (Forneria Copacabana) Giocondo Vilanova Artigas Neto (Taj Bar) Gabriela Aksamitas (Quintana Café) Paulo Roberto Baggio (Suplente/Pizzaria Baggio) Heitor Cortes Neto (Suplente/ Saint Germain) Francesco Perissinotti Magnani (Suplente/Avenida Paulista) NOVO CONSELHO FISCAL: Marcelo Toshio Remza (Bar Jabuti) Divaldo Lins Maciel (Limoeiro Casa de Comidas) Marcio Souza Brasil (Suplente/Zapata Mexican Bar) Arivaldo de Mello Júnior (Suplente/Bosque Italiano) João Batista Zanoto (Suplente/Galeteria Caxias)

O diretor-superintendente do Sebrae-PR, Vitor Roberto Tioqueta; Jilcy Rynk, reempossada como presidente da Abrasel-PR; João Jacob Mehl, presidente do SEHA e Julio Cezar Agostini, diretor executivo do Sebrae-PR.

A presidência do conselho será de Vaneska de Andrade Berçani, do restaurante Velho Oriente. Representando a prefeitura de Curitiba, a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, ressaltou a importância da gastronomia para o setor turísti-

co e econômico. “Recentemente, uma pesquisa da Organização Mundial do Trabalhou (OMT) posicionou a gastronomia como terceiro incentivador de viagens e nós, aqui, temos muito orgulho por ter desde a gastronomia de rua aos mais sofisticados restau-

rantes, com grandiosos chefes”, disse. “Desejo sucesso à nova diretoria e que a gastronomia curitibana só supere todos esses índices positivos que vem alcançando junto com a Abrasel”, completou. O empresário João Jacob Mehl,

proprietário do buffet Ilha do Mehl e presidente do SEHA também esteve presente. “A Abrasel é a Associação legítima dos bares e restaurantes. Faz um excelente trabalho, que será continuado nesse gestão”, enfatizou o empresário”.


16

Curitiba, agosto de 2017

INFORMATIVO

B O L E T I M I N F O R M AT I V O D O S I S T E M A F E C O M É R C I O S E S C S E N A C P R

|

2017

S I ST E M A F E C O M É R C I O S E S C S E N AC P R N C M - N Ú C L E O D E C O M U N I CAÇÃO E M A R K E T I N G 4 1 . 3 8 8 3 - 4 5 3 0 | j o r n a l i s m o @ f e c o m e rc i o p r. c o m . b r w w w. f e c o m e rc i o p r. c o m . b r | w w w. s e s c p r. c o m . b r | w w w. p r. s e n a c . b r

CURITIBA, ANO 3, EDIÇÃO N. 56

Jornal seha ed 051  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you