Page 1

FESTURIS DEVE RECEBER MAIS DE 10.000 PROFISSIONAIS DE TURISMO NA SERRA GAÚCHA, DE 8 A 11 DE NOVEMBRO

JORNAL

Pág. 15

SEHA

68 ANOS

Curitiba, setembro de 2018 | Edição 64

SEHA e ABAV-PR anunciam criação do

G5

Anúncio foi feito por João Jacob Mehl e Antonio Azevedo durante almoço que reuniu empresários, hoteleiros, políticos e lideranças de entidades do trade do turismo no Paraná. Pág. 09

AJUSTES 4 MILHÕES

Aeroporto de Foz terá capacidade ampliada Pág. 06

Linha Turismo tem rota melhorada Pág. 03


2

Curitiba, setembro de 2018

EDITORIAL

ATENÇÃO AO FUTURO

Tudo novo!

Presidente da FBHA se reúne com Bolsonaro

Outubro foi mesmo um mês especial. Passamos o Brasil a limpo. Temos novo presidente no país e novo governador no Estado. Para o turismo do nosso Paraná as expectativas são grandes. Tanto o governador Carlos Massa Ratinho Júnior, quando seu vice Darci Piana, são pessoas ligadas ao trade turístico, que entendem a necessidade de fomentar o setor que mais gera empregos no país. As propostas apresentadas no plano de governo que vai nortear o turismo no Paraná nos próximos quatro anos, estão sim alinhadas com as intenções de todas as entidades envolvidas no trade. Por isso, desde já o SEHA se coloca à disposição para somar, auxiliar e contribuir no que for necessário para que esse projeto dê certo! Nessa edição, contamos também sobre a criação do G5, que mesmo ainda com nome provisório, vai ser de grande valia para levar nossas reivindicações para o novo governo, que já declarou-se de portas abertas para nos escutar sempre que for necessário. São novos tempos! Novas esperanças. Brasileiros e paranaenses voltaram a sorrir. Que Deus ilumine Ratinho Júnior e Darci Piana e que ambos consigam conduzir nosso Estado com a seriedade, honestidade e honradez sempre demonstrada por ambos. Confiamos a vocês nosso destino, vamos cobrar, mas vamos sim ajudar a fazer acontecer. Estamos juntos! Um forte abraço. João Jacob Mehl

EXPEDIENTE

Assunto girou em torno do baixo número de turistas internacionais que o Brasil recebe

Alexandre Sampaio, Bolsonaro e Sonia Chami

O

presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio, e a presidente do Rio Convention & Visitors Bureau (RCV&B), Sonia Chami, se encontraram com o candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, do PSL, na tarde de terça-feira, dia 23 de outubro, no Jardim Botânico, na Zona Sul

do Rio, para falar sobre turismo. Jair Bolsonaro ratificou a sua preocupação com o baixo número de turistas internacionais que o Brasil recebe e afirmou que vai implementar medidas para aumentar o volume de visitantes. Ações coordenadas na área de segurança pública, flexibilidade de vistos de entrada com ampliação do número de países no

sistema eletrônico, agilidade nos processos de análise ambiental, PPPs para administrar parques nacionais, visando incrementar a visitação a estes ativos, e incentivos para atrair mais congressos, eventos e cias aéreas para o país foram alguns dos temas debatidos durante o encontro e reconhecidos pelo candidato como pontos a serem resolvidos.

Jornalista Responsável: Pierpaolo Nota

Parabéns aos associados aniversariantes de outubro

Edição: Eliseu Tisato

Rua Júlia da Costa, 64 - São Francisco - Curitiba - Paraná Fone: (41) 3323 8900 www.seha.com.br

GESTÃO 2018-2021

01.10

Nelson Ribeiro dos Santos, do Cantinho do Churrasco

02.10

Jonel Chede Filho, do Hotéis e Turismo Universo

João Jacob Mehl Presidente

Julio Cesar Hezel Diretor de Marketing

06.10

Maurício Lafitte, do Restaurante Madalozo

Jonel Chede Filho Vice-Presidente

Henrique Lenz César Filho Diretor para Assuntos Nacionais

06.10

Marilei Berkembrok, do Arquitetas do Queijo Pizzaria

08.10

Hewig Passig, do Restaurante Dona Ambrosina

Orlando Kubo Diretor para Assuntos Estaduais

08.10

Marcio Yabiku, do Motel Charm

09.10

Aguilar Silva, da Lanchonete Jatinho

10.10

Eliane Costa Zacarias, do Buffet do Portal

12.10

João Jacob Mehl, do Buffet Ilha do Mehl

Lincolin T. Isahias Tarquinio Diretor Financeiro Karla Lemos Sottomaior Diretora Secretária Zelir Tadeu Massuchin Vice Presidente para Assuntos de Hotelaria e Hospedagem Mauricio Laffitte Vice Presidente para Assuntos de Alimentos e Bebidas/Buffet Francisco Noronha Filho Vice Presidente para Assuntos de Motéis Marilisa Bigarella Vice Presidente para Área de Lazer e Entretenimento

Marco Antonio Fatuch Diretor vice-presid.da FBHA Paulo Sérgio Gralak Diretor de Patrimônio Sidney Blinder Diretor Conselho Fiscal Alceu Antimo Vezozzo Filho Luiz Procopiak de Aguiar Michele Seleme Conselho Fiscal Suplente Jayme Canet Neto Joel Malucelli Marcos Gamper

14.10

Gilberto Schuhli, da Pizzaria Mercatu Juvevê

17.10

Marcos Gamper, da Pousada e Restaurante Orquídeas

22.10

Sérgio Alves, do Restaurante Hotel Exclusivo

22.10

Ana Maria Galiotto, do Hotel Cracco

25.10

Clodoaldo Moreira, do Bistrô Comendador

30.10

Edelhart Pfaffezeller, do Motel Central

31.10

Marcelo do Amaral Lupion, do Buffet Castelo do Batel


Curitiba, setembro de 2018

3

LINHA TURISMO

Mudança no Centro Cívico melhora acesso a pontos turísticos Principal alteração é reativação do ponto da Linha da Turismo no Bosque do Papa

O

sentido do itinerário da Linha Turismo foi alterado na região do Centro Cívico com reativação do ponto de parada no Bosque do Papa, pela Rua Mateus Leme. Além disso, dois outros pontos tiveram mudança de localização, um perto da Prefeitura de Curitiba e outro no Museu Oscar Niemeyer. A mudança de sentido na região do Centro Cívico é a partir da Avenida Cândido de Abreu. O ônibus contornará a rótula da avenida e entrará à esquerda na Rua Ernani de Oliveira. Com a alteração, a parada que ficava ao lado do prédio da Vara da Família foi relocada para o outro lado da rua, mais perto do prédio da Prefeitura e quase ao lado do Tribunal do Júri. O ônibus segue pela rua Jacyr de Campos, contornado o Palácio das Araucá-

rias para acessar a Mateus Leme. No Portal Polonês, entrada principal do Bosque do Papa, a parada será trocada de lado e ficará bem mais perto do parque. “A mudança traz mais segurança e facilidade para os turistas que quiserem desembarcar ou embarcar ali”, explica Adão Jose de Lara, coordenador de Programação do Transporte da Urbs. Após o Bosque do Papa, o ônibus seguirá para outro atrativo, o MON (Museu Oscar Niemeyer) contornado as ruas José Saboia Cortês, Vieira dos Santos e Manoel Eufrásio, onde ficará o novo ponto de parada do MON, também mais perto do atrativo turístico. “Este ponto antes estava na Rua Marechal Hermes e os turistas tinham de atravessar a rua para entrar ou sair do MON. Estas mudanças trazem mais facilidade e segurança”, disse Lara.

No Museu Oscar Niemeyer os turistas não vão mais precisar atravessar a rua para entrar ou sair do local

D

SEHA OFERECE NOVO CONVÊNIO JURÍDICO AOS ASSOCIADOS

e acordo com a pesquisa, 64,2% dos empreendimentos hoteleiros de todo o país declararam possibilidade de realizar investimentos nos próximos seis meses. Outros dados demonstram o otimismo no setor da perspectiva dos estabelecimentos em relação aos destinos turísticos até o fim do ano: 30,9% apostam no aumento da rentabilidade do setor de turismo; 37,9% acreditam no crescimento da demanda pelo destino onde seus hotéis estão localizados e 32,2% acham que aumentarão os gastos dos turistas nas cidades que visitam. Também para os próximos seis meses são esperados aumento de 40,9% no faturamento de empresas, crescimento de 17,1% no número de empregados e ainda ampliação de 39,7% na demanda de serviços ofertados.

PARA SABER MAIS LIGUE 41 3323 8900

PENSANDO SEMPRE EM OFERTAR MAIS SERVIÇOS E BENEFÍCIOS PARA OS ASSOCIADOS O SINDICATO AMPLIOU SEU LEQUE DE PARCERIAS JURÍDICAS. DESTA VEZ, COM O ADVOGADO DA ÁREA CRIMINAL PREVENTIVA E CONTENCIOSA FRANCISCO AUGUSTO NORONHA NETO. COM O NOVO CONVÊNIO, ASSOCIADOS SEHA TÊM DIREITO À PRIMEIRA CONSULTA GRATUITA E AS COBRANÇAS SEGUINTES OBEDECEM A TABELA DA OAB-PR.


4

Curitiba, setembro de 2018

PROFISSIONALIZAÇÃO FAZ TODA A DIFERENÇA! Consulte nosso site www.seha.com.br e confira os cursos disponíveis.

Cursos

PRÉINSCRIÇÕES ABERTAS

6 e 7 de novembro | Introdução ao Mundo dos Vinhos: Técnicas de Sommelier 12 e 13 de novembro | Excelência no Atendimento: Encantando o Cliente e Superando Expectativas de Vendas 20 a 23 de novembro | Planejamento de Cardápios e Fichas Técnicas

Vagas limitadas! Inscreva já seus colaboradores. Associado SEHA tem duas vagas gratuitas por curso Aulas teóricas e práticas; Professores especializados; Material didático; Certificado.


Curitiba, setembro de 2018

5

Primeira edição será realizada em dezembro, no Rio de Janeiro

Ministério anuncia a criação do Prêmio Nacional do Turismo O

Ministério do Turismo (MTur) anunciou, dia 17 de outubro, a criação do Prêmio Nacional de Turismo. A primeira edição, a ser realizada em dezembro no Rio de Janeiro (RJ), também deve condecorar profissionais que atuaram de maneira criativa, inovadora e proativa no desenvolvimento do turismo no país. Iniciativa inédita, a premiação surge com intuito de identificar, reconhecer e premiar iniciativas, práticas inovadoras e casos de sucesso no setor público, privado e ao terceiro setor do turismo brasileiro De caráter simbólico, a premiação será concedida na forma de troféus e medalhas e é dividida em duas categorias: “Premiação de Iniciativas” e “Premiação de Profissionais”. Cada entidade poderá ser indicada para apenas uma. Mais detalhes podem ser conferidos no site http://www. turismo.gov.br/assuntos/12034-premio-nacional-do-turismo.html. Dúvidas das entidades interessadas em participar podem ser sanadas pelo telefone (61) 2023-8165 ou através do e-mail produtos@turismo. gov.br.

A premiação de iniciativas inovadoras irá contemplar todas as ações e ideias implantadas nos últimos 24 meses, e foi dividida em sete categorias: Monitoramento e Avaliação do Turismo

A concessão de prêmios a profissionais de destaque no turismo nacional, por sua vez, levará em consideração aqueles que atuaram em benefício do desenvolvimento do turismo no País nos últimos 24 meses, estimulando o engajamento do setor. Confira as cinco categorias:

Qualificação no Turismo Valorização do Patrimônio pelo Turismo

Academia Governo

Turismo de Base Local e Produção Associada ao Turismo

Iniciativa privada

Turismo Social

Organizações não governamentais

Inovação Tecnológica no Turismo Marketing e Apoio à Comercialização do Turismo

Imprensa e mídias sociais


6

Curitiba, setembro de 2018

DESENVOLVIMENTO

Projetos de turismo no Paraná são exemplo para o Brasil Comitiva foi a Brasília apresentar trabalhos que servem como base para o desenvolvimento do setor

R

epresentantes da Adetur Litoral e da Retur Paraná - Região Corredores das Águas, estiveram em Brasília dia 25 de outubro para apresentar suas IGRs - Instância de Governança Regional, como é desenvolvido o trabalho dentro das entidades e porque servem como base para o desenvolvimento do setor no país. O encontro aconteceu no Ministério do Turismo, onde as entidades foram recepcionadas por Ana Carla Moura Fernandes, responsável pelo PRT+ Integrado Programa de Regionalização do Turismo, que acompanhou a comitiva durante toda a visita. Hélio Nunes, Coordenador Geral de Legislação para Estrutura do Turismo, também participou

Do Paraná, estiveram presentes Marcos Gamper e Mauricio Lafitte representando a Adetur, Wanda Pille a Retur e o Professor Jacó Gimennes a Paraná Turismo. Na pauta foram debatidas e apresentadas oportunidades de parcerias e participação em programas do MTur, relacionados a atração de investimentos, acesso a crédito, cadastramento e fiscalização de prestadores de serviços no turismo (CADASTUR), eventos turísticos, infraestrutura do setor e estruturação de produtos turísticos. A Adetur Litoral aproveitou a ocasião para entregar um documento ao MTUr, com solicitações de municípios litorâneos do Paraná.

Trabalhos desenvolvidos no Paraná servem como referência para o turismo de todo Brasil

Aeroporto de Foz terá capacidade para 4 milhões de passageiros Obras de ampliação e revitalização do terminal foram apresentadas pela Infraero ao Conselho Municipal de Turismo

A

mpliação das áreas de check-in, das salas de embarque e do saguão, instalação de quatro pontes de embarque e desembarque e reforma do pátio de aeronaves. São melhorias que fazem parte do projeto de ampliação e revitalização do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, que será realizado pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). O andamento dos trabalhos e os benefícios das obras para passageiros e operadores turísticos que atuam no terminal foram apresentados aos membros do Comtur (Conselho Municipal de Turismo) dia 25 de outubro. A exposição foi conduzida pelo superintendente da Infraero em Foz do Iguaçu, Joacir Araujo dos Santos. O valor do investimento é de R$ 32,7 milhões e o prazo final para execução é setembro de 2019. Após a conclusão da ampliação e revitalização, o Aeroporto de Foz Iguaçu poderá movimentar mais de quatro milhões de passageiros, frente aos 2,5 milhões atuais. Em maio deste ano, também foi assinado acordo entre a Infraero e a Itaipu Binacional para ampliação da pista de pousos

e decolagens do terminal na fronteira trinacional e para a duplicação da pista de acesso aeroporto. A ação tem investimento de R$ 70 milhões a ser aplicados pela empresa binacional. O superintendente da Infraero em Foz destacou os benefícios econômicos que virão com os investimentos. “O aeroporto de Foz participará não só da integração nacional, mas também do desenvolvimento do turismo e da economia do país, promovendo geração de empregos e oferta de mais serviços”, apontou Joacir Araujo dos Santos. SEGURANÇA, COMODIDADE E TURISMO O presidente do Comtur, Carlos Silva, enfatizou que a ampliação e a revitalização do aeroporto são um sonho antigo das instituições que integram a Gestão Integrada do Turismo. Para ele, os investimentos são um reconhecimento da importância do terminal para o turismo nacional e internacional. O aeroporto de Foz cresceu 14% no primeiro semestre do ano em número de passageiros, diante de uma média nacional de 4%.

O valor do investimento é de R$ 32,7 milhões e o prazo final para execução é setembro de 2019 A ampliação da pista de pousos e decolagens do terminal irá aumentar sua extensão dos atuais 2.195 metros para mais de três mil metros. O objetivo é melhorar a capacidade operacional de aeronaves e o atendimento à demanda local e comportar voos para a Europa e os Estados Unidos. As obras na pista foram iniciadas pela Infraero em novembro de 2017, e até o momento a

empresa já aplicou R$ 11 milhões. Já o projeto para a duplicação da via de acesso que fica entre a Rodovia das Cataratas e o aeroporto iguaçuense vai incluir o alargamento da pista, que passará de duas para quatro faixas, alças de retorno, acostamentos, além de implantação de viadutos, ciclovia, passarela de pedestres e abrigos de ônibus.


Curitiba, setembro de 2018

TURISMO

Certificado Digital do Mapa do Turismo Brasileiro Municípios inscritos podem solicitar documento através do site do MT

M

unicípios inscritos no Mapa do Turismo Brasileiro já podem solicitar pelo site do Ministério do Turismo a emissão de certificado digital para o período 2017-2019. Essa certificação configura uma maneira de comprovar inserção no citado mapa e participação no rol de 3.285 destinos brasileiros com a atividade turística definida como política de desenvolvimento econômico e geração de empregos e renda. Uma das vantagens de se obter o documento diz respeito à priorização de investimentos federais destinados ao setor. “Os municípios têm duas vantagens: validar a responsabilidade com o turismo no âmbito federal e local e conseguir rapidez no acesso a recursos destinados pelo Ministério do Turismo, pois terão em mãos uma comprovação de engajamento com o segmento”, explica Totó Parente, secretário nacional de Estruturação da pasta. Para emitir e imprimir o certificado, basta acessar o site do Mapa do Turismo, selecionar os campos Macrorregião, UF, Região Turística e Município e, em seguida, clicar em pesquisar e aguardar o resultado destacado com a cor azul. A partir daí, é só clicar no destino selecionado e escolher a opção emitir certificado. O Mapa do Turismo é um instrumento instituído no âmbito do Programa de Regionalização do Turismo, o qual orienta a atuação do ministério no desenvolvimento das políticas públicas. Ele define o recorte territorial a ser trabalhado prioritariamente pela pasta, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística de cada município.

Antonina é um dos municípios paranaenses inscritos no Mapa do Turismo Brasileiro

Associe-se ao SEHA e conte com assessoria jurídica gratuita Conte também com acompanhamento em ações trabalhistas

7


8

Curitiba, setembro de 2018

O SEHA oferece diversos convênios em diferentes áreas para apoiar o desenvolvimento e crescimento da sua empresa.

Confira!

CONVÊNIOS

JURÍDICO DR. FRANCISCO NORONHA NETO – CRIMINAL Assessoria jurídica criminal preventiva e contenciosa e elaboração de pareceres jurídicos criminais. A primeira consulta é gratuita e as cobranças seguem os valores mínimos da Tabela da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Estado do Paraná.

DRA. ANA LIRIA AMBONATTI - ASSESSORIA JURÍDICA Serviços de assessoria jurídica na área cível, previdenciária e família – indenizações, reparação de danos, direito do consumidor, entre outras. Valores baseados na Tabela da Ordem dos Advogados do Brasil; primeira consulta gratuita.

AMAZONAS DE ALMEIDA PIMENTA & BUENO ADVOGADOS ASSOCIADOS Especializada no ramo tributário e empresarial, realiza, entre outras atividades, um procedimento no quesito suspensão, recuperação e compensação de créditos relativos ao INSS patronal.

ANDRÉ FATUCH NETO ADVOCACIA Escritório especializado conveniado. Consultoria, assessoria, defesa e acompanhamento jurídico em ações trabalhistas gratuito para associados SEHA.

ANDRAUS TOMKIW PETRY GRANDINETTI ADVOGADOS ASSOCIADOS Consultoria trabalhista e comercial, assessoria, defesa e acompanhamento jurídico gratuito para associados SEHA.

SAÚDE, SEGURANÇA, SEGURO, CONSULTORIA E OUTROS POLICLÍNICA SANTIAGO Exames admissionais, periódicos e demissionais gratuitos. Além disso, é possível fazer PPRA, PCMSO e PPP a preços muito abaixo do mercado.

TRANSRESÍDUOS Desconto especial para associados SEHA na coleta de resíduos e também na elaboração de plano gerenciamento de resíduos e sólidos.

IFASEG - PROGRAMA DE SEGUROS DE RISCOS E RESPONSABILIDADE Proteção de seguros que abrange muitos dos riscos que seu estabelecimento está exposto.

PROTECTA CORRETORA DE SEGUROS CONSULTORIA E ANÁLISE DE SEGUROS Ampla linha de seguros com condições especiais e exclusivas. Tipos de seguros: Patrimonial, Frota de Veículos, Responsabilidade Civil, Seguro de Vida, Seguro Saúde, Planos Odontológicos, Acidentes Pessoais para Hóspedes, Responsabilidade Civil Hoteleira.

JR CONSULTORIA – EMPRESA JUNIOR UFPR Consultoria especializada em Gestão e Administração com preços especiais.

CERTIFICADO DIGITAL - CONVÊNIO SEHA E ACP Uma parceria com a ACP garante valores especiais para fazer ou renovar o Certificado Digital da sua empresa. A partir de R$175,00, parcelado em três vezes.

ESPECIALIZAÇÃO CURSOS E PÓS-GRADUAÇÕES Descontos em cursos e pós-graduações em instituições como Universidade Positivo, Facinter, OPET e Spei.

INFORMAÇÕES: (41) 3323 8900


Curitiba, setembro de 2018

9

PLANEJAMENTO

Almoço no SEHA anunciou criação do G5 Presidente Jacob Mehl defendeu também no encontro a construção de uma arena multiuso em Curitiba

V

inte e três de outubro foi dia de reunião mensal da diretoria do SEHA, seguida de almoço que reuniu parte do trade turístico da cidade para contar a mais nova novidade. Entidades de classe do setor estão se articulando em torno de um grupo de trabalho determinado a oferecer sugestões de projetos e iniciativas capazes de ajudar a alavancar o turismo do Paraná. Provisória, a sugestão de nome do grupo é G5. A ideia partiu do presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná, Antonio Azevedo, e contou com adesão imediata do presidente do SEHA, João Jacob Mehl. Conversas futuras envolveram a presidente da Abrasel-PR, Jilcy Rink e o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná, Orlando Kubo. Segundo Azevedo confessou ao Jornal do SEHA, em entrevista publicada nessa edição, existe a intenção de convidar a Federação Paranaense dos Convention Bureaux para integrar o Grupo. O presidente da ABAV-PR explicou que para criar o G5 se inspirou seguindo um

exemplo que considera vitorioso aqui no Paraná, o G7. “Onde as entidades de comércio e indústria tem um grupo que se reúne regularmente para debater os problemas e assuntos inerentes ao setor. Assim, com esse grupo teremos as principais entidades do turismo juntas para poder encaminhar pleitos, batalhar por assuntos inerentes, num sentido de agregar conhecimento e ação”, salientou Azevedo. Ainda durante o almoço, Jacob Mehl aproveitou a presença de vários empresários, entidades e dos vereadores curitibanos Felipe Braga Côrtes e Tito Zeglin, para por mais uma vez se manifestar sobre a necessidade de Curitiba ter uma arena multiuso, para competições esportivas, shows e convenções. “É uma ferramenta fundamental para atrair turistas, lotar nossos hotéis, restaurantes e movimentar todo o comércio”, afirmou o presidente do SEHA. Destaque também para o Chef Michel Acras, que comandou o almoço. Gastronomia árabe da melhor qualidade, elogiada por todos os presentes.

Confraternização foi prestigiada por diversos empresários, hoteleiros, políticos e entidades do trade

Luiz Celso Branco, Jonel Chede, Antonio Azevedo, João Jacob Mehl e Jilcy Rink

Marcos Gamper, Maurício Lafitte e Paulo Sérgio Gralak

Felipe Braga Côrtes, Jilcy Rink, Antonio Azevedo e Orlando Kubo

Tito Zeglin, Jacob Mehl e Paula Tavares

Júlio Cesar Rodrigues, André Fatuch e Marcos Gamper

Gastronomia árabe elaborada pelo Chef Michel Acras


10

Curitiba, setembro de 2018

www.seha.com.br Notícias

Convênios

Fique informado, entre em nosso site para ter acesso as informações do nosso setor.

Precisa de convênio médico, odontológico, medicina ocupacional, entre outros? Se houver algum convênio que queira nos sugerir, fique a vontade!

Precisa de funcionários? Publique as suas vagas gratuitamente em nosso site, e se tivermos em nosso banco de dados candidatos que preencham os seus requisitos, os currículos serão encaminhados para sua empresa.

Assessoria Jurídica

Tem dúvidas? Precisa de informação? Sugestões? Entre no nosso canal Fale Conosco, e mande para nós o que precisa.

Está com alguma notificação trabalhista? Ou dúvidas na área trabalhista, comercial, tributária e/ou civil? Possuímos duas assessorias contratadas especialmente para auxiliar nas suas questões. Se houver uma reclamação trabalhista, terá o acompanhamento gratuito de nossos advogados para a sua defesa. E suas dúvidas jurídicas poderão ser também esclarecidas gratuitamente.

Qualifique sua equipe

Questões Administrativas

O associado tem direito a duas vagas gratuitas por curso na grade disponibilizada em nosso site, e a sua inscrição é feita no próprio site.

Questões como o ECAD, Vigilância Sanitária, Fiscalização Ambiental, NFCe, consulta a Legislação em Vigor fica fácil quando se tem aonde recorrer e tirar informações. Pertencemos ao Conselho Municipal de Urbanismo, caso tenha alguma questão a ser resolvida sobre urbanismo, traga a sua questão para nós.

Contato permanente!

O espaço é seu! Está vendendo algum mobilizado de sua empresa de hospedagem ou alimentação? Anuncie sua venda, mandando as características, preço e fotos do objeto a ser vendido e será publicado em nosso Banco de Negócios, além de enviarmos através de nosso mailing. Basta acessar www.seha.com.br

Informações Legais Tenha acesso às Convenções Coletivas firmadas, sempre que seja necessário.

Basta ligar para: 41 3323-8900


Curitiba, setembro de 2018

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Turismo do Paraná ganha novos projetos Festa italiana em Palotina, Rota Caminho Coroados, Assaí capital símbolo da imigração japonesa e blues em Antonina

A

atividade turística no Paraná ganhou quatro novos projetos, apresentados na Assembleia Legislativa do Estado para beneficiar as regiões oeste, norte e litoral. A aprovação das propostas aconteceu na reunião do dia 24 de outubro da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Ney Leprevost. O primeiro projeto aprovado foi do deputado Cláudio Palozi, inserindo no calendário oficial de eventos do Paraná, uma festividade com características italianas realizada no município de Palotina. Já iniciativa dos deputados Ney Leprevost e Maria Victoria, igualmente aprovada,

institui a Rota Turística Caminho Coroados, em Guaratuba. O terceiro projeto aprovado, proposto pelo deputado Tercílio Turini, concede o título de Capital Paranaense Símbolo da Imigração Japonesa ao município de Assai – Terra do Sol Nascente. O quarto projeto aprovado, do deputado Ademir Bier, insere no calendário oficial estadual de eventos o Antonina Blues Festival, do município de Antonina. Participaram da reunião da Comissão de Turismo da AL, nessa quarta-feira, os deputados Ney Leprevost, Anibelli Neto, Evandro Araújo, Maria Victória e Cobra Repórter.

Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa reunida

11


12

Curitiba, setembro de 2018

ENTREVISTA ANTONIO AZEVEDO

Idealizado o G5 do Turismo no Paraná Objetivo é juntar as principais entidades do turismo para encaminhar pleitos, batalhar por assuntos inerentes, agregar conhecimento e ação

Nós temos um Estado que tem uma pujança imensa para o turismo e que não está ainda devidamente aproveitado. Como eu costumo dizer, ‘uma andorinha não faz verão, mas muitas andorinhas fazem’”.

Por Pierpaolo Nota

O

empresário Antonio Azevedo tem em seu currículo 35 anos de trabalho em prol do turismo. Já foi presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens no Paraná por duas vezes (1997-2001 e 2005-2009) e voltou a assumir o cargo em 2017. Tem participação ativa na ABAV-PR desde 1989, tendo exercido diversas funções na diretoria. Idealizou, em 1995, o Salão Paranaense de Turismo, que passou a ser realizado anualmente. Foi presidente nacional da Abav de 2011 a 2015, quando trabalhou na internacionalização da entidade em fóruns mundiais e atuou para aprovar em sua gestão a Lei de Regulamentação das Atividades das Agências de Viagens. Jornal do Seha – Temos uma nova sugestão no trade, que o senhor foi idealizador, a criação do G5 do Turismo do Paraná. Como nasceu a ideia? Antônio Azevedo - O G5 nasceu numa ideia de agregarmos as diversas entidades do turismo do Paraná em encontros que sejam produtivos, obviamente, em relação ao desenvolvimento do próprio turismo aqui do Estado. Nós temos um Estado que tem uma pujança imensa para o turismo e que não está ainda devidamente aproveitado. Como eu costumo dizer, “uma andorinha não faz verão, mas muitas andorinhas fazem”. Também seguindo um exemplo que eu considero vitorioso aqui no Paraná que é o G7, onde as entidades de comércio e indústria tem um grupo que se reúne regularmente para debater os problemas e assuntos inerentes ao setor. Assim, com esse grupo teremos as principais entidades do turismo juntas para poder encaminhar pleitos, batalhar por assuntos inerentes, num sentido de agregar conhecimento e ação. Quais serão as entidades envolvidas? AA - Ainda não ocorreu, mas a gente pretende que seja implementado no próximo mês, mas seriam: ABIH-PR – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis

do Paraná, SEHA - Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação, ABAV-PR – Associação Brasileiras das Agências de Viagens seccional Paraná e Abrasel-PR – Associação Brasileiras de Bares e Restaurantes do Paraná. Não são cinco? Cogitaram no nome da Adetur Litoral também, certo? AA - Quanto a Adetur Litoral houve um pedido na data de hoje, mas não tínhamos discutido esse assunto. Em princípio não está dentro do que a gente colocou, que seriam entidades de âmbito estadual. A Adetur Litoral é de âmbito local, voltada ao Litoral do Paraná. Então, não estaria neste contexto. Nada impede, obviamente, que isto irá acontecer, que a gente convide todas as entidades para assuntos específicos da própria entidade e que possam abranger estas entidades. Não é uma “porta fechada”, mas temos que ter um grupo que esteja sintonizado para estar apto a dar respostas. Atualmente as agências de viagens têm perdido espaço para as plataformas digitais, assim como os hotéis com o Airbnb, por exemplo. Como a ABAV-PR encara a questão? AA - Isto é realmente uma disruptura que ocorre na maioria dos setores e o nosso também foi abrangido, até pelas particularidades que existiam nas agências de viagens. Hoje o que as agências de viagens têm que vender? Elas devem vender “conhecimento”, “tempo” e “segurança”. Se você tiver um problema durante uma viagem e não comprou por uma agência de viagens, terá que se entender com o “Google”, por exemplo. E vai tentar falar com ele e não conseguirá falar com ninguém. As agências de viagens hoje tem que agregar no seu produto a questão de segurança. Hoje eu tenho que atender em 24 horas. Antigamente era das 9h às 18h e depois podia ir para casa. Atualmente temos que ter um equipamento para dar esse apoio a qualquer horário. Se houver um problema lá na China,

por exemplo, tem que estar apto a ajudar. Então, esse é o grande diferencial do agente de viagens em relação ao pessoal que adquire diretamente. Existe algum dado de quanto que as agências de viagens perderam para essas plataformas? AA - Não existe. O turismo tem uma falha grande que é essa questão dos números. É sempre aproximado, pois não existem números exatos, nem do próprio Governo. Mas não houve em termos monetários uma diferença tão grande. Quem tem tido problemas são estas pessoas que continuam tentando vender bilhetes aéreos. Essas realmente foram afetadas. Na medida que você vai agregando valor à pessoa que você está atendendo as coisas podem até apresentar melhora. O segredo então é segurança e atendimento diferenciado? AA - E dar o tempo que a pessoa iria pesquisar, pesquisar, pesquisar... E se perder com tanta informação, onde acaba sem saber o que quer. Então, o agente de viagens tem esse papel de já indicar o caminho mais adequado para aquela ocasião. Quantas agências de viagens existem hoje no Paraná? AA - Cerca de 1.300 cadastradas no CADASTUR. Existe uma percepção de mercado que poucas e grandes agências de viagens dominam o setor. “Abocanharam” uma fatia muito grande. É real? AA - Bom, é uma questão financeira. A CVC, por exemplo, teve um grande crescimento pois teve um fundo de investimento internacional que colocou dinheiro, foi comprando parcelas e injetando dinheiro sempre que necessário. Na verdade a CVC hoje é de uma grande corretora internacional, se assim podemos chamar. A ideia dela é valorizar esta empresa para que no futuro vendê-la gerando lucro para seus acionistas. Na verdade este caso da CVC é vulnerável por ela ser dispersa demais. Ela está em muitos lugares, possui muitos focos

ao mesmo tempo. Antigamente nós tínhamos empresas focadas no cliente corporativo, agências ligadas ao receptivo, outras ligadas ao lazer, etc. Hoje a CVC está abrangendo tudo e possui uma rede própria de atendimento em cerca de 1.500 locais no Brasil. Mas ao mesmo tempo, por incrível que pareça, as vendas de agências isoladas foi maior do que nestas 1.500 agências. Dados estes recentes, de setembro. Existe oportunidade para todos, temos é que nos posicionar. Você não pode fazer como a CVC que tem uma estrutura para vender para todos, mas pode escolher um nicho, como turismo religioso, de lazer, etc, e aí você vai continuar sobrevivendo. Dentro disso, qual sua leitura das agências de viagens aqui do Paraná? Elas vendem mais para o paranaense viajar para o turismo interno, externo ou mesmo para dentro do estado? Existe essa porcentagem? AA - Deve existir, mas volto a dizer: números nós não temos. Posso afirmar que o menor percentual é a para o próprio Paraná. Na sequência há um equilíbrio, pelo menos de quantidade, não de valor, entre o nacional e o internacional. Há um equilíbrio, quem sabe com ligeira vantagem do turismo nacional. Em termos de rendimentos estão praticamente empatados. Quais são os principais gargalos que o senhor vê no turismo paranaense? AA - Boa! Essa eu gosto (risos). Olha, temos diversos gargalos. Mas num prazo mais curto, de forma mais necessária, eu citaria um grande Centro de Convenções multiuso. O Jacob Mehl colocou muito bem quando falamos a respeito, que tem que ser algo bem feito, de qualidade, pois o turismo de eventos é um segmento que exige algo assim, é responsável por trazer o maior fluxo de turistas para a cidade. Mas temos um outro gargalo que é de nível internacional inclusive, que é o nosso Aeroporto de Curitiba. Ele não tem capacidade para atender aviões de grande porte.


Curitiba, setembro de 2018

13

Curitiba será a única capital do Sul do Brasil sem pista para receber voos internacionais. Florianópolis e Porto Alegre em 2019 terão pista e aeroporto. E aqui em Curitiba nós vamos ficar ‘chupando o dedo’. Esse problema é muito importante. Essa questão do aeroporto é essencial.”

Falta a terceira pista? AA - A terceira pista ou o prolongamento da pista existente, que é possível também. Inclusive há uma estimativa dada por uma pessoa da Infraero de que seria mais barato do que se construir a terceira pista. Até porque a terceira pista está “empacada” com a questão de mil e poucas famílias instaladas no local e até ocorrer essa desapropriação demandaria muito tempo e recursos. E é uma medida relativamente simples tendo em vista que a estrutura atualmente do Afonso Pena, tirando a questão da pista, está muito boa. AA - Sim. Esta parte está ok, mas precisa ter estrutura para receber aviões. Isso aumenta o fluxo turístico de forma imediata. Foz do Iguaçu já está mais adiantada nesta questão da pista, mas peca pelo lado da estrutura que está boa aqui. Curitiba será a única capital do Sul do Brasil sem pista para receber voos internacionais. Florianópolis e Porto Alegre em 2019 terão pista e aeroporto. E aqui em Curitiba nós vamos ficar “chupando o dedo”. Esse problema é muito importante. Essa questão do aeroporto é essencial. Nós não teremos um aumento do turismo de forma consistente se não resolvermos esta questão do prolongamento da pista. Ainda falando sobre aviação, é grave também aqui no Paraná a questão do ICMS cobrado sobre os combustíveis das aeronaves. AA – Dezoito por cento hoje, quando a grande maioria dos aeroportos, de diversos Estados do Brasil já colocaram 12%. Com 12% há uma rentabilidade adequada e as companhias colocariam mais voos aqui. Eu sempre faço uma

conta para todo mundo: se você baixar de 18 para 12 as pessoas falarão “poxa, de 18 para 12?”, mas com 18 você terá um voo por semana. Baixando para 12 as companhias aéreas colocarão no mínimo três voos. Faça a conta e, em termos de ICMS, o Estado irá ganhar mais cobrando menos. Muito simples matematicamente. O Convention Bureau tem divulgado algumas matérias que Curitiba não é hoje só um polo de eventos, e que já estamos nos transformando numa cidade de turismo de lazer. O senhor já informou que não possuímos números, mas pelo menos dentro da sua agência, nota isso? AA - Veja, a questão do turismo de eventos... Houve uma fase, na época em que o Centro de Convenções da Rua Barão do Rio Branco “quebrou um galho”, até porque naquela época o número de participantes era reduzido, não havia certas facilidades que hoje existem. Enfim, depois com o Shopping Estação, que possuía aquele maravilhoso espaço... Inclusive com realização do Salão Paranaense de Turismo. AA - Diversos... (risos). Inclusive a inauguração foi lá. Uma invenção minha (risos). Ali era maravilhoso. Quando ele foi implantado lá no Shopping Estação houve necessidade de adequar algumas coisas às questões urbanísticas. Isso foi feito, a adequação foi aceita pela Prefeitura, depois de se passar pelo IPPUC e outros departamentos, mas com a condição que aquilo fosse um Centro de Convenções, sempre. E depois a empresa que comprou o Estação simplesmente abandonou, não observou essa condição, e o Poder Público Municipal também

nunca se tocou. E simplesmente fecharam as portas e fim de papo. Realmente era um equipamento importantíssimo, captou muitos eventos. A qualidade do local e a estrutura eram maravilhosas, central, perto dos hotéis. Mas não podemos viver só de eventos. Essa questão que você cita, e não é de hoje, façamos justiça ao ex-governador Jaime Lerner, toda essa estrutura que ele colocou na cidade, já de longa data existe essa visitação do turismo de lazer. Hoje acredito que tenha aumentado pela questão monetária, com a dificuldade de realização de viagens internacionais e a procura por outras novidades. Naquela época que eu fui Diretor Municipal de Turismo nós fizemos uma enquete para verificar o que as pessoas vinham ver em Curitiba. Sabe qual foi a reposta? Frio? AA - Não. Foi “Qualidade de Vida”. Nós fizemos uma amostragem grande em diversos pontos e a resposta foi a qualidade de vida. O frio eu creio que tenha também certa força. Também não é mentira que a Operação Lava Jato venha impulsionando muito Curitiba no cenário... AA - Inclusive temos uma agência de turismo com um roteiro da Lava Jato. Tem uma agência que se especializou nisso. Sobre o Salão Paranaense de Turismo 2019. Já está sendo planejado? AA - A todo o vapor. Tem novidades? AA - Vamos ter muitas novidades, fazer uma certa “revolução”. Se passaram 24 anos, vamos para

a edição 25, Jubileu de Prata. Sempre teve sucesso, mas temos novidades pois o público sempre exige isso. Teremos rodadas de negócios especializados, com pessoas fazendo negócios frente a frente, através de turismo de aventura, religioso, enfim tipos de turismo. Vamos continuar investindo muito em capacitação, hoje um dos pontos principais e um dos sucessos da ABAV Nacional, com cerca de 3.500 pessoas em dois dias. A capacitação é essencial, a questão do conhecimento, você tem que ter conhecimento para saber vender. Teremos a gastronomia, principalmente pelo fato da Paraná Turismo já ter programado, inclusive publicado em Diário Oficial, que 2019 será o Ano da Gastronomia, assim como 2018 foi o ano do Turismo Religioso. Nesta edição de 2019 teremos uma segmentação bem definida para as diversas áreas do turismo, de aventura, religioso, gastronômico, etc. Qual a expectativa da ABAV-PR em relação ao governo eleito de Carlos Massa Ratinho Júnior? AA - Na sua campanha ele colocou que o turismo seria uma das metas dele. Isso não é só uma questão de inteligência, é uma questão de se gerar empregos. O emprego do turismo é um emprego “barato”. Para se fazer a relação, por exemplo, um emprego numa indústria de automóveis custa R$ 100 mil, já no turismo cerca de R$ 10 mil. Resumidamente, 1 para 10. O turismo, além de ser um grande empregador, favorece mais de 52 segmentos. Como exemplo, lençol para uma cama. Os hotéis são um dos maiores consumidores deste bem. O turismo faz com que a economia cresça atingindo a questão do emprego.

Todos temos como certo que os empregos em fábricas e indústrias irá reduzir. Hoje já é, mas no futuro o turismo será ainda maior na geração de empregos. Isso se bem trabalhado, pois atualmente temos falhas horrorosas com falta de segurança, falta de higiene, falta de capacitação... Falta de visão dos políticos... AA - Exato. Qualquer presidente ou governador que apoie o turismo vai ter resultados para a sociedade. Esse é um dos pontos que a gente tem que estar juntos no G5 que estamos trazendo. Na questão nacional, Bolsonaro, como que a ABAV assiste isso? AA - Também de uma forma positiva. Foi entregue um dossiê bastante bem conduzido pela CNC a todos os candidatos e recebido de forma muita positiva. Quem tem visão sabe que precisamos ter emprego. O Brasil tem uma potencialidade que nenhum país do mundo tem. Essa natureza que nós temos aqui não tem em outro lugar do mundo. As Cataratas do Iguaçu não têm em outro lugar do mundo. Nós poderíamos ter o dobro de turistas, o triplo, se tivéssemos estrutura e divulgação do produto lá fora. Nós temos que trabalhar no âmbito nacional, e aí as entidades podem pleitear, uma delas a CNC que é grande apoiadora do turismo, e com isso resolver problemas relacionados ao emprego e em aumentar a produtividade do país. A ABAV-PR vai estar presente na Feira Internacional de Turismo de Gramado? AA - A ABAV-PR vai ter representação. Eu não estarei lá, mas teremos representantes, sim. O Paraná vai ter um estande muito bom.


14

Curitiba, setembro de 2018

Ponte da amizade, que liga o Brasil ao Paraguai, é um projeto antigo e que não atende ao fluxo e demanda da região

INVESTIMENTO

Brasil e Paraguai construirão duas pontes entre os dois países SEHA está atento ao assunto, obra pode incrementar visita de turistas paraguaios ao Paraná

O

presidente Michel Temer anunciou na última quinzena de outubro que o Brasil e o Paraguai vão levar adiante a construção de duas pontes ligando os dois países. Uma delas ligará a cidade paranaense de Foz do Iguaçu a Puerto Presidente Franco; e outra a cidade de Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul, a Carmelo Peralta. A declaração foi feita por Temer em sua conta no Twitter após uma conversa por telefone entre ele e o presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez. “Falei, há pouco, por telefone com o presidente Mario Abdo. Tratamos de ponto central da agenda entre Brasil e Paraguai: a integração física. Vamos avançar na construção de duas novas pontes, “obras importantes para o escoamento da produção agropecuária brasileira e para os que vivem na região de fronteira”. Benítez também se manifestou pela rede social. “Durante a ligação

com o presidente do Brasil resolvemos ir adiante finalmente com a construção de novas pontes internacionais. Isso significará maiores facilidades para o acesso de nossos produtos ao Brasil, aumento do comércio e, portanto, melhores dias para nossa gente!”. Os dois países vinham conversando a respeito dessas obras. Em setembro, o ministro das Relações Exteriores paraguaio, Luis Alberto Castiglioni, disse esperar que nos próximos cinco anos as duas pontes saiam do papel. A declaração ocorreu durante a visita de Castiglioni ao Brasil, quando se reuniu com o chanceler brasileiro, Aloysio Nunes Ferreira. “Passaram-se 53 anos da construção da última ponte que liga Paraguai e Brasil [Ponte da Amizade]. Queremos, com a vontade política dos governos, que não se passe cinco anos para a construção de duas pontes internacionais”, disse Castiglioni à época.

Ainda no mês de outubro, o presidente Michel Temer, esteve em Curitiba na Associação Comercial do Paraná, em reunião com empresários da capital e com a governadora Cida Borghetti, que aproveitou a oportunidade para mais uma vez, apresentar a antiga reivindicação do Paraná. “Gostaria que o presidente acompanhasse de perto as tratativas para a construção dessa segunda ponte que ligará Foz do Iguaçu ao Paraguai. É uma obra esperada há mais de 40 anos. Esse é um assunto tratado com muita atenção pelo nosso governo e, tenho certeza, que o apoio do presidente para esta obra deixaria um grande legado em sua história”, disse na ocasião a governadora Cida Borghetti. O SEHA também está atento ao assunto. “A construção da segunda ponte é muito importante também para o incremento de turistas paraguaios no Paraná”, salientou João Jacob Mehl, presidente da entidade.


Curitiba, setembro de 2018

15

VISÃO TÉCNICA ANDRE FATUCH NETO OAB/PR 46.128

JUIZ MANTÉM JUSTA CAUSA E AFASTA ESTABILIDADE DE EMPREGADA GRÁVIDA POR FALSIDADE IDEOLÓGICA Eduardo Zorzanello, da empresa organizadora do evento; o secretário de turismo de Gramado, José Carlos Ramos de Almeida e Marta Rossi, diretora da feira

FEIRA INTERNACIONAL

Este mês a juíza da 6ª Vara do Trabalho de São Paulo, determinou que uma trabalhadora pague multa por litigância de má-fé após ter apresentado atestado médico fraudado. A magistrada confirmou a demissão por justa causa aplicada pela empresa e afastou a estabilidade conferida à gestante, em virtude da trabalhadora estava grávida na época dos fatos. Na ação contra a empresa, a trabalhadora pleiteava a reversão da demissão por justa causa sob o fundamento de ter fraudado atestado médico, mas ao analisar o caso em concreto, a juíza verificou que o profissional do hospital não reconheceu a informação de “afastamento por um dia” contida no referido atestado. Sendo assim, a magistrada entendeu que a conduta da empregada foi grave e que a conduta da empresa ao demiti-la está ampara pelas hipóteses do art. 482 da CLT. Apesar deste tipo de prova ser de difícil constatação, pois muitas vezes há a negativa de colaboração dos profissionais responsáveis pela emissão dos atestados, a empresa deve buscar todos os meios lícitos para provar seu direito. A juíza também analisou o pedido de estabilidade conferida à gestante, já que a trabalhadora alegou que estava grávida à época dos fatos e portanto, segundo seu entendimento, não poderia ter sido demitida. No entanto, como ficou confirmada a dispensa por justa causa, a concessão do referido direito foi afastada. Assim, a juíza julgou parcialmente procedente a ação, embora apenas reconhecendo o vínculo empregatício entre e a trabalhadora e a empresa por determinado período de tempo. Fonte: Migalhas Autos n.º 1001266-24.2018.5.02.0606 Até a próxima André Fatuch Neto OAB/PR 46.128

RS e Gramado são os anfitriões da 30ª edição FESTURIS 2018 O evento deve receber mais de 10 mil profissionais de Turismo de todo o mundo na Serra Gaúcha

O

FESTURIS Gramado - Feira internacional de Turismo realiza sua 30ª edição, de 08 à 11 de novembro de 2018 no Serra Park, em Gramado. E o evento anuncia dois grandes patrocinadores para esta edição especial: o município de Gramado e o Estado do Rio Grande do Sul. Além de serem anfitriões de fato, serão também anfitriões de direito este ano. “O FESTURIS não apenas completa trinta edições consecutivas de uma feira de amplo reconhecimento nacional e internacional, mas também se consolida como uma das mais importantes e relevantes vozes em defesa da atividade turística no Rio Grande do Sul e no Brasil. Firmar parceria com o evento é fundamental para continuar alinhando ações neste sentido e por isso é uma honra para o estado ser anfitrião do evento”, destaca o Secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul, Victor Hugo.

“Gramado cresceu em função de seus grandes eventos e eu vejo que a cidade evolui junto com o FESTURIS nesses 30 anos de evento. Muitos países participam da feira e a construção e divulgação do nome de Gramado junto destes expositores é fundamental. Por isso é tão importante manter essa parceria, sendo a cidade anfitriã do FESTURIS. No nosso espaço, que vai estar bem bacana, vamos explorar as origens da colonização gramadense, mostrando tudo o que temos de mais encantador. Um momento de muita troca e aprendizado”, ressalta José Carlos Ramos de Almeida, Secretário de Turismo de Gramado. “Essa confirmação de Estado e cidade anfitriões é importante pois consolida ainda mais o evento, fazendo com que ele firme raízes e se torne referência municipal, estadual e nacional. E este incentivo dado tanto por Gramado quanto pelo Rio Grande do Sul é

essencial para a feira e para sua realização em território gaúcho, analisa Marta Rossi, diretora do evento. O FESTURIS Gramado deve receber em novembro, mais de 10 mil profissionais de Turismo de todo o mundo na Serra Gaúcha. Serão mais de 2 mil marcas expositoras, 65 destinos internacionais e 22 mil metros quadrados de área na feira de negócios. O evento é apontado como uma das principais plataformas para negócios relacionados ao Turismo na América do Sul. Mais informações e inscrições: www.festurisgramado.com. SERVIÇO

FESTURIS Gramado - Feira Internacional de Turismo De 08 à 11 de novembro de 2018 Gramado/RS www.festurisgramado.com


16

Curitiba, setembro de 2018

INFORMATIVO

B O L E T I M I N F O R M AT I V O D O S I S T E M A F E C O M É R C I O S E S C S E N A C P R

|

Fecomércio realiza mensalmente encontros de Consulados e Câmaras de Comércio e esse caldo é responsável pelo resultado pujante da quinta maior economia do país. Estamos prontos para ampliar ainda mais nossos negócios e a Fecomércio tem a base filiada ideal para isso”. O trabalho de fomento às relações bilaterais tem sido constante. Os encontros entre potenciais importadores exportadores são mensais, com o intuito de manter sempre ativas as ofertas de ambos os lados. “O papel da Fecomércio e o intercâmbio com as empresas detentoras desses produtos e serviços para fazer as pontes entre compradores e fornecedores e viabilizar os negócios”, informou o diretor da Câmara de Ralações Internacionais da Fecomércio PR, Rui Lemes. O I Encontro de Consulados e Câmaras de Comércio aconteceu no mês de julho e reuniu representantes de mais de 20 países, da Europa, América Latina e África. O II Encontro foi realizado no mês de agosto. Nesta nova reunião representantes da República Tcheca, Peru e Taiwan fizeram apresentações de produtos com possibilidades de importação pelos empresários paranaenses. No dia 11 de setembro aconteceu o III Encontro, esse teve foco no Mercosul e recebeu apresentações da Argentina, Paraguai, Chile e Uruguai. O próximo está marcado para o dia 10 de outubro e será realizado como nas outras edições na sede da Fecomércio PR. 

O presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Ari Bittencourt, durante a abertura do II Encontro de Consulados e Câmaras de Comércio realizado no mês de agosto

A negociação com outros países, apesar de um grande desafio, é uma ótima oportunidade para as empresas aumentarem sua rede de negócios e a gama de produtos. Com o intuito de fomentar as relações bilaterais e abordar assuntos de interesses dos países no intercâmbio comercial com o Paraná e o Brasil, a Fecomércio PR, por meio de sua Câmara de Relações Internacionais, está promovendo encontros regulares entre consulados, câmaras de comércio e o empresariado paranaense. Os encontros têm como objetivo aumentar a sinergia nas relações bilaterais com todos os países com representação no estado. O presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Ari Bittencourt, lembra que o Paraná é um estado formado por diferentes culturas e que está preparado para aumentar suas fronteiras comerciais. “Somos uma mistura de etnias

2018

CURITIBA, ANO 4, EDIÇÃO N. 68

Viaje com o Sesc!

Formação rápida e de qualidade é no Senac PR

Está na hora de arrumar as malas e viajar pelo Brasil! O Sesc convida você para explorar os atrativos do Paraná e conhecer o país de Norte a Sul. Presente em todas as regiões do Brasil, o Sesc trabalha para proporcionar qualidade de vida e bem-estar aos trabalhadores do comércio. Por meio do Turismo Social, impulsiona e possibilita o acesso aos principais atrativos turísticos do Brasil. Além do acesso aos hotéis Sesc, o Sesc Paraná elabora roteiros turísticos e promove passeios e excursões por diversas cidades e estados, utilizando também os hotéis conveniados, com diversos serviços e programações para você! O Sesc conta com 47 opções de hotéis Sesc em todo Brasil e 19,3 mil leitos nas principais cidades turísticas de 19 estados e do Distrito Federal.  Viaje pelo Brasil: sescpr.com.br/turismo

Os cursos livres do Senac são melhor solução para quem precisa entrar no mercado de trabalho ou capacitar sua equipe em pouco tempo e com qualidade. A instituição oferece capacitações, que ensinam desde os fundamentos básicos da ocupação escolhida, e cursos rápidos de aperfeiçoamento nas áreas de gastronomia, turismo e hotelaria. São cursos com foco na prática. O aluno sai da sala de aula imediatamente apto para trabalhar e exercitar todo seu conhecimento. Na área da gastronomia, as principais ofertas são as capacitações de Confeiteiro, Confeitaria fina, Barista e Cozinheiro, além dos aperfeiçoamentos nos mais diversos tipos de culinária, de hambúrguer gourmet, preparo de sushi e sashimi, cozinha mexicana, massas e risotos à comida de boteco. Para o segmento de hotelaria, o curso de Organização de Eventos Sociais apresenta todas as atribuições do organizador de eventos, desde o planejamento, serviços, até os tipos de eventos. 

Procure uma unidade do Sesc e inscreva-se!

Mais informações no www.pr.senac.br

AGENDA FECOMÉRCIO PR

Viaje com o Sesc! Próximas viagens, passeios e excursões: > 22/9: Jaraguá do Sul – SC > 23/9: Caminho do Vinho, São José dos Pinhais – PR > 5 a 7/10: Blumenau, Pomerode, Oktoberfest – SC

> 11 a 14/10: Guaratuba – PR, Beto Carrero – SC > 11 a 18/10: São Paulo, Bertioga – SP > 11 a 14/10: Serra Gaúcha – RS

Conheça mais: sescpr.com.br/turismo Procure uma unidade do Sesc e inscreva-se! S I ST E M A F E C O M É R C I O S E S C S E N AC P R N C M - N Ú C L E O D E C O M U N I CAÇÃO E M A R K E T I N G 4 1 . 3 8 8 3 - 4 5 3 0 | j o r n a l i s m o @ f e c o m e rc i o p r. c o m . b r w w w. f e c o m e rc i o p r. c o m . b r | w w w. s e s c p r. c o m . b r | w w w. p r. s e n a c . b r

Senac realiza Semana de Estudos e Pesquisas da Carne de Cordeiro Entre os dias 8 e 13 de outubro o Senac PR realiza mais uma de suas tradicionais Semanas de Estudos e Pesquisas da Gastronomia. Desta vez, o tema será a carne de cordeiro. A programação inclui a elaboração de um livro de receitas diferenciadas, almoços e a palestra Os Segredos da

Carne de Cordeiro, com Tarcísio Nicolau Bartmeyer, coordenador ovinocultura na Cooperativa Castrolanda, parceira do evento. O encontro acontece no dia 8 de outubro, às 19h, com entrada franca, no Restaurante-escola do Senac Curitiba Centro (Rua André de Barros, 750).

Profile for SehaFit

Jornal Seha ed. 63  

Jornal Seha ed. 63  

Profile for sehafit
Advertisement