Page 1

Jornal

Zelir Tadeu Massuchin “Eu acho que o SEHA está muito bem representado nesse momento.” Págs. 10 e 11

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015 | Edição 14

Brasil Estrangeiros poderão entrar sem visto Segundo o presidente do SEHA, a isenção deve beneficiar também Curitiba. “A capital paranaense está no roteiro dos estrangeiros que vêm ao Brasil, fomos o melhor receptivo durante a Copa do Mundo e as Olimpíadas serão um bom termômetro para medir o retorno do trabalho feito”, salientou João Jacob Mehl.

CURITIBA Roteiro Turístico Infantil Pág. 15

CNC Sicomércio 2015 no RJ Pág. 15

NOVIDADE Ilhas Turísticas Brasileiras Pág. 09

FBHA Conselho Nacional do Turismo Pág. 07

Texto tem que ser aprovado pelo Senado, dispensa o documento até setembro de 2016 e só vale para visitantes que vão permanecer no país por um período máximo de 90 dias, improrrogáveis (Pág. 11)


2

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

Editorial

no seha

MÃOS LIMPAS

Cepatur debateu orçamento, contratação e financiamento Reunião firmou protocolo de intenções entre a Paraná Turismo e a Fomento Paraná

Caros leitores,

Chegamos ao fundo do poço! A crise moral, ética, política... e agora um fato histórico. Pela segunda vez na história do Brasil um governo teve suas contas reprovadas. Acho que nunca se mentiu e enganou tanto. Tudo de mais vergonhoso para o nosso país está acontecendo. Fica sempre a pergunta: porque as sentenças e as decisões demoram tanto? O povo brasileiro, trabalhadores e empresários, estão sofrendo muito com os desmandos de políticos e do governo. Será que ainda existe alguém que não saiba quais são os bandidos, os vendilhões da pátria? O Brasil está parado, perplexo, na expectativa do pior. Nós temos esperança de que se faça justiça o mais rápido possível, para que possamos voltar à normalidade. Já punimos políticos por muito menos que os crimes da atualidade. Não me conformo com a impunidade. “ Eu não sabia de nada “ é a resposta padrão dos envolvidos. Fica a imagem de que, em nosso país, omissão não e crime, é álibi. Os empresários responsáveis, os homens de bem em nosso país, devem cerrar fileiras em defesa do trabalho da Polícia Federal e do Juiz Sérgio Moro. Não podemos admitir outro resultado que não seja “Mãos Limpas” em todo o Brasil. Eu confio! João Jacob Mehl, presidente do SEHA

EXPEDIENTE Jornalista Responsável Pierpaolo Nota Edição Eliseu Tisato

Rua Júlia da Costa, 64 - São Francisco - Curitiba - Paraná Fone: (41) 3323 8900 www.seha.com.br

GESTÃO 2014-2017 João Jacob Mehl Presidente Lincoln T. Isahias Tarquínio Vice-Presidente  Andersen Prado Vice-Presidente para assuntos de Alimentos e Bebidas/Buffet Zelir Tadeu Massuchin Vice-Presidente para assuntos de Hotelaria e Hospedagem Marilisa Bigarella Vice-Presidente para assuntos de Motéis  Gustavo T Andrade Vice-Presid. para assuntos de Entretenimento e Lazer  Orlando Kubo Diretor Secretário Geral  Julio César Hezel Diretor Financeiro Adelardo Telles Neto Diretor para assuntos de Pizzarias e Deliveries 

Aguilar Borsato Silva Diretor Carlos Roberto Madalosso Diretor para assuntos de Turismo Ernesto Villela Neto Diretor para assuntos Governamentais  Henrique Lenz Cesar Filho Diretor para assuntos Grandes Eventos  Jacques Raul Rigler Diretor para assuntos Tributários e Fast Food  João Ernesto Strapasson Diretor Marco Antônio Fatuch Diretor Delegado  Paulo Sérgio Gralak Diretor de Patrimônio  Conselho Fiscal: Jonel Chede Filho, Alceu A Vezozzo Filho e Luiz Fernando P de Aguiar Conselho Fiscal Suplente:  Jayme Canet Neto e Joel Malucelli

Secretário Douglas Fabrício, presidente do Cepatur, abriu a reunião do Conselho Os membros do Conselho Paranaense de Turismo – Cepatur aprovaram em reunião realizada no último dia de setembro, na sede do SEHA, o encaminhamento de demandas do segmento ao governador Beto Richa. A intenção é solicitar a contratação de servidores para a Paraná Turismo, autarquia vinculada à Secretaria do Esporte e do Turismo (SEET), e a revisão no orçamento estadual previsto para 2016. Um grupo de trabalho formado nessa reunião do Cepatur deverá elaborar o documento síntese para o governador. A necessidade de admissão de novos funcionários na Paraná Turismo será embasada no atual quadro de pessoal da autarquia: dos seus 47 servidores, 18 estão às vésperas da aposentadoria e 13 são estagiários. No tocante aos recursos para o setor, a determinação é alterar o orçamento do

Estado para o próximo ano, pois, apesar de estar previsto um aumento de ordem geral, o montante destinado ao turismo foi reduzido em comparação ao presente exercício. Nessa reunião do Cepatur, aberta pelo presidente do colegiado, o secretário de Estado do Esporte e do Turismo, deputado Douglas Fabrício, a Paraná Turismo e a Fomento Paraná firmaram protocolo de intenções objetivando oferecer ao empresariado da área turística uma linha de financiamento com juros diferenciados e fácil contratação. Assinaram o documento Jacó Gimennes e Luiz Hauly, respectivamente, diretor-presidente da autarquia e diretor de Mercado e Relações Institucionais do organismo de crédito. A última reunião do Cepatur nesse ano está marcada para o dia 25 de novembro.

Parabéns aos associados aniversariantes da primeira quinzena de outubro 02.10 06.10 08.10 08.10 09.10 10.10 11.10 12.10 14.10 14.10

Jonel Chede Filho, do Hoteis e Turismo Universo Marilei Berkembrok, da Arquitetas do Queijo Pizzaria Alcione Ferreira, do Hotel Ouro Preto Marcio Yubiku, do Motel Charm Aguilar Silva, da Lanchonete Jatinho Eliane Costa Zacarias, do Buffet do Portal Flora Bertolli, do Restaurante Madalosso João Jacob Mehl, do Buffet Ilha do Mehl Daniel Albuquerque Mocellin, do Whatafuck Gilberto Schuhli, da Pizzaria Mercatu Juvevê


Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

3

Panorama do Turismo

Prêmio reconhece destaques do setor do turismo Dezessete categorias estão concorrendo. Primeira etapa do processo, que envolve identificação dos indicados, vai até dia 20 de novembro

T

eve início o processo de identificação dos destaques do setor turístico paranaense de 2015 a serem homenageados com o Prêmio Panorama do Turismo/Profissionais do Ano. A exemplo das três edições anteriores, a festa de divulgação dos vencedores e de entrega do prêmio, traduzido em exclusiva escultura do artista Luiz Gaglistri, será promovida em Curitiba, na segunda quinzena de março do próximo ano. Na quarta edição, o prêmio vai distinguir dezessete categorias da cadeia produtiva do segmento. O nome dos eleitos resultará de consulta envolvendo entidades de classe e instituições com abrangência estadual e, na sequência, votação pela internet. Até o dia 20 de novembro deverá estar concluída a primeira etapa do processo de identificação dos destaques de 2015. E no período de 10 de dezembro a cinco de março do próximo ano ocorrerá a votação popular dos indicados ao prêmio através do site www.panoramadoturismo.com.br

A pesquisa da primeira etapa do processo de escolha alcançará as secionais da Abav, ABIH, Abrasel, Abeoc, Abrajet e da ABGTUR, o Sindetur-PR, Paraná Turismo, Federação dos Hostel do Paraná, o Paraná Convention & Visitors Bureau, a Coordenação Estadual de Turismo do SebraePR e governanças regionais legalmente constituídas. Nessa edição, a comissão julgadora é formada por Orlando Kubo, Cibele Carvalho, Licério Santos (nessa ordem, presidentes da ABIH-PR, da Abeoc-PR e do Conselho Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu), Vânia Climinácio, Rosa Maria Corbari Macalli, Júlio Cézar Rodrigues (respectivamente, representantes da Paraná Turismo, da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio-PR e do Instituto Panorama do Turismo) e pelos jornalistas Marian Guimarães e Edson Luís Militão. O prêmio é uma realização conjunta do Instituto Panorama do Turismo e da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio-PR.

O design do troféu é do artista Luiz Gagliastri

Curitiba perde voo da American Airlines para Miami Decisão remete aos problemas de infraestrutura do aeroporto Afonso Pena. TAP e da Copa Airlines também já cancelaram operações A companhia aérea American Airlines comunicou o cancelamento de seu voo direto Curitiba/Porto Alegre/Miami, em operação desde 2013. A frequência será mantida até 11 de fevereiro de 2016; depois sairá de Porto Alegre. O corte da rota foi justificado pela companhia como decisão estratégica, baseada em uma análise de mercado. Para o presidente da secional paranaense da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV-PR), Roberto Bacovis, essa decisão foi uma surpresa. “O comunicado da American Airlines acontece como um descompasso, no momento em que a estrutura do Aeroporto Internacional Afonso Pena está em fase de

Para presidente da ABAV-PR, Roberto Bacovis, decisão foi surpresa

conclusão. A atitude representa um retrocesso”, lamenta. Mesmo sem prejudicar diretamente passageiros com passagens já compradas, o fato preocupa a Abav-PR e, novamente, remete aos problemas de infraestrutura do Afonso Pena. “O cumprimento da pista do nosso aeroporto não traz condições para pousos e decolagens de aeronaves com carga e tanque cheio. Já perdemos operações da TAP e da Copa Airlines, interessadas em operar com voos diretos daqui”, alerta Bacovis, que ressaltou, ”o consumidor acaba sendo prejudicado com o fim de um voo direto para um destino muito procurado pelo passageiro do Paraná”.


4

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

A atuação do ECAD após o Decreto nº 8.469/2015

A importância da prevenção de riscos na atividade empresarial O embate entre empresários da alimentação e da hospedagem com o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) é de longa data. Contudo, é necessário destacar que nos últimos anos, sobretudo após a realização da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do ECAD, houveram avanços que podem ser revertidos em vantagens econômicas. Num primeiro momento, é indispensável ressaltar que o ECAD continua apto a realizar cobranças referentes aos direitos autorais dos quais tenha legitimidade, no entanto, por conta da Lei n. 12.853/2013 e do Decreto n. 8.469/2015, a legislação atual forçou o Escritório Central a se adaptar a uma nova realidade, contando com a fiscalização do Ministério da Cultura. Ocorre que, em linhas gerais, embora a legislação tenha determinado uma nova forma de atuação para o Escritório Central, o arbitramento dos

valores ainda possui margem de subjetividade, a qual deve ser utilizada pelos empresários em seu favor. Isso porque, a vigência do aludido Decreto presidencial determina que todo e qualquer procedimento para a fixação de valores referentes a direitos autorais deve estar marcado pela negociação e a correlação na cobrança entre usuários do mesmo padrão, além de outros fatores como a importância na utilização de obras e fonogramas e a correta segmentação dos usuários conforme as suas particularidades. Portanto, as vantagens iniciais são reveladas pela vedação de arbitramentos discrepantes na atividade fiscalizadora, além da possibilidade de união entre empresários a fim de que um procedimento negocial seja de fato estabelecido e, que os valores recolhidos sejam segmentados conforme os padrões de usuários. (Por Paulo Henrique de Freitas)

A corrupção é um tema que vem sendo destaque não só no cenário nacional – mensalão e lava-jato, mas também na Europa e Estados Unidos – Siemens e Lehman Brothers. Falando especificamente nas implicações trazidas para o Brasil, vemos que a corrupção foi o principal combustível para que a Lei n. 12.846/2013 (Lei Anticorrupção) fosse editada e aprovada. Nesse sentido, é necessário destacar que a responsabilização trazida pela lei supracitada é restrita aos âmbitos administrativo e civil, não se falando, ainda, em responsabilidade penal da pessoa jurídica, mesmo que se trate de uma tendência global que poderá vir a ser incorporada no ordenamento jurídico brasileiro em um futuro não tão distante. Por outro lado, a responsabilização ora existente não deve ser desprezada, uma vez que a prática de atos por parte de seus administradores, funcionários, advogados pode trazer graves penas de multa à empresa.

Em razão de legislações semelhantes em outros países, o mercado internacional tem buscado criar uma nova cultura empresarial, marcada pela prevenção de riscos e pela criação de programas de cumprimento (compliance programs). Destarte, ainda que os compliance programs sejam especialmente importantes para empresas multinacionais, justamente por estarem submetidas a legislações de diversos países no exercício de suas atividades, empresas de pequeno e médio porte não devem deixar de seguir essa tendência, pois a nova lógica do mercado anseia pela consolidação de um casamento entre a ética e a eficiência. Paulo Henrique de Freitas OAB/PR 70.360 Especialista em Direito Penal Econômico e Europeu – IDPEE / Mestrando pela Universidade de Coimbra; Atuação na área do Direito de Empresas e Direito Penal Econômico. E-mail: paulofreitas@phfadvogados.com.br

Fazer o bem só faz bem Quer doar para o Pequeno Cotolengo, com dia e horário de coleta agendado por você? Basta ligar para Marly Berkenbrock, no 41 9686 6565. Ela está esperando sua ligação. Nosso muito obrigado!


Curitiba, 1ÂŞ quinzena de outubro de 2015

IN FOR MA TIVO

FECOMÉRCIO PR B O L E T I M I N F O R M AT I V O D O S I S T E M A F E C O M É R C I O S E S C S E N A C P R | 2 0 1 5

O paĂ­s que temos e o que queremos

O Brasil que queremos exige a administração pública voltada a políticas consistentes, com planejamento orçamentårio, compromissada com o desenvolvimento, trabalhando com Êtica e transparência. Na årea privada, temos determinação e tecnologia. O setor agropecuårio estå entre os mais modernos do mundo. Nossas indústrias de transformação destacam-se pela inovação. O comÊrcio aprimora suas tÊcnicas, adequando-se às ferramentas digitais. Então, por que o PIB decresce e a recessão assombra o empresårio� Muito simples. O governo não fecha a equação entre receita e despesa. Ao gastar mais do que recebe, leva o país para a estagnação econômica. Ao aumentar impostos, onerar encargos, manter juros altos, incentivar demissþes, ele contribui para um cenårio desestimulante. Por outro lado, temos a união do setor produtivo, demonstrada na rejeição unânime pela volta da CPMF. Esta convergência de propósitos mostra que existe luz no fim do túnel. É encorajador.  Darci Piana

Presidente do Sistema FecomĂŠrcio Sesc Senac PR

FecomÊrcio PR lança Agenda Política e Legislativa do ComÊrcio

A FecomÊrcio PR lançou, no dia 28 de agosto, a Agenda Política e Legislativa do ComÊrcio de Bens, Serviços e Turismo. O ato ocorreu na Assembleia Legislativa do Paranå, durante audiência pública que reuniu representantes políticos, empresårios e presidentes de sindicatos filiados à FecomÊrcio PR. A publicação reúne 27 projetos de leis – sendo três jå aprovados e um arquivado – em tramitação no legislativo paranaense com impacto no segmento. O objetivo Ê incentivar a participação dos empresårios em discussþes sobre temas que podem fazer a diferença no setor. Durante a audiência, foi assinado documento de instalação da Frente Parlamentar de Defesa do ComÊrcio, que terå como primeiro trabalho fazer uma ampla revisão das leis existentes e combater novos regramentos que possam estar dissonantes com o setor produtivo do Paranå. 

Exposição “NhĂ´ Belarmino e NhĂĄ Gabriela: Causos e HistĂłrias da Vidaâ€?

O Sesc à gua Verde promove a exposição �Nhô Belarmino e Nhå Gabriela – Causos e Histórias da Vida� , nos meses de setembro e outubro, das 8h às 18h, na galeria de arte da unidade. A curadoria da mostra Ê de Ivan Graciano, músico, compositor e filho da dupla sertaneja Nhô Belarmino e Nhå Gabriela. Serão expostos materiais de divulgação como fotografias, discos, livros, roupas e instrumentos musicais do casal. Nhô Belarmino conheceu Júlia Alves na Rådio Clube, com quem se casou e formou uma dupla. Eles gravaram seu primeiro disco interpretando o xote Mocinhas da Cidade e o baião Paranaguå. Na capital paranaense a dupla foi homenageada com a fonte Mocinhas da Cidade, localizada no centro da cidade.  Exposição �Nhô Belarmino e Nhå Gabriela: Causos e Histórias da Vida� Entrada Gratuita 10 de setembro à 31 de outubro 2ª a 6ª das 8h às 18h Såbados das 9h às 13h

nÂş 14

Senac implanta novo Modelo Pedagógico Nacional O ensino profissionalizante estå em alta no Brasil e no mundo. O número de matrículas na educação profissional aumentou 84% de 2007 a 2013. Hå quase 70 anos o Senac qualifica pessoas para o trabalho e alia tradição com inovação ao repensar constantemente suas pråticas de ensino. É neste contexto que a instituição estå em processo de implantação do novo Modelo Pedagógico Nacional, que padroniza a oferta de cursos em todo o país. A unificação permitirå ao aluno dar sequência aos estudos em qualquer estado. TambÊm não haverå mais diferenciação entre os cursos a distância e os presenciais. Gradativamente, a oferta passarå por uma profunda transformação e para isso o Senac estå ouvindo as empresas, nos Fóruns TÊcnicos Setoriais. Nestes encontros, os empresårios se reúnem com profissionais da årea, educadores e tÊcnicos do Senac para definir os perfis das ocupaçþes em questão. Vårios cursos do setor de hospedagem e alimentação estão incluídos no alinhamento pedagógico e as próximas turmas ofertadas jå estarão adaptadas ao novo modelo. Toda essa mudança resultarå em profissionais mais preparados para atender às reais necessidades do mercado de trabalho, aumento do nível de empregabilidade dos trabalhadores e melhoria da eficiência do setor produtivo. 

AGENDA FECOMÉRCIO PR

Senac promove bate-papo com Rita Lobo durante a 34ÂŞ Semana LiterĂĄria Sesc 3RHVLD QD FLGDGH FLGDGH QD SRHVLD (VWH p R WHPD GD Â? Semana LiterĂĄria Sesc XII Feria do Livro Editora UFPR, que serĂĄ realizada de 28 de setembro a 3 de outubro, na Praça Santos Andrade em Curitiba, e em outras 22 cidades do interior do estado onde o Sesc estĂĄ presente. A participação ĂŠ gratuita. Como parte da programação o Senac Curitiba promove no GLDžGHRXWXEURjVKXPGHEDWHFRPDGLUHWRUDGRVHOR3DQHOLQKD H DSUHVHQWDGRUD GR *17 5LWD /RER $V LQVFULo}HV VmR gratuitas e podem ser realizadas pelo telefone 0800 643 6 346 atĂŠ o dia 30 de setembro, as vagas sĂŁo limitadas. $SyVDSDOHVWUDjVKRUDV5LWD/RERHVWDUiQD3UDoD6DQWRV $QGUDGHSDUDRODQoDPHQWRHVHVVmRGHDXWyJUDIRVGROLYUR&R]LQKD

3UiWLFD1HVWHQRYROLYUR5LWD/RERDSUHVHQWDUHFHLWDVHWRGDVDV dicas, técnicas culinárias e truques de economia doméstica da temSRUDGDGHEiVLFRVGRSURJUDPD&R]LQKD3UiWLFDGR*178PFXUVR de culinária em 13 capítulos muito bem explicados e ilustrados. Serviço Bate-papo com Rita Lobo Local: Auditório Senac Curitiba 'DWD¾GHRXWXEUR +RUiULRK ,QVFULomR*UDWXLWD Fone: 0800 643 6 346 6HVVmRGHDXWyJUDIRV3UDoD6DQWRV$QGUDGHK

5


6

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

OPINIÃO Jacó Gimennes

no judiciário

Turismo Regional cada vez mais valorizado

CNC volta a atuar em defesa do Turismo Processo agora será distribuído a outro juiz, que será escolhido através de sorteio

Dia 06 de outubro comemora-se o Dia do Turismo Regional, graças à Lei Estadual Nº 17182/2012 de autoria do deputado Douglas Fabrício. O surgimento desta medida devese ao crescimento das atividades do Turismo Regional, impulsionado pelo Programa de Regionalização do Turismo. O Paraná tem catorze regiões turísticas englobando 261 municípios nas Políticas Públicas do Turismo, com a coordenação do MTur - Ministério do Turismo e coordenação estadual da Paraná Turismo/Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo. A promoção institucional e divulgação empresarial é oportunizada aos municípios e empreendedores nos principais eventos do trade, a saber: Salão Paranaense da ABAV, ABAV Expo-Internacional, Festivais de Turismo (das Cataratas, Gramado e Litoral) e Salão dos Campos Gerais. O Turismo Regional conta ainda com a tradicional Mostra das Regiões Turísticas realizada anualmente há mais de

uma década em Curitiba. Nas comemorações do Dia do Turismo Regional em 2015 os diferentes pontos do território paranaense passam a ganhar suporte com a campanha “Paraná para os Paranaenses”, com a organização do passaporte turístico PARANATUR, através de parcerias com o trade e municípios. Assim, o Programa de Regionalização do Turismo passa para a etapa estratégica da competitividade, abrindo oportunidades para a oferta de um maior número de produtos e com o pragmatismo de olhos comerciais para ampliação em nosso mercado paranaense. A título de informação, o dia 06 de outubro foi escolhido como Dia do Turismo Regional pelo fato de que, em 06/10/2003, o Ministério da Justiça reconheceu a RETUR - Rede de Turismo Regional como OSCIP – pelo trabalho pioneiro da referida organização. Jacó Gimennes Diretor-presidente da Paraná Turismo

SEHA no rádio Escute toda terça e quinta-feira na CBN Curitiba, 9h15 da manhã, o “Minuto SEHA”, com espaço para nossos associados.

O

juízo da 18ª Vara do Trabalho de Brasília declarou-se incompetente para apreciar a pretensão da Confederação Nacional do Turismo (CNTur) de ser proclamada única entidade sindical representante do turismo. A decisão, divulgada no segundo dia do mês, determina que o processo seja distribuído a outro juiz, escolha que será feita mediante sorteio. A liminar obtida pela CNTur no início do processo foi revogada. Com a decisão, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) pode voltar a atuar em prol do turismo.

Após seu registro sindical ser validado no Supremo Tribunal Federal (STF), a CNTur recorreu à Justiça do Trabalho para tentar fazer com que fosse conferido à entidade o direito de representar todas as empresas relacionadas ao turismo nacional e não somente aquelas que estejam espontaneamente filiadas. A CNTur obteve então uma determinação judicial que impedia a CNC de atuar em prol do turismo, sob pena de multa. Com a nova decisão divulgada, o processo volta à estaca zero, as proibições são revogadas e um novo juiz passa a trabalhar no caso.

Associe-se ao seha e conte com assessoria jurídica gratuita Conte também com acompanhamento em ações trabalhistas


Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

pauta específica

CNT se reúne e discute futuro do segmento Para Ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, que falou durante a abertura do evento em Brasília, “não é o governo que precisa ajudar o turismo, é o turismo que pode ajudar o Brasil” Paulino Menezes

2ª Edição do Circuito de Sanduíches de Curitiba Variedade e preço único são atrativos do evento De 05 a 22 de novembro acontecerá a 2ª edição do Circuito de Sanduíches organizado pelo guia Curitiba Honesta. Quarenta e dois estabelecimentos, entre hamburguerias, bares, panificadoras e restaurantes, já garantiram a sua participação no festival com receitas exclusivas e preço único de R$ 14,90. A organização do circuito garante que vai ter sanduíche para atender a todos os gostos: “A variedade é uma das características do evento, teremos sanduíche vegano, vegetariano, coreano e peruano. O preço será único: R$ 14,90 em todos os locais participantes. Todo mundo vai poder escolher o seu preferido”, reforçou o idealizador do circuito, Sérgio Medeiros. A todo 42 estabelecimentos estão participando.

SUB

Foi a 46ª Reunião Ordinária do Conselho e a primeira em 2015

O

Conselho Nacional de Turismo reuniu-se na primeira semana do mês em Brasília na 46ª Reunião Ordinária. Esta foi a primeira reunião do Conselho no ano de 2015. Na ocasião, foram discutidos gargalos e oportunidades para o desenvolvimento do setor. O Ministro do Turismo e também presidente do Conselho, Henrique Eduardo Alves, abriu os trabalhos anunciando que a Embratur abrirá em breve um escritório na Rússia, além de elogiar ainda a presidente Dilma pela manutenção da pasta. “Não é o governo que precisa ajudar o turismo, é o turismo que pode ajudar o Brasil”, declarou Alves. O Ministro defendeu ainda o projeto de lei que permite a dispensa de visto aos norte-americanos durante os Jogos Olímpicos, já aprovado na Câmara dos Deputados. A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) esteve representada pelo presidente Alexandre Sampaio, conselheiro titular. Em sua fala, Sampaio ressaltou as questões trabalhistas como um fator importante a ser equacionado. O presidente citou o contrato de curtíssima

duração e o trabalho intermitente como questões a serem discutidas e colocadas em prática com brevidade como forma de solucionar os gargalos trabalhistas que ainda impedem o setor de se desenvolver. “É preciso maturidade de ambas as partes para construirmos um arcabouço e podermos avançar”, afirmou Sampaio. O Comitê Gestor do Conselho submeteu ao ministério um documento onde constavam as principais prioridades para as entidades privadas do turismo. A ideia é que o documento seja encaminhado à presidente Dilma. Entre as prioridades listadas no documento estão: a sanção do projeto que dispensa visto para norteamericanos entrarem no Brasil durante os Jogos Olímpicos; a maior participação do governo na promoção do turismo; o estímulo ao turismo doméstico, a extensão do benefício Pis/Cofins; apoio a discussões referentes ao trabalho intermitente visando o aumento da competitividade do setor de serviços e turismo, entre outras. Guilherme Paulus, presidente do Conselho de Administração da maior operadora

BAHIR

de viagens do país, apontou os avanços na superação de obstáculos no ramo. “O turismo precisa de força política. Nunca conseguimos uma audiência com a Receita Federal, por exemplo, para discutirmos nossos pleitos na área fiscal, e o ministro conseguiu. E tivemos um avanço na pauta do turismo no Congresso Nacional como nunca tivemos”, concluiu. “O turismo pode repercutir positivamente na balança comercial, mas precisa de medidas que podem ser articuladas pelo Ministério do Turismo junto a outras pastas”, declarou Cláudio Magnavita, presidente da Associação Brasileira dos Jornalistas de Turismo. O presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Alex Manente, citou os avanços na votação de projetos relativos ao segmento, como o que isenta de vistos estrangeiros que ingressarem no país até setembro de 2016, e elogiou a atuação de Henrique Alves pela aprovação das propostas. “É o início de um processo que nunca ocorreu na Câmara, que é votar uma pauta específica do turismo”, destacou o parlamentar.

7

COLARINHO

THE BEST RIBS

Trovatore


8

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

lll#

hZ]V #Xdb#Wg

;ZggVbZciV edYZgdhV|hjV Y^hedh^d Cdi†X^Vh

8dck„c^dh

;^fjZ^c[dgbVYd!ZcigZZbcdhhdh^iZeVgViZgVXZhhdVh ^c[dgbVZhYdcdhhdhZidg#

EgZX^hV YZ Xdck„c^d b‚Y^Xd! dYdcida‹\^Xd! bZY^X^cV dXjeVX^dcVa!ZcigZdjigdh4HZ]djkZgVa\jbXdck„c^dfjZ fjZ^gVcdhhj\Zg^g!ÑfjZVkdciVYZ

EgZX^hVYZ[jcX^dc{g^dh4 EjWa^fjZVhhjVhkV\Vh\gVij^iVbZciZZbcdhhdh^iZ!ZhZ i^kZgbdh Zb cdhhd WVcXd YZ YVYdh XVcY^YVidh fjZ egZZcX]VbdhhZjhgZfj^h^idh!dhXjgg†XjadhhZgd ZcXVb^c]VYdheVgVhjVZbegZhV#

6hhZhhdg^V?jg†Y^XV

IZb Yk^YVh4 EgZX^hV YZ ^c[dgbVd4 Hj\ZhiZh4 :cigZcdcdhhdXVcVa;VaZ8dcdhXd!ZbVcYZeVgVc‹hd fjZegZX^hV#

:hi{XdbVa\jbVcdi^ÑXVdigVWVa]^hiV4DjYk^YVhcV {gZV igVWVa]^hiV! XdbZgX^Va! ig^Wji{g^V Z$dj X^k^a4 Edhhj†bdhYjVhVhhZhhdg^VhXdcigViVYVhZheZX^VabZciZ eVgV Vjm^a^Vg cVh hjVh fjZhiZh# HZ ]djkZg jbV gZXaVbVd igVWVa]^hiV! iZg{ d VXdbeVc]VbZcid \gVij^idYZ cdhhdhVYkd\VYdheVgVVhjVYZ[ZhV#:hjVh Yk^YVh _jg†Y^XVh edYZgd hZg iVbW‚b ZhXaVgZX^YVh \gVij^iVbZciZ#

FjVa^ÑfjZhjVZfj^eZ

FjZhiZh6Yb^c^higVi^kVh

DVhhdX^VYdiZbY^gZ^idVYjVhkV\Vh\gVij^iVhedgXjghd cV\gVYZY^hedc^W^a^oVYVZbcdhhdh^iZ!ZVhjV^chXg^d‚ [Z^iVcdeg‹eg^dh^iZ#

FjZhiZhXdbdd:869!K^\^a}cX^VHVc^i{g^V!;^hXVa^oVd 6bW^ZciVa!C;8Z!XdchjaiVVAZ\^haVdZbK^\dgÑXV[{X^a fjVcYd hZ iZb VdcYZ gZXdggZg Z i^gVg ^c[dgbVZh# EZgiZcXZbdhVd8dchZa]dBjc^X^eVaYZJgWVc^hbd!XVhd iZc]VVa\jbVfjZhidVhZggZhdak^YVhdWgZjgWVc^hbd! igV\VVhjVfjZhideVgVc‹h#

8dciVideZgbVcZciZ

DZheVd‚hZj :hi{ kZcYZcYd Va\jb bdW^a^oVYd YZ hjV ZbegZhV YZ ]dheZYV\Zb dj Va^bZciVd4 6cjcX^Z hjV kZcYV! bVcYVcYdVhXVgVXiZg†hi^XVh!egZdZ[didhYddW_ZidV hZg kZcY^Yd Z hZg{ ejWa^XVYd Zb cdhhd 7VcXd YZ CZ\‹X^dh!Va‚bYZZck^VgbdhVigVk‚hYZcdhhdbV^a^c\#

7VhiVVXZhhVglll#hZ]V#Xdb#Wg

>c[dgbVZhAZ\V^h IZc]VVXZhhd|h8dckZcZh8daZi^kVhÑgbVYVh!hZbegZ fjZhZ_VcZXZhh{g^d#

7VhiVa^\VgeVgV/)&(('("-.%%


Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

9

Estrangeiros poderão ingressar no Brasil sem visto A Câmara dos Deputados aprovou no último dia 1.º de outubro o Projeto de Lei (PL) 3.161/2015, que dispensa de visto os estrangeiros que ingressarem no Brasil até setembro de 2016. A medida está pautada principalmente na movimentação dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, a serem realizados no próximo ano. O texto segue para votação no Senado Federal. De acordo com o PL, a isenção poderá ser feita por meio de portaria conjunta dos Ministérios do Turismo, Relações Exteriores e da Justiça. A dispensa pretende beneficiar

os estrangeiros que entrem no território nacional até 18 de setembro. Porém, a matéria também estabelece algumas regras. Os visitantes podem permanecer no país por um período máximo de 90 dias, improrrogáveis, a contar da data de primeira entrada em território nacional. A isenção de vistos foi vista com bons olhos por empresários do setor de Turismo. É uma demanda antiga do setor para atrair turistas e divisas para o Brasil. Para Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospeda-

gem e Alimentação (FBHA), “a iniciativa, sem dúvida, vai colaborar para aumentar o número de visitantes estrangeiros no nosso país, fomentando o nosso turismo e a nossa economia”. Segundo o presidente do SEHA, João Jacob Mehl, a isenção deve beneficiar também Curitiba. “A capital paranaense está no roteiro dos estrangeiros que vem ao Brasil, fomos o melhor receptivo durante a Copa do Mundo e as Olimpíadas serão um bom termômetro para medir o retorno do trabalho feito”, salientou Jacob Mehl.

Os visitantes podem permanecer por um período máximo de 90 dias, improrrogáveis

Novidade

Lançada Associação das Ilhas Turísticas Brasileiras Entidade integra inicialmente Ilha do Mel, Ilha de Fernando de Noronha, Ilhabela, Ilha Grande e Ilha de Marajó

F

oi lançado na 43ª ABAV em São Paulo, no estande do Ministério do Turismo, a Associação Brasileira das Ilhas Turísticas (Abitur), que pretende aglutinar ao seu redor ilhas que tenham potencial e infraestrutura para receber turistas de todo mundo no Brasil. As Ilhas brasileiras que integram inicialmente este projeto turístico são a Ilha do Mel, em Paranaguá, no Estado do Paraná; a Ilha de Fernando de Noronha, em Pernambuco; Ilhabela, em São Paulo; Ilha Grande em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro e a Ilha de Marajó, no Pará. Em clima de otimismo, apesar da crise, mas embalado pelas boas perspectivas do trade e de um nova geração de negócios, o projeto Ilhas Turísticas Brasileiras foi apresentado ao público destacando as belezas naturais e paradisíacas que oferecem qualidade de vida aos moradores e dias inesquecíveis aos visitantes. Segundo o presidente da Abitur, Rafael Guttierres Jr, foi muito importante a entidade estar na ABAV, por ser a maior feira de turismo da América Latina. “É um ponto de encontro, comercialização e comunicação de toda a cadeia produtiva do setor turístico desta região. Neste evento se encontram agentes de viagens e profissionais

Presidente da Abitur é o parnanguara Rafael Guttierres Jr, acostumado a conviver com a beleza da Ilha do Mel do turismo com representações de atrações turísticas, destinos, espaços para eventos, hoteis, meios de comunicação, agências online, entre outros para conhecer novos produtos, lançamentos, estabelecer contato com outros profissionais e transformar as tendências do setor em negócios. E a nossa cidade de Paranaguá , a Ilha do Mel contou com divulgação dentro do estande da Paraná Turismo, dos nossos atrativos, da nossa gastronomia, como a degustação

de barreado”, destacou Guttierres. Quem também comentou a novidade foi o Secretário Nacional de Políticas de Turismo, Júnior Coimbra, que ressaltou a relevância do produto Ilhas Turísticas para o mercado de turismo e viagens no país. Durante a ABAV também foi apresentada uma palestra sobre os objetivos da ABITUR e a apresentação do plano estratégico e de marketing da instituição e suas metas para o que resta do ano de 2015.

A mediadora da palestra foi a Diretora de Planejamento e Gestão, Marlene Novaes e contou com a presença do presidente Abitur, Rafael Guttierres Jr; do vice-presidente, Harry Finger; da Diretora de Eventos; Manuela Fay; do Diretor de Assuntos Ambientais, Klauber Valente e do Secretário Adjunto de Estado de Turismo do Governo do Pará, Joy Coleres, que realizaram um resumo dos atrativos de cada ilha que integra a Associação das Ilhas Turísticas Brasileiras.


10

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

ENTREVISTA Zelir Tadeu Massuchin

Final do ano é uma incógnita “O impeachment, no meu modo de ver, vai trazer um desarranjo político no país, mas isso não quer dizer que não possa ocorrer. Acredito que a presidente não vai terminar o mandato.”

“Nós estamos mesmo vivendo uma crise econômica e política muito séria. Acho que para hotelaria curitibana agora, nesse último trimestre, vai ser um pouco complicado. Porque todos os anos a gente sempre enfrenta problema de ocupação, aí soma tributos, 13º, início de ano, férias, IPTU. Nos próximos seis meses vamos ter dificuldades.”

O

entrevistado da quinzena é o vice-presidente de Hotelaria e Hospedagem do SEHA, Zelir Tadeu Massuchin. Ele atendeu o Jornal do SEHA no Lira Hotel, que administra há mais de três décadas. Localizado fora do centro, onde antigamente era área isolada, a história do local merece destaque. Papo sindical e político também rodearam a entrevista, que merece ser lida.

Exatamente. Acertamos sem querer. Porque havia um nicho que acabou se instalando fora do centro por questões de logística, de estacionamento, de estradas, que nos fez acertar. Antigamente, por exemplo, não tinha nenhum hotel em São José dos Pinhais, o nosso foi o primeiro. Hoje, evidentemente, tem vários, mas tem mercado para todos. Só seguimos nossa estratégia, focar em um hotel de chegada de cidade. Sempre!

Como deu início seu trabalho no ramo hoteleiro? ZTM - Foi meio por acaso, nos anos 70 meu pai construiu esse imóvel para fazer locações comerciais. Acabou não dando muito certo na época. Naquela época essa região era muito vazia, muito desabitada. Era meio deserto. Acabou que tivemos a ideia de transformar em um hotel, já que não estava dando muito certo a locação. A partir daí deu certo, Já vão 35, 36 anos que estamos tendo sucesso no ramo hoteleiro. Desde então trabalhamos forte em cima de uma marca, de um conceito de hotel de entrada de cidade. Sempre focamos dessa forma.

Mas o hotel está localizado em Curitiba certo? Sim, mas na época não tinha hotel em São José, hoje tem vários. Quem tinha que ir à cidade ficava hospedado aqui. Nós éramos o primeiro. Mesmo porque na época não existia o contorno. A estrada que ligava São Paulo ao sul do país passava aqui na porta do hotel. Tínhamos toda essa facilidade. Hoje isso mudou mas no movimento do hotel nada alterou, porque se instalaram muitas empresas e indústrias no entorno. Continuamos satisfeitos.

Por que o nome é Lira Hotel? ZTM - Lira é em função que nossa família é italiana e na época a moeda italiana era a Lira. Nós acreditamos que dinheiro atrai dinheiro, então por conta disso que demos o nome de Lira. Outro ponto bom é que é uma palavra pequena, quatro letras, fácil de gravar. Dinheiro traz dinheiro, italiano, tutti buona gente... veio a dar certo. Esse nome trouxe sorte. A estratégia nossa de ser hotel de entrada de cidade também funcionou até hoje porque temos aqui vários segmentos que estão ao redor da nossa empresa, um exemplo é a PUC, que nos traz bastante clientes; o autódromo internacional de Curitiba, que quando tem prova também sempre reflete na ocupação do hotel; enfim, temos várias empresas ao redor: Havan, Leroy Merlin, entre outras que acabaram se instalando retiradas do centro. O mesmo acontece com o Expotrade e o Marumby Expo Center, quando eles movimentam lá, nós trabalhamos aqui. Quer dizer que sem querer estar fora do centro, fora do pólo hoteleiro ajudou?

Quantos quartos tem o hotel? Temos 80 apartamentos. Restaurante, duas salas de eventos, estacionamento para todos os veículos, fornecemos café da manhã e jantar. Como é ocupar a vice-presidência de hotelaria e hospedagem do SEHA? Qual sua avaliação do trabalho que vem sendo feito? Estamos lá com uma nova presidência, do Jacob Mehl, bem atuante. Acredito que o trabalho sido desenvolvido de forma profissional, com foco e objetivo, o que é fundamental. Enfatizo também o excelente resultado apresentado na parte dos cursos, muitos deles novos sendo implementados, o que é ótimo porque profissionaliza nossa mão de obra. Todo hóspede ou cliente gosta de ser atendido por profissionais habilitados. Esse é um ponto que o sindicato tem se esmerado. Agora inclusive estamos nos preparando para ter uma orientação de uma pessoa especializada na área de brigada de incêndio, assunto fundamental. A cada 15 dias temos boas reuniões para discutir problemas inerentes a todas as categorias do sindicato. Tem sido muito proveitoso. Eu acho que o SEHA está

muito bem representado nesse momento. Há quantos anos dedica parte de seu tempo à defesa da classe? Há mais de vinte anos estamos lá junto, sempre atuando em prol da classe. De onde vem toda essa dedicação ao trabalho sindical? Sempre a dedicação à classe que pertenço é importante, porque acabamos tomando conhecimento, ajudando, tendo participação, incorporando, participando. Vou as vezes em algum restaurante e noto algum benefício que o sindicato trouxe para aquele estabelecimento e eles muitas vezes nem sabem o trabalho que o sindicato teve para que ele tivesse conquistado aquele benefício. Isso é gratificante, como pessoa, empresário, sindicalista, dedicando um trabalho bacana que fazemos lá dentro. Recentemente a Fundação Getúlio Vargas divulgou uma pesquisa que aponta 52 a 54% de turistas que vem a Curitiba focados em turismo de negócios e eventos, nosso principal foco. O que falta para Curitiba despontar nessa área? É unânime, todos os empresários do setor sabem que é impossível em Curitiba não ter um centro de convenções à altura da capital. Temos que ter um local adequado para chamarmos, captarmos muito mais eventos do que acontece hoje. Seria um bem para toda a população, não só nós, restaurantes, táxis, lojistas, shoppings, todos seriam beneficiados, todo o comércio. Falta um centro de convenções sem sobra de dúvidas. O aeroporto não é problema? Como aeroporto estamos muito bem servidos. Inclusive foi eleito recentemente como um dos melhores do Brasil. Em conversas que o Jornal do Seha teve com representantes da Abih e do Sebrae ambas as instituições demonstraram a intenção de se unir em 2016 para reimplantar no Estado do Paraná o sistema de estrelas nos hoteis. Qual sua avaliação sobre isso? As estrelas são uma referência, principalmente para o consumidor. Antigamente


Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

Falando de política, vamos de impeachment ou vai atrapalhar mais ainda o Brasil? Nós estamos mesmo vivendo uma crise econômica e política muito séria. Acho que para hotelaria curitibana agora, nesse último trimestre, vai ser um pouco complicado. Porque todos os anos a gente sempre enfrenta problema de ocupação, aí soma tributos, 13º, início de ano, férias, IPTU. Acredito que nos próximos seis meses vamos ter dificuldades. Agora o impeachment, no meu modo de ver, vai trazer um desarranjo político no país, mas isso não quer dizer que não possa ocorrer. Acredito que a presidente não vai terminar o mandato. Mas quando isso vai ocorrer eu não sei precisar, porque depende de muitos conchavos. Mas dificilmente ela vai conseguir terminar os quatro anos. As vendas em varejo em agosto representou o pior mês nos últimos 15 anos. O desemprego está grande. Esse final de ano não sei como vai ser os empregos temporários. Em função da alta do dólar talvez seja bom para os hoteis turísticos, de praia, mas para Curitiba, é uma incógnita. O Natal normalmente é prestigiado em Curitiba pelos turistas, qual a expectativa para essa data? O Natal é sempre bom, deve ser bom novamente. Mas é uma data pontual, um período pequeno, de 10 dias. Se colocar 10 dias em um mês é complicado. Nós temos aí ano novo, que é fraco de movimento, temos o dezembro todo, o janeiro que vem pela frente...então o Natal vai ser bom, como sempre tem sido, mas sozinho ele não fazer na média a taxa de ocupação de dezembro ser tão boa como nos anos anteriores, em função de toda essa crise econômica e política que a gente tem passado ultimamente. Mais dias difíceis estão próximos então? O hoteleiro tem que enxugar custos o máximo que puder, o que todos já devem ter feito. Na crise você aprende a cortar tudo que pode. Tem que aprender a vender o melhor possível. Daqui para frente não sabemos o que pode vir a acontecer, o cenário é de instabilidade, não é favorável, vemos que todos os setores, com exceção de alguns pontuais, estão passando por uma crise muito grande, mas o empresariado da nossa categoria tem que tentar passar pelo menos pelos próximos seis meses, que penso que é a fase mais crítica que vamos ter.

quando existia classificação por estrelas isso ficou muito presente no cliente hoteleiro. Na hora de procurar uma hospedagem, ele procurava por categoria de estrelas, em função de sua condição financeira. De uma a cinco estrelas ele procura o que melhor lhe convinha. Então eu acredito que para o consumidor é um parâmetro muito bom, que seria extremamente útil sua volta. Agora para nós hoteleiros acredito que não é muito importante, porque sempre visamos atender da melhor maneira nosso cliente. Tendo uma, duas, três, quatro estrelas, sempre

procuramos atender da melhor maneira possível. Aqui por exemplo, na época que existia classificação de estrelas, éramos classificamos como três estrelas. Depois que caiu as estrelas não deixamos de continuar atendendo nosso cliente com padrão três estrelas. Então, se hoje voltasse o padrão de classificação garanto que teria a classificação novamente como três estrelas. E jamais deixaria meu cliente desassistido, sempre gostaria de ter meu cliente satisfeito. Mas para o consumidor, avalio que a classificação seja positiva.

Hoteis independentes hoje são tidos como heróis, já que batalham por espaço no mercado com grandes redes. Como funciona o esquema de comercialização do Lira Hotel? Temos parceria com os sites de vendas, que todos conhecem. Também temos uma central de reservas própria, onde atendemos direto. Mas nosso carro chefe são os sites de venda. Que é o que fazem todos os hotéis, principalmente os independentes. O segredo pode ser a tradição e antiguidade? Muito, muito. O nome é muito forte, todo conhecem. Algum recado para os empresários do meio? Vamos ter união e força que acredito que no segundo semestre de 2016 estaremos bem melhor que estamos hoje. Uma visão otimista para um futuro próximo.

11

“Todos os empresários do setor sabem que é impossível em Curitiba não ter um centro de convenções à altura da capital. Temos que ter um local adequado para chamarmos, captarmos muito mais eventos do que acontece hoje. Seria um bem para toda a população, não só nós, restaurantes, táxis, lojistas, shoppings, todos seriam beneficiados, todo o comércio.”


12

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

Cursos oferecidos pelo SEHA Todos os cursos com aulas teóricas e práticas

Certificação, material e apostila.

Confeitaria Básica módulo I Técnicas básicas de confeitaria, montagem e decoração de bolos.

Panificação Módulo I Noções básicas de padaria, técnicas de fermentação, produção e modelagem de pães.

Cafés filtrados Formar baristas capacitados na nova tendência de mercado que são os cafés filtrados por métodos tradicionais ou não convencionais.

Sobremesas Clássicas Técnicas básicas de confeitaria, assim como confeitar, montar sobremesas, verrines, decoração.

Sopas Caldo base para sopas, sopas diversas, torradas aromatizadas e palitos de queijo.

Curso de Biscoitos e Bolachas Técnicas de confeitaria para bolachas, decorações e armazenamento.

Formação de Preços e Gestão Financeira em Alimentos e Bebidas Estrutura financeira da empresa rotatividade e controle de estoques, curva ABC, Identificação da necessidade de compras CVM, CMO, IPI , prime Cost Sistemas de controle operacional: Fator de correção margem de contribuição, Gasto, custo e despesa formação de preços nos cardápios e menus tributação ponto de equilíbrio rentabilidade e Lucratividade fluxo de caixa, nivel de Endividamento.

Camareira Capacitar os participantes a desenvolver as competências necessárias para realizar todo o processo de arrumação, limpeza e higienização do apartamento hoteleiro; ter conhecimento dos produtos e técnicas de trabalho e dos conceitos e princípios de atendimento ao cliente.

Governança A governança é o departamento que se ocupa basicamente com a arrumação dos apartamentos, com a lavanderia/rouparia e com a limpeza geral; a governanta tem papel imprescindível no andamento do hotel, sendo assim, ela deve ser uma pessoa que possua um excelente nível de conhecimento e habilidades para poder dirigir com competência este importante setor.

Associados SEHA tem direito a 2 vagas gratuitas por curso. Recepção & Reservas Capacitar os participantes a desempenhar as funções relativas ao setor de hospedagem que é o primeiro contato do hóspede com o hotel.

Planejamento de cardápios Um cardápio não é apenas uma lista com os pratos que a casa produz, pois isto seria apenas uma “carta de comidas”, mas um instrumento para auxiliar o cliente na montagem de sua refeição, visando também o aumento das vendas do restaurante. Para planejar o cardápio, precisa-se saber combinar os aspectos visuais, de paladar e de aromas dos pratos, além de fazer combinações interessantes entre alimentos e bebidas, o que muitos encaram como alquimia, ou mesmo, arte. Os pratos que formam um cardápio devem ser equilibrados, variados e adequados a cada tipo de serviço com a precaução quanto a equipamentos, utensílios ou treinamentos especiais para sua confecção e serviço. Segurança e Higiene Alimentar Adequado a RDC 216/04, o curso visa treinar em segurança e qualidade dos alimentos; identificar os procedimentos básicos da qualidade e segurança; conscientizar sobre a higiene pessoal e alimentar no controle da contaminação de alimentos, visando implementar o manual de boas práticas.

Garçom Atribuições do garçom, requisitos comportamentais do garçom, arrumação das mesas (mise-en-place completo), atendimento ao cliente, etiqueta à mesa, técnicas de venda em restaurante, promoção de vendas, relacionamento com o cliente, higiene e segurança alimentar, técnicas dos diversos serviços, tecnologias de bar, enologia: princípios básicos e serviços, atender reclamações do cliente, relacionamento entre produção e serviço, terminologia técnica utilizada.

Barman I e II Este curso tem como objetivo fornecer aos participantes conhecimentos sobre características de confecção, apresentação, manipulação de bebidas, postura profissional, grupos, categorias e modalidades das bebidas para que possam atender aos clientes de acordo com os padrões da IBA (International Bartender Association).

Gerenciamento de bares e restaurantes Técnicas de gerenciamento do fluxo de mercadorias: Procedimentos de compras, recebimento e estocagem,giro de estoque. Tecnologia operacionais de cozinha: Tecnologia gerenciais e operacionais de restaurantes: Técnicas e modalidades de serviço, técnicas de vendas de alimentos e bebidas; Promoção interna nos restaurantes, Gerência de pessoal de restaurante...

m ser Inscrições pode ha.com.br e .s w w w o n s a feit ara Dúvidas ligue p mal 2) 3323-8900 (Ra


Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

13

43ª edição

Trabalho intermitente é debatido na Câmara dos Deputados FBHA defende legislação trabalhista que incentive a livre negociação, regulamente novas formas de trabalho, simplifique procedimentos e reduza custos de contratação e encargos Alexandre Sampaio salientou a urgente necessidade de regulamentação do trabalho intermitente para os setores de hospedagem e alimentação

A

Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados realizou audiência pública para discutir o trabalho intermitente no segmento turístico. A audiência contou com a presença de representantes do governo federal e de entidades representativas, além de parlamentares membros da comissão. Estiveram presentes o presidente da comissão, deputado federal Alex Manente (PPS-SP), o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio; o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci; o assessor especial da Embratur, Walter

Ferreira; o coordenador de Fiscalização e Trabalho do Ministério do Trabalho e Previdência Social, Fernando de Araújo, a diretora do Departamento de Políticas de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), Edna Cesetti, o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (CONTRATUH), Moacyr Roberto, além de parlamentares membros da comissão. A audiência foi fruto de requerimento do deputado Herculano Passos (PSD-SP), que presidiu a plenária. O objetivo principal da audiência foi a discussão do tema para que os parlamentares se familiarizem

com o assunto e se conscientizem da importância da regulamentação do trabalho intermitente. Tramita na Casa o Projeto de Lei nº 3785/2012, de autoria do deputado federal Laércio Oliveira (SD/SE), que deve ser colocado em pauta em breve. Em sua explanação, o presidente da FBHA, Alexandre Sampaio, explicou a importância do trabalho intermitente para os segmentos de hospedagem e alimentação. De acordo com Sampaio, por um lado a natureza da atividade exige continuidade, de outro verifica-se existência de ciclos de maior necessidade de mão-de-obra. O presidente declarou que a federação defende legislação trabalhista que incentive

a livre negociação, regulamente novas formas de trabalho, como o trabalho intermitente, simplifique procedimentos e reduza custos de contratação e encargos para hoteis, restaurantes, bares e similares. Sampaio apresentou ainda um panorama da legislação trabalhista na Itália e em Portugal, onde o trabalho intermitente é regulamentado. “É urgente a necessidade de regulamentação do trabalho intermitente, principalmente no setor de hospedagem e alimentação. Precisamos sensibilizar o Parlamento das vantagens disto para os empresários e também para os trabalhadores”, declarou Alexandre Sampaio.

Curso de Bolachas de Natal com Cristiane Bertho Você vai aprender a técnicas de massas de bolachas, decoração , armazenamento e dicas de vendas. Indicado para profissionais do ramo e público em geral. Local: Al. Julia da Costa n° 64 De 29/10 a 30/10 - Das 14h às 17h Prazo de inscrição: 26/10/2015 Valores para não Sócio: R$ 50,00 Informações com Maria Sureki no fone 41-3323-8900 ou treinamento@seha.com.br


14

Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

Convênios MEDICINA DO TRABALHO Policlínica San Tiago - 41 3022-2727 Medicina Ocupacional e Engenharia de Segurança - PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) - PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPP (Perfi l Profi ssiográfi co Profi ssional) - Exames Admissionais, Periódicos,Demissionais - Planos com valores especiais para associados SEHA-Ctba. MANUTENÇÃO ELÉTRICA INDUSTRIAL Eletro Schultz - 41 3267-1916Rebobinagem de motores, rebobinagem de bombas e transformadores, automação industrial. Associados SEHA-Ctba tem desconto especial de 15% sobre o serviço prestado. FONOAUDIOLOGIA PARTICULAR Káti a Simone da Rosa Bianchi Consulta clínica na área de fonoaudiologia. Serviços de informações e orientações preventi vas como palestras, minicursos e/ou grupos de apoio para empresas. CRFa 5514/ SC - 40% de desconto no valor da consulta para associados SEHA-Ctba. Contato 41 8823-8675 / 41 3233-3192 e 41 3026-4924

CONSULTORIA ESPECIALIZADA Jr. Consultoria - UFPR - Desconto de 10% nos projetos de consultoria aos associados SEHA-Ctba. A empresa é formada e gerida por alunos dos cursos de administração, ciências econômicas, ciências contábeis e gestão da informação. Sem fins econômicos, seu principal objeti vo é formar profissionais de valor e contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade, através da realização de consultorias que focam em micro e pequenas empresas. Mais informações pelo 41 3360-4473 PSICOLOGIA CLÍNICA Espaço A - Psicologia e Psicanálise Gabriel Salata Kuss e Ana Suy Sesarino. Obedecem uma tabela especial com descontos especiais para associados SEHA-Ctba. Rua Maurício Caillet, n° 33 - Água Verde. Mais informações no www. consultorio. psc.br ou atráves do e-mail - consultorio@consultorio.psc. br - Telefones 41 9115- 3840 e 41 8431-1916

CONVÊNIOS COM FACULDADES SPEI 10% de desconto em Cursos de Pós-Graduação – direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas. Informações: www.spei.br - Fone 41 33644579 OPET 10% de desconto em todos os Cursos, e Pós Graduação direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas. Informações: www.opet.com.br - cezarroberto@ opet.com.br - Fone 41 3021-4848 FACINTER 10% de desconto em Cursos na área de Turismo direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas. Informações: www.facinter.com.br - Fone 41 2102-3300 UNICENP 10% de desconto em Cursos de Pós-Graduação na área de Turismo - direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas.

Consulte nosso Banco de Empregos no www.seha.com.br

Associe-se ao SEHA. Uma entidade que defende os interesses dos setores de hospedagem e alimentação Somos alinhados com a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação. Promovemos efetivas ações junto aos órgãos públicos e privados em defesa de interesses do setor. Mais de 940 mil estabelecimentos dos segmentos hotelaria e gastronomia no Brasil são representados pela FBHA e seus sindicatos regionais. Oferecemos serviços e produtos indispensáveis às empresas.

Assessoria jurídica gratuita. Acompanhamento em ações trabalhistas. Cursos gratuitos de aperfeiçoamento em diversas áreas do trade. Convênios com plano de saúde, faculdades e outros serviços que contemplam expressivos descontos em seus serviços. Estamos fortemente divulgados através de nosso jornal, site na internet, nas redes sociais e na Rádio CBN.

Junte-se a nós! Informe-se na secretaria pelo 41 3323 8900


Curitiba, 1ª quinzena de outubro de 2015

15

CNC

Congresso Nacional do Comércio 2015 Evento acontece de 28 a 30 de outubro, no Rio de Janeiro. Confira a programação:

Crianças da Escola Municipal Prefeito Linneu Ferreira do Amaral foram convidadas para o evento

Roteiro turístico para o público infantil

U

m roteiro turístico elaborado exclusivamente para as crianças, com informações e opções de entretenimento em Curitiba, para que elas possam curtir, aprender e brincar. Essa é a ideia do “Curta Curitiba com as Crianças”, roteiro lançado oficialmente dia nove de outubro, no mirante da Torre Panorâmica, um dos pontos turísticos mais visitados de Curitiba. O itinerário é composto por 16 pontos turísticos com infraestrutura para que o público infantil e seus familiares possam se divertir, independentemente de serem visitantes ou residentes em Curitiba. Um dos objetivos é contribuir para a formação continuada das crianças proporcionando a possibilidade de assimilar conhecimentos dos locais visitados de forma prazerosa e lúdica, através da observação e da interatividade. “Muitas vezes o próprio morador da cidade não tem incentivo para conhecer os pontos turísticos de Curitiba e a criação do roteiro incentiva as crianças. Também é uma oportunidade para os pais curtirem a cidade com seus filhos e para mostrar aos visitantes que Curitiba tem muitas opções que vão além dos pontos tradicionais”, disse o prefeito Gustavo Fruet. Para a elaboração do roteiro foram escolhidos pontos com atividades culturais, artísticas, intelectuais, e que estimulem a imaginação e a criatividade, bem como o convívio social das crianças. “O roteiro tem a proposta de fazer com que a criança tenha experiências positivas que contribuam com a sua formação. Cada atrativo foi cuidadosamente avaliado para que possa oferecer diversão e momentos de lazer às crianças e, ao mesmo tempo, ser um instrumento de apoio à educação. Queremos despertar na criança a vontade de conhecer e aprender. Pois quem conhece, cuida, e quem cuida tem muito prazer em divulgar”, explicou o presidente do presidente do Instituto Municipal de Turismo (Ctur), Caique Ferante. Aproximadamente 30 crianças do 3ª ano da Escola Municipal Prefeito

Linneu Ferreira do Amaral foram convidadas especialmente para o evento. A aluna Drielle Louise Silva, de 8 anos, leu uma redação desenvolvida por toda a turma sobre a importância de Curitiba desenvolver um roteiro infantil. O projeto “Curta Curitiba com as Crianças” foi idealizado pelo Ctur, que também trabalhou a ideia de valorizar ainda mais o turismo de lazer em Curitiba, já que o turismo de negócios está consolidado na cidade. Segundo dados da CCVB, 42% dos turistas que vieram para Curitiba no último ano, vieram a lazer. “O turismo de lazer engloba o público familiar e é importante incluir temas voltados às crianças. O turismo deve ser sempre inclusivo, deve ser pensado para todas as pessoas, de todas as idades”, ressaltou a diretora de Turismo do Ctur, Cristiane Santos. “O turismo é sem dúvida um dos fatores de desenvolvimento da cidade. Curitiba, pelo seu perfil, é uma cidade prestadora de serviço”, comentou Fruet. Os 16 locais são administrados pelos poderes municipal, estadual ou entidades sem fins lucrativos que tenham equipamentos destinados a atender o público infantil. Um folder contendo um breve descritivo dos pontos turísticos com as atividades oferecidas às crianças também foi desenvolvido. Nesta primeira edição do roteiro infantil foram escolhidos o Bosque Alemão, Gibiteca, Parque São Lourenço, Museu Oscar Niemeyer, Passeio Público, Jardim Botânico, Planetário Digital, Bosque Reinhard Maack, Zoológico, Teatro Dr. Botica, Bondinho da Rua XV, Biblioteca do Paraná, Teatro do Piá, Torre Panorâmica, Parque Barigui e Museu da Vida. Os folders do projeto “Curta Curitiba com as crianças” têm tiragem de 15 mil exemplares e serão disponibilizados nos sete PITs em funcionamento na capital: CTur, Rua 24 Horas, Torre Panorâmica, Aeroporto Afonso Pena, Associação do Comércio e Indústria de Santa Felicidade (ACISF), e nos estádios Couto Pereira e Arena da Baixada.


16

Curitiba, 1ÂŞ quinzena de outubro de 2015

Jornal seha ed 014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you