Page 1

Jornal

Entrevista Jacó Gimennes: “Eu era um visionário, um sonhador. Como alquimista eu sou um grande experimentador.” Pág. 10 e 11

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015 | Edição 06

NOVA ATRAÇÃO Hard Rock deve atrair turistas para Curitiba Página 09

SEBRAE

Setores de turismo e gastronomia ganham selo de qualidade Página 12

PRATO TÍPICO

Festa do Carneiro no Buraco completa 25 anos Página 04

QUALIFICAÇÃO Hotel Escola do SEHA apresenta novos cursos

Página 03

Selo Comemorativo ao Centenário do Turismo do Paraná é lançado O selo, com arte de Daniel Zunsztern, traz a logomarca do Centenário do Turismo do Paraná, na qual os zeros do numeral 100 são representados por pinhões, sementes da Araucária, árvoresímbolo do estado do Paraná. Confira na página 14


2

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

Editorial

justiça

Tempos difíceis, época de bom senso

FBHA não vai se associar à CNTUR

Em meio a negociações salariais com o sindicato laboral, o acordo ainda não foi encontrado. Nem culpa de um lado, muito menos de outro. Aliás, aos dois tem prevalecido a boa conduta e respeito. Talvez por ambos assistirem a dificuldade que atravessam empresários e trabalhadores no Brasil de hoje. Não existe mais quem esteja confortável. Momento que exige que o bom senso prevaleça, para que os empregos possam ser mantidos, para que empresários e trabalhadores possam atravessar juntos esse momento difícil, buscando sempre um futuro melhor para todos. Em junho agora o foco do turismo nacional, e até internacional, se concentra em Foz do Iguaçu. De 17 a 19 acontece na cidade a tradicional Hotel Show 2015 e a 10ª edição do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu. Três dias imperdíveis para quem participa do trade turístico e quer atualizar seus contatos e informações. O SEHA estará lá e traz cobertura completa de ambos os eventos nas próximas edições. No mais, uma boa leitura, essa edição apresenta inúmeros assuntos de interesse de empresários dos ramos de hospedagem e alimentação. Foi feita para vocês. Saudações, João Jacob Mehl

EXPEDIENTE Jornalista Responsável Pierpaolo Nota Edição Eliseu Tisato

Rua Júlia da Costa, 64 - São Francisco - Curitiba - Paraná Fone: (41) 3323 8900 www.seha.com.br

GESTÃO 2014-2018 João Jacob Mehl Presidente Lincoln T. Isahias Tarquínio Vice-Presidente  Andersen Prado Vice-Presidente para assuntos de Alimentos e Bebidas/Buffet Zelir Tadeu Massuchin Vice-Presidente para assuntos de Hotelaria e Hospedagem Marilisa Bigarella Vice-Presidente para assuntos de Motéis  Gustavo T Andrade Vice-Presid. para assuntos de Entretenimento e Lazer  Orlando Kubo Diretor Secretário Geral  Julio César Hezel Diretor Financeiro Adelardo Telles Neto Diretor para assuntos de Pizzarias e Deliveries 

Aguilar Borsato Silva Diretor Carlos Roberto Madalosso Diretor para assuntos de Turismo Ernesto Villela Neto Diretor para assuntos Governamentais  Henrique Lenz Cesar Filho Diretor para assuntos Grandes Eventos  Jacques Raul Rigler Diretor para assuntos Tributários e Fast Food  João Ernesto Strapasson Diretor Marco Antônio Fatuch Diretor Delegado  Paulo Sérgio Gralak Diretor de Patrimônio  Conselho Fiscal: Jonel Chede Filho, Alceu A Vezozzo Filho e Luiz Fernando P de Aguiar Conselho Fiscal Suplente:  Jayme Canet Neto e Joel Malucelli

Decisão do TSE rejeitou recurso que tinha por objetivo obrigar associação

O

Tribunal Superior do Trabalho (TST) publicou, no último dia 8 de maio, um acórdão relatado pelo ministro Emmanoel Pereira, que rejeitou recurso de Embargos de Declaração apresentado pela Confederação Nacional do Turismo (CNTUR). De acordo com a decisão mantida, a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) não está obrigada a se associar a nenhuma confederação, como pretendia a CNTUR na ação protocolada em 2010. A CNTUR somente poderá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso convença os julgadores que a decisão do TST confronta a Constituição de 1988. “Uma vez que não há nenhuma violação constitucional na decisão do TST, a chance de que um outro recurso chegue ao STF é quase inexistente. A ação fora ajuizada

pela CNTUR para obrigar à FBHA filiar-se ao seu quadro social. A CNTUR também queria que a Justiça do Trabalho reconhecesse seu direito ao recebimento de 5% das contribuições sindicais de todos os estabelecimentos de hospedagem e alimentação preparada representados pelos sindicatos patronais que escolheram a FBHA como sua legítima representante”, explica o gerente jurídico da FBHA, Ricardo Rielo. Para a juíza do Trabalho titular da 2ª Vara de Brasília, Eliana Pedroso Vitellio, “Não há afronta ao princípio da unicidade sindical, uma vez que as entidades filiadas à CNTUR não são as mesmas filiadas à impugnante, CNC. Ou seja, inexiste coincidência na representação. Ressalte-se que a CNTUR tem sua representação sindical limitada à representação das federações a ela filiadas. As

federações filiadas à CNTUR não são filiadas à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. A CNTUR tem sua representação sindical limitada à representação das federações a ela filiadas, não havendo possibilidade de ocorrer violação ao princípio constitucional da unicidade”, declarou a juíza. O presidente da FBHA, Alexandre Sampaio, acredita que a decisão do TST alinha-se à liberdade sindical garantida na Constituição Federal e prestigia uma atuação patronal legítima. “É democrático o direito de escolha da Confederação Sindical que melhor representa os setores de turismo e hospitalidade no Brasil e a Justiça do Trabalho fez com que este direito não nos fosse tirado. Vitória da FBHA, vitória do turismo brasileiro”, afirmou Sampaio.

Associados aniversariantes da 2ª quinzena de maio Dia 19/05

Alexandre Valle, do 10 Pasteis

Dia 23/05

Felipe Silva, da Lanchonete Jatinho

Dia 25/05

Heitor Sousa, do Lellis Trattoria

Dia 26/05

Andersen Prado, do Boulevard Restaurante

e Parque Hotel Ilha do Mel


Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

3

Brasília

Frente Parlamentar Mista de Combate ao Contrabando e à Falsificação FBHA participa do lançamento e apoia o endurecimento das penas contra o crime de contrabando no Código Penal

I

nstalou-se na manhã do dia 14 na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista de Combate ao Contrabando e à Falsificação, que tem como objetivo coibir a entrada em território nacional de mercadorias falsificadas ou contrabandeadas que causem danos à indústria local, bem como auxiliar o combate ao aumento da criminalidade e contravenções no Brasil, além de propor soluções legislativas para melhorar normas de fiscalização e controle. Na ocasião, estiveram presentes deputados e senadores, representantes da Receita e da Justiça Federal, além de mais de 50 entidades empresariais representadas. A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) esteve representada pela

Jael Silva, Camila Beraldo, Norton Lenhart, Wilson Bianchi, Humberto Conti e Roberto Moreira.

superintendente Camila Beraldo e também pelos presidentes dos sindicatos filiados Clayton Machado (DF), Jael Silva (DF), Nor-

ton Lenhart (RS), Wilson Bianchi (SP) e Roberto Moreira (SP). Segundo o presidente da Frente, deputado federal Efraim Filho

(DEM-PB), mais de R$ 100 bilhões são desperdiçados na economia brasileira anualmente por conta do contrabando. “Combater o

contrabando e a falsificação é proteger a saúde e a integridade do consumidor, é proporcionar um ambiente de negócios com segurança jurídica”, destacou o parlamentar em sua fala. O deputado Efraim Filho é autor de um projeto de lei aprovado e sancionado que determina o endurecimento das penas contra o crime de contrabando no Código Penal. A pena foi aumentada de um a quatro anos de prisão para dois a cinco anos. O parlamentar protocolou, em 2015, um outro projeto de lei que pretende criar medidas de prevenção e repressão ao contrabando, em especial – mas não apenas – relacionadas ao produto que é objeto preferencial de tais práticas: o cigarro, responsável por cerca de 68% de todo o contrabando no Brasil.

ATENÇÃO EMPRESÁRIOS, PROFISSIONALIZE SEUS FUNCIONÁRIOS E COLHA OS FRUTOS CURSO DE CAFÉS FILTRADOS DE 08 À 10/06 / PRAZO PARA INSCRIÇÃO 03/06 CURSO DE PLANEJAMENTO DE CARDÁPIOS DE 16 À 19/06 / PRAZO PARA INSCRIÇÃO 10/06 CURSO DE SOBREMESAS CLÁSSICAS DIA 23/06, DAS 13H30 ÀS 16H30 PRAZO PARA INSCRIÇÃO 18/06 CURSO DE GARÇON DE 07 À 10/07 PRAZO PARA INSCRIÇÃO 01/07 CURSO DE BARMAN I DE 04 À 07/08 / PRAZO PARA INSCRIÇÃO 29/07

Sócios tem 2 vagas gratuitas

Inscrições podem ser feitas pelo 3323-8900

Rua Júlia da Costa, 64 São Francisco - Curitiba - PR www.seha.com.br

HOTEL ESCOLA DO SEHA, A MELHOR FORMAÇÃO


4

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

tradição

Lançamento Festa do Carneiro no Buraco de Campo Mourão Evento reuniu trade turístico paranaense para degustar prato típico

U

m grupo de lideranças de Campo Mourão esteve em Curitiba para participar do lançamento estadual da 25ª Festa Nacional do Carneiro no Buraco, no restaurante-escola do Senac. O evento acontecerá do dia 06 a 12 de julho, no Parque de Exposições Getúlio Ferrari, às margens da BR-158. Quem promoveu o evento foi o Sistema Fecomércio com a prefeitura de Campo Mourão. O secretário do Esporte e do Turismo no Paraná, deputado estadual Douglas Fabricio, saboreou o prato e falou sobre o significado do evento para Campo Mourão e para o estado. “É uma festa que tem muita importância para os setores de turismo e hotelaria. A cada ano o evento está maior. Vale ressaltar que o Carneiro no Buraco incentivou os demais municípios da região a promover suas festas. A região Comcam é a que tem mais eventos gastronômicos no Paraná. Com a festa, temos divulgação da região e geração de emprego e renda”, argumenta Douglas. O presidente da Fecomércio, Darci Piana, disse que o Carneiro no Buraco será adaptado para fazer parte do cardápio dos restaurantes-escola do Senac. A adaptação será necessária para possibilitar o preparo. “O carneiro no buraco é um importante prato típico do estado. Pensamos em uma maneira de preparo para servi-lo em nossos restaurantes. O prato não pode ser prestigiado somente em Campo Mourão e região. O resto do Paraná deve conhecer”, disse. Também estiveram na comitiva mourãoense a prefeita do município, Regina Dubay, a vereadora Nelita Piacentini, a miss de Campo Mourão 2014, Lohana Mormul, e o mestre Peteleco (da Associação Panela), que foi o responsável pelo preparo do prato típico. O prato O carneiro no buraco é um prato de Campo Mourão, ins-

pirado em um filme exibido no início da década de 1960, onde vaqueiros preparavam carne dentro de buracos em cima de brasas. A forma inusitada de preparo da comida chamou a atenção de um grupo de pioneiros da cidade que resolveu fazer o prato introduzindo uma série de inovações. Da primeira receita utilizada à atual, foram realizadas muitas experiências e adaptações para aprimorar a iguaria, que ao longo dos anos foi servida esporadicamente em encontros de amigos. Além do carneiro, compõem o prato legumes, batata doce, mandioca e maçã. Neste ano será realizada a 25ª Festa Nacional do Carneiro do Buraco. O evento recebe anualmente cerca de 150 mil visitantes que apreciam o prato. A festa adquiriu o status de evento nacional na década de 90, na gestão do então prefeito Rubens Bueno.


Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

5

Projetos prioritários

Trabalho alinhado Presidente da Comissão de Turismo da Câmara recebe FBHA

O

presidente da comissão de Turismo da Câmara, deputado federal Alex Manente (PPS/SP) recebeu no gabinete da presidência da comissão, o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio. Na ocasião, também estiveram presentes o vice-presidente da federação para Bares e Similares, Wilson Bianchi e o presidente do Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC-SP (SEHAL), Beto Moreira. O intuito da audiência foi apresentar ao parlamentar a estrutura da FBHA e também da CNC, além de discutir os projetos prioritários para o setor de hospedagem e alimentação fora do lar que estão tramitando na Câmara dos Deputados. “Temos uma lista de 69 projetos que tramitam na Câmara e no Senado. É importante delinearmos um planejamento e traçarmos estratégias para que

Hotel Show tem como tema central Sustentabilidade Faltam poucos dias para um dos maiores eventos do trade turístico do Estado. A Hotel Show 2015 acontece de 17 a 19 de junho, em Foz do Iguaçu. O evento é promovido pelo Sindhoteis e pelo SEHA, com o patrocínio do SEBRAE, Itaipu, Fomento Paraná, Fecomércio e Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação. Nesta edição, o tema central é sustentabilidade para meios de hospedagem e alimentação, isso porque a sustentabilidade deixou de ser apenas “selo” mercadológico utilizado pelos meios de hospedagem, restaurantes e outros equipamentos de turismo como uma ferramenta de marketing. Hoje é uma necessidade de sobrevivência para o setor. É também uma forma clara e concreta de viabilização de negócios, pois, ao adotar ações concretas e sustentáveis, empresas do segmento trabalham com redução de custos e economia de recursos naturais. Aliás, muitos dos recursos esgotáveis, outros em racionamento ou a custos elevadíssimos. O Hotel Show será no Golden Tulip International Foz e as inscrições acontecem pelo site www.hotelshow.com.br

estas proposições venham a ter um desdobramento favorável ao nosso segmento. Este canal direto com o presidente da comissão na Câmara é um grande começo”, avaliou o presidente Alexandre Sampaio. O objetivo inicial do deputado Alex Manente como presidente da comissão é se reunir com diversos segmentos do setor e com o ministro do Turismo, Vinicius Lages, para estabelecer projetos prioritários. Com relação aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, o novo presidente disse que o colegiado vai dialogar com a Secretaria de Turismo do Rio e com o comitê gestor do evento, a fim de fazer com que a infraestrutura seja completa para os atletas e torcedores e de ampliar o potencial turístico da cidade-sede. O presidente da comissão acredita que o incentivo ao turismo é crucial para alavancar a economia neste momento de

Beto Moreira, Wilson Bianchi, Alex Manente e Alexandre Sampaio crise econômica no país. “Estou à inteira disposição. Quero participar, quero conhecer. O que

as entidades tiverem de ideias, vamos abraçar com o intuito de potencializar o setor. O turismo é

fundamental neste momento de recessão econômica”, afirmou o deputado Alex Manente.

Brigada de incêndio obrigatória Consulte o SEHA e saiba em qual modalidade de curso sua empresa se enquadra Empresários dos ramos de hospedagem e alimentação, é importante que todos saibam que a obrigatoriedade da Brigada de Incêndio é uma normativa que veio para ser integrante da legislação em vigor. Vários sindicatos empresariais já entraram com ações questionando a validade da obrigatoriedade, sem êxito. Inclusive, em caso de sinistros, vale ressaltar que as seguradoras já estão solicitando certificação da brigada, o que pode imputar em pagamento ou não do sinistro. Quem precisa de liberação de alvará dos bombeiros, também obrigatoriamente tem que ter a certificação da brigada de incêndios, o que implica em ter seus funcionários devidamente treinados. Caso aconteça um acidente com morte, e for comprovado a negligência do empresário em não possuir a brigada, ele pode vir a ser responsabilizado por homicídio doloso, com intenção de matar, pois apesar de saber da sua responsabilidade, não providenciou o devido curso para seus funcionários. É importante saber que exis-

tem empresas de formação de brigadas no mercado que oferecem cursos mais baratos, mas também nçao oferecem as condições mínimas exigidas por lei. Um exemplo é a realização do treinamento intermediário, que tem que ser feito com fogo real, o que muitas vezes não acontece. Também é importante saber que a brigada do estabelecimento é obrigada a realizar uma reunião mensal, parecida com a da CIPA, registrada em ata, onde existe um responsável pelo encontro, um secretário e assim por diante. É a brigada que vai oferecer segurança à empresa e seus colaboradores para que não ocorram incêndios. É ela que é responsável pelos hidrantes, extintores e rotas de fugas. A cada seis meses deve ser realizado um simulado de evacuação Quanto a parte formal, conforme as normas, os empregados deverão ter em seus uniformes itens (botons, braçadeiras, camisas) que os identifiquem como brigadistas aos que frequentam o local. Mais informações diretamente no sindicato, através do 3323 8900


6

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

Convênios MEDICINA DO TRABALHO Policlínica San Tiago - 41 3022-2727 Medicina Ocupacional e Engenharia de Segurança - PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) - PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPP (Perfi l Profi ssiográfi co Profi ssional) - Exames Admissionais, Periódicos,Demissionais - Planos com valores especiais para associados SEHA-Ctba. MANUTENÇÃO ELÉTRICA INDUSTRIAL Eletro Schultz - 41 3267-1916Rebobinagem de motores, rebobinagem de bombas e transformadores, automação industrial. Associados SEHA-Ctba tem desconto especial de 15% sobre o serviço prestado. FONOAUDIOLOGIA PARTICULAR Káti a Simone da Rosa Bianchi Consulta clínica na área de fonoaudiologia. Serviços de informações e orientações preventi vas como palestras, minicursos e/ou grupos de apoio para empresas. CRFa 5514/ SC - 40% de desconto no valor da consulta para associados SEHA-Ctba. Contato 41 8823-8675 / 41 3233-3192 e 41 3026-4924

CONSULTORIA ESPECIALIZADA Jr. Consultoria - UFPR - Desconto de 10% nos projetos de consultoria aos associados SEHA-Ctba. A empresa é formada e gerida por alunos dos cursos de administração, ciências econômicas, ciências contábeis e gestão da informação. Sem fins econômicos, seu principal objeti vo é formar profissionais de valor e contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade, através da realização de consultorias que focam em micro e pequenas empresas. Mais informações pelo 41 3360-4473 PSICOLOGIA CLÍNICA Espaço A - Psicologia e Psicanálise Gabriel Salata Kuss e Ana Suy Sesarino. Obedecem uma tabela especial com descontos especiais para associados SEHA-Ctba. Rua Maurício Caillet, n° 33 - Água Verde. Mais informações no www. consultorio. psc.br ou atráves do e-mail - consultorio@consultorio.psc. br - Telefones 41 9115- 3840 e 41 8431-1916

CONVÊNIOS COM FACULDADES SPEI 10% de desconto em Cursos de Pós-Graduação – direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas. Informações: www.spei.br - Fone 41 33644579 OPET 10% de desconto em todos os Cursos, e Pós Graduação direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas. Informações: www.opet.com.br - cezarroberto@ opet.com.br - Fone 41 3021-4848 FACINTER 10% de desconto em Cursos na área de Turismo direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas. Informações: www.facinter.com.br - Fone 41 2102-3300 UNICENP 0% de desconto em Cursos de Pós-Graduação na área de Turismo - direcionado aos funcionários de empresas associadas e fi liadas.

Consulte nosso Banco de Empregos no www.seha.com.br

Associe-se ao SEHA. Uma entidade que defende os interesses dos setores de hospedagem e alimentação Somos alinhados com a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação. Promovemos efetivas ações junto aos órgãos públicos e privados em defesa de interesses do setor. Mais de 940 mil estabelecimentos dos segmentos hotelaria e gastronomia no Brasil são representados pela FBHA e seus sindicatos regionais. Oferecemos serviços e produtos indispensáveis às empresas.

Assessoria jurídica gratuita. Acompanhamento em ações trabalhistas. Cursos gratuitos de aperfeiçoamento em diversas áreas do trade. Convênios com plano de saúde, faculdades e outros serviços que contemplam expressivos descontos em seus serviços. Estamos fortemente divulgados através de nosso jornal, site na internet, nas redes sociais e na Rádio CBN.

Junte-se a nós! Informe-se na secretaria pelo 41 3323 8900


Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

7

Sanduíche para todos os gostos Se depender dos participantes do 1º Circuito de Sanduíches não vai ser por falta de grana que os curitibanos vão deixar de conhecer lugares novos e provar sanduíches exclusivos a partir de R$ 10,90. O Circuito acontece de 11 a 27 de junho e promete movimentar Curitiba! Ao todo são 44 bares, cafés, lanchonetes, sanduicherias, dentre outros, que estão oferecendo em seus

Mais um festival vem por aí, com 44 participantes

cardápios sanduíches com carne, hambúrguer, queijos como cheddar, queijo alemão, cebola grelhada, tomate grelhado, barreado, lingüiça, mignon, salmão, costelinha de porco, costela, rosbife, falafel... A lista é imensa e você pode conferi-la na íntegra, juntamente com as fotos no link do Curitiba Honesta: www.curitibahonesta. com/1o-circuito-dos-sanduiches-de-curitiba

questão de segurança

Licença à Maternidade x Estabilidade de Gestante Muitas pessoas confundem os dois institutos, pois eles estão interligados. Entretanto, tratam-se de situações distintas as quais buscaremos esclarecer através deste artigo. A licença maternidade é um instituto previdenciário que tem previsão legal na Constituição Federal art. 7º, inciso XVIII da Constituição Federal e artigo 392 da CLT que preconizam o direito a gestante à licença, sem prejuízo do seu salário, com duração de 120 dias. O gozo da licença se inicia com a apresentação de atestado médico de afastamento que poderá ocorrer entre o 28º dia antes do parto até o dia do parto propriamente dito. Insta salientarmos que as empresas que aderiram ao “Programa “Empresa Cidadã – Lei 11.770/08” ampliam o direito de licença a maternidade para 180 dias, entretanto para usufrui deste benefício, deve haver um requerimento expresso da gestante até o final do primeiro mês após o parto. Em ambos os casos, a licença a maternidade é paga pela empresa diretamente a gestante e depois reembolsado pelo INSS. Assim, o não pagamento da licença poderá ensejar a rescisão indireta do contrato de trabalho bem como eventual condenação em dano moral, caso haja alguma reclamação trabalhista. TRT-PR-20-09-2013 FALTA DE PAGAMENTO DO SALÁRIO-MATERNIDADE. RESCISÃO INDIRETA CONFIGURADA. DANOS MORAIS DEVIDOS. BOA-FÉ OBJETIVA. Nos termos do artigo 72, §1º, da Lei 8213/91, “Cabe à empresa pagar o salário-maternidade devido à respectiva empregada gestante, efetivando-se a compensação, observado o disposto no art. 248 da Constituição Federal, quando do recolhimento das contribuições incidentes sobre a folha de salários e demais rendimentos pagos ou creditados, a qualquer título, à pessoa física que lhe preste serviço.” Logo, incumbe ao empregador o pagamento dos salários da empregada referente ao período de licença-maternidade, mediante posterior compensação previdenciária. A falta do pagamento, nessas circunstâncias, é

causa suficiente ao reconhecimento da falta grave do empregador, e portanto, da pretendida rescisão indireta. Devidos, ainda, danos morais à autora, que se viu privada dos salários em momento tão crucial, que é o nascimento de um filho, em frontal violação ao princípio da boa-fé objetiva. Recurso da autora ao qual se dá provimento, em ambos os pontos. TRT-PR-00437-2013-091-0900-9-ACO-37694-2013 - 6A. TURMA. Relator: SUELI GIL EL RAFIHI. Publicado no DEJT em 20-09-2013 Já o instituto da estabilidade provisória, prevista no artigo 10, inciso II, letra “b” da ADCT e também no artigo 391- A da CLT, garante a gestante a vedação da sua a dispensa arbitrária ou sem justa causa, da gestante, desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto. Salientamos ainda que não é necessário a funcionária notificar expressamente ao empregador de que está grávida, ficando ao seu critério comunicar ou não. Além disso, não é permitido ao empregador exigir qualquer exame neste sentido, sob pena de caracterizar uma atitude discriminatória. Observa-se ainda que o entendimento dos Tribunais é de que há a garantia de estabilidade mesmo que a gravidez seja confirmada em período de aviso prévio ou em contrato de experiência. Para balizar a explanação acima segue o texto da redação da Súmula 244 do TST e uma jurisprudência do nosso Tribunal sobre a matéria. SÚMULA Nº 244 DO TST. GESTANTE. ESTABILIDADE PROVISÓRIA (redação do item III alterada na sessão do Tribunal Pleno realizada em 14.09.2012) - Res. 185/2012, DEJT divulgado em 25, 26 e 27.09.2012 I - O desconhecimento do estado gravídico pelo empregador não afasta o direito ao pagamento da indenização decorrente da estabilidade (art. 10, II, “b” do ADCT). II - A garantia de emprego à gestante só autoriza a reintegração se esta se der durante o período de estabilidade. Do contrário, a garantia restringe-se aos

salários e demais direitos correspondentes ao período de estabilidade. III - A empregada gestante tem direito à estabilidade provisória prevista no art. 10, inciso II, alínea “b”, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, mesmo na hipótese de admissão mediante contrato por tempo determinado. ESTABILIDADE PROVISÓRIA DA GESTANTE - DESNECESSÁRIA A CIÊNCIA DO EMPREGADOR SOBRE A GRAVIDEZ - Importante destacar ser irrelevante a prova da gravidez no momento da dispensa da trabalhadora, bastando que a gestação seja iniciada na vigência do contrato de trabalho. A aquisição do direito à estabilidade provisória no emprego não depende da ciência da gravidez pela trabalhadora ou pelo empregador, exigindo somente que a concepção ocorra durante a existência do vínculo empregatício.O C. TST firmou o entendimento de que é dispensável a comunicação do estado gestacional da empregada à empresa, em virtude de tal garantia ser preceito constitucional e a responsabilidade do empregador ser objetiva, à luz da Súmula nº 244 da aludida Corte Trabalhista. TRT-9 - 15718201014904 PR 15718-201014-9-0-4 (TRT-9) Ademais, não podemos esquecer que a Convenção Coletiva de Trabalho vi-

gente deste Sindicato, também nos traz a previsão de garantia de estabilidade por mais 60 (sessenta) dias após o término da licença previdenciária. CLÁUSULA VIGÉSIMA SÉTIMA - GESTANTE Fica convencionada, a estabilidade provisória da empregada, desde o início da gravidez até 60 (sessenta) dias após o término da licença previdenciária, não podendo a mesma ser pré-avisada de sua dispensa durante tal período. Ou seja, após os 120 dias de licença a maternidade, quando do retorno da gestante, está não poderá ser dispensada nos próximos 60 (sessenta) dias, podendo ou não coincidir com a previsão constitucional, devendo sempre prevalecer a mais benéfica. Sendo o que tínhamos para o momento, nos colocamos a disposição para esclarecimentos adicionais aos associados e filiados do Sindicato que poderão entrar em contato com a Área Trabalhista do nosso escritório. Janaina Alves Pereira – OAB/PR 36.701 – advogada trabalhista com mais de 10 anos de experiência, com especialização em Direito Material e Processual do Trabalho pela EMATRA/PR, coordenadora do Setor Trabalhista do escritório Andraus Advogados Associados.


8

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

festival

Brasil Sabor 2015 foi um sucesso! Em edição comemorativa, o festival completou 10 anos e reuniu 49 empreendimentos participantes em todo o Paraná Antônio More

E

ntre os dias 14 e 31 de maio, os paranaenses tiveram a oportunidade de saborear os preparos exclusivos do Festival Brasil Sabor, um dos mais tradicionais eventos da gastronomia brasileira, promovido anualmente pela Associação Brasileira de Bares e Restaurante (Abrasel). Em sua décima edição, o festival contou com a participação de representantes de sete cidades paranaenses representadas no festival (Curitiba, Maringá, Londrina, Castro, Palmeira, Morretes e São José dos Pinhais), totalizando 49 participantes. Durante o Brasil Sabor, os bares e restaurantes participantes apresentaram pratos especiais, criados para o evento, com preços e promoções diferenciadas que agradaram o público. A grande novidade da décima edição do Brasil Sabor ficou por conta do formato do evento. Neste ano, ele teve um valor fixo que deu direito a quatro preparos (entrada, prato principal, sobremesa e café). Os menus, servidos no almoço e no jantar, tiveram os valores de R$ 39,00 e R$ 59,00. “O Festival Brasil Sabor 2015 foi um grande sucesso. O público aprovou a nova proposta e movimentou os empreendimentos participantes durante as duas semanas oficiais. Temos certeza que a gastronomia paranaense saiu muito fortalecida desta edição do evento, que apresentou preparos fantásticos, comprovando a excelência das nossas casas”, comemora a presidente da Abrasel – PR, Jilcy Rink.

A presidente da Abrasel-PR, Jilcy Rink, entre o casal Vânia Krekniski e Divaldo Maciel, sócios-proprietários do restaurante Limoeiro

Reginaldo Cordeiro, secretário de Urbanismo de Curitiba e a presidente da Abrasel-PR, Jilcy Rink

Paulo Baggio, proprietário da pizzaria Baggio e Luciano Bartolomeu, diretor executivo da Abrasel-PR

Festa de abertura Outro grande destaque do Festival Brasil Sabor 2015 ficou por conta da festa de abertura, realizada no dia 13 de maio, no Museu Oscar Niemeyer, um dos endereços mais famosos de Curitiba. A cerimônia contou com a participação de mais de 1.000 convidados, entre eles jornalistas, empresários do segmento da gastronomia e personalidades da cidade. Durante a noite, foram realizadas degustações especiais de diversos preparos exclusivos, além de algumas das principais cervejas artesanais paranaenses.

Os irmãos Paulo Canabrava, do Picanha Brava e Délio Canabrava, da Cantina do Délio


Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

9

novidade

Hard Rock Cafe é ponto turístico Primeiro no Brasil, casa deve atrair muitos visitantes a Curitiba Fachada do local é imponente, há quem diga que é um dos cinco mais bonitos Hard Rocks do mundo

O

Hard Rock Cafe Curitiba já está funcionando em sistema “soft opening”. A primeira unidade da cadeia de restaurantes e centro de entretenimento na capital paranaense é a única unidade no país e está localizada no Batel. Por si só ela já é um atrativo turístico e deve incrementar ainda mais a procura pelo bom entretenimento e ótima gastronomia na cidade Quem visitar vai encontrar o mesmo cardápio de qualquer das quase 200 unidades da franquia no mundo. Apesar de existir a possibilidade de regionalizar o menu, a unidade curitibana mantém o cardápio global, incluindo apenas a caipirinha brasileira, com dez versões exclusivas na casa. Com capacidade para receber cerca de mil frequentadores, sendo 360 no restaurante e outros 600 no espaço de eventos, a casa conta com três bares distribuídos em três pavimentos, restaurante com palco, camarotes, elevador panorâmico e áreas VIP. O lounge externo e as áreas destinadas a eventos possuem varandas ao ar livre. Nas paredes, mais de 120 peças de memorabilia do acervo Hard Rock Cafe International ficarão em exposição

permanente, com peças que vão de Michael Jackson a Pink Floyd. Atualmente, o Hard Rock Cafe International mantém o mais completo acervo de ícones da música no mundo, com mais de 77 mil itens, entre instrumentos musicais, móveis e peças de vestuário. Os fãs do Hard Rock Cafe podem aumentar a coleção de produtos da marca em uma visita à unidade curitibana, que conta com uma grande variedade de itens, como as cobiçadas City T-Shirts e Pins. Além delas, podem ser adquiridos ainda lembranças como jaquetas, camisetas, bonés, copos, mochilas e miniaturas. O Hard Rock Cafe Curitiba vai funcionar diariamente e contar com 200 colaboradores, com o bar e restaurantes abertos de 11h30 à 1h, e com a Rock Shop à disposição dos fãs das 11h à 1h.

Serviço Hard Rock Café Curitiba Onde: Rua Buenos Aires, 50 – Batel Horário: das 11h30 à 1h Mais informações: Pelo site www.hardrock.com/cafes/ curitiba

Memorabilia é uma atração à parte, vale a pena ver de perto tudo que está pendurado nas paredes


10

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

ENTREVISTA Jacó Gimennes

O Alquimista do Fazejamento Ora falando na primeira, ora na terceira pessoa, presidente da Paraná Turismo explica sua escolha, expõe sua expertise e fala dos desafios da pasta Por Pierpaolo Nota

O

Nós precisamos implantar no Estado uma outra forma de ver o turismo no Paraná. Que denominamos de Paraná Turístico. Vender o Paraná para os paranaenses. São 261 municípios que aderiram ao programa de regionalização do Paraná.”

professor Jacó Gimennes nasceu em Franca, interior de São Paulo. É sem dúvida um bom papo, mas tem o dom de saber escutar também. Recheado de ideias originais, enfrenta pela frente a falta de verba da pasta e a visão deturpada que muitos líderes ainda tem da palavra turismo. Nada que o desanime.

O senhor é Químico, formado pela Universidade Estadual de Maringá, como começou a trabalhar com turismo? Jacó Gimennes - Tenho a formação na área de Ciências Exatas, com curso de Química de Universidade Estadual de Maringá, fui professor do ensino médio e fui professor de cursinhos. Em 1975 fui contratado pela UEM e fiquei como professor de 1975 a 2004. Tive a oportunidade de passar por todos os cargos da universidade: de chefia de departamento, à direção de Exatas, à Pró-reitora de Ensino e Pesquisa, vice-reitoria e reitoria em exercício. E o fato de você conviver com profissionais de outras áreas, vai mexendo na forma como você vê o mundo e na forma como você enxerga as situações. Isso me ajudou muito, acabei me especializando em ser um gestor de projetos em desenvolvimento. Todo programa da UEM de descentralização foi fruto do meu trabalho, na liderança das equipes. No processo fui ganhando conhecimento que deveria ser aproveitado em alguma área específica. Quando deixamos a reitoria em 1990, convivendo com os grandes Rios Paraná, Paranapanema, o reservatório de Rosana já construído e o de Primavera em formação, surgiu a ideia de se trabalhar o desenvolvimento explorando essas áreas que teriam um forte apelo de atração de deslocamentos de pessoas. Isso ficou muito marcado! Depois, eu tive oportunidade de ser secretário de Desenvolvimento Econômico em Campo Mourão, na gestão de Rubens Bueno, quando fiz um

processo de Químico, de interação interdisciplinar dentro da universidade como gestor e acabei virando um alquimista. Hoje eu me defino como um “Alquimista do Desenvolvimento”. Mas especificamente no turismo quando começou seu trabalho? JG - Nesse processo, quando secretário em Campo Mourão, também trabalhei o turismo. Implantamos um dos primeiros conselhos municipais de turismo do Brasil. Foi no dia 20 de abril de 1994. Quando o governo de Fernando Henrique começava a falar de municipalização do turismo. Também trabalhamos na cidade a gastronomia típica, com apoio de entidades locais e organizações turísticas interessadas em gastronomia conseguimos pegar uma boa receita, o carneiro no buraco, e colocar como uma festa que hoje é referência. Está completando 25 anos agora em 2015. Com o sucesso do carneiro e pelo fato da região ser pequena, com 25 municípios, em torno de 360 mil habitantes, criamos uma rede de pratos típicos. Incentivei cada município a fazer o seu, fui taxado de louco, uma pessoa descolada da realidade. Hoje, temos os 25 municípios com seus pratos típicos.

Gosto de colocar em prática, de experimentar. Minha passagem por Campo Mourão como secretário ficou marcada pela gastronomia, por termos iniciado o turismo rural no interior do Paraná, onde temos três pousadas de primeira linha no guia Quatro Rodas: Pousada Fazendinha em Campo Mourão, Fazenda Água Azul em Fênix e Pousada Parque das Gabirobas em Roncador. Para fechar o tripé de realizações tem que citar a criação da Retur – Rede de Turismo Regional, em 14 de maio de 1998. Porque eu sabia que com todo esse trabalho regional tínhamos avançado, mas faltava algo mais. Imaginei uma rede de turismo regional que congregasse municípios e empresas. Essa rede hoje é uma OSCIP com sede em Maringá e por diversas avaliações feitas pelo Ministério do Turismo e pela antiga SETU, hoje Paraná Turismo, é considerada a melhor governança do turismo em termos de regionalização. Eu a presidi até 31 de dezembro, quando me afastei para poder assumir a Paraná Turismo.

Dos pratos típicos lembra algum que mais lhe chamou atenção? JG - Carneiro no buraco de Campo Mourão, carneiro ao molho de vinho de Peabiru, leitoa mateira em Bamborê, peixe na cerâmica em Fênix, leitão maturado em Goioerê, porco garantido em Barbosa Ferraz, leitão à pururuca em Farol, cabrito apressado em Corumbataí do Sul e leitoa na trincheira de Jurundá. Uma diversidade de pratos desenvolvidos que deu identidade à região.

Pode-se dizer que sua gestão vai ser marcada pela regionalização do turismo no Estado? JG - Minha escolha é um prêmio para todos que acreditaram na municipalização do turismo. Minha história de luta por um Paraná melhor, com emprego, renda, trabalho, sustentabilidade, preservação ambiental, valorização cultural, ficou simbolizada pelo modo que o professor Jacó trabalha. O alquimista do “fazejamento”. O que é isso? Muitas vezes você dedica tempo e dinheiro para fazer um plano em detalhes. Quando fica pronto muda o cenário. Muda o governo. Muda o secretário. O plano vai para a prateleira. Aprendi que no Brasil tem que fazer “fazejamento”, você faz pensando e pensa fazendo.

Deve ter sido no mínimo uma tarefa saborosa? JG - Eu era um visionário, um sonhador. Como alquimista eu sou um grande experimentador.

O senhor conhece bem o Paraná? JG - Uma das coisas que me habilitou a estar nessa função foi minha função em Campo

Mourão. Complementarmente, a partir da minha aposentadoria na UEM em 2004, eu constitui uma empresa de serviços, o Instituto Cultura Desenvolvimento, que se credenciou junto ao SEBRAE, SENAC e principalmente através do SENAR, fui fundador do Programa de Turismo Rural da entidade no Paraná e em 11 anos passei por mais de 130 cidades, foram mais de 300 eventos, cada evento são três dias. Isso me ajudou muito, pude conhecer o Paraná. Toda essa trajetória que deu o alicerce para que o deputado Douglas Fabricio, ao ser convidado para ser o secretário do Esporte e Turismo, por ser de Campo Mourão, por ser do SEBRAE e por conhecer esse jeito diferente de tratar o assunto turismo, me convidasse para o cargo. Agora estamos na luta por um Paraná Turístico. Quais as principais estratégias da Paraná Turismo para divulgar o Estado tanto no Brasil quanto no exterior? JG - Nós precisamos implantar no Estado uma outra forma de ver o turismo no Paraná. Que denominamos de Paraná Turístico. Vender o Paraná para os paranaenses. São 261 municípios que aderiram ao programa de regionalização do Paraná. Eu como experimentalista tenho por mim que no mínimo um terço conseguimos atingir. Quero que esses 90, cujos nomes não estão definidos, sejam colocados em quatro situações, trabalhando destino. Trabalhando com objetivo, atrás de mercado, de negócio. Eles serão agrupados em indutores, pólos, emergentes e potenciais. Na parte dos indutores, Foz do Iguaçu, Curitiba, cidades litorâneas e cidades maiores. Pólos são Toledo, uma referência, Marechal Rondon, União da Vitória, Pato Branco, Campo Mourão, Paranavaí, Umuarama. Os emergentes são os pequenos que acreditaram na municipalização e regionalização e hoje já tem uma parcela de arrecadação à parte do município, entra Serranópolis do Iguaçu, Tibagi, pegando a parte de natureza,


Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

11

Muitas vezes você dedica tempo e dinheiro para fazer um plano em detalhes. Quando fica pronto muda o cenário. Muda o governo. Muda o secretário. O plano vai para a prateleira. Aprendi que no Brasil tem que fazer “fazejamento”, você faz pensando e pensa fazendo.”

cultura, eventos, hospedagens. E os demais municípios na condição de potencial. Temos também estratégia de divulgação para fora do Estado e exterior? JG - Recebemos da gestão anterior um convênio significativo com a Embratur no valor em torno de 900 mil reais, para uma campanha de divulgação internacional. Vai ser lançada no Festival de Turismo das Cataratas, agora em junho. O mote é “Paraná, espere o inesperado”. Anúncios exclusivos para revistas de bordo. Começa em breve à segunda fase do projeto Gastronomia Paraná, quais serão as novidades? JG - Em 2013 a Paraná Turismo lançou um projeto ousado de fazer do Gastronomia Paraná um dos carros chefes do turismo paranaense. Foi construído um grupo, com universidades, faculdades, chefes de cozinha, restaurantes, entre outros. Em curto espaço de tempo se projetou uma marca forte. Mas nesse esforço prevaleceu foco nos chefs de cozinha e outras vertentes não foram contempladas, como as partes dos pratos típicos. Diante disso, com

muito bom senso, durante três meses, resgatamos tudo que foi feito, mantivemos o programa, estendemos as parcerias e agora no último dia 11 fizemos um evento, debatemos, rediscutimos e chegamos à conclusão que o programa tem que ser priorizado. Mas para ser efetivado montamos uma estrutura com um conselho gestor, três câmaras setoriais e um comitê executivo, com poder de decisão. E tudo isso coordenado pela Paraná Turismo em parceria com o Museu Oscar Niemayer. Possivelmente seja a primeira vez que a Paraná Turismo é dirigida por alguém mais técnico, o que gera grande expectativa. JG - É a primeira vez que o secretário de Estado de Esporte e Turismo e o presidente da autarquia Jacó Gimennes comungam do mesmo projeto. Porque via de regra em uma composição de governo esses cargos são colocados com grupos diferentes. Então leva muito tempo para interagir, ter confiança. Isso é uma diferença. A secretaria tem mais um papel político, a nós cabe o papel técnico. E como estamos em um processo de recomposição e reconstrução, porque com a extinção da SETU

no dia 27 de setembro de 2013, Dia Mundial do Turismo, o fato trouxe perdas irreparáveis para o setor. Não só no desenvolvimento das ações, mas na credibilidade e na crença de que o turismo não seria um negócio de Estado. Com essa nova composição, um político como secretário e um técnico como presidente, e com condições de trabalho, vamos recompor essas relações e essa credibilidade. Qual sua primeira ação à frente da Paraná Turismo? JG - Fiz uma entrevista com cada estagiário e funcionário. E me chamou atenção que para eles dois de fevereiro de 1995 não representava nada. Exatamente o dia que Jaime Lerner criou a Paraná Turismo. Em uma primeira caranguejada com o trade, que fui convidado, comentei a ideia de pegar os 20 anos e fazer uma comemoração. Foi daí que alguém me apresentou o Aldo Carvalho, que hoje é diretor do SEBRAE e foi office boy da Paranatur. Já pensei então vamos regredir mais ainda no tempo. Foi quando outro hoteleiro da cidade, Marco Antonio Fatuch, daquele jeitão dele, sugeriu: professor, então já faz 100 anos, não fica com 20 ou

40, comemora o centenário. E eu fiquei pensando o que ele queria me dizer. Deve ter me dado um recado. No dia seguinte convoquei minha equipe e pedi para eles descobrirem o que aconteceu no Paraná em 1916. Aí veio a resposta. Que em 1916 Santos Dumont esteve em Foz do Iguaçu emprestando seu prestígio para um sonho de ver aquela terra grande, que tinha mata, tinha cataratas e era uma propriedade particular de um estrangeiro, transformada em um espaço público. E de toda essa história nasceu o centenário do turismo paranaense. Detalhe, isso não custou um centavo, foi um trabalho de pesquisa, interesse, incentivo, desafio. Passada essas etapas entreguei um projeto ao Douglas para transformar o dia 27 de maio de 1969 em Dia Estadual do Turismo, em respeito a Paranatur. Cercado de boas intenções e boas ideias, mas sabemos da realidade, existe verba para fazer tudo que está planejado? JG -Não tem verba. Mas temos o perfil de “fazejamento”. Uma das primeiras coisas que fiz nesses 60 dias de gestão foi uma reunião com a Comissão de

Turismo da Assembleia Legislativa, que é presidida pelo deputado Chico Brasileiro, que é de Foz do Iguaçu. Conseguimos passar para os deputados o conceito e filosofia do Paraná Turístico, no sentido de prever verbas específicas para alguns desafios que teremos. Entre eles um projeto maior, a criação do Fundo Estadual do Desenvolvimento do Turismo. Nos estados do Codesul, nos quatro, o único que ainda não tem funcho para o turismo é o Paraná. Eles assumiram esses dois compromissos e pelo clima do diálogo eles levantaram a bandeira do Prodetur, que é um recurso expressivo de 100 milhões de dólares, que o Paraná já esteve prestes a ter acesso. Esse não é um trabalho só da Paraná Turismo, mas também da secretaria, que tem como secretário um deputado político e articulado com os demais deputados. Contamos também com o auxílio da Cida Borghetti, que está na chefia do escritório administrativo e político em Brasília e vai se envolver na questão do turismo. Estamos cuidando do alicerce para colocar essa casa dos sonhos de uma maneira que possa ser sustentável para os próximos anos.


12

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

alto padrão

Setores de turismo e gastronomia ganham selo de qualidade Sete cidades, incluindo o Litoral, foram contempladas com novo programa do Sebrae/ PR, que oferece melhoria em qualidade por meio de consultorias especializadas

P

ara a maioria dos consumidores, qualidade é um dos fatores decisivos para a compra, e, tê-la como um diferencial competitivo, pode ser uma poderosa ferramenta para conquistar mais clientes. Sabendo desse nível de exigência, o Sebrae/PR lançou em todo o Estado o Programa Selo de Qualidade no Turismo do Paraná, que visa incentivar as empresas do setor hoteleiro e de gastronomia com interesse turístico a investirem na gestão e na excelência dos seus serviços. Aldo Cesar Carvalho, coordenador estadual de Turismo do Sebrae/PR, explica que a melhoria dos processos, e na gestão das empresas do setor turístico em busca da qualidade em seus ser-

viços, estimula a competitividade e traz benefícios para o cliente e para o mercado como um todo. “O Selo de Qualidade no Turismo é um fator de diferenciação para as empresas que investem em excelência, pois agrega valor com a otimização de processos, diversificação e melhoria de serviços, além de aumentarem a sua rentabilidade”, afirma Aldo Carvalho. A proposta desenvolvida pelo Sebrae/PR consiste em capacitar as pequenas empresas do setor hoteleiro e de gastronomia com interesse turístico, por meio de diagnósticos, consultorias e orientações específicas, de forma a indicar os melhores caminhos e atitudes para atingir os padrões de qualidade. “Todo

o Programa tem como referências ferramentas e entidades como o Sistema Brasileiro de Classificação de Hotéis (SBClass), Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Programa Alimentos Seguros (PAS), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Modelo de Excelência em Gestão (MEG), da Fundação Nacional de Qualidade (FNQ)”, destaca. Após esse ciclo de diagnósticos, consultorias e adequações, com a duração de aproximadamente um ano, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) fará as auditorias necessárias para atestar a conformidade de todos os itens de qualidade dos processos do setor hoteleiro e de gastronomia com interesse

Associe-se ao seha e conte com assessoria jurídica gratuita Conte também com acompanhamento em ações trabalhistas

turístico. Essas empresas devem atender, no mínimo, 80% dos processos para conquistarem o reconhecimento técnico e o Selo de Qualidade no Turismo. O Programa é realizado pelo Sebrae/PR em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná (ABIH-PR), a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (AbraselPR), a Federação de Convention & Visitors Bureaux do Estado do Paraná (FCVB-PR), com a Paraná Turismo e o Instituto de Pesquisas do Paraná (Tecpar). As empresas interessadas em participar podem obter mais informações pela Central de Atendimento do Sebrae/PR, pelo telefone 0800 570 0800 ou pelo site www.sebraepr.com.br.

A proposta é capacitar as pequenas empresas do setor hoteleiro e de gastronomia com interesse turístico, por meio de diagnósticos, consultorias e orientações específicas, de forma a indicar os melhores caminhos e atitudes para atingir os padrões de qualidade.


Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

13

Dicas para Chefs Alho demais? Exagerar no alho ao cozinhar e se arrepender depois tem solução: coloque na panela alguns talos de salsinha e leve novamente ao fogo, para que o gosto do alho seja absorvido.

Baba do Quiabo Para eliminar a baba do quiabo, lave-o ainda inteiro, seque-o e coloque-o numa tigela com um pouco de suco de limão, deixando repousar durante 15 minutos. Depois lave ligeiramente, corte e cozinhe.

Purê menos aguado Quando o purê fica muito aguado, basta salpicar a mistura com um pouco de leite em pó.

Dicas do site www.girodagastronomia.com.br

Bolo Queimado Se o bolo que deu tanto trabalho queimou, não se desespere: passe um ralador de queijo côncavo na parte queimada até retirar a crosta.


14

Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

homenagem

Selo e carimbo, comemoram o Centenário do Turismo no Paraná Lançamento integrou as comemorações do Dia Estadual do Turismo

O

s Correios lançaram no dia 27 de maio selo personalizado e carimbo comemorativo do Centenário do Turismo do Paraná. A solenidade de lançamento das peças filatélicas aconteceu no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná, às 9 horas, integrando as comemorações do Dia Estadual do Turismo, com a presença de autoridades e de todo o trade turístico do Estado. “A lei instituindo o Dia Estadual do Turismo é uma forma singela e objetiva que encontramos para perpetuar a importância deste segmento no Paraná”, afirmou o secretário Douglas Fabrício. “O lançamento do selo é um marco que deve ser celebrado e nada mais indicado do que acontecer tudo isso quando estaremos retomando o Conselho Estadual de Turismo, unindo mais de 50 entidades pró-Turismo, que são a essência do nosso trabalho neste importante setor”, destacou. O selo, com arte de Daniel Zunsztern, traz a logomarca do Centenário do Turismo do Paraná, na qual os zeros do numeral 100 são representados por pinhões, sementes da araucária, árvoresímbolo do estado do Paraná. O carimbo leva a inscrição “Rumo ao Centenário do Turismo no Paraná”.

BALANÇO Nos primeiros cinco meses do ano, a Paraná Turismo reorgani-

Mr. Crum’s invade hoteis ABIH-PR firma parceria com empresa que homenageia o criador da batata chips

zou sua política de trabalho, em sintonia a Secretaria do Esporte e do Turismo. “Estamos incentivando o desenvolvimento de regiões e cidades com vocação e potencial com foco na promoção de destinos, nas modalidades: indutores, polos, emergentes e potenciais”, explica o presidente da entidade, Jacó Gimennes. Esta nova política foi demonstrada na Mostra Regional do Turismo, em março, no Salão Paranaense de Turismo (ABAVPR). “São 14 Regiões Turísticas de enorme potencial e com oferta de uma grande gama de produtos”. O projeto Paraná Turístico incentiva, justamente, os paranaenses a conhecerem os atrativos dentro do Estado. Para valorizar a história e

preservar a memória foi lançada a Exposição do Centenário do Turismo Paranaense. Um amplo calendário de eventos recebe apoio da Paraná Turismo – que já organiza a participação das regiões turísticas no Festival de Turismo das Cataratas, a ser realizado de 17 a 19 de junho, em Foz do Iguaçu, e na Expo Internacional do Turismo, programada para setembro próximo, no Anhembi, em São Paulo. A Gastronomia Paraná, o Turismo Religioso e outros importantes nichos também estão sendo priorizados. A campanha publicitária “Espere o Inesperado” será lançada em breve para promover o Destino no Exterior e nas principais revistas de bordo internacionais.

A Associação Brasileira da Indústria de Hoteis do Paraná (ABIH-PR), firmou recente parceria com a Mr. Crum’s, empresa paranaense com mais de 10 anos no mercado que homenageia com sua marca “o inventor da batata chips”, o chef americano George Crum. O acordo vai possibilitar aos hoteis associados à ABIH-PR adquirir toda linha da empresa, que já trabalha com preços em média 30% mais barato que a concorrência, em condições ainda mais especiais. O mix de produtos disponíveis inclui a batata frita tradicional “original” (lisa e ondulada) e sabores familiares como “cebola e salsa”, “churrasco”, “churrasco gaúcho”, “pimenta mexicana” e ainda uma versão de batata chips mais saudável, a primeira sem adição de sal. Também vão estar disponíveis aos hoteleiros a linha de batata palha, ideal para restaurantes e o salgadinho sabor bacon. Informações sobre os produtos podem ser solicitadas

através do e-mail comercial@mrcrums. com.br ou pelo telefone 41 4109 1152. Curiosidade Em 1853, o magnata das estradas de ferro, Sr. Vanderbilt, que jantava no restaurante Saratoga Springs em Nova Iorque, devolveu ao garçom as batatas fritas que havia pedido, reclamando que foram fatiadas muito grossas. O chef daquela noite, o americano George Crum, ficou incomodado com a reclamação do Sr. Vanderbilt e decidiu dar uma resposta sarcástica. Então, George Crum fatiou as batatas tão finas quanto papel, adicionou pitadas de sal e fritou-as até ficarem crocantes, de modo que não pudessem ser espetadas por um garfo. Porém, para a surpresa de George Crum, o Sr. Vanderbilt adorou sua deliciosa invenção. E daquele dia em diante a batata chips de George Crum tornou-se a mais famosa do planeta.


Curitiba, 2ª quinzena de maio de 2015

15

Associados

Pequenos grandes pizzaiolos Paula Martins

A

s crianças colocam a mão na massa na Pizzaria Mirim, da Pizzaria Boca de Forno. O espaço é super convidativo com bancadas com altura regulável, utensílios de plástico ou materiais inquebráveis, mesas e bancos com formas arredondadas. Os pequenos grandes pizzaiolos de 3 a 12 anos primeiro se vestem como verdadeiros chefes com avental e boné. Depois recebem um kit para montagem das pizzas com mussarella, molho de tomate e mais um ingrediente a escolher. Em uma hora, a garotada pode fazer duas pizzas, uma salgada e outra doce. Tudo é monitorado por um adulto que cuida de assar as produções. A pizzaria abre das 18h às 23h30 e este espaço recebe as crianças das 18h às 22h30.

feijoada

Linha de Turismo mais que dobra atendimento Naideron Junior

Mais tradicional impossível A tradicional feijoada do Bourbon Curitiba Convention Hotel continua sendo uma das mais prestigiadas da cidade, servida no 99 Brasserie Café. Premiada por conceituados veículos de gastronomia, é conhecida não apenas por seu sabor, mas pelos diferenciais do serviço, a começar pelo Cantinho da Baiana, onde os clientes

são recepcionados com quitutes como acarajé, pastéis de carne seca, caldo de feijão e torresmo. Além da tradicional feijoada, sábado o restaurante ainda oferece costeleta de porco, frango caipira, leitão assado, carne seca na moranga, saladas, frios e sobremesas. Destaque para o elogiado Pudim de Claras.

O Instituto Municipal de Turismo (CTur) comemorou em maio dez anos de fundação. Neste mesmo período, o fluxo de turistas teve aumento de 81% na cidade. Em maio de 2005 foram contabilizados 2,2 milhões de visitantes. Em 2015, a expectativa é de que 4 milhões de pessoas virão para a cidade a passeio, negócios, motivos profissionais, eventos ou revendo amigos e parentes. “Curitiba é uma cidade acolhedora, que recebe muito bem seus visitantes. São mais de 20 mil leitos, pontos turísticos interessantes, mobilidade eficiente e um ótimo destino o ano inteiro”, segundo o presidente do Instituto Municipal de Turismo, Caíque Ferrante. Com o aumento do fluxo de

turistas, a Linha Turismo está cada vez mais procurada. De 269 mil embarques de passageiros em maio de 2005, saltou para 659 mil em 2014. O novo visual da Linha Turismo, que passou a circular com os ônibus double-decker com vista panorâmica, ajudou a aumentar o número de embarques. A Linha Turismo é atualmente formada por 12 ônibus especiais que circulam nos principais pontos turísticos de Curitiba, como parques, praças e atrações da cidade, percorrendo aproximadamente 45 quilômetros em cerca de duas horas e meia. Em época de maior demanda, duas jardineiras também são disponibilizadas para auxiliar no transporte de turistas e visitantes.


16

Curitiba, 2ÂŞ quinzena de maio de 2015

, 1 ) 2 5 0 $7 , 9 2  ' $

FECOMÉRCIO PR 6 , 6 7 ( 0 $ ) ( & 2 0 e 5 & , 2  6 ( 6 &  6 ( 1 $ &  3 5  _         Q ž  

3DODYUDGR 3UHVLGHQWH

A Feira de Profissþes, promoção do Senac realizada em todo o Paranå, mais que um evento, Ê um verdadeiro despertar de vocaçþes. Este ano, mais de 13 mil pessoas visitaram a feira. Ao todo, 28 unidades no estado ofereceram uma programação gratuita, com oficinas presenciais e a distância, palestras, aulas-show, exposiçþes, atendimentos de beleza, serviços de saúde, visitas guiadas, entre outras atividades. Hoje, a formação profissional Ê o grande diferencial para se conquistar um espaço no concorrido mercado de trabalho. Os exemplos de pessoas de sucesso que descobriram nos cursos do Senac Paranå sua oportunidade de fazer carreira Ê imenso. Para os empresårios do trade e o setor turístico em geral a nossa escola profissionalizante significa um permanente manancial de mão de obra, suprindo carências em todos os segmentos. Vale a pena conferir. Darci Piana

Presidente do Sistema FecomĂŠrcio Sesc Senac PR

AEHUWDVDVLQVFULo}HV SDUD(VFROD6HVF no Rio

Jå vai começar mais um processo seletivo da Escola Sesc de Ensino MÊdio, no Rio de Janeiro. As inscriçþes são gratuitas e poderão ser feitas atÊ o dia 22 de maio. O ensino Ê gratuito, com bolsa integral para os três anos do Ensino MÊdio. Os interessados deverão preencher ficha de prÊ-inscrição pelo site www.escolasesc.com.br. No total, serão 159 vagas distribuídas para todo o território nacional. A Escola Sesc de Ensino MÊdio funciona em formato de residência em uma comunidade escolar, destinada a jovens de ambos os sexos, voltada para o desenvolvimento do conhecimento de excelência, nos modelos internacionais de organização do ensino integral. A Escola estå localizada no bairro de Jacarepaguå, no Rio de Janeiro, onde residem cerca de 500 alunos provenientes de todos os estados da federação e do Distrito Federal, com os professores e seus familiares. A Escola foi fundada em 2008 com uma nova proposta de formar jovens sob o signo da diversidade, preparando-os para o mundo do trabalho e para o exercício da liderança e da cidadania.

2&LQHPDGH 2UVRQ:HOOHV

0DLVVHJXUDQoDH VD~GHQDPHVD GRFRQVXPLGRU

Dez empresas de Toledo receberam, em 22 de abril, pelo segundo ano consecutivo, a Declaração de Conformidade do Programa Alimentos Seguros (PAS)

O cineasta Orson Welles, completarå em 2015 seu centenårio, e o Sesc à gua Verde realizarå nas segundas-feiras dos meses de maio e junho apresentação dos filmes dirigidos por ele. Welles se destacou em 1938, quando produziu uma transmissão radiofônica intitulada como A Guerra dos Mundos, adaptação da obra de Herbert George Wells, onde narrou durante a programação uma invasão de extraterrestres, provocando pânico nos ouvintes. Confira a programação: 18/5: Macbeth (Macbeth) 25/5: Mr. Arkadin (Mr. Arkadin) 1/6: A Marca da Maldade (Touch of Evil) 8/6: O Processo (The Trial) 15/6: Falstaff (Falstaff) 22/6: Verdades e Mentiras (For Fake) 29/6: Dom Quixote (Don Quijote) Sesc à gua Verde Av. República Argentina, 944 Curitiba/PR Entrada franca - Classificação: 12 anos Horårio: 19h

Para garantir a qualidade e reduzir os riscos de contaminação dos alimentos, do plantio atÊ a mesa do consumidor, o Senac desenvolve o Programa Alimentos Seguros (PAS), que auxilia as empresas no cumprimento da legislação vigente, qualificando-as para o gerenciamento, redução de custos e manutenção da sustentabilidade. Reconhecido nacionalmente, o programa auxilia as empresas dos setores de mesa e distribuição a se adequarem às exigências da Vigilância Sanitåria. Ao contratar o Senac, a empresa pode optar pela capacitação de seus colaboradores ou pela consultoria completa do PAS, que inclui treinamentos e visitas tÊcnicas de consultores especializados ao empreendimento. Após realizar todas as adaptaçþes sugeridas, o estabelecimento recebe o atestado de conformidade do PAS, com validade de um ano. Para saber mais sobre o programa basta acessar o site www.pr.senac.br ou entrar em contato atravÊs do telefone 0800 643 6 346.

$*(1'$)(&20e5&,235

)HLUD%UDVLOHLUDGR9DUHMR

3UHVLGHQWH3LDQDSUHVHQWHHPSDOHVWUDGR1REHOGD3D]

O Sindilojas Porto Alegre realizarå de 8 a 10 de julho a �)HLUD%UDVLOHLUDGR9DUHMR )HEUDYDU QDFDSLWDOJD~FKD /RMLVWDV H HPSUHHQGHGRUHV HQFRQWUDP QD IHLUD D RSRUWXQLGDGH GH FRQKHFHU QRYRV SDUFHLURV IRUQH FHGRUHV GH VLVWHPDV GH LQIRUPiWLFD UHIHUrQFLDV GH PDWHULDLVGHSRQWRGHYHQGDDXWRPDomRWHFQRORJLDV H LQRYDo}HV 6HUmR  H[SRVLWRUHV H D SURJUDPDomR WDPEpP HQJORED R &RQJUHVVR %UDVLOHLUR GH 9DUHMR FRPSDOHVWUDVSDLQpLVHPHVDVUHGRQGDV Informaçþes e inscriçþes pelo site www.febravar.com.br

Foto: Diego Pisante

2EDQTXHLUREHQJDOrV0XKDPPDG<XQXVIXQGDGRU GR %DQFR *UDPHHQ HQWLGDGH TXH HPSUHVWD GLQKHLUR VHPJDUDQWLDVLQLFLDWLYDTXHROHYRXDUHFHEHUR3UrPLR 1REHO GD 3D] HP  IRL UHFHSFLRQDGR QHVWH ~OWLPR GRPLQJR   QR +RWHO 0DEX DQWHV GD SDOHVWUD TXH SURIHULXQDTXHOHORFDO 1D IRWR R SUHVLGHQWH GR 6LVWHPD )HFRPpUFLR 6HVF 6HQDF3DUDQi'DUFL3LDQDRUHLWRUGD8)35=DNL$NHO 6REULQKR R KRPHQDJHDGR 0XKDPPDG<XQXV R GLUHWRU GHRSHUDo}HVGR6HEUDH-~OLR&HVDU$JRVWLQLHRJH UHQWHGHPDUNHWLQJGD5HGH0DEX'RXJODV0HQHVHV

6LVWHPD)HFRPpUFLR6HVF6HQDF35Ä&#x192;1~FOHRGH&RPXQLFDomRH0DUNHWLQJ &RQWDWRV 41 _MRUQDOLVPR#IHFRPHUFLRSUFRPEU_ZZZIHFRPHUFLRSUFRPEU_ZZZVHVFSUFRPEU_ZZZSUVHQDFEU

Jornal seha ed 006  
Advertisement