Issuu on Google+

ANO XV - 29 de julho de 2010

Campanha Nacional dos Bancários

Assembleia aprecia minuta 2010

Campanha salarial será marcada pela luta por melhores condições de trabalho, além de aumento real, previdência complementar para todos e regulamentação do Sistema Financeiro Nacional

Contraf-CUT/ Vanor Correia

A minuta de reivindicações da categoria bancária para a Campanha Nacional 2010 já está pronta. As deliberações foram feitas na 12ª Conferência Nacional, realizada no Rio de Janeiro, entre os dias 23 e 25 de julho, quando mais de 600 representantes dos trabalhadores de todo o Brasil estiveram reunidos para eleger as prioridades da campanha salarial. Neste ano, os bancários lutarão por reajuste de 11% (inflação mais 5% de ganho real), uma PLR mais justa, garantia de emprego e melhores condições de trabalho e segurança (veja quadro ao lado). “A minuta dos bancários é construída, anualmente, por meio de um processo democrático, que passa por uma consulta à base, encontros regionais, estaduais e pela Conferência Nacional”, destaca Otávio Dias, presidente do Sindicato. Para dar continuidade ao processo, a entidade convoca todos os bancários para assembleia, no dia 03 de agosto, a partir das 18h30, que irá apreciar o documento que reúne todas as reivindicações. A entrega da pauta à Fenaban ocorrerá na primeira quinzena de agosto, em data a ser confirmada. Além da autorização para realizar negociação coletiva, na assembleia, que será no Espaço Cultural, os bancários também irão deliberar sobre o desconto assistencial que será feito nos salários em razão da contratação a ser realizada, entre outros assuntos de interesse da categoria. “O momento agora é de organização para a mobilização.

Precisamos estar unidos para conseguir pressionar as negociações e conquistar novos avanços”, completa Otávio Dias. Eleições 2010 – Durante a Conferência Nacional, os representantes dos trabalhadores também discutiram o futuro político do país. A avaliação que prevaleceu é a de que existem dois projetos distintos em disputa: um deles, representado por Serra (PSDB), significa a volta ao neoliberalismo e à Era FHC, com políticas sociais e econômicas de ataque aos direitos dos trabalhadores e novas privatizações; o outro, concretizado por Dilma (PT), representa a continuidade das políticas de desenvolvimento econômico e inclusão social, geração de empregos e respeito aos trabalhadores. Diante desta conjuntura, foi aprovado na plenária final, por ampla maioria, o apoio à candidatura de Dilma Rousseff. Bancos públicos – As negociações das questões específicas dos bancos públicos acontecerão concomitantemente às pautas gerais com a Fenaban. Por isso, o Sindicato conclama a todos os bancários da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil a se organizarem para que as reivindicações possam avançar. “Diante do descaso do BB nas últimas reuniões, estamos certos de que somente com muita mobilização conseguiremos que o PCCS não se torne uma lenda, como aconteceu no Plano Odontológico”, ressalta Ana Smolka, representante do Paraná na Comissão de Empresa.

Principais reivindicações Emprego Garantia de emprego Mais contratações Igualdade de oportunidades Qualificação e requalificação profissional

Remuneração e Previdência Reajuste salarial de 11% PLR de três salários mais R$ 4 mil Piso salarial do Dieese (R$ 2.157,88) Previdência Complementar para todos

Sistema Financeiro Regulamentação do artigo 192 da Constituição Democratização do Conselho Monetário Nacional Regulamentação do papel social dos bancos Fim dos correspondentes bancários

Saúde e Segurança Fim das metas abusivas Combate ao assédio moral Ampliação dos equipamentos de prevenção Adicional de risco de vida de 30%

Assembleia de Aprovação da Minuta Data: terça-feira, 03 de agosto Horário: 18h30 (primeira convocação) 19h (segunda convocação) Local: Espaço Cultural e Esportivo (Rua Piquiri, 380)


Caixa Econômica Federal

Sindicato conquista liminares contra reestruturação Bancários dos departamentos Gicot, Gicop, Gifus, Gifug e Gimat não podem ser transferidos ou ter salários reduzidos. Manutenção da remuneração dos Técnicos Sociais também está garantida No mês de julho, o Sindicato, por meio de sua Assessoria Jurídica, conquistou quatro liminares que impedem as transferências e a redução de salários impostas pela Caixa Econômica Federal como parte do processo de reestruturação em curso na empresa. As mudanças estavam sendo feitas de forma unilateral, sem a anuência dos trabalhadores. Por isso, o Sindicato interveio no processo, ajuizando ações. Primeiro, a 21ª Vara do Trabalho de Curitiba concedeu liminar garantindo que os trabalhadores lotados nos departamentos Gicot e Gicop não sejam transferidos. Além disso, a decisão da Justiça assegurou que os salários dos trabalhadores com comissão de cargo ou gratificação não sejam reduzidos. Outra liminar, deferida pela 8ª Vara de Trabalho de Curitiba, também impede que a Caixa reduza o salário dos bancários que ocupam cargos de Técnico Sociais, independente da redução da jornada para 6 horas. A Assessoria Jurídica do Sindicato conseguiu ainda, junto à 8ª e à 14ª Vara do Trabalho, a proibição de que a empresa altere o cargo e a função dos Analistas e Técnicos bancários lotados na Gifus, Gifug e Gimat, e que estes funcionários também não tenham sua remuneração reduzida. Segundo a decisão, os trabalhadores só podem ser transferidos se o banco comprovar que não

existe vaga para tais cargos em outro estabelecimento de Curitiba. Consulte o conteúdo completo das liminares em www.bancariosdecuritiba.org.br. Liminares pendentes – Ainda não foi deferida a liminar que determina a proibição da transferência dos trabalhadores do setor Gilic e a não redução de seus salários. Mas as expectativas do Sindicato são de que a decisão saia em breve. A entidade também irá ajuizar ação para garantir a migração para o PFG dos bancários que não saldaram o REG/Replan. Caso você tenha sido atingido por alguma das medidas impostas pela reestruturação da Caixa, entre em contato com a Secretaria Jurídica do Sindicato, pelo e-mail jurídico@bancariosdecuritiba.org.br ou pelo telefone (41) 3015-0523. Ação dos Analistas – Entre os dias 28 e 30 de julho, a Assessoria Jurídica do Sindicato (Declatra) enviou um comunicado aos contemplados pela Ação dos Analistas, informando os períodos apresentados pela Caixa, bem como os valores apurados. Os cálculos ainda podem ser contestados por ambas as partes, já que o processo não foi finalizado. O Sindicato solicita àqueles que não receberem o comunicado eletrônico que também entrem em contato com a entidade pelo e-mail jurídico@bancariosdecuritiba.org.br ou pelo telefone (41) 3015-0523.

Reunião informativa O Sindicato convoca todos os bancários atingidos pelo processo de reestruturação na Caixa a comparecer a uma reunião informativa sobre as liminares concedidas. Data: quinta-feira, 05 de agosto Horário: a partir das 19h Local: Espaço Cultural e Esportivo (Rua Piquiri, 380)

Humor

Sindicato ganha reforços Nos meses de maio e junho, o Sindicato dos Bancários de Curitiba e região ganhou reforços: dois novos dirigentes foram liberados para atuar junto à entidade, unindo forças na luta pelos direitos da categoria. Alessandro Garcia, mais conhecido como Vovô, trabalha no Banco do Brasil desde 2004. É diretor do Sindicato desde 2008. “Venho contribuir para que possamos avançar e cobrar do BB as promessas não cumpridas, como PCCS e Plano Odontológico. 2010 é um ano primordial para avançarmos nestas questões e lutarmos por um piso salarial descente e por aposentadoria digna”, afirma. Kelson Morais Matos trabalha no Bradesco desde 2002 e é dirigente sindical desde 2005. “Venho unir forças com os demais dirigentes do Sindicato para combater a intransigência do Bradesco, um dos bancos mais truculentos no tratamento com seus trabalhadores, ampliando a luta por novas conquistas, como o auxílio-educação”, destaca. Orgão de divulgação do Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região Av. Vicente Machado, 18 - 8º andar Fone: (41) 3015-0523 Fax: (41) 3322-9867 Presidente: Otávio Dias Sec. de Imprensa: Eustáquio Moreira dos Santos Conselho Editorial: Carlos Kanak, Júnior César Dias, Marcio Kieller, Marco Aurélio Cruz, Otávio Dias, Pablo Diaz e Eustáquio Moreira dos Santos Jornalista: Renata Ortega (8272/PR) Redação: Flávia Silveira e Renata Ortega Diagramação e Arte final: Fabio Souza Impressão: WL Impressões Tiragem: 15.000 exemplares sindicato@bancariosdecuritiba.org.br www.bancariosdecuritiba.org.br


29.07.2010