Issuu on Google+

INFORMA SEDECT Boletim Informativo Interno do Plano de Valorização de Pessoas Nº 17— Janeiro/2010

GOVER N O POPU L A R

Seja Feliz em 2010 Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode evitar que ela vá à falência. Muitas pessoas precisam, admiram e torcem por você. Para ser feliz não é necessário ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança diante do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, é refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, é tirar lições de fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma e agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

Dica de leitura Autor: Reader’s Digest Editora: Reader’s Digest Assunto: História 416p. Sinopse: Do norte ao Sul, do Ocidente ao Oriente, 'A História Completa do Mundo' mostra para o leitor as transformações que trouxeram a humanidade aos dias de hoje, desde as origens do ser humano até os desafios da ciência e da tecnologia que estão ocorrendo no século XXI. Por meio de mapas, o leitor compreende ao mesmo tempo a história, a economia, a política, a indústria e a agricultura, podendo conhecer melhor o passado, interpretar melhor o presente e saber o que esperar do futuro. Boa leitura!

Você sabia? Que o lixo jogado no meio ambiente pode permanecer por um longo período sem se degradar. Uma lata de alumínio, por exemplo, leva mais de mil anos para desaparecer, o papel de três meses a vários anos e o jornal pode permanecer por décadas intacto .

É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos, mesmo que eles nos magoem. Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe". É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você". É ter capacidade de dizer "eu te amo". Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz... Que nas suas primaveras você seja amante da alegria. Que nos seus invernos você seja amigo da sabedoria. E, quando você errar o caminho, recomece tudo de novo, pois assim você será cada v ez mais ap aix on ad o p ela v id a. E descobrirá que... Ser feliz não é ter uma vida perfeita. É usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar a dor para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para aprimorar a inteligência. E jamais desistir de si mesmo. Jamais desistir das pessoas amadas. Jamais desistir de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível.

Para “Belém dos meus encantos” Lá vem Belém, moreninha brasileira, com perfume de mangueira, vestidinha de folhagem. E vem que vem, ligeirinha, bem faceira, como chuva passageira refrescando a paisagem. Lá vem Belém, com suas lendas, seus encantos, seus feitiços, seus quebrantos, seus casos de assombração. E vem que vem, com seu cheirinho de mato, com botos, cobra Norato, com rezas, defumação. Lá vem Belém, recendente, feiticeira, no seu traje de roceira, na noite de São João. E vem que vem, com seus banhos de panela, alecrim, jasmim, canela, hortelã, manjericão. Lá vem Belém, a Belém dos meus encantos, dos terreiros, Mães de Santo, das crendices, do pajé. E vem que vem, com sobrados de azulejo, vigilengas, Ver-o-Peso, na enchente da maré. Lá vem Belém. No dia da Trasladação vela acesa, pé no chão, sempre firme em sua fé. E vem que vem, o povo implorando graça, sempre que a Berlinda passa com a Virgem de Nazaré. Lá vem Belém, junto de Nossa Senhora, dia do Círio ela implora saúde, paz e dinheiro. E vem que vem o povão, o povo inteiro porque Deus é brasileiro e Jesus nasceu em Belém. Sylvia Helena Tocantins Escritora e membro da Academia Paraense de Letras

Coleta seletiva: qualquer pessoa pode fazer Coleta seletiva é o termo utilizado para o recolhimento dos materiais que são passíveis de serem reciclados, previamente separados na fonte geradora. Dentre estes materiais recicláveis podemos citar os diversos tipos de papéis, plásticos, metais e vidros. A separação na fonte evita a contaminação dos materiais reaproveitáveis, aumentando o valor agregado destes e diminuindo os custos de reciclagem. Para iniciar um processo de coleta seletiva é preciso avaliar, quantitativamente e qualitativamente, o perfil dos resíduos sólidos gerados em determinado município ou localidade, a fim de estruturar melhor o processo de coleta. Nesse processo utiliza-se cores padronizadas que já se tornaram uma convenção no mundo todo. A reciclagem tornou-se uma ação importante na vida moderna pois, a cada dia, há um aumento do consumismo e uma diminuição do tempo médio de vida da maior parte dos acessórios que se tornaram indispensáveis no dia a dia ocasinando um grave problema: qual o destino a dar quando perdem utilidade? No inicio o os resíduos resultantes da atividade humana tinham como destino as lixeiras ou então aterros sanitários, contudo com o aumento exponencial da quantidade de resíduos e da evolução tecnológica, aliados ao interesse econômico de busca de mais matérias primas de baixo custo, o vulgarmente designado lixo começa a perder o caráter pejorativo do nome e começa a ser considerado como um resíduo, passível de ser reaproveitado. Por isso, vamos começar a pensar com carinho em participar do processo de reutilização do “lixo” produzino nas residências e nas empresas. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Coleta_seletiva


FRUTAS REDUZEM RISCO DE CONTRAIR ASMA

Agenda de Janeiro/2010

Pesquisadores australianos que estudam as ligações entre dieta e asma informaram que, entre as frutas e verduras que estudaram, o consumo de maçãs e de pêras parece fornecer a melhor proteção contra esse risco cada vez maior à saúde.

como fator de risco potencial para a asma, e o estudo australiano tentou elucidar seu papel com relação às provas resultantes de pesquisas descobertas até agora.

A asma é uma grave e crescente ameaça à saúde nos Estados Unidos, e pode ser mortal se não for combatida corretamente. A Associação Americana de Doenças Pulmonares informa que, em 2000, quase 5 mil norte-americanos morreram de asma, ou quase dois em cada grupo de 100 mil habitantes.

O estudo australiano por amostragem envolvendo 1.607 jovens adultos da faixa dos 20 aos 44 anos foi publicado no "American Journal of Clinical Nutrition". De todas as frutas e verduras estudadas, os participantes que consumiram maçãs e pêras tiveram o menor risco de contrair asma. Os pesquisadores informaram que é preciso realizar novos estudos para determinar se podem ser usadas mudanças na dieta para prevenir a asma ou atenuar sua gravidade.

Dados das autoridades federais norte-americanas indicam que, às atuais taxas, 31,3 milhões de norteamericanos serão diagnosticados como portadores de asma em sua vida, e que a proporção desse diagnóstico aumentou 25% entre 1999 e 2001. A asma é um problema de saúde infantil relevante, uma vez que crianças na faixa dos 5 aos 17 anos têm mais probabilidade em serem diagnosticadas com problemas de asma do que pessoas de 18 anos ou mais. A asma ataca mulheres mais do que homens, e sua incidência é maior na comunidade dos afro-americanos. A

dieta

foi

apenas

recentemente

Menor risco

O trabalho da Austrália é a mais recente pesquisa a sugerir que poderíamos respirar melhor se comêssemos maçãs. Em dezembro de 2001, pesquisadores em Londres relataram que pessoas que consumiam pelo menos duas maçãs por semana tinham um risco de 22 a 32% menor de contrair asma do que pessoas que comiam menos maçãs, com base no estudo de controle de casos realizado no universo de toda população. Fonte: Gazeta Mercantil, 2009.

identificada

01 · Confraternização Universal 01 · Dia Mundial da Paz 04 · Dia da Abreugrafia 05 · Criação da 1ª Tipografia no Brasil 06 · Dia de Reis e Dia da Gratidão 07 · Dia da Liberdade de Cultos 08 · Dia do Fotógrafo 09 · Dia do Fico (1822) e Dia do Astronauta 12 - Aniversário de Belém 14 · Dia do Enfermo 15 . Dia Mundial do Compositor 20 · Dia de São Sebastião e Dia do Farmacêutico 20 · Dia do Museu de Arte Moderna/RJ 21 · Dia Mundial da Religião 24 · Dia da Previdência Social 24 · Dia da Constituição 24 · Instituição do Casamento civil no Brasil 24 - Dia Nacional dos Aposentados 25 · Criação dos Correios e Telégrafos no Brasil e Dia do Carteiro 27 · Dia da Elevação do Brasil Vice-Reinado (1763) 28 · Dia da Abertura dos Portos (1808) 30 · Dia da Saudade e Dia do Portuário 30 · Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos 30 · Dia da Não-Violência 31 · Dia do lançamento do 1º Satélite · EUA (1958)

Conheça as reações do organismo ao parar de fumar 20 minutos – Pressão arterial e freqüência cardíaca voltam ao normal. 8 horas - (CO) e (O2) voltam ao normal. 24 horas – Começa a reduzir o risco de infarto agudo do miocárdio. 48 horas – Terminações nervosas começam a se regenerar. 72 horas – Respiração fica mais fácil (Brônquio relaxamento), aumenta a capacidade pulmonar. 2 a 3 meses - Aumenta e facilita a circulação sanguínea (Caminhar toma-se mais fácil). 1 a 9 meses – Diminuição da tosse, congestão nasal, fadiga e falta de ar, movimento ciliar brônquico volta ao normal, limpando os pulmões. Aumentando assim a capacidade física. 1 ano - O imenso risco de doenças cardíacas coronarianas, cai para metade de quando se era um fumante habitual. 5 anos – A possibilidade de desenvolver um câncer de pulmão cai pela metade. O risco de um derrame cerebral após 5/10 anos sem fumar – é o mesmo de quem nunca fumou, o risco de câncer de boca, garganta e esôfago também. 10 anos - A morte por câncer de pulmão toma-se similar a dos não fumantes. As células pré-cancerosas são substituídas. reduz-se a quase zero os riscos de câncer na boca, garganta, esôfago.

- Pesquisas atuais demonstraram que o vício causado pelo cigarro é semelhante ao vício causado por outras drogas, como cocaína ou heroína e que o abandono do cigarro é tão difícil quanto à das demais drogas.

VOCÊ SABIA?

- 22 anos de vida é o que perdem as pessoas que fumam a vida toda, segundo cálculos da Organização Mundial de Saúde.

- Quem nunca fumou ou não fuma há muito tempo, ao fumar apresenta os sintomas de uma intoxicação: tontura, náuseas, tosse, etc. Caso a pessoa insista em fumar esses sintomas desaparecem. Desse ponto em diante, o vício e todas as suas complicações são quase inevitáveis. - A quantidade de cigarros ninados por dia é proporcional ao risco de se ter Câncer. Isso quer dizer que, se a pessoa fama de 1 a 9 cigarros diariamente, ela tem 5 vezes mais chance de ter Câncer do que um não-fumante, enquanto alguém que fama mais de 40 cigarros por dia tem uma chance 20 vezes maior que um não -fumante. - Os fumantes passivos também têm chance de adquirir a doença, sendo que 25% a 46% das mulheres que morrem de câncer de pulmão e 13% a 37% dos homens não são fumantes, mas com certeza adquiriram a doença através da convivência com fumantes. - 80 mil pessoas morrem no Brasil precocemente, a cada ano, em decorrência de doenças devidas ao tabagismo. Uma média de 10 pessoas por hora.

- A fumaça do cigarro contém Urânio, Plutônio, Tório e Polônio-210 (e mais outras 60 substâncias também radioativas). Fumar um maço de cigarros diariamente equivale aproximadamente, a uma radiografia por dia. - Dois cowboys que faziam a propaganda do Malboro, ironicamente, morreram de Câncer do Pulmão. - A nicotina presente no cigarro é utilizada como inseticida há, aproximadamente, 300 anos. Essa mesma nicotina que é tragada pêlos fumantes é a responsável pelo vício.

Dicas de como se manter organizado no trabalho Os 5 “S” dos japoneses é uma boa forma: SEIRI - DESCARTE - Descartar objetos sem uso, obsoletos. SEITON - ORGANIZAÇÃO - Arrumar as coisas em locais apropriados visando aumento de eficiência. SEISO - LIMPEZA - Manter o ambiente limpo, cuidar da manutenção. SEIKETSU PADRONIZAÇÃO Identificar, criar comunicação visual e sistemas para que todos sejam eficazes no trato na organização do trabalho. SHITSUKE - DISCIPLINA - Manter a rotina dos outros 's'.

Informa SEDECT - N º 17 - Janeiro/2010

- 90% das mortes por câncer no pulmão são provocadas pelo fumo, que também é responsável por 85% das mortes por doenças pulmonares como enfisema. - 25% das mortes provocadas por doenças coronarianas (infarto, por exemplo) e cérebrovasculares (como derrame) são provocadas pelo fumo. Fonte: WWW.curiosidadesesúde.com.br

Parabéns aos aniversariantes de Janeiro 01 Maria Antonieta P. Vieira (DIPLAN) 01 Ingrid Socorro C. Santos (DIDEC) 02 Maria de Fátima Santos Martins (NURI) 04

Sheila

de

Fátima

C.

Vieira

(Infocentro) 09 Estevão José da Silva Barbosa (NURI) 10 Glailson Augusto R. Santos (DCT) 10 João Gilberto Pereira Alves (DIPLAN) 10 Clarice Oliveira Novaes (DIPLAN) 11 Pedro Paulo da Silva Nunes (DIPLAN)

13 Iuri Machado Nahon (DIDEC) 22 Ivaldo das Dores Silva (DIDEC) 23 Rizoleide Guerreiro P. Souza (DIPLAN) 26 Alan Reis Calvinho (DITT) 27 Jackson Douglas Garcia Souza (DIPLAN) 27 João Crisóstomo Weyl Albuquerque Costa (Gabinete)

Organização do informativo Produção e Editoração: Diretoria de Planejamento, Administração e Finanças / Coordenadoria de Gestão de Pessoas Seleção de Textos: Amanda Loureiro Conceição Loureiro Elida Figueiredo Diagramação: Amanda Loureiro Elida Figueiredo

Caro servidor você também pode divulgar sua poesia, conto, crônicas, desenhos e fotos no nosso informativo. Assim como artigos, textos e informações sobre as atividades de sua diretoria ou setor. Envie seus textos e imagens para os endereços eletrônicos: amanda.loureiro@sedect.pa.gov.br, elida.figueiredo@sedect.pa.gov.br

Página 2


Informativo nº 17 - Jan 2010