Issuu on Google+

ver&ouvir Nº 30 - edição digital

De 23 à 30 de abril | agenda cultural

Seresta na Praça

Jane Duboc

entrada franca

SÃO PAULO CIA DE DANÇA estreia mundial no Teatro Castro Mendes

Izabel Padovani


ver&ouvir Nº 30 - edição digital

De 23 à 30 de abril | agenda cultural

Esta é a publicação digital da programação da Secretaria de Cultura. Confira a programação variada com música, filmes, teatro, exposições e outras atrações. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS Secretaria de Cultura Coordenadoria de Comunicação e-mail: cultura@campinas.sp.gov.br http://www.facebook.com/culturacampinas http://www.facebook.com/SECRETARIACULTURACAMPINAS projeto: fabiana ribeiro estágio: gabriel blanco


cinema 24 de abril | Quinta-feira | 18h e 19h

ENTULHO : Direção: Mabel Sinopse: Gustavo é um acumulador compulsivo de entulho que recebe um aviso de despejo da Vigilância Sanitária caso não limpe sua casa, que é imunda. O que Gustavo não sabe é que o entulho em sua vida não é apenas material. 18 min

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM – CAMPINAS Palácio dos Azulejos - Rua: Regente Feijó, 859 Programação sujeita a alterações ENTRADA FRANCA


exposição

24 de abril à 16 de maio de terça a sexta-feira | das 10h às 17h sábados | das 10h às 16h.

CIGANOS :Período de visitação: 24 de abril a 16 de maio, Ciganos é o tema do livro e da exposição fotográfica de Rogério Ferrari. Durante três meses, entre 2010 e 2011, Rogério percorreu quarenta e cinco municípios da Bahia para fotografar o povo calon. O projeto não veio de uma escolha estética, ou da busca do exótico, de um outro distante para ser fotografado. Se fez pelo propósito de retratar os ciganos numa perspectiva distante o possível dos estigmas e dos estereótipos. Essas fotografias revelam um cotidiano e a condição atual do povo Cigano no Estado. São 23 imagens em Preto e branco, nas dimensões, 60x40cm.

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM – CAMPINAS Palácio dos Azulejos - Rua: Regente Feijó, 859 Programação sujeita a alterações ENTRADA FRANCA


música

25 de abril | Sexta-feira a partir 20h

SERESTA NA PRAÇA

JANE DUBOC

IZABEL PADOVANI

As vozes femininas de IZABEL PADOVANI e JANE DUBOC darão tom e charme na próxima SERESTA NA PRAÇA, no dia 25 de abril, a partir das 20 horas. IZABEL PADOVANI foi contemplada pelo ultimo edital do FICC ( Fundo de Investimentos Culturais de Campinas) com o trabalho: Crônicas de Amor. Neste trabalho a cantora explora a temática do amor com arranjos elaborados e uma leitura muito pessoal das canções, há no repertório compositores de várias gerações: Lupicínio Rodrigues com seu amor dramático, Toninho Horta e Ronaldo Bastos com o conceitual no amor, Jacó do Bandolim e Hermínio Bello de Carvalho com o amor romântico e novos compositores como Fred Martins e Thiago Amud falando do efêmero amor no carnaval.

Praça Carlos Gomes (Av. Anchieta com Rua General Osório) Campinas – SP Evento livre e gratuito


música

25 de abril | Sexta-feira a partir 20h

SERESTA NA PRAÇA

JANE DUBOC

IZABEL PADOVANI

As vozes femininas de IZABEL PADOVANI e JANE DUBOC darão tom e charme na próxima SERESTA NA PRAÇA, no dia 25 de abril, a partir das 20 horas. A afinadíssima JANE DUBOC, uma das mais belas vozes da MPB, entrará no palco do coreto da Praça Carlos Gomes. Sempre discreta, dona de registro elegante, oscilando entre a fragilidade e a força, Jane Duboc começou a carreira no final da década de 1970. JANE DUBOC se encantou pela música de Minas desde cedo e, movida por esse encantamento, decide homenagear ,em 2014, os grandes mestres da música mineira com um show, muito especial, onde ela interpreta canções de Flavio Venturini, Beto Guedes, Milton Nascimento, Toninho Horta, Lo Borges, Tunai, Wagner Tiso, Murilo Antunes, Fernando Brant, Aécio Flavio e Tavito. Canções que imortalizaram a música mineira como “Criaturas da Noite” , do grupo “O Terço” e “Nascente” e a conhecida "Coração de Estudante". Jane, será acompanhada por 2 músicos e, em alguns momentos, tocará violão, demonstrando que, além de cantora, é uma grande instrumentista.

Praça Carlos Gomes (Av. Anchieta com Rua General Osório) Campinas – SP Evento livre e gratuito


cinema 26 de abril | Sábado - 16h CICLO SÁBADO SOM – HISTÓRIA DO ROCK Curadoria Laerte Ziggiatti e Ralf Giesse

HISTÓRIA DO ROCK‘N’ROLL VOLUME I Direção: Jeffrey Peisch Ano: 2004

Sinopse: Um caleidoscópio de memórias musicais, do blues elétrico de Muddy Waters aos dias de glória da era de ouro do rock: Elvis, Little Richard, Jerry Lee Lewis, Chuck Berry, Buddy Holly. 121 min

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM – CAMPINAS Palácio dos Azulejos - Rua: Regente Feijó, 859 Programação sujeita a alterações ENTRADA FRANCA


dança

25 e 26 de abril | sexta e Sábado | às 21h

ESTRÉIA MUNDIAL

THE SEASONS (2014) ESTREIA MUNDIAL | THE SEASONS (2014) Coreografia: Édouard Lock Música original: The Seasons, de Gavin Bryars, executada ao vivo pelo Percorso Ensemble e direção de Ricardo Bologna. Músicos: Elisa Monteiro, Sarah Nascimento (violas), Douglar Kier e Heloisa Meirelles (violoncelos) e Pedro Gradelha (contrabaixo). Direção Musical: Ricardo Bologna Cenografia: Armand Vaillancourt Figurinos: Liz Vandal (mulheres), Édouard Lock (homens) As imagens criadas por Édouard Lock em The Seasons revitalizam – tornam vivo, de novo - o sentido da memória da dança. Na cena se pode observar diversas camadas, que interagem ou interferem umas com as outras – dança, música, cenário e luz – que serão reorganizadas a partir da percepção do espectador. Cada elemento que se apresenta interfere e cria novas relações, tanto para quem vê, quanto para quem está na cena. Cada gesto tem seu correspondente em um movimento da luz, que corta o espaço como se editasse ao vivo o que se vê. Ao mesmo tempo, ele cria opções para o espectador focando simultaneamente elementos diversos da cena. O coreógrafo se utiliza do vocabulário atual da dança, em uma peça de grande energia e de extrema intensidade. O gestual oscila entre movimentos vigorosos - por vezes fluidos, por vezes angulares – e de muita suavidade. Lentidão e rapidez intensa permeiam as cenas, na velocidade do pensamento, desorientando nossa percepção.

Teatro José de Castro Mendes Endereço: R. Conselheiro Gomide, 62 Vila Industrial, Campinas (SP) Telefone: (19) 3272-9359 Ingressos: A entrada é gratuita. Os ingressos serão distribuídos no teatro 1 hora antes dos espetáculos. Capacidade: 760 lugares | Censura: Livre


dança

25 e 26 de abril | sexta e Sábado | às 21h

GNAWA (2005) Coreógrafo: Nacho Duato Música: Hassan Hakmoun, Adam Rudolph, Juan Alberto Arteche, Javier Paxariño, Rabih Abou-Khalil, Velez, Kusur e Sarkissian Figurinos: Luis Devota e Modesto Lomba Iluminação: Nicolás Fischtel Remontagem: Hilde Koch e Tony Fabre (1964-2013) Organização e produção original: Carlos Iturrioz Mediart Producciones SL (Spain) Estreia mundial: 2005, Hubbard Street Dance Chicago, Chicago Estreia pela SPCD: 2009, São Paulo Duração: 21 minutos com 14 bailarinos Gnawa é uma peça que utiliza os quatro elementos fundamentais: água, terra, fogo e ar para tratar da relação do ser humano com o universo. Está presente na obra o reiterado interesse de Nacho Duato pela gravidade e pelo uso do solo na constituição de sua dança. Esse interesse se renova no tom ritualístico que envolve o transe musical que conduz a (e é conduzido pela) movimentação dos corpos na cena. Duato se inspirou na natureza valenciana, cercada de mar e sol, e em aromas, cores e sabores mediterrâneos para criar a coreografia. Os gnawas constituem uma confraria mística adepta do islamismo, descendentes de ex-escravos e comerciantes do sul e do centro da África, que se instalaram ao longo dos séculos no norte daquele continente.

Teatro José de Castro Mendes Endereço: R. Conselheiro Gomide, 62 Vila Industrial, Campinas (SP) Telefone: (19) 3272-9359 Ingressos: A entrada é gratuita. Os ingressos serão distribuídos no teatro 1 hora antes dos espetáculos. Capacidade: 760 lugares | Censura: Livre


cinema 26 de abril | Sábado - 18h30 CICLO SÁBADO SOM – HISTÓRIA DO ROCK Curadoria Laerte Ziggiatti e Ralf Giesse

CLASSIC ALBUMS ELVIS PRESLEY Direção: Jeremy Marre Ano: 2002

Sinopse: O filme narra o making of, a história por trás da realização do primeiro disco de Elvis pela RCA Records, e sua meteórica ascensão ao estrelato. Em Memphis, Sam Phillips, fundador da Sun Records e descobridor de Presley, conta como foram aqueles dias em que quase tudo começou. O grande guitarrista Scotty Moore, que está no disco, lembra como ajudou Elvis a gravar em Nashville e Nova York. B. B. King e Keith Richards, o guitarrista dos Stones, refletem sobre o que fez de Elvis o Rei do Rock . 100 min

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM – CAMPINAS Palácio dos Azulejos - Rua: Regente Feijó, 859 Programação sujeita a alterações ENTRADA FRANCA


exposição

Período : 24 de abril a 27 de julho 5ª e 6ª das 15 às 20h sábados e domingos: Das 10 às 18hs

LUZES e CORES de ALUIZIO JEREMIAS Na noite de 17 de Abril de 2014 às 19hs, o Centro de Cultura Caipira e Arte Popular de Campinas, localizado em Joaquim Egidio, abre mais uma exposição: LUZES e CORES de ALUIZIO JEREMIAS. O universo do samba estará colorindo as paredes do Centro de Cultura com a obra deste artista, que também é compositor. Na abertura quinta-feira (17) o Grupo Sinuca de Bico fará apresentação em conjunto com ALUIZIO JEREMIAS, que cantará para o público. Aluízio , hoje com 74 anos de idade, autodidata, foi passista e carnavalesco e quando jovem trabalhou como lixeiro pra comprar seus pinceis e telas. Inspirou-se nas obras de Cândido Portinari para pintar o samba, para retratar seu universo (samba/carnaval e cultura negra), carregando assim sua comunidade nas suas telas de cenas quentes e vibrantes o mundo do samba, personagens históricos, o costumes do povo da sua época, enfim a história negra, com o objetivo de reunir e difundir os valores relacionados à educação, arte, política e religião do povo negro.

Exposição LUZES e CORES de ALUIZIO JEREMIAS Centro de Cultura Caipira e Arte Popular de Campinas Rua José Inácio, 14 - Joaquim Egídio - Sub Distrito de Campinas. Período de 24 de abril a 27 de julho Horários : 5ª e 6ª das 15 às 20hs, sábados e domingos: Das 10 às 18hs


Programação

1º CAMPINAS FEST IN BLUES

24/04 (quinta) Workshop de Guitarra Blues: “O Vocabulário improvisacional do jazz e da música brasileira aplicados à guitarra blues” Com André Bordinhon Inscrições gratuitas por ordem de chegada. Necessário levar o instrumento. Horário: 19h Local: EM&T (Escola de Música e Tecnologia) Endereço: Av. Carlos Grimaldi, 145 - Jd. Conceição – Campinas. Telefone 19 3206-1100 24/04 (quinta) - Shows 21h30 - Abertura: Vasco Faé 22h30 - Adriano Grinenberg Local: Almanaque Café (Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1240 – Barão Geraldo, Campinas). Telefone: (19) 3249-0014 Entrada: a definir

evento

26/04 (sábado) - Workshow Workshow: A História Social do Blues Com Dockery Duo - Paulo Gazela e Bruno Mothe Inscrições Gratuitas por ordem de chegada. Local: EM&T (Escola de Música e Tecnologia) Endereço: Av. Carlos Grimaldi, 145 - Jd. Conceição Campinas/SP - Telefone 19 3206-1100 27/04 (domingo) - Encerramento Shows com: 16h00 - Big Band Blues 17h30 - Blues Etílicos 19h00 - Mud Morganfield Local: Auditório Beethoven (Concha Acústica do Parque Taquaral) Av. Heitor Penteado, s/n, Portão 2 - Taquaral, Campinas Entrada gratuita


27 de abril

BLUES NA

CONCHA ACÚSTICA

O palco da Concha Acústica do Parque Taquaral fará o encerramento 1º Campinas Fest in Blues no domingo, dia 27 de abril. MUD MORGANFIELD, filho do lendário Muddy Watters, encerra o festival na Concha Acústica do Taquaral. Também passarão pelo palco da Concha Acústica a BIG BAND BLUES com clássicos do Blues das décadas de 40 e 50 e a principal banda brasileira de blues; BLUES ETÍLICOS O evento tem entrada franca. ENCERRAMENTO DO 1º CAMPINAS FEST IN BLUES 27 de abril (Domingo) Shows com: 16h - Big Band Blues 17h30 - Blues Etílicos 19h - Mud Morganfield Local: Auditório Beethoven (Concha Acústica do Parque Taquaral) Av. Heitor Penteado, s/n, Portão 2 Taquaral, Campinas

evento


teatro

26 de abril | 20h30 27 de abril | 19h

O IMPREVISÍVEL

CIRCO

DA

LUA

O Imprevisível Circo da Lua Dia 26/04 às 20:30h e 27/04 às 19:00h Local: Cia do Circo Endereço: Rua José Duarte, 272, Barão Geraldo- Campinas-SP Telefone: 19 3386-2583 SINOPSE “O imprevisível Circo da Lua” Ele leva esse nome por dois motivos: o primeiro é porque sua dona é a própria Lua e o Segundo motivo é porque nunca se sabe o que pode acontecer durante uma de suas sessões. Nossa fábula é um freak show que conta com a participação de personagens bizarros, curiosos e no mínimo magnetizantes como: gigantes lunares, irmãs siamesas, o homem sem cabeça, a bailarina mais gorda do mundo e o lobisomem. Por alguma imprevisibilidad e astrômica as estrelas cadentes sempre caem neste picadeiro neogótico e, na grande maioria das vezes, são aprisionadas pela Dona do Circo (a Lua) que, aos poucos, extrai seus brilhos próprios até que elas finalmente se apaguem.

Local: Cia do Circo Endereço: Rua José Duarte, 272, Barão Geraldo Campinas-SP Telefone: 19 3386-2583


27 de abril

evento

CENTRO CULTURAL CASARÃO

CULTURA KARIRI XOCÓ No próximo domingo, dia 27 de abril, ocorrerá o Toré, Apresentação de Cantos e Danças Tradicionais Kariri Xocó- grupo indígena de Alagoas, das 14h às 17h, no Centro Cultural Casarão do Barão, em Barão Geraldo. O público terá a oportunidade de entrar em contato com membros de uma das muitas culturas indígenas que habitam e resistem no Brasil. O Grupo Sabuká, que viaja há mais de oito anos pelo país divulgando a cultura Kariri Xocó, irá dançar, vender seu artesanato e conversar com adultos e crianças, em um ambiente descontraído e de muito aprendizado.

PROGRAMAÇÃO DE 27 DE ABRIL (DOMINGO) FEIRA DE ARTESANATO KARIRI XOCÓ Dia: 27 de abril Horário: das 14h às 15h Ingresso: GRATUITO CANTOS E DANÇAS TRADICIONAIS KARIRI XOCÓ Dia: 27 de abril Horário: das 15h às 17h Ingresso: GRATUITO

Local: Centro Cultural Casarão do Barão - Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/nº. Terras do Barão – Barão Geraldo (Km 15 da Estrada da Rodhia)


Dia 26 (sábado) às 20h Dia 27(domingo) às 11h

música

SINFÔNICA DE CAMPINAS A Sinfônica de Campinas fará duas apresentações no Teatro Municipal de Paulinia nos dias 26 e 27 de abril No programa: BEDRICH SMETANA (1824-1884) O Moldava CHRISTOPH WILLIBALD GLUCK (1714-1787) Música do balé Don Juan, Wq. 52 RICHARD STRAUSS (1864-1949) Suíte de Salomé, op. 54 EIKO SENDA, Soprano ANGELA MASTRANGELO, Mezzo-soprano PAULO QUEIROZ,Tenor VICTOR HUGO TORO, Regente THEATRO MUNICIPAL DE PAULINIA

Ingressos: Inteira: R$ 25,00 Meia : R$ 12,50 (estudantes, aposentados e maiores de 60 anos)

Endereço: Av José Lozano de Araújo nº 1551 - Parque Brasil 500 Telefones: (19) 3933-2140 Telefones: (19) 3874-5700


cinema 29 de abril | Terça-feira - 19h

CRÔNICA DE UM AMOR LOUCO Direção: Marco Ferreri Ano: 1981

Sinopse: Serking é um poeta alcoólatra e rebelde que vaga pelo submundo de Los Angeles. Seus textos estão repletos de sexo e degradação. Um dia, ele conhece uma prostituta linda e autodestrutiva chamada Cass, e os dois iniciam um romance de proporções trágicas. Haverá ainda leitura de seus poemas e uma animação baseada em seus versos.

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM – CAMPINAS Palácio dos Azulejos - Rua: Regente Feijó, 859 Programação sujeita a alterações ENTRADA FRANCA


30 | Quarta-feira | às 20h

teatro

AMOR TE ESPERO Após a venda fracassada de um elixir milagroso, dois charlatões, Mirbobaz e o palhaço Zabobrim, seguem viagem, mas param no meio da estrada, porque o caminhão em que viajavam, quebra perto de um estranho farol e quando menos esperam, são abordados por uma mulher misteriosa que os convida para uma festa no alto do tal farol. Depois de muitas idas e vindas, ambos descobrem que a mulher misteriosa é muito mais do que eles poderiam imaginar. Conseguirão nossos fracassados charlatões escapar de uma ludibriante mulher?

AMOR TE ESPERO Com: Barracão do Teatro R$ 20,00 - Inteira R$ 10,00 – Estudantes, Aposentados, Prof. Da rede Municipal e Estadual, 3ª Idade

TEATRO JOSÉ DE CASTRO MENDES. Praça Correa de Lemos s/nº - Vila Industrial Teatro Castro Mendes – bilheterias Telefone


cinema 30 de abril | Quarta-feira - 19h Sessão Especial

A VIDA NÃO BASTA Direção: Caio Tozzi e Pedro Ferrarini

Sinopse: “A arte existe porque a vida não basta”. O poeta maranhense Ferreira Gullar sintetizou em uma frase a grande motivação do ser humano para fazer arte. E foi ela que inspirou A vida não basta, documentário que vai ao encontro de nove artistas de diferentes áreas para descobrir porque é preciso criar para a vida ir além. No filme, a atriz Denise Fraga, o escritor Milton Hatoum, o estilista Ronaldo Fraga, o cantor e compositor Toquinho, a cineasta Laís Bodanzky, o dramaturgo Leonardo Moreira e os quadrinistas Gabriel Bá e Fábio Moon – além da participação especial do próprio Gullar - dialogam sobre as origens da criação artística em suas vidas, a descoberta da vocação, os processos criativos, a relação com o público, dentre outros assuntos relacionados ao tema. Mais do que falar sobre o fazer arte, A vida não basta retrata uma forma de ver a vida.

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM – CAMPINAS Palácio dos Azulejos - Rua: Regente Feijó, 859 Programação sujeita a alterações ENTRADA FRANCA


25 de abril à 25 de maio

exposição

EXPOSIÇÕES NO MAAC CLAUDIO MATSUNO - A Ordem dos Destroços

Museu de Artes Visuais da Unicamp - HERANÇAS CONSTRUTIVAS Seleção de obras

A partir de 25 de abril o público poderá prestigiar duas novas exposições no Museu de Arte Contemporânea Campinas (MACC "A Ordem dos Destroços" de Claudio Matsuno e Exposição Heranças ConstrutivasMuseu de Artes Visuais da Unicamp - Seleção de obras. As exposições foram contempladas pelo edital do MACC de 2013. A abertura acontecerá às 20 horas e as obras ficarão expostas até 25 de maio de 2014. A entrada é franca. CLAUDIO MATSUNO - A Ordem dos Destroços O artista paulistano Claudio Matsuno em sua primeira individual em Campinas, e a décima segunda de sua carreira, apresenta em "A Ordem dos Destroços" uma série de desenhos sobre diversos suportes, objetos, vídeo, intervenções e pinturas formando uma grande instalação. Nesta individual Matsuno questiona o real significado dos materiais e sua poética em diferentes ambientes, utilizando na maioria das vezes materiais encontrados em caçambas, restos de tintas, materiais do cotidiano para compor sua pesquisa em artes visuais, além dos recursos tradicionais como telas, papéis e colagens. Essa imersão dentro da sua plasticidade nos mostra uma associação de acúmulo, excesso, vulnerabilidade e a efemeridade. A exposição tem a curadoria do crítico de arte Paulo Gallina.

A ORDEM DOS DESTROÇOS - Claudio Matsuno HERANÇAS CONSTRUTIVAS- MUSEU DE ARTES VISUAIS DA UNICAMP Seleção de obras De 25 de abril a 25 de maio de 2014 Museu de Arte Contemporânea de Campinas José Pancetti. Avenida Benjamin Constant, 1.633, Centro, Campinas SP. horários: terça a sexta, das 9 às 17h, sábados, das 9 às 16h,domingos e feriados, das 9 às 13h. ENTRADA FRANCA


25 de abril à 25 de maio

exposição

EXPOSIÇÕES NO MAAC CLAUDIO MATSUNO - A Ordem dos Destroços Museu de Artes Visuais da Unicamp HERANÇAS CONSTRUTIVAS Seleção de obras A partir de 25 de abril o público pode prestigiar duas novas exposições no Museu de Arte Contemporânea Campinas (MACC "A Ordem dos Destroços" de Claudio Matsuno e Exposição Heranças Construtivas- Museu de Artes Visuais da Unicamp - Seleção de obras. As exposições foram contempladas pelo edital do MACC de 2013. A abertura acontecerá às 20 horas e as obras ficarão expostas até 25 de maio de 2014. A entrada é franca. HERANÇAS CONSTRUTIVAS- MUSEU DE ARTES VISUAIS DA UNICAMP - Seleção de obras O MAV (Museu de Artes Visuais da Unicamp) instituído em 2012, possui um conjunto significativo de trabalhos de autoria de alguns dos integrantes dos movimentos Manifesto Neoconcreto (RJ com Ferreira Gullar) e do Grupo Ruptura (SP) que se opunham entre si. A forte polêmica entre poetas, artistas e críticos do Rio e de São Paulo, inaugurando um dos momentos mais fecundos da produção brasileira. Artistas atuantes em Campinas nos anos 1950/60, integrantes do grupo Vanguarda, como Raul Porto, Thomaz Perina, Maria Helena Motta Paes e Franco Sacchi, os quais procuraram renovar o recatado ambiente artístico da cidade, ainda afeito à produção acadêmica também estão na seleção de obras. Trazendo esta polêmica para o tempo presente, a Exposição Heranças Construtivas traz também alguns trabalhos de Macaparana, Tuneu e Lygia Eluf, os dois últimos professores do Instituto de Artes da Unicamp, nos quais se percebe o desejo de aliar sensibilidade e racionalidade, construção e expressão, em jogos dinâmicos criados por linhas retas, formas geométricas e figuras elementares.

A ORDEM DOS DESTROÇOS - Claudio Matsuno HERANÇAS CONSTRUTIVAS- MUSEU DE ARTES VISUAIS DA UNICAMP - Seleção de obras De 25 de abril a 25 de maio de 2014 Museu de Arte Contemporânea de Campinas José Pancetti. Avenida Benjamin Constant, 1.633, Centro, Campinas SP. horários: terça a sexta, das 9 às 17h, sábados, das 9 às 16h,domingos e feriados, das 9 às 13h. ENTRADA FRANCA


evento

25 de abril à 25 de maio EXPOSIÇÕES NO MAAC CLAUDIO MATSUNO - A Ordem dos Destroços

Museu de Artes Visuais da Unicamp - HERANÇAS CONSTRUTIVAS Seleção de obras

A partir de 25 de abril o público poderá prestigiar duas novas exposições no Museu de Arte Contemporânea Campinas (MACC "A Ordem dos Destroços" de Claudio Matsuno e Exposição Heranças ConstrutivasMuseu de Artes Visuais da Unicamp - Seleção de obras. As exposições foram contempladas pelo edital do MACC de 2013. A abertura acontecerá às 20 horas e as obras ficarão expostas até 25 de maio de 2014. A entrada é franca. CLAUDIO MATSUNO - A Ordem dos Destroços O artista paulistano Claudio Matsuno em sua primeira individual em Campinas, e a décima segunda de sua carreira, apresenta em "A Ordem dos Destroços" uma série de desenhos sobre diversos suportes, objetos, vídeo, intervenções e pinturas formando uma grande instalação. Nesta individual Matsuno questiona o real significado dos materiais e sua poética em diferentes ambientes, utilizando na maioria das vezes materiais encontrados em caçambas, restos de tintas, materiais do cotidiano para compor sua pesquisa em artes visuais, além dos recursos tradicionais como telas, papéis e colagens. Essa imersão dentro da sua plasticidade nos mostra uma associação de acúmulo, excesso, vulnerabilidade e a efemeridade. A exposição tem a curadoria do crítico de arte Paulo Gallina.

A ORDEM DOS DESTROÇOS - Claudio Matsuno HERANÇAS CONSTRUTIVAS- MUSEU DE ARTES VISUAIS DA UNICAMP Seleção de obras De 25 de abril a 25 de maio de 2014 Museu de Arte Contemporânea de Campinas José Pancetti. Avenida Benjamin Constant, 1.633, Centro, Campinas SP. horários: terça a sexta, das 9 às 17h, sábados, das 9 às 16h,domingos e feriados, das 9 às 13h. ENTRADA FRANCA


INSCRIÇÕES DE 26 DE ABRIL À 10 DE MAIO

OFICINAS GRATUITAS NO PONTO DE CULTURA IBAÔ O projeto "SAMBADÔ" será composto por oficinas e rodas de samba realizadas quinzenalmente no Ponto de Cultura Ibaô, na Vila Padre Manoel da Nóbrega, em Campinas. As vivências serão de percussão carnavalesca, construção de instrumentos, aprendizados de toques, ritmos e preservação da memória de sambas brasileiros. E todo terceiro sábado do mês, haverá a roda de samba do Grupo Casa Caiada, com a participação de convidados e a deliciosa feijoada do Ponto de Cultura e Memória Ibaô. O projeto "SAMBADÔ" é uma parceria do Ibaô, Grupo Casa Caiada e Associação de Compositores 08 de Dezembro, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Campinas. As oficinas serão gratuitas, com duração de 10 meses e as inscrições poderão ser feitas de 26/04 a 10/05. As vivências da oficina serão aos sábados, quinzenais, das 13h30 às 15h. Inscrições são gratuitas Período para se inscrever: de 26/04 a 10/05 Podem ser feitas pessoalmente no Ponto de Cultura Ibaô Rua Ema, 170 - Pe. Manoel da Nóbrega - Campinas Pelo telefone (19) 3342-5911 Ou via e-mail pculturaibao@gmail.com

Ponto de Cultura Ibaô Rua Ema, 170 - Pe. Manoel da Nóbrega – Campinas Telefone (19) 3342-5911


Sábado e Domingo Sábados e Domingos | das 9 h às 14h

FEIRA DE ARTES, ARTESANATO E QUITUTES FEIRA DE ANTIGUIDADES Muito bem organizada, dividida em setores: Artes, Antiguidades, Artesanato, Esotérico, Alimentação e Hippies. A tradicional Feira no Centro de Convivência com diversos expositores, onde se encontra objetos de artes e decoração personalizados ou antigos, assim bijuterias, acessórios, roupas entre outros. Além da área de Quitutes, com vários sabores para todos os gostos. Um ótimo programa sempre.

Praça Imprensa Fluminense Centro de Convivência Cultural – Cambuí


Sábados | das 10h às 15h

FEIRA CULTURA E ARTE DE BARÃO GERALDO PRAÇA DO COCO Em local muito agradável a Feira conta com 25 barracas de mais variados tipos de trabalhos de arte e artesanato, área de alimentação e também o quiosque que originou tudo Praça do Coco. Parquinho para crianças e espaço de alimentação. Apresentações de artistas de varias atividades desde circense, cantores, danças do ventre, tango, capoeira, malabares, comediantes . Com apresentação artística toda semana, neste Sábado VITROLA ACÚSTICA - GRUPO MUSICAL. Sábado dia 16 de Novembro a partir de 11h30 Grupo Musical Encantore musicas para crianças.

Praça do Coco – Barão Geraldo



Ver&ouvir 23 a 30 de abril