Page 1

uma revista da seco nº 2.2011

biônico Uma olhada em materiais médicos

próteses para juntas do ombro exigem ferramentas e materiais avançados como as brocas de metal duro Feedmax™ da Seco

como eliminar o calor novos formatos de ferramenta motores scania


#3

COMO F U NCION A c rownloc ®plus

Reforma radical de brocas Crownloc Plus é uma nova geração de brocas da Seco com coroas intercambiáveis. Com uma nova geometria, cobertura e interface de fixação, a Crownloc Plus melhora a evacuação de cavacos e a resistência ao desgaste em uma variedade de materiais. Além do mais, não necessita ser reafiada ou reiniciada.

Novos ângulos de folga: A geometria de arestas abertas reduz a força de avanço e melhora a evacuação de cavacos.

Saída fácil: Canais largos e fundos com uma superfície polida para uma evacuação de cavaco eficiente.

Texto: Åke R Malm Foto: Seco

1:25

1 corpo de broca dura até 25 coroas. Grandes superfícies para manipular forças axiais e torque, e um “gancho” para uma retirada segura da ferramenta.

1/4

Sem oscilação: Um quarto de uma virada, e a coroa trava na posição.

Fluxo refrigerado: O fornecimento de refrigeração interno através da coroa ajuda a puxar os cavacos para fora e melhora o fluxo de cavacos.

www.secotools.com/crownlocplus Disponibilidade do produto: 2011–2012 Pedido & dados do aplicativo: Machining Navigator 2012

Edge é uma revista para clientes da Seco Tools. Ela é publicada em 25 idiomas em todo o mundo. Seco Tools AB Departamento de Marketing, 737 82 Fagersta, Sweden. Telefone +46 223-400 00 Fax +46 223-718 60 Internet www.secotools.com EditorPaul Löfgren E-mail paul.lofgren@secotools.com

De ponta: A geometria de centro com um desgaste abrasivo baixo, combinado com uma periferia resistente ao calor. Editor geral Jennifer Hilliard ­ E-mail jennifer.hilliard@secotools.com Produção editorial e layout Appelberg Publishing Group Gerente de projeto Per-Ola Knutas Diretores de arte Cecilia Farkas, Johan Nohr Impressão Elanders AB Foto da capa Getty Images , Eric Bean

O material editorial desta publicação é de copyright do editor, Seco Tools AB. Os artigos podem ser reproduzidos sem custo, contanto que se faça referência à Edge e que o editor geral seja notificado. As marcas comerciais e os nomes de marca usados nesta publicação são protegidos por lei.


CONTE ÚD O EDITORIAL nº 2.2011

14

Lenny Tai, Gerente do centro de distribuição asiático da Seco em Singapura, assume o ponto de vista do cliente.

04 08 09 10 17 18 22

do que

somos feitos

Aplicação: fresamento

Os engenheiros da Scania conseguem cuidar de mais motores de caminhão com o Minimaster®Plus. o retorno do cermet

Um composto histórico volta à cena com duas classes melhoradas da Seco. visão geral: Indústria de usinagem

Gert Dekker, Diretor de gerenciamento da Hamel Metaal, identifica cinco tendências futuras.

de maneiras muito práticas e eficientes, nós na indústria de usinagem moldamos o mundo à nossa volta. Claro, fabricamos o equipamento ao nosso redor, seja um bloco de motor Scania ou uma bomba centrífuga Wilfley. Esse equipamento, por sua vez, molda nossas vidas de diversas maneiras. Mas nossas ferramentas também podem nos moldar, literalmente. Como você lerá nas páginas 18 a 21, a indústria médica está desenvolvendo materiais novos e sofisticados para criar próteses, como componentes do joelho, reposição do quadril e implantes dentários. Independente que seja cobalto-cromo ou um composto de carbono, a Seco desenvolveu as ferramentas necessárias para transformar esses materiais em suas formas mais úteis e finais. Há outra maneira pela qual nos moldamos, e essa maneira não tem medidas de profundidade ou cálculos de dureza. Moldamos a nós mesmos através do comprometimento e melhoramento contínuo. Trabalhamos duro e com uma sofisticação cada vez maior, mas isso também nos traz muita satisfação, por exemplo, com a precisão de um componente perfeito. Esperamos que essa edição da Edge transmita um pouco dessa paixão. Aproveite, paul löfgren vice-presidente sênior, marketing de grupo

materiais: Aprimorado

A. R. Wilfley & Sons desenvolve um metal exclusivo para aproveitar ao máximo as pastilhas de CBN.

edge@secotools.com

enviado pelos céus

A fábrica da Seco em Pune, na Índia, coleta água da chuva para conservar o fornecimento limitado de água disponível. indústria: materiais médicos

Ligas e outros materiais avançados implantados em corpos exigem ferramentas especiais. em ação: roger berggren

Gerente de fábrica na Suécia, ele explica como sua empresa se beneficia com o Seco Point. Sugestões? Você tem ideias de histórias para a Edge? Envie-as para edge@secotools.com.

edge [2�2011]

3


Aplicação : f r esa m e n to

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

A nova geração Minimaster® A fresa Minimaster Plus oferece: aumento da produtividade e da precisão combinação flexível de pastilhas e hastes canais de refrigeração interna pastilhas com dois, três e múltiplos cortes. capacidade de usinagem de todos os tipos de materiais. www.secotools.com/minimasterplus

edge [2�2011]


SEGUINDO

em frente Texto Alexander Farnsworth foto Alexander Farnsworth e Johnér

O fabricante de caminhões Scania utiliza as ferramentas de fresamento Minimaster em sua oficina em Södertälje, na Suécia. Quando a empresa testou a nova Minimaster Plus em seus blocos de motores, a nova ferramenta demonstrou uma durabilidade muito maior.

T

Estes feitos pela Scania em janeiro de

2011 em blocos de motores V8 de 16 litros, a ferramenta de fresamento por cópia Minimaster demonstrou um tempo de vida útil consideravelmente maior que a sua antecessora. “Costumávamos trocar as ferramentas uma vez ao dia. Nos testes que realizamos com a Minimaster Plus, trocamos as ferramentas a cada três dias”, diz Henrik Svensson, projetista de processos na Scania. “Para nós, a vida útil de uma ferramenta é muito importante”. A Scania fabrica cinco plataformas diferentes de motores, ou blocos de motores, a maioria feita de ferro fundido alemão. Esses blocos, que pesam cerca de 450 quilos cada, vêm em uma peça e têm furos pré-fundidos para todos os apêndices do motor, como carburadores, montagem de ventoinhas, cilindros, eixos, etc.

edge [2�2011]


Aplicação : f r esa m e n to

A Minimaster Plus trabalha em 90 blocos de motor antes de precisar de uma mudança de ferramenta.

Já que o processo de fundição não produz as tolerâncias e acabamento desejados ao ferro fundido, cada bloco de motor precisa ser adicionalmente usinado. A Scania utiliza uma máquina CNC Thyssen Hüller Hille, que por si só é quase do tamanho de um caminhão Scania. Cada furo em um bloco de motores exige ferramentas diferentes, dependendo do que é necessário fazer, retífica, acabamento, ranhuras ou moldagem. A Minimaster Plus é somente uma das 14 ferramentas diferentes usadas por cada máquinas de CNC para expandir, moldar e fazer o acabamento de um furo do tamanho de uma mão no bloco de motor. Há oito desses furos em cada bloco de motor. “Com a Minimaster, trocávamos de ferramentas após trabalhar em 30 blocos de motor”, diz o engenheiro industrial Anton Nilsson. “Em nossos testes com a Minimaster Plus, pudemos trabalhar em 90 blocos de motor antes de trocar de ferramenta. Esse aumento da produtividade e da precisão é importante pois a Scania tem ambições de aumentar sua produção de caminhões. Menos mudanças de ferramentas significa que podemos nos concentrar em produzir mais blocos de motor”.

6 edge [2�2011]

Além disso, alguns dos motores da Scania serão fundidos a partir de ferro grafite compacto (CGI), um material super duro de se usinar. “Mas, a Minimaster Plus trabalha com CGI como se fosse manteiga”, diz Nilsson. “A Minimaster Plus é mais silenciosa do que seu antecessora e para a Scania, que prioriza a saúde e questões ambientais no ambiente de trabalho, isso é muito positivo”. Tanto Henrik Svensson, 32, quanto Anton Nilsson, 22, são relativamente novos para serem os dois homens responsáveis por testar e implementar a nova ferramenta Minimaster Plus. “Mas é legal poder fazer a diferença”, dizem os dois.


A Minimaster Plus trabalha com CGI como se fosse manteiga.”

Anton Nilsson, Engenheiro industrial da Scania (acima)

Mais peças por ferramenta

SCANIA A Scania é líder de fabricação de ônibus, caminhões e motores de uso industrial e marinho. A empresa sueca atua em cerca de 100 países em tem mais de 35.500 funcionários. A sede da empresa se localiza em Södertälje, na Suécia, onde cerca de 10.000 funcionários trabalham na produção, administração e pesquisa e desenvolvimento. A empresa está listada na NASDAQ OMX Nordic Exchange Stockholm; sua maior acionista é a Volkswagen.

Componente:

Bloco de motor

Material:

Ferro fundido SS0125

Descrição da operação: Fresamento lateral Objetivo da usinagem: Vida útil da ferramenta e custo geral da operação Ferramenta de usinagem:

Centro de usinagem

Fixação da ferramenta: HSK-100 Fresa:

MP16-16019R04Z4-M04, MP3000

Dados de corte, detalhes 1:

vc:

180 m/min

vf:

1 396 mm/min

ap:

6-8 mm

Resultado, detalhe 1:

Vida útil da ferramenta: ferramenta de teste (Minimaster Plus) obteve 440 detalhes comparada aos 230 detalhes da Minimaster anterior (MM16-16019)

Dados de corte, detalhes 2:

vc:

220 m/min

vf:

1 160 mm/min

ap:

10-12 mm

Resultado, detalhe 2:

Vida útil da ferramenta: ferramenta de teste (Minimaster Plus) obteve 90 detalhes comparada aos 30 detalhes da ferramenta anterior (Minimaster). Dados de corte com a ferramenta anterior: vc= 180 m/min, vf= 1 160 mm/min

edge [2�2011]

7


produ to s

Um pequeno avanço com grandes inovações

O cermet está de volta. Duas novas classes apresentam uma aresta posterior menor que fornece uma usinagem precisa e previsível, e uma classe também ostenta uma cobertura PVD nano-laminada. Texto: Linas Alsenas/Mike Jewkes Foto: Joakim Abrahamsson

Após conversar com clientes, Mikael Lindholm, gerente de produtos na Seco, viu uma oportunidade. “Identificamos uma área na qual eles às vezes usavam cermets”, diz ele. “Contudo, esses compostos ainda não tinham a resistência ao desgaste e previsibilidade de usinagem necessários para operações de longa duração, especialmente com RPMs baixas e avanços baixos”. Ao combinar as melhores propriedades de materiais cerâmicos e metálicos, os cermetos foram patenteados em 1920. Nos anos 70, contudo, o uso do material decaiu muito quando o metal duro cementado foi apresentado. Pensando nas necessidades do cliente, a Seco desenvolveu a TP1020 e a TP1030, uma nova geração de classes de cermet com maior resistência ao desgaste e estabilidade de arestas. (A TP1020 é sem cobertura, enquanto a TP1030 apresenta uma cobertura PVD nano-laminada inovadora.) A Seco retirou o níquel do processo original de fabricação do cermet, criando uma resistência ao desgaste excepcionalmente previsível, e desenvolveu a aresta posterior menor que determina o acabamento de superfície do componente usinado. “Essa aresta agora é a principal característica de nossas novas classes de cermet”, diz Lindholm. “Ela oferece uma incrível segurança de desgaste,

Os clientes queriam um cermet que produzia acabamentos de superfície de alta qualidade.

acabamento de superfície e precisão dimensional, proporcionando “a aresta” para as aplicações de nossos cliente”. As novas classes mantém as dimensões de usinagem e acabamento de superfícies em uma variedade maior de materiais de peças. Lindholm diz, “Aqui a metalurgia realmente encontra a metrologia”.

Linha do tempo de compostos de cermet anos 20: As primeiras patentes de cermet são apresentadas. Depois de desenvolvidos, esses materiais têm uma fase dura baseada principalmente em titânio ao invés de uma versão baseada em tungstênio, como no metal duro cementado.

8 edge [2�2011]

anos 60: Compósitos de cermet se tornam uma inovação viável e útil para o mercado quando a demanda de produtividade por corte de metal se torna evidente.

anos 70: O crescimento em compósitos de cermet é interrompido quando o metal duro com cobertura é apresentado.

década de 2000: A Seco desenvolve suas novas “plataformas de tecnologia”, que incluem um estudo aprofundado das oportunidades de desenvolvimento disponíveis no conceito de cermet. Os novos cermets têm resistência ao desgaste extremamente previsíveis.

década de 2010: A Seco lança as inovadoras classes de cermet TP1020 e TP1030.


e MATERIAIS METAIS E XCLUSIVOS

Esforce-se

mais Eles nem tinham certeza se cortar uma rosca trapezoidal em um metal exclusivo extremamente duro era possível. Mas com a ajuda da Seco, uma fabricante de bombas de Denver, Colorado, encontrou a solução de usinagem perfeita. Texto de Kyle Larson, Foto: Trevor Brown

A Seco recebeu um pedido para que desenvolvesse uma ferramenta que pudesse substituir pastilhas de metal duro ou cerâmica e usinar materiais de 70 Rc.


Link Wilfley, Diretor de Vendas/Vice-Presidente, é um descendente de Arthur Redman Wilfley, que fundou a A. R. Wilfley & Sons em 1919.

l

ogo após sua fundação em 1919, por Arthur Redman Wilfley, a A.R. Wilfley & Sons destacouse como a líder no mercado de bombas centrífugas ao criar o lacre dinâmico, que evita que as peças das máquinas entrem em atrito. Desde então, a Wilfley vem mantendo sua posição como líder do setor, usando metalurgia avançada para criar bombas robustas e duradouras. O metal exclusivo desenvolvido pela Wilfley para suas peças de bombas químicas e de pasta semifluida, incluindo lacres dinâmicos únicos ou duplos, normalmente requer um processo de cinco partes para ser preparado. A moldagem e o recozimento são feitos na fundição da Wilfley em Longmont, Colorado, e então o metal é enviado para pré-usinagem e devolvido para Longmont para passar por tratamento térmico. Após o tratamento térmico, a peça é enviada novamente para Denver para a usinagem final. Em uma tentativa de cortar custos e otimizar a produção, o gerente de chão de fábrica da Wilfley, Jeff Haugen, entrou em contato com a Seco. “O escopo deste projeto era enorme”, diz Chad Miller, Gerente de Produtos da Seco - Materiais Avançados. A Wilfley já vinha usando pastilhas de metal duro e cerâmica para usinar materiais de 42 Rc há mais de 30 anos. Agora, ela estava pedindo à Seco para desenvolver uma ferramenta que pudesse substituir as pastilhas de metal duro ou cerâmica e usinar materiais de 70 Rc. Não haviam dados publicados que sugerissem que uma ferramenta capaz de fazer a usinagem de roscas trapezoidais em um material tão duro sequer fosse possível. Miller iniciou um processo de pesquisa que incluiu uma conferência global com metalúrgicos e especialistas da Seco. Durante esse período, o nitreto de boro cúbico (CBN) foi sugerido como uma opção.

O CBN é o segundo material mais duro conhecido pelo homem, mas não ocorre naturalmente. Ao combinar o ácido bórico

e o trióxido bórico, o BN é inicialmente transformado em um pó sem forma. O aquecimento desse pó em fluxo de nitrogênio a temperaturas que excedam 1500ºC e sob uma pressão acima de 5 GPa converte o pó do BN em CBN cristalino. A estabilidade térmica do CBN pode exceder 1600ºC e é insolúvel em ácidos. “Sua capacidade de usinagem é fora de série”, diz Link Wilfley, Diretor de Vendas/Vice-Presidente. Devido a sua edge [2�2011]

11


O CBN supera até o diamante em operações mecânicas - mas o processo necessário para sua criação é caro.

estabilidade química e térmica, o CBN supera até o diamante em operações mecânicas - mas o processo necessário para sua criação é caro. De 2008 a 2010, Miller, ao lado de Don Halas e Don Graham, gerentes de produtos de rosqueamento e torneamento da Seco, trabalharam em conjunto com Wilfley para desenvolver uma pastilha de CBN especial que permitisse que as roscas trapezoidais fossem usinadas na fábrica da Wilfley em Denver. “Fui para lá de três a quatro vezes ao ano para trabalhar em pesquisa e desenvolvimento”, diz Miller, que trabalha em Troy, Michigan - mas seu trabalho não parou por aí. Teorias foram desenvolvidas e testadas no centro técnico da Seco, em Troy; foram necessários mais de três meses apenas para desenvolver a rosca trapezoidal. Durante suas estadias no Colorado, que geralmente duravam de três a quatro dias, Miller concentrou-se inteiramente na Wilfley, trabalhando com programadores e operadores de máquinas na instalação de Denver para desenvolver programas especificamente para máquinas da Wilfley. Para determinar índices de velocidade e avanço, foram necessárias diversas modificações. No entanto, essas modificações acabaram trazendo sucesso. Este projeto levou dois anos e incontáveis horas de trabalho, mas acabou valendo a pena; agora a Wilfley tem capacidade para usinar todas as suas peças em Denver. “Isso reduziu em várias semanas o tempo de processamento para os clientes”, disse o engenheiro chefe, Jack Postuchow. A pastilha trapezoidal é cerca de 15 vezes mais cara, mas o preço é compensado por um crescimento na produtividade e na vida útil. “As pastilhas de CBN

12 edge [2�2011]

Seus recursos de usinagem são fora de série.” Link Wilfley, A. R. Wilfley & Sons

duram 50 vezes mais tempo que as de metal duro”, diz Wilfley, “e as 60 passadas necessárias para completar a rosca levam cerca de 3 minutos”. Haugen diz, “a Seco nos apoiou desde o início. Isso não é algo comum de ser visto em um fabricante”. O desenvolvimento de ferramentas especificamente para a Wilfley é um processo contínuo que ainda conta com a presença de Miller em Denver anualmente. Com o aumento na produtividade, um produto final mais confiável e um tempo de processamento mais curto para os clientes, a parceria da Wilfley com a Seco ajuda a garantir que a A.R. Wilfley & Sons permaneça como líder no setor por muitos anos. Após ter sucesso com a rosca trapezoidal, a Seco produziu uma ferramenta de fresamento especial adicional para uma rosca interna. O resultado foi um fresamento de “dois dentes” (uma ferramenta de hastes de cerca de 2,25 cm de diâmetro com duas pastilhas de rosqueamento com pontas de CBN200 na geometria UN 6).

Vida útil mais longa da ferramenta Componente:

Componente de bomba de pasta semifluida

Material:

Ferro fundido branco 24% Cr

Descrição da operação:

Fresamento indexável de roscas

Objetivo da usinagem:

Produzir uma rosca UN nº 6 em material endurecido

Ferramenta de usinagem:

Centro de Usinagem Vertical

Material:

Ferro fundido branco 24% Cr

Dureza

745 HB (65 Rc)

Fresa:

Especial

Pastilha:

CBN200 especial

Dados do corte:

vc:

150m/min

fz:

0.1 mm/dente

ap:

65 mm

Líquido de refrigeração:

Ferramenta de jato de ar

Resultado:

4 passadas para produzir a rosca


Tem peratura INSI GHT

enfrentando o

calor

evacuar calor da zona de corte é através dos cavacos. Avanços mais elevados também podem melhorar a evacuação de calor, pois avanços mais elevados produzem cavacos mais espessos (mais volume para retirar o calor). Também precisamos levar em consideração as propriedades do material da peça a usinar. Por exemplo, a condutividade térmica do material (como ele conduz calor) afeta a quantidade de calor que pode ser absorvida pelos cavacos. Com baixa condutividade térmica, mais calor permanece na zona de corte, elevando a temperatura de corte. A dureza também é outro fator importante. Quanto maior for a dureza do material da peça (por exemplo, quanto maior sua resistência à deformação), mais calor é gerado durante o corte. Relacionado a isso está o endurecimento por deformação, que ocorre quando o material de uma peça torna-se duro ao ser deformado. Materiais com elevadas tendências de endurecimento por deformação geram mais calor porque tornamse mais duros ao serem cortados. É claro que não mencionei um elemento importante na evacuação de calor da zona de corte. a refrigeração: Mas vamos deixar isso para outro artigo…

Patrick de Vos, Gerente de educação técnica corporativa da Seco, explica alguns fundamentos de calor e temperatura no corte de metais.

O corte de metais é um processo que deforma o material de peças de trabalho até que o mesmo se separa. Esse processo de deformação gera muito calor, reduzindo a quantidade gerada a partir da fricção entre os cavacos, a aresta de corte e peça. O calor se acumula na zona de corte, e se a temperatura (calor concentrado) subir demais, ela pode deteriorar a capacidade da aresta de corte (vida útil da ferramenta) e transformar a estrutura do material da peça. Para um corte eficiente, desejamos manter a temperatura em um nível aceitável, gerando menos calor e removendo-a o máximo possível da zona de corte. Vamos analisar alguns dos fatores mais importantes. Há diversas maneiras de reduzir a quantidade de calor que o corte gera. Do ponto de vista das ferramentas de corte, a geometria da aresta de corte é importante. Arestas de corte mais agudas “cortam” o material da peça mais e o “deformam” menos, gerando menos calor.

A velocidade do corte também exerce uma função, pois velocidades de corte mais rápidas deformam o material mais rapidamente, produzindo mais calor. Um aviso, contudo, sobre reduzir a velocidade de corte para gerar menos calor: a velocidade precisa ser elevada o suficiente para “amolecer” o material da peça na zona de corte (temperatura mais elevadas tornam o material da peça mais macio). Velocidades de corte mais rápidas também produzem mais cavacos por unidade de tempo, e isso resulta em mais volume de material para absorver e remover calor da zona de corte. Na verdade, o modo mais eficiente de

Cavacos adiante! O modo mais eficiente de liberar calor da zona de corte é através dos cavacos.

Patrick de Vos

cavaco quente

ferramenta muito quente

peça frio

Sugestões? Você tem algum pergunta de usinagem para Patrick de Vos? Envie-as para edge@secotools.com.

edge [2�2011]

13


retr ato le nny ta i

Clientes sempre recorrem ao Lenny Tai primeiro, cuja dedicação ao seu trabalho sempre o motivou a ir além para satisfazer seus clientes. Texto: Sonia Kolesnikov-Jessop Foto: Norman Ng ilustração: Istockphoto

Correndo contra

A

O

RELÓGIO

no Novo chinês de 2011 Enquanto

a maioria da população de Singapura aproveita a folga de quatro dias para as comemorações anuais em família, no segundo dia Lenny Tai já está de volta ao trabalho com a maior parte de sua equipe. O gerente do centro asiático de distribuição das ferramentas Seco (ADC) em Singapura, está cobrindo o turno de um de seus funcionários, que trabalhou no primeiro dia do Ano Novo. “Todo ano nos revezamos”, diz Tai. “Ano que vem, eu que estarei trabalhando no primeiro dia do ano”. Temos clientes na Austrália, Índia e outros países que não comemoram essa data. Para eles é um dia como qualquer outro, e as encomendas têm que ser entregues”. Ser flexível e conseguir adotar a perspectiva dos clientes faz parte do trabalho de Tai. Esse morador de Singapura de 49 anos tem liderado o ADC desde sua inauguração há 10 anos, e ele acredita que o segredo de seu sucesso é sua atitude no trabalho e seu comprometimento com seus clientes.

14 edge [2�2011]

Para o ADC, o serviço de clientes se resume a trabalho de equipe e prontidão, atendendo pedidos de clientes em até 24 horas. “Lenny é um exemplo a ser seguido em termos de confiabilidade e responsabilidade”, diz Jonas Sjödahl, gerente de projetos de logística de grupo. “Ele e sua equipe sempre se esforçam para enviar as encomendas para nossos clientes em tempo hábil”. Isso significa ficar de olho no relógio ou, no caso de Tai, no seu grande relógio esportivo preto. Ele disse que olha para ele “às vezes a cada minuto” ou quando um prazo se aproxima. “Quando começamos em 2001, tínhamos de 300 a 400 encomendas alinhadas por dia,” diz Tai. “Hoje temos de 1.500 a 1.800 encomendas alinhadas por dia”.

Junto com a empresa, a equipe ADC da Seco Tools também cresceu, de três funcionários originais para nove funcionários em tempo integral e três funcionários de meio período. A extensão do centro também cresceu, de alguns


Líder do distribuidor asiático de cubos da Seco, Lenny Tai gerencia uma equipe que começou com apenas 12 funcionários.

Clientes em primeiro lugar Nome: Lenny Tai Idade: 49 Carreira: Começou trabalhando com logística em 1984, como assistente na loja Flextronics Pte Ltd. Tornou-se lojista e depois supervisor de loja na Twin Arrows International, uma empreiteira da Mitsubishi Electric Asia. Em 1996 uniu-se à Seco Tools como coordenador de expedição. Enquanto trabalhava na Seco Tools, formou-se em ciências da computação no Singapore Institute of Management, em 2001. Interesses exteriores: Tai é um ávido jogador de basquete e regularmente joga com seus vizinhos.

“Quando o assunto é atendimento ao cliente, é importante se colocar no lugar deles.”

edge [2�2011]

15


retr ato le nny ta i

O ACD oferece serviços de Singapura à maioria dos países asiáticos.

países (Japão, Austrália, Malásia, Tailândia e Taiwan) para agora englobar toda a região asiática até a recente inauguração do Centro de distribuição chinês da Seco em Xangai. Lidar com clientes em seis fusos horários diferentes apresenta alguns desafios, incluindo como atender clientes que ainda estão trabalhando após você encerrar seu dia de trabalho. “Países diferentes têm prazos diferentes”, diz Tai, então todo dia é uma corrida contra o relógio para enviar as encomendas. Tai normalmente trabalha além do prazo de 17:30h do centro para a última coleta de encomendas pela DHL Global Forwarding. “Às vezes recebemos 100 pedidos de linha cinco minutos antes da última coleta”, diz ele. “Mesmo se embalarmos tudo rapidamente e deixarmos tudo pronto, ainda poderemos ter que esperar mais três ou quatro horas no escritório para um entregador da DHL vir de novo, porque coletas podem ser muito irregulares após esse horário”. Tai diz que ele sempre fica além do horário para garantir que as encomendas sejam enviadas porque ele entende as implicações que atrasos podem ter nos negócios dos clientes. “Nos esforçamos ao máximo para executar um pedido e enviá-lo no mesmo dia”, diz ele. “Não é tão fácil quanto parece, porque clientes podem fazer um pedido a qualquer hora, e nunca sabemos quantos pedidos eles irão fazer”.

16 edge [2�2011]

As três dicas de Lenny Tai sobre atendimento ao cliente Se coloque no lugar do cliente. Você precisa entender os motivos de seu cliente para poder antedê-lo melhor Seja flexível. Para todo problema há uma solução. Pense de forma criativa. Entenda que o sucesso de seu cliente também é seu sucesso. Se você fizer seus clientes felizes, eles sempre irão voltar.

As longas jornadas de trabalho são cansativas, mas Tai diz que ele se sente realizado quando todos os pedidos são atendidos e enviados com sucesso no fim do dia. Ele também gosta do desafio de enfrentar situações inesperadas, o aspecto de resolução de problemas de seu trabalho, seja um cliente mudando o conteúdo de um pedido que já foi embalado ou uma remessa que precisa ser recolhida após ser enviada. “Quando o assunto é atendimento ao cliente, é importante se colocar no lugar deles.” Tai explica. “Afinal de contas, o sucesso de seus clientes também é seu sucesso”.


SU STENTABILIDADE

chove chuva Assim como suas instalações na Índia, a Seco armazena água de chuva para conservar o fornecimento limitado de água e minimizar o impacto ambiental. Agora, a estratégia está se expandindo pelo grupo.Texto Anna Mc Queen Ilustração Zara Picken Quando Thierry Cros era diretor de

gerenciamento da fábrica da Seco em Pune, no estado indiano de Maharashtra, ele viu de perto os problemas causados pelo fornecimento limitado de água. Agora, como diretor de vendas e marketing da Seco em Bourges, na França, Cros está incentivando a fábrica a adotar estratégias similares àquelas usadas em Pune, para assegurar o acesso à agua. “Na Índia há secas regulares e o nível de água é muito baixo, então muitas empresas recorrem a caminhões pipa”, explica Cros. “Em termos financeiros e em termos de CO2 isso sai muito caro. Mas todo ano as monções trazem grandes quantidades de água de graça, então pareceu óbvio para nós armazenar esse recurso”. Em partes da Índia, armazenar água é obrigatório por lei, apesar disso não ser o caso em Maharashtra. Contudo, foram construídos tanques de armazenamento debaixo de cada

nova construção erguida por Cros e sua equipe para a coleta de água. “Atualmente, estamos armazenando 400.000 litros de água da chuva, o que é o suficiente para nossas necessidades de cobertura, enegrecimento e sinterização, para o óleo do líquido de refrigeração, quando é filtrado e para todas as nossas necessidades sanitárias e de água potável por seis meses no ano”, ele explica. Sistemas parecidos foram instalados na fábrica de Sorocaba no Brasil, junto com um sistema de aquecimento de água com energia solar. A fábrica da empresa em Bourges tem um sistema de armazenamento de água com capacidade de cerca de 24.000 litros. “Obviamente não temos as mesmas limitações de água em todo lugar que nem na Índia”, diz Cross, “mas assim mesmo nos preocupamos muito com as questões ambientais e estamos determinados a fazer tudo que for possível para reduzir nossa impacto ambiental”.

Uma fábrica sustentável Iniciativas ambientais na fábrica da Seco em Pune: Uma fábrica de osmose reversa para gerar água doce a partir de água pesada Uma fábrica de tratamento de resíduos de líquido de refrigeração Uma fábrica de tratamento de água de esgoto Armazenamento de água da chuva Manipulação aperfeiçoada de resíduos Uma fábrica de aquecimento de água com energia solar Um sistema de reciclagem de energia para aquecimento de água edge [2�2011]

17


O apetite grande e a maior expectativa de vida são dois grandes motivos por trás do aumento de cirurgias de quadril e joelho ao redor do mundo.

Se somente um porcento dos equipamentos médicos descartáveis nos EUA fossem reaproveitados, o sistema de saúde economizaria um bilhão de dólares.


TECNOLOG IA MÉ D ICA INDU STRIAL Texto Cari Simmons Fotos Getty Images, Joakim Abrahamsson e Folio

Constituição

FÍSICA

Três milhões de pessoas fizeram uma substituição de quadril ou joelho em 2010, além de muitos outros candidatos aguardando cirurgia. Isso talvez seja desgastante para os hospitais, mas não está prejudicando a indústria de tecnologia médica Apesar da última recessão, prevê-se que o mercado ortopédico cresça entre 11 e 12 porcento somente este ano, em uma indústria que já está valorizada em 40 bilhões de dólares americanos. No ano passado 3 milhões de pessoas tiveram quadris ou joelhos substituídos, e tem mais na fila. Esse crescimento de cirurgias de quadril e joelho se deve em grande parte à maior expectativa de vida e obesidade, fatores que estão sobrecarregando as juntas das pessoas e aumentando a necessidade de próteses para repor as partes danificadas do corpo. Próteses têm diversos formatos, tamanhos e são feitas de diversos materiais. Atualmente é comum que as próteses sejam do quadril, joelho ou ombro, mas implantes dentários também são cada vez mais comuns. Há inúmeras ligas metálicas ortopédicas, mas os dois principais materiais usados em próteses hoje

Uma fresa com forma especial é usada em próteses de joelho.

em dia são o titânio e cobalto-cromo. Os dois materiais são leves, duráveis, não tóxicos e imediatamente aceitos pelo corpo. Todos os materiais passam por um processo de limpeza rigoroso para garantir que estejam livres de impurezas antes da inserção. Força é essencial quando se trata de próteses. O titânio, além de ser leve, é extremamente forte. Ele também é muito compatível com o osso edge [2�2011]

19


humano, facilitando a assimilação e integração com o tecido ósseo. Apesar de não ser tão flexível quanto o osso, é relativamente elástico e reage bem sob estresse. O cobalto-cromo não é tão flexível quanto o titânio, mas também é muito forte e resistente à fadiga. A escória do cobalto e do cromo é geralmente misturada com quantidades menores de outros metais para formar o material. Compósitos oferecem mais flexibilidade e limites de resistência à tração mais elevados que o cobalto-cromo ou o titânio e são cada vez mais usados, especialmente em reposições do corpo vertebral, onde a flexibilidade é essencial. Eles são feitos principalmente de fibras de carbono e sua fabricação é extremamente cara. O titânio altamente poroso, com cerca de 70 porcento de porosidade, também está sendo usado. “A vantagem do titânio poroso é que ele se fixa ao osso mais rapidamente e é mais leve”, diz Phil Russell, Gerente internacional de contas na Seco. “A usinagem de titânio e cobalto-cromo exige esforços de corte somente um pouco mais elevados que aqueles utilizados no aço”, diz ele. “Mas as características metalúrgicas do titânio e do cobalto-cromo tornam sua usinagem mais difícil do que a do aço”. Equipamentos ortopédicos são projetados para se ajustar ao formato complexo dos ossos e das articulações, então a usinagem dessas peças também é algo complexo. A usinagem de equipamentos a partir de lingotes envolve a remoção de muito material, o que encarece o processo. Como consequência, algumas peças são moldadas em um formato próximo ao formato final. Esse processo geralmente requer auxílio de dispositivos, que é complexo e caro. Outro fator que aumenta a complexidade da usinagem é a tolerância limitada exigida pela maioria dos equipamentos. No horizonte da tecnologia médica, Russell prevê um aumento na automação para diminuir as despesas com salários. Outra tendência é o reaproveitamento de equipamentos médicos, ou pelo menos a reutilização de algumas peças. “Se somente um porcento dos equipamentos médicos descartáveis nos EUA fossem reaproveitados, o sistema de saúde economizaria um bilhão de dólares”, diz ele, “sem comentar o impacto positivo que essa atitude teria no meio ambiente”.

A vantagem do titânio poroso é que ele se fixa ao osso mais rapidamente e é mais leve. Phil Russell, gerente internacional de contas, Seco

20 edge [2�2011]

As brocas de metal duro Seco Feedmax foram feitas especialmente para usinagem de titânio e outras ligas.


Reposições de joelho são cada vez mais comuns.

A série Jabro MINI 900 oferece ferramentas padrões para aplicações dentárias.

Soluções para a indústria médica A Seco oferece soluções de usinagem e ferramentas de corte projetadas especialmente para a indústria médica. A grande variedade de pastilhas de torneamento combinadas com o Jetstream Tooling™ é ideal para materiais de difícil usinagem. As brocas de metal duro Seco Feedmax foram feitas especialmente para usinagem de titânio e outras ligas usadas na indústria médica. As fresas de topo de metal duro Jabro™ também são perfeitas para as demandas de usinagem de componentes médicos. “Usamos muito o metal duro sólido, e a vantagem que temos com nossas fresas de topo é que a classe de metal duro que usamos, junto com o processo de retífica, nos proporciona um excelente desempenho comparado com nossos concorrentes”, diz Phil Russell, gerente internacional de contas da Seco. O metal duro também é usado, por exemplo, na usinagem de uma superfície de rolamento em pastilhas de bandeja de joelhos de polietileno. Com uma ferramenta de acabamento de primeira muito afiada, produz-se um acabamento e uma forma de superfície sem riscos ou marcas, com uma aparência polida que é extremamente importante na sala de cirurgia. “Se o cirurgião não gostar da aparência do acabamento em uma pastilha de rolamento”, diz Russell, “ele vai descartá-lá”. Evidentemente, a estética têm um papel muito importante mesmo quando não aparece. www.secotools.com/Medical-Solutions

Mais peças por ferramenta Componente:

Acetabular

Material:

CoCr - Lingote

Descrição da operação

Fresamento do perfil do acetábulo

Critério:

Tempo de ciclo e vida útil da ferramenta

Ferramenta:

JH930080R050

Dados do corte:

n:

3000 RPM

vf:

635 mm/min

ap:

0,63 mm

Refrigeração:

Sistema de refrigeração contínuo

Resultado

A Seco reduziu em 45 minutos o tempo de ciclo e aumentou as peças por ferramenta em 75%

Ciclo de tempo reduzido Componente:

Bandeja de joelho

Material:

Ti 6Al-4V

Descrição da operação

Fresamento de desbaste da bandeja de joelho

Critério:

Aumento da vida útil da ferramenta e redução do tempo de ciclo

Ferramenta:

JH930080R050

Dados do corte:

n:

2040 RPM

vf:

533 mm/min

ap:

3,81 mm

Refrigeração:

Sistema de refrigeração contínuo

Resultado

Dominou a competição com uma redução do tempo de ciclo em 35% Vida útil da ferramenta teve aumento de 40 peças por ferramenta para mais de 170

edge [2�2011]

21


no tr a ba lho Texto: Nina Asimus Foto: David Magnusson

uma fábricaque continua crescendo Roger Berggren, gerente de fábrica da oficina de usinagem Fårbo Mekaniska em Fagersta, na Suécia, nos conta sobre sua filosofia de trabalho.

roger berggren Idade: 40 Ocupação: Gerente de fábrica da oficina de usinagem Fårbo Mekaniska Local: Fagersta, Suécia Família: Esposa e três filhos com idades de 15, 10 e 8 anos Hobbies: Carros, golfe e passar tempo com sua família.

Trabalho na Fårbo Mekaniska há bastante tempo. Dois meses antes de concluir a escola técnica, assinei um contrato de trabalho com os chefes da empresa, que visitaram nossa escola à procura de jovens qualificados. Quando comecei na oficina havia quatro funcionários, e hoje temos 25 e vendas de aproximadamente 40 milhões de coroas suecas. “Assumi a oficina em 2005 com um capital inicial que ganhei trabalhando em dois empregos. Nossa receita para o sucesso envolve ousadia para investir e um controle rígido de nossas despesas. Geralmente estou envolvido em todos os nossos novos negócios. Também monitoro operações de perto e estou familiarizado com toda o maquinário. “Agora meu papel é ser gerente de fábrica e garantir que a produção ocorra sem problemas. Por isso que adquirimos dois dispensadores de ferramentas Seco Point. Esse sistema nos poupa uma incrível quantidade de tempo. Agora nunca nos falta uma ferramenta, e como resultado a produção nunca para. Reduzimos o tempo de inatividade das máquinas, e nossos lucros não param de crescer. “Investimos cerca de 6 milhões de coroas suecas todo ano em novos desenvolvimentos e maquinário, incluindo vários robôs. Acho empolgante o surgimento constante de novos avanços técnicos”.

Seco Point O Seco Point é um sistema de armazenamento mecanizado que garante que a oficina nunca tenha tempo de inatividade de máquinas devido à falta de materiais. Depois que o sistema é programado com todas as informações necessárias, o Seco Point mantém um registro de quanto material foi usado na produção e automaticamente encomenda a quantidade certa de material na hora certa. www.secotools.com/secopoint

22 edge [2�2011]


da dos do a pl i cat ivo

na

ÁREA

O website atualizado da Seco oferece aos clientes inúmeros recursos úteis que ajudam a aumentar a eficiência na oficina. o website corporativo da Seco apresenta uma nova

escolha da ferramenta

O Seco Guide permite que você escolha a ferramenta certa para suas necessidades. Você também pode fazer uma busca por grupos de produtos, método de corte ou grupos de materiais.

programação

Com o novo Threading Wizard você pode executar uma programação complicada e cálculos para criar uma rosca perfeita desde o primeiro corte. www.secotools.com/customerzone

Customer Zone, onde clientes encontram diversos serviços e aplicativos interativos que ajudam a achar e usar produtos Seco com mais facilidade. Os aplicativos são atualizados regularmente com mais funcionalidades. “Queríamos facilitar a vida de nossos clientes”, diz Carl Enarsson, responsável pelo conteúdo da Customer Zone. “Antes nossos aplicativos eram difíceis de achar e em alguns casos era preciso baixar o aplicativo para seu computador. Agora todos eles estão juntos e são facilmente localizáveis. Você também pode executar os programas diretamente de um navegador de internet. Os clientes podem ter certeza de que os dados dos aplicativos sobre produtos estão sempre atualizados, independente do aplicativo. Além disso, um recurso de login pessoal permite que os usuários vejam o preço de todos os produtos padrões. Os aplicativos que não exigem acesso online podem ser usados offline sem fazer login, o que permite que usuários levem laptops para a oficina e usem os programas lá.

edge [2�2011]

23


em r es u m o

Geometria avançada A FF2 é uma nova geometria de quebra-cavacos para pastilhas de torneamento negativo. Ela foi especialmente projetada para materiais maleáveis que geram cavacos longos como aços inoxidáveis e com baixo teor de carbono. Projetada para aplicações de acabamento com baixos avanços e pequenas profundidades de corte, a FF2 oferece esforços de corte reduzidos se comparada com sua antecessora, a FF1. A FF2 pode ser usada nas mesmas aplicações, e é uma geometria versátil que também serve como complemento para a MF2 em acabamentos. A nova geometria de quebra-cavacos está disponível nas mais populares classes de pastilhas, incluindo as classes com cobertura Duratomic® e diversos outros tipos de pastilhas. A FF2 foi adaptada para ser usada com a linha Jetstream Tooling de porta-ferramentas.

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

Continue afiado A Seco amplia sua linha para a usinagem de compósitos com uma seleção de ferramentas padrão de PCD (diamante policristalino), incluindo tanto as fresas Jabro quanto as brocas Seco Feedmax. Esses corpos sólidos de metal duro com arestas de corte de PCD oferecem excelente resistência ao desgaste, resultando em menos mudanças nas ferramentas, maior qualidade das peças e elevada produtividade. Com geometrias de corte desenvolvidas especificamente para fresamento de compósitos, as arestas de PCD são extremamente agudas, necessárias para prevenir a delaminação da peça de trabalho. As fresas Jabro de PCD estão disponíveis em diâmetros de 6 a 16 milímetros e, para uma maior flexibilidade, com ângulos de saída da hélice neutros, positivos ou negativos. Todas as fresas de PCD possuem canais de refrigeração interna para se obter uma refrigeração eficiente. A nova variedade de brocas Seco Feedmax com arestas de corte de PCD ostenta um ângulo de ponta de 120 graus e arestas de corte duráveis. Projetada para evitar a delaminação durante a perfuração, as brocas Seco Feedmax de PCD possibilitam velocidades de corte mais rápidas com elevada produtividade e segurança de aplicação se comparadas com outros materiais de corte de aresta. As brocas estão disponíveis em diâmetros de 4 a 25 milímetros. As dimensões mais comuns estarão em estoque, com outras disponíveis mediante solicitação. Para mais recursos a Seco também oferece soluções personalizadas adicionais de ferramentas (veja o exemplo abaixo).

24 edge [2�2011]

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON


ideal para pequenos furos A linha completa da Seco de pastilhas de nitreto de boro policristalino (PCBN) com furo de fixação central foi expandida com uma ampla variedade de pequenas pastilhas de círculos inscritos (IC). A aplicação principal é de usinagem de traços pequenos como furos internos de pequeno diâmetro em materiais duros ou abrasivos. Pequenas pastilhas IC estão disponíveis em duas classes incluindo aço

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

Os fortes ficam mais fortes

endurecido, ferro endurecido, ferro fundido cinzento e materiais PM. A camada PCBN completa oferece várias vantagens sobre produtos revestidos, como risco reduzido de dessoldagem, nenhuma limitação de tamanho de ponta e mais arestas de corte por pastilha. Isso a torna uma alternativa eficiente para ser usada também em cortes profundos.

A Seco criou a CBN500, uma nova classe de nitreto de boro policristalino (PCBN) para a usinagem de ferro fundido branco. A CBN500 substitui a CBN350 e possui um novo aglomerante patenteado que aumenta a dureza. Com a mais nova tecnologia de síntese e uma distribuição de partículas de nitreto de boro cúbico (CBN), a resistência ao desgaste também melhorou significativamente. Os benefícios incluem aumento da vida útil da ferramenta, risco reduzido de falhas das arestas e melhor consistência de desempenho. A CBN500 também é adequada para usinagem de aços de manganês e aços duros. As aplicações também incluem torneamento, rosqueamento e fresamento de laminadores de aço, grandes componentes de bombeamento e cones de trituração de pedras.

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

Esquadrejamento do trabalho e apropriada para operações de fresamento, incluindo o desbaste, semi acabamento, acabamento por rasgo, contorno, interpolação helicoidal e de rampas. Inicialmente será disponibilizada em diâmetros de 16 a 100 milímetros com um raio de pastilha de 0.4 a 0.8, duas geometrias e oito classes de pastilha. A Turbo10 pode ser montada com hastes cilíndricas, weldon, árvores e combimaster.

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

A Turbo10 é uma nova ferramenta de corte de alto desempenho de fresamento de esquadrejamento com aumento da vida útil e da precisão da ferramenta. Isso é obtido através de propriedades de corte otimizadas que reduzem a geração de calor e o esforço de corte, e uma nova geometria de pastilha que faz o fresamento de ângulos de canto em 90 graus. Isso torna a Turbo 10 muito flexível

edge [2�2011]

25


em r es u m o

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

High FeedTM 2 é uma nova geração de ferramentas feitas para uma altíssima produtividade em máquinas CNC modernas. Sua pastilha oblonga combina força com um número máximo de dentes em relação ao diâmetro. O passo fino possibilita taxas de avanço altas com um desempenho de corte estável, mesmo com interrupções no corte. O design bem equilibrado do corpo e das pastilhas permite um fluxo de cavacos livre em fresamento por cópia de cavidades com balanço longo. Projetada para taxas de avanço altíssima com pequenas profundidades de corte, a High Feed 2 está disponível em diâmetros de 16 a 35 milímetros para uma ampla variedade de materiais.

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

Velocidades maiores para avanços

Seguindo o sucesso da Square6-08 para fresamento de esquadrejamento, a Seco está adicionando uma versão menor à linha de produtos: Square6-04 com diâmetros de 20 a 63 milímetros. Ideal para máquinas pequenas e médias, a Square6-04 tem uma profundidade de corte máxima de 4 milímetros. As pastilhas possuem dupla face com um total de seis arestas de corte otimizadas para um esforço baixo de corte. Tudo isso resulta em um melhor custo eficiência e elevada produtividade. A Square6-04 também pode ser usada para fresamento lateral e plunging, e também está disponível em geometrias e classes para uma ampla variedade de materiais.

26 edge [2�2011]

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

Square6TM diminuído


força interior A família de quebracavacos para pastilhas de torneamento positivo de trava central tem um novo membro, o M5. Com uma aresta de corte mais forte que seus irmãos F1, MF2 e F2, o M5 oferece uma elevada taxa de remoção de material . Ele foi projetado para manipular peças com superfícies duras ou interrupções, por exemplo em peças forjadas ou fundidas, que apresentam risco de lascamento de arestas ou falha total da ferramenta. Comparado ao quebracavaco F2, o M5 gera esforços de corte mais baixos. Em condições instáveis ele previne vibrações e melhora a qualidade das peças. O M5 está disponível em uma variedade de classes, incluindo a Duratomic. Sua geometria é adaptada para os portaferramentas Jetstream Tooling.

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

classes aprimoradas O alargador intercambiável Precimaster™ da Seco para produção de alto volume agora está disponível em duas novas classes. A RX2000 é feita de metal duro com cobertura e a RX1500 é feita de cermet com cobertura. Ambas oferecem 30 porcento de dureza aumentada comparadas com a CP20, o que aumenta a vida útil da ferramenta e possibilita velocidades de corte mais altas. Além disso, o menor coeficiente de fricção de ambas melhora a evacuação do cavaco e da segurança de produção. A RX2000 é uma classe nova desenvolvida recentemente para produção em massa de todos os materiais exceto os não ferrosos. É principalmente confiável em aço inoxidável. A RX1500 substitui a C200R e é apropriada para velocidades de corte extremas em ferro fundido e aplicações de ferro.

:J TO FO

K OA

IM

AB

MS

HA

RA

SO

N

Na bola A linha versátil da Jabro™-Solid2 de fresas para esquadrejamento possui opção de ponta esférica em diâmetros de um a 25 milímetros. Isso melhora uma solução de maquinário já flexível que corta uma ampla variedade de materiais, de aços de carbono e ferro fundido cinzento a aços inoxidáveis e superligas, com a mesma ferramenta. A ponta esférica da Jabro-Solid2 foi projetada principalmente para desbaste e acabamento em aplicações de fresamento de cópia 3D. Ela oferece dados de corte aprimorados e um tempo de vida útil de ferramenta maior comparado com as gerações anteriores e muitas outras alternativas no mercado. Tudo resulta em uma melhor produtividade e um melhor custo eficiência. A ponta esférica da Jabro-Solid2 tem opção de dois, três ou quatro cortes e três comprimentos diferentes.

FOTO: JOAKIM ABRAHAMSSON

edge [2�2011]

27


FOTO: HANS NORDLANDER ILUSTRAÇÃO: ISTOCKPHOTO

no

caminho certo Essa roda de ferrovia

destina-se a trens de carga na Linha de Minério de Ferro (Malmbanan em sueco), uma rota que liga a mina de ferro em Kiruna, na Suécia, ao porto Atlântico de Narvik, na Noruega. Cada roda pesa aproximadamente 500 quilos e tem que suportar cargas pesadas e temperatura extremas, desde o clima ártico até o calor gerado ao frear.

25

toneladas

Lucchini’s O grupo italiano de aço chamado de oficina Lucchini'sem Surahammar na Suécia, é especializado na produção de rodas de ferrovias e na montagem de conjuntos completos de rodas para o mercado da Escandinávia. A empresa usa pastilhas da Seco no tornamento.

Cada roda é forjadaem aço, usinada e aquecida a 200˚ C antes de ser ajustada em um eixo de 25 toneladas. Com quatro eixos, cada vagão de trem foi capaz de carregar 100 toneladas.

Ferramentas RCMX 20, 25, 32; classe TPO500; geometrias R­ 2/ RR94/RR97 SNMM 250924; classe TP0500; geometria R7

Sugestões? Você usa ferramentas da Seco para produzir um produto cativante? Entre em contato conosco em edge@secotools.com. 02790766 ST20116318 BR

BR_edge2011_2_LR  

como eliminar o calor novos formatos de ferramenta motores scania uma revista da seco nº 2.2011 próteses para juntas do ombro exigem ferrame...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you