Page 75

Margarida Lopes Fernandes O LINCE NAS NOSSAS MÃOS

logia de lince ou sobre técnicas de maneio (ex. coelho-bravo). As sessões são moderadas por facilitadores independentes e com formação específica que conduzem um processo transparente entre os seus intervenientes. A sequência de reuniões visa um produto – um plano de reintrodução e conservação do lince - para aquela área mas cria também proximidades e sobretudo um melhor entendimento dos vários pontos de vista em questão. Neste processo existem ainda as seguintes vantagens: ▶ ▶ ▶ ▶ ▶ ▶

• © Margarida Lopes Fernandes.

conseguem-se melhores diagnósticos origina um grande leque de opções para resolver problemas consegue sinergias e mobilização dos recursos disponíveis os intervenientes reconhecem-se todos no produto final cria capacidades e empowerment nas populações de áreas de lince confere maior legitimidade ao processo

As técnicas usadas nas reuniões facilitadas, dão oportunidade a todos os indivíduos de expressar as suas ideias, por vezes em grupos reduzidos, minimizando que as conversas sejam dominadas por uma ou duas vozes na sala. Uma abordagem tradicional de envolvimento do público seria fazer uma apresentação sobre uma proposta de plano e esperar pelas reacções. Neste outro formato de trabalho surgem questões e avançam-se soluções em conjunto, ouvindo e construindo consenso. Em geral as maiores questões que existem para resolver são a falta de confiança entre indivíduos e instituições. O processo não termina com a produção de um documento, continua com o acompanhamento das acções. É um processo dinâmico, e pode mesmo haver lugar à formação de conselhos específicos para assegurar a implementação dos planos. VISÃO Não existe apenas um lince-ibérico nas comunidades mas uma imagem multifacetada da espécie construída através de gerações e a partir de ter experienciado (ou não) a coexistência. O lince tornou-se, para os humanos, primeiro num troféu de caça e, já no fim do século XX, um símbolo de protecção da natureza. Para todos os conhecimentos existentes e percepções sobre o lince há também uma relação estabelecida e um possível sentimento de pertença. Por essa razão podemos, com a construção de planos conjuntos, inspirar o compromisso de que o lince está nas nossas mãos, nas de todos, e a sua futura coexistência com os humanos depende da vontade e também da capacidade de cada um. Se cada um cumprir o seu papel pela ideia de um bem comum, conseguindo reconhecer benefícios económicos na conservação do lince mas também outros, não quantitativos, e uma necessidade moral de o fazer, então poderá haver menos disputas e protagonismo para alguns e maior respeito, entre as pessoas e entre pessoas e predadores. •

As ideias aqui expressas foram também desenvolvidas no seio do grupo de trabalho de dimensão social para lince-ibérico, que contou com a colaboração de vários colegas e especialistas: http://linceiberico.icnf.pt/content.aspx?menuid=47&exmenuid=35 1

As áreas classificadas da Rede Natura 2000 designadas pela inclusão do valor lince-ibérico, ocupam uma área razoável de Portugal e Espanha

Bath, A 2013 Workshop results: exploring issues regarding Prelude Lake. Report online. Borrini-Feyerabend G 1996 Collaborative Mangement of protected areas: tailoring the approach to the context. Issues in social policy. IUCN ICNF 2010 Elaboração de Planos de Gestão Participada. Linhas orientadoras para coordenadores e facilitadores. Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade. ICNB 2012 Plano de envolvimento da população local nas áreas potenciais de reintrodução do lince-ibérico. Mobilizar para conservar. Grupo Dimensão social. Relatório não publicado. Schaller, G 2011 A Politica está a matar os grandes felinos. National Geographic

75

Ideas para conservar al lince ibérico  

Ideas para conservar al lince ibérico. Nuevas aportaciones para la supervivencia del felino más amenazado del mundo. Javier Calzada, Juan Ma...

Ideas para conservar al lince ibérico  

Ideas para conservar al lince ibérico. Nuevas aportaciones para la supervivencia del felino más amenazado del mundo. Javier Calzada, Juan Ma...

Profile for secem
Advertisement