Page 1

“A RIQUEZA HUMANA CONSISTE NA DIVERSIDADE CULTURAL DO PRESENTE E DO PASSADO”.

RELATÓRIO 2º BIMESTRE

Willian M. Schneider

3º ANO B - 2013 PROFESSORA SANDRA REGINA MORETO


2º BIMESTRE Queridos familiares, Chegamos ao final de mais um bimestre! O nosso grupo é muito interessado, participativo e mostrou envolvimento nas atividades propostas. Conversamos bastante, investigamos e fizemos reflexões que nos levaram a novas descobertas. Aqui vamos contar um pouco das nossas experiências e esperamos que vocês gostem. Professores e alunos do 3º ano B


CIÊNCIAS HUMANAS

“TROCANDO CULTURAS...”


CIÊNCIAS HUMANAS Gostamos de aprender ainda mais sobre a cultura indígena e fizemos novas descobertas que nos marcaram:

Os ritos de passagem são feitos para celebrar a diferença de criança para adulto, ou quando alguém casa, quando nasce ou quando morre. Trouxemos exemplos de ritos de passagens celebrados na nossa cultura e em outras. Os costumes dos índios são diferentes, mas percebemos que muitas

brincadeiras nós também fazemos. Por exemplo: pega-pega, esconde-esconde e eles também brincam de roda e de futebol. Várias coisas que a gente tem, foram os índios que ensinaram. Por exemplo: o pau de chuva, arco e flecha, tomar banho todos os dias.

Gostamos de saber que, para os Xavante, se eles se pintam de vermelho é festa e se é de preto é guerra. Eles usam uma gravatinha de pena e uma pena de gavião. Eles cortam o cabelo no cocuruto da cabeça e pintam de vermelho. Fizemos a leitura do texto “A árvore e seus donos e história do WUWURU” do povo Ticuna, depois cada um de nós escolheu uma árvore conhecida, criou um ser protetor para ela e escreveu um texto e fizemos uma ilustração sobre ele. Terminamos de ler o livro Coisas de Índio de Daniel Munduruku, ver o vídeo e conhecer outros livros dele que lemos na sala e que pegamos na biblioteca.


CIÊNCIAS HUMANAS

SERES PROTETORES


CIÊNCIAS HUMANAS


CIÊNCIAS HUMANAS

ALGUMAS LEITURAS... “Coisas de índio” “Histórias de índio” Daniel Munduruku


Alimentação...

CIÊNCIAS HUMANAS

Como agricultores, os índios preparam a terra para o plantio. Nós experimentamos alguns alimentos cultivados pelos índios como: mandioca, fubá e milho.


CIÊNCIAS HUMANAS

As brincadeiras...

Na maioria das comunidades indígenas as crianças aprendem o que é ter união, elas sempre brincam juntas. Quanto maior o grupo melhor.


CIÊNCIAS HUMANAS

Os rituais...


CIÊNCIAS HUMANAS

Começamos a usar o Geoatlas e ficamos muito empolgados com o que encontramos. Passamos

alguns

dias

folheando para ver tudo o que tem de diferente. Além do planisfério, achamos interessante as bandeiras dos países que não conhecíamos e

tinham

as

informações

sobre

cada país e o número da população e a moeda.


CIÊNCIAS HUMANAS

Como fechamento do nosso trabalho sobre a cultura indígena fizemos uma exposição de objetos de diferentes povos...


CIÊNCIAS NATURAIS Nós visitamos a nascente do rio Tietê em Salesópolis e bebemos da sua água. Vimos como é importante preservar nosso ambiente: deixar a mata ciliar, não mudar as curvas do rio e cuidar muito do olho d’ água. Ele, tão pequenino, vira esse rio que atravessa o estado de São Paulo! No caminho para Salesópolis conhecemos o cinturão verde: são plantações de alimentos, vegetação preservada e que formam um anel verde que protege a cidade da nascente. Entendemos que para bebermos água ela precisa ser potável e a água que usamos passa por um longo tratamento. Por isso, mesmo que ela pareça limpinha e transparente, ela precisa do tratamento e precisa ser filtrada ou então podemos ter alguma doença. Estudamos sobre o ar, que é uma mistura de gases, e muito importante para os seres vivos. Nossa atmosfera nos protege e precisamos também protegê-la. Fizemos experimentos sobre o ar com água, copo, balão, cata-vento, bexiga e os principais componentes do ar são nitrogênio, depois oxigênio e outros gases. Montamos um cata-vento e foi muito divertido: entendemos que a forma dele tem a

ver com o movimento dele: temos que assoprar no “buraquinho” dele.


CIÊNCIAS NATURAIS

SALESÓPOLIS

TEXTO COLETIVO


CIÊNCIAS NATURAIS

EXPERIMENTOS

Brincamos com os aviões e barquinhos de papel. Gostamos de fazer os experimentos da bexiga e do

copo. Comprovamos que o ar existe e tem massa. Vimos que não tem forma própria e que faz pressão. O vento é o ar em movimento. Pode

gerar energia e carregar objetos, como o cata-vento, o moinho ou um furacão.


CIÊNCIAS NATURAIS

Mais experimentos...


LÍNGUA PORTUGUESA

Gostamos muito de ler e escrever fábulas, elas são textos curtos, suas personagens são animais que falam e agem como pessoas, tem moral e além disso, tem sempre um ensinamento muito bom. Aprendemos sobre o uso das letras R/RR: quando tem som forte no meio da palavra é RR, e som fraco é R. E tem o S/SS: quando tem som de s no meio palavra entre vogais é SS e quanto tem som de Z é S. Também gostamos muito de saber quando usamos M ou

N no meio das palavras antes de consoantes: M só é escrita antes de P ou B. Foi muito divertido o dia que percebemos isso, assim cada vez estamos errando menos.


LÍNGUA PORTUGUESA


LÍNGUA PORTUGUESA Estudamos sobre o substantivo próprio, que é sempre os

nomes das pessoas, das cidades, dos países... e sempre se usa a letra maiúscula ao escrevê-los. O substantivo comum são nomes dos objetos, das coisas.

Esse bimestre lemos e escrevemos também alguns relatos de viagem e estamos cada vez mais sabendo usar a pontuação: que são o ponto final, dois pontos, ponto de interrogação, ponto

de exclamação, travessão e aprendemos a usar o parágrafo. Aprendemos a separação de sílaba: prestamos atenção em como falamos a palavra pausadamente e alguns amigos deram a

dica de bater palmas para ajudar essa estratégia. Uma regra importante é que em palavras com RR ou SS essas letras não ficam perto uma da outra.


Adoramos fazer a leitura do livro

“Felpo Filva”. Com ele treinamos a leitura e adoramos as imagens feitas pelo ilustrador e até

arriscamos imitá-lo.

LÍNGUA PORTUGUESA

Livro: Felpo Filva Eva Furnari


LÍNGUA PORTUGUESA

RELATOS DE VIAGEM Conhecemos alguns relatos de viagem como os do autor Júlio Verne e Almyr Klink. A Sandra precisou ler o livro “Férias na Antártica” inteirinho, porque estávamos muito interessados em saber tudo o que as irmãs Laura, Tamara e Marina Helena faziam a bordo do barco de seu pai nas viagens a Antártica.


FÁBULAS

LÍNGUA PORTUGUESA


LÍNGUA PORTUGUESA

BIBLIOTECA

Em nossas idas a biblioteca indicamos leituras que já fizemos, discutimos sobre alguns autores e gêneros de leitura e aprendemos como escolher um bom livro. Também aprendemos a ter responsabilidade e postura de leitor.


LÍNGUA PORTUGUESA

LER


MATEMÁTICA Tivemos que resolver vários problemas e vimos que podemos “escrever nosso pensamento”, e que é bem difícil explicar como se fez a conta. Mas, estudamos que tem vários jeitos de se resolver as contas e um ensina o

outro e então, cada um cria o seu jeito de registro: desenhos e cálculos. Estamos mais atentos aos sinais das contas: se e subtração ou adição, no começo do ano errávamos bastante e agora está bem melhor. Nós fizemos também muitas contas com o ábaco e o material dourado para entender as trocas da adição. Agora o algoritmo da adição tem mais uma técnica que precisa de muita atenção para se resolver. Se na conta, passar de 10 unidades trocamos por 1 dezena, e se tiver 10 dezenas,

trocamos por 1 centena. Por exemplo se somarmos 6 + 7 dá 13, então o 3 fica na unidade e trocamos as 10 unidades por 1 dezena e colocamos 1 na ordem da dezena. Fizemos contas com muitas parcelas também, as contas ficam enormes!


MATEMÁTICA

DIFERENTES ESTRATÉGIAS Durante as aulas de matemáticas trocamos e

partilhamos diferentes estratégias de cálculos. Assim teremos diferentes

possibilidades de resolução para um mesmo cálculo.


MATEMÁTICA ÁBACO E MATERIAL DOURADO


MATEMÁTICA

MEDIDAS...


MATEMÁTICA Aprendemos sobre as formas geométricas espaciais, os sólidos geométricos: cone, cubo, paralelepípedo, esfera e bloco retangular.


MATEMĂ TICA Uma novidade nesse bimestre foi a tabuada. Estamos aprendendo as primeiras ideias e fizemos brincadeiras para entender como ela ĂŠ montada.


MATEMÁTICA

“PROBLEMAS BOBORILDOS” Eva Furnari Estamos nos divertindo fazendo a leitura deste livro e conhecendo as personagens engraçadas que estão sempre com um problema para resolver.


ARTES PLÁSTICAS

Trançar tantas ideias, produzir redes de sentidos através das brincadeiras de sujeitos, tempos e lugares diferentes foi assunto das aulas de artes neste bimestre. Kalapalos, Portinari e Breughel compuseram nosso repertório. Eloise Janczur Guazzelli


HISTÓRIAS E BRINCADEIRAS

Se criança governasse o mundo ... “Sabe o que ele seria? Uma bola de brincar!”

Neste bimestre seguimos ouvindo e criando nossas Histórias e Brincadeiras. A grande novidade foi nossa participação na Semana Mundial do Brincar. No dia 21 de maio, aceitamos o convite do Núcleo de Cultura e Pesquisas do Brincar da PUC- SP, para brincarmos no quintal organizado na quadra da Universidade.


HISTÓRIAS E BRINCADEIRAS

CABO DE GUERRA

Nossas crianças divertiram –se ao compartilhar, com os organizadores do evento, a experiência vivida, semanalmente, nos encontros de Histórias e Brincadeiras, do Colégio São Domingos. Vivian Catenacci


HISTÓRIAS E BRINCADEIRAS

BOLHAS DE SABÃO BAMBOLÊS

TELEFONE DE LATA


A nossa Festa Junina revelou uma parte importante do processo de criação e aprendizagem que tivemos neste bimestre. Fizemos histórias que envolveram culturas diversas: cultura do brincar; cultura do olhar; do ouvir, de dançar... Outras partes ficaram na experiência da convivência e tudo foi muito significativo! Quando usamos o fogo para fazer o Maracá... Quando cantamos as canções Suruí, Krahô, Guarani, Kalapalo, tentando achar a pulsação no corpo coletivo... Quando ensaiamos e nos apresentamos, compatilhando com um coletivo ainda maior a harmonização das diferenças...

MÚSICA


MÚSICA A árvore simbolizando a terra, aquilo que cresce, que é cíclico, que abriga; que nos oferece a ciranda e nos aproxima... Duas exposições na Biblioteca e um concerto de pais no evento LER coroaram nossos estudos sobre Texturas Sonoras e o conhecimento da literatura musical nas aulas em que íamos à biblioteca. Acendendo o fogo para construírmos os maracás... Os ensaios da Festa Junina e muito canto e muita brincadeira. O quadro de Bruguel “Jogos Infantis” num cenário brasileiro. Foi lindo! Monica Huambo


INGLÊS “Gostamos de Simon Says, bingo, músicas como Five Little Monkeys e Incy Wincy Spider! Também gostamos das lições de casa. Queremos mais Simon Says, Five Little Monkeys e What’s

your name com pessoas famosas!” “´Nós gostamos da música Hello, do vídeo do Bob Zoom, das provas, de brincar de mímica! Queremos brincar de Vivo ou

Morto em inglês e aprender os dias da semana e os meses! Também queremos ir na informática durante as aulas de inglês!”


INGLÊS “Queremos brincar de

Detetive, Anjo e Assassino e assistir Disney! Gostamos de tirar as fotos das mímicas que inventamos e das músicas que aprendemos nas aulas como Buckle my shoe!” “Nós gostamos de tudo!

Queremos ver filmes em inglês, ter jogos toda semana e descobrir uma nova música toda semana!”

Flávia Roberta Landucci


No 2º bimestre focamos a coordenação motora no contato com diferentes materiais, ampliando para a

criação de brincadeiras e pequenos jogos. Diante das questões relativas ao movimento, podemos constatar que

todos os alunos conhecem brincadeiras ou jogos e é algo que pode e deve ser compartilhado na escola. Essa socialização aconteceu no trabalho com

os pequenos grupos, em que foram estimulados a criar ou apresentar aos colegas as suas ideias de construção com os diferentes materiais oferecidos

em aula (bola, bambolê, corda, cone, bastões, raquetes...)

EDUCAÇÃO FÍSICA


EDUCAÇÃO FÍSICA Outro momento importante e de muito empenho de todos os alunos foram as produções apresentadas na belíssima Festa Junina deste ano. Também exploramos de maneira

adaptada o Atletismo e suas modalidades. Realizamos diferentes tipos de corrida, construímos o percurso para a corrida com

obstáculos, salto em altura, salto em distancia, lançamento de martelo e dardo. Este foi um tema que trouxe outras possibilidades de movimento,

muitos desafios individuais, além de compreender o funcionamento de algumas modalidades do Atletismo.

Professor Vanderlei Sanches


Este livro digital foi escrito pelos alunos do 3o ano B com o objetivo de relatar as aprendizagens e experiências vividas neste bimestre. Esperamos que tenham gostado do resultado dessa coletânea. Sandra Regina Moreto


NOSSO GRUPO O nosso grupo é muito entrosado. Estamos sempre dispostos a colaborar uns com os outros. Gostamos de realizar as atividades em grupo, ainda encontrando algumas dificuldades apenas no que diz respeito à divisão ou uso comum de alguns materiais. Procuramos sempre respeitar as regras de convivência que fizemos juntos desde o início do ano. Somos participativos e ativos realizamos as tarefas rotineiras com autonomia e agilidade. Continuamos “sabidos”, opinando nas aulas, fazendo sugestões e comentários

pertinentes aos assuntos abordados.

“Cada um que passa em nossa vida, Passa sozinho, pois cada pessoa é única e nenhuma substitui outra. Cada um que passa em nossa vida, Passa sozinho, mas não vai só nem nos deixa sós. Leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo. Há os que levam muito, mas há os que não levam nada. Essa é a maior responsabilidade...” Antoine de Saint-Exupéry


DICAS DE FÉRIAS Julho é o sétimo mês do ano. Tem 31 dias. Seu nome vem de Julius, em homenagem ao Imperador Romano Júlio César. (Fonte: Almanaque Ruth Rocha, Ática, p.71) Férias Agora é tempo de se divertir, sem ter hora para nada! Passatempos para fazer sozinho, com um amigo ou com a família: • Desenhar; • Ouvir música; • Viajar; • Ir ao cinema; • Ir ao teatro; • Visitar museus e exposições; • Ver DVD; • Passear nos parques da cidade.


Filmes em DVD: •

Karikú e a feiticeira: O filme mostra o dia a dia de uma aldeia africana, sem água. Com isso, é possível pensar nos usos desse recurso e na importância para uma comunidade.

Formiguinha Z: O filme mostra como as formigas se organizam em sociedade, o coletivo é mais importante que o individual.

SUGESTÕES Você pode entrar no site Colégio e se divertir nos Blogs... www.sdomingos.com.br

Parques e exposições: • • • •

Parque da Água Branca; Parque Vila Lobos; Parque do Ibirapuera; Sesc.

• •

Biblioteca Apoio Histórias e Brincadeiras


LEITURA Nas férias não há nada melhor do que ler um bom livro!

“Palavras são pássaros” Angela Leite de Souza Editora Salesiana

“O amigo do rei” Ruth Rocha Editora Ática

“A formiga Aurélia e outros jeitos de ver o mundo” Regina Machado Companhia das Letrinhas

Se você for viajar leve o “Caderno de Viagens da Pilar” para registrar os melhores momentos e colar fotos interessantes desse lugar. “Caderno de Viagens da Pilar” Flávia Lins e Silva Editora Zahar


BEIJOS SANDRA


EQUIPE PEDAGÓGICA • Sandra Regina Moreto – Professora de Sala • Saray e Mariana – Auxiliares Professores Especialistas • Mônica Huambo • Eloise Janczur Guazzelli – Artes Plásticas • Vivian Catenacci - Histórias e Brincadeiras • Professor Vanderlei Sanches –Educação Física • Flávia Roberta Landucci – Inglês Apoio Pedagógico • Silvia Zaffarini Coordenação • Wilma de Brito Camargo Direção • Silvio Barini Pinto

E book 2º bimestre 2013 3º b pronto  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you