Page 1

w

w

w

.

s

c

v

b

s

.

c

o

m

.

b

r

O Mascate

Nº 222 • Nov/Dez 2017

A Revista do Comércio

Tendência para o Natal Dicas de marketing digital para aquecer as vendas

Encontro de empresárias Sindicato firma parceria com Amigas Empreendedoras

E mais! Transmissões ao vivo Conteúdo especializado passa a ser exibido no Sindicato


Índice 04 Cultura nerd traz bons resultados para o varejo de Santos

Lojas de decoração e vestuário investem em estampas de super-heróis e outras franquias de sucesso

06 Cinco dicas de marketing para aumentar as vendas no Natal

p.06

O Mascate reuniu as principais orientações para garantir um Natal repleto de lucro para os empresários da região

08 Omar Abdul Assaf assume presidência do Sindicato do Comércio Varejista

Posse acontece após o falecimento de Alberto Weberman, que liderou a entidade por duas décadas

09 Regina do Carmo é reeleita como presidente da Associação Comercial de São Vicente

Votação elegeu chapa única para mandato de dois anos

09 Vendas no Litoral crescem 2,5% no primeiro semestre do ano, aponta SincomércioBS

O aumento foi de 4,6% em junho na comparação com o mesmo mês de 2016

10 Quinta edição da Semana do Desconto marca crescimento da campanha na região

p.04

p.18

Projeto referência para o comércio da Baixada Santista contou com a adesão de mais de quatro mil empresas

12 Sindicato realiza transmissões de palestras voltadas à comerciantes

Imagens em alta resolução, ambiente climatizado e conteúdo especializado são principais destaques da iniciativa

13 Parceria entre Sindicato e Amigas Empreendedoras trará palestras mensais para empresárias

Sede da entidade passa a ser ponto de encontro para mulheres que buscam troca de experiência e empoderamento

14 Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade recebe inscrições até novembro

Varejistas da Baixada Santista podem cadastrar empresas e concorrer

15 Quadro de avisos 16 Jurídico 17 Época de matrículas se aproxima e Sindicato oferece descontos

p.13

Descontos para instituições de ensino conveniadas a entidade variam entre 10% e 50%

18 Alterações na CLT aprovadas pelo Senado entram em vigor em novembro

Novas regras prometem mais flexibilidade na relação entre empregador e funcionário

19 Em Foco

Os Destaques do Comércio na Baixada Santista

Novos Associados • Full Office Soluções Tecnológicas Ltda – Epp. • Marine Negócios Imobiliários Ltda.

Novos Parceiros • Aton Centro de Apoio Educacional • Instituto de Educação e Cultura - UNIMONTE • Daniela Vaz de Lima

p.10

2 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

p.08

• Centro Universitário Lusíada


Arquivo Pessoal

PALAVRA DO PRESIDENTE

Publicação Bimestral do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista e Associação do Comércio Varejista de Santos Av. Ana Costa, 25 - CEP 11060-001 - Santos/SP Tel. (13) 2101.2800 - site: www.scvbs.com.br e-mail: scvbs@scvbs.com.br Redes Sociais: www.facebook.com/SincomercioBS ; www.twitter.com/scvbs ; www.youtube.com/scvbs1

Mais um ano está chegando ao fim e, mesmo enfrentando períodos de crise econômica, o comércio da região se mostrou, mais uma vez, batalhador. E é com empenho e dedicação semelhante que pretendo dar continuidade ao legado de Alberto Weberman, comerciante que liderou o Sindicato por duas décadas, até seu falecimento, em outubro. Assumindo, com pesar, seu cargo, deixo meu agradecimento aos anos de trabalho que prestou ao varejo da Baixada Santista. Suas inúmeras conquistas e contribuições sobrevivem em nossa entidade e no comércio da região, que foi amplamente enriquecido pelas propostas trazidas por Weberman. Comerciante, conto com você para avançarmos cada vez mais ao longo desta caminhada. Cabe a nós trabalharmos juntos para continuar essa história de sucesso e força. Desejamos aos nossos associados, parceiros e amigos um feliz natal e um 2018 cheio de vendas! Representá-los na luta pelos direitos do empresários será uma honra!

Diretoria Executiva Presidente: Omar Abdul Assaf 1º Vice-Presidente: Leonel Teixeira de Sousa 2º Vice-Presidente: Fernando Martins da Fonseca 1º Secretário: Vagner Lino de Freitas 2º Secretário: José Tenório de Freitas 1º Tesoureiro: Reinaldo S. Rico Hipólito 2º Tesoureiro: Hugo Brandi Diretor Social: Joaquim Gonçalves Martins Diretor de Patrimônio: Paulo Simões Mirabelli Gerente administrativo: Marco Antonio Guimarães Jornalista Responsável: Barbara Perez - MTB 84586/SP Redação Possui sugestões de pautas, críticas ou elogios? Entre em contato com O Mascate: comercial@scvbs.com.br Departamento Comercial: (13) 2101.2881 comercial@scvbs.com.br Textos: Barbara Perez Produção Gráfica: ArtGraphica Off Set - Avenida Capitão Mor Aguiar, 448 Centro - São Vicente /SP - Tel.: (13) 3469-2312 Permitida a transcrição de matéria desde que citada a fonte e após autorização prévia do Sindicato; As declarações dos artigos assinados não são de responsabilidade do SincomercioBS. Esta publicação também pode ser visualizada na internet em www.scvbs.com.br e http://issuu.com/scvbs Projeto gráfico: Focuz Full Marketing Fotos: Barbara Perez Publicação finalizada em 06/11/17

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 3


Cultura nerd traz bons resultados para o varejo de Santos Lojas de decoração e vestuário investem em estampas de super-heróis e outras franquias de sucesso

S

antos é famosa, entre outras coisas, pela sua forte veia cultural, expressa, principalmente, através das artes. E foi justamente o entusiasmo de uma determinada tribo urbana que colocou o município em destaque nacional: a região ocupou, em 2017, a quarta posição no ranking da Amazon de cidades

4 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

mais nerds do Brasil em consumo de produtos do gênero, como quadrinhos e graphic novels. Ser nerd, ou geek, significa fazer parte de uma cultura que integra livros, séries, filmes e jogos em um estilo de vida. Desde a globalização da internet, as pessoas que se identificam com esses elementos culturais encontraram umas nas outras um senso de comunidade e aceitação. Mas o crescimento do espaço nerd na cidade não trouxe benefícios para apenas um segmento. O comércio de itens decorativos com temas centrados entorno de séries,

livros e filmes também viu aumento, refletindo a procura crescente de mercadorias como canecas, copos e almofadas, que tragam estampas de personagens adorados pela tribo urbana. Esse é o caso da Uz Games, loja de jogos e produtos geeks, presente no município há três anos. O varejo optou pelo segmento desde o início, mas o retorno positivo e a rapidez com que veio foi uma surpresa para a proprietária, Thamires Zamoura. “A venda da parte decorativa é muito grande e o público sempre volta para novos lançamentos”, conta a lojista.


Ela destaca, ainda, os itens de super-heróis, que são o principal atrativo para os consumidores. Mesmo com a introdução de novos personagens no mundo cinematográfico todo ano, os clássicos ainda são bastante procurados e não podem faltar no estabelecimento – umas dessas figuras é, por exemplo, o Batman. Para a loja de decoração iGift, também em Santos, a aceitação do público nerd também tem sido ampla. Embora as estreias de personagens do universo dos quadrinhos seja grande parte do lucro, o gerente da empresa, Márcio Sposito, ressalta outras linhas, como a da franquia Star Wars, pela diversidade vista nos consumidores. “Tem gente da faixa etária dos cinquenta, que é quem gosta desde o começo, até os dez, que é a galera que começou a assistir agora”, relata. Copos são os itens mais vendidos para a iGift, e o mesmo vale para a Uz Games, juntamente com canecas. Thamires explica que é comum haver dias em que não ocorra a venda de nenhum jogo, apenas peças decorativas. Já para Sposito, a venda do produto depende do preço buscado pelo consumidor: se ele quer um artigo mais em conta, opta pela caneca, se quer desembolsar um pouco mais, leva a almofada. Outro setor que engrandeceu com o fenômeno foi o de vestuário, principalmente na área de camisetas. Notando o aumento na demanda por produtos do tipo em 2015, a loja de departamento Riachuelo aproveitou a oportunidade e ampliou seu portfólio, incluindo estampas com personagens clássicos de desenhos e games (Looney Tunes e Mario Bros), além de coleções sazonais especiais, que também têm como base o calendário de lançamento de

Seção de super-heróis na loja Uz Games, no Shopping Parque Balneário

filmes e séries (Mulher Maravilha e Game of Thrones). Isso é o que conta a gerente sênior de licenciamentos da rede, Julia Medeiros. “Começamos a oferecer esses produtos a partir do momento que entendemos que esse consumidor estava desatendido”, explica, destacando, principalmente, o crescimento no consumo das linhas femininas. Ela afirma que o equilíbrio entre os gêneros nas vendas é cada vez maior, já que as mulheres eram ainda mais negligenciadas pelo segmento. A cultura nerd existe desde a década de 1950, porém, por muitos anos, o termo foi usado de forma pejorativa — os participantes do grupo eram, muitas vezes, discriminados e vítimas de bullying.A percepção sobre a comunidade mudou e, para o economista Elimar Alexandre, o investimento no segmento reflete essa alteração social. Com filmes como a franquia Harry Potter e séries de televisão

como Jornada nas Estrelas, a cultura nerd passou a fazer parte do gosto popular, aponta o economista. Isso fez com que mais pessoas assumissem o gosto e, consequentemente, consumissem mais produtos da categoria. Segundo ele, a partir dessa crescente exposição de possíveis compradores, a criação de ambientes focados no setor, como lojas especializadas, aumentou. “A temática ‘nerd’ se reinventa todo dia. Novos filmes, séries e videogames sempre estarão surgindo, portanto é difícil que o mercado um dia se esgote totalmente”, relata Alexandre, apontando o espaço para inovação na área. Quando se trata de Santos, o economista acredita que a cidade é naturalmente aberta a “diferentes grupos, onde todos têm espaço” e por isso, juntamente com a forte ligação ao cinema, o interesse e consumo de produtos da espécie é alto.

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 5


Cinco dicas de marketing para aumentar as vendas no Natal O Mascate reuniu as principais orientações para garantir um Natal repleto de lucro para os empresários da região

O

1. Presença na rede “Antes de mais nada, o empresário precisa ter presença online. Não necessariamente só uma página no Facebook ou alguma outra rede social, mas um site mesmo. Um lugar onde ele possa apresentar as suas ofertas, mostrar seu conteúdo. Hoje em dia ninguém compra nada se não fizer, no mínimo, uma busca no Google. Além disso, é importante que o site seja responsivo. Que você consiga acessar no computador, no tablet ou no celular, sem perder formatação. Ele tem que se adequar ao formato do aparelho.” 2. Promoções online “A partir da presença online, qual o grande objetivo do varejo? É levar a pessoa até a loja. E como fazer isso? Ele cria alguma oferta em que a pessoa tenha que buscar o produto na loja. Por exemplo, uma loja de sapatos pode oferecer acessórios com 90% de desconto. O consumidor pode comprar online, mas vai levar o cupom comprovando a compra para ter o desconto no acessório. Essa é a chance

6 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

freepik.com

Natal é a data comercial mais importante para o varejo no Brasil. Pensando nisso, O Mascate conversou com o consultor de marketing digital, Leonardo Sanches, e reuniu as principais dicas para garantir um Natal repleto de vendas e lucro para os empresários da região.

do empresário. A partir do momento que a pessoa está lá, ele tem novas chances de fazer outras vendas.” 3. Redes sociais “Quando a empresa está começando já sabe quem é o público alvo. Ela deve pensar em redes sociais que atraiam esse grupo. Se é varejo, ela deve focar no Facebook, onde o público vai estar. Nós temos 200 milhões de habitantes e mais de 100 têm conta na rede. As outras redes acabam agregando, mas o carro chefe ainda é o Facebook. E também pode-se pensar em investir no Google, para aparecer links patrocinados. O importante é que já tenha estratégia pronta para receber esses visitantes no site.” 4. Estratégia “Investimento em anúncios sem estratégia não vai funcionar. Não adianta impulsionar post no Facebook se não está levando a um objetivo final, que é a venda.

Então, parar para pensar na estratégia, no que vai ser feito com essa pessoa que vê o anúncio, é o mínimo antes de se pensar em investir em anúncios. Depois que ela já tem essa base, pode começar a investir um valor inicial, ir testando e vendo os resultados. Se estiver dando resultados, ela pode ir aumentando o investimento.” 5. O que evitar “Vejo empresários comprando fãs e seguidores e isso não vai trazer resultado. Ele precisa ter oferta consistente e site. Também é importante evitar spams; comprar base de e-mails não garante relacionamento com o cliente. Ele tem que conquistar os e-mails, assim, quando o envio for feito, a pessoa vai saber que já teve contato com a loja. O que não fazer: não comprar e-mails, seguidores e fãs. Fazer um trabalho de construção de presença online que vai trazer, além das vendas, esse relacionamento.”


Omar Abdul Assaf assume presidência

do Sindicato do Comércio Varejista Posse acontece após o falecimento de Alberto Weberman, que liderou a entidade por duas décadas

E

ste ano, o varejo da região sofreu uma grande perda. Alberto Weberman, empresário que presidiu o Sindicato do Comércio Varejista por duas décadas, faleceu aos 78 anos. Além de seu trabalho à frente da Entidade, o comerciante, que ao longo da vida reuniu inúmeras conquistas e títulos, deixou sua marca na história da Baixada Santista. Sua carreira teve início cedo: com menos de dez anos de idade, já ajudava na lavanderia mantida pelos pais. Jovem, tomou gosto pelas atividades comerciais e eventualmente se tornou sócio na loja da família, a Esplêndida Móveis e Decorações, comércio que perdura até hoje na região. Ao longo dos anos, atuou como diretor do Serviço de Proteção ao Crédito de Santos, foi presidente do Clube de Diretores Lojistas da Vila Mathias em 1972 e fundou, como sócio, o Rotary Clube de Santos Oeste, onde exerceu a presidência entre 1992 e 1993. No Sindicato, o empresário foi Secretário entre 1974 e 1983 e participou, como diretor de obras, da construção do Palácio do Comércio, edifício que sedia a entidade, inaugurado em 1966. Como presidente, liderou a luta pelos direitos dos empresários, deixando ao varejo novas oportunidades e melhorias. Assumindo o cargo em seu lugar, toma posse o então vice-presidente da entidade, Omar Abdul Assaf. “É uma lacuna que vai ficar, mas a gente espera dar continuidade a esse legado, mantendo todas as

8 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

coisas boas que Weberman deixou ao Sindicato”, afirma o novo líder. Assaf, que tem formação em engenharia civil, é, também, vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados (APAS) e da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), fundador da Rede Litoral de Comércio e proprietário do Supermercado Pirâmide, em São Vicente. Além disso, atua como coordenador da Câmara Temática da Associação Comercial de Santos (ACS), é membro do Rotary Clube de São Vicente e da loja maçônica Duque de Caxias. Atuando ao lado de Weberman no Sindicato, o empresário colaborou com diversos projetos da entidade, representando-a em eventos e na mídia ao longo dos anos. Com a mesma dedicação, foi peça chave para criação e implantação

de novas iniciativas em toda a Baixada Santista.

Novo vice

Ocupando o lugar de 1º vice-presidente do Sindicato — cargo que pertencia a Assaf — entra Leonel Teixeira de Sousa, proprietário da Ótica Vicente de Carvalho, em Guarujá, há 54 anos. O comerciante, originário de Portugal, é destaque no segmento, tendo trabalhado no setor desde sua chegada ao Brasil, em 1952. “Cheguei e fiquei cinco dias desempregado, mas logo achei um serviço. Meu negócio já era ótica, já tinha profissão”, afirma Teixeira. O novo vice-presidente, que já fazia parte do quadro de diretores do Sindicato, explica que Assaf é um amigo de muitos anos e, quando o pedido para assumir a posição veio, ele prontamente aceitou.


Regina do Carmo é reeleita como presidente

da Associação Comercial de São Vicente Votação elegeu chapa única para mandato de dois anos

A

comerciante Regina do Carmo, atual presidente da Associação Comercial de São Vicente (ACIESV), foi reeleita para mais um mandato de dois anos. A Assembleia Geral Ordinária de Eleição da Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Fiscal foi realizada em outubro, na sede da entidade. Regina ocupa o cargo desde 2015, quando substitui José Alves, e é a primeira mulher a presidir a entidade. A eleição também garantiu mais um mandato para o vice-presidente Alcides Antonelli, sendo uma votação de chapa única.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista, Omar Abdul Assaf, parabeniza Regina pela nova etapa a frente da Associação e ressalta os anos de parceria e colaboração entre as entidades. “Será um prazer continuar trabalhando junto a presidente e a Associação Comercial de São Vicente para promover melhorias no comércio da região”, afirma Assaf. A ACIESV fica na rua Jacob Emerich, nº 1238, no Parque Bitaru, em São Vicente e disponibiliza atendimento das 8 às 18 horas. O telefone para contato é (13) 3569-2910

Vendas no Litoral crescem 2,5% no primeiro semestre do ano, aponta SincomércioBS O aumento foi de 4,6% em junho na comparação com o mesmo mês de 2016

E

m junho, o comércio varejista na região do Litoral registrou faturamento real de R$ 1,8 bilhão, alta de 4,6% na comparação com o mesmo mês de 2016. No acumulado do primeiro semestre do ano, houve elevação de 2,5%, e nos últimos 12 meses, crescimento de 3,7% nas vendas. Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista (SincomércioBS), com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

Entre as nove atividades analisadas, apenas os segmentos de lojas de vestuário, tecidos e calçados (-11,7%); lojas de móveis e decoração (-11,5%); e autopeças e acessórios (-1,3%) sofreram quedas nas vendas no comparativo com junho de 2016, e, em conjunto, impactaram negativamente com 0,9 ponto porcentual (p.p.) para o resultado geral. Em contrapartida, as maiores elevações no faturamento em junho foram vistas nas atividades de farmácias e perfumarias (10,8%); concessionárias de veículos (9%); e supermercados (8%), que, juntas, contribuíram com 5,2 p.p. para o bom desempenho do varejo na região do Litoral.

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 9


Quinta edição da Semana do Desconto marca crescimento da campanha na região Projeto referência para o comércio da Baixada Santista contou com a adesão de mais de quatro mil empresas

C

om sucesso consolidado em toda a Baixada Santista desde seu início, a Semana do Desconto ultrapassou novamente a marca da edição anterior e contou com a participação de mais de quatro mil empresas neste ano. Entre os dias 16 e 23 de setembro, lojistas de diversos segmentos e prestadores de serviços das nove cidades da região utilizaram a campanha para movimentar o comércio e divulgar suas marcas.

10 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

Para a coordenadora do Instituto Embelleze, Juliete dos Santos, a ação ainda está repercutindo, mesmo após seu encerramento. “Vimos um crescimento de 30% em nível de agendamento. Vários consumidores se interessaram e resolveram fazer o orçamento com a gente”, conta Juliete. A escola, localizada em Cubatão, apostou na propaganda: utilizaram as redes sociais da empresa e criaram folders para divulgar as ofertas.

O resultado também foi positivo para as lojas do Doutor do Sono, localizadas em 15 cidades da Baixada Santista. Segundo o sócio proprietário da empresa, Diego de Moraes, as vendas registraram uma alta de 21%. Para ele, a iniciativa tem uma grande importância para o mercado da região, porque “o consumidor se sente lisonjeado de ter a semana dele”. Algumas lojas aproveitaram a Semana para ofertar produtos de coleções passadas. Esse foi o caso


da Acqua Salina, em Mongaguá. A vendedora da empresa, Daniele Costa, afirma que as vendas no período foram muito melhores, chegando a um lucro de quase 50%. O estabelecimento participou de todas as edições da campanha e pretende aderir novamente ano que vem. E, para esse consumidor, os descontos não faltaram. Quem foi às ruas em busca de ofertas pôde aproveitar descontos de até 70% e negociar bons preços durante a campanha. Diversos segmentos aderiram a ação: desde varejos do setor de calçados, eletrônicos e móveis, até escolas e salões de beleza. A lista completa de lojas participantes foi disponibilizada no site oficial da Semana (www.semanadodesconto.com. br). Lá, os interessados tinham a sua disposição nome, endereço e contato das empresas. A iniciativa também recebeu destaque na mídia regional, tendo sido notícia em meios de comunicação impresso, como o Jornal A Tribuna e a Gazeta do Litoral. Na televisão, a campanha foi pauta em mais de cinco edições do Bom Dia Região e do Jornal A Tribuna.

As redes sociais não ficaram de fora e contaram com vídeos promocionais realizados pelo Sindicato do Comércio Varejista, que tiveram mais de cinco mil visualizações no total. A Semana do Desconto, projeto referência na Baixada Santista, nasceu com o objeti-

vo de aumentar as vendas do comércio regional em um mês sem datas comemorativas e, portanto, de baixo apelo comercial. A ação visa proporcionar aos lojistas uma oportunidade de lucro e divulgação e incentivar o consumo local através de bons preços e grandes ofertas. Para o presidente do Sindicato, Omar Abdul Assaf, o sucesso da quinta edição da campanha mostra que ela já se tornou parte da cultura das cidades e é uma data esperada tanto pelos consumidores, como pelo comerciantes, que muitas vezes se programam para a ação durante o ano todo. “É perceptível como a Semana do Desconto é parte do calendário da Baixada. Cada edição do projeto conta com mais e mais adesões e isso é um reflexo do retorno recebido pelos comerciantes”, ele afirma.

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 11


Sindicato realiza transmissões de palestras voltadas à comerciantes Imagens em alta resolução, ambiente climatizado e conteúdo

freepik.com

especializado são principais destaques da iniciativa

W

orkshops e palestras são uma ótima forma de se manter atualizado sobre o mercado de trabalho e as novas ferramentas disponíveis para o crescimento de uma empresa. Mas, muitas vezes, os assuntos mais interessantes não chegam a nível regional ou a acessibilidade ao conteúdo é pouca. Pensando nisso, o Sindicato do Comércio Varejista passa a promover, em sua sede, transmissões ao vivo de seminários diversificados para lojistas da região. Dessa forma, os empresários podem contar com transmissões em alta resolução, exibidas no auditório climatizado da entidade. Buscando, ainda, propor maior conforto aos comerciantes, o Sindicato também disponibiliza coffee break nos intervalos entre palestras. Os assuntos abordados variam de dicas para o marketing de uma empresa à orientações sobre novas leis. Esse foi o caso do seminário “Entendendo a Reforma Trabalhista”, transmitido ao vivo do Rio de Janeiro, com realização da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). De acordo com a Divisão Sindical da CNC, a transmissão do Seminário — que alcançou aproximadamente 10 mil espectadores — teve como objetivo divulgar conhecimento, possibilitando a democratização de informações e permitindo que entidades

12 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

sindicais, empresas, advogados e profissionais de RH de todas as regiões do Brasil pudessem ter acesso ao conteúdo ministrado nas palestras em tempo real. A profissional de Recursos Humanos do Supermercado Dia, Andréa Pereira, esteve presente nos dois dias da palestra e acredita que poderá usar o conteúdo no cotidiano empresarial. “O mais interessante, para mim, foram as explicações sobre as alterações dos benefícios, como as férias e a rescisão”, ela conta. Transmitida também na sede do Sindicato, o MPE Tech Day proporcionou um dia inteiro de workshops ministrados por profissionais da área de tecnologia. O objetivo da iniciativa, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP), é auxiliar pequenos negócios a utilizar mídias digitais para aumentar as vendas. A programação começou com palestra da autora do livro “Marketing na Era Digital”, Martha Gabriel e teve a participação de especialistas como o colunista da Época Negócios, Renato Mendes, e o CEO da E-bit, Pedro Guasti. “Unindo a tecnologia e a praticidade, o Sindicato quer realmente trazer grandes capacitações para o empresário da Baixada. Assim, ele com certeza vai ter uma formação mais completa e vai poder desenvolver melhor seu comércio”, afirma o presidente do Sindicato, Omar Abdul Assaf.


Parceria entre Sindicato e Amigas Empreendedoras

trará palestras mensais para empresárias Sede da entidade passa a ser ponto de encontro para mulheres

Amigas Empreendedoras da Baixada Santista

que buscam troca de experiência e empoderamento

O

espaço da mulher no mercado de trabalho não é um que é conquistado facilmente. Ainda lidando com resistência e estigmas, a união entre empresárias é uma ferramenta de apoio essencial para vencer na profissão. Por essa razão, o Sindicato do Comércio Varejista fechou parceria com um grupo que faz exatamente isso: as Amigas Empreendedoras da Baixada Santista (AEBS). O grupo começou em maio de 2016 e foi idealizado pela personal organizer, Tatiana França. A profissional de produção e organização conta que a ideia de criar a iniciativa surgiu para suprir uma necessidade, já que a região não oferecia encontros voltados a empreendedoras. Por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp, Tatiana reuniu as empresárias que conhecia para dar início ao projeto. Desde então, o número de interessadas só cresceu – hoje, são mais de 700 mulheres participando. “Fomos incluindo cada

vez mais mulheres e, com essa grande aceitação, decidimos promover um encontro para nos conhecermos”, conta a empreendedora. A intenção da AEBS é promover a troca de experiências entre empresárias da região, afim de incentivá-las a empreender através do empoderamento feminino. A personal organizer afirma que “têm muitas empresárias que se sentem perdidas, principalmente no começo, e as Amigas Empreendedoras servem, além de mais nada, como um apoio para elas”. Em novembro do ano passado, o grupo se reuniu pela primeira vez – foram oito encontros ao total, em diversos lugares de Santos. E esse, a partir de agora, é o papel do Sindicato: sediar as reuniões da Amigas Empreendedoras mensalmente. O primeiro encontro na nova localização foi no dia 30 de outubro e contou com palestra sobre produção e organização, ministrada pela fundadora do projeto, Tatiana. Todo mês novos temas sobre o universo feminino serão abordados. Os

tópicos focam em assuntos nos quais as empresárias têm mais dificuldade, abrangendo uma grande variedade de pautas, como consultorias de imagem e manutenção das redes sociais. A proprietária da agência WebLions Digital, Paula Santilli, que participa da AEBS desde junho deste ano, acredita que a colaboração entre mulheres permite um grande leque de benefícios, como a troca de experiências comerciais e a aquisição de novos clientes. Ela destaca, ainda, a importância da cooperação que é a marca do projeto: “quando nos unimos, tudo fica mais fácil - vencemos crises, fazemos parcerias duradouras e geramos riqueza para mais pessoas.” Para o presidente do Sindicato, Omar Abdul Assaf, o projeto é essencial para a região, dado o número cada vez maior de mulheres empreendedoras. “A iniciativa traz suporte para um grupo que quer ir além e que faz isso através de colaborações. O Sindicato não poderia deixar de apoiar essa ação”, ele diz.

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 13


Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade

recebe inscrições até novembro Varejistas da Baixada Santista podem cadastrar empresas e concorrer a troféu

A

s inscrições para a sexta edição do prêmio Fecomercio de Sustentabilidade estão abertas. Empresas (micro, pequenas, médias e grandes) dos segmentos de comércio e serviços do Estado de São Paulo, incluindo a Baixada Santista, são uma das seis categorias elegíveis para a premiação, com adesão possível até novembro. Empresas interessadas em participar devem apresentar casos de iniciativas implantadas no setor produtivo, que tenham em vista o conceito de desenvolvimento ambiental equilibrado. O tema é baseado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU) — uma agenda mundial adotada para impulsionar o Desenvolvimento Sustentável. As iniciativas vencedoras receberão títulos de capitalização ou previdência no valor de R$15

14 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

mil e o troféu do sexto Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade durante a cerimônia de premiação, prevista para março de 2018. Também serão reconhecidos os trabalhos classificados em segundo e terceiro lugares. O processo geral de julgamento dos trabalhos cadastrados ocorrerá entre a segunda quinzena de novembro de 2017 e fim de janeiro de 2018. Os projetos serão analisados pelas bancas julgadoras para definição de três finalistas e a relação final será veiculada em fevereiro. Comerciantes e empresários da Baixada Santista interessados em cadastrar seus estabelecimentos podem realizá-lo com o Sindicato através do telefone (13) 2101-2881 ou pelo e-mail comercial@scvbs.com.br. A inscrição é gratuita e pode ser feita até o dia 20 de novembro.


Quadro

Curso Manipulação de Alimentos

de Avisos

Dias: 06 - 07/11, 04 - 05 e 11 - 12/12/2017 Horário: 18h00/22h30 Investimento: • Associado R$ 30,00 • Não Associado R$ 100,00 Carga Horária: 9 horas Professor: Erivelto Mello da Silva Objetivo: Capacitar os participantes nas boas práticas de manipulação, ou seja, nos requisitos de organização e higiene, necessário para garantir a qualidade e segurança dos alimentos.

WhatsApp

Local: Sindicato Comércio Varejista Baixada Santista Av. Ana Costa, 25 - Vila Mathias - Santos/SP Vagas limitadas. Inscrições ( 13 ) 2101-2855

O Sindicato do Comércio Varejista está no Whatsapp! Envie uma mensagem para o número (13) 996135925, adicione-o em sua agenda de contatos e receba alertas e informações sobre cursos e treinamentos gratuitos promovidos pelo Sindicato.

Logística Reversa Já ouviu nosso Minuto do Comerciante? Lá, você fica ligado em dicas e outras notícias sobre o Sindicato e sobre o Comércio Varejista. Sintonize a Rádio Tri FM (105,5 Mhz) durante toda a semana, sempre às 9h.

Lojista, você dá a finalidade adequada para as pilhas e baterias que comercializa? O processo de Logística Reversa desse material previne a contaminação do meio ambiente. Para reciclar, é fácil: bastar levar as pilhas pós-consumo à sede do Sindicato, em Santos, ou uma de suas subsedes na Baixada Santista, e nós cuidamos de todo o processo para você!

Dicas de Filme Fome de Poder: Com uma demanda sem precedentes e grande aceitação dos consumidores, a maior cadeia mundial de restaurantes de fast food de hambúrguer tem início. No entanto, a lanchonete, nomeada após seus criadores, os irmãos Richard e Maurice Mac McDonald, só encontrou sucesso nas mãos do vendedor Kay Kroc, que, pouco a pouco eliminou os dois da rede e transformou a marca em um império alimentício. Gênero: Biografia Ano de lançamento: 2017 Imagens: Divulgação

Jackie: A trama acompanha Jacqueline Ken-

nedy, a Primeira Dama dos Estados Unidos entre os anos de 1961 e 1963, nos quatro dias posteriores ao assassinato de seu marido, o então presidente, John F. Kennedy. A história se concentra na entrevista do jornalista Theodore H. White, da revista Life, com a inesperada viúva em Hyannis Port, Massachusetts, e revela os detalhes do trauma que chocou o país.

Gênero: Drama Ano de lançamento: 2016 Divulgação

Dicas de Livro

Divulgação

Reinvente Sua Empresa - Mude Sua Maneira de Trabalhar: Para quem quer trabalhar de forma mais inteligente e deseja começar seu próprio negócio, o livro de Fried e Hansson é uma ótima oportunidade para conhecer mais sobre a logística acerca do tópico. Nele, é possível encontrar dicas para aumentar a eficiência e estratégias para dar o pontapé inicial na conquista de um emprego que traga não só dinheiro, mas satisfação. Autor: Jason Fried e Davidheinemeier Hansson Editora: Sextante

Contágio - Jonah Berger: Por que falamos mais sobre certos produtos e ideias do que outros? Por que algumas histórias e boatos se espalham com mais facilidade? E o que faz um conteúdo online se tornar viral? Jonah Berger, professor de Marketing de da Universidade de Wharton, passou a última década respondendo essas perguntas e reuniu as respostas em Contágio.

Divulgação

Autora: Jonah Berger Editora: LeYa

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 15


Departamento Jurídico

Dr. Fernando Mendes Gouveia Advogado do Sindicato/Associação OAB/SP 47.877

A 5º Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) isentou a empregadora de pagar, como extras, a sétima e a oitava horas a uma empregada que teve jornada de trabalho prorrogada de seis para oito horas. A Turma considerou que ela consentiu expressamente com a mudança e não comprovou ter sido coagida a assinar o termo aditivo. A decisão superou o entendimento do Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (PR) sobre o caso. Apesar de a empregadora ter alegado que a alteração resultou em aumento salarial de R$ 718,42 (janeiro de 2008) para R$ 1.113,56 (fevereiro de 2008), ou seja, um incremento salarial de 55%, o TRT declarou nula a prorrogação por entender que foi prejudicial, gerando, na verdade, redução do salário, pois a trabalhadora prestava duas horas extras habitualmente, recebendo em torno de R$ 1.184,64 por mês. Com a nova rotina, deixou de realizar serviço extraordinário. De acordo com

16 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

JURÍDICO ALTERAÇÃO DE JORNADA NÃO TROUXE PREJUÍZOS PARA EMPREGADA o TRT9, o cálculo correto é o seguinte: Antes da alteração contratual: seis horas ao custo de R$ 3,99 cada (R$ 718,42/180); duas horas extras ao custo de R$ 5,98 cada (R$ 3,99 + 50%); salário real: R$ 35,90 por dia [(3,99 x 6) + (5,98 x 2)] ou R$ 1.077,00 por mês (R$ 35,90 x 30). Mais R$ 107,64 de reflexos das horas extras nos RSRs, o que totaliza R$ 1.184,64. Após a alteração contratual: oito horas ao custo de R$ 5,06 cada (R$ 1.113,56/220). No recurso ao TST, a empregadora argumentou que o contrato não foi alterado de forma unilateral, e que a mudança não causou prejuízo à funcionária. Afirmou que assinou com a empregada o termo aditivo para estabelecer a jornada de oito horas, com aumento proporcional do salário a duas horas diárias. Apontou ofensa aos artigos 7º, XXVI, da Constituição Federal, e 468, da CLT. O relator do processo, o ministro Caputo Bastos, entendeu que a mudança não foi lesiva à trabalhadora, pois houve majoração do salário-base. Ele destacou ainda que não há qualquer notícia acerca de vício de consentimento na assinatura do aditivo. Por unanimidade, a 5º Turma acompanhou o relator para declarar válida a alteração e excluir da condenação o pagamento da sétima e oitava horas como extras. RR- 727-80.2012.5.09.0092.


Época de matrículas se aproxima

e Sindicato oferece descontos Descontos para instituições de ensino conveniadas a entidade variam entre 10% e 50%

J

unto com o fim do ano, chega o período para a efetuação e renovação de matrículas em escolas e universidades. Por isso, o SincomércioBS mantém convênio com diversas instituições de ensino da região que permitem desconto aos sócios-proprietários, seus dependentes e até funcionários de empresas filiadas à entidade. Associados ao Sindicato podem obter abatimentos que variam entre 10% e 50% no custo da mensalidade em 12 universidades. O benefício também se estende a escolas de ensino infantil, fundamental e médio. Ao todo, são 26 instituições com descontos de até 40%. Vale lembrar que escolas de cursos extracurriculares, como de idiomas e informática, também são vinculadas à entidade e também

são válidas para o desconto. Outras modalidades conveniadas incluem academias, auto escolas e escolas de dança. Mesmo já recebendo o desconto, é importante ficar atento às datas de rematrícula das escolas, para garantir a redução no valor da mensalidade desde o início do semestre. Universidades, por exemplo, exigem uma nova declaração a cada seis meses. Para receber a redução no valor da mensalidade, o contribuinte deverá solicitar a comprovação de filiação ao SincomércioBS. A solicitação pode ser feita através do telefone (13) 21012881 ou pelo e-mail comercial@scvbs.com.br. A entidade irá receber os dados da empresa e então produzir a declaração, que deverá ser retirada e encaminhada à escola ou universidade.

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 17


Alterações na CLT aprovadas pelo Senado

entram em vigor em novembro Novas regras prometem mais flexibilidade na relação entre empregador e funcionário

I

nalteradas desde 1943, as leis trabalhistas do Brasil passaram por reforma este ano e novas diretrizes foram aprovadas pelo Senado em julho. A modernização, que alterou mais de cem pontos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), passa a ser regra a partir de novembro, trazendo consigo mudanças que o Sindicato do Comércio Varejista considera necessárias para o desenvolvimento do país. O teor principal da proposta é possibilitar que as negociações de trabalho tenham valor legal, ou seja, o mesmo valor de uma lei. A convenção e o acordo coletivo têm prevalência quando, por exemplo, se referirem a pactos quanto a jornada de trabalho, banco de horas e teletrabalho. Portanto, a partir de agora, o empregador pode, entre outras opções, implantar o dia de 12 horas para seus funcionários. Outro tópico alterado foi a concessão de férias, que poderá ser dividida em três períodos – anteriormente, o máximo possível eram dois. Além disso, a nova lei permite que a demissão por justa causa seja de comum acordo: a empresa deverá conceder aviso prévio mínimo de 15 dias (previamente 30) e não precisa garantir mais o seguro desemprego, cobrindo apenas a multa de 20%

18 • O Mascate • novembro / dezembro de 2017

(antes 40%) do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Temas que antes não possuíam previsão legal, como o trabalho intermitente e o home office (trabalho em casa), passam a contar com normas que podem melhor orientar os empresários na hora de contratar. Por exemplo, agora é estabelecido que o funcionário que trabalhar por períodos de forma não contínua deverá receber pelas horas, dias ou mês trabalhados. Segundo a advogada tributária Sarina Manata, a introdução de regras para funções como o teletrabalho, exercidos anteriormente sem regulamentação, traz mais segurança para as empresas.“As novas formas de contratação deixam as regras mais claras, também sendo um oportunidade para tornar as relações de trabalho mais competitivas”, afirma Sarina. Ela explica, ainda, que a possibilidade de negociações coletivas permitem que a redução de direitos tenha uma contrapartida: em momentos de crise, a nova regra permitirá a redução coletiva de salários, ao invés de cortes em massa. De acordo com a advogada, diversas propostas como esta já vinham sendo debatidas em projetos de lei e o momento de desemprego enfrentado pelo país foi o fator que impulsionou a reforma.


1.

2.

3.

4.

EM

fOCO Os destaques do comércio

5.

na baixada santista

1.

Clube Zatte, nova loja de moda feminina no Shopping Pátio Iporanga, em Santos.

4.

Lançamento da coleção primavera-verão das lojas do Shopping Litoral Plaza, em Praia Grande, na 2ª edição do desfile beneficente.

2.

Convidados acompanham o workshop no auditório nobre do Sindicato, em Santos.

5.

O MPE Tech Day, também exibido através de link online no Sindicato, teve como objetivo auxiliar pequenos negócios no uso das mídias digitais

3.

Discovery Kids em Ação, iniciativa que trouxe atividades para crianças durante o mês de outubro no Shopping Parque Balneário.

Foto 1: Shopping Pátio Iporanga | Fotos 2 e 5: Barbara Perez Foto 3: Shopping Parque Balneário | Foto 4: Shopping Litoral Plaza

O Mascate • novembro / dezembro de 2017 • 19


Profile for SincomércioBS

Mascate #222 | (Nov/Dez 2017)  

Mascate #222 | (Nov/Dez 2017)  

Profile for scvbs
Advertisement