__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


TRENDBOOK

SUMÁ RIO 03

1 a 5 de novembro de 2016 senai jaraguá do sul

A PRESIDENTE

04 05 06 07 08 10 11 12 13 14 16 48 50 51

Desde que surgiu, em 2005, o Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) defende que, para o desenvolvimento de uma indústria mais inovadora, a aproximação entre as empresas e as instituições de ensino é fundamental. Pelo segundo ano consecutivo, essa ligação foi ainda mais intensa: uma imersão de cinco dias em que os estudantes e os profissionais das empresas ficaram conectados gerando soluções criativas para processos e produtos fabricados no estado. Tudo isso em um espaço pensado para a criação que acaba de ser entregue: o Senai Jaraguá do Sul. Antes do Design Camp, durante quatro meses, capacitações periódicas aconteceram com alunos de 22 instituições de ensino. Eram 90 estudantes no primeiro workshop e um rigoroso processo seletivo elegeu os 32 que participaram da programação. As empresas também se prepararam: encontros debateram de maneira mais aprofundada as temáticas apresentadas aos alunos, com os professores da Perestroika, uma das mais reconhecidas escolas de atividades criativas do país, como mediadora. Todas as capacitações fizeram com que estudantes e profissionais chegassem ao Design Camp com metodologias atualizadas e muita energia para entregas que realmente fizessem a diferença. “Os resultados surpreenderam aos times das empresas, aos professores e aos próprios alunos. Pudemos vivenciar as entregas de uma maneira prática – a Altenburg, por exemplo, já colocou a inovação proposta no mercado um mês depois – e também de forma subjetiva, já que muitos alunos superaram seus próprios limites e descobriram talentos que vão contribuir muito com a nossa indústria no futuro”, comenta a presidente do SCMC, Amélia Malheiros. O Design Camp só foi possível graças ao apoio incansável da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc). “Sabermos que uma entidade tão forte e reconhecida como a Fiesc acredita no nosso trabalho e percebe as mudanças que ele trouxe para as indústrias nos últimos 11 anos é uma honra e nos traz ainda mais responsabilidade”, diz a presidente.

2

Os EMPRESÁRIOs Marilyn Rasch

CONSELHO CRIATIVO Junior Gama

ambiente inovador para educação Os professores Paulo Saban / Eliana Gonçalves / felipe Colvara / Marcos Schaefer

frutos scmc CO¹¹ WS1 – Ecodesign – Américo Guelere CO¹¹ WS2 – Inovação – Kleber Puchaski CO¹¹ WS3 - Branding e Comunicação - Renata Abranchs CO¹¹ WS4 – Identidade Catarina - Richard Perassi EQUIPES AS EMPRESAS E OS DESAFIOS A FEIRINHAS E O FESTIVAL OS WORKSHOPS AS PALESTRAS


TRENDBOOK

a presi dente

“Uma nova civilização está emergindo em nossas vidas e por toda a parte há cegos tentando suprimi-la. Esta nova civilização traz consigo novos estilos de família, diferentes modos de trabalhar, amar e viver diferente; uma nova economia; novos conflitos políticos; e, além de tudo isso, igualmente uma consciência alterada. (...) Esse pensamento é de Alvin Toffler, escritor americano, considerado um futurista capaz de prever com exatidão o desenvolvimento da história humana. Alvin faleceu em 2016, aos 87 anos. As escolhas serão para sempre nossas, de forma individual ou coletivamente podemos resistir, negar, persistir e achar que nada mudou. Ou abrir a mente. Como na jornada do herói que ouve um chamado, e vai cumprir sua missão, o SCMC está no exercício de seu propósito: Antecipar tendências de futuro e compartilhar. Um bom começo é ter empatia com o novo, com o diferente e criar a resiliência necessária para viver esses novos tempos. Estudantes, profissionais, empresários e empreendedores são pessoas que tem crenças, valores e todos os dias desafiam seus limites. Juntos decidimos viver um ano de 2016 com tamanha intensidade que terminamos felizes e com a experiência de mais um design camp. Se entramos no processo como meros conhecidos, saímos família. Se tínhamos dúvidas, saímos com melhores perguntas. E assim vamos nos co-construindo e co-criando. Isso é o SCMC uma plataforma que conecta, projeta, capacita e compartilha. Em nome da Diretoria do SCMC um AGRADECIMENTO a todos que viveram essa linda experiência que foi o SCMC 2016 em especial o CO11 e o Design Camp. Amélia Malheiros Presidente do SCMC

3


TRENDBOOK

os empre sários “Minha percepção pela ótica empresarial, é de ter uma oportunidade fascinante de estar em contato com os estudantes e perceber a sensibilidade e genialidade das ideias de uma geração super criativa! Perfeito para oxigenar a criatividade corporativa, tanto com estudantes como a troca entre as empresas participantes; Para os estudantes, vejo com uma oportunidade única de desenvolver projetos e desafios reais das empresas, e ter um plus nos currículos, pois somente um evento como SCMC Design Camp reúne uma tutoria desta magnitude! A ideia é que estes estudantes muito em breve estejam transformando em nossas empresas!! “ Marilyn Rausch Outsourcing and product development Loa Underwear

4


TRENDBOOK

conselho criativo

Quando nos propomos a fazer parte de um movimento com a grandeza e a essência do SCMC, temos a certeza que o processo nos transformará. Quando iniciamos, além da equipe do SCMC, dos professores e dos profissionais das empresas, tínhamos 90 alunos com um potencial incalculável, imensurável. Até o Design Camp, foram 4 etapas com suas dificuldades peculiares e preparatórias, o CO11. O caminho foi traçada para que, no Design Camp, os 32 participantes estivessem preparados para apresentarem as melhores soluções aos desafios propostos pelas empresas. E o fantástico é que estes 32 estudantes, trouxeram consigo o que os outros 58 haviam compartilhado no decorrer do processo. Este é um dos grandes propósitos do SCMC, trocar, compartilhar conhecimento para chegarmos em soluções conjuntas e inovadoras. Acompanhando as entregas nas etapas do CO11 e do Design Camp fica nítido a evolução em cada participante, a aplicabilidade das ideias, o entendimento dos processos. E tudo isso com um olhar inovador, novas referências e uma simplicidade de execução que muitas vezes assusta pela funcionalidade. O óbvio que ninguém vê. O processo como um todo serve para oxigenar as empresas, mostrando as mais diversas possibilidades criativas. E o efeito colateral? É preparar profissionais excepcionais, com as mais diversas habilidades e com a mente realmente inovadora. Junior Gama Coordenador de Marketing Fakini / Membro do conselho criativo do SCMC

5


TRENDBOOK

ambiente inovador para educação Nossa participação no SCMC é antiga, mas o estreitamento de laços é bastante recente, aconteceu em 2016. Primeiro sediamos uma etapa do CO11. Na ocasião, os envolvidos gostaram de conhecer a Faculdade SENAI Jaraguá do Sul e todo trabalho de design e cognição que estamos desenvolvendo para construir ambientes inovadores de educação, em co-criação com empresas de renome. O dia não poderia ter sido melhor: pessoas articuladas, jovens determinados, novos conhecimentos, despojamento e muita vibração criativa. Tudo isto veio ao encontro de um SENAI receptivo a novidades, uma graduação em Design de Moda muito dinâmica, um departamento de design articulado, uma Faculdade em amplo crescimento e um prédio que respira inovação. A fluidez do primeiro encontro fez com que o Design Camp fosse confirmado em nossa casa. Muitos dias antes, SCMC e SENAI trabalharam juntos, os mínimos detalhes, para que tudo estivesse agradável, instigante e inspirador aos estudantes, empresas e público que aqui estiveram. A utilização de alguns ambientes, ainda que parcialmente prontos, trouxe muita inspiração: ESPAÇO para CRIAR Marisol, ESPAÇO para DIALOGAR Proma, ESPAÇO para EXPERIMENTAR Minipa, ESPAÇO para CAPTAR Sol paragliders, ESPAÇO para TROCAR e ESPAÇO para COORDENAR. É interessante observar, que ao longo destes anos, ocorreram muitas transformações nos formatos de eventos do SCMC, demonstrando o desejo latente por renovação. O que não mudou foi a ampla participação de todos os atores envolvidos. Este é o ponto em comum com o SENAI Jaraguá do Sul, o desejo pela renovação, o engajamento das pessoas e a inovação. Foi esta sintonia que nos uniu, além da nossa vontade de contribuir com este novo formato. O SCMC busca extrair o melhor de cada estudante, professor, instituição e indústria. Seja pela possibilidade de troca de informação, pela estrutura, pela condução da diretoria ou pela participação da academia. O Design Camp agora faz parte da nossa história. A experiência destes cinco dias trouxe mais ideias e sugestões para que o projeto seja finalizado. Estamos gratos por estreitarmos laços com um antigo conhecido e por termos sediado um evento tão enriquecedor para o nosso Estado. É importante ressaltar que o SCMC nos desafiou, quando nos escolheu como o anfitrião deste inesquecível Design Camp. Muito obrigado! Michael Eberle Siemeintcoski Diretor do Senai Jaraguá do Sul

6


TRENDBOOK

os professores Senai

Os desafios propostos pelo SCMC nos encontros do CO11 e do Design Camp proporcionaram momentos inesquecíveis de criatividade e integração. Essa geração de conhecimento resulta numa proposta sinérgica e inovadora em que todos ganham, ou seja, empresas, instituições, professores e alunos. Paulo Saban - Professor do Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda do Senai/Jaraguá do Sul

UDESC

Participar de mais uma edição do SCMC é sempre uma experiência enriquecedora. Compartilhar conhecimentos com os participantes na busca de soluções criativas para as empresas associadas só me acrescenta mais conhecimento. Participo do SCMC desde a sua segunda edição, e sempre escuto dos nossos alunos “foi uma experiências muito boa, e melhor foi conviver com a realidade das grandes empresas”. O CO 11 não foi diferente, os finais de semana de workshops e desafios capacitaram os alunos que desenvolveram bons trabalhos no Design Camp, produtos estes com possibilidades de serem produzidos pelas empresas. Eu acredito na plataforma colaborativa SCMC, que conecta empresas associadas e universidades de moda e design para capacitar pessoas e fomentar a inovação do Estado de Santa Catarina. Eliana Gonçalves – Professora do curso de Moda CEART/UDESC e coordenadora do Programa de Extensão SCMC/UDESC.

uniasselvi

O SCMC é uma experiência indescritível, que envolve todas as percepções de crescimento profissional e humano. A mistura entre os acadêmicos, professores e profissionais a cada workshop nos faz conhecer melhor cada indivíduo, empresa e desafio... ...nos provocando a lidar com diversas situações que levaremos para a vida. E o Design Camp completa este ciclo, testando ainda as habilidades no nosso corpo físico e mental, onde a satisfação de dever cumprido é intensamente emocionante! Obrigado! Felipe Colvara professor do curso superior de Design de Moda da Uniasselvi Indaial

uniVALI

O Santa Catarina Moda e Cultura é um evento único, inovador e hiper enriquecedor, uma vez que proporciona ao aluno várias experiências que transcendem conceitos e modelos já estabelecidos, pois ele é dinâmico e hibrido. Os alunos que tem o privilégio de participar do Design Camp do SCMC, se desenvolvem extremamente, pois somam todos os conhecimentos dos colegas alunos de outras instituições, dos palestrantes de todos os workshops, de todos os professores orientadores e dos organizadores do próprio SCMC, no desenvolvimento de produtos e serviços, em desafios reais, para empresas reais, do mercado de Santa Catarina. Uma experiência que prepara em muito os alunos para a realidade do mercado de trabalho. Apesar de tantas palavras como extremamente, enriquecedor, inovador entre outras, é um espetáculo que somente quem tem o privilégio de participar sabe o que estamos falando, por este e outros motivos digo com certeza absoluta que todos os alunos que cursam design e moda em todas as universidades parceiras do SCMC, não podem de maneira alguma deixar de participar ao menos uma vez na vida. Marcos Schaefer - Professor do Curso de Design de Moda da Univali Campus Balneário Camboriú

7


TRENDBOOK

FRUTOS

SCMC

Além de gerar talentos absorvidos pela própria indústria, o SCMC ainda contribui para o surgimento de novas marcas que tem orgulho de serem

catarinenses. Confira algumas delas!

de problema familiar a novo

negócio

Quando criança, Cássio Chaves dava trabalho na hora de se vestir. Desde os 12 anos, não gostava de nada do que via nas prateleiras e pedia para que a mãe recorresse a costureiras para que pudesse usar roupas que fizessem mais sentido pra ele. O problema de não encontrar peças que o representassem continuava e, com as ferramentas aprendidas no curso de Design de Moda, Cássio começou a produzir as suas próprias camisas. Os amigos gostaram e, em novembro de 2015, ele lançou a marca Xavez Costura Masculina. Foi aí que o SCMC o desafiou a sair da sua zona de conforto. Ele participou da primeira edição do Design Camp, realizada em Florianópolis. “Foi lá que eu tive a certeza do que eu realmente queria. Toda a preparação durante o ano foi me inspirando, mas no Design Camp, quando superamos todas as adversidades para entregarmos resultado, percebi que conseguia ser mais forte do que eu imaginava e quis mais do que nunca que a marca tivesse um futuro. No SCMC aprendi que, se eu quero ser visto e valorizado de uma maneira diferente, preciso fazer coisas que fujam ao senso comum. Estou feliz de colocar isso em prática”, diz Cássio. Hoje, a Xavez trabalha de duas maneiras. Algumas camisas pré-concebidas estão à venda em lojas de

Brusque e Joinville, mas sempre em quantidades pequenas de, no máximo, duas por estampa. Mas o foco mesmo é o trabalho de alfaiataria, onde

ele desenvolve peças com exclusividade para cada cliente. O foco da marca é nas estampas pouco exploradas na camisaria masculina. 8


TRENDBOOK

couro, madeira e união Luiza Ferreira tem clareza sobre o principal aprendizado que o SCMC deixou na vida dela: não existe receita ou caminho fácil para a aceitação do mercado, mas o trajeto pode se tornar mais prazeroso se você compartilha ideias e desafios. Ela foi estudante do projeto em 2010 e diz que, graças à plataforma, saiu do movimento com uma visão mais ampla da área de moda. Lançou a marca homônima com peças autorais em couro e madeira. No ano passado, Luiza iniciou a trajetória com a Feito Gaia, em parceria com a designer Michele Graf. A marca, que tem oportunidades para produção em maior escala, mantém as características do artesanato que inspiraram o empreendedorismo da jovem de Blumenau. Mas foi também em 2015 que outro projeto surgiu na vida dela: a Galeria+. Um grupo de empreendedoras de moda e design do Vale do Itajaí se reuniram para começar a promover feirinhas para divulgar as duas marcas. Alguma semelhança com o SCMC? “O SCMC é uma grande inspiração. A qualidade das trocas e a percepção de que fizemos mais quando fizemos juntos nos acompanha. E a vontade de valorizar as criações catarinenses também”, finaliza a empreendedora.

a moda que transborda A primeira coleção da Astoria, lançada no fim de 2015, chama-se Intempéries. Não é à toa. As sócias, Mia Fagundes e Bruna Bischoff passavam por uma tempestade nas suas vidas e deixaram que as estampas e modelagens da marca transmitissem esse momento. Foi para isso que, um ano antes, elas iniciaram o planejamento da marca que estava nos sonhos das duas desde o fim da faculdade. Mia quis fazer moda desde criança porque achava divertido criar coisas, colocar a energia pra fora. Se os outros ainda pudessem usar, seria o casamento perfeito. A ingenuidade infantil se tornou objetivo da vida adulta e, no curso de moda da Udesc, ela chegou até o SCMC. Foi uma das estudantes do projeto em 2012. “Era no SCMC que eu conseguia me alimentar de criatividade, de boas referências, de gente interessante. Conheci as marcas, vi como elas funcionam por dentro, em uma visão que a academia não consegue te dar, por mais que se esforce pra isso”, comenta a estilista. A ideia da marca ganhou novos rumos e a conclusão infantil de que criar é transpor emoções, referências e técnica para um produto ganhou força. A Astoria é uma marca feminina de produção limitada e manual. As modelagens grandes e as estampas muito presentes demonstram a intensidade das criações. As peças podem ser compradas através de contatos realizados pelo Facebook e, em breve, através de um e-commerce próprio da marca. A Black Buffalo, no Trindade Shopping, em Florianópolis também vai receber as peças nas próximas semanas. 9


TRENDBOOK

CO¹¹ WS1

Ecodesign com Américo Guelere 27 e 28 de Agosto/16 Univali Balneário Camboriú Doutor em engenharia de produção Américo Guelere conta com projetos desenvolvidos junto à HP, Lenovo e Whirpool entre outras. Guelere apresentou aos alunos a evolução da sustentabilidade corporativa, focando no Life Cycle Thinking juntamente com ferramentas de suporte a sua implantação. Demonstrou também os impactos socioambientais relacionados ao comportamento de consumo, e desdobrou a necessidade de se alinhar inovação e sustentabilidade no desenvolvimento de novos produtos e modelos de negócios.

10


TRENDBOOK

CO¹¹ WS2

Inovação com Kleber Puchaski 10 e 11 de Setembro/16 senai Jaraguá do Sul O segundo encontro do CO¹¹ aconteceu no Senai Jaraguá do Sul com o tema Inovação. Kleber Puchaski, diretor de design da Philips Design para os assuntos digitais de healthcare, falou sobre inovação sob o ponto de vista do design, apresentou diversas ferramentas e processos de inovação capazes de instigar os alunos a pensarem novas soluções e modelos de negócio para desafios reais. Utilizando o design thinking como modelo mental, os alunos foram provocados a colocar em prática ferramentas como, criação de personas, user journey, mindmap e story board durante o desenvolvimento de uma solução inovadora que, ao final, foi apresentada em formato de vídeo.

11


TRENDBOOK

CO¹¹ WS3

Branding e Comunicação com Renata Abranchs 24 e 25 de Setembro/16 Senai Blumenau O Senai Blumenau foi a casa do SCMC CO¹¹ nos dias 24 e 25 de Setembro. Nessa oportunidade o tema “Branding e Comunicação” contou com Renata Abranchs do Bureau de Estilo Renata Abranchs como orientadora. Renata revelou aos alunos a importância do propósito das marcas, contextualizandoos sobre os novos caminhos da moda, as novas formas de contato e os novos modelos de consumo do mercado. Com o seu mantra, “menos tendência e mais essência” Renata trouxe muita informação e conhecimento na construção de marcas e de maneira leve e divertida contagiou e inspirou as novas mentes criativas do estado.

12


TRENDBOOK

CO¹¹ WS4

Identidade Catarina - Richard Perassi 8 e 9 de Outubro/16 Udesc Nos dias 8 e 9 de Outubro a Udesc em Florianópolis sediou o último encontro do CO¹¹ no ano. O programa teve dessa vez como tema a Identidade Catarina. O professor e Doutor em Semiótica, Richard Perassi trabalhou a pesquisa e criação de elementos gráficos do nosso estado, instigando os alunos a conhecerem melhor nossas origens, pensando e criando materiais com o objetivo de reforçar a identidade e a cultura do estado de Santa Catarina.

13


TRENDBOOK

EQUIPES equipe rosa

Esquerda para direita: Victória Premoli - Udesc / Tamires Girardi - Senai Jaraguá do Sul / Andrew Tonon - Católica Jaraguá do Sul / Analisse Donato Bonfante - Senai Criciúma / Suzanne Elias Rosar - Furb / Evandro da Silva Ferreira - Unisul / Aline Furtado - Senai Blumenau / Monique Cristiane de Abreu – Udesc

equipe azul

Esquerda para direita: Ana Carolina Lunedo Gonçalves - Unifebe / Karen Muller - IFSC Gaspar / Vitor Beuting Huebes - Furb / Maiana Martins Perdom - Udesc / Tatiana Heinrich - Senai Jaraguá do Sul / Priscila Thomas Pinheiro - Udesc / Cleverson Souza - Uniasselvi / Julia Oeninng Amador - Senai Joinville 14


TRENDBOOK

equipe amarelo

Esquerda para direita: Jéssica Tamara Armelini - Uniasselvi / Luciano Pedroso Mendes Junior - IFSC Gaspar / Maria Júlia de Lima Dassoler - Senai Criciúma / Thaís da Silva - Udesc / Karina Cieslak Pagliosa - Senai Joiville / Karine Moraies Aguiar - Univali Balneário Camboriú / Adriele Maciel - Senai Blumenau / Diego André Kohler - Unifebe

equipe verde

Esquerda para direita: Francine Ortolan - Univille / Victor Hugo Kawaguishi Miaki - Udesc / Bruna Lais Pizzani - Unifebe / Isadora Micaela Guergovich - Univali / Josiane Silva Machado - Senai Brusque / Ketlin Juliana Karsten Perera da Silva - Senai Jaraguá do Sul / Gabriel Coradini Strobel - Udesc / Julia Kirsten - Uniasselvi 15


TRENDBOOK

As empresas e os desafios Apresentação A Audaces, líder na América Latina na automação de confecções, com equipamentos e sistemas inovadores que atendem desde a criação de produtos de moda, passando pela modelagem, estudo do aproveitamento de material até o corte automatizado. Consolidou-se mundialmente conquistando clientes na América Latina, Europa, África e Ásia. Com patentes de tecnologia em vários países do mundo, seus produtos são conhecidos por serem fáceis de usar e de aprender, auxiliando as empresas a criarem e produzirem moda de maneira ágil e eficaz. Contexto A Audaces está se preparando para o próximo passo. Pesquisando oportunidades de inovação, com o objetivo de oferecer novos produtos e melhorias em seus produtos atuais para seus clientes Desafio Em 5 anos o que a Audaces estará oferecendo dentro do ciclo de produção? Orientação de resultados Desenvolvimento de um produto/conceito/ serviço.

16


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Foram analisadas evidências com relação a comportamento e tecnologia, e com base em estudos de tendências foi desenhado um cenário futuro para 2021. Onde buscou-se entender o usuário do sistema Audaces, identificar suas necessidades e atender seus desejos. Em 5 anos a Audaces precisará continuar a oferecer inovação ao mercado de moda, dessa forma a proposta foi a criação de um software que integre os setores de desenvolvimento de produto. 2. Qual a solução gerada O software proposto permite que a equipe de desenvolvimento acesse um espaço virtual, e trabalhe em realidade aumentada. O designer criará diretamente o desenho junto à modelista, integrando criação, modelagem e prototipação. A ferramenta possuirá também manequins virtuais em um banco de biotipos. Esses manequins se movimentarão e interagirão através de comandos para testes de modelagem, caimento, ergonomia e tipos de tecidos. Um banco de dados com cores, tecidos e bases facilitará o processo de criação. 3. Qual o impacto dessa solução Hoje dentro das empresas há muito reprocesso. O software melhorará a experiência de criação de moda, tornando-a mais colaborativa, ágil e integrada. Além de diversos outros benefícios como a diminuição de custos e reprocesso, a eliminação da necessidade de um modelo de prova, eliminação da peça piloto, redução do desperdício de materiais e otimização do tempo de desenvolvimento. 17


TRENDBOOK

Apresentação Altenburg é a tradução do bem dormir para bem viver, através de seus produtos para cama, banho, travesseiros e protetores tem como missão gerar bem-estar às pessoas, com beleza, conforto e qualidade, surpreendendo clientes e consumidores. Contexto A Altenburg têm se aproximado cada vez mais dos seus consumidores buscando compreender quais são os produtos que geram desejo e se destacam no ponto de venda. A Altenburg quer identificar oportunidades de inovação, tanto em design de superfícies quando em funcionalidade de novos produtos. Desafio Repensar o item saia box que compõem a decoração da cama em relação as suas funcionalidades, aparência e público alvo ao qual se destina. Orientação de resultados Desenvolvimento de uma coleção de saias box com possíveis coordenações.

18


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Repensar o item saia box com foco no usuário, tendo em mente a forma de uso, dificuldades e reclamações mais frequentes. Oferecendo ao final um produto que além de priorizar a funcionalidade também esteja alinhado com padrões estéticos e tendências do setor de cama,mesa & banho em contraste ao que é oferecido atualmente no mercado. 2. Qual a solução gerada Um novo modelo de saia-box, que traz como principal mudança de uso um zíper, tornando o manuseio mais prático, facilitando a troca da saia e a tornando mais rotineira. Adição de bolsos laterais, para colocação de smartphones, controle-remotos e outros itens de pequeno porte, acompanhando as novas rotinas das pessoas e novas atividades desenvolvidas no ambiente íntimo. Desenvolvimento de coleções de peças, alinhadas com as coleções coordenadas da empresa, além das opções clássicas já oferecidas, podendo ou não ser comercializado em conjunto. Como diferencial tecnológico, foram colocadas luzes de LED na barra ativadas por toque, facilitando a orientação do usuário em ambientes com pouca luz. 3. Qual o impacto dessa solução A multifuncionalidade da saia box, que antes era usada somente como adorno para a cama. A maior praticidade na troca, substituição e manutenção da saia a tornaria um artigo capaz de acompanhar momentos específicos, tendências de moda e estações do ano. A adição de bolsos e compartimentos laterais faz com que o produto acompanhe a dinâmica contemporânea. Todos esses elementos somados ao sistema de iluminação criam um produtor inovador, sem similares neste mercado.

19


TRENDBOOK

DESAFIO

Briefing: A empresa busca entender o conceito do vestuário básico. Compreendendo o que Apresentação Em 1992, como extensão infantil da Cia Hering e voltada aos públicos A, B e C, de 0 a 16 anos, surge a Hering Kids. Atualmente compõe um guarda-roupa básico para jovens (homens e mulheres), entre 18 à 30 anos. está presente em franquias multimarcas e webstore. Reconhecida por seu conforto e qualidade, oferece produtos que combinam estilo e bem-estar, com o grupo: permitindo quePesquisa a criança viva na prática uma infância plena e saudável. Para compreensão do espírito do tempo que estes jovens estão vivendo e como isto se reflete no que eles consomem a equipe LYNX realizou uma pesquisa com suas próprias integrantes,

Contexto As peças para jeitoatingir, próprio deuma encarar mundo e para mães que buscam produtos os quais auxiliem seus filhos a que são são opensadas público alvo quecrianças a marca com pretende com nova o reestruturação do básico. Foram dados sobre seus principais gostos, quanto a lugares, comidas, espaços e marcas. se descobriremcoletados e conhecerem o mundo ao seu redor, sempre por meio da brincadeira. Anexo 1

Desafio O que significa “roupa para brincar” para uma criança no contexto atual, levando em consideração a essência da marca que é impulsionar as descobertas RESULTADO da infância? Compreender o conceito e criar um ou mais produto(s) dentro deste tema. DA PESQUISA DE MERCADO COMIDA = Busca-se um estilo de comida saudável mas ao mesmo tempo ainda

Orientaçãoprocura de resultados Desenvolvimento de um produto ou uma linha de produtos esporadicamente alimentos mais massudos, muitas vezes de(foco umaHering formaKids 6 a 9 anos) reinventada, linkando com a vida saudável.

AMBIENTES DE TRABALHO = Todos buscam ambientes compartilhados, aconchegantes divertidos, que despertem sua criatividade e com horários flexíveis. Esse modelo é diferente do modelo da geração passada onde se tinha a ideia de trabalhar muitos anos dentro da mesma empresa. Hoje isto não se daplica mais, os jovens são movidos a desafios, então a partir do momento que o desafio se encerram em uma empresa, e este jovem não tem mais pra onde crescer e nem contribuir ele irá transitar para outra. LOCAIS = Os locais selecionados foram distintos, porem se encontram padrões principais, e sub-padrões,a principal divisão foi entre dois locais, a natureza e a cidade. A cidade apareceu tanto de forma pulsante representada por NY, como de forma romântica representada por Paris. Já a natureza apareceu tanto de maneira aventureira em locais como Machupichu, como de maneira paradisíaca em ilhas do Caribe.E fica evidente que quem gosta de um tipo de local não necessariamente deixa de gostar do outro, ele simplesmente prefere aquilo nesse momento, talvez em outro momento, as vezes minutos depois, ele gosta de outro, tudo depende do momento quw ele está vivendo.

20


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio A proposta foi desenvolver um produto que fosse versátil, lúdico e que proporcionasse interação entre as crianças, promovendo uma infância plena, saudável e livre. O produto também cria um cenário que permite que a criança descubra o universo ao seu redor e explore seu papel nele. 2. Qual a solução gerada A solução desenvolvida são os Kléks, kits de patches destacáveis, com potencial colecionável, que permitem a customização da roupa. Os temas dos kits, redefinidos a cada lançamento com base, por exemplo, em profissões, filmes ou super-heróis, incentivam a criança a imaginar e criar com liberdade para ela ser o que quiser, ou até, ser várias coisas ao mesmo tempo. A coleção cápsula, apresentaria peças base, multifuncionais e unissex, como o protótipo desenvolvido que é uma jaqueta estilo bomber com capuz e mangas destacáveis, que pode também ser usado como colete. 3. Qual o impacto dessa solução Criar um produto que possibilita que a criança se descubra e explore diferentes papéis, reforçando a visão da Hering kids de uma infância feliz e saudável. A criança terá na roupa uma nova forma de brincar, exercitando habilidades como criatividade, imaginação e colaboração. Este produto se transforma a cada coleção e com a interação do usuário, se tornando uma plataforma para novas tendências, experimentações e de forma adicional, um elemento de fidelização dos clientes.

21


TRENDBOOK

Apresentação Uma das maiores indústrias em seu segmento, a Círculo conquista o país por meio de seus produtos, fabricados de acordo com as tendências de mercado e busca, a cada lançamento, inovação e modernidade através de cores, texturas diferenciadas, com combinação de matérias primas de qualidade. Contexto O presente consolida nosso compromisso de atender às expectativas e exigências dos consumidores, não apenas com fios que se transformam em diferentes resultados, mas também com produtos de vestuário e decoração que embelezam e geram renda. Desafio Como sensibilizar os lojistas para a exposição adequada dos produtos da Círculo? Repensar a experiência de compra dos produtos Círculo com base nas limitações do ponto de venda. Orientação de resultados Desenvolvimento de uma ação de sensibilização para lojistas. Indicar possíveis intervenções que possam ser realizadas no ponto de venda para tornar a experiência de compra mais atrativa. 22


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Estabelecer laços emocionais com lojistas e clientes, através de informações inspiradoras. Sensibilizar o lojista da Círculo através da aproximação e criação de laços com a marca. Redesenho do expositor, privilegiando a experiência de compra. 2. Qual a solução gerada Redesenho da convenção anual para os lojistas, que além de apresentar dados da empresa, metas, planejamento e novos produtos, também entregue conteúdo relevante, inspirador e capacite os lojistas através de palestras e workshops com nomes renomados no segmento de vendas e Visual Merchandising. Reforçar a experiência de compra com uma nova “roda cromática”, que atrai o cliente pelo apelo tátil e lúdico, acompanha catálogo com apresentação completa das cores e que permita o toque no produto. Inserção de frases surpresas ao final do rolo de linha destinado ao consumidor final. 3. Qual o impacto dessa solução Envolver e surpreender o cliente, desde a experiência no ponto de venda até o cuidado com a mensagem no final do rolo. Incrementar a experiência de venda e relação com a Circulo através da capacitação e engajamento dos lojistas. Expor a atenção que a própria Círculo proporciona aos seus parceiros e colaboradores.

23


TRENDBOOK

Apresentação A Copa&Cia tem como paixão vestir a mesa, decorar os lares e intensificar todas as suas relações. A empresa é líder no Brasil em complementos decorativos de mesa posta, como jogos americanos, sousplats, argolas, etc. Os produtos são inspirados em tendências de moda, com a praticidade que a mesa e cozinha necessitam. Contexto A Copa&Cia deseja que seus produtos sejam relevantes dentro do ambiente doméstico. Os produtos devem ser percebidos como a solução de um problema, onde otimizam tempo e espaço. Os produtos fazem parte da rotina da casa, contribuindo para que os momentos se tornem significativos e encantadores. Desafio Imaginar como a Copa&Cia pode estar presente no universo do público jovem, mais especificamente na vida de estudantes que moram sozinhos ou jovens casais que estão começando a construir sua história. Desenvolver linhas de produtos que atendam necessidades reais ajudem a lidar com as dificuldades encontradas no dia a dia. Orientação de resultados Desenvolvimento de um produto ou uma linha de produtos.

24


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio A análise do público-alvo, mostrou que os jovens costumam ter uma rotina agitada, com múltiplas atividades e responsabilidades. Os espaços de moradia costumam ser compartilhados, pequenos e nem sempre mobiliados com todos os equipamentos e móveis para o conforto dos jovens. Os momentos de refeição costumam acontecer concomitantemente com outras atividades principalmente estudos. E neste cenário foi identificada a oportunidade de inserção de um novo produto Copa&Cia. 2. Qual a solução gerada Foi proposta uma mesinha multi-funcional que possibilita que o jovem faça suas refeições e estude ao mesmo tempo. A mesinha possui “gavetas” porta prato e porta copo. Os pés retráteis permitem diferentes usos para o produto, desde uma bandeja até mesa. Alinhado com a estética jovem, o produto pode apresentar diversas cores e estampas, além de permitir customização. 3. Qual o impacto dessa solução Ampliação do portfolio de produtos da empresa, em especial, uma aproximação da Copa&Cia com o público jovem. O consumidor terá acesso a um produto multifuncional e flexível, que se adapta aos seu hábitos e aos diferentes momentos do seu dia.

25


TRENDBOOK

Apresentação Inovação, tecnologia e eficiência estão no dna da Coratex. Os profissionais Coratex visam os mesmos objetivos dos clientes. O mercado da moda é dinâmico e a Coratex precisa responder de forma rápida e eficiente. Contexto Coratex desenvolveu em parceria com o Senai um processo chamado Dry Color – Eco, que possibilita o tingimento a seco para roupas feitas com tecido de fibras sintéticas e suas diferentes composições. O DryColor - eco reduz em 95% o uso de água durante o tingimento. Desafio Como potencializar a aplicação e uso do tingimento Drycolor-ECO da Coratex de maneira tangível? Orientação de resultados Customização de peças para apresentação do potencial do produto; Desenvolvimento de uma ação de alto impacto para apresentação da nova tecnologia [storytelling].

26


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Customizar itens do vestuário no estilo beachwear e fitness, tornando peças prontas, sem cores ou estampas, em produtos atrativos, impactantes e que acompanhem tendências fashion. Vídeo conceito que auxilie na conscientização da pessoas acerca da importância da água e os benefícios do tingimento inovador desenvolvido pela Coratex. 2. Qual a solução gerada O editorial/ look book, que apresente peças de forma conceitual, impactante, utilizando recursos da alta costura. Mostrando para as empresas de enobrecimento têxtil, todo o potencial que o tingimento Drycolor-Eco possui e como pode transformar peças básicas. Também foi proposta uma ação que se tangibiliza através de um vídeo de alto impacto para apresentar o tingimento Drycolor-Eco, e para mostrar as consequências negativas dos processos usuais, que utilizam mais água, geram resíduos e maiores custos às indústrias. 3. Qual o impacto dessa solução O editorial é uma peça gráfica de alta qualidade, com potencial de impactar clientes inseridos no universo da moda, acompanhando tendências e atraindo a atenção para o uso do Drycolor-Eco. O vídeo, além de apresentar produtos que utilizem o tingimento desenvolvido pela Coratex, também busca sensibilizar e gerar inquietação, mudando comportamentos, promovendo uma alternativa ecologicamente correta e atrativa financeiramente.

27


TRENDBOOK

Apresentação A Cores e Tons é uma estamparia rotativa. Compõe a estrutura, também, o departamento de desenvolvimento com profissionais altamente qualificados para melhor instruí-los, bem como uma estrutura para realizar testes nos tecidos, estampas e desenvolvimento de cores, com modernos equipamentos operados por profissionais com ampla experiência e entrega de alta qualidade. Contexto A Cores e Tons possui um grande compromisso com a qualidade e sustentabilidade. A maior parte dos clientes ainda não percebe este tipo de valor que está sendo aportado na marca. Desafio Como evidenciar os valores e qualidades da Cores e Tons para seus clientes? Orientação de resultados Desenvolvimento de uma ação de comunicação.

28


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Comunicar de forma ampla a marca através de uma plataforma digital, que evidencie os valores e qualidades da Cores e Tons. Tornando a marca conhecida pelo público de forma geral. 2. Qual a solução gerada A partir de uma plataforma digital, a marca teria ferramentas para se comunicar com seu público, ampliando a abrangência da marca, reforçando os valores da empresa, alcançando seus objetivos. Também foram elaboradas instalações em espaços físicos que incentivem pessoas criativas a compartilhar momentos e experienciarem a marca. Paralelamente foram propostos investimentos em coletivos, principalmente os situados em Santa Catarina, para tornar a Cores&Tons conhecida entre os jovens profissionais da moda. 3. Qual o impacto dessa solução A associação da marca e dos produtos Cores e Tons a outras entregas, se envolvendo na vida de prováveis clientes, oferecendo-lhes diversas experiências. Incentivando-os a relaxar, pensar, se cuidar e assim a terem um momento de inspiração para a criação, momento esse associado e oferecido pela Cores e Tons em sua essência.

29


TRENDBOOK

Apresentação A Dudalina se destaca na distribuição de marcas fortes. Criadas para atender a diferentes segmentos de mercado – homens e mulheres com necessidades e desejos distintos dispõem de um amplo mix de produtos, produzidos com matéria-prima diferenciada, criando nos consumidores a emoção de vestir-se e sentir-se bem. Contexto Está na essência da empresa inovar, e isso se reflete na busca de novas demandas dos consumidores e novas matéria-prima inteligentes. Desafio Defina os consumidores dos produtos Dudalina no futuro? ex.: o homem contemporâneo, o homem conectado, o homem sem fronteiras, o nômade digital? Como seria a camisa ideal para esse consumidor? Quais as inovações que a dudalina estará oferecendo em seus produtos daqui a 5 anos? Orientação de resultados Desenvolvimento de um produto ou uma linha de produtos com foco em inovações em matéria-prima/ funcionalidades. 30


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio A proposta foi definir os consumidores dos produtos Dudalina para 2021, adequando a melhor camisa para esse consumidor, inserindo tecnologia no produto, desenvolvendo uma nova camisa, completamente inteligente, tornando a vida do consumidor mais prática e conectada. 2. Qual a solução gerada A rotina agitada, conectada, com alto nível de interação com tecnologia foi a inspiração para o cenário futuro de 2021. Para o consumidor do futuro foi desenvolvida camisa inteligente, que permite a interação através de um Smart Button, anel de rolagem possibilitando uma enorme gama de funções ao usuário, capaz de customizar comandos de acordo com suas necessidades. Oferece também um microfone para chamadas, videoconferências, até mesmo palestras. O botão possui também uma funcionalidade de controle de batimentos cardíacos, possibilitando monitoramento de sua saúde, seus níveis de stress. Ao atingir um elevado nível de stress o tecido libera nano partículas de camomila para relaxamento e conforto além outros benefícios. A bateria e o circuito touch serão conectados através de linhas condutoras até a bateria posicionada na gola. A manga também com função touch, tem uma etiqueta NFC capaz de identificar o usuário utilizando a camisa, oferecendo as funcionalidades do escritório na palma de sua mão. Esteticamente a camisa possui como diferencial, o fechamento através de botões magnéticos, pensado na praticidade do consumidor. 3. Qual o impacto dessa solução A proposta busca inspirar a empresa apresentando uma visão de futuro e uma série de ideias que podem ser aplicadas ao produto. Mesmo trabalhando em um cenário daqui a 5, a pesquisa se baseia em evidências e tecnologias existentes hoje, o que amplia a possibilidade de desenvolvimento de um produto inteligente capaz de criar uma nova experiência ao consumidor com facilidades para sua vida, impactando sobremaneira a forma com que o usuário interage com sua camisa.

31


TRENDBOOK

Apresentação Fakini Malhas Ltda, empresa especializada na produção de moda em malhas de algodão para os segmentos bebê, primeirospassos, infantil, juvenil e adulto, fundada no ano de 1994. Desde o seu nascimento, a Fakini sempre buscou oferecer os melhores produtos têxteis ao mercado, com alta qualidade, preços justos e sempre com muita inovação a cada lançamento. Contexto Entre as marcas da Fakini Malhas está a marca Playground que propõe uma abordagem “premium” para os produtos. Atualmente a marca não consegue se destacar no mercado. Desafio Entender o que significa “premium” para a classe C e como traduzir este conceito de forma tangível para os produtos da Playground? Orientação de resultados Desenvolvimento de um produto ou uma linha de produtos.

32


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Ao analisar a Playground, uma marca infantil PREMIUM para a Classe C, sentiu-se a necessidade de propor uma reformulação da essência da marca e a facilitação da comunicação com o seu público. 2. Qual a solução gerada Usar a inovação para imprimir na marca os valores que ela visa transmitir. Para isso foi usado o viés tecnológico presente no dia a dia das crianças como linguagem para uma comunicação direta com eles. Os resultados foram, a reformulação e identificação da essência da marca, proposta de coleções, uso de tecnologias têxteis e um jogo digital educativo. 3. Qual o impacto dessa solução O novo posicionamento dá mais força para a nova marca Play, com uma comunicação alinhada ao público infantil, destaque entre os demais concorrentes pela diferenciação de materiais e acabamento das coleções, pela maior interação do usuário com elementos lúdicos na própria roupa e por jogos educativos.

33


TRENDBOOK

Apresentação A HI Etiquetas possui parcerias com clientes dos setores de vestuário, calçados, cama, mesa e banho, fornecendo etiquetas tecidas de qualidade nas mais variadas padronagens e acabamentos. Conta com uma equipe altamente especializada e equipamentos de última geração. Atualmente a empresa está entre as maiores no mercado de etiquetas tecidas e produz cerca de 1 bilhão de peças/ ano. Contexto Apesar do extenso portfólio de produtos, a venda acontece de forma reduzida, em termos de variedade. A Hi Etiquetas deseja repensar a apresentação do portfólio anual para os representantes, bem como encontrar formas de impactar o cliente final (estilistas) com uma nova abordagem de vendas Desafio Como impactar clientes ao apresentar o portfólio de produtos da Hi etiquetas repensando a experiência de venda? Orientação de resultados Desenvolvimento de uma ação de sensibilização para representantes (ex.: evento de apresentação, treinamento, campanha, etc). 34


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Entender o processo de venda dos produtos Hi e a relação com os representantes e, a partir desta imersão, sugerir melhorias focada no cliente Hi e na experiência de venda como um todo. Fazer com que um dos principais valores da empresa, a confiança, permeie a relação com os representantes e consequentemente com os clientes. 2. Qual a solução gerada Foi desenvolvido uma ação de sensibilização para os representantes, reformulando o próprio evento da empresa, que acontece em formato anual, para que nesse espaço além das entregas de resultados e metas desejadas, a empresa possa oferecer treinamento de venda, de forma que os representantes contribuam com feedbacks esclarecedores sobre as vendas e eventuais dúvidas que possam surgir nesse processo. Além do evento, foi repensada a experiência de compra de um cliente em potencial, por meio do catálogo vigente. Dessa forma, o catálogo foi reestruturado, apresentando os produtos por categorias, além de outras sugestões de melhorias no formato visual bem como a adição de legendas para as técnicas utilizadas. 3. Qual o impacto dessa solução A nova forma de interação com o catálogo facilita o trabalho do representante e incentiva que o cliente tenha contato com outros produtos de interesse, potencialmente aumentando a venda de uma maior variedade de itens do portfólio da Hi. A capacitação dos representantes, visa um estreitamento de laços entre empresa e clientes, e tem como impacto para os clientes finais um alto nível de entrega pelo representante, não só em produtos, mas também em repertório e informação de moda.

35


TRENDBOOK

Apresentação Uma das maiores indústrias de cama, banho, mesa e tecidos de decoração e a sexta mais longeva do Brasil, carrega em seu propósito a inovação e vontade de se superar a cada dia, seja em seu processo fabril, na forma de apresentar seus produtos ao mercado, nas relações que estabelece com as pessoas e em todas as ações que impulsionaram a Karsten nesses 134 anos de história. Contexto A Karsten está olhando para o futuro, buscando entender o comportamento e necessidades de seus consumidores, sob um olhar inovador. Dentro deste contexto a Karsten busca formas de agregar mais tecnologia aos seus produtos. Desafio Quais seriam os diferencias tecnológicos inseridos em uma coleção e relevantes ao consumidor Karsten? Orientação de resultados Desenvolvimento de coleção/ linha de produtos com diferencial tecnológico. (uma coleção possui 6 padronagens diferentes).

36


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio O desenvolvimento de um segmento de produtos voltado para o bemestar. Adicionando uma gama de produtos tecnológicos para a linha de cama e banho da Karsten. 2. Qual a solução gerada A criação de uma linha de produtos com ação para a pele e cabelo e toalhas com componentes que indiquem cuidados e prevenções da saúde. Além das ações para o corpo, produtos de cama aromatizados para instigar a tranquilidade e o relaxamento e produtos com ação repelente para proporcionar conforto ao dormir. 3. Qual o impacto dessa solução Oferecer produtos inovadores aos clientes, que estejam alinhados com o compromisso da empresa em prezar pelo bem estar provendo conforto e comodidade.

37


TRENDBOOK

: 0 mesa e banho que deixa a casa dos brasileiros mais bonita. Conhecendo os desejos Apresentação A Lepper há mais de 100 anos é a marca deCcama, M: dos consumidores, a Lepper cria a cada ano produtos e coleções70 especiais, levando mais estilo e conforto a todos os lares. Suas conquistas são resultado 100 dos constantes aprimoramentos tecnológicos e pesquisas, Y: além do alinhamento com o perfil do consumidor. K:0

Contexto Desde 2004 a marca ampliou sua linha, tornando-se referência em cama e banho para as crianças. Através da Lepper Kids, vem desenvolvendo produtos com os personagens mais desejados da garotada e coleções especiais para os bebês. Desafio Desenvolver uma linha de cama mesa e banho infantil interativa e lúdica através do design de superfície para a marca Lepper Kids. Orientação de resultados Apresentação com definição de público, inspiração e conceito, representação gráfica ou protótipos do produto/linha de produtos e construção de protótipos.

38


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Desenvolver uma linha de produtos para a Lepper que seja atrativa para as crianças e ainda esteja alinhada com o ideal de infância da empresa. Aplicar soluções que inspirem o lúdico, o criativo, o interativo e até mesmo o educativo. 2. Qual a solução gerada Aplicar o tema “explorar” na criação de uma coleção de cama, mesa e banho com colcha, lençol, fronha, roupão, toalha lancheira, toalha de praia. Tendo como principal diferencial a interação da criança com o produto. O tema gera possibilidades de criação relacionadas aos jogos infantis como, caça palavra, twister, jogo da velha e caça ao tesouro. Também foram desenvolvidas peças que remetem ao universo dos escoteiros. 3. Qual o impacto dessa solução Estimular as crianças a terem interesse em brincar com algo além do smartphone e tablet. Promovendo a interação com objetos do seu dia a dia, com liberdade de rabiscar e desenhar no seu lençol, achar as palavras até se cansar e pegar no sono, ou brincando com seu irmãozinho, desafiando-o a jogar o jogo da velha na própria fronha, propomos uma coleção lúdica que resgate a brincadeira simples característica do universo infantil.

39


TRENDBOOK

Apresentação A LOA acredita no desenvolvimento das pessoas, dos processos e no crescimento da empresa. Buscando o desenvolvimento sustentável com todas as partes: cliente, sociedade, meio ambiente, fornecedores e colaboradores. Experiência, vontade, inovação. Esses são aspectos que fazem da LOA uma empresa de destaque na confecção de produtos para os públicos masculino, feminino e infantil. Contexto A LOA quer que os ambientes internos da empresa tenham maior relação com a própria atividade. Desafio Como vestir a LOA de sustentabilidade expressando sua identidade? Orientação de resultados Desenvolvimento comunicação interna da LOA. 40


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Gerar conscientização e mudança de comportamento através do exemplo e da vivência em ambientes inspiradores. Desenvolver peças de decoração e soluções de ambientação que tenham como base os resíduos da fábrica, expondo para a equipe interna a necessidade de um fim adequado para este material que hoje não tem destinação. 2. Qual a solução gerada Reformular a empresa de dentro para fora, com soluções de design de interiores usando resíduos da própria empresa como matéria prima, além de uma horta comunitária que gere um inspire sentimentos como pertencimento e engajamento. O cuidado com a horta é responsabilidade de todos e também gera benefício para todos. 3. Qual o impacto dessa solução Associar a marca à sustentabilidade, começando com uma cultura interna forte, consciente e atuante. Criar ambientes agradáveis e inspiradores que, além de sensibilizar colaboradores, possam impactar também fornecedores e prestadores de serviço que trabalhem com a LOA, ampliando o raio de atuação de sua mensagem de sustentabilidade.

41


TRENDBOOK

Apresentação A Marisol S.A. é uma das grandes empresas de destaque no setor do vestuário brasileiro. Fundada em 1964, a empresa se renova constantemente, sempre valorizando as pessoas, em busca de um crescimento com marcas fortes e relevantes. Com ousadia presente no DNA, as unidades de negócios Consumo, Premium e Varejo fazem a gestão do portfólio de suas marcas e dos canais de distribuição. Contexto Cada vez mais a experiência de consumo é significativa na tomada de decisão de compra. Considerando os diferentes canais de distribuição e venda da Marisol, percebemos o quão complexo é a passagem de informação de forma efetiva e coesa. Sendo que muitas vezes a mensagem não chega ao consumidor final. Desafio Como impactar os lojistas e vendedores com o conceito das coleções de modo a gerar fidelização dos clientes? Considerar o cenário de multicanais do mercado varejista. Orientação de resultados Desenvolvimento de uma ação de sensibilização e passagem de informação para lojistas. 42


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Para comunicar adequadamente o conceito da coleção e diferenciais da peça é necessário que a informação percorra todo o sistema de vendas da Marisol e chegue ao consumidor final, sofrendo o mínimo de ruído. Durante a análise deste sistema identificou-se que a fonte de informação mais próxima do cliente é o vendedor, portanto este se torna peça fundamental da comunicação. A proposta é levar o showroom, que contém as informações essenciais da coleção, até o vendedor, que consequentemente repassará esta história para o consumidor.

2. Qual a solução gerada Uma série de soluções está embasada no conceito “levar o showroom até o vendedor”, que visa facilitar a comunicação com o vendedor, com baixo custo, através de plataformas digitais. Como exemplos de aplicações deste conceito está a criação de um grupo no facebook capaz de gerar uma relação mais rápida entre a empresa e vendedores, inserindo informação de qualidade sobre a coleção no feed de notícias dos vendedores. Também podem ser disponibilizados um showroom virtual, dicas de vendas e treinamentos. Os vendedores podem receber benefícios relacionados ao entendimento da coleção. A segunda sequência de soluções desenvolvidas estão alinhadas com o conceito “tornar a loja e o produto vendedores Marisol”, onde o ambiente e o produto podem ser fontes de informação para o cliente. Algumas ideias geradas foram o “Tag como vendedor”, que é o uso do tag para evidenciar elementos da coleção e do produto, além da adição de essências que através do marketing olfativo irá comunicar o conceito de uma coleção ou reforçar a presença da marca em determinado ambiente. As etiquetas, coberturas de cabides e elementos de visual merchandising podem vestir a loja com a coleção. Gerando destaque pelas cores, ambientação, cheiros, formas e interação. 43

3. Qual o impacto dessa solução Garantir que o vendedor seja sensibilizado pelo conceito da coleção e passe essa informação ao público alvo. A maior aproximação do vendedor com a empresa de uma forma descontraída, atualizada e através das redes sociais, adentrando no seu universo e tornando a interação com a Marisol simples e rápida. O engajamento do vendedor acontece no momento em que ele se sentir inserido na proposta da coleção e valorizado.


TRENDBOOK

Apresentação A MMM tem como objetivo estar presentes em todos os cantos do Brasil, fazendo com que as pessoas consigam deixar a casa com a sua cara. Acredita que todos merecem a oportunidade de ter uma casa sustentável com uma decoração impecável. Contexto Transformar a casa é criar uma extensão da sua personalidade. É manifestar seus gostos, sua história, sua cultura, sua sensibilidade, suas emoções e, acima de tudo, representar seu verdadeiro estilo de vida. A MMM deseja que a experiência com seus produtos seja incrível do início ao fim. Desafio Repensar a experiência do recebimento do produto MMM, imaginar a linha do tempo desde a finalização da compra até a finalização da montagem e início do uso. Foco principal na forma de montagem do móvel e orientações que o consumidor gostaria de receber. Orientação de resultados Análise da experiência atual e desenvolvimento da experiência ideal de recebimento e montagem do produto MMM. Desenvolvimento de novo manual de montagem.

44


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio Repensar a experiência de recebimento do produto e sua montagem. Analisando a linha do tempo de interações do usuário com foco na facilitação da montagem do produto. 3. Qual o impacto dessa solução Cada ponto de contato do cliente com a marca deve transpirar sua essência, e o manual de montagem da MMM deve conduzir o consumidor por uma experiência compartilhada, segura, divertida, UAU. O redesenho da jornada ajuda a construir este momento memorável e positivo, tornando a relação com a marca e com o produto incrível desde o início.

2. Qual a solução gerada A experiência de espera e recebimento do produto foi modificada em diversos pontos, desde o envio de um e-mail pós-venda que diminui a ansiedade do consumidor e ajuda na preparação para a montagem do produto, até a comemoração na finalização da montagem. O manual de montagem foi redesenhado com foco na experiência do usuário e com o objetivo de levar para a montagem um pouco da essência da empresa. O formato do manual foi repensado, lembrando o formato da marca da MMM e com um pin de madeira que permite a desmontagem para compartilhamento das instruções. O manual deve ser visual, trazer fotos dos produtos e motivar os clientes. O tom de voz informal e descontraído ajuda a criar o ambiente para a atividade, a MMM pode sugerir a trilha sonora por QR codes que direcionam o usuário para playlists no Spotify. O manual deve incentivar que o consumidor chame um amigo para auxiliar na montagem, além de apresentar informações de segurança de forma simples, direta e visual. As ferramentas também devem ser indicadas de forma visual sempre que forem necessárias, bem como parafusos e outras ferragens de fixação. Em caso de dúvida as respostas estão a um clique de distância, com a adição de um QR Code em cada folha do manual que leva o usuário diretamente para aquele momento da montagem em um vídeo explicativo. E será recomendado que o consumidor sempre comemore a finalização da montagem. A experiência só se torna completa com a organização final do espaço, pós montagem. E contribuindo para um mundo melhor e para mais um momento inesperadamente divertido dentro da montagem do móvel. O manual, não precisa ser descartado, ele é produzido em “papel-semente” que, ao ser picado e colocado em um recipiente com água, brota e se torna uma plantinha.

45


TRENDBOOK

Apresentação Uma das maiores empresas na identificação e personalização para moda do país. As soluções e o design da Tecnoblu existem para gerar valor as marcas de moda, e a partir daí se ampliar seu limiar de crescimento. Contexto Atualmente os Tags exercem uma função importante no processo de comunicação com o consumidor final, porem após a compra, na maioria das vezes ele passa a ser um produto de descarte . A Tecnoblu vem buscando soluções que tornem o uso do tag mais relevante e ampliem seu ciclo de vida. Desafio Como tornar a interação do usuário com o TAG mais atrativa através de recursos tecnológicos disponíveis na empresa ou no mercado, utilizações posteriores e ou controle de dados para os lojistas, tais como satisfação, utilização, etc. Orientação de resultados Desenvolvimento de um produto ou uma linha de produtos. Repensar a experiência de uso dos Tag tanto para lojistas como usuário final. [Storytelling]

46


TRENDBOOK

entregas 1. Qual a proposta do grupo para o desafio A proposta foi interagir com o usuário através de uma TAG atrativa, interessante, e que, se utilize de recursos tecnológicos disponíveis na empresa e no mercado, para agregar valor ao produto e criar experiências memoráveis ao consumidor. 2. Qual a solução gerada Foi desenvolvido um kit temático, On The Road, para linha denim, que propõe uma experiência diferente para cliente conectados que gostam de relembrar seus melhores momentos. O kit interativo é composto por um tag que se transforma em cartão postal adesivo, um cordão que vira pulseira acompanhado de um pingente colecionável – gerando fidelização dos clientes. A etiqueta traz um chip RFID e consegue, sozinha ou associada ao smarphone, armazenar através do GPS os lugares por onde essa calça já passou, o quanto ela já andou e os lugares que ela visitou. A calça vai ter uma história, em forma de diário pessoal (blog privado) ou até mesmo posts em redes sociais, de acordo com as opções do usuário. Programa Welcome Back, onde a marca oferece benefícios para os clientes de acordo com a história da sua calça, ao voltar para a loja onde foi vendida ou outra da marca o usuário seria identificado podendo ganhar descontos, bônus e brindes. 3. Qual o impacto dessa solução Uma solução impactante que além de interagir com o usuário, cria uma nova experiência para consumidor. O ciclo de vida do produto também foi estendido sugerindo que o Jeans seja usado e percorra diversos locais além de permitir que conte as histórias de outras pessoas, incentivando a perpetuação dessa calça. É muito bom viajar, mas melhor ainda, é ter para onde voltar!

47


TRENDBOOK

a feirinha e o festival

Um espaço destinado à criação local, união de caprichos, talentos e muita criatividade, a Feirinha Catarina reuniu no último dia do Design Camp Soul Catarina 16 expositores de todo o estado, apresentando desenvolvimentos autorais dos mais diversos, de quitutes a camisaria masculina. Desses, quatro são frutos do SCMC, alunos que em anos anteriores foram capacitados através da plataforma e agora retornam como empreendedores.

A primeira edição do evento visa promover a produção autoral local e a interação entre seus produtores, fomentando um ambiente pulsante e estimulando a criatividade Catarina. A música

não poderia ficar de fora e o Festival SCMC abriu espaço para os músicos locais mostrarem todo o seu talento. Ao longo do dia as bandas Leash, Madayati, Geum e Maloka Nunes e banda animaram o público presente.

48


TRENDBOOK

49


TRENDBOOK

work shops

A designer artesanal, Edna Mesadri “Das Catarinas”, abriu a programação de workshops do Design Camp Soul Catarina abordando o empreendedorismo sustentável realizado através da reutilização de excedentes das indústrias têxteis da região. O trabalho com viés socioambiental, transforma esses excedentes em sofisticados artigos de decoração premiados internacionalmente. No segundo dia de workshops Jackson Peixer e Beto Shibata da Firmorama discutiram os detalhes do universo do design, do futuro da profissão ao valor das habilidades pessoais em uma palestra descontraída e motivadora. Na manhã de sábado foi a vez de Felipe Colvara e sua KOMBInacomFOTO passearem pela história da fotografia, estimulando o olhar sobre a fotografia e despertando a consciência ambiental e cultural. Fechando o ciclo de workshops com muita mão na massa, Sávio Abi-Zaid do coletivo Balbúrdia trabalhou suas técnicas de criação livre, usando diferentes materiais e elementos Sávio transformou o pátio do Senai Jaraguá em ambiente de inspiração e criatividade. 50


TRENDBOOK

pales tras

Camila Boga, da Flutter Innovation deu início ao ciclo de palestras do Design Camp Soul Catarina apresentando o Design como modelo de pensamento, capaz de permitir o entendimento de cenários, mapear oportunidades e compreender o papel dos players envolvidos, priorizando sempre a rica experiência do usuário. Mariana Francisco da Metanoia Hacking com a palestra As sete alavancas para a inovação levou o público a repensar e entender os negócios com propósito e como muitos deles estão se reinventando através de novas propostas e modelos. O Segundo dia do ciclo de Palestras do Design Camp Soul Catarina teve a abertura de Alex Lima da agência Glóbulo apresentando o poder do branding como diferenciação estratégica, criando engajamento e novos modelos de negócio. Encerrando o ciclo de palestras com muita inspiração foi a vez de Lui Iarocheski estilista da Casa de Criadores e do Vancouver fashion week apresentar seu processo criativo e contar experiências na Swedish School og Textiles.

51


Profile for Santa Catarina Moda e Cultura

Trendbook SCMC Design Camp Soul Catarina 2016  

A publicação traz o desenvolvimento de resultados gerados pelos alunos ligados a plataforma para desafios propostos pelas empresas parceiras...

Trendbook SCMC Design Camp Soul Catarina 2016  

A publicação traz o desenvolvimento de resultados gerados pelos alunos ligados a plataforma para desafios propostos pelas empresas parceiras...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded