Page 1

Partilhar é VIVER PROVÍNCIA NOSSA SENHORA APARECIDA Ano V | n° 29| junho 2013 | São Paulo | SP

MIGRAÇÃO E JUVENTUDE: No passo da estrada, o bem viver


A diversidade nos e ricos da verda

2 | Partilhar ĂŠ Viver


faz mais humanos adeira sabedoria

junho 2013 | 3


editorial

Migrantes: dom e carisma

Queridas Irmãs , terminamos mais um mês e com ele muitas atividades

importantes aconteceram em nossa Província.

Dentre elas, podemos destacar com alegria, a celebração da Campanha Nacional do Migrante, e o Dia do Migrante, que foi marcado com muitas atividades, presenças e entusiasmo de nossas Irmãs e destinatários. O dia foi comemorado com festas, celebrações, peregrinação da “Família Scalabriniana” ao Santuário Nacional de N. Sra. Aparecida e muitas outras reflexões por todo o Brasil. A Catedral da Sé, em São Paulo, foi a sede de uma das belíssimas Celebrações Eucarísticas, o Cesprom no Pari, organizou uma grande festa, e Cariacica, em Vitória, também celebrou com reflexões nas comunidades de migrantes, mais festa, celebrações... De fato, muito temos o que comemorar, mas principalmente refl etir sobre a atual situação dos migrantes no Brasil. Em São Paulo, a colônia boliviana já é a segunda maior, e muitos migrantes do interior do País e outros estrangeiros continuam necessitando de nossa presença missionária e evangelizadora. Esse aumento significativo de migrantes nos provoca olhar para nossas ações e repensar constantemente na atualidade o nosso carisma. Que essa segunda etapa do ano que estamos iniciando, seja muito produtiva e iluminada com a presença do Espírito Santo, presença que nos dá forças e audáciapara vivermos a essência da Vida Religiosa Missionária Scalabriniana Abraços a todas, Equipe Editorial

Expediente: Este é veículo de comunicação e informação das Irmãs Scalabrinianas da Província Nossa Senhora Aparecida. Circulação mensal | virtual Imagens: arquivos pessoais e sxc.hu Editora: Ir. Sandra Pinheiro Revisão de texto e diagramação: Andréa Pereira e Patricia Russo

4 | Partilhar é Viver


aconteceu

Encontro “Vida Religiosa Jovem” A partir do texto bíblico de Lc 1,39-45 (Encontro de Maria com sua prima Isabel), desenvolveu-se o encontro de duas gerações na Vida Religiosa Scalabriniana: as Irmãs Junioristas e aquelas que têm até 10 anos de votos perpétuos, as chamadas “Novas Gerações”, e as Irmãs com mais tempo de votos, perpassando a reflexão com a temática das relações. O Encontro aconteceu nos dias 30 de maio a 1º de junho, na Comunidade Santa Teresinha, em São Paulo, e foi conduzido pelo Frei Rubens Nunes da Mota, assessor da CRB Nacional, para o Setor Juventudes. Contou com a presença de 21 Irmãs das diversas Comunidades da Província. Houve também a participação de Ir. Elizangela Chaves Dias, com a reflexão bíblica sobre o lema do XIII Capítulo Geral: “Erguei os olhos e vede os campos!” (Jo 4,35). Fr. Rubens aprofundou o tema da convivência e do relacionamento fraterno a partir das diferenças de cada geração, vividas no cotidiano da vida comunitária. Ir. Maricela Rivera Cardona, a qual está cursando Psicossociologia da Juventude e Políticas Públicas, apresentou um dos aspectos de seu estudo, focando a realidade da juventude hoje, e ‘como’ fazer o exercício de aproximação com a mesma. Foi um momento significativo de aprofundamento da espiritualidade, rezando com Jesus e a mulher samaritana à beira do poço.

Comissão Provincial prepara Documento para

Capítulo geral A Comissão de Trabalho em preparação ao XIII Capítulo Geral das Irmãs de São Carlos Borromeo, Scalabrinianas, esteve reunida de 13 a 15 de junho de 2013, em Ituiutaba. Com o objetivo de elaborar o documento final, com as contribuições enviadas por todas as Irmãs das 29 Comunidades da Província Nossa Senhora Aparecida. A comissão foi formada pelas Irmãs: Erta Lemos, Eva L. Brocco e Sandra Maria Pinheiro. As Irmãs trabalharam na síntese dos estudos e elaboração do documento. A realização de um Capítulo Geral é sempre um evento da graça do Espírito Santo para a Congregação e para a Igreja, e é também um forte convite a ser acolhido por todas nós na corresponsabilidade desde a sua preparação até a sua realização. A comissão, em nome de toda a Província, deseja que este tempo especial de preparação ao Capítulo Geral da Congregação, seja um tempo propício para, juntas, reavivarem o compromisso de profunda renovação evangélicocarismática da Vida Religiosa Consagrada Scalabriniana e assumir os desafios da obra evangelizadora entre os migrantes, como ação profética para toda a sociedade. “Em espírito de fé e esperança no Senhor, continuemos a preparar o XIII Capitulo Geral com muitas orações. Em atitude de discernimento da vontade de Deus procuremos estar atentas, acolhendo os caminhos que o Espírito Santo nos aponta e demos nossa generosa contribuição a quanto nos será solicitado”, salienta a comissão.

junho 2013 | 5


aconteceu

Primeira dama visita o CESPROM de Jundiaí No dia 18 de junho de 2013, o CESPROM (Centro Scalabriniano de Promoção ao Migrante), localizado no Bairro da Colônia, em Jundiaí recebeu a vista da Sra. Margarete Geraldo Bigardi, presidente do Fundo Social de Solidariedade, e primeira dama da cidade de Jundiaí, acompanhada pela funcionária do Funss, Maria das Graças Silva Santos. Ir. Maria Clélia Alves, diretora, explicou à ilustre visitante que, no espaço atual do CESPROM, são atendidos em torno de 70 alunos. A realização de diversas atividades educacionais é destinada a pessoas em situação de vulnerabilidade social. São oferecidos cursos de: corte e costura, panificação e confeitaria, inglês, informática, manicure, cabeleireiro, entre outros. A Sra. Margarete destacou que pretende retornar à Instituição em outra ocasião, pois, além de conhecer o espaço que o considerou muito bom, falou sobre o trabalho que vem desenvolvendo no Fundo Social de Solidariedade no município de Jundiaí, afirmando sobre a necessidade de “levar atividades à periferia da cidade. E que para isso, temos um grande projeto”. Isto vem de encontro à proposta de Ir. Maria Clélia que salientou sobre o objetivo da Instituição no sentido de descentralizar as atividades, levando em breve, ao Jardim Tamoio os cursos de artesanato e digitação.

Reunião das Coordenadoras da Rede ESI InterProvincial

Nos dias 21 e 22 de junho, em Porto Alegre, RS, na Comunidade Belém, foi realizada a reunião da Rede ESI Interprovincial, convocada pela Coordenadora Geral da Rede ESI, Irmã Sandra Maria Pinheiro. Participaram da reunião as Coordenadoras Provinciais da Rede ESI, e as coordenadoras do apostolado das Províncias Nossa Senhora Aparecida, Imaculada Conceição e Cristo Rei. Boa parte da reunião foi dedicada à elaboração do Planejamento Estratégico da Rede ESI Interprovincial para os próximos anos. Entre outros assuntos tratados, destaca-se a preparação do próximo Seminário de Educação a realizar-se de 22 a 24 de agosto de 2013, em Jundiaí, São Paulo. Foram também temas tratados, a avaliação do uso da marca e uniformes na Rede ESI, a preparação da próxima reunião das Diretoras e Coordenadores da Rede, bem como, a confecção de brindes e agenda do próximo ano. Acompanhou-nos durante grande parte da reunião, Ir. Maria do Rosário Onzi, Superiora Provincial da Província Cristo Rei, a qual nos motivou com sua presença, fortalecendo-nos e apoiando-nos na caminhada conjunta da Rede ESI. 6 | Partilhar é Viver


Equipe do CELAM eunida no IMDH em Brasília Com a presença da Ir. Lígia Ruiz Gamba e outros membros de apoio do Setor Mobilidade Humana do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM) a equipe esteve reunida nos dias 28 a 30 de maio de 2013, na sede do Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), em Brasília. Foi um momento de dedicação para revisar, produzir e propor temas e matérias voltadas à atenção pastoral na área de mobilidade humana. Foram essas as seguintes propostas: a) Revisão da Guia Pastoral de Mobilidade Humana para a América Latina e o Caribe: em 2006, o CELAM editou a Guia Pastoral. O tempo transcorrido de então até o presente retrata um novo cenário, nova realidade, novos desafios pastorais. Estes elementos, avaliados nos últimos encontros do CELAM, motivaram a decisão de fazer uma revisão e atualização da Guia Pastoral. Assim, nestes três dias de encontro em Brasília, este foi o tema central a que a equipe se dedicou, contemplando especificamente as áreas de Migrantes, Refugiados, Retornados e Deportados. O texto receberá agora uma revisão final e será, posteriormente, publicado juntamente com os conteúdos próprios de orientação pastoral para as áreas de Turismo, Apostolado do Mar e Pastoral dos Itinerantes. b) Proposta de estudo e publicação sobre Políticas Públicas e sua relação com o ensinamento social da Igreja; c) Estudo e apresentação de sugestões para a página www.migranteshoy.org , em elaboração no CELAM; d) Outros temas e subsídios sobre a temática das

partilhar

Migrações na América Latina e Caribe. A ocasião propiciou também a partilha de práticas pastorais e humanitárias que vem sendo realizadas na região e que contam com o acompanhamento do Programa Mobilidade do CELAM. De modo particular, foi oportuno compartilhar iniciativas que se desenvolvem no México para enfrentar e minimizar o sofrimento dos migrantes, vítimas das cenas de violência que ocorrem diariamente em sua jornada migratória em direção aos EUA em busca de trabalho e de condições de vida. Da mesma forma, foi valioso e útil apresentar e comentar o trabalho e iniciativas que o IMDH vem empreendendo na atenção às novas correntes migratórias para o Brasil, seja de haitianos, quanto de pessoas procedentes de vários países asiáticos (Bangladesh, Paquistão, entre outros) e africanos (Gana, Somália, República Democrática do Congo e outros). Neste âmbito, ressalta-se a importância da Rede Solidária para Migrantes e Refugiados, composta por mais de 50 entidades voltadas à atenção e apoio a esta população no Brasil. Participaram do Encontro: Ir. Ligia Ruiz Gamba, da Colômbia, coordenadora do Programa de Mobilidade Humana do CELAM; Pe. Pedro Pantoja, do México, Pe. Sidnei Marco Dornelas e Ir. Rosita Milesi, do Brasil, membros da equipe de apoio do setor Mobilidade Humana do CELAM. A equipe esteve também em visita à sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, ocasião em que foi recebida pelo secretário-geral adjunto, Pe. Antônio da Silva Paixão (Nequinho).

Encontro com as Irmãs do Instituto São Carlos No dia 23 de maio de 2013, realizou-se o Encontro Formativo com as Irmãs do Instituto São Carlos, Jundiaí – SP, com a assessoria de Ir. Zenaide Martins de Oliveira e Ir. Maria Clélia Alves. Com o tema da leitura orante das Bodas de Caná, o encontro foi inciado. Ir. Zenaide abordou o tema sobre características da Terceira Idade e “como viver bem o momento presente”. A importância da qualidade de vida, da satisfação em viver e da boa convivência com a comunidade foram pontos refletidos pelas participantes. Também houve um tempo de lazer e concluiu-se com apresentações artísticas das noviças e postulantes do Noviciado São Carlos, as quais trouxeram muita alegria para todas as Irmãs.

junho 2013 | 7


aconteceu

Celebração do Dia do Migrante em São Paulo De 16 a 23 de Junho de 2013 celebrou-se a Semana do Migrante no Brasil. Em São Paulo, nas diversas comunidades e paróquias onde as Irmãs Scalabrinianas marcam presença foram realizadas celebrações, encontros e festas típicas. No dia 23 de junho, Dia Nacional do Migrante, na escadaria da Praça da Sé, as Irmãs Maria Izabel Arantes, Juliana Roberta Rodrigues e Shirley Anibale Guerra estiveram acompanhando os diversos grupos de migrantes provenientes das paróquias e comunidades da cidade, levando nossa mensagem de esperança a todos. Em seguida, participaram da Celebração Eucarística na Catedral da Sé, presidida por Dom Cláudio Humes, com a participação de inúmeras de comunidades de migrantes que com suas roupas típicas, levaram seus símbolos, cartazes e bandeiras até o altar do Senhor. Este foi um importante momento de confraternização entre migrantes e imigrantes da Grande São Paulo.

8 | Partilhar é Viver


partilhar

Festa Cultural do Migrante no CESPROM – São Paulo No dia 16 de junho de 2012 no CESPROM São Paulo, no bairro Pari, realizou-se a Festa Cultural do Migrante. A festa teve como objetivo o fortalecimento da caminhada em conjunto e maior integração entre as Unidades que atuam na área de Assistência social da AEB (Associação Educadora e Beneficente) e, ao mesmo tempo, proporcionar aos migrantes momentos de convivência, interação grupal e resgate dos valores culturais, com apresentações artísticas e culturais. O evento contou com a participação efetiva de Irmãs que trabalham nas quatro unidades dos CESPROM, das assistentes sociais, dos instrutores, colaboradores, pais e/ou responsáveis e, sobretudo, com a presença significativa de crianças, adolescentes, jovens e adultos beneficiários envolvidos nos projetos e atividades desenvolvidas nas quatro unidades sociais do CESPROM. Por meio de apresentações de música, cantadas pelos próprios migrantes; danças; capoeira; declarações de poemas sobre a vida do migrante e partilha de

comidas típicas, percebeu-se o empenho e o esforço das equipes locais. Foi sensível a beleza, a diversidade e riquezas culturais trazidas na “bagagem” de cada migrante que parte em busca da realização de seus sonhos e esperanças. Abrilhantou também esta tarde de convivência, um grupo de 40 crianças com apresentações de músicas típicas e culturais, demonstrando um importante resultado do “Projeto Conviver” que vem sendo desenvolvido pela “Casa Madre Assunta Marchetti”, Vila Prudente, São Paulo. O evento possibilitou a todos uma tarde alegre de convivência, reencontro, acolhida, confraternização, solidariedade, partilha e muita animação entre os diversos grupos de migrantes. A expressão dos participantes ao final do dia foi de puro reconhecimento e gratidão pela festa realizada. Todos retornaram às suas casas com o desejo de continuidade e inovação para os próximos eventos.

Animação Vocacional em Ituiutaba - Mg Dando continuidade aos trabalhos realizados na pastoral da animação vocacional, uma vez por mês, em Ituiutaba - MG, Ir. Lourdes dos Santos Batisti e Ir. Cristina de Souza Santos realizam um encontro vocacional no espaço do Colégio Santa Teresa. As jovens são convidadas pessoalmente, ou através de convite que são feitos durante as eucaristias nas Paróquias São Benedito, Nossa Senhora Aparecida, e São Pedro e São Paulo. Considerando a proximidade da Jornada Mundial da Juventude foram realizados encontros em base ao subsídio específico para os jovens, em vista da preparação à Jornada Mundial da Juventude. No mês de março foi aprofundado o tema “Encontro Pessoal com Jesus”, em maio foi a vez do tema “Ir aos pobres” e, em junho refletiu-se sobre a importância da “reconciliação”. A cada encontro temos a presença de novas jovens e, assim, vamos lançando as sementes para um maior compromisso com o seguimento de Jesus como cristãs, conhecendo a proposta da vida consagrada scalabriniana, no contado com as Missionárias Scalabrinianas que vivem e atuam na Comunidade, bem como, com as jovens que já estão iniciando seu processo formativo no aspirantado. Por tudo, demos Graças a Deus. junho 2013 | 9


aconteceu

Semana do Migrante na Arquidiocese de Vitória

A Igreja Católica do Brasil celebrou no período de 16 a 23 de junho de 2013 a 28ª Semana do Migrante, cujo tema foi: “Migração e Juventude” e o lema: “no passo da estrada, o BEM VIVER”. A Pastoral do Migrante, da Arquidiocese de Vitória, foi a responsável por motivar e provocar às comunidades e a sociedade como todo a refletir os problemas da migração que afeta milhares de jovens em nosso Brasil. Dentre 10 migrantes que a Pastoral acompanha nos alojamentos, 8 são jovens com faixa etária de 18 a 35 anos.

10 | Partilhar é Viver

Como atividades comemorativas desta semana, foram realizados vários encontros de círculos bíblicos, hora santa, celebrações eucarísticas, visitas aos migrantes nos alojamentos, no albergue de Vitória e na comunidade de pescadores, celebrando a vida e a história desse povo que se coloca a caminho em busca de melhores condições de vida. Também, foram realizadas palestras sobre as políticas do trabalho, da migração e cidadania e com apoio da Rádio Líder AM/FM de Campo Grande – Cariacica/ ES, foi feita divulgação da semana do migrante, destacando a importância de refletir e debater


partilhar

esse tema “Migração e Juventude” com a Igreja e sociedade. As Paróquias São Pedro – Jacaraípe, Nossa Senhora da Penha – Novo Horizonte, e São José Operário – Carapina, no município da Serra, e Sagrada Família de Nova Rosa da Penha / Cariacica, acolheram com a alegria a proposta de celebrar com a comunidade e com os migrantes e pescadores daquele território paroquial a semana do migrante. As celebrações foram participativas, muitos fiéis saíram mais conscientes da importância de acolher aqueles que vem de “fora” e que eles vem em busca de trabalho e com o intuito de garantir melhoria nas condições de vida para a sua família.

O dia 23 de junho, nacionalmente celebrado como o dia do migrante, foi um momento forte de conclusão de uma etapa do nosso trabalho diário, em busca de ser Igreja Peregrina com aqueles que estão a caminho. A mensagem que a Equipe da Pastoral do Migrante pode vivenciar nestes dias, e crer que também todos aqueles que participaram puderam comungar deste pensamento: “Nos Migrantes, filhos e filhas de Deus, queremos fazer deste nosso lugar a Pátria de todos, onde ninguém passe fome, onde se respeite as diferenças e reine a solidariedade”. “Pois cremos no direito de ir e vir, sair e permanecer; Cremos naqueles que se põem a caminho; cremos que cada chegada é uma nova partida; cremos que é sempre tempo de recomeçar”.

junho 2013 | 11


aconteceu

Peregrinação da “Família

Scalabriniana” ao Santuário de Aparecida

No dia 22 de junho de 2012, realizou-se a Romaria da Família Scalabriniana, a qual contou com a presença das Missionárias Seculares, das Irmãs e Sacerdotes Scalabrinianos, bem como, dos leigos scalabrinianos, de grupos de jovens e formandos ligados à “Família Scalabriniana” no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida/SP. A motivação que uniu os milhares de participantes nesta ocasião foi a celebração dos 108 anos de aniversário de morte do Fundador João Batista Scalabrini (dia 1º de junho), a celebração do encerramento da Semana do Migrante (17 a 23 de junho) junto aos pés de Maria, a Mãe dos Migrantes. Aos pés da Padroeira do Brasil, participaram da celebração eucarística transmitida às 08h pela TV Aparecida, que presidida por Dom Darci José Nicioli, e concelebrada por diversos sacerdotes scalabrinianos. Agradecemos a todas as Comunidades que participaram ativamente deste evento.

12 | Partilhar é Viver


partilhar

Cesprom Cambuci certifica beneficiários do I Semestre

O CESPROM Cambuci concluiu no dia 13 de junho de 2013 os trabalhos do 1º semestre. Essa etapa contou com os cursos de panificação, manicure e design de sobrancelhas, a coordenadora Ir. Gregoria Roman Olivera e sua equipe de trabalho social, já aguardam as inscrições para o próximo semestre para os cursos de panificação e manicure. Na ocasião, com a participação de voluntários e colaboradores, foi entregue o certificado do curso

de padaria e manicure para 27 jovens beneficiários, contando com a presença de, Ir. Neusa de Fátima Mariano, superiora provincial e presidente da Associação Educadora e Beneficente. Neste mesmo evento o CESPROM recebeu doação de alimentos do “Projeto Solidário” da Instituição FIAP que irá beneficiar muitas famílias migrantes recémchegadas da região do alto Cambuci, em São Paulo.

junho 2013 | 13


nossos santos

VENERÁVEL

MADRE ASSUNTA MARCHETTI Expressão da ternura e maternidade de Deus entre nós!

Ao celebrar a festa da Venerável Madre Assunta Marchetti, não podemos deixar de trazer presente as palavras do Papa Francisco às Religiosas exortando-nos a “viver a ternura, a misericórdia e a proximidade de Cristo, a partir de uma afetividade ‘fecunda’, que gera filhos espirituais para a Igreja. A Consagrada é mãe, deve ser mãe, e não ‘solteirona’!”. Esta forte exortação do Papa Francisco, foi plenamente vivida por Madre Assunta ao longo de seus 53 anos de Vida Consagrada, como religiosa e missionária scalabriniana. Podemos comprovar isso através de alguns testemunhos que explicitam a ternura e o carinho que ela tinha para com todos os que dela se aproximavam. Ir. Afonsina Salvador diz: “A Serva de Deus tinha um dom todo especial, era muito materna. Quando uma Irmã se dirigia a ela, podia estar certa de ser ouvida e, na medida do possível ela ajudada [...]. Quando fui obrigada a ficar hospitalizada..., todas as noites ela vinha trazer-me água quente e açúcar para acalmar minha tosse. E eu aguardava ansiosa aquela bebida calmante, oferecida por um coração de mãe”. Também Dom Zioni fala de sua sensibilidade para com todos: “Minha admiração por ela crescia na medida em que fui conhecendo seu incansável e constante trabalho cotidiano a favor dos órfãos, dos doentes, dos pobres, dos afligidos e do modo sereno e humilde como ela os cuidava [...]”. J. Mugnol afirma: “Madre Assunta foi para nós a mãe que não tivemos”. Ruth Veronezi também testemunha: “Era chamada por todas as meninas de ‘mãezinha Assunta’. Ela era paciente, dedicada, amorosa e, cuidava pessoalmente das meninas que estavam sob seu cuidado. Tratava a todas como se fossem suas filhas. Lutava com dificuldades econômicas, mas com ajuda de Deus sempre encontrava uma saída e jamais deixou faltar algo para alimentar a todas”. Como boa pedagoga, para solucionar os problemas que surgia entre as Órfãs, sempre usava dos recursos do amor e da ternura, jamais uma agressão física ou verbal: “Se

14 | Partilhar é Viver

porventura ocorria alguma briga entre as meninas, Madre Assunta levava consigo à despensa aquela que se lamentava e, sem pedir explicações, consolava-a e lhe dava alguns doces, concluindo assim o problema... Não queria saber nem sequer quem se equivocou”. Tinha uma maneira inconfundível e inefável para expressar seu amor fecundo e materno: a caridade manifestada através da cortesia, da paciência, da generosidade, da alegria e do respeito que tinha para com os demais. Ajudava a todos, tratava-os bem, perdoava, servia-lhes dia e noite sem cansar-se. A vida para ela só teve verdadeiro sentido quando, a exemplo de Jesus, se entregava totalmente no serviço aos irmãos: “Exortava e incentivava as crianças ao amor. À medida que minha mãe foi crescendo, então ficou mais marcado em seu espírito, a observação dos atos da bondosa mãezinha... ocupava-se muito de seu tempo entre as tarefas diárias... mas tinha sempre uma expressão de carinho para com ‘suas filhinhas,... com um simples tocar os cabelos ou um olhar’...”. Madre Assunta educava às órfãs para a fé e para assumir a vida de maneira real e sem ilusões. Transmitia-lhes amor e segurança, aspectos tão necessários para o bom desenvolvimento da personalidade infantil: “... Ela transmitiu muito à minha mãe.... Educou-a para assumir a vida tal como ela é. Madre Assunta... fez papel de pai e de mãe. Se ela é o que é hoje, foi porque recebeu de Madre Assunta todo seu apoio. Conviveu com ela e adquiriu suas próprias virtudes”. A Venerável Madre Assunta nos ensina que é esta a fecundidade e a maternidade verdadeiras que estamos todas chamadas a viver na Vida Consagrada Scalabriniana! Feliz Festa a todos e todas, na alegria do testemunho de ternura e maternidade fecunda de nossa Venerável Madre Assunta Marchetti!


viver melhor

TERCEIRA IDADE MAIS SAUDÁVEL O exercício regular promove a perda gradativa de gordura corporal, aumenta a força muscular, assim como melhora a aptidão aeróbica, estimula suas faculdades físicas e intelectuais, reforça a independência e a alta confiança. Os idosos que se exercitam regularmente dormem melhor, são menos vulneráveis a doenças virais e possuem uma melhor qualidade de vida. A atividade física é provavelmente o melhor investimento na saúde para pessoas em processo de envelhecimento.

• Atividades aeróbicas: Para a promoção e manutenção da saúde, o idoso deve realizar exercícios aeróbicos de intensidade moderada por pelo menos 30 minutos em cinco dias da semana. • Fortalecimento muscular: Oito a dez exercícios com peso, em uma série de dez a 15 repetições, devem ser realizados a cada dois ou três dias para trabalhar os grandes grupos musculares. • Flexibilidade: Por pelo menos dez minutos ao dia, faça alongamentos que envolvam o maior número de músculos e tendões. Repita três a quatro vezes cada um, por dez a 30 segundos. Faça antes e depois de atividades aeróbicas e de musculação. • Equilíbrio: Exercícios de equilíbrio devem ser feitos três vezes por semana

junho 2013 | 15


Celebração da Vida! É FESTA!

JUNHO

JULHO

01

Ir. Shirley Anibale Guerra

02

Ir. Renilda Teixeira Pereira

02

Ir. Rosa Gasparin

04

Ir. Sandra Maria Pinheiro

02

Ir. Maria Aparecida de Souza

05

Ir. Janete Aparecida Ferreira

05

Ir. Kelisane A. Honorato

10

Ir. Apparecida Mathias

10

Ir. Lucila Nogueira Montenegro

13

Ir. Berenice Lupo

11

Ir. Eneida Pereira de Souza

14

Ir. Eva Lecir Brocco

12

Ir. Maria Izabel Arantes

16

Ir. Maria do Carmo Gandra

15

Ir. Lourdes dos Santos Battisti

16

Ir. Analita Candaten

20

Ir. Maria Clélia Alves

21

Ir. Dina Menegat

23

Ir. Maria Aparecida Chaves

26

Ir. Mariza Roberta Ruas

24

Ir. Jaira Oneida Mendes Garcia

27

Ir. Jucelaine Aparecida Soares

24

Ir. Maria Nancy Alves de Lima

30

Ir. Maria de Lourdes Araújo

28

Ir. Áurea Canalli

16 | Partilhar é Viver

Conselheira Geral


PROGRAME-SE JULHO De 2 a 5

I Encontro de Formação Permanente – Jundiaí/SP

De 3 a 5

Encontro Irmãs Jubilandas – Jundiaí/SP

Dia 6

Festa Jubileu Vida Consagrada das Irmãs da PNSA – Jundiaí/SP

De 6 a 9

II Encontro de Formação Permanente – Jundiaí/SP

Dias 9 e 10

Reunião do Organismo do Apostolado - Jundiai/ SP

De 14 a 21

Semana Missionária Diocesana em preparação à JMJ Rio 2013

De 15 a 19

Assembleia Geral da CRB Nacional – Brasília/DF

De 23 a 28

Jornada Mundial da Juventude – Rio de Janeiro/RJ

“Recorra a Deus com a oração... sempre para aprender de Deus mesmo o que deve fazer em cada situação” Pe. Marchetti

LEMBRANÇA Às nossas Irmãs e amigos(as), a sincera saudação de condolências pelo falecimento de seus entes queridos, os quais fazem parte da nossa Família Scalabriniana: Sr. Bernardino Moreira, 80 anos, tio de Ir. Maria de Lourdes Chaves, falecido em 07 de maio, em Cascavel. Sr. Antônio Benedetti, irmão de Ir. Cecília Benedetti, falecido em 02 de junho, em São Paulo, SP. Ir. Lorena Fanni, da Província Maria, Mãe dos Migrantes, falecida em 09 de junho, em Porto Alegre, RS. Sr. Primo Zamboni, cunhado de Ir. Teresinha Franchin, falecido em 13 de junho, em Pato Branco, PR. Sra. Virginia Telez, tia de Ir. Gilda Telez de Souza, falecida em 22 de junho, em Registro, SP. Sr. Gilmar Sebastião da Silva, sobrinho de Ir. Joana da Silva, falecida em 26 de Junho , Curitiba

junho 2013 | 17


“Quem disse que não somos nada, que não temos nada para oferecer?” Zé Vicente

18 | Partilhar é Viver

Boletim Informativo Partilhar é Viver nº29  
Boletim Informativo Partilhar é Viver nº29  
Advertisement