Page 1


Ă?ndice

02


Introdução

04

Descrição da estaca

06

Verificação da resistência à flexão composta

08

Esforços horizontais

10

Blocos sobre estacas verticais solicitados à compressão axial

12

Provas de carga

34

Martelos recomendados

35

Distribuição das estacas no bloco - esforços máximos e mínimos

36

Características das estacas padrão centrifugadas

37

A SCAC

38

03


04


A presente publicação visa fornecer elementos técnicos das estacas SCAC aos Consultores e Projetistas de fundações. As tabelas e desenhos apresentados referem-se às estacas da linha padronizada da SCAC. Estacas com características especiais podem ser estudadas e produzidas pela SCAC mediante consulta prévia. De uma forma geral, os elementos fornecidos restringem-se às características da estaca como elemento estrutural, dada a impossibilidade de se generalizar o comportamento do conjunto estaca-solo. Cientes das limitações deste catálogo, a SCAC coloca seu Departamento Técnico à inteira disposição dos Srs. Consultores e Projetistas para esclarecer e dirimir quaisquer dúvidas que possam surgir.

05


Esquema do Anel de Emenda

D es cr i ç ã o d a E st a c a As estacas tipo SCAC são elementos de concreto armado obtidos através do processo de centrifugação, com seção circular vazada e com diâmetros externos variando de 26cm a 80cm. As peças, produzidas com anéis metálicos incorporados às duas extremidades, em elementos de até 15m* de comprimento, permitem a cravação de estacas a qualquer profundidade através de processo de união patenteado, amplamente comprovado pelos ensaios de laboratório, provas de carga e milhões de metros de estacas emendadas cravadas em inúmeras obras nos mais variados tipos de solo. Essa união especialmente projetada oferece aos elementos soldados a continuidade monolítica do

conjunto, isto é, resistência igual ao longo do comprimento a qualquer tipo de solicitação. A utilização de matéria prima selecionada, assim como a preparação do concreto em Central de Comando Eletrônico, permite a obtenção de um produto de alta qualidade. Na relação água/cimento, leva-se em conta a porcentagem de água que virá a ser eliminada por efeito da centrifugação. A relação água/cimento, reduzida dessa forma ao extremo, confere à estaca em fase acabada as mais elevadas características que se podem desejar da qualidade do concreto, ou seja: impermeabilidade, alta resistência mecânica, garantia contra ações químicas e físicas e maior durabilidade.

* O comprimento máximo normalmente é limitado a 12 m por restrição de transporte.

COMPRIMENTO DA ESTACA

Esquema de Armação

TRECHO REFORÇADO

DIÂMETRO

TRECHO REFORÇADO

C.H.

C.H. ARMAÇÃO LONGITUDINAL - AÇO CA-50

2cm

06

SEÇÃO LONGITUDINAL

2cm


A emenda SCAC realizada através de cordão contínuo de solda elétrica, tornando o conjunto de peças assim ligadas com características monolíticas, resulta em peça única de idêntica resistência ao longo de todo comprimento, tanto para cargas de compressão, tração e esforços horizontais.

A armação longitudinal constituída de barras de aço CA-50 é envolvida em toda sua extensão por uma espiral de fios de aço, cujo passo varia de 5 a 10cm, executada por equipamento automático, conferindo ao conjunto de armação extraordinária rigidez. Nas extremidades da estaca, essa espiral é bem menos espaçada com o objetivo de absorver as tensões transversais relativamente grandes na fase de cravação. Após submeter a estaca ao processo de centrifugação em formas metálicas especiais, controlado automaticamente para fornecer às estacas sempre as mesmas características mecânicas, o conjunto forma/estaca é transportado para o setor de cura a vapor.

Após essa fase, é realizada a desforma da peça, sendo levada para a área de estocagem numa operação de extremo cuidado, porque a resistência do concreto não atingiu o seu valor máximo. Todos os produtos permanecem na área de estoque por um período mínimo de 7 dias, para que o concreto atinja os níveis desejáveis de resistência para poder ser utilizado nas obras. Pelo processo de cura a vapor e pelas qualidades excelentes do concreto utilizado pela SCAC, além da centrifugação da peça, nesse prazo de 7 dias o concreto já adquiriu praticamente a sua resistência máxima, estando a estaca pronta para ser transportada e submetida ao processo de cravação com plena segurança.

ESPIRAS ANÉIS CONSTRUTIVOS

h

h

DIÂMETRO SEÇÃO TRANSVERSAL

Ø EXT. ANÉIS CONSTRUTIVOS

Ø EXT. ESPIRAS

07


Verificação da Resistência a Flexão Composta Tanto no dimensionamento como na verificação do concreto armado a flexão composta, atualmente é comum o emprego de gráficos e ábacos para a resolução do problema. Seguindo essa linha de trabalho, a SCAC desenvolveu um ábaco onde apresenta a resistência das estacas à flexocompressão e à flexotração. Para a elaboração desse ábaco, foram seguidas as recomendaçãoes das normas NBR 6118 (Projeto de estruturas de concreto - Procedimento) e NBR 9062 (Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado). O ábaco para os pares de esforços carga normal/momento fletor característicos nas seções ao longo do fuste para armação padronizada é apresentado na página ao lado. Os parâmetros utilizados estão apresentados no item “observações do próprio ábaco”.

08


40MPa


Esforços Horizontais O estudo rigoroso da influência dos esforços horizontais sobre estacas cravadas no solo envolve uma série de fatores relacionados às características da superestrutura, do estaqueamento propriamente dito, bem como do solo em questão, o que foge do escopo da presente publicação. O ábaco da página seguinte deve ser utilizado simplesmente para uma avaliação expedita da capacidade da estaca SCAC, submetida a uma força horizontal nos casos enquadrados pelas hipóteses simplificadoras nele citadas.

10


Ábaco de Interação (Estaca x Solo) Força Horizontal x Força Normal

Força Normal Nk (kN)

ø 80 ø 80

ø7

ø7

-h15

-h12

3

0 -h

12 11

0 -h

ø6 ø 6 0 -h1 0- 1 h10

ø5

ø5

0-

0-

h9

0

540

1 nh=

/m kN

3 620 nh= N/m k 0 0 1 nh=3 3 N/m k 0 0 5 nh=1

n

0

3

/m

0 kN h=30

h1

3

m

/ 0 kN

8 -h 42 h7 ø 38 - -h7 ø 3 ø 3 26 -h6 ø

5.400 5.200 5.000 4.800 4.600 4.400 4.200 4.000 3.800 3.600 3.400 3.200 3.000 2.800 2.600 2.400 2.200 2.000 1.800 1.600 1.400 1.200 1.000 800 600 400 200 0 -200 -400 -600 -800 -1.000

540 520 500 480 460 440 420 400 380 360 340 320 300 280 260 240 220 200 180 160 140 120 100 80 60 40 20 0 -20 -40 -60 -80 -100

Força Horizontal Admissível Hk (kN)

Ábaco de Interação (Estaca X Solo) Força Horizontal x Força Normal

Comprimentos mínimos das estacas SCAC p/ utilização do Ábaco (em metros)

Nk (kN)

Hk (kN)

ηh (kN/m3) Ø (cm)

N (a) H (a) H (b)

N (b)

Nk Hk

Argila Mole

Areia Fofa

Argila Dura

Areia Compacta

300-1500

1510-3100

3110-6200

6210-15400

Ø26-h6

7.20

5.30

4.50

4.00

Ø33-h7

8.70

6.30

5.50

4.80

Ø38-h7

9.60

7.00

6.00

5.30

Ø42-h8

10.40

7.60

6.50

5.70

Ø50-h9

11.90

8.60

7.50

6.50

Ø50-h10

12.00

8.70

7.60

6.60

Ø60-h10

13.60

9.90

8.60

7.50

Ø60-h11

13.80

10.00

8.70

7.60

Ø70-h11

15.30

11.10

9.60

8.40

Ø70-h12

15.50

11.30

9.70

8.50

Ø80-h12

17.00

12.30

10.70

9.30

Ø80-h15

17.40

12.60

10.90

9.50

Observações: • Processo utilizado: Matlock and Rease L

Kx

• Hipóteses:

3) Estaca isolada, livre na cabeça e totalmente enterrada.

1) Estaca longa (comprimentos mínimos segundo a tabela ao lado).

4) Momento de inércia da seção considerado no estádio II na flexão composta.

2) Momento fletor nulo na cabeça da estaca.

5) h: variação do coeficiente de reação elástica do solo (Kx).

11


Blocos sobre Estacas Verticais, Solicitados à Compressão Axial Na fase de escolha do tipo de fundação a ser adotada em determinada obra, frequentemente os condicionantes técnicos conduzem a mais de uma solução viável. Nesse caso, o custo de cada solução passa a influenciar significativamente a decisão de escolha. Dentre os custos inerentes a cada solução a serem comparados, encontram-se os custos de blocos de coroamento, pois estes também variam em função do tipo de fundação. Na maioria dos casos de fundações com estacas SCAC, dada a padronização de suas características, o projeto dos blocos pode ser padronizado, evitando a repetição do mesmo serviço por parte de cada projetista que se defronta com o problema.

Visando à facilidade da previsão dos custos referentes aos blocos de coroamento na análise da solução com as estacas SCAC, e a simplificação na execução do projeto da infraestrutura, a SCAC sugere nos esquemas que se seguem, uma gama variada de blocos padronizados para suas estacas padrão, que podem ser aplicados na maioria dos casos de estaqueamento. O dimensionamento de tais blocos foi executado com base no método das bielas. Esse método é exposto em ampla bibliografia, sendo que as poucas divergências referem-se à utilização de armaduras mínimas transversais e superiores. A aplicação ou não das armaduras mínimas, bem como sua magnitude é basicamente determinada por critério do projetista, uma vez que apesar de teoricamente desnecessárias, influem no comportamento da fissuração por retração do concreto. Outras observações e limitações de aplicação dos blocos propostos acham-se indicadas nos próprios esquemas.

12


Estaca Estacas por Blocos

D

1 2 3 4 5 5 6 6 7 8

BLOCO

BLOCO

BLOCO

Dados TRAPEZOIDAL HEXAGONAL RETANGULAR Volume de Concreto (m³) 0.15 0.40 0.51 0.86 1.58 1.15 2.18 2.05 2.18 Peso de Aço (kg) 4.60 30.30 48.60 82.90 79.60 120.46 182.84 148.94 182.84 Forma (m²) 1.22 2.10 2.22 3.00 4.40 3.58 5.19 5.69 5.19 Concreto Magro (m³) 0.013 0.033 0.051 0.072 0.113 0.089 0.164 0.114 0.164

2.87 246.47 5.73 0.160

Volume de Concreto Peso de Aço Forma Concreto Magro

(m³) (kg) (m²) (m³)

0.18 0.59 8.10 57.40 1.35 2.80 0.015 0.042

0.86 1.37 2.45 2.16 3.55 88.40 169.90 158.30 171.37 342.70 3.06 4.10 5.80 5.58 6.37 0.074 0.098 0.153 0.132 0.239

3.15 304.73 7.45 0.158

3.55 342.70 6.37 0.239

5.02 483.10 8.56 0.228

Volume de Concreto Peso de Aço Forma Concreto Magro

(m³) (kg) (m²) (m³)

0.25 0.87 1.08 1.92 3.04 2.91 5.20 10.00 73.30 118.50 212.70 262.83 266.27 479.30 1.71 3.60 3.47 5.20 6.40 6.85 9.40 0.018 0.054 0.092 0.120 0.190 0.161 0.291

5.04 393.31 10.74 0.194

5.20 479.30 9.40 0.291

6.72 684.60 10.43 0.280

Volume de Concreto Peso de Aço Forma Concreto Magro

(m³) (kg) (m²) (m³)

0.30 1.15 1.41 2.60 4.16 3.84 7.31 10.60 108.60 167.30 280.50 358.20 379.80 672.70 1.86 4.41 4.30 6.40 8.00 8.23 12.01 0.021 0.064 0.107 0.145 0.231 0.193 0.351

6.55 550.97 12.71 0.234

7.31 672.70 12.01 0.351

9.47 907.60 12.50 0.338

Volume de Concreto Peso de Aço Forma Concreto Magro

(m³) (kg) (m²) (m³)

0.39 2.10 2.71 4.40 7.15 6.53 12.28 9.90 12.28 14.75 18.40 186.40 297.90 425.90 552.73 517.19 1190.40 1005.90 1190.40 1678.10 2.28 6.30 6.56 9.00 11.40 11.62 16.61 16.22 16.61 17.58 0.025 0.100 0.164 0.200 0.325 0.278 0.514 0.330 0.514 0.492

Volume de Concreto Peso de Aço Forma Concreto Magro

(m³) (kg) (m²) (m³)

0.58 2.76 4.44 6.88 12.18 9.81 18.11 15.73 18.11 24.55 24.00 283.30 477.70 674.40 776.98 898.32 1968.70 1547.98 1968.70 2493.90 2.94 7.92 9.22 12.20 16.70 15.26 21.60 22.40 21.60 23.04 0.032 0.115 0.223 0.265 0.435 0.362 0.672 0.437 0.672 0.646

Volume de Concreto Peso de Aço Forma Concreto Magro

(m³) (kg) (m²) (m³)

0.81 4.29 6.68 32.00 438.20 688.10 3.67 10.27 12.31 0.041 0.165 0.292

26 33 38 42 50 60 70

11.34 991.30 16.70 0.378

22.05 15.58 26.60 24.75 26.60 37.99 1044.30 1493.63 3228.30 2566.87 3228.30 4033.40 25.40 20.32 26.80 29.58 26.80 30.67 0.613 0.506 0.935 0.619 0.935 0.905

Volume de Concreto (m³) 1.10 5.87 9.52 16.34 29.65 22.78 46.61 44.93 46.61 60.47 Peso de Aço (kg) 42.00 608.40 931.40 1434.00 1412.14 1986.00 4672.90 3706.09 4672.90 5587.40 Forma (m²) 4.49 12.75 15.90 21.30 31.00 27.02 40.20 43.08 40.20 50.23 Concreto Magro (m³) 0.050 0.196 0.375 0.481 0.741 0.651 1.254 0.936 1.254 1.163 Observações

80

1 - Materiais empregados: Concreto: fck = 20 MPa Aço (CA 50): fyk = 500 MPa 2 - A quantidade de forma (m²) indicada é apenas a necessária para formar as paredes laterais, não estando incluídos os pontaletes, caibros e outros acessórios para a execução do bloco. 3 - As quantidades indicadas são as teóricas não estando computadas possiveis perdas. Também não estáo incluídos os ferros de arranques dos pilares. 4 - Para o volume de concreto magro colocado abaixo dos blocos foi adotado uma espessura de 5 cm. 5 - O dimensionamento dos blocos está baseado na carga estrutural admissível a compressão das estacas.

13


Bloco sobre FORMA

ARMAÇÃO

 

14

1 Estaca


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

Ø80

70 65 65 - 11,5 - 32,5 11,5

80 70 70 - 10 - 35 10

90 80 80 - 10 - 40 10

100 90 90 - 10 - 45 10

110 100 100 - 10 - 50 10

3F10mm c/40 80 90 360

4F10mm c/30 90 100 405

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

60 50 50 - 12 - 25 12

60 55 55 - 11 - 27,5 11

70 60 60 - 11 - 30 11

N1 Q 3F6,3mm 3F8mm 3F8mm 3F8mm 3F10mm 3F10mm L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

c/20 40 50 195

c/22 45 50 205

c/25 50 60 235

c/27 55 60 245

c/30 60 70 280

c/35 70 80 320

N2 Q 3F6,3mm 3F8mm 3F8mm 3F8mm 3F10mm 3F10mm 3F10mm L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

c/20 40 49 190

c/22 45 49 205

c/25 50 59 235

c/27 55 59 245

c/30 60 68 275

c/35 70 78 315

c/40 80 88 355

N3 Q 3F6,3mm 3F8mm 4F8mm 4F8mm 4F10mm 5F10mm 6F10mm b3 (cm) h3 (cm) C (cm)

c/22 40 40 175

c/22 45 45 195

c/18 50 50 215

c/18 55 55 235

c/22 60 60 260

c/18 70 70 300

c/17 80 80 340

4F10mm c/30 90 98 395 6F10mm c/20 90 90 380

N4 Q 2x2F6,3mm 2x2F8mm 2x2F8mm 2x2F8mm 2x2F10mm 2x3F10mm 2x5F10mm 2x6F10mm c/20 c/22 c/22 c/27 c/30 c/15 b4 (cm) 40 45 50 55 60 70 h4 (cm) - - - - - - C (cm) 50 55 60 65 70 80 Total (kg) 4,60 8,10 10,00 10,60 18,40 24,00 3 Volume (m ) 0,150 0,182 0,252 0,296 0,392 0,576 Taxa Arm. (kg/m3) 30,7 44,6 39,7 35,8 46,9 41,7 2 Forma (m ) 1,22 1,35 1,71 1,86 2,28 2,94 Peso Bloco (kg) 375 454 630 739 980 1440 Carga Máx. 500 800 1000 1250 1700 2350 P no Pilar (kN)

c/10 80 - 90

c/10 90 - 100

32,00 0,810 39,5 3,67 2025 3150

42,00 1,100 38,2 4,49 2750 4000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

15


Bloco sobre FORMA

ARMAÇÃO

 

16

2 Estacas


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

90 170 75 105 11,5 63 32,5 16,5

105 200 100 130 10 80 35 25

120 230 100 150 10 90 40 20

130 275 120 175 15 105 50 25

Ø80

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

60 120 55 70 12 44 25 14.5

70 140 60 85 11 52 27,5 13.5

80 155 70 95 11 57 30 16

150 290 135 200 5 120 45 27.5

N1 Q 4F8mm 6F8mm 5F10mm 6F10mm 10F10mm 12F10mm 10F12,5mm 13F12,5mm L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

c/14,5 106 30 166

c/79,5 125 50 225

c/14,5 140 40 220

c/12,5 155 40 235

c/10 184 40 264

c/8 213 50 313

c/12 258 60 378

c/10 273 70 413

N2 Q 6F16mm 6F20mm 7F20mm 9F20mm 13F20mm 11F25mm 15F25mm 19F25mm L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

c/8,5 109 50 209

c/9,5 129 60 249

c/9,5 144 60 264

c/8 159 70 299

c/7,5 188 70 328

c/9 218 90 398

c/7,5 263 90 443

c/7 278 100 478

N3 Q 6F8mm 10F8mm 12F8mm 17F8mm 17F10mm 21F10mm 18F12,5mm 23F12,5mm b3 (cm) h3 (cm) C (cm)

c/20 44 50 203

c/13 49 55 223

c/12 59 65 263

c/9 64 75 293

c/11 88 88 373

c/10 88 103 402

c/14,5 108 113 467

c/12 123 133 537

N4 Q 4F6,3mm 7F6,3mm 8F6,3mm 12F6,3mm 11F8mm 9F10mm 12F10mm 15F10mm b4 (cm) h4 (cm) C (cm)

c/13 110 45 323

c/8 130 46 365

c/8 145 56 415

c/8 160 61 455

c/8 190 85 566

c/11,5 220 83 626

c/9 265 103 756

c/9 280 118 816

438,2 4,29 102,1 10,27 10725 6300

608,4 5,87 103,6 12,75 14681 8000

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

30,3 0,40 76,5 2,1 990 1000

57,4 0,59 97,7 2,8 1470 1600

73,3 0,87 84,4 3,6 2170 2000

108,6 1,15 94,6 4,41 2869 2500

186,4 2,10 88,8 6,3 5250 3400

283,3 2,76 102,6 7,92 6900 4700

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

17


Bloco sobre FORMA

ARMAÇÃO

 

18

3 Estacas


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

80 153 140 105 18,5 36 31 91

100 187 175 130 19 43 37.5 113

120 220 203 150 26,5 53 45 130

140 251 233 175 29 58 50 152

Ø80

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

60 106 97 70 14 26,5 23 61

70 128 115 85 16 30,5 26,5 74

70 142 130 95 17,5 35 30 82

160 283 265 200 30 60 55 173

N1 Q 3x6F12,5mm 3x6F16mm 3x8F16mm 3x6F20mm 3x8F20mm 3x7F25mm 3x9F25mm 3x11F25mm

L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

100 a 110 40 180 a 190

115 a 130 60 235 a 250

115 a 125 60 245 a 265

140 a 160 70 280 a 300

190 a 210 90 370 a 390

210 a 245 110 430 a 465

250 a 285 120 490 a 525

265 a 310 140 545 a 590

N2 Q 2x6F8mm 2x6F8mm 2x8F8mm 2x9F8mm 2x8F10mm 2x9F10mm 2x12F10mm 2x15F10mm L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

c/20 30 a 115 40 110 a 195

c/25 35 a 140 60 155 a 240

c/20 37 a 150 60 157 a 170

c/18 40 a 170 70 180 a 310

c/25 50 a 210 90 230 a 390

c/25 60 a 245 110 280 a 465

c/20 65 a 290 120 305 a 530

c/20 67 a 310 140 347 a 590

N3 Q 3x3F8mm 3x3F8mm 3x4F8mm 3x5F8mm 3x5F10mm 3x7F10mm 3x8F10mm 3x9F12,5mm L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

c/20 94 23 140

c/20 111 27 165

c/18 125 25 175

c/16 136 32 200

c/20 173 41 255

c/17,5 200 50 300

c/17,5 232 54 340

c/18 260 54 368

N4 Q — — — — — — —

b4 (cm) h4 (cm) C (cm)

— — —

— — —

— — —

— — —

— — —

— — —

— — —

297,9 2,710 109,9 6,56 6775 5100

477,7 4,438 107,6 9,22 11095 7050

688,1 6,682 102,9 12,31 16705 9450

— — — —

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

48,6 0,509 95,6 2,22 1275 1500

88,4 0,861 102,7 3,06 2155 2400

118,5 1,084 109,3 3,47 2710 3000

167,3 1,409 118,7 4,30 3525 3750

931,4 9,522 97,8 15,90 23805 12000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

19


Bloco sobre FORMA

ARMAÇÃO

 

20

4 Estacas


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

90 170 170 105 11,5 63 32,5 11,5

110 200 200 130 10 80 35 10

130 230 230 150 10 90 40 10

150 275 275 175 15 105 50 15

Ø80

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

60 120 120 70 12 44 25 12

70 140 140 85 11 52 27,5 11

80 155 155 95 11 57 30 11

170 310 310 200 15 120 55 15

N1 Q 2x8F8mm 2x9F8mm 2x11F8mm 2x13F8mm 2x17F8mm 2x15F10mm 2x19F10mm 2x25F10mm L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

c/15,5 106 30 166

c/16 125 28 181

c/14,5 139 28 195

c/13,5 154 30 214

c/12 184 30 244

c/16 213 35 283

c/15 258 35 328

c/12,5 293 35 363

N2 Q 2F16mm 2F20mm 2F20mm 2F20mm 2F20mm 2F25mm 2F25mm L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

2F25mm (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + 2X10F16mm 2X11F20mm 2X13F20mm 2X16F20mm 2X21F20mm 2X18F25mm 2X24F25mm 2X31F25mm c/12 c/13 c/12 c/11 c/9,5 c/13 c/11,5 c/10 109 129 143 158 188 218 263 298 45 60 60 60 70 80 80 90 199 249 263 278 328 378 423 478

N3 Q 4F6,3mm 7F6,3mm — — — — —

L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

— — —

c/15 106 106 438

c/9,5 127 127 521

— — —

— — —

— — —

— — —

— — —

N4 Q — — 4x6F8mm 4x7F8mm 4x9F8mm 4x8F10mm 4x10F10mm 4x13F10mm L4 (cm) — — h4 (cm) — — C (cm) — —

c/13 141 30 201

c/12,5 156 30 216

c/12 186 30 246

c/16,5 215 35 285

c/15 260 35 330

c/13 295 35 365

425,9 4,40 96,8 9,00 11000 6800

674,4 6,88 98,1 12,20 17193 9400

991,3 11,34 87,4 16,70 28359 12600

1434 16,34 87,8 21,30 40843 16000

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

82,9 0,86 95,4 3,00 2160 2000

169,9 1,37 123,8 4,10 3430 3200

212,7 1,92 110,6 5,20 4805 4000

280,5 2,60 107,8 6,40 6503 5000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO..

21


Bloco sobre FORMA

ARMAÇÃO

 

22

5 Estacas


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

90 215 215 150 11,5 108 32,5 11,5

110 255 255 185 10 135 35 10

140 295 295 215 10 155 40 10

180 350 350 250 15 180 50 15

Ø80

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

70 150 150 100 12 74 25 12

80 175 175 120 11 87 27,5 11

80 195 195 135 11 97 30 11

200 385 385 290 7,5 210 47,5 7,5

N1 Q 2x10F8mm 2x16F8mm 2x12F10mm 2x13F10mm 2x16F10mm 2x18F10mm 2x22F10mm 2x24F10mm L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

c/15,5 136 30 196

c/11 160 30 220

c/16,5 180 30 240

c/16,5 199 40 279

c/16 239 40 319

c/16,5 279 40 359

c/16 333 50 433

c/16 368 50 468

N2 Q 2F12,5mm 2F16mm 2F16mm 2F20mm 2F20mm 2F20mm 2F20mm

2F25mm (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + 2X14F12,5mm 2X15F16mm 2X21F16mm 2X16F20mm 2X22F20mm 2X27F20mm 2X29F20mm 2X24F25mm c/10,5 c/12 c/9,5 c/13,5 c/11,5 c/11 c/12 c/16 L2 (cm) 138 163 183 203 243 283 338 373 h2 (cm) 40 50 50 60 70 80 100 100 C (cm) 218 263 283 323 383 443 538 573

N3 Q 5F8mm 7F8mm — — — — —

L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

— — —

c/14 138 138 414

c/11 162 162 487

— — —

— — —

— — —

— — —

— — —

N4 Q — — 4x5F10mm 4x6F10mm 4x7F10mm 4x9F10mm 4x12F10mm 4x13F10mm L4 (cm) — — h4 (cm) — — C (cm) — —

c/16,5 182 35 252

c/15 201 35 271

c/15,5 241 40 321

c/15,5 281 40 361

c/15 335 40 415

552,73 7,15 77,3 11,40 17882 8500

776,98 12,18 63,8 16,70 30459 11750

1044,30 22,05 47,4 25,40 55125 15750

c/15,5 370 40 450

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

79,60 1,58 50,5 4,40 3938 2500

158,30 2,45 64,6 5,80 6125 4000

262,83 3,04 86,4 6,40 7605 5000

358,20 4,16 86,1 8,00 10401 6250

1412,14 29,65 47,6 31,00 74113 20000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

23


Bloco sobre

5 Estacas

(Trapezoidal) FORMA

ARMAÇÃO

 

24


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

110 155 249 105 18 143 32 91

130 185 301 130 22 173 36 113

150 210 345 150 25 200 40 130

170 250 405 175 30 235 49 152

Ø80

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

70 107 167 70 14 96 23 61

90 129 205 85 15 118 27,5 74

100 143 225 95 17,5 130 30 82

190 283 460 200 41 268 55 173

N1 Q 3x6F16mm 3x7F16mm 3x6F20mm 3x7F20mm 3x7F25mm 3x8F25mm 3x12F25mm 3x14F25mm L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

92 a 135 50 192 a 235

115 a 160 70 215 a 300

125 a 170 80 285 a 330

140 a 200 90 320 a 380

170 a 240 110 390 a 460

195 a 275 130 455 a 535

230 a 325 150 530 a 625

260 a 350 170 600 a 690

N2 Q 6F16mm 7F16mm 6F20mm 7F20mm 7F25mm 8F25mm 12F25mm

14F25mm

L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

500 a 520 170 840 a 860

160 a 190 50 260 a 290

200 a 230 70 340 a 370

225 a 250 80 385 a 410

245 a 280 90 425 a 460

295 a 340 110 515 a 560

340 a 390 130 600 a 650

400 a 460 150 700 a 760

N3 Q 2x8F8mm 2x8F8mm 2x11F8mm 2x13F10mm 2x16F10mm 2x18F10mm 2x22F10mm 2x27F10mm

(sup) + 2X8F8mm (inf) c/20

(sup) + 2X8F8mm (inf) c/20

(sup) + 2X11F8mm (inf) c/20

L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

40 a 119 50 140 a 219

48 a 145 70 188 a 285

50 a 160 80 210 a 320

(sup) + (sup) + (sup) + (sup) + (sup) + 2X13F10mm 2X16F10mm 2X18F10mm 2X22F10mm 2X27F10mm (inf) c/20 (inf) c/20 (inf) c/20 (inf) c/20 (inf) c/20 50 a 175 90 230 a 355

60 a 210 110 280 a 430

70 a 240 130 330 a 500

80 a 290 150 380 a 590

85 a 315 170 425 a 655

N4 Q 2x5F8mm 2x5F8mm 2x5F10mm 2x5F10mm 2x6F10mm 2x7F10mm 2x8F10mm 2x9F10mm c/20 120 195 45

c/20 140 231 58

c/20 180 260 60

100 115 135 150 170 195 281 335 372 415 490 555

232 661

300 800

1493,63 15,58 95,85 20,32 38958 15750

1986,00 22,78 87,18 27,02 56950 20000

e4 (cm) L4 (cm) d4 (cm) b4 (cm) C (cm)

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

c/15 70 90 21

120,46 1,15 105,03 3,58 2867 2500

c/15 75 115 30

171,37 2,16 79,45 5,58 5392 4000

c/20 80 125 32

266,27 2,91 91,45 6,85 7279 5000

c/20 90 140 35

379,80 3,84 99,03 8,23 9588 6250

c/20 110 170 40

517,19 6,53 79,22 11,62 16321 8500

898,32 9,81 91,61 15,26 24516 11750

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

25


Bloco sobre

6 Estacas

(hexagonal) FORMA

ARMAÇÃO

 

26


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

Ø80

140 246 285 105 71 143 32 91

160 298 345 130 86 173 36 113

180 340 395 150 97,5 200 40 130

190 402 465 175 115 235 49 152

250 456 550 200 141 268 55 173

1F(sup) + 50F25mm c/8 225 a 455 170 565 a 795

1F(sup) + 56F25mm c/8 258 a 540 230 718 a 1000

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

90 168 195 70 49,5 96 23 61

100 203 235 85 58,5 118 27,5 74

120 224 260 95 65 130 30 82

N1 Q 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) +

L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

19F16mm c/9 86 a 185 70 226 a 325

20F20mm c/10 108 a 225 80 268 a 385

23F20mm c/10 120 a 250 100 320 a 450

27F20mm c/9 133 a 275 120 373 a 515

25F25mm c/12 163 a 335 140 443 a 615

34F25mm c/10 190 a 385 160 510 a 705

N2 Q 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) +

L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

14F16mm c/13 25 a 158 70 165 a 298

20F16mm c/11 30 a 193 80 190 a 353

17F20mm c/14,5 35 a 214 100 235 a 414

24F20mm c/11 40 a 236 120 280 a 476

25F25mm c/13 40 a 288 140 320 a 568

40F25mm c/10 45 a 330 160 365 a 650

62F25mm c/7 50 a 392 170 390 a 732

N3 Q 13F8mm 14F10mm 16F10mm 18F10mm 26F10mm 23F12,5mm 34F12,5mm L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

c/13 86 a 185 30 146 a 245

c/15 108 a 225 40 188 a 305

c/14,5 120 a 250 40 200 a 330

c/14 133 a 275 40 213 a 355

c/11,5 163 a 335 40 243 a 415

N4 Q 15F8mm 16F10mm 18F10mm 20F10mm 30F10mm

1F(sup) + 75F25mm c/7 65 a 446 230 525 a 906

c/15 190 a 385 50 290 a 485

c/12 225 a 455 50 325 a 555

34F12,5mm c/13,5 258 a 540 50 358 a 640

26F12,5mm c/15 45 a 330 50 145 a 430

39F12,5mm c/12 50 a 392 50 150 a 492

41F12,5mm c/13,5 65 a 446 50 165 a 546

L4 (cm) h4 (cm) C (cm)

c/13 25 a 158 30 85 a 218

c/15 30 a 193 40 110 a 273

c/14,5 35 a 214 40 115 a 294

c/14 40 a 236 40 120 a 316

c/11,5 40 a 288 40 120 a 368

N5

6x5F8mm c/19 158 15

6x5F10mm c/20 193 15

6x6F10mm c/20 214 15

6x7F10mm c/20 236 15

6x8F10mm 6x7F12,5mm 6x8F12,5mm 6x10F12,5mm c/20 c/25 c/25 c/25 288 330 392 446 15 20 20 30

Q L5 (cm) h5 (cm) C (cm)

188 223 244 266

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

182,84 2,178 83,9 5,19 5445 3000

342,70 3,551 96,5 6,37 8880 4800

479,30 5,201 92,1 9,4 13000 6000

672,70 7,311 92,1 12,01 18280 7500

318

370

432

1190,40 12,279 96,9 16,61 30700 10200

1968,70 18,114 108,7 21,6 45290 14100

3228,30 26,604 121,4 26,8 66510 18900

506 4672,90 46,609 100,26 40,2 116520 24000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

27


Bloco sobre

6 Estacas

(retangugar) FORMA

ARMAÇÃO

 

28


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

140 275 170 275 11,5 63 32,5 11,5

150 330 200 130 10 80 35 10

180 380 230 150 10 90 40 10

200 450 275 175 15 105 50 15

Ø80

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

90 190 120 70 12 44 25 12

100 225 140 85 11 52 27,5 11

130 250 155 95 11 57 30 11

240 520 360 200 20 120 80 40

N1 Q 16F12,5mm 18F16mm 20F16mm 16F20mm 26F20mm 34F20mm 31F25mm 37F25mm L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

c/12 108 70 248

c/12,5 128 80 288

c/12,5 143 110 363

c/17,5 158 120 398

c/12,5 188 130 448

c/11 218 160 538

c/14,5 263 180 623

c/14,5 347 220 787

N2 Q 15F16mm 17F20mm 18F20mm 23F20mm 23F25mm 30F25mm 43F25mm 51F25mm L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

c/8 178 70 318

c/8 213 80 373

c/8,5 238 110 458

c/7,5 263 120 503

c/8,5 318 130 578

c/7,5 368 160 688

c/7 438 180 798

c/7 507 220 947

N3 Q 10F8mm 12F10mm 13F10mm 16F10mm 16F12,5mm 22F12,5mm 31F12,5mm 32F16mm L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

c/20 108 30 168

c/20 128 30 188

c/20 143 30 203

c/17,5 158 30 218

c/21,5 188 30 248

c/17,5 218 30 278

c/14,5 263 30 323

c/16,5 347 30 407

N4 Q 8F10mm 9F12,5mm 9F12,5mm 12F12,5mm 19F12,5mm 24F12,5mm 32F12,5mm 26F16mm L4 (cm) h4 (cm) C (cm)

N5

Q L5 (cm) h5 (cm) C (cm)

c/8 178 30

c/8 213 30

c/8,5 238 30

c/7,5 263 30

c/8,5 318 30

c/7,5 368 30

c/8,5 438 30

c/12,5 507 30

238

273

298

323

378

428

498

567

2x4F10mm c/25 180 70

2x6F10mm c/17 215 75

2x6F10mm c/23 240 90

2x8F10mm 2x8F12,5mm 2x10F12,5mm 2x14F12,5mm 2x14F16mm c/18 c/20 c/18,5 c/14,5 c/17,5 265 320 370 440 510 95 110 125 150 5

320 365 420 455 540 620

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

148,94 2,05 72,6 5,69 5130 3000

304,73 3,15 96,7 7,45 7875 4800

393,31 5,04 78,1 10,74 12594 6000

550,97 6,55 84,2 12,71 16363 7500

1005,90 9,90 101,6 16,22 24750 10200

1547,98 15,73 98,4 22,40 39330 14100

740

520

2566,87 24,75 103,7 29,58 61875 18900

3706,09 44,93 82,5 43,08 112320 24000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

29


Bloco sobre

7 Estacas

(hexagonal) FORMA

ARMAÇÃO

 

30


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

Ø80

140 246 285 105 71 143 32 91

160 298 345 130 86 173 36 113

180 340 395 150 97,5 200 40 130

190 402 465 175 115 235 49 152

250 456 550 200 141 268 55 173

1F(sup) + 50F25mm c/8 225 a 455 170 565 a 795

1F(sup) + 56F25mm c/8 258 a 540 230 718 a 1000

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

90 168 195 70 49,5 96 23 61

100 203 235 85 58,5 118 27,5 74

120 224 260 95 65 130 30 82

N1 Q 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) +

L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

19F16mm c/9 86 a 185 70 226 a 325

20F20mm c/10 108 a 225 80 268 a 385

23F20mm c/10 120 a 250 100 320 a 450

27F20mm c/9 133 a 275 120 373 a 515

25F25mm c/12 163 a 335 140 443 a 615

34F25mm c/10 190 a 385 160 510 a 705

N2 Q 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) + 1F(sup) +

L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

14F16mm c/13 25 a 158 70 165 a 298

20F16mm c/11 30 a 193 80 190 a 353

17F20mm c/14,5 35 a 214 100 235 a 414

24F20mm c/11 40 a 236 120 280 a 476

25F25mm c/13 40 a 288 140 320 a 568

40F25mm c/9,5 45 a 330 160 365 a 650

62F25mm c/7 50 a 392 170 390 a 732

1F(sup) + 75F25mm c/7 65 a 446 230 525 a 906

N3 Q 13F8mm 14F10mm 16F10mm 18F10mm 26F10mm 23F12,5mm 34F12,5mm 34F12,5mm L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

c/13 86 a 185 30 146 a 245

c/15 108 a 225 40 188 a 305

c/14,5 120 a 250 40 200 a 330

c/14 133 a 275 40 213 a 355

c/11,5 163 a 335 40 243 a 415

c/15 190 a 385 50 290 a 485

c/12 225 a 455 50 325 a 555

c/13,5 258 a 540 50 358 a 640

N4 Q 15F8mm 16F10mm 18F10mm 20F10mm 30F10mm 26F12,5mm 39F12,5mm 41F12,5mm L4 (cm) h4 (cm) C (cm)

c/13 25 a 158 30 85 a 218

c/15 30 a 193 40 110 a 273

c/14,5 35 a 214 40 115 a 294

c/14 40 a 236 40 120 a 316

c/11,5 40 a 288 40 120 a 368

N5

6x5F8mm c/19 158 15 188

6x5F10mm c/20 193 15 223

6x6F10mm c/20 214 15 244

6x7F10mm c/20 236 15 266

6x8F10mm 6x7F12,5mm 6x8F12,5mm 6x10F12,5mm c/20 c/25 c/25 c/25 288 330 392 446 15 20 20 30 318 370 432 506

Q L5 (cm) h5 (cm) C (cm)

c/15 45 a 330 50 145 a 430

c/12 50 a 392 50 150 a 492

c/13,5 65 a 446 50 165 a 546

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

182,84 2,178 83,9 5,19 5445 3500

342,70 3,551 96,5 6,37 8880 5600

479,30 5,201 92,1 9,4 13000 7000

672,70 7,311 92,1 12,01 18280 8750

1190,40 12,279 96,9 16,61 30700 11900

1968,70 18,114 108,7 21,6 45290 16450

3228,30 26,604 121,4 26,8 66510 22050

4672,90 46,609 100,26 40,2 116520 28000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

31


Bloco sobre FORMA

ARMAÇÃO

 

32

8 Estacas


DIMENSÕES

Ø26

Ø33

Ø38

Ø42

Ø50

Ø60

Ø70

Ø80

140 246 275 105 52,5 33 32 91

150 298 330 130 65 35 36 113

190 340 380 150 75 40 40 130

210 402 450 175 87,5 50 50 152

260 456 510 200 100 55 55 173

51F25mm c/8 438 190 818

59F25mm c/7,5 498 240 978

h (cm) L (cm) b (cm) e (cm) a (cm) c (cm) d (cm) f (cm)

90 168 190 70 35 25 23 61

110 203 225 85 42,5 28 27,5 74

120 224 250 95 47,5 30 30 82

N1 Q 19F16mm 19F20mm 25F20mm 29F20mm 29F25mm 36F25mm L1 (cm) h1 (cm) C (cm)

c/9 178 70 318

c/10,5 213 90 393

c/9 238 100 438

c/8,5 263 120 503

c/10 318 130 578

c/9,5 368 170 708

N2 Q 23F16mm 23F20mm 30F20mm 35F20mm 35F25mm 43F25mm 61F25mm L2 (cm) h2 (cm) C (cm)

c/8 156 70 296

c/10 191 90 371

c/8,5 212 100 412

c/8 234 120 474

c/9,5 286 130 546

c/9 328 170 668

c/7,5 390 190 770

71F25mm c/7 444 240 924

N3 Q 13F8mm 13F10mm 16F10mm 19F10mm 19F12,5mm 24F12,5mm 34F12,5mm 40F12,5mm L3 (cm) h3 (cm) C (cm)

c/13 178 30 238

c/16 213 40 293

c/14 238 40 318

c/13 263 40 343

c/16 318 50 418

c/14,5 368 50 468

c/12 438 50 538

c/11,5 498 50 598

N4 Q 16F8mm 16F10mm 20F10mm 23F10mm 23F12,5mm 29F12,5mm 41F12,5mm 48F12,5mm L4 (cm) h4 (cm) C (cm)

N5

Q L5 (cm) h5 (cm) C (cm)

c/12 156 30

c/14 191 40

c/12,5 238 40

c/12 234 40

c/14,5 286 50

c/13 328 50

c/11 390 50

c/10,5 444 50

216

271

292

314

386

428

490

544

2x6F8mm c/15 158 114

2x6F10mm c/19 193 135

2x6F10mm c/20 214 142

2x7F10mm 2x8F12,5mm 2x9F12,5mm 2x10F12,5mm 2x13F12,5mm c/20 c/20 c/20 c/20 c/20 236 288 330 392 446 153 179 200 231 258

386 463 498 542

Total (kg) Volume (m3) Taxa Arm. (kg/m3) Forma (m2) Peso Bloco (kg) Carga Máx. P no Pilar (kN)

246,47 2,87 85,8 5,73 7182 4000

483,10 5,02 96,2 8,56 12561 6400

684,60 6,72 101,9 10,43 16800 8000

907,60 9,47 95,8 12,50 23678 10000

646

730

854

1678,10 14,75 113,8 17,58 36878 13600

2493,90 24,55 101,6 23,04 61370 18800

4033,40 37,99 106,2 30,67 94973 25200

962 5587,40 60,47 92,4 50,23 151164 32000

NOTA: O DIMENSIONAMENTO ESTÁ BASEADO NA CARGA MÁXIMA ESTRUTURAL ADMISSÍVEL A COMPRESSÃO DA ESTACA. A CAPACIDADE DE CARGA DO CONJUNTO ESTACA-SOLO DEPENDE DA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES GEOTÉCNICAS DE CADA OBRA E DEVE SER VERIFICADA CASO A CASO.

33


Provas de Carga Os resultados das provas de carga a compressão são calculados através da curva carga-recalque P=Pr[1-e-(as+b)], obtida por correlação dos valores medidos na prova de carga, onde: S = recalque, em mm P = carga de compressão, em ton Pr = carga de ruptura estimada por extrapolação, em ton e = constante neperiana ~= 2,718 a e b = coeficientes obtidos na correlação

34


35

26

PESO (ton)

0.9 1.9 1.4

10

2.9 4.2 1.7

30

30

2.0

K - 45

FAIXA USO NORMAL

20

30

40

10

20

40

50

10

20

30

40

60-h10 50

10

20

30

40

70-h11 50

10

20

30

40

80-h12 50

FAIXA DE USO EM CASOS ESPECIAIS

8.7 11.6 14.5 3.9 7.9 11.8 15.7 19.7 5.1 10.2 15.3 20.4 25.5 6.4 12.8 19.2 25.6 32.1

30

50-h9

2.1 4.3 6.4 8.6 2.9 5.8

10

42

AS RECOMENDAÇÕES DESTA TABELA APLICAM-SE PARA OS SOLOS DE CONSISTÊNCIA MÉDIA, E SERVEM COMO ORIENTAÇÃO GERAL. PARA OS SOLOS EXCEPCIONALMENTE MOLES OU MUITO DUROS, ASSIM COMO PARA OS CASOS DE SOLOS COM CAMADAS DE CARACTERÍSTICAS MUITO VARIADAS, CADA CASO DEVERÁ SER ANALISADO CRITERIOSAMENTE através de estudo de cravabilidade.

K - 35

D -12

7,0 - 8,0

K - 25

6,0 - 6,3

5.0

3,0 - 3,25 - 3,5

40

3.4 5.1 6.8

20

38

1,5 - 1,8

20

33

ESTACAS CENTRIFUGADAS SCAC - MARTELOS RECOMENDADOS

COMPRIMENTO (cm) 10 20 10

Diâmetro (cm)

MARTELOS DE QUEDA LIVRE

MARTELOS DIESEL


Distribuição das estacas no bloco 2 y

Esforços máximo e mínimo nas estacas N max =

P 2

+

Mx e

P 2

-

Mx e

Distribuição das estacas no bloco 5C y

x

N mín =

3A Mx

y

x

x

P 3 P 3

6A + -

Mx + 1,732 My 1,732 e Mx 0,866 e

y

Se Mx < 0,5773 My

N max = N mín =

3B Mx

y x

P 3 P 3

+ +

P 3 P 3

-

Mx 0,866 e Mx + 1,732 My 1,732 e

y

e 2

x

Se Mx < 0,5773 My

N max = N mín =

3C

N max =

P 3 P 3

P 3

-

+

N mín =

-

N max = N mín =

7

Mx 2e

y

N max = N mín =

x

5A My y x

e 2

Mx 2e

x

x

N max = N mín =

y

P 4

-

Mx + My 2e

N max = N mín =

P 5 P 5

8B + -

P 5 P 5

2 Mx + 1,923 My 5e 2 Mx - 1,923 My 5e y

+ -

N max = N mín =

P 5 P 5

-

+ -

Mx + My 2,828 e

P 6

+

1,5 Mx + 2 My 6e

P 6

-

1,5 Mx + 2 My 6e

P 6 P 6

+ -

1,732 Mx + My 6e 1,732 Mx + My 6e

P 6 P 6

+ -

My 3e My 3e

P 7 P 7

+ -

1,732 Mx + My 6e 1,732 Mx + My 6e

P 7 P 7

+ -

My 3e My 3e

P 8

+

1,257 Mx + 1,886 My 8e

P 8

-

1,257 Mx + 1,886 My 8e

P 8

+

1,2 Mx + 2 My 8e

P 8

-

1,2 Mx + 2 My 8e

P 9

+

Mx + My 6e

P 9

-

Mx + My 6e

Mx + 2,89 My 5e 2 Mx + 1,923 My 5e

2 Mx + 1,923 My 5e 2 Mx - 1,923 My 5e

N max =

y

N mín =

x

Se Mx < 4,813 My P 5 P 5

N max = N mín =

x

9 +

N max = N mín =

x

Se Mx > 4,813 My

N max = N mín =

2 Mx + 1,923 My 5e Mx + 2,89 My 5e

Observações: 1 - Esforços máximos e míminos válidos para blocos rígidos. 2 - Esforços resultantes: N>0 compressão; N<0 tração. 3 - O sentido do momento Mx para os blocos tipos 3A e 3B e do momento My para os blocos tipo 5A e 5B influem no valor do Nmax e Nmin das estacas, pois são blocos assimétricos em relação aos eixos y e x respectivamente. Assim deve-se analisar convenientemente em qual caso se enquadra o bloco em estudo.

36

8A

Mx + My 2e

Se Mx < 4,813 My

5B y

+

-

Se Mx < 0,5767 My

e 2

Se Mx > 4,813 My

N max = N mín =

My

P 4

P 5

Se Mx > 0,5767 My

N max = N mín =

4

Mx + My 2,828 e

Se Mx > 0,5767 My

N max = N mín =

y

P 2

+

Se Mx < 0,5767 My

e 2

Mx - 1,732 My 1,732 e Mx + 1,732 My 1,732 e

y x

P 5

Mx + 1,732 My 1,732 e Mx - 1,732 My 1,732 e

6B +

N max = N mín =

x

Se Mx > 0,5773 My

N max = N mín =

N max = N mín =

Se Mx > 0,5773 My

N max = N mín =

Esforços máximo e mínimo nas estacas

ESQUEMA DA APLICAÇÃO DOS ESFORÇOS

P

y

My C.G.

Mx

x

TABELA DE ESPAÇAMENTO PADRÃO PARA ESTACAS SCAC

Ø

e (m)

26 33 38 42 50 60 70 80

0,70 0,85 0,95 1,05 1,30 1,50 1,75 2,00


Padrão SCAC Características das Estacas Padrão Centrifugadas Descrição Parede Carga Estrutural Peso Área da Área da Perímetro Distância da Estaca Admissível Nominal Seção de Seção de Mínima Concreto Ponta entre Compressão Tração Estacas

Ø (cm)

h (cm)

Nck (kN)

Ntk P (kN) (kg/m)

Ac (cm²)

At (cm²)

U (cm)

e (cm)

Ø26

6

500

150

94

377

531

82

70

Ø33

7

800

180

143

572

855

104

85

Ø38

7

1.000

210

170

682

1.134

119

95

Ø42

8

1.250

240

214

855

1.385

132

105

Ø50

9

1.700

270

290

1.159

1.963

157

130

Ø50

10

1.850

270

314

1.257

1.963

157

130

Ø60

10

2.350

370

393

1.571

2.827

188

150

Ø60

11

2.550

370

423

1.693

2.827

188

150

Ø70

11

3.150

480

510

2.039

3.848

220

175

Ø70

12

3.350

480

547

2.187

3.848

220

175

Ø80

12

4.000

640

641

2.564

5.027

251

200

Ø80

15

5.000

640

766

3.063

5.027

251

200

Observações: 1) Comprimentos padrões de até 10 metros para estacas Ø26, até 11 metros para estacas Ø33 e os demais diâmetros até 12 metros. 2) As características apresentadas são referentes à espessura da parede e à armadura das estacas padronizadas. 3) Estacas com espessuras de parede e armaduras especiais poderão ser produzidas sob encomenda. 4) A carga estrutural admissível à compressão Nck das estacas poderá ser a carga de trabalho máxima de compressão, desde que seja verificada a capacidade de carga do conjunto estaca-solo, pela realização de ensaios de carregamento dinâmico (NBR 6122/1996). A previsão da capacidade de carga do conjunto estaca-solo depende da análise das informações geotécnicas de cada obra. 5) O cálculo de carga estrutural admissível à tração Ntk considera limite de fissuração de 0,2mm (NBR 6118).

37


UMA HISTÓRIA DE SUCESSO E SUPERAÇÃO A SCAC foi fundada em 18 de agosto de 1920 em Riva di Trento, Itália, por um grupo de industriais “trentini”. Teve grande participação na reconstrução e desenvolvimento desse país, principalmente após as guerras mundiais, expandindo-se também nos mercados da Grécia, Egito, Rússia e Suíça, entre outros países da região. No final da década de 40, a SCAC chegou à América Latina, trazendo suas técnicas de produção e sua experiência a serviço da eletrificação da Argentina. Em 1960, a SCAC chegou ao Brasil, instalando sua primeira fábrica em São Paulo e a segunda em Goiânia, poucos anos depois, introduziu a técnica de centrifugação do concreto, voltada para os postes de iluminação e estruturas para subestações e linhas de transmissão. Em seguida, lançou a linha de estacas centrifugadas, inicialmente com capacidade de carga entre 200 a 1.300kN, posteriormente com estacas de diâmetro até 80cm para 5.000kN. Sempre empenhada em buscar inovação e excelência, pesquisou e desenvolveu produtos que fizeram história na construção brasileira, tais como:

• Viga de ponte em concreto vibrado protendido SCAC-TEC, com vão de até 35m. • Estacas de concreto vibrado protendido HEXA, de 200 até 800kN, com a possibilidade de cortar a estaca depois de cravada, minimizando o desperdício.

• Estruturas para torres de antenas para telefonia celular, com altura de até 50m. Hoje, a SCAC continua atenta às necessidades e evoluções do mercado, desenvolvendo soluções próprias e inovadoras. Atende ao mercado nacional e internacional com uma linha de produtos completa e variada.

38


São Paulo

Rio de Janeiro

Av. Engenheiro Billings, 2300 Jaguaré - São Paulo - SP CEP: 05321-010 Tel.: (11) 3769-4900

Estrada de Paracambi - RJ 127, Km 1,5 Distrito Industrial - Paracambi – RJ CEP: 26600-000 Tel.: (21) 2527-0049

Comercial

Comercial

Rua Leopoldo Couto de Magalhães Jr., 146 – 8º andar Itaim Bibi – São Paulo - SP CEP: 04542-000 Tel.: (11) 3165-3333

Rua Voluntários da Pátria, 45 – 12º andar Botafogo – Rio de Janeiro - RJ CEP: 22270-010 Tel.: (21) 2527-0049

SCAC- Catálogo técnico de estacas  

Catálogo técnico de estacas centrifugadas SCAC

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you