Page 10

10 Revista SBOT-ES março/abril de 2011

Matéria Especial Matéria de Capa

Um alento em meio à crise Na contramão dos problemas da Saúde capixaba, serviço de cirurgia de mão do Hospital Antônio Bezerra de Farias consolida-se como referência e recebe pacientes até de outros estados.

A

superlotação, a falta de leitos e a demora no atendimento dos hospitais da rede pública capixaba ganharam repercussão por meio de jornais e emissoras da TV nas últimas semanas. Mas se grande parte do sistema de saúde no Espírito Santo não vai bem, o mesmo não se pode dizer do serviço de cirurgia de mão do Hospital Antônio Bezerra de Farias (HABF), em Vila Velha. Implantado pelo Governo do Estado em parceria com a Cooperativa dos Ortopedistas e Traumatologistas do Espírito Santo (COOTES) em julho de 2005, o serviço é o único do seu tipo no Estado e considerado um dos mais competentes do País. Em seu quadro funcional estão 12 profissionais especialistas nesta área. São mais de 500 atendimentos e cerca de 100 cirurgias por mês, quantidade capaz de atender quase toda a demanda de urgência da região, além de pacientes de outros estados, principalmente da Bahia e de Minas Gerais. Um dos idealizadores da criação do serviço foi o ortopedista Geraldo Lopes da Silveira. Ele, que em 2005 era presidente da COOTES, não esconde a satisfação com o bom funcionamento do local, ao qual considera uma das grandes conquistas de sua carreira médica. “Fico gratificado pela qualidade do projeto e sinto que cumpri com o meu dever de médico e gestor”, diz. O início desta história, porém, não foi dos mais fáceis. Silveira lembra que após a imposição do Ministério da Saúde para que fosse criado o serviço, houve muitas dificul-

Revista 11- SBOT-ES - abr/mai/2011  
Revista 11- SBOT-ES - abr/mai/2011  

Edição número 11 da revista da SBOT-ES

Advertisement