Issuu on Google+

6

Geral

Expresso Popular

SÁBADO/DOMINGO 19/20 OUT 2013

EDUCAÇÃO

O calendário do Governo de SP para as escolas estaduais prevê fim das aulas em 12 de junho; prefeituras não definiram datas BRUNO RIOS

O

s 125,8 mil alunos da rede estadual de ensino que estudam na Baixada Santista terão férias durante a Copado Mundode 2014. O Governo de São Paulo divulgou na sexta-feira o calendário de aulas do ano que vem e confirmou a mudança no recesso da molecada, queficará em casa de 12 de junho a 13 de julho, exatamente o mesmo período de realização do Mundial defutebol. Os pais e responsáveis devemficar atentos, pois é

comum os alunos cumprirem os 30 dias de férias do meio do ano no mês de julho. No ano que vem, porém, tudo será diferente, para evitar o cancelamentode aulase garantir ofoco dagurizada nasaulas. Só que a novidade causará uma outra mudança: as atividades em 2014 na rede estadual começarão mais cedo. A partir de 27 de janeiro, a galera deverá estarpresente nas escolas. Também ficou definido que durante uma semana em outubro de2014 - dodia 13 ao dia 20 - professores, alunos e servidores terão uma folguinha de sete dias

paradescansar em casa.

Explicação Segundo aassessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Educação, outros países que receberam grandes eventos esportivos nos últimos anos (como Copa do Mundo e Olimpíada) adotaram a mesma postura de antecipar ou adiaras férias escolas. As diretorias regionais de ensino de Santos e São Vicente já foram avisadas e devem reforçar a mudançaaos pais. Itanhaém Aquina Baixada,aúnica prefeitura que já definiu o calendário da rede municipal de ensino é Itanhaém. Porlá, asaulas terão início em 5 de fevereiro e acabarãoem 19 dedezembro. O recesso escolar irá de 30 de junho a 11 de julho, com parte das aulas sendo

dadas durante a Copa do Mundo. Mas, atenção! A Prefeitura ressalta que o calendário ainda pode ser modificado. Indefinição Nas escolas municipais das outras oito cidades da região, está tudo indefinidoe ocalendário ainda não foi fechado. A tendência é de que as datas sejam definidasem novembro. No caso de Peruíbe, a Secretaria de Educação admitiu estudar a possibilidadede implantar recesso de 15 dias em julho e as férias em janeiro. Oque diz alei O Conselho Nacional de Educação determinou alterações no calendário apenaspara os municípios que receberãojogos da Copado Mundo. Para as demais cidades, a alteração ficará porconta das prefeituras.

Fique ligado no calendário de vacinação ARQUIVO

Com a entrada da vacina da catapora no calendário da rede pública de Saúde, no final de setembro, os papais devem ficar de butuca para não perder o período de vacinação e regularizar acarteirinhadacriançada. Agora,quemfoiaclínicas particulares e pagou pela primeira dose tetra viral (catapora ou varicela mais caxumba, sarampo e rubéola) pode, muito bem, vacinar pela segunda vez no SistemaÚnicodeSaúde(SUS), aos15mesesdeidade. Mesmo porque, de acordo com o Ministério da Saúde, nesse caso, a tetra viral funcionará apenas como reforço. Vale lembrar que, apesar de o calendário de vacinação ser definido pelo ór-

Tetra viral passou a ser oferecida pela rede pública em setembro gão, as clínicas pagas seguem um cronograma diferente, determinado pela Associação Brasileira de Imunizações(SBIm). Para a vacinação da catapora, entretanto, a Associação indica duas doses, como explica a pediatra Isabella Ballalai, presidente da SBIm- RJ e da Comissão de Revisão de

Calendários. “Umadoseúnicaelimina o risco de morte e de hospitalização. Mas seguimos a recomendação de duas, pois a criança vacinada somente uma vez ainda podeadoecer”,esclarece. “Entendemos que a medida de incluir no calendário nacional é importante, porque elimina o mais gra-

ARQUIVO

MOLECADA TERÁ FÉRIAS DURANTE A COPA DE 2014

ve. Entretanto, não evita 100%adoença”. A pediatra explica ainda que a vacinação próxima aos12meseseaos15meses - não traz qualquer problema para a criança. “Ela segueointervalomínimo”. Em nota, o Ministério da Saúde informou ainda que após esta fase de implantação da vacina tetra viral no SUS, o Governo irá monitorar a situação epidemiológica da varicela para definir o melhor período para a segundadosedavacina. De acordo com as prefeituras da Baixada Santista, a orientação nos postos de saúde é de que as doses sejam aplicadas nas crianças quetenhamsidovacinadas pela primeira vez na rede particular.

Alunos terão tempo livre para ver os 64 jogos da Copa do Mundo

SÁBADO É DIA DE SUPER-REUNIÃO

As 160 escolas estaduais espalhadas pelas nove cidades da região abrirão as portas neste sábado para uma super-reunião com os pais de alunos da rede de ensino. Os objetivos do Estado são aproximar a comunidade do ambiente escolar e colocar os pais em contato com os professores. Exceto em casos excepcionais, as escolas abrirão as portas às 8 horas de sá-

bado para que os responsáveis pelos alunos tirem todas as dúvidas referentes ao conteúdo ensinado na sala de aula. Haverá tambémaexibição defilme. É a segunda vez no ano que o Governo do Estado abre as portas de todas as escolas para este tipo de atividade. Podem participar os pais de 125,8 mil estudantes da rede estadual que moram na Baixada. Bastaaparecer na escola.

LÂMPADAS INCOMPATÍVEIS DEIXAM SEMÁFOROS LOUCOS A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) descobriu o que vem deixando os semáforos de Santos frequentemente piscando apenas com a luz amarela. Trata-se de uma falha técnicana instalaçãoda nova iluminação com luzes deLED. Depois de muitas reclamações, os técnicos daCET perceberam que as luzes de LED não são compatíveis com parte dos aparelhos existentesnas vias santistas. Para resolver o problema, técnicos da empresa Alper, que forne-

ceu os equipamentos, “farão testes em campo para diagnosticar com precisão a origem do problema”, afirma a concessionária de energia elétrica CPFL Piratininga,em nota. A CET estima que a situação será solucionada em aproximadamente 10 dias e recomenda aos motoristas cuidado redobrado em cruzamentos. Caso não haja agentes orientando o trânsito nos locais em que a luz amarela pisca sem parar, deve-se requisitá-los à CET pelo telefone 0800-7719194.


expresso_popular_06_vacina_catapora_isabella