Page 7

ESTAR BEM

Assaduras em adultos: saiba como prevenir e tratar

As dermatites, popularmente conhecidas como assaduras, não acometem apenas bebês que usam fraldas, mas podem ser frequentes também em adultos, especialmente em quem está com sobrepeso ou possui dificuldades de locomoção (pacientes acamados ou deficientes físicos usuários de cadeiras de rodas). A irritação é causada pelo contato da pele com substâncias como urina e suor, ocasionando a proliferação de fungos e bactérias. Os locais mais afetados são coxas, virilha e axilas, pela constante fricção da pele e, principalmente, pelo calor e umidade comuns nessas áreas. Os sintomas mais frequentes são: sensação de queimação e coceira, aspecto avermelhado na região e, em alguns casos em que a pele está muito ferida, dor. Manter a pele sempre limpa e seca é a melhor forma de prevenir as assaduras. Outro recurso muito eficaz é a hidratação do local com cremes a base de petrolato, óxido de zinco e lanolina. Porém, quando a dermatite já estiver instalada, deve-se manter a área afetada bem limpa, seca e ventilada.

Apesar de todos os cuidados, se o quadro não apresentar melhora é necessário acompanhamento médico, para avaliar quais são os antifúngicos mais indicados e se há necessidade de antibióticos para complementar o tratamento. Dra. Samantha Kellman Dermatologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Você sabe qual a melhor hora do dia para se operar? Segundo uma pesquisa de um grupo de cientistas americanos, que acompanharam a evolução de 90 mil cirurgias realizadas num período de quatro anos no Centro Médico da Universidade Duke, nos Estados Unidos, grande parte das complicações e queixas de desconforto foi registrada nos procedimentos realizados após às 16 horas. As queixas mais comuns como dor, náusea, vômitos e infecções no local da incisão cirúrgica foram três vezes mais frequentes entre os pacientes da tarde do que aqueles operados pela manhã.

De acordo com o estudo, divulgado pela revista Quality & Safety in Health Care, as razões que explicam este resultado são: cirurgiões, anestesistas e enfermeiros parecem estar mais dispostos pela manhã e isso pode interferir na performance durante a cirurgia e no acompanhamento do pós-operatório. Alguns pacientes ficam um pouco constrangidos de chamar o auxílio dos profissionais à noite, eventualmente atrasando a recuperação. Outro motivo é a questão orgânica, pois a produção de endorfinas,

substâncias produzidas pelo corpo para diminuir a dor, é maior pela manhã, diminuindo à noite. Se, por exemplo, a cirurgia inicia às 17 horas, o efeito da anestesia terminaria à noite, quando a quantidade de endorfinas diminui bastante, aumentando as dores do paciente.

Segundo Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional / Cirurgia Plástica, aqui no Brasil a maioria das pessoas que passam por cirurgias, marcam datas e horários pensando apenas em suas agendas. “Os brasileiros estão mais preocupados em ocupar o tempo vago, sem atrapalhar suas atividades normais. Mas, caso tenham conhecimento desta pesquisa, talvez mudem de idéia. ”, finaliza ele.

Revista Saúde Lazer

z

7

REVISTA SAÚDE LAZER Edição 112  

Revista e Portal com dicas de Qualidade de Vida e Bem Estar para viver mais e melhor com informações sobre a saúde, lazer, turismo, dietas,...

REVISTA SAÚDE LAZER Edição 112  

Revista e Portal com dicas de Qualidade de Vida e Bem Estar para viver mais e melhor com informações sobre a saúde, lazer, turismo, dietas,...

Advertisement