Issuu on Google+

Revista.indd 1

1/10/2009 21:29:24


Revista.indd 2

1/10/2009 19:18:13


SaĂşde e Beleza - 

Revista.indd 3

1/10/2009 19:18:27


 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 4

1/10/2009 19:18:40


SaĂşde e Beleza - 

Revista.indd 5

1/10/2009 19:18:48


Ed

ÍNDICE

“O S

Pág 08 - Cirurgia Plástica Mamães enxutas após o parto

Pág 12 - Tendências: sonhar é preciso

pírito que uma data do Médico preparamo discutido

Pág 18 - Dia do Médico: do juramento ao dom da profissão

Acupuntura como tratamento médico Pág 20 -

18 anos e dra. Sonia

Pág 38 - Leitura Saudável bons livros para curtir o feriado

Pág 43 - Transformação: Érika se tranforma para o grande dia! Pág 46 - 12 de Outubro: Entendendo melhor o mundo infantil Pág 53 - Saúde e Beleza:

Modelo Cabelo Maquia Roupas Foto Ca Tratam

no foco!

Pág 54 - Segurança x Saúde: como a falta dela pode prejudicar a saúde Pág 60 - Cardápio: Alcachofra é prato especial!

A mode inspiraçõ nossos l

Pág 62 - Artigo evolução

BASTIDORES

Diretoria: André Takuma Elenita Montibeler Jornalista Responsável: Carlos Tranjan - MTb 20.783 Repórter: Raquel de Melo Colaboradores: Santiago R. Sgarbi (Fotos) Estevão Sgarbi (Tratamento de Imagens) Mírian Moraes Caum (Vendas) Projeto gráfico e diagramação: Takmídia Editora e Propaganda Ltda Criação e Arte final: Rômulo Castro Assessoria Jurídica - Garcia Advocacia - (19) 3461-4180 Rafael Garcia - OAB/SP 161.161 Sugestão de matérias, anúncios e correspondências deverão ser enviadas para: Rua Cientista Albert Bruce Sabin, 85 Jd. Mírian - CEP: 13280-000 Vinhedo . SP ou através do e-mail: redacao@saudebeleza.com.br Tel: (19) 3876-6869 As matérias assinadas são de inteira responsabilidade dos autores, não expressam necessariamente a opinião da revista. Os textos, fotos e outros dados que constam nos anúncios são de total responsabilidade dos anunciantes A revista SAÚDE E BELEZA é uma publicação bimestral da Takmídia Editora e Propaganda Ltda (Todos os direitos reservados) Tiragem: 7.000 exemplares - Impressão: Papel Editorial e Indústria Gráfica

 - Saúde e Beleza

Revista.indd 6

1/10/2009 21:40:40


Editorial “O Sucesso tem tudo a ver com atitude”

A

(Jimmy Dunne)

frase de Jimmy Dunne nos leva a inspiração. Realmente a atitude é o marco zero para que os desejos se realizem. E é com esse espírito que fechamos a edição deste mês, com muita dedicação e profissionalismo. E entramos no mês de outubro com o espírito do Dia das Crianças, uma data colorida e cheia de alegria, em que podemos curtir nossa família. Outra data importante que fizemos questão de ressaltar é o dia 18, Dia do Médico, profisional essencial para que nossa saúde fique sempre em dia. Parabéns, então, às crianças e aos queridos médicos. Para esta edição, preparamos também matérias sobre saúde, gastronomia, tratamentos estéticos e uma matéria especial sobre a falta segurança pública, tema bastante discutido na mídia nacional e que tem afetado nossa pacata Vinhedo. Segurança também é sinônimo de saúde e bem-estar.

E

vale a pena falar de nossa capa que é muito especial: nossa querida modelo Miriã Zechim que completa 18 anos e nos brinda com sua beleza e simpatia. Feliz Aniversário! Para finalizar, a equipe da Saúde e Beleza dá boas-vindas aos nosso novos colaboradores a médica pediatra dra. Sonia Cesário e o ginecologista e obstetra dr. Marcelo Cesário. Boa leitura e um forte abraço. Até a próxima edição com mais novidades! Elenita Montibeler Diretora Executiva

Modelo: Miriã Zechin Cabelo: Tânia Pallaro 19. 3876-5771 Maquiagem: Li Nakao (19 8815.3168 / www.linakao.com.br) Roupas e Acessórios: Marycota (19. 3836.2623) Locação das Fotos: Fazenda Nossa Senhora Conceição - Itatiba (11. 4535-1341 / 7888-3774) Foto Capa: Santiago Reis Sgarbi (19. 9721-8952) Tratamento da Foto: Estevan Reis Sgarbi (19. 3886-3724)

Cabelo e maquiagem Grazi (Angelo Cabeleireiros) 19-3886.1835 Veste Marycota

BASTIDORES

A modelo Miriã Zechin acaba de completar a maturiade nos presenteando como capa desta edição cheia de cores e inspirações. Beleza, charme e talento não faltaram para completar o sucesso da Saúde e Beleza e encantar os olhos de nossos leitores e colaboradores. Sucesso, Miriã!

necessariasão de total

Saúde e Beleza - 7

Revista.indd 7

1/10/2009 21:58:08


Cirurgias Plásticas

são foco das novas mães

Por Raquel de Melo

O que antes era a expressão da própria natureza, hoje, está um pouco diferente. Assim estão sendo mais procuradas as cirurgias plásticas pós-parto. A conduta é fruto da procura das mamães pela volta do antigo corpo.

A

gora, as mulheres estão mais atentas ao impacto do envelhecimento e da gravidez. De acordo com o cirurgião plástico dr Gino Di Domizio, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, já existem estes tipos de intervenções destinadas às mães. Em geral, as cirurgias são efetuadas de três formas: “uma levantada nos seios” com ou sem implantes de silicone, redução da barriga e lipoaspiração. Os procedimentos têm o objetivo de diminuir a flacidez da pele e reduzir as estrias e a gordura adquiridas na gravidez. Nos Estados Unidos, este tipo de cirurgia, segundo dados da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, registrou um aumento entre mulheres em idade reprodutiva. Só em 2006, médicos em todos os EUA realizaram mais de 325 mil procedimentos em mulheres de idade entre 20 e 39 anos, um aumento de 11% em relação a 2005, segundo a entidade. “Na verdade, cada mulher reage de uma forma à gravidez. Idade e genética influenciam o modo como o corpo se recupera. Algumas mulheres ficam com estrias devido à gravidez ou ao ganho de peso. Algumas mulheres voltam a ter uma barriga lisinha e outras não, algumas retomam o peso que

tinham antes de ter filho e outras não. Mas não há anormalidade intrínseca aos seios ou ao abdômen”, defendem alguns cirurgiões. Não é necessidade ou obrigação O médico também esclarece que não há a necessidade ou a obrigatoriedade de se submeter a uma plástica após o parto. E somente depois de um ano após o parto é recomendável a realização de qualquer procedimento estético. “Qualquer cirurgia exige cuidados e durante o pós-operatório a mulher ficará com os movimentos limitados. Ela não poderá realizar atividades simples como carregar, amamentar ou dar banho no bebê. É preciso colocar na balança se este tipo de distanciamento do filho vale a pena”, explica o Dr. Gino. Se a decisão da mulher for a de fazer a plástica, o médico não recomenda a sua realização no período de amamentação. Os anestésicos utilizados podem passar para o leite materno, prejudicando o desenvolvimento e a disposição do bebê. A recomendação é a de se submeter a qualquer tipo de intervenção apenas seis meses depois de terminar o período de amamentação para as novas mamães que querem

8 - Saúde e Beleza

Revista.indd 8

1/10/2009 19:18:59

recuper e a firm plastia ( as mam desejos recer q após a efeitos pele, ex corpo f gue ide te ser r nesse c como o Ainda s gia utiliz quentem sua loc –, pode deixará nho ou domino gestaçã plastia a barrig único p é que a da cirur dado o tacar qu atenção ração d dados c estético e devem


as

el de Melo

ais proo corpo.

não há ômen”,

recuperar os antigos contornos próximos do abdômen e a firmeza das mamas. A lipoaspiração, a abdominoplastia (cirurgias de abdome) e a cirurgia para levantar as mamas ocupam os primeiros lugares no ranking de desejos destas mulheres. “É muito importante esclarecer que a abdominoplastia não pode ser feita logo após a cesárea. No pós-parto, a mulher ainda sofre os efeitos da gestação: alterações hormonais, flacidez da pele, excesso de peso, inchaço. Como o contorno do corpo fica distorcido, o cirurgião plástico não consegue identificar o quanto do abdômen precisa realmente ser reduzido”, explicam os especialistas . Ou seja: nesse caso, os riscos do resultado da plástica não sair como o esperado são grandes. Ainda sobre a abdominoplastia é possível fazer a cirurgia utilizando parcialmente a cicatriz da cesariana. Frequentemente, quando a cicatriz da cesariana está na sua localização habitual – na parte inferior da barriga –, pode-se aproveitá-la. Lembrando que a cicatriz não deixará de existir, mas poderá ficar do mesmo tamanho ou um pouco maior. Caso a mulher faça uma abdominoplastia a cirurgia não prejudica uma posterior gestação. “Muita gente acha que após a abdominoplastia os músculos são ‘amarrados’ (e de fato são) e, a barriga, nunca mais irá crescer. Isso não acontece. O único problema de engravidar após a abdominoplastia é que a mulher poderá perder os resultados estéticos da cirurgia”, explica. Diante deste impasse ´recomendado o médico aconselhar a mulher. É importante destacar que neste período da vida, a mulher deve ter sua atenção e energias voltadas para uma pronta recuperação do parto. Assim, ela poderá se dedicar aos cuidados com o bebê e consigo mesma. Procedimentos estéticos que comprometam este ciclo da vida podem e devem ser cogitados”, defende o médico.

Dr. Gino Di Domizio

necesa uma um ano e quala exige r ficará realizar ou dar se este explica fazer a ação no ilizados ando o comenntervenperíodo querem Saúde e Beleza - 

Revista.indd 9

1/10/2009 19:19:09


10 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 10

1/10/2009 19:19:23


SaĂşde e Beleza -11

Revista.indd 11

1/10/2009 19:19:43


Tendências...

Por Raquel de Melo

Eles sim nos fazem sonhar!

O

Dia das Crianças é uma data esperada pelos pequenos. Pra nós, a rotina de sempre: o presente favorito. E não tem o que fazer. Saimos correndo para encontrar o que eles querem. Mas, o que pra mim, é mais emocionante é saber que eles estão ao redor das nossas vidas. Acordar cedo e vê-los de pijama, com aquele cheirinho gostoso de criança. Ah, isso não tem preço, nem troca, nem nada. São elas que pulam em nossas camas, pedem o leite com biscoitos e tocam nossa rotina. São elas que nos ensinam a melhorar o clima em casa, a separar o lixo que polui, a deixar tudo em ordem para que a semana corra bem. Por elas vamos às festas de aniversário, andamos de bike, assistimos um filme pela vigésima vez e ainda achamos cenas engraçadas. Esses dias são os dias das crianças. Eu, já com meus 35 anos, tenho uma criança de 10. Adoraria ter mais delas em casa. Transformando as dificuldades em esperança e perseverança. Hoje pela manhã, por exemplo, apesar do cansaço da semana, estávamos às 6 horas da manhã estudando matemática para a prova. Tentando resgatar no meu subconsciente como resolver equações de equivalência. Mas, vale a pena. Vale sim, porque é mais um pedacinho que estou construindo na vidinha do meu filho. Um menino de ouro, bagunceiro, moleque. Uma criança forte, de grande personalidade e muito persistente. E esse orgulho eu passo inteiramente pra ele. Digo sempre que os méritos, assim como alguns fracassos, são dele. E que seu valor vai aparecendo conforme sua dedicação. Neste mês, mais uma matéria foi publicada sobre ele no Jornal de Vinhedo e outra numa revista interna da empresa Estre Ambiental, sua patrocinadora no tenis. O mérito? É dele. Dias e dias de treino, treino duro, preocupação com alimentação, vida corrida. E o retorno chegando a passos largos. Parabéns Andreas, pelas vitórias. E obrigada meu querido filho, pelos ensinamentos. Que me fazem crescer como mãe e como indivíduo. Obrigada pelo carinho, pelos beijinhos e pela paciência que tens comigo. Porque sei que não sou uma mãe tão fácil, mas que procuro nesses defeitos ser uma pessoa, não ideal, mas melhor. Um beijo grande pra você e parabéns aos pequenos que nos fazem sonhar!

Raquel de Melo - jornalista racademelo@gmail.com

12 - Saúde e Beleza

Revista.indd 12

1/10/2009 19:20:01


de Melo

r!

que estou ma criança te pra ele. , são dele. Neste mês, Vinhedo e ua patrocieino duro, chegando gada meu como mãe e pela pae tão fácil, deal, mas os que nos

Saúde e Beleza -13

Revista.indd 13

1/10/2009 19:38:57


14 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 14

1/10/2009 19:39:13


SaĂşde e Beleza -15

Revista.indd 15

1/10/2009 19:39:24


16 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 16

1/10/2009 19:39:35


SaĂşde e Beleza -17

Revista.indd 17

1/10/2009 19:39:45


Nossas vidas nas mãos deles.

Parabéns aos médicos!

Juramento de Hipócrates - Em uma pequena ilha do mar Egeu, na Grécia, floresceu no século V a.C. uma escola médica destinada a mudar os rumos da medicina, sob a inspiração de um personagem que se tornaria o paradigma de todos os médicos - Hipócrates. A escola hipocrática separou a medicina da religião e da magia; afastou as crenças em causas sobrenaturais das doenças e fundou os alicerces da medicina racional e científica. Ao lado disso, deu um sentido de dignidade à profissão médica, estabelecendo as normas éticas de conduta que devem nortear a vida do médico, tanto no exercício profissional, como fora dele. Dentre a coleção de 72 livros contemporâneos da escola hipocrática, conhecida como Corpus hippocraticum, sobressai o Juramento, a ser proferido por todos aqueles considerados aptos a exercer a medicina, no momento em que são aceitos como tal pelos seus pares e admitidos como novos membros da classe médica. O juramento hipocrático é considerado um patrimônio da humanidade por seu elevado sentido moral e, durante séculos, tem sido repetido como um compromisso solene dos médicos, ao ingressarem na profissão.

O

dia 18 de outubro foi escolhido como “Dia do Médico” por ser o dia consagrado pela Igreja a São Lucas. Lucas foi um dos quatro evangelistas do Novo Testamento. Segundo a tradição, Lucas era médico, além de pintor, músico e historiador e teria estudado medicina em Antióquia. A vida de São Lucas, como evangelista e como médico, foi tema de um romance histórico muito difundido, intitulado “Médico de homens e de almas”, de autoria da escritora Taylor Caldwell. A escolha de São Lucas como patrono dos médicos nos países que professam o cristianismo é bem antiga. Eurico Branco Ribeiro, renomado professor de cirurgia e fundador do Sanatório São Lucas, em São Paulo, é autor de uma obra fundamental sobre São Lucas, em quatro volumes, totalizando 685 páginas, fruto de investigações pessoais e rica fonte de informações sobre o patrono dos médicos. Nesta obra, intitulada “Médico, pintor e santo”, o autor refere que, já em 1463, a Universidade de Pádua iniciava o ano letivo em 18 de outubro, em homenagem a São Lucas, proclamado patrono do “Colégio dos filósofos e dos médicos”. A escolha de São Lucas como patrono dos médicos e do dia 18 de outubro como “Dia do Médico”, é comum a muitos países, dentre os quais Portugal, França, Espanha, Itália, Bélgica, Polônia, Inglaterra, Argentina, Canadá e Estados Unidos e Brasil.

18 - Saúde e Beleza

Revista.indd 18

1/10/2009 19:40:00


es.

os!

a, floresmedicina, s os méa magia; erces da à profisear a vida ão de 72 ppocratidos aptos us pares crático é ral e, dudicos, ao

ser o dia tro evana médico, dicina em médico, do “Médialdwell. A o cristiafundador obre São pessoais ada “Méa iniciava atrono do rono dos s países, , Argenti-

Saúde e Beleza -19

Revista.indd 19

1/10/2009 19:40:10


20 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 20

1/10/2009 19:40:26


SaĂşde e Beleza -21

Revista.indd 21

1/10/2009 19:40:39


22 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 22

1/10/2009 19:40:55


SaĂşde e Beleza -23

Revista.indd 23

1/10/2009 19:41:08


24 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 24

1/10/2009 19:41:21


SaĂşde e Beleza -25

Revista.indd 25

1/10/2009 19:41:37


26 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 26

1/10/2009 19:41:52


SaĂşde e Beleza -27

Revista.indd 27

1/10/2009 19:42:04


28 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 28

1/10/2009 19:42:17


SaĂşde e Beleza -29

Revista.indd 29

1/10/2009 19:42:28


30 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 30

1/10/2009 19:43:22


SaĂşde e Beleza -31

Revista.indd 31

1/10/2009 19:43:35


32 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 32

1/10/2009 19:43:51


SaĂşde e Beleza -33

Revista.indd 33

1/10/2009 19:44:05


34 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 34

1/10/2009 19:44:19


SaĂşde e Beleza -35

Revista.indd 35

1/10/2009 19:44:41


36 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 36

1/10/2009 19:45:14


SaĂşde e Beleza -37

Revista.indd 37

1/10/2009 19:45:31


Leitura Saudável

Querido Diário Otário vol.8 - Não é Minha Culpa se Eu Sei de Tudo - Hoje Jamie decidiu ler alguns de seus diários mais antigos. Ela escrevia coisas como “eu comeu salada com molho” e “enfiei um sapatinho de boneca no nariz do Fedido de novo”. O que me deixou impressionada foi ver quanto eu era idiota, considerando quanto eu sou inteligente hoje. Acho que um dia eu simplesmente acordei inteligente! Dê uma espiadinha no diário de Jamie Kelly. A Jamie sempre jura que tudo o que ela escreve é verdade. Bom, pelo menos ela acha que é! Rangers vol. 4 – Folha de Carvalho A chegada da primavera começa a derreter a grossa camada de neve do inverno escandinavo. Depois de semanas de muito frio e comida escassa, Will e Evanlyn vislumbram a primeira chance de continuar com sua fuga. Mas Evanlyn é capturada por um misterioso cavaleiro. Quando Will parte em busca da jovem princesa, reencontra Halt e Horace. Juntos, eles descobrem os planos dos temujai, um povo guerreiro das Estepes do Leste, que havia reunido um poderoso exército invasor no intuito de dominar a Escandinávia. Halt percebe que a invasão do reino gelado representa somente o início da investida dos temujai, que, certamente, logo se lançariam contra Araluen. Por isso, ele decide oferecer ajuda aos escandinavos. Zac Power vol. 11 - Alto Risco - Quando o Príncipe do distante Reino Oculto é sequestrado, Zac Power recebe a missão de resgatá-lo. Mas o reino proíbe qualquer tipo de tecnologia moderna. Como Zac vai fazer sem seus equipamentos maneiros de espionagem?

38 - Saúde e Beleza

Revista.indd 38

1/10/2009 19:45:51


cidiu ler nfiei um o eu era nteligen-

ado, Zac omo Zac

SaĂşde e Beleza -39

Revista.indd 39

1/10/2009 19:46:07


40 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 40

1/10/2009 19:46:27


SaĂşde e Beleza -41

Revista.indd 41

1/10/2009 19:46:38


42 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 42

1/10/2009 19:46:55


SaĂşde e Beleza -43

Revista.indd 43

1/10/2009 19:47:07


44 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 44

1/10/2009 19:47:24


SaĂşde e Beleza -45

Revista.indd 45

1/10/2009 19:47:37


Crianças ganham espaço no mundo contemporâneo Tatiana tinha 12 anos quando foi estudar no colégio Mackenzie, em São Paulo, uma escola considerada avançada para a época, década de 1930. Como adorava ler, logo correu para a biblioteca. Estava passeando entre as estantes, entusiasmada para escolher a próxima leitura, quando foi interrompida pela bibliotecária: “Não, não, esta estante não é para você”. Tatiana não entendeu. “Não é para mim... não é para todo mundo?”. “Não é para criança”, respondeu a funcionária. “Mas por que não?”. “Porque é impróprio”, foi a resposta que Tatiana ouviu, pensando: “Umas baboseiras...”. Sorte que a pequena curiosa tinha um pai liberal, que escreveu um bilhete à escola autorizando a filha a tirar da biblioteca o livro que quisesse.

T

atiana é Tatiana Belinky, escritora com mais de 130 livros de literatura infantil no currículo. Sua escrita sem concessões mostra que ela continuou a ler as obras da “estante proibida”. Para ela, nada de “tatibitate”. Ela defende que a infância é uma fase tão complexa quanto a maturidade. “Não existe acriança; existem crianças”, afirma. “A criança é aquela que está na minha frente: é uma. Se eu dou o mesmo livro para três crianças da mesma idade, cada cabecinha vai pensar diferente da outra, mesmo que sejam da mesma família”.A postura de Tatiana traduz um olhar sobre a infância dos dias de hoje. Apesar de representar um conceito que atravessou séculos, é no mundo contemporâneo que a criança deixa de ser a personagem café-com-leite do jogo adulto. Ouvilas agora, além de ser a palavra de ordem, é comprovadamente uma necessidade. Sai de cena a palmatória e entram no palco os pais companheiros, que brincam no parque com os filhos e ainda deixam para eles a decisão de escolher o local do jantar. “O adulto tem hoje um papel de mediador entre a criança e os múltiplos conhecimentos que estão no mundo”, dizem os especialistas. Uma história para a infância Na visão de historiadores da infância, o desenvolvimento dos colégios, do capitalismo, da ciência, da imprensa, da indústria e mais um conjunto de transformações na sociedade foram determinantes para uma nova forma de interpretar os pequenos. As mudanças trouxeram, entre outras coisas, um olhar para as diferentes fases na infância. Surgiram a educação maternal e a expressão “jardim da infância”. É quando começa a visão moderna da criança. Ainda assim, era o adulto criando o conceito de infância sem

nenhum diálogo com o mundo infantil. A idéia ainda era que as crianças deveriam ser quase retiradas do mundo adulto. A criança começa a ser ouvida já no século 20, momento em que ela passa a ser consultada no processo de construção de uma educação realmente compatível com as suas necessidades. Entre as figuras que contribuíram para essa mudança, está a do psicólogo suíço Jean Piaget (1896-1980). Piaget se dispôs a observar mais de perto o modo como a criança aprende e quais os mecanismos utilizados por ela. A escola absorveu seus conceitos. Juntamente a Piaget, o psicólogo russo Lev Vygotsky começou a preparar terreno para que a infância ganhasse status diferenciado no mundo de hoje. Suas idéias demonstraram como o contexto sociocultural da criança é determinante naquilo que ela é, faz e deseja. Novas crianças, novos adultos Passado quase um século do surgimento desses conceitos, é possível afirmar que hoje o mundo de meninos e meninas é mais respeitado. Nunca se deu tanta asa à imaginação infantil. “As crianças querem que as coisas que elas inventem realmente existam. E elas inventam muitas coisas”, conta a escritora Tatiana Belinky. Por outro lado, essa nova representação da criança, menos preconceituosa e mais aberta, abriu espaço para deturpações, como a de pais que acham que “tudo pode”, pois essa criança mimada também é uma tendência dos nossos tempos. Claro que é preciso ter cuidado, controle, mas essa é uma questão da educação: uma tensão entre influência do meio e certo grau de liberdade que temos para criar e fazer coisas diferentes. Modelo: Lorena Garcia / Cabelos: Tânia Pallaro Maquiagem: Li Nakao / Foto: Santiago R. Sgarbi

46 - Saúde e Beleza

Revista.indd 46

1/10/2009 19:47:52


a para a iasmada ”. Tatiana por que a curiosa

a que as A criança ela passa educação as figuras ogo suíço

do como or ela. A o psicóara que a oje. Suas criança é

ceitos, é as é mais “As crianexistam. a Belinky. enos prees, como mimada e é preciducação: iberdade

ia Pallaro R. Sgarbi Saúde e Beleza -47

Revista.indd 47

1/10/2009 19:48:05


48 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 48

1/10/2009 19:48:18


SaĂşde e Beleza -49

Revista.indd 49

1/10/2009 19:48:28


50 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 50

1/10/2009 19:48:44


SaĂşde e Beleza -51

Revista.indd 51

1/10/2009 19:48:55


52 - SaĂşde e Beleza Rev Saude e Beleza20,5x27,5cm.indd 1

Revista.indd 52

9/8/09 6:36 PM

1/10/2009 19:49:06


SaĂşde e Beleza -53 9/8/09 6:36 PM

Revista.indd 53

1/10/2009 20:59:39


Segurança Pública é preocupação nacional e pode afetar a rotina de muitas vítimas

H

á muito tempo o problema da Segurança Pública vem sendo tema de discussões em diversos estados brasileiros. Em abril deste ano mais de cem mil pessoas participaram do III Encontro Anual do Fórum de Segurança Pública, em Vitória, capital do Espírito Santo, como um dos principais eventos de debates sobre uma falha do governo que assusta a maioria dos brasileiros: a falta de segurança. Foram 14 mesas redondas, três conferências internacionais, duas audiências públicas e cinco oficinas para tratar de temas relevantes e abrangentes da área de segurança pública com qualidade técnica e profundidade exigida. O ministro da Justiça, Tarso Genro, o Secretário Nacional de Segurança Pública, Ricardo Belestreri, o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, o prefeito de Vitória, João Coser, além de vários parlamentares estiveram presentes. Entre especialistas internacionais, foram realizadas conferências de Gino Costa, ex-ministro do interior do Peru e Especialista em Segurança Cidadã e Justiça; Coronel Dean Esserman, chefe de Polícia da cidade de Providence, no estado de Rhode Island (EUA); e Teny Gross, diretor-executivo do Instituto para o Estudo e Prática da Não-Violência em Providência (EUA).

Segurança x Saúde

O que se sabe, no entanto, é que muitas vítimas da falta de segurança nas cidades estão perdendo qualidade de vida por não confiarem mais nas autoridades em questão. Assaltos a mão armada, sequestros, roubos a prédios são situações contadas por muitas pessoas que, muitas vezes, faz com que nem mesmo saiam de suas casas. E, infelizmente, isso tudo tem acontecido com freqüência na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Em matéria publicada no Jornal de Vinhedo em agosto deste ano - com dados do primeiro semestre de 2009 – o número de roubo de carros em Vinhedo cresceu 70% no primeiro semestre. As estatísticas da criminalidade do primeiro semestre de 2009 no Estado foram divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Vinhedo apresentou queda em alguns índices, como furto de veículos, mas os roubos tiveram aumento

significativo. O roubo de carros, crime que mais cresceu na comparação com o mesmo período de 2008, subiu 70%. A diferença entre furto e roubo está na forma como o crime é cometido. O furto é quando o criminoso apropria-se de algo no qual ele não possui nem a posse sem que a vítima perceba. Já os roubos são mais perigosos, pois são praticados contra pessoas, geralmente sob ameaça de armas de fogo ou facas, entre outras. E são esses os crimes que tiveram aumento na cidade. De acordo com as estatísticas, no primeiro semestre de 2008 ocorrem 13 roubos de veículo no município. Em 2007 foram apenas10. Nos seis primeiros meses de 2009 esse número saltou para 22. Janeiro e abril registraram o maior número de casos, com cinco ocorrências em casa mês. Maio e junho tiveram quatro roubos de veículos. Fevereiro foi o mês mais tranquilo, com apenas uma ocorrência. O aumento do número de roubos de veículos não foi exclusividade de Vinhedo, pois ocorreu em 16 das 19 cidades da Região Metropolitana de Campinas. Os roubos (praticados na rua e também em residências) também tiveram aumento, subindo de 55 casos no ano passado para 73 neste ano, aumento de quase 33%. Segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública, o mês mais perigoso em Vinhedo neste ano foi março, com 19 casos. Em junho foram 12 ocorrências. A média em 2009 é de 12,1 casos mensais. No mesmo período de 2008 a média foi de 9,1 casos. No primeiro semestre de 2007 foram 46 casos.

54 - Saúde e Beleza

Revista.indd 54

1/10/2009 20:01:29


ão de

na com-

mo o crie de algo perceba. ntra pesas, entre dade. De 008 ocorpenas10. para 22. om cinco o roubos enas uma

ão foi exdades da os na rua bindo de de quase ública, o m 19 caé de 12,1 oi de 9,1

Saúde e Beleza -55

Revista.indd 55

1/10/2009 21:45:05


Iluminação Residencial Sala de Jantar

A refeição é ainda um dos poucos rituais numa casa que consegue reunir as pessoas, o que faz da sala de jantar um espaço diferenciado dos outros. Uma boa iluminação é fundamental para permitir, ou mesmo provocar este encontro entre todos. Como em outros ambientes residenciais, a flexibilidade nos sistemas de iluminação é importante para que se possa adequá-la às diferentes situações; um jantar sofisticado, um almoço informal ou mesmo um jantar a dois. Tipos de Iluminação A idéia de se ter pessoas reunidas em torno de uma refeição é constantemente associada à existência de um elemento central, geralmente um pendente ou lustre. Uma explicação para isso é a referência simbólica que temos da fogueira, como elemento gerador de luz e calor e que agrega as pessoas. O pendente poderá ser difuso ou direto (dirigido para baixo), ou ainda indireto, iluminando o forro. Tudo dependerá da composição a ser feita com os demais elementos luminosos da sala. Dois diferentes modelos de luminárias pendentes proporcionam uma iluminação difusa. Se optarmos por um pendente difuso ou indireto, teremos uma iluminação homogênea em todo o ambiente, o que não cria destaque a nada. Neste caso, é interessante se complementar com alguns pontos de iluminação dirigida sobre a mesa, para torná-la atraente e destacada do restante. Caso o pendente tenha apenas iluminação direta, devemos complementar o ambiente com outros tipos de iluminação, de forma a compensar o contraste e proporcionar boa iluminação para o rosto das pessoas, o que não é conseguido apenas pelo pendente. Uma alternativa de complemento ao pendente direto é a iluminação indireta ou difusa, utilizando para isto arandelas, luminárias de piso, ou sancas com lâmpadas embutidas. Luminárias de mesa, fixadas sobre aparadores também são uma boa opção. Outra possibilidade é a iluminação das paredes através do teto, que poderá ser conseguida através de projetores (spots) direcionáveis. Pode-se iluminar a parede de forma mais homogênea, o que contribui para a difusão de luz no ambiente, ou criar iluminação de destaque para a valorização de pratos, quadros, esculturas, etc. Quando o ambiente possui forro de gesso, uma alternativa ao pendente é a colocação de luminárias embutidas no forro,

com iluminação direcionada para baixo. Neste caso, é importante lembrar que serão necessários outros sistemas complementares, para se conseguir a difusão de luz no ambiente.

Dicas:

• Deve-se posicionar o pendente utilizado sobre a mesa de jantar de forma a se minimizar o ofuscamento, ou seja, a lâmpada não deve ficar na altura dos olhos das pessoas sentadas ou de pé. • As melhores opções de lâmpada para utilização em pendentes são as incandescentes ou halógenas. Por possuírem ótima reprodução de cor, irão valorizar tudo o que estiver sobre a mesa: pratos, copos, talheres e a própria refeição. • Ao utilizar luminárias embutidas no forro, deve-se ter atenção quanto ao controle antiofuscamento das mesmas. As luminárias devem sempre ter a lâmpada recuada em relação à sua borda externa. • É importante dividir os circuitos de acendimento e ligá-los em dimmers , de forma a se poder balancear a luz de acordo com a circunstância.

56 - Saúde e Beleza

Revista.indd 56

1/10/2009 20:20:56


SaĂşde e Beleza -57

Revista.indd 57

1/10/2009 19:49:59


58 - SaĂşde e Beleza

Revista.indd 58

1/10/2009 20:32:25


Kit Festa

de 20 a 100 pessoas. Escolha o seu.

Aceitamos:

Consulte nossos preços. Pronta Entrega* Entrega em domicílio**

Aceitamos encomendas aos domingos e feriados

Refrigerantes, Sucos e Água Atendemos Vinhedo e região

A MELHOR OPÇÃO EM SALGADOS E DOCES

Disk Salgados e Doces Tel.: (19) 3886-6536 (19) 3886-6534

** Taxa de entrega

com Salgadinhos, Docinhos e Bolo!

* Verificar disponibilidade de estoque

Monte seu Kit Festa

Saúde e Beleza -59

Revista.indd 59

1/10/2009 19:50:25


Cardápio

A

A vez das alcachofras

s flores ganham espaço e tornam os ambientes ainda mais coloridos. O mesmo acontece na gastronomia. Vários legumes da época dão charme aos pratos. Mas, a grande rainha é a saborosa alcachofra. Ao saborear uma alcachofra, além de consumir um poderoso alimento, você estará se deliciando com uma flor exótica e medicinal. Aproveite!

Alcachofra Recheada Ingredientes

4 unidade(s) de alcachofra média(s) 1 unidade(s) de ovo 10 unidade(s) de azeitona preta picada(s) 1 colher(es) (sopa) de cebola picado(s) finamente 1 dente(s) de alho picado(s) finamente 3 colher(es) (sopa) de queijo ralado quanto baste de farinha de rosca quanto baste de molho inglês

Preparo

Lave bem as alcachofras e escorra. Numa tigela, quebre o ovo e bata com uma pitada de sal. Tempere com o molho inglês, acrescente o queijo ralado e misture. Vá colocando farinha de rosca o suficiente para formar uma massa mole. Acrescente a cebola, o alho e as azeitonas picadas. Divida essa massa em 4 partes e recheie as alcachofras. Coloque-as em panela de pressão e encha com 2 dedos de água. Polvilhe sal e um fio de azeite por cima. Se quiser, coloque mais molho inglês nessa água. Leve ao fogo alto até apitar. Abaixe o fogo e cozinhe por 20 minutos. Desligue o fogo, aguarde uns 10 minutos e sirva. Sugestão para servir: potinhos com molho de mostarda, molho rosê ou outro de sua preferência. O caldo que se forma do cozimento também é muito bom.

Alcachofra Alla Napoletana Ingredientes

6 unidade(s) de alcachofra média(s) 1 maço(s) de salsinha picada(s) 100 gr de parmesão em lascas 50 gr de alcaparra 50 ml de azeite extra virgem quanto baste de pimenta-do-reino branca moída(s) quanto baste de sal 6 unidade(s) de ovo batido(s)

Preparo

Misture a salsinha picada às lascas de parmesão, as alcaparras e 6 caules de alcachofra picados. Retire a parte verde externa dos caules e adicione o azeite. Lave as alcachofras em água corrente, retire os caules e reserve. Deixe as alcachofras em uma vasilha com água e vinagre; para cada 5 litros de água use 100ml de vinagre, mergulhando 10 minutos de cada lado. Com a ajuda de uma colher abra as alcachofras com os dedos e vá retirando os pêlos. Lave novamente. Coloque as alcachofras em uma panela com 2 copos de água e enquanto elas cozinham vá recheando as alcachofras. Deixar cozinhar por 40 minutos com a panela tampada. Estarão cozidas quando as folhas são retiradas com facilidade. Retire as alcachofras da panela e transporte para uma assadeira, coloque os ovos batidos com pimenta branca e leve ao forno por 10 minutos para gratinar. Pode-se polvilhar queijo ralado. 60 - Saúde e Beleza

Revista.indd 60

1/10/2009 19:50:45


as

ia. VĂĄrios uma alcamedicinal.

rescente alho e as 2 dedos itar. Abaimolho de

minutos

no por 10

SaĂşde e Beleza -61

Revista.indd 61

1/10/2009 19:50:58


Da infantilidade à maturidade

N

Em algum lugar no passado aprendi que andar significava perder o equilíbrio. Rigorosamente, é isso mesmo. Experimente andar prestando atenção: quando você tira um pé do chão, perde o equilíbrio e precisa imediatamente colocar o outro para voltar a ter equilíbrio. Neste processo, você caminha. É assim que tudo evolui. Se você ficar parado, acomodado, nada acontece. Você não perde o equilíbrio, mas também não caminha. Também aprendi com o educador suíço Jean Piaget (1896-1980) que sempre que alguém experimenta uma ‘necessidade’ está gerando um ‘desequilíbrio’. Então, para restabelecer o equilíbrio, precisa agir. Quando age, você assimila novas experiências, seja através do conhecimento que adquire ou de acontecimentos à sua volta. Então, acaba ocorrendo uma mudança em seu interior e você cria um novo patamar, uma nova estrutura para a sua vida. Com o passar do tempo, esta nova estrutura também envelhece e poderá ser igualmente mudada. É assim que evoluímos. Tão certo como o sol surge todas as manhãs (embora não o vejamos, pelas nuvens), algumas pessoas evoluem, outras não. Você, com certeza, conhece ou convive com várias pessoas e percebe o grau de evolução de cada uma.

Piaget classificou a evolução moral em três fases: anomia, heteronomia e autonomia. A anomia é uma fase pré-moral da criança, que vai até os 4 ou 5 anos. A criança não consegue distinguir ainda o que é certo ou errado. Na medida em que crescem, as crianças, os jovens e os adultos descobrem que no mundo existem regras, e regras precisam ser obedecidas. É a fase chamada heteronomia. Nesta fase, no entanto, é comum pessoas ainda inconscientes “obedecerem” às regras somente se houver algum sistema de punição. Só na fase da autonomia (que independe da idade) a pessoa adquire a consciência moral. Neste caso, o indivíduo não obedece mais às regras por medo de ser punido, mas tem plena consciência do certo e do errado e se torna autodisciplinado e responsável. Com um exemplo fica mais fácil entender estes conceitos. Uma criança (anomia) usa o cinto de segurança somente porque os pais a obrigam, ela não sabe ainda a razão. Um adulto (heteronomia) já sabe o que significa, mas usa o cinto somente se houver a possibilidade de um guarda multar. Na fase da autonomia, a pessoa utiliza o cinto pela consciência do que isso significa para ela em termos de segurança, sem se sentir obrigada. Isso é maturidade. Isso é evoluir. Sinceramente, quantos adultos você conhece que já chegaram na fase da autonomia? Não em relação ao cinto de segurança, mas em tudo na vida... E você mesmo, em que fase está? José Antônio Zechin é escritor e membro da Academia Metropolitana de Letras, Ciências e Artes 62 - Saúde e Beleza

Revista.indd 62

1/10/2009 19:51:12


de

que andar osamente, prestando chão, perte colocar Neste prodo evolui. ada acons também uíço Jean a ‘necessier o equi-

do conheão, acaba o patamar, esta nova a. É assim

vejamos, com cerau de evo-

eronomia vai até os é certo ou e os adulcisam ser entanto, é s somente omia (que este caso, nido, mas sciplinado

Uma crianais a obrijá sabe o ilidade de cinto pela

Revista.indd 63

1/10/2009 19:51:25


Revista.indd 64

1/10/2009 19:51:36


Saúde & Beleza 22