Page 4

4 / 2012 Dezembro

Depois, começou o ACANAC em si. Começámos a conhecer a chefe Ana e o chefe Abel, que orientaram o nosso Clã de ACANAC, e as outras tribos que partilharam esta semana connosco. Na abertura de campo, conseguiu-se perceber a dimensão do acampamento…TANTA gente ali reunida, a gritar pelas suas secções. Foi verdadeiramente mágico! O dia seguinte começou com a missa, após uma alvorada com o tão odiável “Bom dia Lobiiiiiitos”! À tarde, fomos para a barragem fazer actividades aquáticas. A Luísa e eu fomos fazer um baptismo de vela, enquanto os outros iam a banhos. No final do dia, fomos andar de jangada…desastroso! No final, a jangada estava toda desfeita, nós perdidos de riso e atrasados para o autocarro! À noite, partimos para o Raid, que havia de durar até Quarta-feira. Foram uns bons dias a caminhar, a descobrir a história do Miguel, a tomar decisões de modo a construir a nossa história, e tudo isso traduziu-se numa dezena com missangas de todas as cores, correspondentes à área relativa à decisão tomada: as áreas do RAP. Conhecemo-nos em Clã de ACANAC e conhecemos a comunidade de Idanha-a-Nova. Unificar, Celebrar, Consolidar Agr. 495 Sto. António dos Cavaleiros

sinais de pista  

boletim 495 sac - Dezembro 2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you