Issuu on Google+

Enecos Cariri Informa Maio 201 4 | Nº 01 O I Seminário Regional de Formação Política em Comunicação e Cultura aconteceu nos dias 01 e 02 de maio no campus da Universidade Federal do Cariri em Juazeiro do Norte. O Seminário recebeu, além de alunos da UFCA, estudantes de outras Universidades e cursos e de outros estados como Paraíba, Maranhão e Piauí. Discutimos os elementos da Comunicação, relacionados ao Combate às Opressões e a Qualidade de Formação do Comunicador, com um toque dos elementos regionais do Cariri.

Grupo de Discussão em Direitos Humanos

A programação do seminário teve vários espaços simultâneos com diversos temas, entre eles a relação entre direitos humanos e comunicação. Tendo como mediadora Sauanny Lima, aluna do quinto semestre do curso de Jornalismo da UFCA, os estudantes falaram desde a criação da Declaração dos direitos do homem no contexto dos anos 40, pós segunda guerra mundial, até o papel do comunicador na defesa dos direitos humanos, sendo esta também uma questão política. Segundo a mediadora se vê uma necessidade de debater assuntos como este, já que a formação e conscientização do comunicador proporcionam um meio de mudança no padrão já posto de comunicação, numa realidade onde se tem um oligopólio da comunicação, a democratização e a comunicação alternativa são peças chave nesta mudança.

Quem veio?

"O I Seminário de Formação Política em Comunicação e Cultura no Cariri foi uma experiência única e que superou todas as minhas expectativas. O elo entre cultura e comunicação foi Letícia Almeida representado de forma tão encantadora que é de Jornalismo encher os olhos. Foi um momento rico em UFC Fortaleza sotaques, aprendizados e sentimentos."

Oficinas

Fotografias: Sarah Bezerra

Oficina de Fanzine Alessandro Ilitch Oficina de Xilogravura Márcio Feitosa Oficina de Fotografia Élida Gomes e Rejane Lima

Plenária de Diversidade Sexual e Negrxs

Por Pablo Soares

A Plenária de Diversidade Sexual e Negros e Negras, que ocorreu no 1 ° Seminário de Formação Política em Comunicação e Cultura, foi bastante produtiva e animadora para o Coletivo Enecos Cariri e demais participantes do evento. Lembrando que a executiva defende bandeiras como: A qualificação de formação do comunicador, a democratização da informação e o combate as opressões e que o espaço foi de extrema importância que ocorresse para que fossem deliberadas ações coletivas para serem construídas. Explanando a temática de combate as opressões, observamos a necessidade de nossa executiva em combater os preconceitos que se instauram em nossa sociedade e ganham uma roupagem naturalizada para continuar sendo reproduzida no nosso cenário político e social. Debatendo a respeito da marginalização e invisibilidade das transexualidades e outras orientações que fogem do padrão heteronormativo, da reprodução dos padrões de beleza e o racismo que ainda está arraigado em nossa cultura, definimos que é essencial a rearticulação do setorial LGBTT e de Negrxs para que formemos comunicadores aptos a descontruir os preconceitos. Sabemos que nossa mídia ainda é machista, homofóbica, lesbofóbica, transfóbica e racista. Nossa teledramaturgia continua reproduzindo uma série de preconceitos e padrões estéticos impossíveis de alcançar. É urgente e essencial que passemos a combater toda e qualquer forma de opressão! “As gay, as bi, as trava e as sapatão tão tudo organizada pra fazer REVOLUÇÃO”


DEMOCOM

Por Rodrigo Santana

Plenária de Mulheres

Por Sarah Bezerra

A Plenária de Mulheres é um espaço auto organizado (homens não participam) que discute assuntos como o feminismo e o papel da mulher na sociedade, que é machista e movida pelo patriarcado. No Seminário a plenária foi mediada por Vitória, do Coletivo Enecos CG, e contou com a participação de estudantes, além do Cariri, de Fortaleza, Campina Grande e Piauí. Na ocasião as estudantes puderam expor suas inquietações a respeito do machismo presente nas universidades, muitas vezes sendo vítimas de seus próprios professores e colegas e inferiorizadas pelo fato de serem mulheres. Todos os dias ouvimos piadas e brincadeiras que podem não ser uma violência fisica, mas autorizam e reforçam os esteriótipos machistas. Debaixo de uma árvore entre as salas de aula da UFCA, o ponto mais ressaltado na Plenária foi a importância da união das meninas para reinvidicar algo, já que há um grande medo de denunciar e bater de frente com os agressores sem ter um apoio. Foi um momento de adquirir conhecimento e auto conhecimento, de saber que não estamos sozinhas. Nossas inquietações pertencem a todas.

A segunda mesa do Seminário Regional de Formação tratou do tema “Democratização da Comunicação”, tendo como convidados Raquel Paris, comunicadora popular da Associação Cristã de Base, Elvis Pinheiro mediador de cinema do Centro Cultural Banco do Nordeste, e Alessandro Reinaldo, mestre em Comunicação pela UEPB. Vários eixos foram contemplados pelas falas, trazendo um amplo debate entre os participantes do evento. Raquel Paris tratou da comunicação popular e em um dos pontos abordados afirmou que o estudante que tem interesse em uma nova comunicação não pode se afastar do mercado, ao contrário, são nos grandes veículos de comunicação que também se deve atuar, seja propondo e lutando por pautas ou aproveitando cada espaço que se obtém para usar a comunicação a favor das causas populares. Elvis proporcionou uma fala sobre audiovisual e cinema Quem veio? nos dias atuais, onde todos as salas praticamente se "O Seminário Regional traz uma importância concentram agora nos grandes shoppings e significativa para a UFCA e para os participantes. E empreendimentos. Em seus exemplos citou os antigos proporcionou debates relevantes sobre assuntos como cinemas de Juazeiro e Crato que foram quase que todos destruídos e transformados em estacionamentos. Lívia Monteiro o Padre Cícero e as romarias, entretanto o mais O foco principal é que atualmente o cinema está Jornalismo importante desse congresso talvez tenha sido a interação com representantes de outras universidades." perdendo seu caráter de arte e se transformando UFCA exclusivamente em diversão e entretenimento, tendo O I Seminário de Formação Política promovido pelo como únicas opções grandes filmes hollywoodianos Coletivo Enecos Cariri acrescentou muito aos meus criados apenas para essa finalidade. Onde ficam as conhecimentos e expandiu minhas possibilidades na produções independentes? Onde ficam as grandes comunicação. Fiquei muito satisfeita com esse primeiro obras de arte do passado? Onde ficam os contato com a ENECOS! Stephany Pinho, Jornalismo, UFMA. documentários e curtas? Alessandro Reinaldo finalizou trazendo como tema o Acompanhe a página do Coletivo Enecos Cariri no “Fanzine”, prática muito difundida em um passado facebook e fique por dentro de nossas atualizações. recente como forma de comunicação alternativa. O fanzine é um meio de veiculação de ideias utilizado inicialmente por punks e anarquistas na década de 80 facebook.com/enecoscariri usando recortes de jornais e revistas. Em outro momento Alessandro ministrou uma oficina de fanzine em nosso seminário. Diagramação: Sarah Bezerra


Enecos Cariri Informa