Issuu on Google+

Romantismo em Portugal – Palácio da Pena Introdução

Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de português, e tinha como objectivo falarmos de uma área especifica do romantismo ou do barroco (arquitectura, pintura, música, literatura, etc). Nós escolhemos a arquitectura romântica e centramo-nos num monumento em especifico - Palácio da pena.

Romantismo

O romantismo é todo um período cultural, artístico e literário que se inicia na Europa (Itália, Alemanha e Inglaterra) no final do século XVIII, espalhando-se pelo resto do mundo até o final do século XIX.

Este período histórico é caracterizado pela valorização das emoções, a liberdade de criação, o amor platónico, temas religiosos, o individualismo, o nacionalismo e a história, tento tido uma visão do mundo contrária ao racionalismo e ao iluminismo e procurou um nacionalismo que viria a consolidar os estados nacionais na Europa.

Arquitectura romântica

• • • • •

Arquitectura romântica caracteriza-se: Pela irregularidade Pelo organicismo das formas Pelos efeitos de luz Pelo movimento dos planos

Tem como objectivo a recuperação e produção de estilos do passado destacando-se o período medieval, assim como a utilização de elementos das culturas exóticas (orientais e do Norte de África).

E tinha como principal função a construção de castelos, fortificações e também igrejas.

Arquitectura romântica em Portugal

Os templos eram pesados, com paredes muito grossas, poucas aberturas e iluminação.

Estas possuíam características fortemente rurais, e dependendo da região, se revestiam de maior ou menor qualidade técnica e exuberância formal e decorativa.

Palácio da Pena

• • • • •

O palácio foi mandado construir por D. Fernando, marido de D. Maria II. O arquitecto foi o Barão de Eschevege. Inicialmente era um convento de frades Jerónimos. O palácio foi reconstruido devido á destruição provocada pelo terramoto de 1755, e tinha como finalidade ser uma casa de Verão para a família real Portuguesa. Está construído a 500 metros de altitude.


Características do palácio

• • •

É um edifico ecléctico, onde se podem encontrar estilos como: neo-gotico, neo-manuelino, neoislâmico, neo-recentista e indu. Possui vestígios medievais tais como: ponte levadiça, torre do relógio, ameias e arcos góticos. Influencias exóticas: pátio mourisco, azulejos neo-hispânicos-árabes, sala árabe.

Influências do manuelino (elementos decorativos): cordas, conchas, elementos marinhos, esferas armilares (…).

Características românticas:

      •

Pitoresco da decoração Interiores exóticos Espaços confortáveis e intimistas Trabalhos em estuque Materiais fingidos Aproveitamento das antigas ruinas do convento que foram deixadas a descoberto.

Características dos jardins:

        

Pontes Grutas Bancos de jardim Fontes Lagos Plantas de todo o mundo que dão um aspecto exuberante á paisagem Estufas Viveiros Pavilhões de caça

Edifícios de referência

Edifico de onde foram retiradas ideias para a construção do palácio da pena

   

Torre de belém (manuelino) Mosteiro dos Jerónimos Casa dos Bicos Palácio da Vila

Conclusão

Concluímos assim dizendo que o palácio da pena é uma grande referência ao romantismo em Portugal, tendo um papel importante a nível histórico.



Guião romantismo em portugal - 11º ano