Page 1

ANO 1 - Nº 13 MARÇO - 2018

Mensagem do Reitor Caros amigos e amigas Agradeço por estes três anos que estive à frente deste Santuário Nacional, onde fui acolhido com muito carinho por toda a comunidade. É com as bênçãos de São José de Anchieta que começo a traçar outro caminho, cheio de júbilo no coração. Despeço-me com a certeza de que aqui nesta cidade, onde faleceu o nosso Apóstolo e Padroeiro do Brasil, cumpri minha missão. Que este Santuário continue a impulsionar a espiritualidade e a religiosidade do povo de Anchieta, bem como o turismo e a economia. Estarei sempre unido com vocês no coração de Jesus! Obrigado! Pe. Cesar Augusto dos Santos, SJ Reitor do Santuário Nacional de Anchieta


INAUGURADO NOVO CENTRO ADMINISTRATIVO DO SANTUÁRIO O novo Centro Administrativo Professor Elias Rodrigues, do Santuário Nacional de São José de Anchieta, foi inaugurado no dia 28 de janeiro, e fez parte da

Fragmentos da história de São José de Anchieta O DOM DA PREGAÇÃO Nosso irmão José de Anchieta sempre foi obediente as ordens de seus superiores, as quais cumpria integralmente com perfeição. A única coisa da qual procurava fugir era quando, em algumas ocasiões o Superior Padre Manuel da Nóbrega o mandava subir ao púlpito para fazer uma pregação. Isto porque, não sendo sacerdote, não se julgava com autoridade para realizar uma tarefa tão sublime. Todavia, aconteceu que numa Semana Santa, Padre Nóbrega adoeceu, e Irmão José de Anchieta teve que substituí-lo. Assumindo a responsabilidade com dignidade, ajoelhou-se diante do altar da Virgem Santíssima e pediu inspiração. Subiu ao púlpito e com muita serenidade e vigor, fez um magnífico sermão, deixando os fiéis emocionados e com lágrimas nos olhos. No dia seguinte, Padre Nóbrega com um sorriso paterno e muito carinho, lhe falou: “Haveis de dar conta a DEUS porque não quisestes pregar até agora”. (reconhecia nele o notável dom da oratória)

programação especial das celebrações dos 90 anos do retorno dos Jesuítas ao Estado do Espírito Santo. O projeto para o novo Centro Admi-

nistrativo começou a ser feito em 2015. O reitor do Santuário, Pe. César Augusto dos Santos, SJ, conta que participou de reuniões e depois adequou o projeto, que recebeu no final de 2015, para a Lei Rouanet, em Brasília, no Ministério da Cultura. “A aprovação veio em 2016, e então iniciamos a fase da captação de recursos, que conseguimos em 2017”, explica. O religioso fala sobre a importância do novo Centro Administrativo para o Santuário Nacional. “O complexo que temos lá em cima, no chamado Morro da Penha, vai se transformar em algo visível, não apenas para o Estado, mas para o Brasil, e quem sabe para o mundo, porque a ideia é fazermos um museu de primeira linha, em que a museografia seja composta pelas peças que contam a história e o tema será Anchieta: o evangelizador”.

SOBRE O PROFESSOR ELIAS RODRIGUES O Professor Elias Rodrigues nasceu em Vitória, no dia 14 de junho de 1935. Era formado em Contabilidade e História, foi professor na Escola de Comércio, em Vitória, funcionário da Escelsa, empresa distribuidora de energia elétrica, e presidente do Sindicato dos Funcionários, onde se aposentou. Além disso, foi professor no Colégio Maria Mattos, trabalhou na Secretaria da Cultura e participou da fundação da Instituição Pestalozzi. Também foi Diretor de Cultura e acompanhou grandes projetos, como algumas etapas da restauração de 1994 a 1997, da Igreja Nossa Senhora da Assunção. Em 1996, compôs a Comissão Organizadora do Quarto Centenário de morte do Beato Anchieta, que ocorreu em 1997. Realizou um importante trabalho na Casa de Cultura “Angelina Lopes Assad”, sendo um dos fundadores, e resgatou documentos de grande valor histórico para o município, abrindo espaço para os artistas da terra exporem seus trabalhos. O historiador amava a cidade de Anchieta, onde morava e também tinha familiares. Era conhecido como “Tio Liliu”. Tinha uma forte admiração a São José de Anchieta, a quem dedicou grande parte de seu tempo à pesquisa sobre a vida e a obra do missionário jesuíta, Apóstolo e

Padroeiro do Brasil. Devido a essa admiração, se envolvia em todas as questões ligadas à cultura, teatro, música e oficinas literárias. Também foi um dos responsáveis pela criação do evento “Passos de Anchieta”. O professor Elias era uma grande referência sobre o conhecimento da vida de São José de Anchieta. Estava sempre disponível para acompanhar escritores, historiadores, estudiosos e pesquisadores universitários quando chegavam a Anchieta para a busca de subsídios para complementação de seus estudos. Assim como São José de Anchieta, viveu os últimos momentos de sua vida em Anchieta. Faleceu em Vitória, no dia 24 de novembro de 2000.


SOBRE PE. NILSON

BEM-VINDO PE. NILSON MARÓSTICA! O Santuário Nacional de São José de Anchieta acolheu o Pe. Nilson Maróstica, SJ, como seu novo reitor. A celebração de posse aconteceu no dia 24 de fevereiro, em Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Vitória, Dom Luiz Mancilha Vilela. E no dia 25 de fevereiro, foi realizada a Missa de despedida do primeiro reitor do Santuário, Pe. Cesar Augusto dos Santos, SJ, que esteve à frente da Reitoria, durante três anos, promovendo a propagação de São José de Anchieta, organizando e implantando uma nova forma de trabalho. “Foram três anos à frente do Santuário Nacional,

uma instituição que vai fazer com que a cidade de Anchieta cresça na espiritualidade, na religiosidade e no turismo, algo que consequentemente vai aquecer a economia”, disse Pe. César, que segue para São Paulo, no Colégio São Luis, onde se dedicará aos estudos e a colocar no papel suas expectativas. Além disso, Pe. César irá aprimorar o estilo de dar retiros, além de ter uma atenção voltada para o Cescofe, uma obra que a Companhia de Jesus criou no ano passado, em Campinas (SP), voltada para os exercícios espirituais e o diálogo entre fé e cultura.

Padre Nilson é natural do distrito de Sousas, no interior do Estado de São Paulo, município de Campinas. Porém, foi criado na cidade de Valinhos, também no Estado de São Paulo. De 1993 a 1996, Padre Nilson foi Diretor da Comunidade Vocacional, em Juiz de Fora (MG). Depois da Comunidade, fez mestrado em Teologia da Espiritualidade na Universidade de Comillas, em Madri, na Espanha, até 1998. Após esse período, fez a Terceira Provação, em Salamanca, na Espanha. Retornou ao Brasil em 1999, quando realizou o Retiro do Colégio dos Jesuítas, em Juiz de Fora (MG), e de 2001 a 2007, o Retiro dos Teólogos, em Belo Horizonte (MG). Em 2007, foi para São Paulo, atuar como pároco da igreja de São Luis Gonzaga, onde permaneceu até 2011. Dentro desse período, em 2010, se tornou Sócio da Província BRC dos Jesuítas, até o ano de 2012. De 2012 a 2017, foi Superior dos Jesuítas, em Goiânia (GO), e Pároco na Paróquia Santa Genoveva, em Goiânia (GO). De 2017 a 2018, atuou como Diretor do Centro Cultural Brasília (DF).


90 ANOS DO RETORNO DOS JESUÍTAS AO ESPÍRITO SANTO Uma programação especial no Santuário Nacional de São José de Anchieta, marcou os 90 anos do retorno dos Jesuítas ao Estado do Espírito Santo, no domingo, 28 de janeiro. A cerimônia reuniu o vice-governador do Estado do Espírito Santo, César Colnago, o prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, o presidente da Câmara Municipal, Tássio

Brunoro, o arcebispo de Vitória, dom Luiz Mancilha Vilela, o reitor do Santuário, Pe. Cesar Augusto dos Santos, e outras autoridades civis e religiosas. A apresentação da Banda da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo abriu as comemorações. O momento contou também com o talento da pequena Bia Seixas. “A apresentação foi belíssima e animou o público”, declarou Mireli Bravin, colaboradora do Santuário. Logo em seguida, aconteceu o hasteamento das bandeiras na Praça do Santuário, quando todos entoaram o hino nacional. A Santa Missa presidida por dom Luiz e concelebrada pelos padres Cesar Augusto, Felipe Soriano e Bruno Franguelli encerrou as atividades matinais. Ao início da celebração, foi apresentada a história dos Jesuítas e realizada uma homenagem às dezesseis novas capelas da Paróquia Nossa Senhora da Assunção, construídas após autorização do bispo da Diocese de Vitória, dom Luiz Scortegana, em 1940.

Reitoria – Atendimento ao público: 8h às 12h | 13h30 às 18h

Para que o Santuário Nacional acolha os milhares de visitantes e peregrinos, que chegam em busca de amor, oração, conversão e misericórdia, precisamos da sua generosa ajuda. São muitos os serviços para mantermos e preservamos este prédio antigo. Nossas equipes de limpeza, manutenção e elétrica, não param. Por isso, pedimos que continue contribuindo e convide mais alguém para fazer parte dessa obra divina. Contamos com você!

Visitação no Museu – Diariamente: 8h às 18h HORÁRIO DE MISSA Segunda a sexta - 19h Sábado - 8h (Cela) e 19h Domingo - 10h30 e 19h

Expediente

SANTUÁRIO NACIONAL DE SÃO JOSÉ DE ANCHIETA Reitor: Pe. Cesar Augusto dos Santos, SJ Colaboradores: Mireli Bravin, Poliana Santos (Amex) Jornalista: Eliane Franco MTB 22842 (Amex) Fotos: Arquivo do Santuário Diagramação: Daniel Ramos (Amex) Tiragem: 600 exemplares Avenida Rauta, 1025 – Alvorada - Anchieta (ES) CEP: 29230-000 - Telefone: (28) 3536-3985

CEP:

Cidade:

Tel: M

Queremos rezar pelas suas intenções. Envie-nos seus pedidos de oração.

Endereço: (nº/ apto/ bloco)

Bairro:

Estado: Cel:

F

Aniversário:

CPF: Email:

Assessoria: Amex Assessoria de Marketing Executivo. Tel.: (12) 3133-2890

INTENÇÕES DE MISSA

Envie para nós mais um amigo que possa se unir à nossa Campanha Amigos de Anchieta.

Nome:

“Que a Igreja esteja sempre de portas abertas!” Papa Francisco Visitação na Igreja - 7h30 às 19h30

CAMPANHA AMIGOS DE ANCHIETA

FICHA DE CADASTRO

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

FEV-2018

Março/2018  

Bem-vindo Pe. Nilson Maróstica!

Março/2018  

Bem-vindo Pe. Nilson Maróstica!

Advertisement