Page 1

Informativo

Ano 1 - Nº 06 agosto - 2017

Mensagem do Reitor Querido amigo de Anchieta, “Declaramos e definimos ser dogma divinamente revelado que: a Imaculada Mãe de Deus, a sempre Virgem Maria, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial” MUNIFICENTISSIMUS DEUS - PAPA PIO XII O mês de agosto também é mariano. Nossa Igreja celebra a Assunção da Bem-aventurada Virgem Maria! Celebramos este dogma de fé que enche nosso coração de esperança e fervor. Ela é rosto de Deus em nossa casa e merece todas as homenagens, orações e bênçãos, pois dedicou uma vida toda por nós. Foi assunta ao céu, de corpo e alma, pois merece toda glória celeste por ter seguido, até o fim, os planos do Pai. Especialmente, nos alegramos pelos 438 anos da Igreja de Nossa Senhora da Assunção, construída pelo Padre José de Anchieta. Este monumento histórico é uma herança do Santo Apóstolo e Padroeiro do Brasil, representando sua devoção e amor por Nossa Senhora. Una sua família e amigos e venha conhecer este lindo espaço de fé! Pe. Cesar Augusto dos Santos, SJ

Reitor do Santuário Nacional de Anchieta


Igreja Nossa Senhora da Assunção completa 438 anos A devoção à Mãe de Deus permeou todos os passos de José de Anchieta, desde a sua infância até o momento de sua morte. E foi nutrindo este profundo amor pela Virgem Santíssima, que Padre José de Anchieta construiu a igreja Nossa Senhora da Assunção, em 1579, uma das mais antigas do Brasil. No dia 15 de agosto, a igreja completa 438 anos, data que a imagem, trazida de Portugal, foi entronizada no altar. Anexa à igreja, também foi construída a residência dos jesuítas.

O edifício original foi erguido com pedras e blocos de recife presos com argamassa feita com óleo de baleia. No decorrer dos anos, o templo de Nossa Senhora passou por várias intervenções como a do ano de 1797, quando foi construída uma nova e mais ampla sacristia, e em 1804, quando a residência sofreu adaptações para poder servir de Câmara Municipal, Cadeia Pública, Fórum, aposentos do Juiz da Vila e moradia paroquial. No século XIX, o pátio interno e parte das alas sul e oeste foram usadas como cemitério da cidade. Em 1928, a residência foi comprada pelo bispo Dom Helvécio e devolvida aos jesuítas para que continuassem a missão

Envie para nós mais um amigo que possa se unir à nossa Campanha Amigos de Anchieta. Testemunho

de fé

evangelizadora. Em 21 de setembro de 1943, o conjunto foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Em 1965, no local foi fundado o Museu Padre Anchieta. No período de janeiro de 1994 a junho de 1997, foi iniciado o Programa de Restauração do Conjunto Jesuítico de Anchieta que possibilitou resgatar e recuperar as características originais do conjunto, bem como as prospecções arqueológicas. Em 24 de abril de 2015, durante a 53ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o templo foi declarado oficialmente Santuário Nacional de São José de Anchieta.

Queremos rezar pelas suas intenções. Envie-nos seus pedidos de oração.

“Pedi muitas preces para meu filho, Marcos Vinicius Martinez, de 7 anos, porque ele havia passado por três cirurgias na cabeça para retirada de um tumor. Também fez tratamentos de radioterapia e quimioterapia, no Hospital Boldrini, em Campinas (SP). Supliquei a intercessão de São José de Anchieta por sua saúde. Hoje, agradeço a graça da cura do meu filho, que Jesus libertou de um câncer no cérebro. Peço a bênção para que ele cresça com saúde plena e cheio do Espírito Santo de Deus. Agradeço a todas as pessoas que rezaram pelo meu filho”.

Marcos Vinicius Martinez recebeu a graça da cura

Rogério Tadeu Martinez Ibaté (SP)


Campanha Amigos de Anchieta ajuda a restaurar Sinos

Fragmentos da história de São José de Anchieta

Nascimento em uma família abençoada José de Anchieta foi abençoado por ter nascido em uma família com profundos traços religiosos e culturais, na cidade de San Cristóbal de La Laguna, na ilha de Tenerife, arquipélago das Canárias, na Espanha, no dia 19 de março de 1534. Seu pai, Juan Lopez de Anchieta, era natural da região Nordeste da Espanha, e sua mãe, Mência Diaz de Clavijo y Lharena, era descendente dos conquistadores espanhóis das ilhas. José de Anchieta era o terceiro de doze filhos da família. Seu batismo aconteceu no dia 7 de abril de 1534, na igreja de São Domingos. De criança aprendeu a conviver com três culturas distintas: a basca, pelo lado paterno, a guanche, pertencente ao Dom Pedro Brito Guimarães Arcebispo de Palmas (TO)

povo berbere do arquipélago das Canárias, conquistadas pelos espanhóis 40 anos antes do seu nascimento, e a castelhana, através do lado familiar materno. O convívio precoce com a variedade cultural e linguística, ampliado pelo aprendizado da língua portuguesa e do latim, pode têlo preparado para o aprendizado do tupi com suas variantes dialetais faladas desde o Rio Grande do Norte ao atual Paraná. O menino Anchieta era dedicado à oração e ao auxílio do próximo. Generoso, afável e com uma memória prodigiosa foi encaminhado aos seis anos para a escola conventual dos dominicanos, próxima da sua casa, onde aprendeu as primeiras letras, a aritmética e se iniciou no latim.

Graças à sua generosa ajuda estamos conseguindo, aos poucos, realizar alguns reparos em nosso Santuário, como a restauração dos sinos. Os quatro sinos, com mais de cem anos, foram retirados da torre sineira no dia 4 de julho. A remoção ocorreu após uma análise feita pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que enviou ao Santuário, o profissional da área, José Trindade da Costa, que atua na Superintendência em Tiradentes (MG), e estudou o que seria possível realizar com cada sino. Após o estudo, ele detectou que um dos sinos apresentava rachadura, pois foi feito um corte mecânico há muitos anos. Por conta disso, não será possível restaurálo e ele foi colocado como um objeto de exposição no Museu Nacional de São José de Anchieta. Já os outros três sinos foram levados para Tiradentes, onde serão restaurados e posteriormente recolocados na torre sineira. Obrigada por fazer parte da nossa família Amigos de Anchieta.


Visite a loja oficial do Santuário Nacional A loja oficial do Santuário possui muitas opções de artigos religiosos, como camisas, Bíblias, terços, escapulários, crucifixos, canecas, azulejos, imagens de São José de Anchieta, produtos artesanais de artistas locais, e outras lembranças de todos os tipos para presentear a família e amigos. O estabelecimento já funcionava no período anterior à canonização do Apóstolo e Padroeiro do Brasil, porém foi em 2015, com a instalação da reitoria, que tornou-se oficialmente a loja do Santuário. O local está situado nas dependências do Museu Nacional HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO “Que a Igreja esteja sempre de portas abertas!” Papa Francisco Visitação na Igreja - 7h30 às 19h30 Reitoria – Atendimento ao público: 8h às 12h | 13h30 às 18h Visitação no Museu – Diariamente: 8h às 18h

HORÁRIO DE MISSA Segunda a sexta - 19h Sábado - 8h (Cela) e 19h Domingo - 10h30 e 19h

Expediente

Santuário Nacional de São José de Anchieta- Anchieta (ES) Reitor: Pe. Cesar Augusto dos Santos, SJ Colaboradores: Mireli Bravin, Poliana Santos (Amex) Jornalista: Eliane Franco MTB 22842 (Amex) Fotos: Arquivo do Santuário Diagramação: Daniel Ramos (Amex) Tiragem: 400 exemplares Praça do Santuário, nº 240 - Centro - Anchieta (ES) - CEP.: 29230-000 - Telefone: (28) 3536-3985

Ficha de cadastro CEP:

Cidade:

Tel: M

Queremos rezar pelas suas intenções. Envie-nos seus pedidos de oração.

Endereço: (nº/ apto/ bloco)

Bairro:

Estado: Cel:

F

Aniversário:

CPF: Email:

Assessoria: Amex Assessoria de Marketing Executivo. Tel.: (12) 3133-2890

Intenções de missa

Envie para nós mais um amigo que possa se unir à nossa Campanha Amigos de Anchieta.

Nome:

e funciona todos os dias da semana, inclusive nos feriados, das 8h às 18h, sem intervalo para almoço, visando atender a todos os públicos que visitam o Santuário. Com o crescimento da devoção a São José de Anchieta, o Santuário tem recebido muitos turistas, estudantes, o próprio público de Anchieta, fiéis e excursões religiosas. Venha conhecer a nossa loja, adquirir nossos artigos religiosos oficiais e levar uma recordação do Santuário e da cidade de Anchieta! Ao adquirir um de nossos produtos, você colabora com a manutenção do Santuário e com a evangelização. Visite-nos!

Agosto -2017

Agosto/2017  

438 anos da Igreja de Nossa Senhora da Assunção, construída pelo Padre José de Anchieta.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you