Page 1

Junho/2018

Boletim Informativo Santuário Diocesano Nossa Senhora de Fátima de Dracena/SP

Mensagem do Reitor Caros paroquianos ! Nos perdemos nesta vida atrás de tantos amores a ponto de alguns morrerem em busca dele. Por que achamos ou fomos ensinados a buscar só aquilo que te dá retorno monetário. Escravos disso vivemos uma vida aonde só obtendo trocas e lucros, vale a pena. Esquecendo que a verdadeira realização do homem está na sua capacidade de se realizar de maneira gratuita e livre. Os casais se aproximam com um desejo de realização e não demora toma posse do outro, em nome do amor, a ponto de Pe. Wilson Luís Ramos escravizar e ferir, tolindo a liberdade do outro. Em nome de uma paixão louca, impede o outro de viver e de ser ele mesmo. E há quem se justifique amar até matando o outro em nome do amor. Não há amor verdadeiro se não há liberdade e capacidade de se viver, de ser livre, de se encantar. Tudo que regula ou impede o outro de ser ele mesmo pode ser visto como loucura e não amor. Só no coração de Jesus há um amor verdadeiro e digno de ser imitado. Nos amou até as últimas consequências e mesmo assim não nos impõe nada, inclusive respeita a nossa escolha por ele ou não. O verdadeiro amor não mata o outro, mais se dá até o última gota de sangue pela sua realização. O amor verdadeiro não prende e nem pretende nada do outro. Ainda estamos longe dessa maturidade. Ela é fruto de um coração que sofreu, que se vaziou para ver-nos felizes, realizados. Só há crescimento e amadurecimento verdadeiro através do sofrimento obtido por amor e no amor. O amor verdadeiro consiste em elevar o outro, nunca humilhá-lo ou feri-lo. Como ainda estamos longe disso. Por isso, durante esse mês de junho procuremos mergulhar a fundo no verdadeiro sentido do amor e voltando a sua fonte busquemos nossa realização nele. O coração de Jesus bate forte por você, desejoso de você o entendendo o torne mais vivo pelo teu viver. Nesta fonte Sagrada de misericórdia mergulhemos sem medo de ser feliz. Só numa entrega profunda e verdadeira pode se obter o amor, e seu sentido real e verdadeiro que se deu na cruz sem exigir nada da nossa parte. Voltemos sem reservas para o coração de Jesus, aonde se acha a fonte inesgotável de bondade e paz. Sagrado Coração de Jesus, eu confio em vós! Amém.

ACONTECIMENTOS -PÁG 2

SANTO ANTONIO MISSA E FESTA, DIZÍMO –PAG 3

BALANCETE, HORÁRIO DAS MISSAS E FORMAÇÃO –PÁG 4


ACONTECIMENTOS Procissão, Missa e Coroação de Nossa Senhora de Fátima 13/05/2018

Missa de Santa Rita de Cassia 22/05/2018


Santo Antônio levou uma vida itinerante na santa pobreza No dia 13/06, celebramos a memória do popular santo – doutor da Igreja – que nasceu em Lisboa, no ano de 1195, e morreu nas vizinhanças da cidade de Pádua, na Itália, em 1231, por isso é conhecido como Santo Antônio de Lisboa ou de Pádua. O nome de batismo dele era Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo. Ainda jovem pertenceu à Ordem dos Cônegos Regulares, tanto que pôde estudar Filosofia e Teologia, em Coimbra, até ser ordenado sacerdote. Não encontrou dificuldade nos estudos, porque era de inteligência e memória formidáveis, acompanhadas por grande zelo apostólico e santidade. Aconteceu que em Portugal, onde estava, Antônio conheceu a família dos Franciscanos, que não só o encantou pelo testemunho dos mártires em Marrocos, como também o arrastou para a vida itinerante na santa pobreza, uma vez que também queria testemunhar Jesus com todas as forças. Ao ir para Marrocos, Antônio ficou tão doente que teve de voltar, mas providencialmente foi ao encontro do “Pobre de Assis”, o qual lhe autorizou a ensinar aos frades as ciências que não atrapalhassem os irmãos de viverem o Santo Evangelho. Neste sentido, Santo Antônio não fez muito, pois seu maior destaque foi na vivência e pregação do Evangelho, o que era confirmado por muitos milagres, além de auxiliar no combate à Seita dos Cátaros e Albigenses, os quais isoladamente viviam uma falsa doutrina e pobreza. Santo Antônio serviu sua família franciscana através da ocupação de altos cargos de serviço na Ordem, isto até morrer com 36 anos para esta vida e entrar para a Vida Eterna. Santo Antônio, rogai por nós! (https://santo.cancaonova.com/santo/santo-antonio-doutor-da-igreja/)

SEJA DIZIMISTA “Dá ao Altíssimo conforme te foi dado por ele, dá de bom coração de acordo com o que tuas mãos ganharam. Pois o Senhor retribui a dádiva, e recompensar-teá tudo sete vezes mais”. (Eclo 35, 12-13)


Horário das Missas SANTUÁRIO TERÇA-FEIRA

QUARTA-FEIRA

QUINTA-FEIRA

SEXTA-FEIRA

19h30

15h

19h30

7h

SÁBADO

DOMINGO

19h

9h30 e às 19h

COMUNIDADES NA SEMANA 1ª Sexta - feira Capela Sto. Antônio 19h30

3ª Sexta –feira Capela N. Sra. Aparecida(Jaciporã)19h30

4ª Sexta-feira Capela Santa Clara 19h30

2ª Quarta-feira do mês Capela São Francisco (Maquininha) 20h

FINAIS DE SEMANA 1º DOMINGO Capela N. Sra. Aparecida (jaciporã) 8h

2º DOMINGO Capela Santa Clara 8h

3º DOMINGO Capela Santo Antônio 8h

4º DOMINGO Capela São Judas 8h

A força da Oração do Cristão – Sal da terra e Luz do Mundo [FORMAÇÃO] Como é gostoso estarmos juntos, reunidos no mesmo amor, na mesma intenção. Somos um em Cristo, sua presença expressa plenamente em cada um de nós. Sabemos bem, da força da oração em qualquer situação, sendo que, o mais importante é estarmos em sintonia com Deus, seja por meio da adoração quando com humildade diante de Deus O reconhecemos como Criador, Eterno e Todo Poderoso, seja no louvor quando cantamos com amor, seja quando pedimos ao nos prepararmos para recebermos seus dons e graças, seja na intercessão quando apresentamos as nossas necessidades e daqueles que pediram as nossas orações, seja na ação de graças quando queremos agradecer por tudo aquilo que recebemos de Deus, ou seja, nossa salvação e o seu amor por nós. A Exortação Apostólica Familiaris Consortio de São João Paulo II nos diz que: “A oração familiar tem as suas características. É uma oração feita em comum, marido e mulher juntos, pais e filhos juntos. A comunhão na oração é, ao mesmo tempo, fruto e exigência daquela comunhão que é dada pelos sacramentos do batismo e do matrimônio. Aos membros da família crista podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua presença” (150). Desta forma, a oração comum pode ser realizada na comunidade, na igreja, no lar, onde dois ou mais estiverem reunidos, significando a presença e que Ele nos atenderá. “A oração familiar tem como conteúdo original a própria vida de família, que em todas as suas Frei Jackson Brasil Gomes diversas fases é interpretada como vocação de Deus e atuada como resposta filial ao Seu apelo” (151). Sendo assim, na igreja doméstica podemos praticar a oração do terço em família, oração a mesa, no levantar-se ou deitar-se. Indicando que a dignidade e -noviço, sia —27 anos responsabilidade da família só podem ser vividas com a ajuda de Deus, que é concedida a todos que implorarem com humildade e confiança na oração. Portanto, quando estamos unidos, conseguimos facilmente, reconhecer, sentir, reivindicar e transmitir a energia de Cristo. É preciso ressaltar que quando nos unimos, podemos facilmente levar a cura e o poder de Cristo para suportar qualquer desafio. Poderíamos nos perguntar: tenho compromisso ou sou comprometido com minha Igreja? Primeiramente são duas palavras que na sua raiz invocam a palavra promessa, prometer mutuamente. Mas, e porque quebramos tantas promessas que fazemos? Porque não conseguimos colocar o nosso batismo a serviço dos irmãos? É preciso perceber que quando eu não honro aquilo que prometi o que está em jogo não é minha “credibilidade” diante das pessoas, mas frente mim mesmo. Ninguém vai ser considerado mais importante por ter vários compromissos, mas, sim, por conseguir cumprir o compromisso do AMOR. Nós cristãos não podemos ficar sentados e acomodados, reduzindo o nosso compromisso de batizado em momentos rituais, por exemplo, participo da missa e isto é o suficiente. É preciso viver em estado permanente de oração, nos unindo, fazendo com que todos possam agir de diferentes modos, carismas e dons, mas sintam a presença de Deus. Cada um deve assumir a edificação da família, da comunidade, da rua, do bairro, do teu Padre, do teu Bispo, são pequenas coisas que fazem a comunidade crescer e adquirir forças e maturidade. Que a Paz recebida em Pentecostes por meio do Espírito de Deus habite os nossos corações e nos faça pessoas melhores, buscando amar e perdoar sempre mais, só assim os nossos sacramentos serão luzes para as outras pessoas. Pense nisso...

Santuário Diocesano Nossa Senhora de Fátima de Dracena/SP Rua: Antônio Rodrigues de Barros, 224

Boletim Informativo Junho 2018  
Boletim Informativo Junho 2018  
Advertisement