Page 1

MedalhaMilagrosa Paróquia

M

O

N

T

E

S

I

Ã

O

-

M

G

O Santuário Boletim informativo - Ano VII - Agosto/2012 - Nº 86 Nossa comunidade está a caminho...

Mensagem do Pároco “Vocação é a resposta de Deus a comunidade que reza” (Puebla 882). Querido(a) leitor(a) de nosso Boletim Informativo O Santuário o mês de Agosto costumeiramente já é acolhido pelas nossas comunidades como mês vocacional, é importante lembrar que pelo batismo todos nós somos vocacionados e chamados por Deus à vida, à missão e ao amor-serviço no meio de mundo. Nosso povo sabe como é importante rezar pelas vocações e valorizar as vocações e ministérios nas nossas comunidades. A cada domingo deste mês vamos celebrar e refletir sobre as diversas vocações que engrandecem e animam a vida de nossa Igreja. No 1º domingo celebramos a vocação específica do ministério ordenado: A vocação dos diáconos, padres e bispos. No 2º domingo a vocação do matrimônio: O dia dos Pais e abertura da Semana Nacional da Família e da Juventude. No 3º domingo a vocação para a vida Consagrada: A Vocação dos religiosos (as) e dos leigos (as) consagrados. No 4º domingo a vocação e os ministérios nãoordenados dos cristãos leigos e leigas, em especial destacamos a vocação dos nossos catequistas. Em nossa paróquia durante este mês você é convidado a participar da Festa das comunidades no dia 05, domingo, na Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Batinga Capela; também teremos a festa do Asilo do dia 02 ao 12 e lembro que sua solidariedade e ajuda são importantes para a manutenção do Lar São José, de 12 a 19 teremos a Semana Nacional da Família e Juventude, no dia 19 acontece o tradicional Jubileu dos Coroinhas e Acólitos com a participação de coroinhas de outras cidades. De 22 a 26 tríduo da catequese e festa social na comunidade Nossa Senhora da Guia, no bairro Perobal e encerrando o mês a festa social no Carapiá e o baile da Pastoral Familiar no dia 31. “Senhor da Messe e Pastor do rebanho chama-nos para o serviço de teu povo. Maria Mãe da Igreja e modelo dos servidores do Evangelho, ajuda-nos a responder Sim. Deus abençoe a todos!

Pe. Simão Cirineo Ferreira

Mãe Rainha A Paróquia e Santuário da Medalha Milagrosa em Monte Sião recebeu com muita alegria a visita da imagem original da mMãe Peregrina no dia 18 de julho passado, um grande número de fiéis participaram da missa que contou também com a presença dos Padres Simão, nosso pároco, Pe. Reinaldo e ainda do Pe. Leandro Silva e Pe. Fabiano que partiram para as missões na Ilha do Marajó. Durante a missa as Irmãs de Shoenstat falaram sobre o sentido dessa peregrinação em nosso país e sobre o servo de Deus João Pozzobom. De Monte Sião a imagem foi levada em carreata para a cidade vizinha de Águas de Lindóia, na Diocese de Amparo.

Semana da Família

Mês Vocacional

Dia 12 - Abertura da Semana da Família e da Juventude com carreata saindo às 18h do Mirante, para missa no Santuário Dia 13 - Terço das Famílias nas comunidades Dia 14 - Celebração da Palavra nas comunidades Dia 15 - Hora Santa das Famílias nas comunidades Dia 16 - Celebração da Palavra nas comunidades Dia 17 - Encerramento nas comunidades - Celebração com os filhos Dia 19 - Encerramento no Santuário, na missa das 19h

Jubileu dos Coroinhas Dia 19 - Missa do Jubileu dos Acólitos e Coroinhas às 10h, no Santuário

Tríduo da Catequese Dia 22- São Marcos, Mococa Dia 23- São Francisco, São Simão Dia 24- N. S. Aparecida, Bamburral Dia 26- Missa, dia do catequista, no Santuário às 10h

Festa Asilo-Lar São José Festa N. S. da Guia Dias 2, 3, 4 e 5 / 9, 10, 11 e no Bairro Perobal 12 de Agosto/2012 na Casa de Emaús com assados, lanches, pastéis, panquecas, mini-pizzas, porções, bebidas e SHOW DE PRÊMIOS

De 24 a 26 de agosto no Salão da Igreja N. Sra. da Guia com assados, mini-pizzas, porções, bebidas e tômbolas.


MM

MedalhaMilagrosa

Santuário da

Boletim Informativo - Nº 86

Gráfico do Dizimo Paroquial 2012 Dizimistas aniversariantes no mês de Agosto Dez Nov Out Set Ago Jul Jun Mai Abr Mar Fev Jan R$ 10.000,00 15.000,00

20.000,00

Dizimista,

25.000,00

30.000,00

obrigado

pelo seu testemunho de pertença a Jesus e a Igreja. O seu dízimo é sinal e prova de que você tem consciência do batismo que recebeu, e que conhece o significado de (con)viver em comunidade, participando ativamente dela.

Eleições 2012: seu voto constrói a sua cidade

ADRIANO NAIN CONSTANTINI AIRTON DE MORAIS ALCIDES FERREIRA DA COSTA ALVARINA DE OLIVEIRA MACIEL ALZIRA CAETANO DA SILVA AMÁLIA FILETI DE SOUZA AMANDA SANTOS ROBERTO ANDREA CREMASCO GRECCO ANDRÉIA AP. GENGHINI ZUCATO ANDRÉIA AP. CASTRO SILVA ANDRÉIA DE OLIVEIRA GOMES ANDREIA MARIA DIAS DE SOUZA APARECIDA DA SILVA APARECIDA F. DOS SANTOS AURORA M. DE CASTRO BÁRBARA PEREIRA FARIA LIMA BENEDITA FERREIRA BENEDITO ALVES DA SILVA BENEDITO LAURIANO CAETANA GERÔNIMO MOREIRA CAMILA LUCIANI BUENO CANDIDA BERNARDI COMUNE CARMELIA DOS S. BERNARDES CARMEM FONTES PEREIRA CECILIA FERREIRA CELÇA SIMONE PORFIRIO CESARINO INÁCIO DOS SANTOS CHAIENA MENDONÇA CLAUDEMIR CANELA CLAUDINEIA DE A. MORAES CLÉRIA DOS SANTOS JARDIM DANIELA RODRIGUES CAMILO DANILO HENRIQUE DE SOUZA DIONISIA PENHA F. DE MORAIS DIVINO MESSIAS DE G. PRIMO DONIZETTE B. RODRIGUES DOROTILDE EUGÊNIA N. FIORI ÉDINA MARIA FERNANDES EDUARDO RAMOS DOS SANTOS EDVAR MANOEL PEREIRA ELIEZER LABEGALINI ELIO AP. SANTOS DOS REIS ELISANGELA PADILHA MATHIAS ELZA MARIANA ALVES EMERSON AP. CORREA ETORI VIANA FABIANA PAVANI MARTINS FÁTIMA DE SOUZA LACERDA FERNANDO COSTA GEMA ZUCATO CANELA GERALDO ANTONIO DE FARIA GERUSA JERÔNIMO DA SILVA GUILHERME H. PEREIRA HELENA MARIA RODRIGUES O. IRACÍ SOUZA DE MELO ISRAEL BUENO JACI VISMAR DA CRUZ JANAÍNA F. DOS SANTOS JOÃO FIRMINO DA SILVA JOÃO PAULO FERRARI JOSÉ AIRTON MAGIOLI JOSÉ ANTONIO DOS SANTOS JOSÉ AP. DE MORAES FARIA JOSÉ MAURÍLIO DE OLIVEIRA JOSÉ ULISSES GUIRELI JOSÉ VICENTE BERNARDES JOSIMARA R. DE SOUZA JULIANA DE F. DOS SANTOS JULIANA RODRIGUES NEVES JULIANO RIGHETTO KELY AP. DA SILVA GENGHINI

Neste ano acontece as eleições municipais e os candidatos já se apresentam com suas propostas para que o povo faça com consciência a sua livre escolha dos seus representantes. A posição oficial da Igreja Católica no Brasil é de não ter partido político e não indicar candidato. A Igreja quer que os eleitores votem com a maior consciência possível, com discernimento e liberdade exercendo assim a sua plena cidadania. A Igreja entende que a política é algo importante e que interessa a todos nós, pois o seu objetivo primeiro é a busca do bem comum. As eleições são o começo de um processo e não o fim. Os bispos do Brasil, através da CNBB, dizem: “O agente político se recorde que é seu dever ultrapassar as fronteiras político-partidárias, as condicionantes de oposição-situação, para colocar-se a serviço do Estado e da Sociedade, sem jamais confundir o público com o privado”. O Concílio Vaticano II afirma que o “cristão na política abre caminho para o Evangelho”, para que a Boa Nova da vida em abundância a educação, a moradia digna, a saúde, o trabalho, o salário justo, o lazer, a segurança, a cidadania sejam garantidos para todos. Isto significa, de acordo com o sociólogo Pedro Ribeiro de Oliveira, que: “O cristianismo é também uma proposta de sociedade conforme o projeto divino, uma sociedade Na Sala das Graças você justa, pacífica e solidária”. encontra É muito bom para o povo, para a cidade e para a Bíblia os candidatos que a campanha eleitoral seja feita em Edição Pastoral da Paulus clima de respeito, de paz, de caridade fraterna e personalizada de baseada em boas idéias e projetos viáveis. Pe. Simão Cirineo Ferreira

nosso Santuário.

KLEBER LUIZ SILVA LILIAN DE FATIMA DOS SANTOS LINDBERG GOTTARDELLO LUANA SILVA DE TOLEDO LUIS FERNANDO DE OLIVEIRA LUIZ AMÉRICO LUIZ FRANCISCO PARREIRA LUZIA TEODORO GOMES MARIA ANGELINA RIBEIRO MARIA AP. DE SOUZA FARIA MARIA BENEDITA CONSTANTINI MARIA CELIA COMUNI MARIA CLEMENTE GRACIANO MARIA DE FATIMA S. VIEIRA MARIA DE OLIVEIRA FARIA MARIA DO CARMO ANDRETA MARIA EDUARDA ROLZÃO MARIA EMILIA JAQUES COSTA MARIA FÁTIMA G. SIMONETTI MARIA HELENA R. DE OLIVEIRA MARIA ISABEL G. GUIRELI MARIA JOSÉ DE SOUZA MARIA LUDGERO JACONI MARIA NILMA F. DOS SANTOS MARIA PEREIRA FERRAZ MARILDA P. R. DE ALMEIDA MARIZA AUGUSTO DE S. LIMA MARLENE DE OLIVEIRA MARTA DE OLIVEIRA MAURA ANACRETO DE LIMA MIGUEL DE OLIVEIRA MILTON AUGUSTO DE SOUZA NADIR FÁVERO NANCI DE SOUZA MORAES NEIDE DE SOUZA M. GOMES NEUSA ASSIS DA SILVA NEUSA TAVEIRA DOS SANTOS NICOLI ANDRESSA CANIBAL NOÊMIA COMUNI CRUZ OZELINA VIANA TAVEIRA PE. SIMÃO CIRINEO FERREIRA PALMIRA DA SILVA NOGUEIRA PAULO DONISETE P. DA SILVA PRISCILA DE LIMA RAFAEL LUCAS P. MATHIAS RAFAEL SILVA DE FARIA REGINA MARIA DOS SANTOS RENAN CARDOSO FERNANDES ROBERTO LUÍS DE OLIVEIRA RONIVALDO FABRI CAGNASSI ROSA FRANCISCO ROMÃO ROSILENE ANSELMO DE SOUZA RUTH CATARINA C. BERNARDI SANDRA LÚCIA B. DE MORAIS SEBASTIÃO ARLINDO GALVÃO SERGIO ROBERTO GASPARDI SHIRLEY DE J. R. REDIGOLO SINÉZIO LUIZ DA CUNHA SÔNIA OLIVEIRA DE FREITAS TATIANE R. DE S. CARVALHO TERESA FERRARI TEREZA TOLEDO GOZI VAGNER ANCHIETA GENGHINI VALDERES ALVES GASPARIM VANDEELSON AP. DE MORAIS VÊNICIO LEITE VERA LUCIA BUENO VERA LÚCIA DOS S. TRIBUTINE VICENTE EGIDIO DA SILVA VICENTE LEONINO SIMONETTI VILMA MAGIOLI BARBOSA

VILLA DE MINAS HOTEL

Rua Pres. Tancredo Neves, 431 Monte Sião - MG Telefax: 35 3465.2718 www.villademinas.com.br


MM

MedalhaMilagrosa

Santuário da

Boletim Informativo - Nº 86

MISSA PARTE POR PARTE Estrutura da Liturgia Eucarística - parte 2 Segunda epíclese: Houve uma primeira epíclese que foi a invocação do Espírito Santo sobre as oferendas de pão e vinho para que se tornassem Corpo e Sangue de Cristo. Acontece agora uma segunda epíclese na Oração Eucarística. Trata de uma nova invocação do Espírito Santo, agora para que todos os participantes daquele ato litúrgico, pela ação do Espírito Santo, sejam transformados numa única assembléia, sem divisões, com os mesmos sentimentos de Cristo, todos unidos num só coração e numa só alma. Intercessões: Chegado o momento que chamamos de intercessões. As intercessões exprimem que a Eucaristia é celebrada em comunhão com toda a Igreja, tanto a celeste como a terrestre, e que a oblação é feita também por ela e por todos os membros vivos ou defuntos. Doxologia: A oração eucarística termina com a doxologia. Esta palavra vem da língua grega, de doxa, que significa final. A oração termina com o grande ofertório do Corpo e do Sangue de Cristo ao Pai. Exprime a glorificação de Deus e é confirmada e concluída pela aclamação do povo de Deus. O amém que respondemos no final deveria ser o amém mais empolgante de toda a liturgia. Por isso mesmo ele deveria ser sempre cantando, mesmo que o presidente da celebração não tenha cantando o Por Cristo, com Cristo e em Cristo… Como eu disse deve ser alegre e festivo, como é o caráter próprio da Oração Eucarística. Rito da Comunhão: Sendo a celebração eucarística a ceia pascal, convém que, segundo a ordem do Senhor, o seu Corpo e Sangue sejam recebidos como alimento espiritual pelos fiéis devidamente preparados. Esta é a finalidade da fração do pão e os outros ritos preparatórios, pelos quais os fiéis são imediatamente encaminhados à Comunhão. Pai Nosso: Na Oração do Senhor pede-se o pão de cada dia, que lembra para os cristãos antes de tudo o pão eucarístico, e pedese a purificação dos pecados, a fim de que as coisas santas sejam verdadeiramente dadas aos santos. O sacerdote profere o convite, todos os fieis recitam a oração com o celebrante, e ele acrescenta sozinho o embolismo (livrai-nos de todos os males ó Pai... ), que o povo encerra com a doxologia (vosso é o reino e a glória para sempre). Pode ser cantado, porém como se reza (as mesmas palavras, sem acrescentar ou tirar nada). Não se diz o Amem no final da oração, pois a oração seguinte é continuação. Rito da Paz: A Igreja implora a paz e a unidade para si mesma e para toda a família humana e os fiéis exprimem entre si a comunhão eclesial e a mútua caridade, antes de comungar do Sacramento. A oração pela paz (Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos, Eu vos deixo a paz... ) é uma oração presidencial, que só o celebrantes faz. Ao final o presidente da celebração convida os fieis a saudarem-se uns aos outros. Convém, no entanto, que cada qual expresse a paz de maneira sóbria apenas aos que lhe estão mais próximos. Fração do Pão: Toda a assembléia de pé. O gesto da fração realizado por Cristo na última ceia, que no tempo apostólico deu o nome a toda a ação eucarística, significa que muitos fiéis pela Comunhão no único pão da vida, que é o Cristo, morto e ressuscitado pela salvação do mundo, formam um só corpo ( 1Cor 10, 17). O sacerdote parte a hóstia grande e coloca uma

parte da mesma dentro do cálice, que significa a união do Corpo e do Sangue do Senhor na obra da salvação, ou seja, do Corpo vivente e glorioso de Cristo Jesus. Durante a fração do pão: Esta invocação (Angus Dei), de origem Bíblica (Jo 1,29), é o canto da assembléia e deve ser iniciada pela assembléia e faz alusão ao Cordeiro Pascal, que se imola e tira o pecado do mundo. Pode ser recitada ou cantada, mas a assembléia deve participar da última petição: dai-nos a paz. O sacerdote se prepara, rezando em voz baixa, para receber frutuosamente o Corpo e o Sangue de Cristo. Os fieis fazem o mesmo rezando em silêncio. A seguir o sacerdote mostra aos fieis o pão eucarístico que será recebido na comunhão e convida-os a ceia de Cristo, e, unindose aos fieis o sacerdote faz um ato de humildade usando as palavras do Evangelho. Procissão para a Comunhão: Os que se encontram preparados, deverão ir devagar e em oração. Ao chegar perto do ministro, façam um ato de reverência antes de receber o Santíssimo Sacramento, no local e de modo adaptado, contando que não se perturbe o ritmo no suceder-se dos fieis. Comunhão: Deverá o fiel estar em pelo menos 1 hora em Jejum e poderá ser recebida de dois modos (cf orientação da Igreja local). Na Mão: Deverá estar a mão esquerda aberta sobre a mão direita, com a palma virada para cima, na frente do corpo, à altura do peito onde é colocada Hóstia. Com a mão direita devese levar a Hóstia até a boca. Deverá ser consumida na frente do Celebrante ou do Ministro. Depois, em atitude de recolhimento, volta-se para o lugar, ficando sentados ou ajoelhados. Não se deve comungar andando, mas quem recebeu a partícula sagrada, afaste-se para o lado (afim de deixar a pessoa seguinte aproximar-se) e, parado, comungue. Sob as duas espécies, conforme é de costume em nossa paróquia. Distribuição da Comunhão. Enquanto o sacerdote e os fieis recebem o Sacramento entoa-se o canto da Comunhão, que exprime, pela unidade das vozes, a união espiritual dos comungantes, demonstra a alegria dos corações e torna mais fraternal a procissão dos que vão receber o Corpo de Cristo. Após ter distribuído a comunhão, o padre volta à cadeira. Se for oportuno pode-se guardar durante algum tempo um sagrado silêncio. Oração depois da Comunhão: Toda a assembléia de pé. O sacerdote de pé diz: Oremos. Nesta oração o sacerdote implora os frutos do mistério celebrado e o povo, pela aclamação Amem, faz a sua oração. Pe. Sebastião Márcio Maciel Fontes: IGMR - Introdução Geral ao Missal Romano (Ed. Paulus) / Animação da vida liturgica no Brasil – CNBB (doc. 43) ...

Expediente “O Santuário” é uma publicação mensal da Paróquia Nossa Senhora da Medalha Milagrosa Rua Pe. Cornélio, 82 - Monte Sião - MG / Fone: 3465 1105 site: www.santuariodamedalha.org.br e-mail: secretaria@santuariodamedalha.org.br Diagramação e Jornalista Responsável: Claudia Trindade Diniz (REG. MtB 17.516) Impressão: Gráfica Mosaico - Tiragem: 2.000 exemplares


MM

MedalhaMilagrosa

Santuário da

Boletim Informativo - Nº 86

O SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO

A organização do governo brasileiro se faz mediante três poderes:

Poder Legislativo: tem a missão de elaborar leis, aprovar os orçamentos e fiscalizar o poder executivo. É exercido pelas Câmaras de Vereadores, Assembléias Legislativas Estaduais e pelo Congresso Nacional: Senado e Câmara dos deputados.

Poder executivo: é responsável pelo planejamento e execução das obras, administrando o orçamento público. É exercido pelo Prefeito e Secretários; Governadores de Estado e Secretários e pelo Presidente da República e Ministros. P o d e r Judiciário: sua função é aplicar as leis, garantir os direitos dos cidadãos e solucionar os litígios. É exercido pelos Juízes que compõem o Supremo Tribunal Federal, os T r i b u n a i s Estaduais e os Fóruns nas Comarcas.


Boletim Informativo "O Santuário" Ed. 86  

Boletim Informativo "O Santuário" - Santuário da Medalha - Monte Sião MG

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you