Issuu on Google+

contrast

São João del-Rei: IPHAN e o pratimônio cidade do turismo histórico

Percurso histórico da urbanização


capa

índice

3 demasiadamente. 4 Urbanização. 8 Turismo. 10 patrimônio Pensamos

f. Nayara Oliveira :: @São João del-Rei

editorial

Os guardiões do

exp. Fotografia:

Ana Cláudia Lima Isabela Fonseca Nayara Oliveira Thayanne Nascimento TiagoSantos

Diagramação: Lucas Machado

Editores:

Ana Cláudia Lima Isabela Fonseca Nayara Oliveira Thayanne Nascimento Tiago Santos

Reportagem:

Ana Cláudia Lima Isabela Fonseca Nayara Oliveira Thayanne Nascimento Tiago Santos

Coordenação: Kátia Lombardi

S

ão João del-Rey, como muitas outras cidades históricas brasileiras, preserva grande parte do arquivo histórico do nosso país. Mais conhecida como a cidade onde os sinos falam encanta e inspira a todos que a ela visitam ou residem. A cidade, que hoje abriga milhares de universitários revela uma paisagem heterogênea, mostrando-se ora contemporânea e caótica, ora confundindo-se com uma cidade harmoniosa do século XVIII. Esta revista, portanto, busca apresentar os contrastes urbanos que representam esta cidade, onde realidades distintas coexistem na mesma paisagem.

teia de fios elétricos recortando o céu. -- f. Nayara Oliveira


Pensamos demasiadamente Sentimos muito pouco Necessitamos mais de humildade Que de máquinas. Mais de bondade e ternura Que de inteligência. Sem isso, A vida se tornará violenta e Tudo se perderá. Charles Chaplin

Degradação do patrimônio público / Nayara Oliveira

3


Centro histórico versus trânsito/ f. Nayara Oliveira

urbanização texto: Nayara Oliveira/Ana Cláudia Lima f.: Nayara Oliveira/Ana Cláudia Lima

A

s Revoluções Industriais do século XIX deram início ao processo de êxodo rural, onde milhares de pessoas se deslocavam rumo aos centros comerciais, o que resultou na formação das cidades. Esse fenômeno em conjunto com as invenções provindas das revoluções, criou a urbanização. Essa nova realidade ditava os meios industrializados como âmbitos urbanos. Com o aprimoramento de tecnologias e a maquinização maciça, o fenômeno urbanizador expandiu tornando-se arrebatador.

4

Ao mesmo tempo em que a urbanização permite uma melhoria na qualidade de vida das pessoas, com suas comodidades e inovações, ela também dita a mudança e substituição compulsória, e para isso não obedece ou respeita regras. O processo de urbanização e as modificações ocorridas na paisagem de uma cidade refletem e caracterizam a relação entre uma comunidade/sociedade durante todo seu processo histórico. A ideia de modernidade está presente na cidade de São João del-Rey desde o século XVIII. Entre os inúmeros fatores que contribuíram para a reestruturação da


paisagem são joanense foi à instalação da Estrada de Ferro Oeste de Minas e de diversas indústrias, entre elas a têxtil. No final do século XIX e início do século XX ocorreram diversas transformações no cenário urbano de São João del-Rey. As ruas ganharam novas construções e remodelações de fachadas, destacando a construção da Avenida Tancredo Neves e da Rua Paulo Freitas. Hoje em dia, a cidade busca adequar-se ao processo de urbanização e modernidade característica da era atual e busca adequar-se aos modelos de uma cidade contemporânea ao mesmo tempo em que deve preservar monumentos e elementos que são referenciais e memoráveis da história nacional.

A poluição visual/ Foto: Ana Claudia Lima

A depredação ao patrimônio público/ f. Ana Claudia Lima

5


6


7


turismo texto: Tiago Santos f.: Tiago Santos

Cidadãos caminham pelo centro histórico / f. Tiago Santos

São João del-Rei atraí grande número de turistas

C

resce cada vez mais o número de turistas em São João del-Rei, cidade que não é como qualquer outra devido às riquezas dos detalhes arquitetônicos e artísticos contidos nas igrejas barrocas, casas antigas e outros monumentos localizados dentro da cidade. Sem falar que ela também carrega um passado de séculos em suas ruas históricas, sendo possível reviver uma época distante quando se passeia por elas. Muitos turistas têm sua atenção chamada também por eventos religiosos que São João del-Rei promove para celebrar datas festivas.

8

No centro de São João del-Rei é localizado a parte histórica da cidade, onde é possível encontrar várias construções com riqueza de detalhes arquitetônicos e artísticos contidos nas igrejas barrocas, casas antigas e outros monumentos. Dessa maneira, muitos visitantes, que estão acostumados com cidades modernas repletas de prédios, ficam admirados quando se deparam com as casas históricas repletas de beleza, sendo que possuem apenas uma estrutura simples.


A

s ruas históricas é uma forma dos turistas poderem voltar no tempo em que elas foram construídas. A maioria das ruas de São João receberam determinados nomes devido aos fatos que ocorriam nelas, como a “Rua da Cachaça” que recebeu esse nome visto que tinha um bar muito frequentado há alguns séculos atrás, sendo uma zona boêmia em que vários bêbados com cheiro de cachaça circulavam por essa rua. Assim, a cidade é carregada de diversos acontecimentos, já que São João del-Rei tem muitos anos de fundação. Por isso que existem várias datas festivas na cidade e outros eventos que atraem, todo ano, vários turistas de diversas origens com o intuito de participar. Eventos como Semana Santa, Festa de Nossa Senhora do Rosário, Carnaval, Inverno Cultural, FENACA, Festa de São Francisco de Assis, Del-Rei Expo e dentre  Portanto, São João del-Rei é palco para os turistas do mundo inteiro, de tal modo que faz o turismo uma atividade produtora na cidade e que contribui para o enriquecimento cultural, em que diversas tradições trazidas de fora são cultivadas pelos cidadãos que abrigam os visitantes.

Estrutura barroca permanece preservada / Foto: Tiago Santos

Carros são estacionados em frente às casas históricas /f. Tiago Santos

9


Os guardiões do patrimônio texto: Isabela Fonseca/Thayanne Nascimento f.: Isabela Fonseca/Thayanne Nascimento

O Instituto do Patrimônio Artístico e Nacional-IPHAN, foi fundado em 1937 e está amparado pela Lei nº 378. O órgão existe em 27 Superintendências, 25 Escritórios Técnicos do Instituto de Patrimônio Histórico Artístico Nacional e as Unidades Especiais. Sua missão principal é fiscalizar os bens tombados em nível federal e gerenciar os patrimônios tanto móvel ou imóvel tombados. Segundo Olinto Rodrigues dos Santos Filhos, pesquisador oficial do IPHAN em Tiradentes, "a fiscalização é feita in loco e não tem periodicidade definida, mas todos os dias estão atentos, ou quando é uma situação mais complicada ou quando há uma denuncia, por exemplo." relatou. Grande parte da população é consciente com relação a preservação do patrimônio, porém, ainda há uma certa resistência, Olinto nos conta que a colaboração é grande, até que atinja interesses pessoais, há alguns casos que podem ser definidos como "desobediência civil" que acabam gerando processos judiciais, o que ele considera um exagero "não precisaria chegar a isso, se houvesse um acordo de ambas as partes." Contraste entre arquitetura colonial, moderna e natureza / F. Isabela Fonseca

10


O IPHAN não considera necessário que a arquitetura em bairros novos seja colonial, construções recentes podem ter um estilo contemporâneo, " que deve ser mantido é uma relação harmoniosa entre o antigo e o novo, que a volumetria seja compatível", disse Olinto. O tombamento do acervo arquitetônico de São João delRei, foi feito em 1938, segundo o IPHAN, são inúmeros os bens imóveis tombados. Entre está a Igreja de São Francisco de Assis, a Catedral Matriz de Nossa Senhora do Pilar e o conjunto arquitetônico e urbanístico do Núcleo Histórico, composto por pontes, igrejas, capelas, o chafariz da Legalidade, o complexo Ferroviário, entre outros. O IPHAN relata que o patrimônio cultural não está relacionado apenas a imóveis oficiais ou particulares, estão relacionado também a trechos urbanos, ambientes naturais, imagens, mobiliários e utensílios.

Mordenização na pavimentação / f. Isabela Fonseca

Edifício Del-Rei se contrapõe ao colonialismo /f. Thayanne Nascimento

Prédio parcialmente preservado /f. Thayanne Nascimento

Catedral Nossa senhora do Pilar-São João del Rei/ f.Isabela Fonseca

11


contrast contrast contrast contrast contrast contrast contrast contrast contrast contrast contrast contrast


Contrast 1