Page 1

número

6 03 Giro pelas Pastorais

jornal da paróquia

anta Suzana

04 Cáritas em ação

set.|out. 2011

06 Destaques Santa Suzana

palavra do pároco

“Ide, pois, fazei discípulos entre todas as nações!”

(Mt 28, 19)

Queridos irmãos e irmãs! I

mInicio minha reflexão com esta chamada do Papa Bento XVI para a próxima Jornada Mundial da Juventude que será no Rio de Janeiro em 2013. É ele quem convoca todos os jovens – e porque não dizer adultos também! – a não terem medo de evangelizar, de anunciar a Boa Nova de Jesus Cristo Ressuscitado a todas as gentes... Aliás, o que pude presenciar com mais uma porção de jovens em Madri foi justamente isto: a urgência da Nova Evangelização. Foi uma experiência indescritível! Mais de um milhão e meio de jovens comungando da mesma fé em torno de Pedro – o Papa Bento XVI. Voltamos renovados e tocados por Cristo para assumir nossa missão... Nestes meses que se passaram, pudemos também constatar a força do Amor de Cristo em nossa Paróquia quando da Solenidade de nossa Padroeira, Santa Suzana, no final de agosto, como também, em

setembro – tradicionalmente mês dedicado à Bíblia – com o falecimento de nosso querido Renato, onde a comunidade inteira em oração e comunhão, se sentiu solidária com os pais Sérgio e Célia e a irmã, Mariana. Foi uma verdadeira ação do Espírito Santo movendo os corações numa só fé e numa só esperança! Vimos com os próprios olhos o milagre das primeiras comunidades cristãs: “vejam como eles se amam!”. Mas temos que ir adiante, não é! Afinal, o próprio Jesus nos convoca: “ide...”. O cristão nunca é um ser estático, imóvel... ele está sempre em movimento, pois o verbo expressa ação. A fé é dinâmica e nos move sempre para frente. É preciso evangelizar, sem medo, sem vergonha. Neste mês de outubro, mês dedicado às missões, nos apresentamos ao Senhor como missionários, pois queremos que a Civilização do Amor, no dizer do Papa Paulo VI, seja implantada o quanto antes no meio de nós... Nesse sentido, quero convocar todos vocês, irmãos e irmãs, a se unirem numa só voz,

num só sentimento, num só coração, e destemidamente falar de Jesus aos irmãos, seja em casa, no trabalho, na escola, enfim, em todos os lugares! Estamos trabalhando para que nossa Paróquia realize o desejo do Documento de Aparecida: que ela seja composta de muitas comunidades à maneira das primeiras comunidades cristãs, onde os irmãos possam se amar na dimensão da Cruz, na unidade e na simplicidade, sendo sinais concretos da Ressurreição ao homem de hoje. Enfim, nosso projeto de construção do Complexo Paroquial está se materializando, graças a Deus. Logo mais iremos necessitar de braços e corações, por isso vá se preparando! Precisaremos de você, querido irmão, querida irmã... Que Deus abençoe todos vocês! Coragem! Nossa Paróquia está crescendo no amor e na caridade! Sigamos em frente, juntos, com Cristo diante de nós! Um forte abraço, Pe. Manoel C. Viana Neto


O nosso

Milagre, Milagre

de todos nós Justa homenagem ao nosso querido Renato CzinCzel Mancini

Por > > Cristina Maria Magalhães, Movimento Jovem PAX

Era um milagre acontecendo bem diante dos meus olhos. Parecia cena de filme. Era possível escutar a respiração de cada um que ali o presenciava. Muitas pessoas. 500, 600, talvez 1000. Um cenário lindo: pôr-do-sol ao fundo, árvores tilintantes, uma brisa suave, passarinhos assoviando. Lágrimas brotavam nos olhos. Algumas se deixando escorrer com facilidade, como nascentes d’água, água viva e refrescante. Outras, eram abafadas por um sorriso cortante e quase contraditório. Talvez, contraditório para o mundo, mas com muito sentido para nós que ali estávamos. Havia cantos, odes e hinos a Deus. Louvávamos pelo dom da vida, pela esperança que nos abrasava o peito. Alguns ensaiavam até passos de dança e pulos de alegria. Naquela hora, estive certa de que o que eu ali presenciava não era desse mundo. Participávamos, isso sim, do canto dos Anjos do Céu, que cintilava lá de cima, se abrindo em festa junto conosco. Não era o nascimento de um bebê, nem tampouco a chuva após a seca, nem um paralítico que se punha a andar ou um cego que se pusesse a enxergar - era tudo isso junto e mais um pouco. Havia acabado a seca, a cegueira, a paralisia e todos nós ali renascíamos por e com nosso renascido 02

Renato com sua irmã Mariana e Padre Manoel: “tenho medo que vocês pensem que o milagre não aconteceu, pois aconteceu”, dizia Renato aos seus amigos. Aos 21 anos, partiu para Deus, no dia 3 de setembro, deixando seus pais Sérgio e Célia e uma grande lição de amor e fé para a comunidade.

giro pelas Pastorais Pastoral Sobriedade

favorito. Não sentíamos medo, nem frio, nem sede, nem fome. Sentíamos Amor... e do bom! Amor apaixonado de quem acredita! Sentíamos Paz... da eterna! A Paz que excede todo o entendimento. Talvez um passante desapercebido dissesse: isto é apenas um sepultamento. E, sim! Era o sepultamento da tristeza, dando lugar à alegria e da doença, dando lugar à glória! Era o sepultamento da doença, dando lugar à glória! Era a vitória da Fé. Outro passante, um tanto aferroado à sua racionalidade, poderia então replicar: eles estão Loucos! E nisso ele estaria tão certo quanto o primeiro! Pois aos olhos do mundo não haveria loucura maior! Mas, sob a (i)lógica de quem crê, aquela era a celebração da sanidade mais sã. A sanidade daqueles que abrem os olhos da consciência e, com o coração, enxergam o Céu e têm por fato a existência de Deus. A santidade que eleva de loucura o desejo de voltar à casa do Pai. E que Pai era Aquele!!! Deus providente, que desde o dia do nascimento fez-se chamar Renato aquele que nos ensinaria o que é renascer, aquele que nos fez entender o verdadeiro sentido da palavra Ressurreição. O que ressuscitou ali não foi apenas o sentido de uma vida, mas o sentimento profundo de que vale a pena mudar: a si mesmo, ao mundo, nossos corações e modo de ser. O verdadeiro milagre ali contido era simplesmente A PRÓPRIA VIDA: no mais abundante, pleno e divino entender que possamos ter sobre ela. O nosso milagre agora passa a ser milagre e missão de todos nós: unidos para que o grão que desceu à terra - e despontou rumo ao céu - dê frutos, e que sejam frutos em abundância.

Venha fazer parte da Pastoral da Sobriedade Se você quer ajudar pessoas que sofrem com dependência química ou outros vícios, deixe o seu nome e contato na secretaria da Paróquia de Santa Suzana, de terça à sábado, ou com os ministros nas missas. A Pastoral da Sobriedade está nascendo em nossa comunidade e quer contar com a sua ajuda!

Caso você conheça algum dependente, convide-o para assistir aos programas Fazendo Esperança, realizados pela Fazenda Esperança - visitada pelo Papa Bento XVI. Muitos dependentes decidiram pedir ajuda depois de assistir ao programa! Anote na agenda: TV Canção Nova, às terças-feiras, às 16h30 (canal 119 -via Embratel) Rede Vida, aos sábados às 8h10


Faça parte! A Pastoral do Batismo precisa de ajuda para a realização das visitas e durante os encontros, para acolhimento de pais e padrinhos. Se você deseja integrar essa Pastoral, procure os casais que já fazem parte durante as missas: João Roberto e Terezinha, Pedro e Clê, Wladimir e Cacilda, Mauro e Aline e Cândido e Linda.

O início da vida cristã

Pastoral do Batismo Você conhece a Pastoral do Batismo? Formada por cinco casais de nossa comunidade, essa Pastoral é responsável por iniciar bebês e adultos à vida cristã. Conheça o trabalho dessa equipe!

O batismo é um importante sacramento da Igreja Católica. É a porta de entrada para muitas famílias que desejam iniciar seus filhos na caminhada cristã. Na Paróquia de Santa Suzana o trabalho da Pastoral do Batismo vai desde às inscrições à celebração do batizado propriamente dito. Veja ao lado o passo-a-passo da atuação: Cândido e Linda visitam família dos trigêmeos (José Eduardo, Maria Beatriz e Maria Carolina ). Na foto, os pais Juliana e Luis Fernando com os padrinhos das crianças.

1. Inscrições As inscrições para o Sacramento do Batismo são realizadas no 3º sábado de cada mês, das 10h às 12h no Salão da Capela da Imaculada Conceição. Durante as inscrições, as pessoas interessadas são informadas dos documentos necessários que deverão ser apresentados antes da cerimônia do Batismo.

2. Visitas São programadas visitas aos familiares do batizando para manifestar de forma calorosa a acolhida da Igreja e, também, orientar pais e padrinhos da importância do batismo na vida de todos os cristãos, como itinerário de vida e salvação. Para os casais que não se casaram na Igreja, porém vivem com muito amor uma união estável e não têm qualquer tipo de impedimento, é recomendada a legitimação da união (o casamento) na mesma celebração do batismo, ou antes, tornando-se assim o casal (os pais) um testemunho coerente de cristãos e uma verdadeira igreja doméstica agradável a Deus. Já para os casais de 2ª união (veja chamada ao lado), recomenda-se que os padrinhos sejam católicos praticantes, para que assim seja garantida a transmissão da fé ao batizando.

3. Encontro Os encontros ocorrem nas primeiras sextas-feiras de cada mês, seguindo o préagendamento da paróquia, e realizado das 20h às 22h45, onde são evidenciados os seguintes tópicos: u Querigma: O infinito Amor de Deus para conosco u A Igreja: A formação e o batismo vivido na família e em comunidade u O Sacramento do Batismo: Responsabilidades de pais e padrinhos, sinais e a cerimônia.

Retiro Bom Pastor para casais de 2ª União A Pastoral da Família convida os casais de 2ª União para participar do Retiro Bom Pastor nos dias 28, 29 e 30 de outubro, na Pompéia. Se você tem interesse em participar ou quer indicar algum casal, ligue para a Marina Bonifácio, animadora da Pastoral Familiar, no telefone

3746.7416 (à noite). Participe e divulgue!

Pastoral da Saúde Se você quer participar ou necessita dos serviços de atendimento da Pastoral da Saúde entre em contato com a Secretaria da Paróquia ou com Roberto pelo telefone: 9568.0686. Participe e divulgue!

4. Batizado Préagendado na paróquia, o batismo é realizado geralmente no primeiro sábado de cada mês, de março a dezembro. 03


Colabore para a construção do Complexo Paroquial: Seja um benfeitor e contribua para que o Complexo Paroquial saia do papel! Você pode solicitar o recebimento de boletos mensais na secretaria da Paróquia ou depositar valores na conta bancária: Banco Bradesco, agência 2861-4, conta corrente 10.300-4.

cáritas

em Ação

Jornal do Meio Ambiente

Batizado na Cáritas

Sabesp e Cáritas se uniram para levar consciência ambiental às crianças. No dia 21 de setembro, Dia da Árvore, os beneficiários lançaram o Jornal do Meio Ambiente. Uma homenagem e tanto à natureza.

Padre Denis batiza quinze crianças que frequentam a Cáritas de Santa Suzana.

Quinze crianças da Cáritas foram batizadas na Capela de Santa Suzana no dia 27 de agosto em uma linda cerimônia celebrada pelo

Obrigado, Pró-Vida

Padre Denis

Agradecemos de coração à Pró-

A

a crianças foram preparadas pela catequista Maria dos Anjos. A capela estava repleta de familiares, pais e padrinhos que participaram com alegria da celebração. As crianças estavam muito felizes por viver um momento tão importante em suas vidas: o nascimento para a vida cristã.

Vida e em particular à Central Geral do Dízimo pela doação da Kombi para a Cáritas. Esse veículo chegou para trazer importantes benefícios, como a retirada das doações para o nosso bazar e transporte de pequenos grupos de beneficiários para diversos eventos.

1° Campeonato de Xadrez Vencedores do 1º Campeonato de Xadrez

O xadrez chegou para ficar na Cáritas! O jogo auxilia às crianças a raciocinar e a refletir sobre as consequências da mudança de uma peça ou outra. “Certamente as crianças ficam mais conscientes de suas escolhas e cautelosas diante de suas atitudes. O xadrez está trazendo resultados positivos em diferentes áreas dentro da Cáritas”, conta Dona Ione, vicepresidente da Cáritas. 04

No 1o Campeonato de Xadrez os vencedores receberam medalhas. O campeão foi premiado com uma taça.

• Grupo de 14 anos 1) Lugar- Farley Fernando Correia Santos 2) Lugar- Francilene Santos de Alencar 3) Lugar- Welligton Barbosa Carneiro • Grupo de 12 a 13 anos 1) Lugar – Emerson Lopes dos Santos 2) Lugar- Felipe Joaquim dos Santos 3) Lugar- Lucas Silva Correia


Meninas do crochê

Grupo “ Cantarolando” Trinta crianças participaram do XVIII Congresso Brasileiro da OMEP (Organização Mundial de Educação Pré- Escolar) na Faculdade Anhembi Morumbi e foram aplaudidas em pé pela platéia. Este coral é regido pela professora Glaucia, que faz parte do Ponto de Cultura da ARYRAN.

As jovens da Cáritas fizeram cachecóis e doaram aos idosos do Lar Abrigo Novo Pentecostes. Os velhinhos se enrolaram no presente assim que o receberam e agradeceram as nossas meninas com um belo sorriso no rosto. Nosso agradecimento especial à Marly que dedica seu tempo na Cáritas para ensinar as jovens a arte do crochê.

Mais manicures para o mercado de trabalho Cerca de 14 beneficiadas, entre jovens e adultas, receberam o certificado do curso de manicure. Elas estão prontas para entrar no mercado de trabalho com importante qualificação profissional. A Cáritas se alegra por abrir esse caminho a elas e agradece a Professora Marilene pelo êxito das alunas. Que Deus abençoe a caminhada profissional de todas!

Exposição de Arte A artista plástica Natasha, voluntária de Cáritas, promoveu uma exposição dos trabalhos feitos pelas crianças no 1° semestre, usando várias técnicas de artes. A exposição foi muito visitada e as crianças se sentiram prestigiadas pela comunidade.

Seja um voluntário A Cáritas de Santa Suzana está crescendo e precisa aumentar o número de voluntários. Doe parte do seu tempo para essa ação social da Igreja. Entre em contato com a Dona Ione e passe algumas horas da sua semana ajudando pessoas que são excluídas da sociedade a encontrar os caminhos necessários para o resgate da dignidade e da cidadania, que todo ser humano almeja, dando à suas vidas expressão de filiação divina.

“Quando entrei na Cáritas não imaginava que iria aprender tantas coisas ou que iria me apegar tanto a esse lugar. Os 8 anos que aqui passei foram tão importantes que a Cáritas se tornou minha segunda casa. Meus olhos brilhavam por estar rodeada de crianças e pelos voluntários que nos ensinavam com tanto carinho. Foi na Cáritas que passei minha adolescência, os momentos mais bonitos da minha vida. Com cada voluntário que conheci pude aprender algo novo. Eles me mostraram o melhor caminho a ser seguido. Passaram muito mais que conhecimento e me prepararam para os obstáculos que poderei encontrar durante minha jornada de vida. Agradeço a todos que contribuem com a Cáritas: esse maravilhoso lugar em que eu pude vivenciar inesquecíveis momentos e que me ajudou a dar o primeiro passo e enxergar como realmente funciona o mercado de trabalho. Sei que muitos que aqui estão passando também terão uma bela bagagem e momentos a serem lembrados para sempre. Tudo o que me foi transmitido irá comigo em busca de novos caminhos para assim encontrar o sucesso desejado. Acredito no poder de mudança que a educação tem e penso que para se conseguir algo é preciso antes de qualquer coisa acreditar em si mesmo. Obrigada e um grande beijo! Juliete de Brito Soares

05


destaques

Santa Suzana

Dízimo:

gesto departilha e amor Por > > Pe. Denis

Você sabe o que é o Dízimo? Confira explicação do Padre Denis sobre o tema.

06

O dízimo não é um pagamento mensal, mas uma contribuição. É comunhão com a comunidade que partilha com os que menos tem: “Os que abraçavam a fé colocavam tudo em comum e repartiam seus bens conforme a necessidade de cada um” (Cf. At 2,44-45). Na história do Antigo Israel, o Dízimo significava a décima parte de tudo o que se produzia nas colheitas e nos rebanhos. Atualmente, no dízimo da Igreja Católica não é exigido dez por cento da renda mensal, mas uma doação compromissada de acordo com as possibilidades e disposições de cada um. Quando contribuímos com o Dízimo, estamos agradecendo a Deus materialmente por todos os bens espirituais que Ele nos concede na família, no trabalho, na comunidade, etc. Obviamente, é apenas um símbolo de gratidão, porque

nada neste mundo pode pagar as maravilhas que Deus tem feito por nós: “Que poderei retribuir ao Senhor Deus por tudo aquilo que Ele fez em meu favor?” (Sl 115,12). Além disso, e o mais importante, realizando um gesto de amor para com os irmãos que necessitam de nossa ajuda, lembrando das palavras de Jesus: “Eu estava com fome e me destes de comer, eu estava com sede e me destes de beber; (...) eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar” (Mt 25, 35-36). Dízimo sem fé não é dízimo, é pagamento. Deus não precisa de nada; Ele oferece tudo gratuitamente. Quem “paga” o dízimo age como se Deus pudesse ser comprado, porém, quem “consagra” seu dízimo, oferece a sua vida, família e trabalho como primícias e uma oferta agradável a Deus. Não se contribui para querer algo em troca, mas porque somos gratos a Deus que nos dá tudo. O amor evidencia a nossa necessidade de agradecer. Façamos também esta experiência de fé, amor, partilha e gratidão, consagrando a Deus tudo o que temos e somos com alegria, auxiliando na construção do Reino de Deus que também é nosso.


Paroquianos se reúnem no tríduo de Santa Suzana para celebrar a padroeira. Na ocasião, puderam refeletir sobre a vida de santidade da jovem Suzana e demonstrar sua fé pelas ruas do bairro na carreata realizada no último dia do tríduo. Santa Suzana, rogai por nós!

Vamos ler a Bíblia? O mês de setembro foi dedicado à Bíblia. Essa é uma tradição da Igreja Católica que convida a todos a se aproximar da Palavra de Deus de maneira especial nesse período

O mês de setembro chegou ao fim, mas vale a pena ler trechos do artigo de Dom Jacinto Bergmann, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblicocatequética da CNBB, sobre o tema e aproveitar essa reflexão para se aproximar e meditar as Escrituras Sagradas. Mês de setembro para a nossa Igreja no Brasil já é, por uma bonita tradição, sinônimo de MÊS DA BÍBLIA. O grande São Jerônimo, presbítero e doutor, cuja memória celebramos no final do mês de setembro, dia 30, nos motivou desde o início e motiva ainda hoje para a dedicação do mês de setembro inteiro para ser o da Bíblia. Sabemos da importância do trabalho bíblico de São Jerônimo realizando a tradução da Vulgata; e sua frase é emblemática: “Desconhecer as Escrituras é desconhecer o Cristo”.


Também já é uma bonita tradição, a CNBB, através da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, oferecer um tema para o Mês da Bíblia para o estudo, a reflexão, a oração e a vivência da Palavra de Deus. O tema pode girar ou em torno de trechos bíblicos, ou de um Livro bíblico, ou até de um conjunto de Livros bíblicos. A escolha do tema para o Mês da Bíblia deste ano de 2011, concentrou-se no trecho do Livro do Êxodo, capítulos 15,22 a 18,27, que é conhecido como o “Livro da Travessia”.

 É necessário olharmos as etapas da travessia desértica do Povo de Deus, saindo do Egito e buscando a Terra Prometida: as dificuldades enfrentadas pelo Povo de Deus, tanto os problemas da natureza, quanto os desafios oriundos pela convivência humana, criaram a necessidade de enraizar e vivenciar a fé, a esperança e o amor em Deus. Queremos aprender com o Povo de Deus a realizarmos a nossa travessia de discipulado e missão. Eis, pois, o tema tão propício para o Mês da Bíblia de 2011: “Travessia, passo a passo, o caminho se faz”. Mas, o fundamental em tudo isso, é estar próximo ao Senhor Deus. Assim, do capítulo 16, versículo 9, é tirado também o lema: “Aproximaivos do Senhor”.

Eu fui!

Jornada Mundial da Juventude:

Festa da padroeira

“A JMJ 2011 superou todas as minhas expectativas. Desde o início começamos a ver como está a realidade da Igreja Católica na Europa. Quando íamos andando e cantando pelas ruas de Paris, não demorava chegar a polícia para nos mandar parar. Quando saímos para anunciar em Zaragoza, na Espanha, fomos rejeitados várias vezes. Mas tudo isso só serviu para nos dar ainda mais força para continuar. O ápice da jornada foi em Madrid. Lá, para onde quer que nós olhássemos, se via um grupo de peregrinos de qualquer lugar do mundo, da Nicarágua ao Japão, da Itália à Líbia. E isso era muito legal, ver tantos jovens, felizes e animados, de todos os países, unidos por um mesmo motivo, por uma mesma fé. No encontro com o Papa, isso foi ainda mais claro, afinal, para qualquer lado que se olhasse se via um mar de jovens. Além disso, nessa ocasião passamos por muitas dificuldades, pois o encontro foi em um lugar que era uma espécie de deserto, e estava muito quente, 45ºC. Muitos jovens passaram mal e alguns até desmaiaram, e foi muito bonito ver todos se ajudando, dividindo a água, que era escassa, cedendo um lugar na sombra, cuidando dos que estavam doentes. Na hora da missa de fato, começou uma tempestade, a melhor de toda a minha vida, que aliviou muito a todos. Foi a maior benção que nós poderíamos desejar. Eu poderia falar muito mais sobre a jornada, sobre todas as maravilhas que aconteceram, mas para resumir, basta dizer que agora espero ansiosamente a próxima jornada, no Rio de Janeiro!”, Jaciara Cerqueira, Pastoral da Juventude

Jovens levam a Palavra de Deus para os europeus. Na foto: peregrinos reunidos em Madrid

07


agende-se

Outubro é o mês das crianças. E para homenageá-las, convidamos o Breno para contar sua história. É, também, uma forma de desejar Feliz Aniversário a esse servo de Deus que completa 15 anos no dia 12 de outubro e não tem vergonha de ser chamado de criança!

Programe-se

ParticipE Out.

>> 1º Solenidade de Santa Terezi-

nha do Menino Jesus 18 h - Missa Solene da Padroeira da Co­­ mu­nidade do Condomíno Portal da Cidade >> 2 - Perscrutação dos Jovens do Caminho Neocatecumenal 15h - Na quadra da Cáritas >> 7 - Sagrado Coração de Jesus

8h - Missa Capela Imac. Conceição 20h - Missa Capela Santa Suzana >> 8 - Imaculado Coração de Maria 8h - Missa e terço na Capela da Imaculada Conceição >> 12 - Solenidade de N. Se­nhora Aparecida (Padroeira do Brasil) 8h - Missa solene na Capela da Imaculada Conceição

19:30h - Missa na Capela de Sta Suzana >> 25 - Economato Paroquial 20h - Comunidade Imaculada Conceição >> 26 - Conselho Paroquial de Pastoral (CPP) 20h - Gazebo da Comunidade Sta Suzana >> 27 - Conselho Foranial de Pastoral (CFP) 20h - Salão da Paróquia São Bento >> 29 - 1ª Comunhão dos catequizandos  08h - - Paróquia São Bento >> 30 - 1ª Comunhão dos catequizandos (Catequese Bom Pastor) 18h - - Com. N. Sra. das Graças (Salão do Portal do Morumbi) Secretaria Paroquial: (11) 3742.4754 paroquia@santasuzana.org.br Com. Santa Suzana: Rua David Ben Gurion, 777

judaica e conversei bastante com ele. Atualmente, está fazendo o curso de preparação. Recentemente, nossa comuni­ dade perdeu um grande irmão. Para mim, o Renato foi e é o “irmão menino” que eu queria ter. O Renato era inha história como único. Ele tinha coroinha começou quando eu um sorriso tão fazia catequese na Paróquia de grande que quando São Bento. Nas missas percebi olhei para ele que “jovens vestidos de branco” pela primeira vez, ajudavam o padre. Então fiquei arrepiado. conversei com meus pais e eles A missa de 7o. dia Breno é filho de Rita e Paulo Lisboa, da me apoiaram a falar com a minha do “nosso milagre” Pastoral do Dízimo, e catequista sobre a minha vontade. me impressionou irmão de Amanda, que Comecei a freqüentar o curso pela quantidade faz parte do grupo da Escolinha de Jesus preparatório para coroinhas na de pessoas e paróquia de São Bento e lá eu principalmente dos foram consagradas no dia 4 de servi o altar apenas uma vez, jovens. Nessa ocasião, pudemos julho. Com esse serviço fiquei quando minha família começou experimentar o que é viver em mais próximo de Deus e ganhei a freqüentar as missas na capela comunidade. Para ser sincero, amigos. Participo da Igreja desde de Santa Suzana. Era o mês eu queria morar na Igreja. Me os três anos e sempre falo para os sinto tão bem ao lado de Deus e de Junho de 2008, quando em meus amigos sobre como gosto uma missa de domingo eu disse das pessoas que eu gosto... Para de fazer parte da comunidade. para minha mãe : ‘quero voltar o meu futuro, penso em fazer Um dia um amigo meu, o Gabriel, gastronomia ou arqueologia, pois a ser coroinha’ e no final dessa topou ir à missa comigo. Hoje, a mesma missa, como por um gosto bastante dessas áreas. Penso, família dele participa das missas recado de Deus, o padre Fábio também, em ir para o Seminário. na capela de Santa Suzana. Outro Mas vou deixar para Deus me me perguntou: “garoto, você não quer ser coroinha aqui nesta menino, o Victor, tinha dúvidas direcionar. Ele é quem sabe do sobre ser ou não coroinha. Ele paróquia?” Na mesma hora meu futuro. Breno, 15 anos, é coroinha sentou na minha frente na ceia aceitei o convite e minhas vestes da Paróquia

cantinho

da Família

Amo ser coroinha

“M

Com. Imaculada Conceição: Rua Paulo Sérgio de Macedo, 197

Seja um benfeitor Junte-se a nós e seja um benfeitor do Jornal Santa Suzana. Para fazer sua contribuição procure a secretaria da Paróquia ou os animadores da Pastoral da Comunicação, Camila e Renato, nas missas.

mpo e t a s s Pa Desembaralhe os 3 nomes bíblicos.

B e n fei t o res :

• Aretta Cosméticos • Quintal 22 Agência de Comunicação Integrada • 107 artedesign • Gráfica Taboão

08

O Jornal da Paróquia Santa Suzana é uma publicação bimestral de distribuição gratuita. Pároco: Manoel Correa Viana Neto. Animadores da Pastoral da Comunicação: Renato e Camila Duarte. Edição e Jornalista Responsável: Letícia Tavares (MTb 36.620). Reportagem: Maurício Chiavolotti, Renato e Camila Duarte , Graziela e Paulo Domingues. Colaboradores: Gabriela e Joaquim Carqueijó. Edição de arte: 107artedesign. Impressão: Gráfica Taboão. Tiragem: 1.500 exemplares, Secretaria Paroquial Santa Suzana: (11) 3742.4754.

Leonardo Abreu/Gama Estúdio

Quadra da Cáritas: Rua David Ben Gurion, 777

Santasuzana nº6  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you