Issuu on Google+

JORNAL A PARÓQUIA - Informativo mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Laranjeiras - Caieiras - SP

Edição 41 - Setembro de 2010

ANO IV - Nº 39 - Setembo de 2010

1


2

JORNAL A PARÓQUIA - Informativo mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Laranjeiras - Caieiras - SP

ANO IV - Nº 41 - Setembro de 2010

VOZ DO PASTOR

“O olho é a lâmpada do corpo. Se teu olho é bom, todo o teu corpo se encherá de luz. Mas se ele é mau, todo teu corpo se encherá de escuridão. Se a luz que há em ti está apagada, imensa é a escuridão.” Jesus Cristo

Aniversariantes

Palavra do Santo Padre o Papa “A palavra de Cristo é claríssima: nenhum desprezo pela vida ativa, nem muito menos pela generosa hospitalidade; mas sim uma chamada de atenção para o fato de que a única coisa necessária é outra: escutar a Palavra do Senhor; e o Senhor naquele momento está ali, presente na Pessoa de Jesus! Tudo o resto passará e será tirado, mas a Palavra de Deus é eterna e dá sentido ao nosso agir quotidiano”. Papa Bento XVI

Palavra do Bispo “Perguntar pela vocação de alguém ou de alguma coisa é perguntar pelo seu destino, para onde se encaminha, para onde vai. Vocação é o sentido próprio de nossa vida, corresponde ao nosso ser na sua abertura para as diversas direções. Assim compreendemos o ser humano, como um ser de relações, de envolvimentos, inserido na realidade desafiadora e aí, desco-

brindo-se em experiências sucessivas de dor e alegria, de fracasso e vitória, amadurecendo e encontrando o seu lugar. Com o salmista rezamos: “O que é o homem para dele te lembrares? O ser humano, para que o visites? Tu o fizeste pouco menos que um deus e o coroaste de glória e esplendor. Tu o fizeste reinar sobre as obras de tuas mãos, e sob os pés dele tudo colocaste...” (Salmo 8,5-7).”

D. Sérgio Ap Colombo

Palavra do Padre “A tua Palavra Senhor é lâmpada para os meus pés Senhor e Luz para o meu caminho” Queridos filhos paz e bem da parte de nosso Senhor Jesus Cristo. Setembro é o mês em que somos convidados a nos debruçar sobre a importância das Sagradas Escrituras em nossa vida, em nossa caminhada de fé, na nossa Igreja. Mais do que um simples livro, ou até mesmo, uma coleção de livros a Bíblia é o Próprio Cristo feito tudo para todos. Por isso não podemos pensar que a Palavra de Deus tenha um mês especifico, não, por ser o próprio Cristo, a Palavra é o centro de todo ano litúrgico. É ela quem nos apresenta em todos os tempos de nossa liturgia os mistérios de Deus, Ela é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós (Jo 1,1). Para atendermos aos pedidos da Igreja e a necessidade de em nossa Paróquia fecundarmos a espiritualidade bíblica faremos neste mês de setembro três encontros de formação dias 10, 17 e 24 onde nos debruçaremos sobre o livro do Profeta Jonas, com o Tema: Levanta-te e vai à grande cidade: Uma introdução ao livro de Jonas. Você não pode perder. Os encontros serão realizados na Matriz Santa Rita de Cássia às 20h. Venha traga sua Família, esperamos por você. Também iniciamos neste mês a Campanha do dizimo 2010 com o Tema: Dízimo compromisso com Deus e com a Comunidade. Será mais um significativo passo em nossa Igreja em nossa Paróquia. Muitos me perguntam, mas Padre porque o Senhor pede tanto dinheiro? A Resposta é clara. O padre não pede

dinheiro,ao contrário, o padre está convocando o povo de Deus a uma mudança de mentalidade. Não podemos continuar pensando como pensávamos ontem, como pensávamos hoje de manha, pois a nossa vida está inserida em um tempo que não para. Por isso mesmo a nossa Igreja, a nossa comunidade não pode parar neste momento, uma vez que, temos a necessidade de conseguirmos responder ao crescimento de nossa paróquia de nossa comunidade cristã, pois se estamos crescendo em quantidade de pessoas e isto me alegra, precisamos dar a estas mesmas pessoas o mínimo de qualidade e condições para que a casa de Deus se torne um lugar agradável de estar. Que ninguém sofra por não ter uma sala de catequese para seu filho dar seus passos na fé. Ou até mesmo que ninguém sofra por não ter um bom espaço para rezar, um bom toalete para ser usado, afinal é para a manutenção dos bens temporais que seu dízimo é ofertado e por meio de sua generosidade os bens eternos vão sendo disseminados em nossa Igreja, pois a cada pessoa que conseguimos atingir com nossa ação pastoral é uma Nova Criatura que por meio de um de nós foi atingida profundamente por uma visita, uma oração que foi possível de ser realizada, pois temos as contas de energia e água acertadas. Deus precisa de nós. Comemoramos também no dia 29 a festa dos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael e queremos encerrar a Novena ao poderoso defensor de nossa Fé com uma grande ce-

Pe. Wagner Navarro

lebração. Em que poderemos agradecer aos santos Anjos e Arcanjos pelas maravilhas que Deus realizou em nossas vidas por meio de seus instrumentos que são os santos anjos. Não podemos deixar de acreditar nestes nossos companheiros que aos nossos olhos são invisíveis, mas que tanto pedem e fazem por nós. Rezemos ao nosso Anjo da guarda que trabalha tanto em nosso favor, mas que é deixado de lado, por nós mesmo. Conversemos mais sobre as devoções de nossa Igreja, resgatemos as praticas do Jejum, da Oração, das obras de misericórdia, pois somente pela força da oração conseguiremos mudar a nossa casa, a nossa família, o nosso bairro, a nossa cidade, o nosso estado, o nosso país, o nosso mundo. Somos convidados a defesa de nossa fé não podemos ficar fora deste grande exército que com São Miguel e todos os anjos possamos também nós diante de todos os nossos adversários, sejam humanos ou espirituais: QUEM COMO DEUS? Ninguém como Deus. Deus vos abençoe.

Eliana Cardoso da Silva Elvira Arantes Fabio Rodrigo Faganelli Genir Rodrigues Santana Gerson de Freitas Giovanni Tadeu de Morais Santa Rita José Adão Nepomucemo Alceu Aparecido da Silva Josefa Santos Costa Alice Maria Matias Leonice Tossato Amando Arantes Braz da Silva Lucinez Santos Ana Claudia Leandro Luzia Bahia Costa Almeida Ana de Miranda Ribeiro Maria Avelina Souza de Oliveira Arnaldo Gomes Moura Marina Dionísio Carvalho Aurélia Vieira de Figueiredo Matheus Ferreira da Silva Célia Aparecida de Oliveira Alaminos Cleonice Aparecida Rocha Sumaqueiro Renato Balherini Sandra Maria de Sousa Silva Elvis Presley Baldini Valéria de Almeida Mascarenhas Evaldo Franzin Fanzon Ewerton de Lima Pereira Nome Conj Expedita Leite de Lacerda Gustavo Egon da Rosa Fabiane Contrim Alves Silva Genoveva Correa da Silva Costa Gabrielle Aparecida Albuquerque Delfina Antunes Gilmar da Silva Alves Jesuino Lima João Batista de Toledo Eva Rodrigues José Brás Filho Deocleciano P. dos Santos José Vandes de Oliveira Eliane Cardoso da Silva Lucinez Ferreira de Lima Santos Jorge Bispo de Oliveira Maria Conceição da Silva Mauro Passolongo Maria das Graças de Jesus José Roberto da Silva Maria de Azevedo Contrin Silva Jacinta Alves Marli Haide de Bocci Paulo Senhorinho Pereira Capela Sagrada Família Renato Alves Bernardo Rosalina Munis de Abreu Sonia Maria Locatelli Reginaldo Ap. Fernandes Leite Silvina Antunes de Souza Fabiola Pessoa Saouza Zilma Isidoro de Araújo José Marcondes R. da Silva Maria de Lurdes Oliveira Capela São Luis Ariane de Souza dos Santos Rosa Capela São Cristovão Astrida Cecilia de Souza Elvência Flor dos Santos Camila Orestes Santos Oliveira Helena Silva Oliveira Carmelina Oliveira Silva Márcia Cristina da Silva Doralice Bispo de Oliveira


JORNAL A PARÓQUIA - Informativo mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Laranjeiras - Caieiras - SP

CAPA

ANO IV - Nº 39 - Setembo de 2010

3

“Não há um só servidor de Deus que esteja livre da prática da partilha, por mais trabalhos que exerça em sua comunidade, pois, não somente recebemos o fruto do trabalho, mas também a vida, o ar, a água etc. Deus é 100% para todos e ele quer que assim sejamos”.

Setembro

Adquirir a espiritualidade do dízimo “Atualmente, com a multiplicidade de igrejas que destorcem o sentido e até mesmo a espiritualidade do dízimo temos uma importante tarefa de estudarmos, aprofundarmos e vivenciarmos esta espiritualidade que deve permear nossa vida como sinal de gratidão a Deus” Neste mês, somos convidados a mergulharmos na Palavra de Deus. Setembro é o mês da Bíblia Isso mesmo! Deus nos falou, fala e continuará pronunciando suas graças na história da humanidade. Neste intuito temos o compromisso de assumirmos esta importante ferramenta edificadora em nossa fé cristã que é a Bíblia. Nela encontramos: fatos, histórias, milagres, profecias, leis e tantas outras fontes que alicerçam nossa fé nesta peregrinação a caminho da morada celeste. Na Bíblia, também, encontramos registros de como o povo agradecia a Deus pelos frutos conquistados; o sinal do reconhecimento desta graça chamamos Dízimo. O dízimo é uma

ação que convida o ser humano, criado por Deus, a reconhecer que todos os bens terrenos provêm da infinita bondade e permissão do Pai que está nos céus. Desta maneira, encontramos referências bíblicas da historicidade deste ato de amor. Em Gn 14,20 teremos a demonstração de Abraão para com Deus entregando a Ele a décima parte de sua produção. Logo adiante, no mesmo livro, encontramos mais uma referência da importância da retribuição. Há várias referências sobre o dízimo no Antigo Testamento, pelo motivo de fazer parte da cultura das pessoas, pois o ato de reconhecimento e oferta a Deus era primordial e necessário. No Novo Testamento encontramos algumas refe-

rências sobre o dízimo. O próprio Jesus relembra esta prática no contexto de esclarecimento aos seus discípulos e o povo que, por passarem dificuldades por exploração, tinham perdido esta prática espiritual. Atualmente, com a multiplicidade de igrejas que destorcem o sentido e até mesmo a espiritualidade do dízimo temos uma importante tarefa de estudarmos, aprofundarmos e vivenciarmos esta espiritualidade que deve permear nossa vida como sinal de gratidão a Deus pelo dom da vida e pelo pão nosso de cada dia que ele nos concede sempre. Para tanto é necessário que saiamos de nossas deficiências como: egoísmo, desconfiança,

racionalismo, deste gesto e tantas outras formas que impedem de nosso coração amar a Deus e aos demais irmãos de maneira gratuita. Confiemos na graça de Deus Pai, no amor do Cristo e unção do Santo Espírito; esta comunidade trinitária perfeita nos mostra um modelo que é de nos ofertarmos nos braços do Pai, como filhos, reconhecer que sem ele não somos nada e, por isso, devemos, neste gesto de doação, semear gratidão. Ser dizimista, nos dias de hoje, é testemunhar que tudo o que temos e possuímos é graça de Deus. E este ato é completo se de fato estou convencido, conscientemente, que este mesmo Deus auxiliou o povo de Israel na busca da Terra prometida também me ajudará a

ter as graças que por Ele foram prometidas para aqueles que, de certo modo, confiam em suas promessas e, por isso, ofertam o dízimo em sinal de reconhecimento e fidelidade para com Ele. Na campanha do dízimo deste ano de 2010 trataremos o seguinte lema, baseado no livro do Deuteronômio 26,10: “E eis que agora te trago as primícias dos frutos da terra que tu ó Senhor, me deste. Então as porás perante o Se-

nhor teu Deus, e o adorarás”. Que assim possamos meditar como anda, ultimamente, a oferta de minhas primícias a Deus. E, também, como cristão católico nos questionarmos sobre nossa intimidade no manuseio da palavra de Deus. Deste modo, reconheça a graça de Deus em sua vida, seja um fiel dizimista. O dízimo é exemplo e compromisso com Deus e com a comunidade.


4

ANO IV - Nº 41 - Setembro de 2010

JORNAL A PARÓQUIA - Informativo mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Laranjeiras - Caieiras - SP

ACONTECEU AGENDA - SETEMBRO 2010 MÊS DA BÍBLIA-CAMPANHA DO DÍZIMO 4 e 5 de setembro

Cong.Brasileiro Humanização e Pastoral Saúde 4 de setembro Sabado 9h30

Encontro dos Agentes do Dizimo - Matriz 5 de setembro Domingo 8h

Congresso Legionário - Legião de Maria -Matriz 5 de setembro Domingo 15h

Reunião da Cúria - Legião de Maria -Matriz 5 de setembro Domingo 10h30

Passeio dos Coroinhas - Atibaia-SP. 11 de setembro Sábado 15h

Formação litrurgica p/músicos - Casa de Formação 11 de setembro Sábado 22h

ECC - Baile da Amizade - M.A.C. 11 de setembro Sábado

Peregrinação a Ermida da Mãe Rainha - Morro Grande 12 de setembro Domingo 7h30

Formação Litúrgica Paroquial - Matriz 17 de setembro Sexta

Missa Aniversário-Ramo de Mães-Mãe Rainha - Com.São Luiz 18 de setembro Sábado 9h

Pastoral Criança – Pesagem - Com.São Luiz 19 de setembro Domingo 7h30 Curso de Noivos - Salão Paroquial 19 de setembro Domingo

Romaria Diocesana Santuário Atibaia - M. Rainha - Atibaia-SP. 24 de setembro Sexta 20h

Reunião Pastoral Familiar - Com.São Luiz 24 de setembro Sexta 20h

Reunião Pastoral Idoso - Com.São Luiz 25 de setembro Sábado 16h

Formação Ministros - Com. São Luiz 25 de setembro Sábado 9h

Pastoral Criança - Pesagem - Rosa Mística 26 de setembro Domingo 8h30

Retiro dos Coroinhas - Casa Formação 29 de setembro Quarta

Arcanjos-São Miguel, São Rafael, São Gabriel


JORNAL A PARÓQUIA - Informativo mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Laranjeiras - Caieiras - SP

ANO IV - Nº 39 - Setembo de 2010

LITURGIA DOUTRINA

Partilha da Palavra: Mt 18, 19-20 Jesus nos convida a oração em comum “Digo-vos ainda isto: se dois de vós se unirem sobre a Terra para pedir, seja o que for, conseguilo-ão de meu Pai que está nos céus. Porque onde dois ou três estão reunidos em meu nome, aí estou no meio deles.” Palavra do Senhor. Graças a Deus! Amados irmãos em Cristo, gostaria de partilhar a minha gratidão e alegria a Deus, por Ele me permitir esta missão, missão de anunciar a tua palavra , teu reino as tuas maravilhas. E de maneira especial, esta passagem da Sagrada Escritura. Simplesmente pelo que ela propõe a todo o povo de Deus. Vejam o que Jesus nos fala: “Se dois de vós se reunir em meu nome para pedir, seja o que for, meu Pai lhes dará.” É uma promessa que Jesus nos faz. Porém, para que essa promessa seja cumprida, devemos estar reunidos em nome de Jesus, devemos viver em comunidade, mas não bastar só estar em comunidade, devemos ser uma comunidade que reza unida. Deus jamais vai agir numa comunidade onde é cada um por si, a verdadeira oração só tem eficácia quando vem do mais profundo do coração e está em unidade por um bem em comum, que este bem alcance a muitos. Assim também é na nossa família devemos caminhar nessa direção, orar com e pelos nossos. E o que temos pedido a Deus? Quantas vezes estamos tão cheios de si, e tentamos até mesmo comprar os favores divinos, por que pagamos o dízimo por exemplo, achamos que Deus nos deve favores. Nos reunimos não por um bem em comum, muito pelo contrário olhamos somente para o nosso próprio umbigo. Pedimos à Deus

EM OUTUBRO

FESTA DA PRIMAVERA DIA 30/10 HORÁRIO: A PARTIR DAS 13h COM A CELEBRAÇÃO DA SANTA MISSA PRESIDIDA PELO NOSSO PÁROCO Pe Wagner LOCAL: CASA DE FORMAÇÃO ORGANIZAÇÃO: CATEQUESE PAROQUIAL VENHAM PRESTIGIAR A EXPOSIÇÃO DE MAQUETES, PINTURAS E DANÇAS DAS CRIANÇAS DA CATEQUESE DE TODAS AS COMUNIDADES QUE COMPÕEM A PAROQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA E AINDA BARRACAS DO PEIXINHO, BOCA DO PALHAÇO, JOGO DE LATA, PASTEL, ALGODÃO DOCE, SORVETE, BOLOS, SORVETE

coisas perecíveis, que passam, e deixamos de pedir o mais importante, que é a conversão do nosso coração pecador. Quantas vezes irmãos nos reunimos em família ou entre amigos para simplesmente massacrar alguém, para apontar o nosso dedo para o pecado do outro, precisamos rever nossos atos. Gostaria de fazer valer esta oportunidade, e como leigo, convocar a você meu irmão e minha irmã a nos unir em oração em nome de Jesus Cristo, e pedir de maneira especial pela nossa igreja, que tem sido tão atacada por oportunistas que tentam denegrir a imagem da Igreja Católica Apostólica Romana e por conseqüência colocar em questão a autoridade de nosso Papa Bento XVI, que quando se manifesta é com toda a certeza pela ação do Espírito Santo de Deus. Oremos pela vida dos sacerdotes e de todo o clero. De maneira especial por aqueles que hoje se encontram em dúvida quanto a sua vocação, ou que estão sendo atacados pelas tentações deste mundo. Oremos incessantemente pelas famílias e pelos nossos jovens, para que não se deixem seduzir pelas coisas e ideologias erradas que tenta nos empurrar goela abaixo. Que a Virgem Maria interceda sempre por nós e São Miguel Arcanjo esteja a combater a nosso favor. Que Deus nos dê a graça de quando estivermos reunidos, estejamos sempre a interceder por uma boa causa, pois somente neste intuito é que Jesus estará conosco em nossas orações e operará milagres na nossa vida. E que tenhamos sempre sede, mas muita sede mesmo desta palavra maravilhosa, que está acessível a todos sem distinção, basta querer. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

5


6

JORNAL A PARÓQUIA - Informativo mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Laranjeiras - Caieiras - SP

ANO IV - Nº 41 - Setembro de 2010

ARTIGO Antes que eles

cresçam Por: Affonso Romano de Sant’Anna Há um período em que os pais vão ficando órfãos de seus próprios filhos. É que as crianças crescem independentes de nós, como árvores tagarelas e pássaros estabanados. Crescem sem pedir licença à vida. Crescem com uma estridência alegre e, às vezes com alardeada arrogância. Mas não crescem todos os dias, de igual maneira, crescem de repente. Um dia sentam-se perto de você no terraço e dizem uma frase com tal maneira que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura. Onde é que andou crescendo aquela danadinha que você não percebeu? Cadê a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços e o primeiro uniforme do maternal? A criança está crescendo num ritual de obediência orgânica e desobediência civil. E você está agora ali, na porta da discoteca, esperando que ela não apenas cresça, mas apareça... Ali estão muitos pais ao volante, esperando que eles saiam esfuziantes e cabelos longos, soltos. Entre hambúrgueres e refrigerantes nas esquinas, lá estão nossos filhos

com uniforme de sua geração. Esses são os filhos que conseguimos gerar e amar, apesar dos golpes dos ventos, das colheitas, das notícias, e da ditadura das horas. E eles crescem meio amestrados, observando e aprendendo com nossos acertos e erros. Principalmente com os erros que esperamos que não se repitam. Há um período em que os pais vão ficando um pouco órfãos dos filhos. Não mais os pegaremos nas portas das discotecas e das festas. Passou o tempo do ballet, do inglês, da natação e do judô. Saíram do banco de trás e passaram para o volante de suas próprias vidas. Deveríamos ter ido mais à cama deles ao anoitecer para ouvirmos sua alma respirando conversas e confidências entre os lençóis da infância, e os adolescentes cobertores daquele quarto cheio de adesivos, posters, agendas coloridas e discos ensurdecedores. Não os levamos suficientemente ao Playcenter, ao shopping, não lhes demos suficientes hamburgueres e refrigerantes, não lhes compramos todos os sorvetes e roupas que gostaríamos

de ter comprado. Eles cresceram sem que esgotássemos neles todo o nosso afeto. No princípio iam à casa de praia entre embrulhos, bolachas, engarrafamentos, natais, páscoas, piscinas e amiguinhos. Sim havia as brigas dentro do carro, a disputa pela janela, os pedidos de chicletes e cantorias sem fim. Depois chegou o tempo em que viajar com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impos-

sível deixar a turma e os primeiros namorados. Os pais ficaram exilados dos filhos. Tinham a solidão que sempre desejaram, mas, de repente, morriam de saudades daquelas “pestes”. Chega o momento em que só nos resta ficar de longe torcendo e rezando muito para que eles acertem nas escolhas em busca da felicidade. E que a conquistem do modo mais completo possível. O jeito é esperar: qualquer hora po-

dem nos dar netos. O neto é a hora do carinho ocioso e estocado, não exercido nos próprios filhos e que não pode morrer conosco. Por isso os avôs são tão desmesurados e distribuem tão incontrolável carinho. Os netos são a última oportunidade de reeditar o nosso afeto. Por isso é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que eles cresçam.

geralmente é rápido. Ou seja, não há test drive de colchão e de travesseiro. Você entra na loja, senta, deita por alguns minutos e pronto. Só depois de usá-los por um tempo é que os problemas aparecem. O colchão O ideal é trocar o colchão a cada cinco anos, mas por conta do alto custo é quase impossível cumprir esta determinação. Buscar informações sobre o produto antes de comprar pode ajudar. Procure observar se o colchão se adapta bem às curvas anatômicas do seu corpo. Atualmente, já existem colchões com diferentes densidades. As pessoas mais magras e pequenas podem optar por uma densidade menor, já as mais encorpadas devem dar preferência aos de maior densidade. Um dos maiores problemas relacionados ao colchão e que pode atrapalhar a qualidade do sono são as dores. A posição de dormir pode ter grande parcela de culpa. Mudar de posição durante a noite é normal e saudável. Assim, diminui-se a pressão sobre a parte do corpo que está em contato com o colchão e com o travesseiro. De acordo com o livro Manual da coluna, dormir de barriga para baixo é contra-indicado, especialmente para quem sofre de problemas na coluna cervical. Muitas vezes esta é a causa das tensões musculares e dores de cabeça. Se esta for a posição da sua preferência tente variar colocando um travesseiro debaixo do abdômen (veja na figura). Ou então:

deite de costas por 10 minutos antes de se render à posição de costume. Vá aumentando este tempo todas as noites. Ao acordar de bruços, durante a noite, volte a deitar de costas. Veja algumas sugestões de posições para repouso que pode amenizar a dor causada pelo colchão. As ilustrações foram extraídas do livro Manual da Coluna, da fisioterapeuta Maritza Klein:

O travesseiro A escolha do travesseiro também varia de acordo com o gosto de cada um. No entanto, alguns parâmetros podem ajudar na tomada de decisão na hora da compra. Para saber qual o tipo ideal verifique se na posição lateral o travesseiro tem uma altura que preencha o espaço entre a ponta do ombro e o pescoço. Outra maneira é encostar o travesseiro em uma parede e recostar a cabeça sobre ele. Se a cabeça e o pescoço estiverem alinhados à coluna cervical significa que não estará forçando nem a coluna cervical nem a musculatura, portanto perfeito para dormir. Os travesseiros muito altos ou são indicados apenas para as pessoas idosas que sofrem de problemas respiratórios ou aquelas que já possuem alguma deformidade fixa na coluna dorsal.

Colaboração: Edna e Paulo Piovezani

SUA SAÚDE

Você dorme bem?

Macio, mais duro, alto, baixo, de mola, de espuma, antialérgico. A escolha do colchão e do travesseiro vai da preferência de cada um. No entanto, fazer uma opção errada pode comprometer a qualidade do sono e fazer mal à coluna. Passamos praticamente 1/3 da vida deitados, seja dormindo ou repousando. É nessa hora que a coluna ver-

tebral e toda musculatura do corpo relaxam, os discos intervertebrais se nutrem e se preparam para suportarmos a força da gravidade que atua sobre o corpo no decorrer do dia. Por isso, a escolha tanto do travesseiro quanto do colchão deve ser feita com bastante cuidado. Esta não é uma tarefa fácil. O processo que envolve a compra do colchão

Fonte: Livro Manual da Coluna: mais de 100 exercícios para você viver sem dor, de Maritza Klein Steffenhagen, livro A Linguagem da Saúde, de Luiz Alberto Py e Haroldo Jacques, artigo o Amigo do Sono, publicado no site da CBES – Faculdade de Saúde. Autor: Thaís Vieira e Designer: Pabla Vieira w w w. u n i m e d . c o m . b r / p c t / index.jsp?cd_canal=3436... Paula Ramos Piovezani Acadêmica em Educação Física


JORNAL A PARÓQUIA - Informativo mensal da Paróquia Santa Rita de Cássia - Laranjeiras - Caieiras - SP

ANO IV - Nº 39 - Setembo de 2010

7

PARA REFLETIR

Eloisa C. Silva Souza- Psicóloga CRP Nº100470

PSICOLOGIA

SAGRADAS ESCRITURAS

Drogas: Tem jeito de sair dessa A devoção dos Anjos Buscando prazer, por curiosidade, pelo desejo de conhecer a si próprio, a facilitação talvez da vida comunitária, como forma de protesto ou um meio de escapar às tensões psicológicas, enfim, existem múltiplas razões para se auto-destruir.

Infelizmente as drogas, cada vez mais, fazem parte da nossa realidade, encarceram os filhos, desafiam os pais tirando a paz das famílias que são dilaceradas e entorpecidas. Falar sobre o assunto requer quebrar preconceitos, rotulações e estigmas, porém é extremamente importante saber como prevenir e evitar que este problema atinja a quem amamos, nossa juventude. A informação é um passo positivo e essencial para deixar de lado os preconceitos e passar a ter uma atitude consciente e benéfica para a sua vida, família e comunidade. As drogas mais utilizadas hoje são: Crack – É subproduto da cocaína, É açucarada e parece uma bala de côco amarelada. Pode ser fumado em cachimbos improvisados com embalagens de Yakult, iorgute e latas de bebidas. Causa excitação, emagrecimento rápido e uma coceira freqüente. O usuário de Crack fica inquieto e impaciente. Cocaína – pó branco semelhante ao sal de frutas ou uma porção de maisena. É excitante, perceptível pela dilatação das pupilas

e pelo ato repetitivo de coçar o nariz. Pode ser também injetada diretamente nas narinas. Maconha – Parece uma mistura de ervas. Depois de fumar um cigarro, a pessoa relaxa, fica anestesiada. Os olhos ficam vermelhos, sente muito sono e fome. Perde o hábito de higiene. Só se torna agressivo se misturar o cigarro com bebida alcoólica. Colas – Num primeiro momento a droga causa euforia e logo depois depressão. O usuário tem jeito de que acabou de se curar de um porre. O nariz fica congestionado e os olhos com as pálpebras caídas. Pois bem, depois de conhecermos um pouco sobre as drogas mais utilizadas, é bom lembrar que o seu efeito imediato é sensação de prazer, pois o entorpecimento é a fuga da realidade que não se consegue encarar, situações que não se consegue resolver, porém após seu efeito a realidade retorna e um pedaço da vida é perdido. Lembramos ainda dos grandes males que seu uso pode fazer com a pessoa visto que exerce modificações sobre a mente humana, aparecendo em al-

guns casos como deflagradora de desordens psíquicas (mentais), bem como está associada e distúrbios como psicose e esquizofrenia. Além de causar dependência. Conversar nunca é demais: Tenha conhecimento da vida de seu filho. Observe o ritmo de vida dele: temperamento, rendimento escolar e mudanças de amigos e hábitos. Não banalize o problema. Também não é aconselhável a dramatização. Apenas encare o assunto com naturalidade. Converse sobre o assunto em casa: o que é, os males que causa. Caso seu filho seja usuário de drogas, procure ajuda especializada: um psicólogo, psiquiatra ou grupo de ajuda. Informe-se. Porém não se esqueça: Não adianta ser um pai ou mãe repressor ou liberal demais. Crianças e adolescente precisam de limites. Olhe para sua família, se está bem estruturada, pois sem estrutura os filhos não param em pé. Lembre-se: Deus nos deu filhos por presente para cuidarmos bem deles.

EXPEDIENTE Direção e Administração Paroquial: Pe. Wagner da Silva Navarro Conselho Editorial: Cido e Beth, Diogo e Danielli Dep. Comercial: Sebastião e Ana 4441-8022 Contato Paróquia: 4605-4868 Produção gráfica e editoração Calheiros e Ribeiro Serviço de Editoração Ltda - Me Projeto Gráfico e Direção de arte: Ronaldo Calheiros - 4441-3266

“A Paróquia” é uma publicação da Pastoral da Comunicação da Paróquia Santa Rita de Cássia

Anjo (mensageiro) é designação de encargo, não de natureza. “Se perguntares pelo encargo, é um anjo: é espírito por aquilo que é, é anjo por aquilo que faz. Por todo seu ser, os anjos são servidores emensageiros de Deus” (Sto Agostinho) porque contemplam “constantemente a face de meu Pai que está nos céus” (Mt 18,10). São poderosos executores de Sua Palavra, obedientes ao som de Sua Palavra (Sl 103,20). Como criaturas puramente espirituais, os anjos são dotados de inteligência e de vontade: são criaturas pessoais e imortais, superam em perfeição todas as criaturas visíveis. Cristo é o centro do mundo angélico, são seus os anjos, pois foi nele que foram criadas todas as coisas, nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis: Tronos, dominações, Principados, Potestades; “tudo foi criado por Ele e para Ele”(Cl 1, 16). São seus, mais ainda, porque Ele os fez mensageiros de seu projeto de salvação. Eles aí estão, desde a criação e ao longo de toda a História da Salvação, anunciando de longe ou de perto esta salvação e ser vindo ao desígniodivino de sua realização: fecham o paraíso terrestre, protegem Lot, salvam Agar e seu filho, seguram a mão de Abraão, comunicam a Lei por seu ministério, conduzem o povo de Deus, anunciam nascimentos e vocações, assistem os profetas, é o anjo Gabriel que anuncia o nascimento do precursor e do próprio Cristo. Desde a encarnação, até a ascensão, a vida do Verbo encarnado é cercada da adoração e do serviço dos anjos. Quando Deus introduziu o primogênito no mundo, disse: adorem-no todos os anjos de Deus (Hb1,6). O canto de louvor deles ao nascimento de Cristo não cessou de ressoar no louvor da Igreja: “Santo, Santo, Santo...” (Lc 2,14); protegem a infância de Jesus, servem a Jesus no deserto, reconfortam-no na agonia, embora tivesse podido ser salvo por eles da mão dos inimigos, como outrora foi Israel. São ainda, os anjos que “evangelizam” anunciando a boa nova da encarnação e da ressurreição de Cristo. Estarão presentes no retorno de Cristo. Do mesmo modo, a vida da Igreja se beneficia da Ajuda Misteriosa e poderosa dos anjos. Em sua liturgia, a Igreja se associa aos anjos, para adorar o Deus três vezes santo, ela evoca a sua assistência, festeja mais particularmente a memória do anjo da guarda, são Miguel, Rafael e Gabriel. Desde o início até a morte, a vida humana é cercada por sua proteção e por sua intercessão. Cada fiel é ladeado por um anjo como protetor e pastor para conduzí-lo à vida cristã, participa na fé da sociedade bem aventurada dos anjos e dos homens, unidos a Deus. “São Gabriel com Maria, São Rafael com Tobias e São Miguel com todas as hierarquias, abrí para nós todas as vias!” Por: Ana Maria Vendramini Silva Fontes: Sagrada Escritura e Catecismo da Igreja Católica


8

ANO IV - Nยบ 41 - Setembro de 2010

JORNAL A PARร“QUIA - Informativo mensal da Parรณquia Santa Rita de Cรกssia - Laranjeiras - Caieiras - SP


A Paróquia - edição 41 - agosto de 2010