Issuu on Google+

Maio/2011

SANTA QUITÉRIA

Quitéria é da cidade de Braga, da região do Minho em Portugal. Mãe: Calsia Lucia Severo. Pai: Lucio Caio Otílio Severo Ilustre nobre, pagão e idólatra. Na ocasião do nascimento,(séc.II) o pai estava viajando pela Península Ibérica com o Imperador Romano Adriano. No parto com o auxílio da criada Cilia, nasce nove filhas, isso mesmo, Quitéria e mais oito irmãs. Na época predominava muita superstição, e tal acontecimento foi interpretado como castigo dos deuses, por isso, a mãe ordenou a criada, que matasse as 9 crianças Cilia era cristã, temente a Deus, desobedece, leva as meninas até o bispo de Braga (Santo Ovídio). Ele batizou as meninas, e deu-lhes os nomes: Quitéria, Genebra, Vitória, Eufemia, Marina, Marciana, Germana, Bazília e Liberata. Pediu ajuda à várias famílias cristãs para criá-las. Anos mais tarde, o pai descobre a existência das filhas, acolhe-as em seu castelo, se impressiona com a Santa Quitéria - Madrid humildade, simplicidade e formosura delas. Mesmo reconhecendo-as como filhas, insiste para que neguem a fé cristã, renunciem à sua clandestina religião e abrace o culto aos ídolos e deuses do Império Romano. Se recusassem, o governador severamente teria que as punir, com a morte se necessário. Quitéria e as irmãs fogem e se separam nos caminhos das montanhas. Em silêncio se consagram a Deus para viver os conselhos evangélicos. Para agradar seus superiores, seu pai rapta Quitéria, a filha mais formosa e a oferece em casamento a Germano, um jovem pagão, rico e nobre, Quitéria recusa, foge para as montanhas. Otílio, seu pai, manda matá-la. Germano a encontra e com grande ódio, a decapta e a lança nas águas do rio. Quitéria foi martirizada no dia vinte e dois de maio. No séc XV foi venerada por quase toda a Europa. Nos consola nas enfermidades, socorre-nos nas perseguições Santa Quitéria e protege nossos lares, para vivermos na paz, na harmonia Alcaza de San Juan e na prosperidade. Em sua imagem vemos em uma de suas mãos a palma do martírio e na outra a Palavra de Deus. Também observamos um cachorrinho, pois, na Europa ela é também a protetora do gado nas curas da raiva, hidrofobia dos animais. Santa Quitéria, nossa querida padroeira, oremos: fortalecei nossa fé, para que sejamos perseverantes nas tribulações, para que edifiquemos a harmonia de nossos lares e para que a nossa vida seja um verdadeiro caminho Sarcófago de de serviço ao Reino de Deus. Santa Quitéria, Santa Quitéria Existe uma Basílica no estilo neo clássico Barroco de Virgem e Mártir Situado na Basílica de Co-patrona de Sorihuela del Santa Quitéria em Meca, uma pequena aldeia do Conselho Santa Quitéria em Guadalimar (Jaén, Espanha) deAlenquer, a 30 km de Lisboa. Aire Sur Adour na França.

NA PAZ DO SENHOR

Nelson Gobbo * 13/03/1927 † 10/04/2011

Valmor Cândido da Silva * 29/11/1933 † 06/04/2011

No mês de abril a Comunidade Católica de Santa Quitéria encheu-se de tristeza devido ao falecimento de duas pessoas de inestimável valor para suas famílias e para a Igreja como comunidade de fé. O senhor Valmor, pessoa muito dedicada à esposa, aos filhos, netos e amigos, exerceu por muitos anos a sua missão na Igreja como MESC – Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão, visitando os doentes com muita dedicação e carinho, e exercendo outras funções ao seu Ministério. O senhor Nelson, também foi MESC durante muitos anos, tendo se afastado deste Ministério, porém, nunca se afastou da Igreja. Todas as segundas-feiras, lá estava ele cumprindo com a sua atividade para com a Igreja, mesmo, às vezes, superando a falta de saúde oferecendo a DEUS sua enfermidade. “Um dos moradores mais antigos da Santa Quitéria, não só ajudou a fundar a igreja matriz, o Pequeno Cotolengo, mas foi perseverante na sua manutenção até o fim...não havia sol ou chuva em seu caminho”. Participava todos os domingos na Missa das 07h30min e as quartas-feiras no Coral, com o seu canto, sua voz exuberante, que encantou a muitos. Muito se poderia escrever sobre esses dois homens. Mas todos aqueles que conviveram com eles no dia a dia sabem que o desejo deles era amar e servir AQUELE que nos amou primeiro: JESUS! Só nos resta dizer um muito obrigado, grandes amigos do coração. Fica para todos nós os seus exemplos de vida muito dedicadas. E até breve, porque temos certeza que vocês estão NA PAZ DO SENHOR! Homenagem póstuma da Comunidade Santa Quitéria.

Rua Prof. Fábio de Souza, 1126 – Fone: (41) 3345-6855 – E-mail: elzamarg_quiteria@hotmail.com Site: www.paroquiasantaquiteria.com.br – ANO XXIV – MAIO/2011 – Nº 133

Maio: mês de Maria e das Mães.

Programação festiva 58 ANOS DA PRESENÇA ORIONITA NO PARANÁ Santa Quitéria - Maio 2011 “Santa Quitéria nos ensina a sermos discípulos-missionários para construirmos um mundo de paz e justiça”. Dia 1° de maio – São José Trabalhador. Bênção dos trabalhadores e da Carteira do Trabalho ABERTURADO MÊS FESTIVO. Dias 2 a 12 – Hora Santa nas famílias às 20h00. (Conforme programação, página 7) Dia 7 – Jantar em homenagem das Mães - MISQUI às 20h30min DIA 8 – Dia das Mães. Construtoras das Famílias Católicas. Homenagem as Mães, na Matriz em todas as Missas e nas Capelas. Dia 14 e 15 – Quermesse. Início às 14h00. Dia 16 – 7 anos da Canonização de Dom Orione Celebração dos 58 anos da presença Orionita no Paraná Ação de graças pelos 58 anos da paróquia. Dia 18 – Bênção dos enfermos, as 15h00 e as 19h00. Bênção da Água e do Sal Dias 02, 09, 16, 23 e 30 – Terço dos Homens. Todas as segundas-feiras, após a Missa.

TRÍDUO FESTIVO Dia 19 – Quinta-feira- Adoração e Santa Missa dos Discípulos e Missionários. 19h00 – Adoração ao Santíssimo 19h30min – Missa dos Discípulos e Missionários. Dia 20 – Sexta-feira - Santa missa dos devotos: 19h30min Bênção e Renovação das promessas do Batismo Dia 21 – Sábado - Santa missa da Família. Renovação das promessas Matrimoniais. Bênção das Famílias. 19h00 – Terço pelas Famílias. 19h30min – Missa da Família.

Mãe de DEUS!

Dia 22 – Domingo - Missa festiva 9h00 – Santa Missa Solene em Louvor a. SANTAQUITÉRIA, seguida de procissão. 12h00 – Almoço 28 e 29/05 – Fechamento do mês de Maio com a Coroação de Nossa Senhora em todas as Missas.

“A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em DEUS, meu Salvador” (Lc 1,47). DISTRIBUIÇÃO

1° de maio de 2011. Alegremo-nos com a beatificação do Papa João Paulo II. No dia 1° de maio, Bento XVI beatificará João Paulo II. Será o primeiro papa a ser beatificado pelo seu sucessor. “A Igreja de hoje não precisa de cristãos em tempo parcial, ma sim de cristãos em tempo integral!”. “A vocação do cristão é a santidade, em todo momento da vida. Na primavera da juventude, na plenitude do verão da idade madura, no outono e no inverno da velhice e finalmente, na hora da morte”, são palavras de João Paulo II. João Paulo II rogai por nós.

GRATUITA!!!

Esse Boletim não pode ser usado como meio para pedir DOAÇÕES.

Se alguém fizer isso, denuncie.


Maio/2011

Santos e Santas da Igreja do Senhor “Quando a tua alma sentir o peso da vida, o cansaço da caminhada, ou a saudade de Deus deixe que os moradores do Céu lhe falem ao coração”.

SÃO JOSÉ, OPERÁRIO DIA DO TRABALHO 01 DE MAIO Desejoso de eliminar o caráter revolucionário do "Dia do Trabalho", feriado civil comemorado em muitos países do mundo a 1° de maio, o Papa Pio XII resolveu transferir para esse dia a festa do Patrocínio de São José, anteriormente celebrada no mês de abril. De fato, em São José se harmonizam perfeitamente duas condições muito diversas, a de Príncipe da Casa de Davi e a de operário; e assim também, numa sociedade cristã, devem conviver, harmonicamente e sem conflitos, pessoas de classes sociais distintas, todas colaborando entre si na prática das virtudes cristãs da justiça e da caridade.

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA 13 DE MAIO Em Portugal e em todos os países do mundo, particularmente no Brasil, temse criado, no decorrer da história, fortes raízes à devoção a Nossa Senhora de Fátima. O início e características desta devoção muito de semelhante à de Nossa Senhora de Lourdes. Como em Lourdes, Nossa Senhora que se dignou comunicar à menina Bernadete de Soubirous, hoje santa canonizada pela Igreja, Maria Santíssima em Fátima apareceu no ano de 1917 por diversas vezes às três crianças: Lúcia de Jesus dos Santos e seus primos Francisco e Jacinta Marto. Entre Lúcia e Nossa Senhora estabeleceu-se diálogo com duração de dez minutos. Jacinta via Nossa Senhora e ouvialhe as palavras dirigidas

São Luís Orione, o Santo do nosso tempo!!

Nós filhos da Divina Providência estamos em festa, pois fazem sete anos que a Igreja elevou à honra dos altares nosso pai fundador, São Luís Orione; que somente tinha os olhos voltados para o Senhor e para o próximo. A sua vida foi pautada pela boa vivência dos ensinamentos do Senhor. Neste sentido, crescia em santidade e em grande desejo de se doar inteiramente aos mais pobres. Em 13 de abril de 1895, realiza-se o seu grande sonho que era ser sacerdote do Senhor fazendo da sua vida uma oferta de caridade à humanidade inteira. Com o grande apelo inspirado pelo Senhor e por intercessão de Nossa Senhora, inicia a Pequena Obra da Divina Providência, com o desejo de ensinar e conduzir o povo à Igreja, e assim restaurar tudo em Cristo. Na ocasião de sua canonização, o saudoso papa João Paulo II, o chama de 'apóstolo da caridade'. São Luís Orione nos ensina a viver a caridade num mundo em que essa virtude parece ser banalizada. Nós religiosos e toda família orionita somos convidados a buscar no dia-a-dia a vivência do grande ensinamento que ele nos deixou: “Só a caridade salvará o mundo”. No Dia de sua canonização o Superior Geral Dom Roberto Simionato nos exortava dizendo, “olharão para ele e olharão para nós”. Portanto, somos impelidos a dar continuidade à sua missão na realidade em que estamos inseridos. Pedimos então a bênção do nosso santo fundador, e que ele possa sempre estar abençoando a nossa família religiosa e toda a Igreja do Senhor. “Ave Maria eAvante”. São Luís Orione, rogai por nós! Cl. Anderson C. Rodrigues, Cl. Carlos Santos da Silva e Cl Rui Pedro Fernandes Nobre

a Lúcia; Francisco via apenas a Aparição, sem, porém, ouvir coisa alguma, apesar de se achar na mesma distância e possuir ótimo ouvido. No dia 27 homenageamos Nossa Senhora com o título de Nossa Senhora Auxiliadora.

SÃO IVO 19 DE MAIO É um dos mais populares santos da Bretanha. Pode-se dizer que toda a sua vida foi dedicada à prática da virtude da Justiça, como advogado e depois como sacerdote e juiz eclesiástico. Atendia gratuitamente aos pobres e desvalidos e davalhes orientação jurídica segura para que seus direitos fossem respeitados. Faleceu aos 50 anos, e já em vida gozava de fama de grande santidade. Era conhecido como “O advogado dos pobres”. É padroeiro dos advogados e dos juízes. Colaboração: Márcia Ayduki

Ascensão do Senhor “Na Festa da Ascensão do Senhor lembramos que nosso DEUS é um DEUS de promessas que se cumprem: prometeu que ressuscitaria e o fez, que seria elevado e nos mostra isso hoje, que nos enviaria o Paráclito e também o cumpre. Em síntese: um DEUS poderoso, vivo e imortal. Ao subir aos céus o faz deixando aos discípulos a tarefa da Evangelização dos povos, do anúncio da penitência e do batismo com água em nome da Trindade. Como se quisesse nos recordar que a sua subida aos céus foi uma conseqüência da sua fidelidade ao Pai. Assim sendo, todos nós, para termos o mesmo destino glorioso temos de nos esforçar no cumprimento do mandato evangelizador: “Sede minhas testemunhas!” Não fiquemos como os discípulos, boquiabertos com a cena. Ao olhar para os céus, narremos aos homens de hoje a glória de DEUS com nossas ações de justiça. A Ascensão de CRISTO é a ascensão de todo o ser humano. É a etapa definitiva da história de todos nós Paulo já dizia que devemos buscar as coisas do alto, isto é, a realidade transcende que define nossa real existência, isto é, DEUS. O objetivo de toda criação e de todo o mistério da vida de CRISTO é o céu onde Ele está. O céu, porém, não é um lugar, mas uma experiência plena do Amor, que é o próprio DEUS. A Ascensão de JESUS nos ensina a fazer dEle o Senhor da nossa Vida e a levar em frente sua missão”.

FINAL DE SEMANA DA PARTILHA: 07 e 08 de MAIO de 2011. Partilhar é um gesto de amor ao próximo. Doe um pouco do que você tem a quem nada tem. SEJA GENEROSO(A)!

Maio/2011

RELAÇÃO DAS FAMÍLIAS PARA HORA SANTA – MAIO 2011 “Bem aventurada aquela que acreditou” (Lc 1, 45). Queridos irmãos e irmãs que a paz do CRISTO Ressuscitado encha de luz a vossa vida, a vossa casa e todos os que o rodeia. Ao chegarmos mais uma vez no mês de maio entramos em clima de festa. Ainda é Páscoa e no mês de Maria temos a festa de nossa padroeira. Para engrandecer ainda mais são 7 anos da canonização de Dom Orione. Ao começarmos este mês o papa Bento XVI beatifica o papa peregrino João Paulo II. Vamos nos alegrar. Festa é o maior exemplo da presença de Deus. Nossa Paróquia chega a 58 anos de vida com união, com muito trabalho e fé. Graças a Deus nossa vida de Pastoral está em ebulição, nossa comunidade vive em estado de missão permanente. Formação de discípulos e missionários de cada dia deve ser continuada, permanente. Caridade que não deve fechar as portas nunca (D. Orione). Não nos esqueçamos, estamos em tempo de Páscoa, tempo do Espírito Santo e da “Esperança, a vida venceu a morte (Lc 24,34). Verdadeiramente o Senhor Ressuscitou”. Anunciamos Senhor a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Pe. Everson - Pároco

DIA 02 DE MAIO – SEGUNDA-FEIRA SETOR: 33 A1 FAMÍLIA: ILDA RODRIGUES DE SOUZA Rua Dedé Mocelin, 188. Próx. à rua João Chiminazzo SETOR: 12 FAMÍLIA: JOSÉ AIRTON e AVANI Rua Ulisses Vieira, 1410. Entre ruas Capiberibe eAirton Plaisant. SETOR: 31 A1 FAMÍLIA: SEBASTIÃO e GERTRUDES Rua Reinaldo Pazello, 2645. Entre ruas Herbert Neal e João Scuissiatto SETOR: 37 - COTOLENGO FAMÍLIA: MARIA DO ROCIO Rua Claudio da Luz Reis, 562. Esquina com a rua Pedro Biernaski SETOR: SERRA DOURADA FAMÍLIA: RUBIANA e ROBISON Rua Rezala Simão, 990 – Bloco 06 –Apto. 13 DIA 03 DE MAIO – TERÇA-FEIRA SETOR: 32 – CJ. BURITI FAMÍLIA: MÁRCIA e FLÁVIO Rua Iris Antonio de Campos, 250 - Bl. 25 - Ap. 103 SETOR: 02 FAMÍLIA: MARIA DA CRUZ Rua Joaquim Caetano da Silva, 879. Entre ruas Dom Orione e Prof. Fábio de Souza SETOR: 08 FAMÍLIA: REGINA C. DE OLIVEIRA Rua Divina Providência, 848. Entre ruas Dom Orione e Pretextato T. Ribas SETOR: 26 FAMÍLIA: GENALVA ELIAS Rua Vieira Fazenda, 105. Entre ruas Luis Delfino e José J. Biscaia SETOR: ILHA DO SOL FAMÍLIA: OLIVINA e TALITA R. FERNANDES Rua Nicolau Latchoc, 55 Bl. 04Ap. 11. DIA 04 DE MAIO – QUARTA-FEIRA SETOR: 19 FAMÍLIA: SANTA BROLEZE Rua Francisco Klemtz, 621. Entre ruas Prof. Fábio de Souza e Carlos Dietzch SETOR: 23 FAMÍLIA: FERNANDA SAPAGE Rua Maria de Campos, 246. Entre ruas Alberto Klemtz eAristides P.da Cruz SETOR: 27 FAMÍLIA: SEBASTIANA DE SOUZA Rua Eleusina Plaisant, 723. Entre ruas Ulisses Vieira e Reinaldo Pazello SETOR: 36 A1 FAMÍLIA: JOSÉ e NEIDE Rua Lello Marchine, 14. Entre ruas Waldemar Cavanha e Rosa Leonardi SETOR: 07 FAMÍLIA: MARISE QUEIROS Rua João Alencar Guimarães, 840. Entre ruas Dom Orione e Pretextato T. Ribas

DIA 05 DE MAIO – QUINTA-FEIRA SETOR: 17 FAMÍLIA: MÁRCIA M. WOJCIK Rua Vieira Fazenda, 919. Entre ruas Pretextato T. Ribas e Pretextato T. Jr. SETOR: 04 FAMÍLIA: EDIR M.GADOTTI DE LARA Rua Pretextato Taborda Jr., 697. Entre ruas Ulisses Vieira e Reinaldo Pazello SETOR: 15 FAMÍLIA: SILVIA e ANTONIO RUSSO Rua Joaquim Caetano da Silva, 375 Esquina com a rua Jornalista JoséA. Gummy SETOR: 30 FAMÍLIA: NERY e TEREZINHA ARRUDA R. Prof. Brasilio O. da Costa, 2904. Final da Rua SETOR: 13 FAMÍLIA: MARTIN e SIRLEI TOKARSKI Rua Professor Brasilio O. da Costa, 1214. Entre ruas Arthur Bernardes e Cel.Airton Plaisant DIA 06 DE MAIO – SEXTA-FEIRA SETOR: 28 FAMÍLIA: SÔNIA e MANOEL GRACIA Rua João Scuissiatto, 180. Entre ruas Júlio E.Gineste e JoãoA.Guimarães SETOR: 10 FAMÍLIA: MARCO e SALETE Rua Major F.Gomes, 56. Entre ruas Av. Arthur Bernardes e Cel.Airton Plaisant SETOR: 05 FAMÍLIA: MARIA LEDIR, KARINA e ANDRELINO Rua Curupis, 821. Entre ruas Divina Providência e Major F. Gomes SETOR: 26 A1 FAMÍLIA: LUCIA BLICHARSKI Rua Prof. Fábio de Souza, 260. Entre ruas Jorn. Caio Machado e Delegado Trindade SETOR: 25 FAMÍLIA: PAULO e NILZETE Rua Eleusina Plaisant, 1106 – casa 03. Entre ruas Irati e Rezala Simão DIA 09 DE MAIO – SEGUNDA-FEIRA SETOR: 18 FAMÍLIA: CEDOLINA e NALDIR Rua Professor Fábio de Souza, 1652. Entre ruas Pinheiro Guimarães eAmadeuAmaral SETOR: 09 FAMÍLIA: ENI MACEDO PEREIRA Rua Curupaitis, 898. Entre ruas Major F.Gomes e Júlio E.Gineste SETOR: 31 A2 FAMÍLIA: SALES e LUCIA Rua Major França Gomes, 1534. Esquina com a rua Manoel Diniz SETOR: 35 FAMÍLIA: LEONILDA DA COSTA Rua Roberto Christensen, 133. Em frente à Escola Logus SETOR: 14 FAMÍLIA: JOÃO LUIZ e CELINHA CORDEIRO

Rua Bocaiúva, 391 - Sob. 01. Em frente à Praça DIA 10 DE MAIO – TERÇA-FEIRA SETOR: 33 A2 FAMÍLIA: AFONSO e ELIANA DE CASTRO Rua Antonio Paulino T. de Freitas, 64 SETOR: 29 FAMÍLIA: MARLENE e WILSON Rua Júlio Eduardo Gineste, 1409. Entre ruas Herbert Neal e Manoel Diniz SETOR: 11 FAMÍLIA: PAULO e VALDIRENE Rua Capiberibe, 716. Entre ruas Prof. Brasilio O. da Costa e Ulisses Vieira SETOR: CONJ. FREI MIGUEL FAMÍLIA: HÉLIO e NAIR Rua AmadeuAmaral, 1750 – bloco 09 – apto. 13 DIA 11 DE MAIO – QUARTA-FEIRA SETOR: 01 FAMÍLIA: VANY CHATAGNIER LEITE Rua Prof. Brasilio O. da Costa, 1967. SETOR: 34 FAMÍLIA: CIRLENE e JOSÉ SANTOS Rua Herbert Neal, 75. Entre ruas João Aguida e João G. dos Santos SETOR: 21 FAMÍLIA: NILSON e REGINA Rua Dom Orione, 1674. Entre ruas Agostinho Merlin e Carlos Dietzch SETOR: 36 A2 FAMÍLIA: JULIA e ELIAS Rua Nova América, 567. Próximo à rua Rio do Sul FAMÍLIA: LUIZ ALBERTO (Betino) e MARIA ELIZABETE R.Almir Nelson deAlmeida, 281 -Ap. 26 - Bl.A-3. DIA 12 DE MAIO – QUINTA-FEIRA SETOR: 06 FAMÍLIA: MANOEL e ALBA T. DOMINGOS Rua Júlio Eduardo Gineste, 559. Entre ruas Prof. Fábio de Souza e Curupis SETOR: 20 FAMÍLIA: ARMINDO e ROSEMA Rua Cap. Ten. Maris de Barros, 837. Próximo à Rua Prof. Fábio de Souza. SETOR: 16 FAMÍLIA: VALTER E ENEDIR Rua Capiberibe, 1515. Entre ruas Agostinho Merlin e Francisco Klemtz SETOR: 03 FAMÍLIA: DONA JUREMA e FAMILIA Rua João Batista Colin, 197. Entre ruas Dom Orione e Prof. Fábio de Souza SETOR: 22 FAMÍLIA: ANÉZIO e CLEUZELY Rua Antonio Lima Castro, 346 - casa 2 - fundos. Entre ruas Alberto Klemtz e José de M. Castro SETOR: 38 FAMÍLIA: NEWTON GENER e CRISTINA Rua Dionira Moleta Klemtz, 201 – casa 40. Condominio Paraíso das Flores. Ao lado do Posto Petrobras.

DEUS É FIEL “É fiel o DEUS que vos chamou à comunhão com seu Filho, JESUS CRISTO, nosso Senhor” (1Cor 1,9).

De uns tempos para cá vem crescendo o número de adesivos, letreiros, pregações com o título: Deus é Fiel! Essa expressão é usada à exaustão. Tente contar o número de carros que desfilam por nossas cidades com grandes adesivos com essa frase – será tarefa difícil. O Salmo 116 diz: “Louvai o Senhor todas as nações, louvai-o todos os povos, porque sem limites é a sua misericórdia para conosco, e eterna a fidelidade do Senhor”. Não há dúvidas da fidelidade e o amor de DEUS para conosco, porém, o que poucas pessoas sabem é que existe uma razão mercantil por trás da repetição sucessiva dessa frase. Esse conceito transformou-se num slogan publicitário. As igrejas evangélicas, em sua maioria, quando fazem campanhas para arrecadar fundos, vinculam a fidelidade de DEUS para aqueles que forem generosos em suas doações. Nos inúmeros programas televisivos comandados por essas igrejas é comum ouvirmos: - Quanto mais generoso você for, mais DEUS irá te recompensar. Ou seja, nesse tipo de pregação fica claro que DEUS se vê obrigado a retribuir a oferta que fazemos. Da mesma forma que nós fomos fiéis no pagamento do dízimo ou fizemos boas doações, Ele não poderá nos desamparar. Uma simples frase, cheia de sentido bíblico, convertida numa forma de “arrancar” dinheiro. É uma pena ver a Palavra de DEUS sendo manipulada e interpretada de forma errônea para favorecer interesses gananciosos de alguns líderes religiosos. DEUS de fato é fiel ao seu projeto de amor para conosco, mas nossa contribuição não fará Dele mais ou menos fiel. Com DEUS não existe barganha, nossa oração, boas ações, doações devem ser em reconhecimento de sua bondade e nunca na espera de se conseguir algo em troca. Todas as vezes que agimos assim, damos testemunho de que ainda não conhecemos quem é verdadeiramente DEUS: Amor! “DEUS é fiel, e não permitirá que sejais provados acima de vossas forças. Pelo contrário, junto com a provação Ele providenciará o bom êxito para que possais suportá-la” (1Cor 10,13). Pe. Luís Erlin é missionário claretiano, formado em Filosofia, Teologia e Jornalismo. (Fonte: Revista Ave Maria, janeiro/2011, pg. 12).

Peças MDF em promoção Dia das Mães

3274-7444 / 8401-8884 R. Joaquim Caetano da Silva, 407, Santa Quitéria - Curitiba - PR marinesgobbo@yahoo.com.br Orkut: Mari Gobbo Artes


Maio/2011

CANTINHO DA CRIANÇA Leia a história de Santa Quitéria, depois complete com as palavras em negrito a cruzadinha abaixo.

__ __ S __ __ __ __ A __ __ N __ __ __ __ __ __T __ __ __ __ __ A __ __ __ __ __ __ __ __ Q __ __ __ __ __ __ U __ __ __ __ __ __ __ __ I __ __ __

__ __ __ __

__ __ __ T __ __ __ __ __ E __ __ __ __ __ __ __ __ R __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ I __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ A __ __ __

A.A. (Alcoólicos Anônimos) Um caminho rumo à liberdade!

Em 05/03/1934 foi fundado o Grupo Sobriedade, anexo às dependências da Igreja Santa Quitéria. São 27 anos salvando vidas. As reuniões dos Alcoólicos Anônimos podem ser assistidas por pessoas não alcoólicas, familiares e amigos que queiram conhecer melhor a programação dosAlcoólicosAnônimos. O grupo agradece a todos os párocos que ao longo desses anos colaboraram para que a mensagem fosse divulgada a comunidade. Nossas reuniões de recuperação são 3ª feira e 5ª feira, às 20h00. Procuramos cultivar a virtude da humildade. Aguardamos a sua visita!

ESCRITÓRIOS DE SERVIÇOS LOCAIS DE ALCOÓLICOS ANÔNIMOS CENSAAPAR Avenida Vicente Machado, 738 Sobrado 1 - CEP 80420-011 Fone: (41) 3222-2422 Curitiba - PR www.aslcoolicosanonimos-pr.org.br

AÇÃO ENTRE AMIGOS EM PROL DO TEATRO DO JUC Contemplado: GRUPO DE COROINHAS Bnilhete Nº 0069

“Abrir os olhos.” O texto de Marcos, Capítulo 8, versículos de 22 a 26, narra a cura do cego de Betsaida. Podemos correr o risco de uma leitura que não vê nada além do que mais uma cura de Jesus. No entanto, o texto, sendo teológico, não quer nos informar algo que Jesus realizou, pois os evangelhos não são biografias, ou reportagens sobre a vida de Cristo, mas sim um relato inspirado pelo espírito, composto dentro de uma comunidade determinada, para ajudá-la a crescer na Fé. Neste sentido o texto também, pode nos ajudar a crescer por quanto formos Sociedade de São Vicente de Paulo. Na realidade, todos nós somos cegos até o nosso encontro com Jesus Cristo. Muitas vezes olhamos, procuramos, mas não vemos nada em diferenças. Não

enxergamos a realidade, não captamos em profundidade, nem o sentido dos fatos e acontecimentos. A cegueira nos impede de fazer a experiência da intimidade, do estar “com o nosso próximo” e, em certas situações, podemos estar diante de uma cegueira social que nos impossibilita ver as reais necessidades dos menos favorecidos, até mesmo dificultando sua inclusão na sociedade. Jesus para curar o cego, retira-o do meio do povo, cospe na terra e passa aquilo em seu olho. A princípio o cego não enxerga nitidamente, pois só “vê os homens como se fossem árvores andando”. Somente depois que Jesus coloca as mãos sobre seus olhos, ele passa a ver claramente. Jesus o devolve à sua casa, mas o proíbe de voltar ao povoado ou aldeia. Nós já paramos para pensar em porque, Jesus retira o cego do povoado e o proíbe de voltar? Muitas vezes as pessoas, as cidades, os lugares são de visão curta e limitada, do olhar estreito, lugar onde, no máximo as pessoas preocupam-se com o seu dia a dia com seus trabalhos, e seus afazeres. O encontro com Jesus cura a cegueira e possibilita uma visão ampla, larga e sem horizontes.

Jamais alguém cujo encontro abriu-lhe as portas para uma nova forma de ver, poderá voltar ao sistema antigo da aldeia ou povoado. No entanto a cura é processual. O cego não vê nitidamente desde o primeiro momento. Podemos nos perguntar se, enquanto somos e pertencemos à Família Vicentina, temos nos empenhado o suficiente, para com nossos irmãos menos favorecidos? Temos enxergado para alem das fronteiras, e enxergado as reais necessidades deles? Ou temos permanecido com uma visão, mínima e limitada com muito poucas ações em prol deles e do seu mínimo bem estar. Jesus quer e nos pede sempre, não só como Vicentinos, mas sim como um todo a abraçarmos esta causa e permanecermos sempre disponíveis para com nosso próximo. Convite venha fazer parte de nossa conferência do bem, sendo um dos nossos Vicentinos, participando de nossas reuniões. Maiores informações através dos telefones 32281032, ou 91757205 ou ainda em nossa secretaría através do 33456855. Louvado Seja o nosso Senhor Jesus Cristo, e que sua Paz esteja sempre com todos nós. Amém.

ENCONTROS DE ORIENTAÇÃO PARAPSICOLÓGICA Muitas vezes as pessoas têm ações e reações que as fazem questionar. “Ah! Não LOCAL era isso que eu queria dizer!...”Não era isso que eu queria fazer!...” Que força estranha é Sala de vídeo da Paróquia Santa Quitéria Parapsicólogos: Germano Pereira de Melo e Ignez Ditzel essa que faz dizer ou fazer o que não quer? Algumas vezes ficamos sabendo de acontecimentos estranhos com pessoas Entrada franca – Todos estão convidados. calmas, que têm atitudes de violência, como por exemplo, agressões verbais e até físicas em ambientes públicos e familiares? E depois de passado o momento de raiva, essas mesmas pessoas se perguntam: “Por que eu fiz isso?” “Onde eu estava com a cabeça?” BALANCETE MARÇO/2011 Isso acontece porque o comportamento das pessoas está relacionado com duas funções mentais: o consciente e o subconsciente. O consciente é a mente racional, e o subconsciente é a mente irracional. O ideal é o consciente comandar o subconsciente, mas quando ocorre o inverso, as pessoas muitas vezes se deixam levar por atitudes irracionais. Ao estudar as funções da mente humana você aprenderá a desvendar os encantos que existem no consciente e nas profundezas do seu subconsciente, acionando sua sabedoria interior. Aprenderá que há programações positivas, que devem ser cultivadas, e programações negativas que devem ser reprogramadas. Apesar de este ser um tema que está sendo enfatizado na atualidade, ele é muito antigo. Vários dos grandes inventores e de grandes vultos da história já tinham descoberto esse potencial que há no subconsciente e os usavam a seu favor. Participando das palestras você pode compreender que o seu passado é a sua história de vida, o seu presente é para ser vivido com sabedoria, para ter uma vida e um futuro feliz.

PARÓQUIA SANTA QUITÉRIA

DATAS PARAO MÊS DE MAIO DE 2011 05/05/2011 – quinta-feira das 14h30min às 15h30min 16/05/2011 – segunda-feira das 20h00 às 21h00

Maio/2011

O SACRAMENTO DA EUCARISTIA

Segundo o Catecismo da Igreja Católica, a Eucaristia é fonte e ápice da vida eclesial. A Eucaristia é “fonte de toda a vida cristã”. “Os demais sacramentos, assim como todos os ministérios eclesiásticos e tarefas apostólicas, se ligam à sagrada Eucaristia e a ela se ordenam. Pois a Santíssima Eucaristia contém todo o bem espiritual da Igreja, a saber, o próprio Cristo, nossa Páscoa”. “A comunhão de vida com Deus e a unidade do povo de Deus, pelas quais a Igreja é ela mesma, a Eucaristia as significa e as realiza. Nela está o clímax tanto da ação pela qual, em Cristo, Deus santifica o mundo, como do culto que no Espírito Santo os homens prestam a Cristo e, por ele, ao Pai”. Finalmente, pela Celebração Eucarística já nos unimos à liturgia do céu e antecipamos a vida eterna, quando Deus será tudo em todos. Em sua palavra, a Eucaristia é o resumo e a suma da nossa fé: “Nossa maneira de pensar concorda com a Eucaristia, e a Eucaristia, por sua vez, confirma nossa maneira de pensar” (Sto. Irineu). A entrega de Jesus ao sacrifício expiatório da cruz revela-nos que diante da iminência de sua morte, Jesus manifesta uma inquebrantável confiança no triunfo de Deus, e expressa sua confiança com a imagem do banquete que na Bíblica simboliza com frequência a alegria final dos eleitos; e neste contexto indica a comunhão perfeita dos discípulos com seu Senhor e com o mesmo Deus: “Não beberei mais deste fruto da vinha até o dia em que o beberei de novo convosco no Reino de meu Pai” (Mat 26,29). Lembrando, ainda, de nosso saudoso Papa João Paulo II, podemos com ele afirmar: “A Eucaristia é o Céu na Terra!” (elaborado com base no Catecismo da Igreja Católica e na Edição de Estudos do Novo Testamento da EditoraAve Maria) Colaboração: Júlio Cesar Bera (MESC)

O BATISMO DE NOSSAS VIDAS A PASSIVIDADE DO CATÓLICO – PARTE 4 Depois dos últimos acontecimentos, estive refletindo sobre a morte como expiação dos pecados, próprios e alheios. Estranho para alguns, mas é algo presente no Evangelho e sem esse fato nossa fé seria sem sentido: a morte de um Justo pelos pecados de tantos. O problema é que a violência diária tem se espelhado na frase, porém de interpretação às avessas, isto é, a morte de tantos como justificativa de purificação de um só, mesmo que venha acompanhada de uma carta aos céus solicitando o prévio perdão de Deus, quando não, justificando o assassínio como um mandado de Deus! Não me refiro só sobre o grave incidente na escola do Rio de Janeiro ocorrido em 31/03/2011 e do julgamento imediato e análises prontas a justificar tal ato, mas também dos conflitos em todos os cantos do planeta. Guerras injustificadas com o escopo de manter a paz mundial e o bem estar de seus cidadãos! Acredito que o homem já tenha aprendido com cruzadas e duas guerras mundiais que não existem guerras santas e vencedores diante da morte de outro ser humano. Quem mata o semelhante mata à Deus (Gn 1, 27). De outra parte, nossa limitação está justamente no fato de que morremos, que é muito pior para quem fica, principalmente se a fé falha. Seja de forma abrupta como num acidente, ou num minguar da vida em doenças graves, o crepúsculo da vida acontece e temos de aceitálo. Do ponto de vista de quem vai, aceitar seus limites será mais fácil quando o corpo se alinhar com o consciente e perceber o ocaso como num desmanchar de um carro velho. Nesse ponto o espírito se acalma e a religiosidade aflora. Para quem fica, é preciso perceber que a vida nossa de cada dia atinge a plenitude ao final de nossa caminhada terrena, não antes disso. Independente da situação, é dificil encontrar alguém que passe incólume à dor da separação eterna. Que as terapias modernas funcionem ou não depende da situação e condições desse ou daquele tratamento, porém é preciso aprender a velar e passar por aqueles que nos deixam. Não adianta esconder ou iludir-se com a morte. Muitas vezes em momentos de comoção geral tende-se a mostrar somente o entorno, mas não a perda em si. As dores são superadas quando entendidas. Então choremos nossos falecidos quando for o tempo de chorar por eles, para então levantar no próximo dia com a

Paróquia Santa Quitéria - MISQUI INFORMA ®

SHALOM ARQUIDIOCESE DE CURITIBA

JANTAR DANÇANTE BENEFICENTE EM HOMENAGEM ÀS MÃES

DIA: 07 DE MAIO DE 2011 HORÁRIO: 20h30min • LOCAL: Salão Paroquial Cardápio: Arroz branco, Arroz à Grega, posta, galeto, linguiça, farofa, purê e saladas. Preço por pessoa: R$ 25,00 – Haverá Sorteio de Brindes Animação: Grupo musical “Os Brasas” A renda será revestida em benefício do CEIDO - Centro de Educação Infantil Dom Orione. Adquira o seu convite com antecedência, na secretaria paroquial. coragem necessária e ir em frente. O católico não pode ser passivo diante da morte pois deve enxergar nela a ressurreição. (Jo 11, 25). (Fonte: Bíblia de Jerusalém, Ed Paulus, 2008; O Poder do Mito, Joseph Campbell, com Bill Moyers, Ed. PalasAthena, 1990). ESTE TEXTO É DEDICADO AO SR. NELSON GOBBO QUE FEZ SUA PÁSCOA NO DIA 10/ABRIL/2011. ATIVO PARTICIPANTE NOS SERVIÇOS PAROQUIAIS DESDE A MUITO TEMPO; EXEMPLO PARA OS MAIS JOVENS E PARA AQUELES QUE ESTÃO DESANIMADOS, POIS EM SUA ÚLTIMA MISSÃO COMO PARTE DO CORO NA PRIMEIRA DAS MISSAS AOS DOMINGOS, NÃO ECONOMIZOU SUA POTENTE VOZ PARA LOUVAR AO SENHOR, ATÉ OS ÚLTIMOS DIAS QUANDO ESTEVE CONOSCO. QUE DEUS LHE DÊ O DESCANSO ETERNO, QUE A LUZ PERPÉTUA O ILUMINE, DESCANSE EM PAZ. AMÉM. Para refletir: Se Deus me ama, então aceito a morte? Se amo a Deus, então aceito a morte? Em Junho: Apassividade do católico – parte 5 INSCRIÇÃO: Para a realização do batizado é necessário inscrever-se antecipadamente e apenas na secretaria paroquial portando, preferencialmente, documentos que identifiquem os pais, os padrinhos e o batizando. Por favor observe que: os padrinhos que forem escolhidos devem ter o sacramento do matrimônio, e caso não sejam casados (caso de irmãos, amigos) que tenham recebido o Crisma. Maiores informações diretamente na secretaria paroquial. Giorgio de Luca - Pastoral do Batismo (batismosantaquiteria@gmail.com)


Boletim Paroquial Maio 2011