Issuu on Google+

EDIÇÃO 78

ANO 2014

facebook.com/quartaordinariaoficial

de 21 à 27 de Maio

QUEM É

PEDRO KAKÁ? ENTREVISTA ORDINÁRIA

CULINÁRIA

TRABALHO

HOMENAGEM

POLÍTICA

TORRESMO

VAGAS

SELO BARRICHELO

RUMO A 2016

Não tem dinheiro pra pedir uma porção de fritas ou salame? Quer sofrer um infarto antes dos 40, então prepare um torresmo frito na banha.

Depois da publicação da faixa de ‘ ’a g r a d o’’ a o p re f e i t o S a u l o Benevides, a prefeitura de Ribeirão está contratando 120 agradadores do chefe do executivo.

Após entregar os uniformes com 3 anos de atraso, a administração petista ganha selo Rubinho de Administração.

Pensando em 2016, o ex-prefeitop Clóvis Volpi tem se articulado em busca de um vice. Paulão é o mais cotado, já que o moço tem grande intimidade com as ruas de Ribeirão PÁGINA 14

PÁGINA 459

PÁGINA 15

PÁGINA 13


2

RIO GRANDE DA SERRA

COMBATE AO RACISMO

Ainda hoje me pergunto como é possível vivermos em um mundo tão desenvolvido tecnologicamente e ao mesmo tempo tão discriminatório e racista. Sei que o racismo é mundial. Ocorre em todos os cantos do planeta e não existe uma nação sequer que possa se considerar livre do racismo. Infelizmente. Respondo a mim mesmo acreditando que ninguém nasce racista. Portanto o racismo é fruto do meio. É processo. É educacional. E, muitas vezes, institucional. No Brasil da miscigenação, no Brasil da diversidade cultural, no Brasil democrático e transparente, é possível identificar claramente a presença da segregação racial. O mercado de trabalho é um exemplo latente de desigualdades, tanto racial, quanto de gênero. At e n d o - m e s o m e n t e à situação dos negros e negras na sociedade, ressalto que, entre as principais discriminações sofridas no mercado de trabalho, está o acesso ao emprego, uma vez que muitas empresas com bons salários e benefícios não contratam negros ou, quando o fazem, são para os postos menos qualificados e com menores remunerações. Há setores que são caracterizados por serem menos 'avançados' tecnologicamente, exigindo ainda um trabalhador com habilidades manuais ou com trabalhos que exigem menor capacitação, pois quanto mais 'nobre' o trabalho, menor a representação de negros e negras.

Segundo o Dieese, considerando diferentes ramos de atividades, a proporção de pretos e pardos ocupados é maior nos ramos agrícola, construção civil e prestação de serviços, enquanto os brancos estão mais presentes na indústria de transformação, no comércio de mercadorias, na área social e na administração pública . Quanto à posição ocupada no trabalho, 13,7% dos pretos e 9,1% dos pardos trabalham, por exemplo, em serviços domésticos, enquanto a proporção de brancos na mesma posição é de 6,3%. Por outro lado, em regime estatutário e como empregadores, há mais brancos (7,3% e 5,8%, respectivamente) do que pretos (6,1% e 1,3%) e pardos (5,3% e 2,3%). E os números não mentem. Acertadamente o governo

O BOM DE TOCAR EM RIO GRANDE É QUE A GENTE ECONOMIZA NA MÁQUINA DE FUMAÇÃ

Mas para se chegar até aqui muito trabalho foi necessário e muito suor e sangue foram derramados. Mas essa é a gênese da espécie humana: lutar para conquistar. Vale ressaltar que fui o primeiro negro a presidir a CUT e, já no meu discurso de posse, enfatizava a necessidade de atuarmos sobre a questão racial. Hoje, como parlamentar, tenho a oportunidade de propor projetos que visam dirimir as desigualdades. Digo dirimir, pois tenho a consciência de que não é por força da lei que acabaremos com a discriminação e o racismo. Mas por força da lei poderemos reparar socialmente aqueles que são e foram diretamente afetados pelo “status quo” social, tão amplamente difundido em todas as camadas populacionais, levando a crer não há racismo no Brasil e que as oportunidades são para todos. Antes fosse. Em 21 de março é comemorado o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. A sociedade brasileira já se acostuma com o debate sobre a democracia racial. As entidades sindicais precisam preparar seus departamentos jurídicos para a defesa daqueles que são discriminados e, sobretudo, o Estado precisa dar melhores condições para que as políticas conquistadas sejam mais exequíveis.

VICENTINHO DEPUTADO FEDERAL PELO PT LÍDER DO GOVERNO NA CÂMARA FEDERAL

EXPEDIENTE

NÃO ACESSE NOSSO SITE NÃO PERCA SEU TEMPO

O QUARTA ORDINÁRIA É UMA PUBLICAÇÃO DO JORNAL MAUÁ NOTÍCIAS CNPJ 08.039.804/0001-06 - RUA JOÃO CARLOS AZEVEDO,37 SL 03- MAUÁ JORNALISTA RESPONSÁVEL: DANIEL ALCARRIA MTB 52963-SP MARKETING: SAMUEL BOSS CRIAÇÃO: DANIEL ALCARRIA, SAMUEL BOSS E FERNANDO (PANDA) EMAIL: QUARTAORDINARIA@GMAIL.COM TEL.: 9.6855-8125 TIRAGEM: 10 MIL EXEMPLARES

frases Ordinárias Gilson Voltolini Não basta ser pobre, tem que lamber o cheddar que fica grudado na caixinha do Mc Lanche Feliz.

Os namoros de hoje em dia são como a OLX: fotografou, publicou, desapegou. Aí a pessoa escreve "Mim adiciona?" E eu respondo: "Mim não te adiciona, mim ser índio mau". Se ontem fosse amanhã, e amanhã fosse ontem, hoje seria hoje Só não faço academia, por medo de perder a barriga e não ter mais com o quê empurrar a minha vida.

FESTA DO CAMBUCI NA NEBLINA

brasileiro implementou várias ações para dirimir essas desigualdades. A principal delas foi a criação da SEPPIR e as políticas afirmativas que produzem efeito direto na sociedade, tais como as cotas em universidades.

Fala galera da parte dos fundos do nosso ABC, começou este final de semana a nona, (isso, a nona, uma antes da décima), Edição do Festival Gastronômico e Cultural do Cambuci de Rio Grande da Serra e a animação foi total. Além da densa neblina e da sólida serração, as apresentações musicais abrilhantaram o evento.

A dupla Roger e Rogério fizeram o frio correr para Paranapiacaba e levantaram a galera que anda meio borocochô por tanto desmandos no país. O povo gritou, dançou, cantou, beijou, bebeu e até esqueceram que a chuva estava molhada.

tinha doce de Cambuci, pinga com Cambuci, geléia de Cambuci, batida de Cambuci e até o bairro do Cambuci se mudou para lá nesses dias. Teve também a eleição da Rainha e Princesa do Cambuci.

Além de música, você poderia ir na festa comer Cambuci. Lá

RIBEIRÃO PIRES

SAULO ATUANDO BEM VOCÊ ACHA QUE MINHA CABEÇA É GRANDE A TOA? EU PENSO! VOU FAZER O MAIOR TEATRO DO ABC E CONVIDAR O PAULO AUTRAN PRA ATUAR NA PEÇA DE INAUGURAÇÃO

Galera de Ribeirão, vocês têm um grande prefeito! Saiba que se ele não for reeleito , com certeza é um grande candidato ao OSCAR, basta ver a sua capacidade de interpretar “grandes obras”. A nova grande obra de Saulo é construir o maior teatro do ABC. Segundo anunciado para

imprensa abecediana, Saulo foi à Brasília atrás de uma bagatela de R$10 milhões do governo federal para a construção de um teatro na antiga fábrica de Sal. O local abriga mato, um monte de parede de tijolinho e um solo todo contaminado.

MAIOR TEATRO DA REGIÃO, está com o solo contaminado, por excesso de cloreto de sódio. Mas como o prefeito já conseguiu construir o Hidroporto, o Zoológico e o Teleférico, com certeza vai erguer mais essa conquista.

Sim, o local onde o Saulo Benegripes quer fazer o

CHARGES DA REDE

facebook.com/Mauaproblem

facebook.com/ObodeGaiato

facebook.com/RibeiraoPiresFofoqueiros


CAPA

3

QUINHO FALANDO MUITO

‘’ESSE JORNAL É PIOR QUE COLHERADA DE WASSABI’’ Filho de imigrantes Japoneses, Pedro Kaká começou cedo lavrando café lá no Paraná. Sim, ele é “pé vermeio”, veio para Zona Leste (é nóis!), é formado em Direito e Administração Pública. Criou a Kaká Imóveis, alugando, vendendo, administrando, cobrando, parcelando, ajudando toda comunidade. Foi candidato a vereador teve voto virado no Jiraya (um ninja primo de Kaká), e agora veio parar neste jornal.

Você é calmo e mão fechada igual japonês? (Risos) Mineiro que é mão fechada. Sou filho de japoneses, ve uma ó ma criação de meus pais, imigrantes japoneses que escolheram essa terra para trabalharmos e vivermos. Sempre me ensinaram o valor do trabalho, do caráter e da hones dade. Japonês, como é sabido por todos, é um povo sereno, discreto e até meio mido, mas cheio de garram, determinação e trabalhadores, muito trabalhadores. Assim construí meus empreendimen‐ tos, com muito trabalho. Confesso que sou um japonês mais “abrasileira‐ do”....(Risos), sou um pouco mais extrover do, mas não deixo de lado a seriedade na hora de trabalhar. Você é empresário de sucesso, porque decidiu entrar na vida polí ca? Quer perder tudo? Sou proprietário da rede “Da Praça” de Super Mercados, com 22 lojas em São Paulo, e proprietário da Kaka imóveis, imobiliária, administradora e incorporadora com mais de 30 anos no mercado imobiliário, decidi tentar entrar na vida pública, pois ao longo dos anos, sempre atuei como ator social, resolvendo problemas junto às comunidades e entorno de meus empreendimentos, pois existe uma lacuna de atuação, prestação de serviços e polí cas públicas por parte

da administração pública que não é preenchida, principalmente em regiões mais pobres e carentes, então, cansei de ficar apenas esperando, reclamando e decidi arregaçar as mangas e fazer a minha parte. E nte n d o q u e , s e e u co n s e g u i r melhorar a qualidade de vida das p e s s o a s e l a s a u to m a ca m e nte fomentam a economia, tem mais acesso a produtos e serviços, prezam por mais educação e segurança e consequentemente consomem mais, tendo como efeito colateral mais oportunidades e desenvolvimento para os meus negócios também, simples assim prá co, direto e sem demagogia. Como empresário (só quando não tem coisa melhor pra comer), o que acha que falta na administração pública? A administração pública é caracteriza‐ da pela burocracia, pela inércia, precisamos urgentemente que o poder público seja mais ágil, mais dinâmico, informa zado e, principal‐ mente, que ofereça serviços públicos condizentes com a carga de impostos que pagamos. Pagamos muito, recebemos pouco em troca. Entendo que a administração polí ca precisa de mais administradores e menos polí cos, precisa de maior representa vidade segmentada de quem entende do assunto. Mais médicos, ar stas, professores, policiais, enfim, cada um na sua área. Vemos muitos polí cos, que são apenas polí cos, nunca administraram nada, ou sequer tem formação ou competência para área que atuam, e acabam cometendo erros em suas

gestões. O problema do Brasil não é só a corrupção, que precisa ser firme‐ mente comba da, mas é também a falta de qualificação técnica, desperdício de recursos, projetos mal elaborados e polí cas de curto prazo. Vai torcer para o Japão ou Para o Brasil na Copa? Adoro futebol como todos os brasileiros, e irei torcer muito pela seleção brasileira e pela seleção japonesa também. Se as duas forem para a final ficarei tenso...rsrsrs... Mas acho que o principal dessa copa e que teremos que acompanhar, fiscalizar e cobrar como cidadãos, será o que vem depois, o legado de avanços em infraestrutura, transporte e mobilida‐ de urbana, que foi prome do. A ideia da realização da copa nos foi vendida como uma oportunidade de evoluirmos como país, não apenas pelo entretenimento, e o que vemos hoje é que, mal conseguimos terminar os estádios, e onde e como ficarão às contra par das? Temos que cobrar, não podemos esquecer. Qual é o seu projeto polí co para 2014? Estou filiado hoje ao PTN e estou à disposição do par do para somar. Tenho corrido bastante todo o estado, conversando, entendendo, par cipan‐ do, quero fazer a minha parte. “...Aos outros dou o direito de fazer o que querem, a mim, o dever de ser melhor a cada dia!...”

SANTO ANDRÉ

CICOTE ENTRA EM CAMPOS Eu posso ser do sertão Do nordeste brasileiro, Até ter jeito "brejeiro" Mas gosto de educação! Só não gosto de "sermão" E nem de muita frescura! Pois gente assim me "satura", Pensando que ele é o tal! Dizendo-se genial, POR LHE FALTAR COMPOSTURA! * Para mim qualquer "cristão" Que pratica a arrogância, No época que teve infância Faltou-lhe orientação. Pra conviver como irmão Sem "ranço" de ditadura. E sendo assim não atura A competência de alguém. Pois só ele acha que tem POR LHE FALTAR COMPOSTURA! * Se você meu caro amigo Foi neste mote citado, Peço não fique zangado Principalmente comigo. Mas uma coisa eu te digo: -Ter pouca literatura, Não quer dizer sem cultura. Mas também não quero aqui Nos versos falar pra ti, QUE LHE FALTA COMPOSTURA!!.

narradoresdecordel.blogspot.com/

CORDEL QUARTA ORDINÁRIA

Assis Coimbra

CHUPA ORLANDO!

O ex-governador do Pernambuco e atual amigo de Marina Silva, Eduardo Campos, deu uma entrevista à rádio (que chia mais que leitera fervendo) Rádio ABC, e falou sobre seu apoio ao vereadeiro narigudo, Almir Cicote. “O Cicote é um militante e p o l í t i c o re c o n h e c i d o n a região do ABC, as pessoas reconhecem o seu trabalho

parlamentar. Para o PSB é muito importante contar com o vereador Almir Cicote como candidato a deputado estadual para que ele possa assumir compromissos com Santo André na Assembleia Legislativa em conjunto com esse novo momento de mudança que vive o país.” Falou o homem dos zóio azul. Cicote que também é amigo

da encarnação da marola, Marina Silva, ficou feliz com as palavras de Campos e prometeu fazer de tudo para ajudar o ex-governador. “Jamais vou falar que ele parece Chico Buarque, ele é a cara da Miucha”. Falou Cicote


TRAGA SUA BANDA PARA ENSAIAR NO MELHOR ESTÚDIO DE MAUÁ

R$20,00 - HORA GRAVAÇÃO E PRODUÇÃO MUSICAL- CLIPES CRIAÇÃO DE JINGLE POLÍTICO E PUBLICITÁRIO

WEB CLIP FULL HD

R$ 399,00 3410-1111 SÃO CAETANO DO SUL

MAUÁ

VIVER MELHOR ?

GRANDES PARTICIPANTES DO PATICIPATIVO

OH MEU REI, JÁ ESTAMOS FAZENDO ESTUDOS PARA AGREGAR ÔMEGA3, COGUMELO DO SOL E IOGURTE TOP THERM NA CESTA BÁSICA DAS VÓZINHAS

A capital nacional da 3º idade, terra do querido prefeito Pau no Pinheiro, aquele que já leu muitas vezes o QUARTA ORDINÁRIA, tá andando em ritmo de sessão do Congresso Nacional, mas mesmo nessa baianidade lenta e gradual, alguma coisa acontece nessa cidade. Como precisamos falar de São Caetano, então vamos fazer aquele belo resumo do site da prefeitura: foi lançado os programas “Viver Melhor” e “De olho no sorriso”. Rolou ainda uma reforma na 2º Delegacia de Polícia e foi lançado um concurso para a contratação de 54 GCM's.

VAMOS DISPONIBILIZAR 60% DO ORÇAMENTO PARA PRODUZIR PLACAS ENUMERANDO OS ZAÍRAS

O mais interessante é que o pasto municipal sob o comando do Pau no Pinheiro apresentou na semana passada que passou um “Esboço do Plano de Emprego e Salários” aos profissionais da educação. É bom a prefeitura agilizar o aumento do salário dos professores logo, porque os caras tão bravos e até greve quase rolou.

A cidade de Mauá, também conhecida como município de Mauá, está realizando o OP, o orçamento participativo, onde participam os participantes que desejam participar num processo de participação. Traduzindo, é quando o Doni7 Brega chama o povão prá ver onde deve gastar umas granas com obras e coisa do tipo.

Mas como o ritmo em Sanca é na velocidade tartaruga manca, vamos aguardar até 2089, quando a administração vai apresentar os primeiros 100 dias do governo.

A bagaça já rolou no Parque das Amébas, no Zaíra todos os números, Itapark, Oratório, Carlina, Sônia Maria e Parque São Vicente e vai pra mais um monte de vila, onde os moradores falam mais que o Silvio Santos no domingo e pedem mais do que filho

de cego dentro do trem. O Prefeito Doni7 Brega tem falado sobre os “probrema” da cidade, mas também anunciado coisas boas, porque como diria aquele jogador famoso, “onde houver a problemática, que trabalhemos a solucionática, haja o que hajar”. “O OP é uma forma democrática de participação da sociedade na tomada de decisões sobre os rumos da cidade, uma prática que inclui o cidadão na vida da cidade”, falou o prefeito Doni Brega, que falou mais, mas por falta de espaço no jornal tivemos que resumir.

ART MUSIC CANTO - TECLADO- GUITARRA - VIOLÃO - CONTRA-BAIXO E BATERIA

11- 4821-7081/ 97364-6290 clayton.vox@hotmail.com

DESCONTOS ESPECIAIS PARA IGREJAS


EDIÇÃO 78