Page 1


Realidade Juvenil: A Memória por trás da família, escola e sociedade.


No 4° Diálogo Público da Juventude, as manifestações culturais de juventude ganham expressividade através da história de vida, que envolve uma realidade completamente individual, mas que somasse a memória coletiva, através do compartilhamento de realidades. Tais Expressões revelaram o protagonismo que os jovens exercem em suas comunidades, gerando vivências transformadoras na perspectiva desses jovens que muitas vezes são marginalizados pela sociedade. Iniciativas como esse diálogo possibilita pensarmos juntos alternativas que ajudem a transformar positivamente o meio em que compartilhamos histórias de vida. Marabá, 2009/Maio


José Maria, capitando a memória social da juventude de Santarém para o vídeo-documentário "Vozes Jovens da Amazônia", que tem como base a história de vida e a memória social de vários jovens de diferentes localidades. Ao seu lado um dos jovens exercitando a metodologia transmitida pelo projeto . Santarém, 2009/ Março


Exposição “Expedição do Redescobrimento: Um novo jeito de conhecer o Brasil”, aconteceu no espaço Raízes do Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emilio Goeld de Março a Abril de 2009. ● A Exposição “Expedição do Redescobrimento é um dos resultados da Expedição do Redescobrimento, ação desenvolvida durante os anos de 2007 e 2008 pelo Brasil Memória em Rede – BMR. Belém, 2009/ Março/ Abril ●


O “Vozes Jovens da Amazônia”, foi realizado através de uma seleção de 120 jovens envolvidos no projeto e capacitados em tecnologias de informação pelo Rede Juvenil. Uma das oficinas ministradas foi a de Memória. Com essa iniciativa temos a oportunidade de manter uma Rede de Jovens Protagonistas de Memórias Sociais. Foto: Dinâmica de Reconhecimento. 2009/ Março


Roda de Conversa envolveu representantes dos Jovens Ambientalistas, Movimento Negro, Conexão Feminina, Movimento do Reggea, União Metropolitana de Esporte e Cultura de Rua (UMES), Federação Paraense de Skate, Produtora Belle Époque, Pontos de Cultura e teve como metodologia a Ausculta Sociocultural somada a de Memória Social do BMR. Instituto de Arte do Pará(IAP), 2008 / Outubro


A Oficina de Memória ministrada pela Ana, Museu da Pessoa foi um grande exercício de contar a sua memória fazendo um paralelo com sua organização. Samir, Adele e Zehma desenvolvendo as suas memórias junto aos Argonautas. Belém, Novembro/2008


A Roda de Memória Escolar, aconteceu na Rede Estadual de Ensino Ulysses Guimarães, que atende em média 1.800 alunos. Uma Rede educacional como essa, tem uma diversidade sociojuvenil significativa. A história de vida de cada um desses seres integra uma realidade muito particular, multicultural e complexa de se entender sem fazer uma leitura sistêmica. A Roda de Memória discutiu o núcleo familiar, comunidade escolar e redes sociais, e diagnosticou a falta de relações interdisciplinares entre esses universos. Novembro 2008


“A vida não vingou no planeta através do embate, mas através da parceria, do compartilhamento e do trabalho em rede” Fritjof Capra

Mais informações sobre nossa iniciativa de Memória acesse: www.poloregionalbmr.wordpress.com www.flickr.com/photos/bmrpara Realização

Samir Raoni Facilitador do Polo Pará Brasil Memória em Rede www.samiraoni.wordpress.com

Relatório Fotonarrativo BMR  
Relatório Fotonarrativo BMR  

Ações complementares realizadas pelo Polo Pará d BMR. Acesse: www.poloregionalbmr.wordpress.com

Advertisement