Page 9

cenário

Cada minuto é precioso

À esquerda, acima, Dr. Roberto Cury na Sala de PET-CT; Abaixo, o superintendente médico do Hospital Samaritano, Dr. Dario Fontes. acima, Dr. Renato Azevedo; e abaixo, sala de diagnósticos, com coração em 3d

Segundo o Dr. Renato Azevedo, aproximadamente 40% das pessoas que infartam e não são socorridas a tempo podem morrer nas primeiras 12 horas do episódio. “É o que chamamos de morte súbita, que geralmente vem associada a uma parada respiratória.” O cardiologista clínico explica que o principal sintoma do infarto do miocárdio é a dor torácica, que pode atingir todo o peito ou ser mais intensa na região esquerda ou reto-external. Dores epigástricas, na mandíbula, nas costas e no membro superior esquerdo também podem sinalizar um infarto. “Elas geralmente são acompanhadas de outros sintomas, como sudorese, mal-estar, tontura, náuseas e, eventualmente, vômito”, descreve o clínico. De acordo com o Dr. Maurício Rodrigues Jordão, nem sempre os sintomas nas mulheres são diferentes, porém, elas podem apresentar outros desconfortos torácicos como pontadas ou mesmo nenhum sintoma torácico com equivalentes anginosos com fadiga, falta de ar e indigestão. No entanto, isso pode ser confundido facilmente com outros problemas. “Os sintomas, tanto típicos quanto atípicos, compartilham outras causas de doenças cardiovasculares, como embolismo pulmonar, dissecção de aorta, miocardite e pericardite. Todos merecem a mesma atenção dada ao infarto por serem graves e com consequências de longo prazo”, diz o especialista. Ao sentir esses sintomas, é imprescindível que o paciente procure imediatamente um pronto-socorro para a realização de um eletrocardiograma. “Quanto mais cedo você puder intervir para desobstruir a coronária, menos células musculares morrerão e melhor será o prognóstico. Quanto menos tempo, mais músculo saudável”, conclui Jordão.

janeiro•fevereiro•março | 2016

9

Revista Alto Desempenho em Medicina Especializada  

5ª Edição da Revista "Alto Desempenho em Medicina Especializada", a revista Médica do Hospital Samaritano.

Revista Alto Desempenho em Medicina Especializada  

5ª Edição da Revista "Alto Desempenho em Medicina Especializada", a revista Médica do Hospital Samaritano.

Advertisement