Page 11

cenário

Segundo Cury, o Hospital acaba de adquirir um dos mais avançados aparelhos de ressonância do mercado, e na área de hemodinâmica a Instituição possibilita a fusão de imagem com o exame de tomografia para realização da ablação. O coordenador destaca ainda a equipe de cirurgiões cardíacos, habilitada a realizar a implantação do coração artificial e o suporte mecânico avançado, com bombas e centrífugas que podem fazer o papel do coração quando ele estiver muito fraco. Os equipamentos permitem tirar o paciente do quadro grave, pulsionando as artérias e fazendo a oxigenação no lugar do órgão. Na área de medicina não invasiva, outra novidade é o ECG Pocket, equipamento supermoderno e inédito no Brasil. Ele é responsável pelo monitoramento cardíaco para análise de traçado eletrocardiográfico e pode ser utilizado por até 20 dias, conforme necessidade e indicação do cardiologista (saiba mais na pg. 18).

Treinamento das equipes O Protocolo de Infarto Agudo do Miocárdio estabelece que todo paciente tenha um atendimento hospitalar multidisciplinar, que inclui o acompanhamento por um cardiologista desde a chegada ao Hospital, bem como, um psicólogo e um fisioterapeuta. Todos os profissionais assistirão o paciente durante toda a internação até o preparo para alta. A equipe do Núcleo de Cardiologia participa de oficinas periódicas para capacitação multidisciplinar e revisão do Protocolo. Os treinamentos práticos costumam ser feitos no Centro de Simulação Realística do Samaritano, considerado um dos mais avançados do Brasil.

“Conseguimos simular de maneira fiel os cenários reais de atendimento, como UTI, centro cirúrgico, sala de emergência, apartamento e consultório”, explica o coordenador da área, Dr. Rodrigo Marques Gonçalves. Segundo ele, o treinamento profissional nesse ambiente melhora a retenção de conhecimentos. “Utilizamos a melhor tecnologia existente, com manequins para simulação avançada que proporcionam todas as respostas fisiológicas de um ser humano, como medidas de pressão arterial, pulso, saturação, ritmo cardíaco, sons de ausculta cardíaca e respiratória, sons gástricos e fala”, descreve. Além disso, o Centro possui um moderno sistema de filmagem e gravação de imagens e áudios integrado aos manequins e simuladores. Eles capturam os parâmetros fisiológicos dos manequins e cruzam os dados com as ações executadas pelas equipes. Outro diferencial está na diversidade de treinamentos oferecidos, muitos deles credenciados pela American Heart Association, American College of Surgeons, Society of Trauma Nurses e Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

“Estamos fazendo o que é chamado de ´Estado da Arte´ no tratamento do infarto do miocárdio, oferecendo o que a ciência médica possui de melhor para esses pacientes” Dr. Renato Azevedo

O Protocolo de Infarto do HS conta também com a Unidade de Terapia Intensiva Cardiológica (UTI-C), coordenado pelo Dr. Carlos Marcelino. “O paciente tem uma vigilância rigorosa de alterações que possam surgir no ritmo cardíaco, a maior causa de mortalidade nessa fase. Além disso, a equipe é responsável por observar sinais de insuficiência cardíaca e outras complicações, instituindo terapêutica precocemente”, afirma o coordenador.

A sala de hemodinâmica do hospital samaritano está preparada para diversos procedimentos de alta complexidade

janeiro•fevereiro•março | 2016

11

Revista Alto Desempenho em Medicina Especializada  

5ª Edição da Revista "Alto Desempenho em Medicina Especializada", a revista Médica do Hospital Samaritano.

Revista Alto Desempenho em Medicina Especializada  

5ª Edição da Revista "Alto Desempenho em Medicina Especializada", a revista Médica do Hospital Samaritano.

Advertisement