Issuu on Google+

Gazeta de 5ª São Paulo, 6 de setembro de 2007 – nº. 1 – Ano 0

Faces da independência

Conseguir superar as dificuldades cotidianas e ser consciente da situação de seu próximo é independência, pelo menos na opinião da jornaleira Valdinez de Oliveira, 48 anos. “Só o fato de conseguirmos sobreviver em meio ao caos urbano e conseguir ter paz na agitação cotidiana já é um jeito de ser independente”, diz completando que “independência é olhar a sua volta, é ser humano”. Já o comerciante Roberto Escajadillo, 45 anos afirma que depender de si mesmo e administrar sua vida com sabedoria é sinônimo de independência. Ele conta que chegou a confundir liberdade com independência e não foi feliz. “Hoje, agradeço a Deus pela independência que tenho. Ele me deu sabedoria para administrar minha vida de maneira certa”, observa.

Independência, de acordo com o dicionário Michaelis, significa libertação, restituição do estado livre e autonomia. Amanhã, o Brasil comemora o Dia da Independência, o famoso 7 de Setembro. Para o país, o termo representou o rompimento dos laços políticos com Portugal em 1822. Questões políticas à parte, para algumas pessoas, ser independente é ser livre, saber viver em paz no meio da agitação do cotidiano ou simplesmente não depender de ninguém. Para a artista plástica Marta Assadala, 43 anos, ser independente é ter direitos de opinar sobre sua sociedade. No entanto, o problema é que as pessoas confundem independência com excesso de Gazeta de 5ª é um boletim informativo produzido por liberdade e falta de disciplina. “Já João Salgado Jr., aluno do 5º semestre de Comunicação consegui minha independência, mas às Social – Jornalismo do Centro Universitário Assunção – UNIFAI para a disciplina de Planejamento Gráfico II. vezes é necessário você ficar preso Supervisão Profª. Camila Escudero (MTB: 39564). em sua liberdade para não invadir o Periodicidade semanal. Tiragem: 16 exemplares. Distribuição gratuita. Contato: salgadojr1@yahoo.com.br espaço do outro”, declara.


Gazeta de 5ª