Page 1

Processador de Texto – Microsoft Word

Apresentação

I

Microsoft Word

I.1 Apresentação O Microsoft® Word integra-se nas aplicações do Microsoft® Office sendo um poderoso processador de texto usado por milhares de utilizadores de computadores pessoais.

Para além de um completo sistema de menus e comandos, o Word apresenta ainda facilidades adicionais de execução das operações mais utilizadas, graças a faixas de ícones ou barras de ferramentas, a partir das quais se podem efectuar directamente essas operações sem ter de passar pelos menus de comandos.

Este manual destina-se a utilizadores que pretendem elaborar, de uma forma simplificada, diversos documentos, desde simples cartas a complexos relatórios. Neste contexto, é apresentada uma descrição fácil e rápida das tarefas mais usuais, apelando ao uso de imagens e esquemas explicativos.

A versão Word 2007 foi seleccionada para ilustrar este manual.

Contudo, como todas as funcionalidades essenciais do Word são comuns em todas as suas versões, as indicações deste manual continuam a ser aplicáveis nas diversas situações, independentemente da versão do Word instalada.

Carlos Matias - 2010

I-1


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

I.2 Começar a trabalhar com o Word O Microsoft® Word é uma aplicação de tratamento de texto, também designada por processador de texto.

Possibilita ao utilizador um conjunto bastante completo de potencialidades, nas quais podemos incluir:  Formatação avançada de texto;  Inserção de vários tipos de imagens;  Elaboração e formatação de tabelas;  Criação de documentos-modelo;  Criação de macros para automatizar os nossos documentos;  (…)

O Word está cheio de opções e de funções úteis vamos descobrir quais são e onde as encontrar.

Pode escrever palavras em quase qualquer programa. O que torna o Microsoft Word tão especial não é só a facilidade com que escreve as palavras como o ajuda a escreve-las bem, ou a quantidade de maneiras com que as pode formatar para terem bom aspecto. É também a quantidade enorme de ferramentas extra que pode usar: links e secções para organizar o seu documento, tabelas e colunas para dispor a página, gráficos para acrescentar impacto.

Há ferramentas para o ajudar a colaborar com alguém para melhorar um documento sem ter de passar todo o seu tempo a alterar as coisas de um lado para o outro. Pode transformar uma lista de endereços em convites personalizados sem ter de os escrever a todos um a um. E pode mesmo transformar documentos de Word em páginas da Internet prontas a ser partilhadas com o Mundo.

Carlos Matias - 2010

I-2


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

I.2.1 Guardar e abrir documentos

a) Criar novo documento

Ao abrir o Word, este apresenta uma janela de documento vazia e com a designação Documento1.

Se pretende criar um novo documento, deve decidir-se por uma das seguintes opções: 1) Utilizar as teclas de atalho Ctrl + O 2) Clicar no Botão do Office e seleccione o comando Novo

b) Abrir documento existente

O acesso a um documento já existente (em disco, pen) faz-se por diferentes motivos: visualização, edição ou impressão.

Para abrir um documento, já existente, deve optar por uma das seguintes opções: 1) Utilizar as teclas de atalho Ctrl + F12 2) Clicar no Botão do Office e seleccione o comando Abrir.

Carlos Matias - 2010

I-3


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

Deverá aparecer a seguinte janela:

Escolha o local (pasta e drive) onde se encontra o ficheiro pretendido

Seleccione o ficheiro que pretende abrir

Clique em Abrir

c) Guardar documentos

Este é um dos procedimentos que devemos executar, regularmente, quando trabalhamos num documento, sob pena de perdermos a totalidade ou parte do trabalho, caso suceda algo inesperado.

Para gravar um documento, deve optar por uma das seguintes opções: 1) Utilizar as teclas de atalho Ctrl + G 2) Clicar no ícone, da barra de ferramentas: 3) Clicar no Botão do Office e seleccione o comando Guadar

Carlos Matias - 2010

I-4


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

Se pretendermos guardar um documento pela primeira vez, seguindo qualquer um dos procedimentos atrás, surgirá a seguinte janela: Escolha o local (pasta e drive) onde pretende guardar o ficheiro

Atribua um nome ao ficheiro

Clique em Guardar

Se pretendermos regravar um documento, seguindo qualquer um dos procedimentos atrás, o documento ficará gravado com o mesmo nome que tinha anteriormente e na localização em que estava quando foi aberto ou guardado pela primeira vez, sem que mais nada aconteça.

Se pretendermos gravar, o documento, com um novo nome ou numa localização diferente (p. ex. pen drive), devemos seleccionar a opção “Guardar Como” no Botão do Office.

Carlos Matias - 2010

I-5


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

d) Fechar um documento

Fechar um documento consiste em retira-lo do ambiente de trabalho e da memória principal do computador.

Para fechar um documento, deve optar por uma das seguintes opções: 1) Utilizar as teclas de atalho Ctrl + F4 2) Clicar no ícone, da barra de menus: 3) Seleccionar a opção “Fechar” no “Botão do Office”.

Para sair do Word, deve optar por uma das seguintes opções: 1) Utilizar as teclas de atalho Alt + F4 2) Clicar no ícone, da barra de menus: 3) Seleccionar a opção “Sair do Word” no “Botão do Office”.

Carlos Matias - 2010

I-6


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

I.2.2 Seleccionar texto A selecção de texto previamente digitado aplica-se para formatar tipos de letra, copiar e mover texto, …

As formas de seleccionar texto são conseguidas através da acção do rato e do teclado:

a) Seleccionar com o rato Posicionar o cursor à esquerda da palavra a seleccionar, de seguida, clique (com o botão esquerdo do rato) e arraste, sem largar o botão, até obter a selecção desejada.

Para seleccionar, rapidamente, uma palavra inteira, basta clicar, sobre ela, duas vezes.

Para seleccionar, rapidamente, um parágrafo inteiro, basta clicar, em qualquer parte do parágrafo, três vezes. Para seleccionar, rapidamente, uma linha completa, basta clicar na margem esquerda do documento. Se pretender mais que uma linha, enquanto clica arraste o rato na direcção desejada. b) Seleccionar com o teclado Neste ponto aplica-se o verificado no ponto I.2.4 b) Teclado, da página I-10, com a particularidade de que precisamos de pressionar a tecla “Shift” para obtermos o texto seleccionado. Por exemplo: 1) Se posicionar o cursor à esquerda de uma palavra e premir “Shift” + “Ctrl” + , irá conseguir seleccionar essa palavra completa 2) Se premir “Shift” + “Ctrl” + “End”, irá conseguir seleccionar o texto até ao final do documento.

Se pretender seleccionar todo o texto de um documento, prima Ctrl + T, ou aceda ao menu Editar e seleccione a opção Seleccionar tudo

Carlos Matias - 2010

I-7


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

I.2.3 Inserir Texto Quando um novo documento é aberto no Word, o ponto de inserção está no canto superior esquerdo do documento, pronto para o utilizador digitar o texto.

Se pretender inserir texto noutro ponto, deve posicionar o cursor no local desejado, fazendo um duplo clique e, então, iniciar a digitação do texto. Para acrescentar um novo parágrafo, ao texto, pressione a tecla “Enter”, o cursor posiciona-se no início do novo parágrafo.

Só necessita de se centrar na secção do teclado indicada pela imagem:

Para se iniciar um texto usamos, naturalmente, a letra maiúscula. Para tal, procure a tecla Shift e mantenha-a premida ao mesmo tempo que pressiona a tecla pretendida. Aparecer-lhe-á a letra que pretendida, na sua forma maiúscula. Se precisar de escrever uma palavra toda em maiúscula, basta premir a tecla “Caps Lock”, desta forma pode escrever varias palavras em maiúsculas, para voltar a escrever em minúsculas pressione, novamente, a tecla “Caps Lock”. Sempre que precisar de colocar um qualquer sinal de pontuação (vírgula, ponto final, …), digite-o primeiro e só depois dê espaço. Para colocar acentos, prima a tecla do acento desejado e, logo depois, a letra que pretende acentuar.

Para mudar de linha, no caso de, por exemplo, pretender iniciar outro parágrafo, basta teclar a tecla Enter. No caso de se enganar e pretender apagar, basta carregar na tecla

(Backspace)

colocando o cursor depois da letra em que se enganou.

Carlos Matias - 2010

I-8


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

As teclas com funções especiais, ou seja, com 2ª ou até mesmo com 3ª função têm a seguinte funcionalidade: Para obter a letra ou caracter inscrito no canto inferior esquerdo da tecla, basta, simplesmente, premir a tecla (1ª função da tecla) Para obter maiúscula/minúscula ou o caracter inscrito no canto superior da tecla, basta premir simultaneamente a tecla Shift e a tecla com o caracter desejado (2ª função) Para obter o caracter inscrito no canto inferior direito da tecla, basta premir simultaneamente a tecla “Alt Gr” e a tecla com o caracter desejado (3ª função)

I.2.4 Percorrer o documento Para se movimentar dentro do texto, pode fazê-lo com o rato ou com determinadas teclas ou combinações de teclas.

a) Rato

1. Para deslocar o texto uma posição acima ou uma posição abaixo, clique com o rato em cima da seta respectiva, indicada na figura com 1. 2. Para deslocar uma página de texto, clique com o rato na área mais clara da barra de deslocamento, indicada na figura com 2.

Carlos Matias - 2010

I-9


Processador de Texto – Microsoft Word

Começar a trabalhar com o Word

b) Teclado Deslocamento horizontal (ao longo da linha) Tecla de direcção 

Desloca o cursor uma posição à direita

Tecla de direcção 

Desloca o cursor uma posição à esquerda

Ctrl + 

Desloca o cursor para o início da próxima palavra

Ctrl + 

Desloca o cursor para o início da palavra anterior

Home

Desloca o cursor para o início da linha

End

Desloca o cursor para o fim da linha

Deslocamento vertical (ao longo do texto) Tecla de direcção ↑

Desloca o cursor uma linha acima

Tecla de direcção ↓

Desloca o cursor uma linha abaixo

Page Up

Desloca uma página de texto para cima

Page Down

Desloca uma página de texto para baixo

Ctrl + ↑

Desloca o cursor para o início do parágrafo

Ctrl + ↓

Desloca o cursor para o fim do parágrafo

Ctrl + Page Up

Posiciona o cursor no início da página de texto do ecrã

Ctrl + Page Down

Posiciona o cursor no final da página de texto do ecrã

Ctrl + Home

Posiciona o cursor no início do documento

Ctrl + End

Posiciona o cursor no fim do documento

Carlos Matias - 2010

I-10


Processador de Texto – Microsoft Word

Começar a trabalhar com o Word

I.2.5 Copiar, Cortar, Colar e Mover O recurso de copiar é muito utilizado quando precisamos transcrever textos já digitados ou ainda copiar imagens, fotos, desenhos, tabelas, etc. Este recurso pode ser utilizado entre aplicativos do Office ou dentro de um mesmo arquivo.

Além das teclas de atalho para copiar Ctrl+C, podemos seleccionar um texto e clicar, na área seleccionada, com o botão direito do rato e clicar sobre a opção “copiar”. As opções “copiar”, “cortar” e “colar” também estão disponíveis no separador Base, como mostra a figura abaixo:

Cortar

Copiar

Colar A opção de cortar tem como tecla de atalho Ctrl+X e também pode ser activada pelo botão direito do rato como atalho. Sua função é recortar o item, ou seja, excluí-lo do local de origem e levá-lo a outro local. Para transportar para este outro local, seja o item copiado ou recortado, devemos fazer a operação de “colar”, cuja tecla de atalho é Ctrl+V ou ainda com o botão direito do rato.

Para mover um item seleccionado, sem ser pela opção recortar, usamos o rato como auxílio. Para isto, basta posicionar o rato sobre a selecção e manter o botão esquerdo pressionado, arrastando até ao local pretendido.

Carlos Matias - 2010

I-11


Processador de Texto – Microsoft Word

Começar a trabalhar com o Word

I.2.6 Procura e substituição de texto

a) Localizar Em textos longos podemos facilmente localizar uma palavra, para isso existe uma ferramenta “localizar”

no separador “Base”, ou pressionando a tecla de atalho

Crtl+L. É, então exibida a caixa de diálogo “Localizar e Substituir”.

Ao digitarmos uma palavra ou frase no campo “Localizar”, o botão “Localizar Seguinte” fica activo. Nesta janela de diálogo, podemos, também, seleccionar as ferramentas “Substituir” e “Ir para” b) Substituir

A opção substituir pode ser activa pela tecla de atalho Ctrl+U ou pressionando a ferramenta “Substituir”

no separador “Base” Digitamos uma palavra ou frase no

campo “Localizar” que desejamos que seja substituída e em “Substituir por” a nova palavra ou frase; os botões “Localizar Seguinte”, “Substituir” e “Substituir tudo” ficarão activos.

Carlos Matias - 2010

I-12


Começar a trabalhar com o Word

Processador de Texto – Microsoft Word

I.2.7 Verificação e correcção da ortografia É comum cometermos erros de digitação durante a criação de textos. Por isso, o Word possui recursos que podem corrigir automaticamente, ou destacar os erros cometidos de gramática ou ortografia. Algumas palavras podem ficar sublinhadas de vermelho ou de verde quando digitadas, indicando possível erro de ortografia (as sublinhadas em vermelho) ou de gramática (as sublinhadas em verde). Diz-se possível erro – e não erro absoluto – porque o Word possui um dicionário instalado e algumas vezes tais palavras digitadas não constam em seu registo. Quanto à correcção de gramática, trata-se de dicas que podem ajudar, mas também podem não se aplicar ao contexto. Quando tais sublinhados aparecem, podemos clicar com o botão direito do rato sobre a palavra sublinhada para termos um atalho a estes recursos de correcção de ortografia e gramática. Outra forma é verificando através da caixa de diálogo que pode ser activada no separador “Rever” clicando em “Ortografia e Gramática” ou ainda pela tecla de função “F7”.

Carlos Matias - 2010

I-13


Processador de Texto – Microsoft Word

Formatação de textos

I.3 Formatação de textos A formatação de textos é o processo de como deixar nossos textos com aspectos “mais bonitos”, mais bem apresentáveis ou dentro de um contexto de melhor leitura e visualização de destaques. Exemplo quotidiano desta relação são jornais, revistas, panfletos, etc. Não obstante, a formatação de textos deve sempre nos acompanhar, seja em trabalhos académicos e escolares ou mesmo profissionalmente no trabalho ou em currículos. Sempre que desejarmos fazer alterações (formatações) em textos, seja em parte ou no todo, devemos seleccionar o texto antes de realizar qualquer formatação. Sem isso de nada irá adiantar.

I.3.1 Formatação de caracteres Com o desenvolvimento do computador, dos editores de textos como o Word e da publicidade gráfica desenvolvida através de softwares, as fontes ganham destaque especial não apenas no sentido estético, mas também no sentido de destaque.

Assim, escolher o tipo da fonte, o tamanho e cor darão ao texto, documento ou publicidade o carácter mais próximo do pretendido.

No

separador

Base,

temos

disponíveis algumas ferramentas para aplicar

rapidamente

a

formatação

desejada ao texto seleccionado

Clicar para abrir caixa de diálogo

Carlos Matias - 2010

I-14


Formatação de textos

Processador de Texto – Microsoft Word

No entanto podemos abrir a caixa de diálogo onde nos é oferecido as opções de formatação de caracteres

Nesta janela é possível alterar o tipo de letra, bastando para tal clicar em cima do nome do tipo de letra. Para percorrer a lista podemos utilizar as teclas de direcção ou o rato. Para atingir mais rapidamente um determinado tipo de letra, podemos digitar a 1ª letra do tipo pretendido.

Nesta janela é ainda possível efectuar alterações ao estilo do tipo de letra, tamanho, cor, sublinhados, bem como outros efeitos que podemos aplicar aos caracteres.

Note que está disponível uma área de pré-visualização, onde nos é apresentado o resultado das alterações que serão efectuadas se clicarmos em OK.

Carlos Matias - 2010

I-15


Processador de Texto – Microsoft Word

Formatação de textos

I.3.2 Formatação de parágrafos

As formatações de parágrafo são de referenciais de organização relativas ao parágrafo como um todo e não é possível fragmentar um parágrafo com várias formatações como é possível fazer com as fontes, sendo necessária a criação de um novo parágrafo caso seja este o intuito.

No separador Base, temos disponíveis algumas ferramentas para aplicar rapidamente a formatação desejada ao parágrafo. Clicar para abrir caixa de diálogo

a) Geral Na

primeira

guia

de

“Avanços

e

espaçamento”, em sua primeira divisão, temos a opção “Geral” que define as configurações de alinhamento do texto e nível do tópico.

No que se refere ao alinhamento do parágrafo, podemos observar que o padrão inicial do Word é deixá-lo alinhado sempre à esquerda, de forma semelhante à máquina de escrever.

Os textos serão sempre alinhados com base na margen esquerda e direita, podendo ser, como vimos, alinhado à esquerda (ou seja, é como se fica “encostado” à margem esquerda e a relação com a margem direita fica desalinhada); ocorrendo semelhante com o alinhamento direito, apenas com os referenciais opostos. Outras formas de alinhamento também são centralizado que, em trabalhos científicos, académicos e profissionais são mais utilizados para títulos e o alinhamento justificado que nestas referências são utilizados no texto em geral (chamado como corpo de texto). Carlos Matias - 2010

I-16


Formatação de textos

Processador de Texto – Microsoft Word

b) Avanço A opção avanço refere-se ao deslocamento do parágrafo em relação à margem, ou seja, ao seu desprendimento da mesma. Podemos avançar um texto à esquerda ou à direita ou mesmo através da opção “especial” apenas na primeira linha ou como deslocamento (todas as linhas do parágrafo, excepto a primeira). Repare que é possível determinar qual será o tamanho exacto do deslocamento em centímetros.

Essa alteração também poderá ser utilizada através da régua, como mostra a figura abaixo, bastando para isto posicionar o rato sobre as setas e manter o botão esquerdo do rato pressionado arrastando para direita ou para esquerda.

c) Espaçamento A opção de espaçamento antes e depois referem-se ao parágrafo; ou seja, é possível criar um espaço maior antes ou depois que terminado o parágrafo, não sendo necessário teclar “Enter” para definir este espaçamento. Para esta referência usa-se a medida em pontos e o padrão do Word aumenta ou diminui a cada 6 pontos quando clicados nas setas para cima e para baixo, mas podem ser definidas pelo usuário bastando clicar sobre o quadro e digitar o valor que se desejada. Quando a referência estiver em “0 pts” e se clicar na seta para baixo, o Word definirá o espaçamento como “automático”, ou seja, variando com o tamanho da fonte utilizada no texto. Já o espaçamento entrelinhas faz referência ao espaçamento no mesmo parágrafo é possível defini-lo por proporção à linha, como múltiplo, duplo ou 1,5 linha e também com referências em ponto, na qualidade de exactamente (sem variar com o tamanho da fonte) ou pelo menos (sendo o mínimo o valor estipulado e, se maior a fonte, varia seguindo o seu padrão).

Carlos Matias - 2010

I-17


Modos de visualização

Processador de Texto – Microsoft Word

I.4 Modos de visualização O Word oferece uma variedade de maneiras de visualizar um documento. No separador “Ver” podemos seleccionar a forma de visualizar o texto

Ou, directamente, na barra de estado do Word

a) Vista Rascunho Esta vista é ideal para escrever, editar e formatar texto. Simplifica a disposição da página, de modo que o texto começa à esquerda da página sem ter a margem completa, as imagens aparecem onde as coloca em vez de no sítio onde aparecerão aquando da impressão. Se existirem várias colunas, elas aparecem como uma coluna só. O documento parece-se uma folha contínua que apresenta apenas uma linha picotada a dividir as páginas. As quebras de página aparecem um pouco mais espessas e as quebras de secção são linhas duplas picotadas. Isto não dá a melhor ideia do aspecto final que a página terá, por isso, depois de escrever e formatar o texto, mude para a Vista Esquema de Impressão para ver como a página será impressa.

Carlos Matias - 2010

I-18


Modos de visualização

Processador de Texto – Microsoft Word

b) Vista Esquema Web Esta vista permite-lhe ver qual o aspecto da sua página na Internet, com os gráficos e as cores de fundo que escolher O Word possui capacidades de browser, ajustando o texto automaticamente à medida do tamanho da janela. No entanto é importante salientar que esta vista não é exactamente a mesma coisa que a vista que um browser tem de uma página.

c) Vista Esquema de Impressão

Se quiser ver o documento com o aspecto que terá depois de impresso e ter ainda todas as ferramentas de edição do Word à disposição, seleccione a vista de esquema de impressão. Pois esta vista mostra as colunas, cabeçalhos e rodapés, e também mostra as quebras de página como um espaço físico entre as páginas, para que possa ver exactamente o aspecto que o texto terá com as margens superior e inferior.

Carlos Matias - 2010

I-19


Marcas e Numeração

Processador de Texto – Microsoft Word

I.5 Marcas e Numeração As opções de marcas e numeração criam listas ordenadas e não ordenadas como tópicos no texto e podem ser criadas no separador Base.

I.5.1 Marcas Clicando no ícone “Marcas” podemos seleccionar o tipo de marca pretendido para dar o destaque do parágrafo.

Carlos Matias - 2010

I-20


Marcas e Numeração

Processador de Texto – Microsoft Word

Depois de aplicada a marca pretendida é possível alterar o nível de destaque, para isso pressione o botão direito do rato sobre o parágrafo com marcas

I.5.2 Numeração Podemos criar uma lista numerada de itens no texto, para isso basta clicar no ícone “Numeração” e escolher o tipo de numeração pretendido.

O Word irá ordenar, automaticamente, a lista de itens.

Carlos Matias - 2010

I-21


Marcas e Numeração

Processador de Texto – Microsoft Word

Clicando com o botão direito do rato sobre a lista numerada é possível reiniciar a numeração ou iniciar a numeração da lista com um valor definido pelo utilizador.

Clique para reiniciar a numeração da lista Clique para definir um novo valor para a lista

I.5.3 Múltiplos Níveis Aplica-se a formatação de “Múltiplos níveis” quando pretendemos obter uma lista numerada com diferentes tipos de destaque, ou seja, com diferentes níveis na lista.

Na lista com Múltiplos níveis, além de ser possível reiniciar a numeração e definir um valor para a lista, é também possível definir qual o nível a aplicar a um determinado item da lista, bastando para tal seleccionar o nível pretendido a partir do ícone “Múltiplos níveis” ou clicando com o botão direito do rato no item respectivo e escolhendo “Numeração”.

Carlos Matias - 2010

I-22


Processador de Texto – Microsoft Word

Tabulações

I.6 Tabulações Uma marca de tabulação é uma referência de alinhamento no meio de um texto (numa linha), como se fossem “espaços”, mas são exactos, e devemos usar a tecla “TAB” do teclado.

A tabulação padrão do Word é de 1,25cm, como se pode ver na régua, e com alinhamento à esquerda.

Tabulação padrão do Word No entanto, é possível definir a tabulação para uma posição exacta, escolher o alinhamento bem como o preenchimento. Para tal abrimos a caixa de diálogo de formatação de parágrafo Clique para abrir caixa de diálogo parágrafo

Na caixa de diálogo parágrafo, seleccionamos o botão “Tabulações…”

Carlos Matias - 2010

I-23


Processador de Texto – Microsoft Word

Tabulações

Na caixa Tabulações podemos definir:  Posição da tabulação – local exacto, na régua, onde pretendemos fixar a tabulação;  Alinhamento

definir

como

pretendemos alinhar a tabulação;  Carácter de preenchimento – carácter desejado para a tabulação que estamos a definir. Após seleccionar as opções de cada tabulação, clicar em “Definir”. Para aplicar as tabulações definidas, clicar em OK.

Aspecto da régua com as tabulações definidas acima.

Carlos Matias - 2010

I-24


Configuração de páginas

Processador de Texto – Microsoft Word

I.7 Configuração de páginas Existem vários tamanhos de papéis disponíveis no mercado, assim como vários modelos de impressora, mas existem alguns padrões; por isso, neste tópico, apresentaremos a importância de se configurar páginas e os principais padrões utilizados nestas configurações.

I.7.1 Configurar página e margens Todas as vezes que criamos um documento, deveríamos definir margens, como nas folhas de cadernos ou nos livros e revistas impressos que conhecemos.

Para definições de margens, bem como tamanho do papel e layout (apresentação da página), encontramos no separador “Esquema de Página” ícones de atalho que nos permitem, de forma rápida, proceder a estas configurações, ou em alternativa abrir a caixa de diálogo como mostra a figura abaixo. Clique caixa

para de

abrir

diálogo

“Configurar página”

Carlos Matias - 2010

I-25


Configuração de páginas

Processador de Texto – Microsoft Word

O tamanho das margens deve ser definido pelo utilizador e em trabalhos académicos e científicos seguir os padrões solicitados ou normas existentes. Já na relação profissional, o padrão das margens varia com o destino do documento, sendo, via de regra, a margem esquerda sempre maior em função do arquivamento ou de possível encadernação. Quando se trabalha com processos, por exemplo, cujo arquivamento pode ser de muitas páginas, a margem esquerda deve ser às vezes de até 5 ou 6cm.

A referência de orientação em retrato ou paisagem refere-se à disposição da folha na posição vertical ou horizontal.

Também é possível trabalhar com margens simétricas, utilizadas para impressos tipo “frente e verso”, que pode ser activada através da opção “Várias páginas” no item “Páginas”; ou ainda seleccionarmos as opções “2 páginas por folha” ou “livro”. A visualização serve como referencial.

Tais opções podem ser aplicadas no documento inteiro ou em uma secção em especial. Para alterar o tamanho do papel, basta clicar no separador “Papel”. Em geral, em documentos particulares, comerciais ou académicos e científicos usamos um papel de tamanho chamado “A4”, mas também existem no mercado outros modelos e tamanhos, sendo de seguida o mais comum o tamanho “carta”. No separador “Esquema” podemos definir o início de uma secção, algumas configurações para cabeçalho e rodapé e o alinhamento vertical da página em relação à impressão.

Carlos Matias - 2010

I-26


Processador de Texto – Microsoft Word

Configuração de páginas

I.7.2 Paginação automática A opção de inserir números de página facilita ao utilizador pelo fato de não ter a necessidade de se trabalhar directamente com cabeçalho e rodapé; a numeração é inserida no separador “Inserir”. Clicando em “Número de Página” é oferecido, ao utilizador, vários modelos já formatados para diversas posições na página. A opção “Formatar Números de Página…” permite escolher o formato do número de página, bem como incluir, ou não, número de capítulo ou subcapítulo e respectivo separador.

No caso de ter o documento organizado por

secções,

é

ainda

possível

reiniciar a

numeração de páginas no início da secção.

Ao utilizar um modelo de paginação para aplicar ao documento, muito provavelmente vai substituir o cabeçalho ou rodapé que eventualmente tenha aplicado. Caso se verifique esta situação coloque o número de página numa posição que não esteja ocupada – por exemplo margem lateral – ou então escolha a opção “Posição Actual” depois de posicionar o cursor na posição pretendida.

Carlos Matias - 2010

I-27


Configuração de páginas

Processador de Texto – Microsoft Word

I.7.3 Cabeçalhos e rodapés Estes recursos são de extrema importância para a criação de livros, revistas, jornais ou documentos com mais de uma página, pois apresenta o mesmo texto ou campo ao longo de todo o documento se assim o pretendermos.

Clique para escolher um rodapé já formatado ou editar o rodapé

Cabeçalho é a região compreendida entre a borda superior do papel e a margem superior; e o rodapé é a região entre a borda inferior e a margem inferior.

Para criarmos cabeçalhos e rodapé basta clicar no respectivo ícone no separador “Inserir”.

Note que alem das opções disponíveis no separador “Estrutura” das “Ferramentas de Cabeçalho e Rodapé”, estão também disponíveis os restantes separadores.

Carlos Matias - 2010

I-28


Processador de Texto – Microsoft Word

Configuração de páginas

Os textos digitados ou as fotos e imagens inseridas tanto no cabeçalho como no rodapé apareceram em todas as páginas subsequentes e anteriores que pertencem à mesma secção, mas podem ser diferenciadas nas páginas pares e ímpares e na primeira página.

I.7.4 Notas de rodapé e de fim de documento Podemos inserir referências de Nota de Rodapé ou Nota de Fim de documento, a partir do separador “Referências”

seleccionando

a

referência desejada.

Estas referências auxiliam em trabalhos

longos,

Clique para abrir

principalmente

caixa de diálogo

científicos, académicos, jornais e revistas.

Alguns textos exigem a criação de notas de referência e esta opção do Word permite que sejam criados com o mesmo padrão, que pode ser alterado pelos estilos, ou automático com as opções predefinidas do próprio Word.

A figura ao lado mostra a caixa de diálogo que auxilia na criação de notas, podendo ser colocadas como notas de rodapé ou notas de fim, alem de definir o formato da numeração automática das notas, marcas personalizadas (como, por exemplo, “*”), numeração inicial, contínua ou se reiniciará em próxima página ou secção e ainda se será

aplicada

ao

texto

seleccionado

ou

ao

documento inteiro.

Carlos Matias - 2010

I-29


Configuração de páginas

Processador de Texto – Microsoft Word

I.7.5 Documento e secção As secções servem para nos auxiliar em diferentes configurações de páginas dentro de um mesmo documento, como, por exemplo, uma página com orientação “retrato” e outra com orientação “paisagem”; ou ainda para diferentes margens ou cabeçalhos e rodapés diferenciados em determinada sequência de páginas.

Para estes tipos de alterações, basta seguir o procedimento de inserir quebra de secção através do separador “Esquema de Página” e escolher se estas configurações de secção serão aplicadas à próxima página (página seguinte), na mesma página (contínua) ou ainda para páginas pares e ímpares. Tais recursos são bastante utilizados, trabalhos académicos e científicos e na edição de livros, jornais, revistas etc.

A secção contínua é mais utilizada quando numa mesma página temos textos ordenados em quantidade de colunas diferentes (como em jornais e revistas, por exemplo). Por seu lado, a secção de página seguinte é mais utilizada quando pretendemos diferenciar cabeçalhos ou rodapés, por exemplo.

Carlos Matias - 2010

I-30


Processador de Texto – Microsoft Word

Configuração de páginas

I.7.6 Formatação de colunas e texto Fazer com que o texto fique

e pode ser realizado através do separador

dividido em colunas (como em jornais e

“Esquema de Página” e da opção “Colunas”

revistas ou aqui mesmo) é muito simples

como mostra a figura em baixo.

Seleccionando

a

opção

“Mais

Colunas” temos acesso à caixa de diálogo onde podemos definir um novo número de colunas,

largura

de

cada

uma

e

espaçamento entre elas, bem como incluir linha entre colunas. Note que se aplicar a formatação de colunas a um documento sem que seleccione um parágrafo ou texto, este por definição vai aplicar a formatação à secção onde se encontra. Para alterar o valor desta definição verifique a caixa “Aplicar a:”

Sempre que pretender aplicar a formatação de colunas a um determinado parágrafo, seleccione-o primeiro, e só depois escolha a formatação de colunas, que o Word se encarregará de inserir quebra de secção contínua por si.

Carlos Matias - 2010

I-31


Processador de Texto – Microsoft Word

Criação de uma tabela

I.8 Criação de uma tabela Durante a criação de um documento, poderá surgir a necessidade de inserir uma tabela. A estrutura de uma tabela é composta por linhas (na horizontal) e por colunas (na vertical), sendo o cruzamento chamado de "célula", ou seja, cada "pedacinho" da tabela. Estas células podem ser preenchidas com textos ou elementos gráficos.

Para se criar uma tabela, devemos seleccionar, no separador "Inserir", o ícone “Tabela”, como mostra a figura ao lado e escolher uma das opções disponíveis:  Com o botão esquerdo do rato seleccionar a quantidade de linhas e colunas pretendidas;  Inserir tabela a partir de uma caixa de diálogo;  Desenhar os limites da tabela com o rato;  Converter texto numa tabela;  Inserir a tabela através de uma folha de cálculo do Excel;  Utilizar tabelas modelo do Word.

I.8.1 Alteração da largura de coluna e altura da linha Podemos alterar os tamanhos das linhas e colunas através da caixa de diálogo de propriedades da tabela em “Ferramentas de Tabela”, separador “Esquema”, ícone “Propriedades” ou ainda com o rato como mostram as figuras abaixo:

Para alterar a altura da

Para alterar a largura da

linha, clique em cima de

coluna, clique em cima de

um separador de linha e

um separador de coluna e

simultaneamente mova o

simultaneamente mova o

rato.

rato.

Carlos Matias - 2010

I-32


Processador de Texto – Microsoft Word

Criação de uma tabela

I.8.2 Inserir linhas e colunas Uma forma simples de inserir/eliminar linhas ou colunas é seleccionando (clicando) uma determinada linha e coluna, ou seja, clicando numa célula com o botão direito do rato, escolhendo de seguida a opção pretendida em “Inserir”, como mostra a figura abaixo.

Caso a opção seja eliminar, devemos escolher “Eliminar células…” e seleccionar a opção pretendida na caixa de diálogo que surge, como mostra a figura ao lado.

É possível também inserir e eliminar linhas ou colunas através das “Ferramentas de Tabela”, separador “Esquema”.

Carlos Matias - 2010

I-33


Processador de Texto – Microsoft Word

Criação de uma tabela

I.8.3 Unir e dividir células Unir células significa juntar células adjacentes (sejam na horizontal ou na vertical) ficando condensadas em uma única célula. Para unir células devemos seleccionar o intervalo de células adjacentes que serão unidas e através do botão direito do rato clicar sobre a selecção e optar por “Unir Células” ou ainda através das “Ferramentas da Tabela”, separador “Esquema” seleccionando a mesma opção.

Dividir células é o procedimento inverso ao de unir e pode ser realizado seguindo os procedimentos de unir células (atalho com o botão direito ou “Ferramentas

da

Tabela”),

que

desta

vez

seleccionando “Dividir Células”, ou ainda desenhando um limite de tabela com a ferramenta “Desenhar Tabela” disponível nas “ferramentas da Tabela”, separador “Estrutura”.

I.8.4 Formatação automática de tabelas Todas as formatações que aprendemos até agora são válidas na criação de uma tabela, seja de Tipo de Letra, Parágrafo, etc. e serão aplicadas às células seleccionadas.

Podemos também aproveitar o recurso às formatações prédefinidas de Tabelas Rápidas ou auto-formatação de tabela que o Word oferece.

Lembre-se que é necessário seleccionar a tabela antes para aplicar tais recursos.

Carlos Matias - 2010

I-34


Criação de uma tabela

Processador de Texto – Microsoft Word

As tabelas pré-definidas estão disponíveis em “Ferramentas da Tabela”, separador “Estrutura”, seleccione um dos estilos de tabelas ou “Modificar Estilo de Tabela…”

Clique para abrir Estilos de Tabela

Seleccione “Modificar Estilo de Tabela…” e uma caixa de diálogo como a mostra a figura em baixo traz as opções pré-definidas e podemos visualizar um exemplo no mesmo quadro. Além disto, é possível também escolher as opções de formatação que se deseja aplicar.

Carlos Matias - 2010

I-35


Criação de uma tabela

Processador de Texto – Microsoft Word

I.8.5 Limites e sombreados Uma forma simples de formatar os limites e sombreados de uma tabela ou, simplesmente, células é clicando com o botão direito do rato na área (célula ou tabela) onde pretende aplicar a formatação e escolher “Limites e Sombreado…”.

Na caixa de diálogo que surge, como mostra a figura abaixo é então possível seleccionar o estilo de limite, cor, largura (espessura) e onde aplicar os limites.

Verifique sempre onde está a aplicar a formatação de limites Para formatar o sombreado das células, clique no separador “Sombreado” e seleccione a cor pretendida para o sombreado.

Carlos Matias - 2010

I-36


Processador de Texto – Microsoft Word

Criação de uma tabela

Também pode formatar os limites e sombreados através das “Ferramentas da Tabela”, separador “Estrutura”.

I.8.6 Converter tabela em texto e texto em tabela Podemos

transformar

uma

tabela

em

texto

seleccionando nas Ferramentas da Tabela”, separador “Esquema” a opção “Converter em Texto” cuja caixa de diálogo que orienta esta conversão é mostrada na figura abaixo.

Além desta opção, podemos converter texto em tabela, quando estamos a

digitar

um

texto e

digitarmos a tecla “TAB” para criarmos as separações de tabela que desejamos e, após, seleccionar todo o texto que pretendemos

converter

em tabela, escolhemos a opção de inserir tabela que ela será inserida automaticamente

nas

divisões criadas com a tecla “TAB”, ou ainda, nos orientando pela caixa de diálogo de conversão que é exibida quando seleccionamos “Converter Texto em Tabela…”, como mostra a figura ao lado.

Carlos Matias - 2010

I-37


Criação de uma tabela

Processador de Texto – Microsoft Word

I.8.7 Ordenar dados em tabela Podemos facilmente ordenar todos os dados de uma coluna ou tabela inteira, bastando para tal, seleccionar a tabela e em “Ferramentas da Tabela”, separador “Esquema” seleccionar “Ordenar”

Na caixa de diálogo que surge, devemos escolher qual a coluna que pretendemos ordenar, isto implica que todos os dados da linha são movidos em função desta coluna, caso exista dados alvo de repetição ao longo desta coluna, devemos escolher qual a coluna a ser ordenada em 2ª opção

Note que se a tabela tiver uma linha de cabeçalho, podemos seleccionar a tabela inteira e seleccionamos “Com linha de cabeçalho”, caso a tabela não tenha linha de cabeçalho devemos escolher “Sem linha de cabeçalho” sob pena de não ordenar a 1ª linha. Se a tabela tiver mais que uma linha de cabeçalho, devemos seleccionar unicamente as linhas a ordenar e seleccionamos “Sem linha de cabeçalho”.

Carlos Matias - 2010

I-38

Manual Word  

Manual Word, versão 2007

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you