Page 1

www.maiorde60.com.br

Outubro de 2015 Ano 9 - Nº 97

SAÚDE

GERAIS

Catarata aumenta depressão

Jogos de câmbio em Ivoti e Novo Hamburgo

O alto índice de depressão em parte tem uma relação direta com a catarata, diz oftalmologista.

No mês de outubro os times de câmbio da região participaram de atividades esportivas em diversos campeonatos.

Página 5

Página 6

www.revide.com.br

Cresce número de idosos no mercado de trabalho Houve um incremento de 442 mil pessoas idosas da região metropolitana no mercado de trabalho, com um aumento de 181,1%. Esta proporção acompanha as mudanças demográficas que vêm ocorrendo com rapidez no Brasil a partir dos anos 1990. Mas as condições ainda são desfavoráveis, pois há menores possibilidades de emprego e os vínculos empregatícios são mais frágeis. A nova realidade deve inspirar políticas públicas e sociais que melhorem a inserção dos idosos no mercado de trabalho, buscando qualificação no nível educacional e empregos adaptados às necessidades desse contingente.

Página 3

EM BREVE


2 | OUTUBRO DE 2015 | MAIOR DE 60

OPINIÃO

A César o que é de César Vílson Moraes

Aposentado / ex-presidente da Atapnh

Cumôia!

Warúm?

Warúm, dãnda júva? Tô chêido guê vai, Vômo virá crôt. Aliás, dên dãnda ácqua guê uns lucár máiz pácho a chênde bóde jamá te Crôta Lôch! Warúm, dãndo plítz e drovôn? Pôn, os drovôn zôn inofenzívo, máiz azúsda pasdãnde. Acóra, os plítz tôn bericôsso brá valê. Bôis em Nova Bedróbolis chá gaíu túas vêiz na dôre tá icrêcha, no Bárgue to Imicrãnt. Túas vêiz! Gômo ísdo é bozível, né? E a chênde zêmbre agretidáva gue non botía! Warúm dãnda violêns? Os pãndído tôn ropãndo e madãndo a dôrto e à tirêido! A guálguer hora to tía ô tá nôide. Zê a chênde dên zórde, o lucár máiz zecúro é em gássa. E fora a panditáche, as bezôa tôn zên paciêns. Tôn gôn o plút fervento e bôr gualguér gôissa chá tôn um díro e esdrazálhan a famílha do ôdro e a têle chúndo. Warúm dãnda impunitáde? Borguê no Prassíl a chustís nôn funziôna. Alquên bóde esbliquiíra? Alquên gongórda guê un pãntído nôn zêcha brêsso? Ou guãndo vai, dên recalías e zái em pôc dêmbo? Lêmpran ta Tolerâns Séro em Nova iórc, uma vêiz? Borguê lá funcioníra? Borgué lá guên vai brêsso, fica brêsso bêlo dêmbo dotál tá bêna. E nôn dên zelular e nên vissída índima. E a chênde olha brô zéu e bergúnda: "borguê, Meu Têus!" E Têus fíga pên quiedínho, borgue Êl zápe borguê. E nóiz dampên!

Na velhice há grandes imposições que a idade nos obriga, como, por exemplo, oferecer às novas gerações a experiência adquirida. Na velhice não podemos abdicar de projetos de vida tão necessários ao bem-estar do viver com saúde, adquirir mais conhecimentos e transmiti-los às gerações que virão, inexoravelmente. Saber envelhecer é oferecer à sociedade melhores condições de vida para que o que foi construído com tanto sacrifício não sofra solução de continuidade. O idoso tem muito a oferecer, mas se ressente de apoio dos mais jovens que não aceitam aconselhamento, condição sine qua non para que o sucesso aconteça. Idosos não podem ser dispensáveis, mas úteis e saber que a convivência humana não é exclusividade dos mais jovens.

O idoso não dificulta, tampouco prejudica o progresso. Quem assim o faz é aquele que não aceita a voz da experiência, aquele que procura apagar o passado, aquele que se julga protagonista de uma nova era, um novo tempo, ideias muitas vezes exauridas pela falta de conhecimento e vivência social. Uma espécie de circo de ilusões. Quem não cultua o passado não merece, sequer terá um futuro melhor. A César o que é de César Aos aposentados, os meus respeitos.

CLOSSÁRIO Acóra - agora Agretidáva acreditava Azúsda - assusta Bárgue - parque Bêna - pena Bericôsso perigoso Bóde - pode Bôis - pois Botía - podia Bozível - possível Chêido - jeito Chênde - gente Chúndo - junto Chustís - justiça Crôt - sapo Crôta Lôch Buraco dos Sapos Cumôia - bom dia

Dãnda - tanta Díro - tiro Dôre - torre Dotál - total Drovôn - trovão Esbliquíra explicar Esdrazálhan estraçalham Gássa - casa Guê - que Imicrãnt imigrante Índima - íntima Jamá - chamar Júva - chuva Lucár - lugar Madãndo matando Pácho - baixo

Panditáche bandidagem Pasdãnde bastante Plítz - raio Plút - sangue Pôn - bom Quiedínho quietinho Ropãndo roubando Têle - dele Tôn - estão Túas - duas Vissída - visita Vômo - vamos Warúm - por quê Zêcha - seja Zecúro - seguro Zórde - sorte

Nosso Jornal também está a disposição nas Tabacarias: São Leopoldo Campo Bom CNPJ: 12.322.553/0001-40 Inscrição Municipal: 6882 Rua Júlio de Castilhos, 600 CEP 93900-000 - Ivoti - RS Fone: 51.8456.4614

Novo Hamburgo

Diretor geral: Gilberto R. Winter maiorde60@maiorde60.com.br Jornalista Responsável Rafael Geyger - MTb/RS: 12397 Arte-final: Sandra Carvalho de Alcantara

Circulação | Ivoti e Vale do Sinos www.maiorde60.com.br

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores

maiorde60


MAIOR DE 60 | OUTUBRO DE 2015 | 3

GERAL

Cresce número de idosos no mercado de trabalho gettyimages

Rendimentos

A população idosa (mais de 60 anos) aumentou no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre, de acordo com o Informe Especial da PED-RMPA divulgado pela Fundação de Economia e Estatística (FEE). A proporção de idosos no mercado de trabalho acompanha as mudanças demográficas que vêm ocorrendo com rapidez no Brasil a partir dos anos 1990. Os dados revelam que o envelhecimento da população, observado nas últimas décadas, alterou a pirâmide etária da região. Houve incremento de 442 mil pessoas idosas entre 1993 e 2014, ou seja, um crescimento de 181,1%,

enquanto o aumento da população total foi de 22,9%. A proporção de idosos em 1993 era de 7,9%. Já em 2014, saltou para 18,0% da população total da Região Metropolitana. As mulheres predominam na população dessa faixa etária são 60,3% do total de idosos. Mas essa entrada dos mais maduros no mercado de trabalho se dá em condições desfavoráveis. "Há menores possibilidades de emprego, vínculos empregatícios mais frágeis, postos de trabalho menos qualificados e, não raro, principalmente para as mulheres, remunerações inferiores", avalia a pesquisadora responsável pelo estudo, socióloga Norma Kieling.

Com relação aos rendimentos, entre 2011 e 2014, houve aumento de 2,1% acima do total de ocupados. O rendimento médio dos idosos aumentou para R$ 1.929,00. Mas as trabalhadoras idosas continuam ganhando menos. O diferencial de rendimento por sexo é mais intenso entre os idosos. No período 2011-2014, a trabalhadora idosa recebia R$ 1.619,00, correspondentes a 69,5% da remuneração masculina (R$ 2.328,00), enquanto no total da população as mulheres recebem em média 75,2% do rendimento dos homens. Para Norma, a nova realidade demográfica deve inspirar políticas públicas e sociais que melhorem a inserção dos idosos no mercado de trabalho, buscando qualificação no nível educacional e empregos adaptados às necessidades desse contingente. "A tendência é que tenhamos redução da população economicamente ativa e, portanto, será necessário intensificar a produtividade. Isso só se conquista com aposta na qualidade da educação", afirma. A pesquisa é executada pela FEE em convênio com a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), Dieese, prefeitura de Porto Alegre e Fundação Sistema Estadual de Análises de Dados (Seade/São Paulo), com apoio financeiro do Ministério do Trabalho e Emprego/Fundo de Amparo ao Trabalhador. Fonte: Sandra Bitencourt/Ascom-FEE


SAÚDE

4 | OUTUBRO DE 2015 | MAIOR DE 60

Uso prolongado de calmantes pode elevar risco de Alzheimer Segundo estudo, utilizar por mais de três meses medicamentos à base de benzodiazepínicos aumenta a probabilidade da demência em 51% Divulgação

Usar por mais de três meses calmantes à base de benzodiazepínicos (conhecidos por nomes comerciais como Rivotril, Valium, Lexotan e Lorax) pode elevar o risco de Alzheimer. Essa é a constatação de uma pesquisa realizada por estudiosos canadenses e franceses e que contou com a participação de 8.980 pessoas com mais de 66 anos. Apesar do resultado, a razão da associação entre a doença e o medicamento não foi encontrada. Todos os participantes foram acompanhados durante um período de seis anos. Do total, 1.796 tinham o diagnóstico de Alzheimer no início do estudo. Cerca de metade dos que apresentavam a doença usou, em algum momento da vida, benzodiazepínicos - ante 40% dos que eram saudáveis. A análise, que foi publicada no periódico BMJ, verificou que aqueles que utilizaram os calmantes por mais de três meses apresentavam 51% mais risco de ter Alzheimer. "Os remédios à base de benzodiazepínicos são, incontestavelmente, ferramentas preciosas para tratar ansiedade e insônia. Mas os tratamentos devem ser de curta duração e não devem passar de

três meses", dizem os especialistas. Na pesquisa, não foi relatada a mesma relação para os que utilizaram o medicamento por menos de três meses. "É fundamental incentivar os médicos a levar em consideração tanto os riscos, quanto os benefícios ao iniciarem uma terapia com esse calmante", afirmou Sophie Billioti de Gage, líder do estudo e estudante da Universidade de Bordeux, na França, à revista americana Time.

O Programa Mais Médicos é muito mais que médicos. Você que sonha em ser médico, esse é o caminho cheio de oportunidades.

• Mais 11.400 vagas para medicina até 2017. • 5.200 vagas já autorizadas e um novo currículo de medicina. • Expansão de vagas de residência médica em andamento. E, a partir de 2019, cada médico formado terá garantida a sua vaga de residência. Acesse maismedicos.gov.br e informe-se sobre os novos cursos de medicina, vagas de graduação e residência médica. O Brasil do Mais Médicos é o Brasil que cuida, educa e avança.

Uma Pátria Educadora se faz com mais acesso à educação.

Ministério da Educação


MAIOR DE 60 | OUTUBRO DE 2015 | 5

SAÚDE

A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que em 2025 o Brasil deverá ocupar a sexta posição no mundo em número de idosos, com 32 milhões de pessoas acima de 65 anos. De acordo com o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, o envelhecimento da população aumenta o número de pessoas com catarata, a maior causa de cegueira tratável no mundo. A doença lentamente embaça o cristalino, lente natural do nosso olho e quanto mais avançada a idade, maior a chance de ter catarata. Segundo o CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia) a prevalência é de 17% entre os menores de 65 anos, 47% em quem tem de 65 a 74 anos e 73% em quem tem mais de 75 anos. O médico diz que não é possível impedir a progressão por se tratar de um processo natural do envelhecimento ocular. Mas adverte que quanto mais avançada, maior a dificuldade para realizar atividades corriqueiras e a chance de entrar em depressão. Engana-se quem pensa que para resolver o problema basta tomar um antidepressivo. Isso porque, segundo um estudo realizado no Canadá, os medicamentos que agem como inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS) aumentam em 15% o risco de desenvolver catarata. A cirurgia é indicada, quando o paciente começa a ter limitações para dirigir, ler, usar o computador ou realizar qualquer outra atividade. Segundo um estudo epidemiológico realizado em 18 países pela OMS, o Brasil aparece como o primeiro no ranking do distúrbio, com uma prevalência de 10,8%, considerando todas

wordpress

Catarata aumenta depressão entre idosos

as idades. Para Queiroz Neto, este alto índice de depressão em parte tem uma relação direta com a catarata. Isso porque um levantamento feito pelo médico nos prontuários de 132 pacientes do hospital, mostra que 64% tiveram melhora do estado emocional depois da cirurgia de catarata. O problema, ressalta, é que a maior parte da população depende do atendimento do SUS e desde 2006 os mutirões de catarata foram reduzidos em todo o país. Por isso, a cegueira causada pela doença vem crescendo no Brasil com uma prevalência 50% maior entre mulheres.

VENDO Rampa de metal para lavagem Suporta caminhões e carros. Preço: R$ 1.500,00 a combinar. Ligue: 51.9951.9801

Dicas de prevenção As dicas do médico para adiar a catarata são: • Usar lente com proteção UV (ultravioleta) nas atividades externas. • Proteger os olhos da luz azul invisível, emitida pelos equipamentos eletrônicos • Controlar o consumo de sal que forma depósitos no cristalino, evitando carnes embutidas, saleiro na mesa e sopas prontas. • Controlar os níveis de glicose e colesterol com exames de sangue. • Evitar cigarros e bebidas alcoólicas. • Dormir de 6 a 8 horas/noite. A boa notícia é que atualmente a cirurgia é mais segura e precisa. Isso porque as incisões podem ser feitas com o laser de femtosegundo que revolucionou a cirurgia refrativa para corrigir miopia, hipermetropia e astigmatismo. O especialista ressalta que a exposição ao calor do ultrassom também é menor. Por isso a perda de células irrecuperáveis da córnea é menor. Fonte: www.bemparana.com.br


6 | OUTUBRO DE 2015 | MAIOR DE 60

COMUNIDADE

Torneio de Câmbio do PELC-NH

VIII encontro de câmbio Ivoti

Créditos: Divulgação/SMEL

O auditório do Colégio Sinodal lotou no último dia 9, durante a palestra AVC - Prevenção e Tratamento: temos muito a fazer, promovida pela Prefeitura de São Leopoldo, por meio do Núcleo de Educação e Pesquisa da Samu e apoio do Gabinete da Primeira-dama. Com o objetivo de alertar para a prevenção do Acidente Vascular Cerebral (AVC), doença que atinge 400 mil pessoas por ano e, desses, 100 mil vão a óbito, o evento faz parte das atividades da campanha mundial de prevenção, que ocorre em outubro. Mais atividades do Samu estão sendo organizadas para este mês, sobre a prevençao do AVC. A programação do Mês do Idoso foi bem di- Informações pelo e-mail nep@saoleopoldo.rs. versificada e para não deixar ninguém parado, gov.br. a Prefeitura de Novo Hamburgo, a partir da Secretaria de Esporte e Lazer (SMEL) e da Coordenadoria de Políticas Públicas para os Idosos (CPIdosos), em conjunto com o SESC, realizou um torneio de câmbio na Sociedade Ginástica de No dia 20 de outubro, terça-feira, às 20h, na Novo Hamburgo, envolvendo cinco grupos do Sociedade Santa Cecília, em Dois Irmãos, ocorPrograma de Esporte e Lazer na Cidade, PEL- re a apresentação da Orquestra Blasorchester C-NH, que contou com mais cinco grupos do Rhein-Hunsrück, durante Encontro com a Herta, SESC, de outras cidades. uma promoção que conta com o apoio cultural Os vencedores do torneio foram: da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de 1° lugar - Equipe ENERGIA Agricultura, Indústria, Comércio e Turismo, por MASTER de Santa Rosa; meio do Departamento de Turismo. Os ingres2° lugar- SESC Montenegro; sos estão sendo comercializados a R$ 10,00, na 3° lugar - ENERGIA SENIOR de Santa Rosa; Curto Arte (3564.4888) e na própria Sociedade 4° lugar - PELC-NH de Lomba Grande. (3564.1242).

Créditos: Divulgação/PLUG

Palestra alerta à prevenção do AVC

Orquestra Blasorchester estará na Santa Cecília

Um grande evento foi realizado no dia 3 de outubro, envolvendo mais de 300 idosos. O torneio de câmbio contou com a presença de grupos convidados com participantes com idades entre 55 e 90 anos. Os grupos CRAS, de Presidente Lucena; de Dois Irmãos; PELC, de Novo Hamburgo; Free Life de Novo Hamburgo; ASAPEG, de Gravataí; PRIOVITE, de Igrejinha; Centro Esportivo São Luís, de Canoas; Fátima, de Sapucaia do Sul; SMEL, de Caxias do Sul; Tesourinha de Porto Alegre; Sem Limite, de Porto Alegre; PLUG, de Ivoti; PATI, de Portão e Viver Bem, de São Leopoldo jogaram com entusiasmo e alegria. Segundo a coordenadora Adeline Bervian Leobet, a ajuda de todo o PLUG (Programa Lazer Unindo Gerações) de Ivoti foi determinante para o sucesso do evento, que contou ainda com oficinas de biscuit, bordado, cultura japonesa e apresentação do grupo de danças alemãs do próprio PLUG.

PROGRAMA de INVESTIMENTO em LOGÍSTICA.

198,4 BILHÕES

O Brasil vai seguir avançando.

R$

66,1

bilhões

R$

para 7 mil km de estradas RODOVIAS

86,4

DE REAIS EM INVESTIMENTOS PROJETADOS.

R$

bilhões para 7,5 mil km de ferrovias

FERROVIAS

PORTOS

37,4

bilhões para portos e terminais privativos

R$

8,5

bilhões para 4 aeroportos

AEROPORTOS

Uma infraestrutura de transportes integrada e moderna vai trazer mais agilidade na distribuição da produção brasileira, mais competitividade nas exportações e mais qualidade nos serviços prestados à população. Além de gerar emprego e renda para os brasileiros e impulsionar o crescimento do país. É assim que o Brasil vai seguir avançando.


MAIOR DE 60 | OUTUBRO DE 2015 | 7

Jorge Boruszewsky

Escolha do rei e rainha encerrou o mês do Idoso

COMUNIDADE tologia que já é considerada epidêmica por causa do envelhecimento da população mundial, representantes da Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), e do Instituto da Mente, de Novo Hamburgo, estiveram no Centro Administrativo Leopoldo Petry na manhã do dia 22 de setembro. O grupo apresentou dados sobre a doença e sugeriu uma parceria com a Prefeitura no sentido de ampliar as informações a respeito do assunto junto à população.

O mês do Idoso foi encerrado com o Baile da escolha do Rei e Rainha 2015. O evento ocorreu na Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo e foi promovida pela Coordenadoria de Políticas Públicas para os Idosos (CPIdosos), 13 idosos concorreram ao posto. Os vencedores foram Osmar Pinto Rodrigues, de 73 anos e Doraci Oliveira de Carvalho, 62 anos, ambos do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Primavera.

Encontro abordou a prevenção ao Alzheimer

Julia Viana

Teatro de bonecos para os idosos de Sapiranga

Paulo Barcelos

O Centro Municipal de Cultura Lucio Fleck ficou lotado para a cerimônia comemorativa ao Dia Mundial do Idoso em Sapiranga, que marcou o encerramento das atividades do Mês do Idoso. Mais de 400 pessoas assitiram a peça de teatro com bonecos "Enquanto a Noite não Chega", com o grupo de teatro de bonecos Cia Theatral Goliardos. A peça conta a história de um casal de idosos que vive em uma cidadezinha na qual eles e o coveiro são os únicos habitantes. A convivência entre eles e um fato inesperado os une em uma jornada de descobertas e confissões. O Setembro é lembrado como o mês de combate evento encerrou com um coquetel no saguão do e prevenção ao Alzheimer. Para falar sobre a pa- Centro Municipal de Cultura.

Manifestação no Dia Internacional do idoso

O Presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Novo Hamburgo, Adailton Alexandre Velho e associados, aproveitaram o Dia do Idoso para reivindicar os direitos dos aposentados e pensionistas, no centro em Novo Hamburgo.

Campo Bom ensina a prevenir o Alzheimer Uma iniciativa importante da Secretaria de Saúde de Campo Bom para melhorar o atendimento de idosos a médio e longo prazo é o Programa de Capacitação em Atendimento de Idosos na Atenção Básica. Até dezembro, uma série de palestras e treinamentos serão ministradas pelo geriatra e gerontólogo Leandro Minozzo, que esteve recentemente na cidade para a palestra Como Manter a Mente Ativa e Longe do Azheimer, realizada no teatro Marlise Saueressig numa programação aberta à comunidade e que integra um ciclo de capacitações voltadas aos profissionais de saúde do município, alertando sobre demência e orientação sobre como manter a mente ativa. Este ciclo de capacitação será realizado sempre no 4º andar do Centro Administrativo Municipal.


PETS

8 | OUTUBRO DE 2015 | MAIOR DE 60

MAIOR DE 60 OUTUBRO 2015  

Jornal dirigido à Terceira Idade na Grande Porto Alegre

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you