Page 1

www.maiorde60.com.br

Outubro de 2016 Ano 10 - Nº 108

SAÚDE

INFORMATIVO

Medicamentos: a hora certa pode ser decisiva

ATAPNH - Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas de Novo Hamburgo

A cronoterapia defende a sincronização do regime medicamentoso com seu ritmo circadiano para maior efeciência

Página 3

Páginas 4 e 5

Centro Dia, uma alternativa para os idosos

Sempre que se fala em idoso, ouve-se que há um aumento da expectativa de vida da população. Isso já foi confirmado pela última Pnad (Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio). De 2009 a 2011 este grupo aumentos 7,6%. O que não ocorreu com a faixa de 0 a 4 anos. Isso significa que as famílias terão de começar a se preocupar mais em onde deixar o vovô e a vovó quando saem para trabalhar/estudar, do que com os filhos. Estes, apesar de ainda lúcidos a ativos, precisam de companhia, seja por questões de saúde, ou simplesmente por segurança.

Pensando nisso, muitos empreendedores estão criando os Centros Dia, onde idosos recebem cuidados, convive com seus pares, têm acesso a alimentação apropriada, cultura, atividade física e recreação Estes centros ainda não são acessíveis (devido ao custo) para famílias de menor renda. Porém, muitas prefeituras, preocupadas com o bem-estar de seus contribuintes, já proporcionam este serviço, pois sabem que estes centros melhoram, e muito, a saúde desta população. Até porque escolheram investir em prevenção, pois reconhecem que o idoso ativo vai representar menor despesa em tratamentos médicos complexos (muitas vezes devido a quedas). Quem confirma isso é médico geriatra Flávio Chaimowicz, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que afirma que as atividades desenvolvidas nesses centros, são importantes para a saúde física e mental. "Só de sair um pouco de casa, o idoso já reduz o risco de ter osteoporose e melhora o controle de várias doenças, como hipertensão e diabetes", ressalta o médico. Além de ajudarem a evitar, por exemplo, a depressão e a insônia. Além dos benefícios para a saúde , os Centros Dia também tendem a proporcionar melhoras no ambiente doméstico, pois sabendo que seu idoso encontra-se em um espaço seguro, com pessoas tranquilas, desenvolvendo atividades, os familiares conseguem cumprir seus compromissos com mais tranquilidade. Estes centros também evitam a institucionalização prematura do idoso, e cuida de preservar os laços familiares existentes.


2 | OUTUBRO DE 2016 | MAIOR DE 60

OPINIÃO

Será que agora sai?

Vereatôa é vereatôa! Cumôia! E aí, chênde pôa? Dá felís gôn os ressuldáto tás eleizôn, uma vêiz? Eu dô máiz ô menos, bôrgue ajêi gue ía mutá um pôc máiz na gâmara, máiz guên zô eu, ãnde o glamôr to bôvo, non é? Em dôto gásso chá dô tuvitãndo to “A voz te Teus é a voz to bôvo”. Zêi non, ájo gue Teus não dá máiz nen aí brá ésda gadérva. Nen êl aquênda máiz dãnda murinhíss. E chá gue o azúnt é bolític, dampên vô tá meu pitác, gomo dôto múnto: eu guéro gue o vereatôa zêcha vereatôa e non um zegredário tísdo ô táguilo. Êl non gongorêu brá ôdra gôissa, endôn os brefêit (acóra brefêit fêmea, uma vêiz e bela brimêra vêiz) tevía bará gon ésda brátic nochênda e gologá nas zegredaría os décnigo nezezário brá aguéla área. Dipo azín, zê eu gondrát alquén brá me fassê um drapálho, eu guéro o melhôa e non um máiz ô menos. E zê non é, eu temíto. E no fín ta ópra, eu pago e êl vái enpóra e chlúss! Êu zêi gue dô falãnto retuntãns, máiz é gômo atministrira uma embressa: endrô tinhêro, aplíc no nezezário e quárda um trôc, uma vêiz. Nôn cásta o gue non dên, zenôn guépra. Ísdo é zérdo. Ách so... e na minha motésda obiniôn, no ôdro tía tás eleizõn, teviá endrá os novo elêido. Os berdetôr tevían zaí: ráus, chlús, telôga. E borguê? Bôrgue azín dên drêis mês brás vincãns... e a chênde zápe gue dên, ô zê dên!

Em 2008, às vésperas da eleição municipal, todos os candidatos daquele pleito garantiram como prioridade do seu mandato a construção de um centro de convivência para a terceira idade, em Novo Hamburgo. O tema foi notícia da edição nº 16, de julho de 2008 do Jornal Saber Viver. Em julho de 2011, durante uma entrevista, sondamos o prefeito eleito - hoje deputado – sobre a promessa que havia feito em sua campanha. Na época haviam mais de 25 mil idosos, claro que nem todos necessitando de atenção e em torno de 15 mil crianças em idade pré-escolar. Questionamos que até aquela data não tinha sido construído nem um centro de convivência, mas estavam sendo construídas mais creches A resposta foi simples e categórica, para não dizer constrangedora: “Veja bem, a nossa prioridade é a educação infantil, os velhos são responsabilidade de suas famílias”. E a promessa de campanha, foi só, para novamente, angariar votos? Agora, em 2016 resolvemos não questionar antes, não publicar em nosso jornal promessas, que como todo bom eleitor sabe, são vãs. Mas todos os candidatos têm um plano de governo, e no da prefeita eleita, sra. Fátima Daudt, consta na sua proposta de BEM ESTAR SOCIAL E CULTURAL, no quesito Programa Terceira Idade a

viabilização de centros de convivências e lazer. Vamos ver se agora a promessa vira realidade, deixando, não apenas os idosos, mas seus filhos mais tranquilos, pois enquanto saem para trabalhar sabem, como antigamente seus pais sabiam, que terão alguém zelando por eles, em sua fragilidade. Isso muitas vezes evita de que esses filhos, com toda a culpa que carregam e pouco dinheiro que dispõem, tenham que colocar seus pais em Lares, privando-os do convívio diário com seus filhos e muitas vezes, netos. Campo Bom já saiu na frente, seus parlamentares aprovaram o requerimento do vereador Paulo Tigre (PMDB), que indicou ao Executivo a criação de Projeto de Lei para criação da Creche Municipal da Melhor Idade, a qual beneficiará idosos com mais de 65 anos.

CLOSSÁRIO Endrô - entrou Ách so - ah, sim Enpóra - embora Ajêi - achei Ésda - esta Ãnde - ante Gadérva - caterva Aplíc - aplica Aquênda - aguenta Gásso - caso Glamôr - clamor Atministrira Gologá - colocar administrar Gondrát - contrato Azúnt - assunto Guépra - quebra Barés - parece Melhôa - melhor Bôvo - povo Brebáro - preparo Motésda - modesta Brimêra - primeira Murinhíss murrinhice Búbliga - pública Mutá - mudar Cásta - gasta Nochênda - nojenta Chênde - gente Obiniôn - opinião Chlús - fim Dãnda - tanta Ôdro - outro Dipo - tipo Ópra - obra Dôto - todo Pitác - pitaco Embressa - empresa Pôa - boa

Pôc - pouco Quárda - guarda Ráus - rua Ressuldáto resultado Retuntãns redundância Táguilo - daquilo Telôga - tchau Temíto - demito Tía - dia Trôc - troco Vereatôa - vereador Vincãns - vingança Zápe - sabe Zêcha - seja Zên - sem Zerão - serão Zérdo - certo Zímbles - simples

Nosso Jornal também está a disposição nas Tabacarias: São Leopoldo Campo Bom CNPJ: 12.322.553/0001-40 Inscrição Municipal: 6882 Rua Júlio de Castilhos, 600 CEP 93900-000 - Ivoti - RS Fone: 51.8456.4614

Novo Hamburgo Diretor geral: Gilberto R. Winter maiorde60@maiorde60.com.br Jornalista Responsável Rafael Geyger - MTb/RS: 12397 Arte-final: Sandra Carvalho de Alcantara

Circulação | Ivoti e Vale do Sinos www.maiorde60.com.br

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores

maiorde60


MAIOR DE 60 | OUTUBRO DE 2016 | 3

SAÚDE

Medicamentos: a hora certa pode ser decisiva MELHORES NA HORA DO JANTAR: ■ REMÉDIOS PARA AZIA O estômago produz duas ou três vezes mais ácido entre as 22 e as 2 horas do que em qualquer outro período do dia. Portanto, medicamentos bloqueadores de histamina para reduzir a produção de ácido devem ser tomados 30 minutos antes do jantar. Isso vai controlar a acidez no estômago durante a madrugada. ■ ANTIALÉRGICOS A rinite alérgica costuma piorar à noite e apresentar os piores sintomas pela manhã, quando os níveis de histamina, que desencadeiam os sintomas, estão mais altos. Anti-histamínicos tomados uma vez ao dia chegam ao pico de atuação entre 8 e 12 horas após a administração, portanto, tomá-los no jantar permite um melhor controle dos sintomas matinais. (Para anti-histamínicos tomados duas vezes ao dia, prefira pela manhã e à noite.)

MELHORES AO DEITAR:

AS INSTRUÇÕES NA BULA podem dizer apenas “uma vez ao dia”, no entanto, por causa do ritmo circadiano – o relógio biológico que go■ REMÉDIOS PARA O COLESTEROL verna o sono, a produção de hormônios e outros processos – seu corpo não A produção de colesterol no fígado é maior responde aos medicamentos da mesma maneira em horas diferentes do dia. após a meia-noite e menor pela manhã e no "Alguns medicamentos são bem menos eficazes e/ou menos tolerados início da tarde; assim, as estatinas devem ser se tomados no momento biológico errado”, afirma Michael Smolensky, tomadas logo antes de dormir. professor de engenharia biomédica no Universidade do Texas. Um campo de estudos de ponta chamado cronoterapia defende a sincro■ REMÉDIOS PARA A PRESSÃO nização do regime medicamentoso com seu ritmo circadiano para maximiA pressão arterial em geral é mais alta duzar a eficácia e minimizar os efeitos colaterais. Eis os melhores horários rante o dia e mais baixa durante o sono. Mas muitos hipertensos não aprepara tomar remédios com base na cronoterapia e em outros fatores. (Obser- sentam essa redução noturna, sobretudo com o avançar da idade. Isso é vação: Jamais altere seu regime medicamentoso sem consultar o médico.) fator de risco de AVC, infarto e doença renal. Por isso, os médicos aconselham tomar certos anti-hipertensivos, como inibidores da ECA e bloqueadores de receptores de angiotensina, antes de dormir. MELHORES PELA MANHÃ: ■ ANTIDEPRESSIVOS CONFORME OS SINTOMAS: Sono prejudicado é um efeito colateral comum de alguns inibidores seletivos de recapta■ REMÉDIOS PARA OSTEOARTRITE ção de serotonina, motivo pelo qual os especiaSegundo pesquisadores franceses, é melhor tomar anti-inflamatórios listas em geral recomendam tomá-los ao acordar. não esteroides, como o ibuprofeno, cerca de seis horas antes de a dor chegar ao auge, para terem efeito no momento certo. Se a dor tende a ocorrer à ■ MEDICAMENTOS PARA OSTEOPOROSE tarde, tome os remédios entre a metade da manhã e o meio-dia. Para dores É difícil para o corpo absorver remédios à base de bifosfonatos, usados à noite, tome-os no meio da tarde. E no jantar para dores de madrugada. para prevenir e tratar a osteoporose. Por isso os médicos aconselham tomá-los com água em jejum, ao acordar, e esperar uma hora antes de comer, Por Nissa Simon apatdao da © 2014 AARP. AARP BULLETIN (DEZEMBRO beber ou tomar outros medicamentos. DE 2013), AARP.ORG. Seleções Readers’s Digest |11.2014 | Pág. 17


GERAL

4 | OUTUBRO DE 2016 | MAIOR DE 60


MAIOR DE 60 | OUTUBRO DE 2016 | 5

SAÚDE


6 | OUTUBRO DE 2016 | MAIOR DE 60

IX Encontro da Terceira Idade em Ivoti Aconteceu no dia 8 de outubro, no Ginásio Municipal 20 de Setembro, em Ivoti, o IX Encontro da Terceira Idade, com o objetivo de proporcionar a integração, inclusão e socialização entre as pessoas da terceira idade através do jogo adaptado de câmbio.

Participaram as equipes, (em sentido horário, a partir da esquerda), Esporte e Saúde na Melhor Idade, de Dois Irmãos; Grupo de Câmbio, de Caxias do Sul; Maturidade Ativa de Igrejinha e Sem Limites de Porto Alegre, além do CRAS de Presidente Lucena; Só Alegria, de Novo Hamburgo; Unidos, de Gravataí; Fátima, de Sapucaia do Sul; Vida Saudável, de Sapucaia do Sul, Paty, de Portão, Viver Bem, de São Leopoldo; Conviver, de Estância Velha e Plug, de Ivoti. Todos receberam troféus e medalhas.

MAIOR DE 60 OUTUBRO 2016  

Jornal dirigido à Terceira Idade na Grande Porto Alegre

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you